Autor Tópico: Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo  (Lida 29287 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #225 Online: 04 de Abril de 2016, 09:52:54 »
"Júpiter é um gigante gasoso; devido a rápida rotação do planeta, a camada de hidrogênio metálico movimenta-se provocando a circulação de correntes elétricas geradas pelos elétrons livres. Essas correntes formam um intenso campo magnético no planeta, que influencia todo o espaço ao redor de Júpiter, inclusive seus satélites, atingindo até 100 raios planetários na direção do Sol e no lado oposto, a calda magnética chega a atingir 700 milhões de quilômetros de sua órbita. Esse campo é quatorze vezes maior que o da Terra e está inclinado onze graus com o eixo de rotação."  http://www.cdcc.sc.usp.br/cda/aprendendo-basico/sistema-solar/jupiter.html#Heading34

Qual o motivo para estranhar esse fato e atribuí-lo a algo extraordinário?

O DI afirma que existimos por conta de uma decisão de um ser superior, ou seja, por mais que sejam apresentadas falhas no quesito "Inteligente", tais sejam as cinco extinções em massa que ocorreram com a vida na Terra, o Design argumentará que tais extinções foram programadas para o surgimento da espécie humana.

Cinco maiores extinções em massa
« Última modificação: 04 de Abril de 2016, 10:04:19 por Brienne of Tarth »
GNOSE

Offline Spencer

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 625
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #226 Online: 04 de Abril de 2016, 11:34:12 »

Quando foram relacionados fatos que precisam combinação crítica para permitir a existência da vida humana na Terra,alguns simplesmente disseram: milagre seria não existir vida na Terra.  :!: :!: :!:
Talvez a necessidade de negar o ID seja maior que a capacidade de avaliar o quão extraordinárias são aquelas combinações.
Pode-se admitir um projeto inteligente sem que necessariamente haja seu projetista; bizarro mas suponhamos que isto seja possível. No entanto, dizer que o projeto não é maravilhoso é valorizar o ceticismo mais que a pp razão.

Também queria trazer a explicação sobre o posicionamento de Jupiter no sistema solar, que foge de certos princípios na formação dos planetas em torno de uma estrela, e este material estava gravado num programa do Discovery Channel, "os Mistérios do Universo", mas já havia deletado. Vou ficar atento e se tiver outra exibição do programa torno a gravar.


[Agnoscetico disse] Voce tem uma visao antropcentrista como se o ser humano fosse o mais importante e nao é. Antes do homem ja existia outros seres e antes desses nao existia nenhum. O universo nao existe em função do ser humano, ele poderia nem ter existido.
Veja meu caro, vc afirma que a vida humana não é a mais importante. Afirmar ou negar não é provar e seu argumento de que outros seres já existiam antes do homem, apenas reforça o conceito de que numa cadeia evolutiva o último degrau filogenético é mais aperfeiçoado que os primeiros ou seja, o ser humano tem um sistema nervoso altamente complexo que permite abstrações e a prática da ciência como recurso que provê conforto, segurança e progresso. E os primeiros da escala? A que propósito atendiam?  Nada que não fosse o aperfeiçoamento dos que viriam a seguir. Da brutalidade e selvageria surgem a ética, a moralidade e a justiça.
Quanto ao que vc disse: “O universo nao existe em função do ser humano, ele poderia nem ter existido”.
Aqui está o cerne do debate criacionismo x evolucionismo. No criacionismo racional, que não se apóia em um criador bíblico, religioso e antropomorfo, mas num criador que é a epistemologia de toda a ciência, onde a Teologia cede espaço para a Teleologia. Então, na conceituação filosófica de Infinito e  Eterno, não deve existir um Universo, mas inumeráveis universos, pois em relação ao ID sua ação criadora não sofrerá solução de continuidade, permitindo a disseminação da vida inteligente em todo o Cosmo.
E observe que este conceito de Multiversos é uma atualização conceitual da pp ciência.

 
« Última modificação: 04 de Abril de 2016, 11:44:58 por Spencer »

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #227 Online: 04 de Abril de 2016, 13:36:54 »
"O lado sombrio dos seus olhos ou a farsa do DI

Já cansei de dizer o quanto o projeto "inteligente" nos deu ferramentas tão vagabundas quanto nossos olhos e cérebros. Vemos o que queremos, ouvimos o que queremos e até sentimos frio e calor ao mesmo tempo, enquanto a porqueira de nossa massa cinzenta acha que está tudo nos conformes. Nossos olhos são os mais enganados, pois o ambiente nunca está estático, está sempre mudando e as informações que chegam na gambiarra evolutiva chamada "cérebro" estão tão fragmentadas que nem sempre se tem um quadro do que efetivamente está acontecendo. Resultado, o tosco do cérebro não dá o braço a torcer (ainda bem, pois as pessoas andariam na rua em poses estranhas) e acaba inventando a informação.

Eu adoro ilusões de óptica. Elas nos mostram que por mais que nos achemos o máximo, não passamos de algo projetado por um estagiário com sono."

Fonte


GNOSE

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #228 Online: 04 de Abril de 2016, 13:48:31 »
a Teologia cede espaço para a Teleologia.

Ou seja: não basta crer em deuses, têm-se que aceitar que é o fim em si, que tudo converge para o fim maior que seria a perfeição de Deus.

Deve ser esse o motivo então das recentes demonstrações de espiritualidade avançada e perfeição moral dos integrantes do ISIS e do Estado Islâmico, acompanhando o Plano Divino para a perfeição do ser humano. :umm:


GNOSE

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #229 Online: 04 de Abril de 2016, 14:28:46 »
"O lado sombrio dos seus olhos ou a farsa do DI

Já cansei de dizer o quanto o projeto "inteligente" nos deu ferramentas tão vagabundas quanto nossos olhos e cérebros. Vemos o que queremos, ouvimos o que queremos e até sentimos frio e calor ao mesmo tempo, enquanto a porqueira de nossa massa cinzenta acha que está tudo nos conformes. Nossos olhos são os mais enganados, pois o ambiente nunca está estático, está sempre mudando e as informações que chegam na gambiarra evolutiva chamada "cérebro" estão tão fragmentadas que nem sempre se tem um quadro do que efetivamente está acontecendo. Resultado, o tosco do cérebro não dá o braço a torcer (ainda bem, pois as pessoas andariam na rua em poses estranhas) e acaba inventando a informação.

Eu adoro ilusões de óptica. Elas nos mostram que por mais que nos achemos o máximo, não passamos de algo projetado por um estagiário com sono."

Fonte

Tosca essa argumentação. Faria algum sentido se soubéssemos projetar algo melhor, como pode ser o caso com várias outras coisas, mas não com o cérebro, que mal se entende.

Não é tanto por eventuais tosqueiras que fica evidenciada a evolução, mas pela "genealogia" em si, a despeito de quão boas ou toscas sejam as adaptações. E isso inclui a evolução das adaptações, que não requerem ter sido magicamente implementadas, mas tem sua ancestraliade evidenciada.

Um crente já convicto no "desenho inteligente" pode facilmente contestar esses argumentos lembrando que, como disse antes, mal compreendemos o cérebro e é difícil projetar "melhorias" teóricas que não fossem os efeitos práticos desejados (sem saber a estrutura necessária para isso), mas não só isso, como também dizendo coisas como que "essas imperfeições são o que nos tornam humanos, produzem toda a nossa riqueza de sensações, que não são necessariamente as mais lógicas, não somos máquinas [...] blablablá [...] espírito [...] blablablá [...] alma"


Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #230 Online: 04 de Abril de 2016, 14:45:31 »
Um crente já convicto no "desenho inteligente" pode facilmente contestar esses argumentos lembrando que, como disse antes, mal compreendemos o cérebro e é difícil projetar "melhorias" teóricas que não fossem os efeitos práticos desejados (sem saber a estrutura necessária para isso), mas não só isso, como também dizendo coisas como que "essas imperfeições são o que nos tornam humanos, produzem toda a nossa riqueza de sensações, que não são necessariamente as mais lógicas, não somos máquinas [...] blablablá [...] espírito [...] blablablá [...] alma"


por mais que sejam apresentadas falhas no quesito "Inteligente", tais sejam as cinco extinções em massa que ocorreram com a vida na Terra, o Design argumentará que tais extinções foram programadas para o surgimento da espécie humana.

Tipo isso...
GNOSE

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #231 Online: 04 de Abril de 2016, 14:56:12 »
É, ainda nesse tópico havia sido feita essa afirmação, curiosamente paralela à defesa de que o sistema solar é também projeto inteligente por nos proteger disso! Duplipensar em toda sua excelência. Mas isso acho que já é até um "desenho inteligente plus", a concepção original tentava ser mais tímida, e por isso mais eficiente na "estratégia de cunha"/infiltração, só tentando validar a especulação sobre inteligência por trás de adaptações, não sobre um "grande plano". Aí já estão resgatando mais do criacionismo fundamentalista clássico.

Offline Spencer

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 625
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #232 Online: 04 de Abril de 2016, 17:32:49 »
"Júpiter é um gigante gasoso; devido a rápida rotação do planeta, a camada de hidrogênio metálico movimenta-se provocando a circulação de correntes elétricas geradas pelos elétrons livres. Essas correntes formam um intenso campo magnético no planeta, que influencia todo o espaço ao redor de Júpiter, inclusive seus satélites, atingindo até 100 raios planetários na direção do Sol e no lado oposto, a calda magnética chega a atingir 700 milhões de quilômetros de sua órbita. Esse campo é quatorze vezes maior que o da Terra e está inclinado onze graus com o eixo de rotação."  http://www.cdcc.sc.usp.br/cda/aprendendo-basico/sistema-solar/jupiter.html#Heading34

Qual o motivo para estranhar esse fato e atribuí-lo a algo extraordinário?

Em princípio O campo magnético de Júpiter é o maior fenômeno físico de todo o sistema solar e indo para além deste. Cria assim um escudo protetor contra as radiações cósmicas e particularmente do Sol. Mas para isto vejamos o seguinte:
Há um encadeamento de propriedades que se combinam para formar o escudo de radiações. O Hidrogênio metálico só existe em ambientes de elevada pressão, a qual não se consegue no ambiente da Terra, apenas artificialmente. Era necessário que Júpiter tivesse as dimensões formidáveis que apresenta para que sua gravidade proporcionasse tal pressão, além de ser o atrator por excelência de corpos que poderiam estar constantemente caindo sobre a Terra. O resto é como está no link... um campo magnético que transcende as fronteiras do sistema solar.
O Discovery Channel apresenta um programa chamado “os mistérios do universo” e neste dedicaram um cap. Inteiro a Júpiter. Entre outras coisas, este planeta teve sua posição alterada duas vezes para ocupar o lugar que ocupa hoje. O processo de Acreção, quando na formação a partir da nebulosa solar não transcorreu como em principio era de se esperar levando-se em consideração as dimensões que possui hoje. Quando assisti o programa não imaginava que precisaria citar suas informações e não prestei tanta a atenção, e deletei-o em seguida.




O DI afirma que existimos por conta de uma decisão de um ser superior, ou seja, por mais que sejam apresentadas falhas no quesito "Inteligente", tais sejam as cinco extinções em massa que ocorreram com a vida na Terra, o Design argumentará que tais extinções foram programadas para o surgimento da espécie humana.

Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos e segundo o link que foi passado eram importantes marcas na transição dos períodos geológicos, tipo, ordoviciano, cambriano, etc. Nada mais. Em relação aos Dinos fiz um post ao Alquimista e parece que ele se aquietou pois não tocou mais no assunto. :lol:

Cinco maiores extinções em massa

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #233 Online: 04 de Abril de 2016, 18:07:28 »
Até agora o Spencer com esse lenga lenga... Aja paciência!!! E que mazorca de quotes é essa?

Em princípio O campo magnético de Júpiter é o maior fenômeno físico de todo o sistema solar e indo para além deste. Cria assim um escudo protetor contra as radiações cósmicas e particularmente do Sol. Mas para isto vejamos o seguinte:
Há um encadeamento de propriedades que se combinam para formar o escudo de radiações. O Hidrogênio metálico só existe em ambientes de elevada pressão, a qual não se consegue no ambiente da Terra, apenas artificialmente. Era necessário que Júpiter tivesse as dimensões formidáveis que apresenta para que sua gravidade proporcionasse tal pressão, além de ser o atrator por excelência de corpos que poderiam estar constantemente caindo sobre a Terra. O resto é como está no link... um campo magnético que transcende as fronteiras do sistema solar.
O Discovery Channel apresenta um programa chamado “os mistérios do universo” e neste dedicaram um cap. Inteiro a Júpiter. Entre outras coisas, este planeta teve sua posição alterada duas vezes para ocupar o lugar que ocupa hoje. O processo de Acreção, quando na formação a partir da nebulosa solar não transcorreu como em principio era de se esperar levando-se em consideração as dimensões que possui hoje. Quando assisti o programa não imaginava que precisaria citar suas informações e não prestei tanta a atenção, e deletei-o em seguida.


Então é isso, Spencer. Consequentemente o deus que deve existir com certeza é o deus Júpiter!!! Viva Zeus!!!!!!!!!

Citar
Em relação aos Dinos fiz um post ao Alquimista e parece que ele se aquietou pois não tocou mais no assunto. :lol:

hahahahahahahaha... Com relação àquele assunto, pelo que consta, tu já fostes feiamente refutado... Então pra quê engabelar???
A não ser que esteja falando da Família Dinossauro. Quer animações mais criacionistas que a Família Dinossauro e os Flintstones???

kkkkkkkkkkkkkkkk
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #234 Online: 04 de Abril de 2016, 18:31:47 »
Crianças, quando forem debater iguais a adultos, coloque as citações em que vão replicar entre os quotes.
É só clicar naquele balãozinho , xuxar a citação no meio e ser feliz!!!

Sobretudo você, Spencer. Não dá para ler nessa mixórdia de quotes que você apronta.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #235 Online: 04 de Abril de 2016, 18:49:06 »
Em princípio O campo magnético de Júpiter é o maior fenômeno físico de todo o sistema solar ...O processo de Acreção, quando na formação a partir da nebulosa solar não transcorreu como em principio era de se esperar levando-se em consideração as dimensões que possui hoje.
E?

Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos ...Nada mais.
O que você tem contra animais microscópicos?

Embriologia

GNOSE

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #236 Online: 04 de Abril de 2016, 18:51:15 »
Aí já estão resgatando mais do criacionismo fundamentalista clássico.

Não há um relojoeiro, mas somente um aferidor? O tal "ajuste fino"?
GNOSE

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #237 Online: 04 de Abril de 2016, 19:32:17 »
Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos ...Nada mais.

Sem contar na própria EXTINÇÃO PLANETÁRIA da primeira geração de planetas rochosos do Sistema Solar, conduzida por quem? Pelo Deus Júpiter. A derrota dos Titãs, confirmada pela ciência.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.918
  • Sexo: Masculino
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #238 Online: 04 de Abril de 2016, 19:42:31 »
Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos e segundo o link que foi passado eram importantes marcas na transição dos períodos geológicos, tipo, ordoviciano, cambriano, etc. Nada mais. Em relação aos Dinos fiz um post ao Alquimista e parece que ele se aquietou pois não tocou mais no assunto. :lol:
Cinco maiores extinções em massa

Quais foram as quatro extinções em massa que destruíram apenas (ou principalmente) "animais microscópicos"?
Foto USGS

Offline El Elyon

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 477
  • Sexo: Masculino
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #239 Online: 04 de Abril de 2016, 22:33:34 »
Citar
Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos e segundo o link que foi passado eram importantes marcas na transição dos períodos geológicos, tipo, ordoviciano, cambriano, etc. Nada mais. Em relação aos Dinos fiz um post ao Alquimista e parece que ele se aquietou pois não tocou mais no assunto.

As extinções em massa classificadas como "Big Five" (Ordo-Siluriana, Devoaniana, Permo-Triássica, Tria-Jurássica e Cretáceo-Paleogênica) são todas posteriores ao aparecimento e florescimento da vida pluricelular, dos organismos de macro-escala e mesmo da "Explosão Cambriana". Não sem motivo foram as primeiras a serem descobertas (porque a descontinuidade fossilífera é visível a olho desarmado). Aliás, a única crise biótica que é relativamente bem conhecida e lida exclusivamente com organismos microscópicos é a Catástrofe do Oxigênio - existem uma série de crises bióticas que talvez possam ser classificadas como tais (como as que levaram ao fim das faunas Ediacaranas e Botomianas) mas elas não são parte do "Big Five.
"Thy word, El, is wise;
Thou art wise unto eternity;
Lucky life is Thy word.
Our king is Aliyan Baal,
Out judge, and none is above Him.
Let both of Us drain His chalice;
Both of Us drain His cup!"

Declaração de Asherah ao Compassivo El anunciando a ascensão de Baal.

Offline Spencer

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 625
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #240 Online: 05 de Abril de 2016, 06:36:22 »
Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos e segundo o link que foi passado eram importantes marcas na transição dos períodos geológicos, tipo, ordoviciano, cambriano, etc. Nada mais. Em relação aos Dinos fiz um post ao Alquimista e parece que ele se aquietou pois não tocou mais no assunto. :lol:
Cinco maiores extinções em massa

Quais foram as quatro extinções em massa que destruíram apenas (ou principalmente) "animais microscópicos"?
Além do que Elyon postou, há outro enfoque que permite compreender a razão deste fenômeno ter sido classificado como as cinco grandes extinções em massa:

Extinção Cambriana - marca o fim do Cambriano. Extinguiu principalmente, diversas espécies de equinodermos braquiópodes e conodontes. No entanto, as evidências são pobres demais para que se possa dizer com certeza se as taxas de extinção foram excepcionalmente altas em alguma época daquele período.
Extinção do Ordoviciano (444 Ma) - ocorrida no fim do Ordoviciano, vitimou sobretudo trilobites, braquiópodes, crinoides e equinoides; provavelmente resultante de uma erupção de raios gama que atingiu a Terra, fazendo a atmosfera alterar-se, deixando passar os raios UV, e provocando uma era glacial;
Extinção do Devoniano superior (360 Ma) - na Devoniano superior / Carbonífero inferior, evento gradual que vitimou cerca de 70% da vida marinha, sobretudo corais e estromatoporóides. desapareceram neste evento.
Extinção Permiana (251 Ma) - a maior de todas as extinções em massa, que fez desaparecer cerca de 96% dos géneros marinhos e 50% das famílias existentes; desaparecimento quase total das trilobites.[1] No entanto, algumas investigações e pesquisas parecem apontar para alguns remanescentes dos trilobites, através de sua evolução, e alguns acreditam que uma destas seja o límulo, conhecido também por "caranguejo-ferradura".
Extinção do Triássico-Jurássico (200 Ma).Cerca de 20% de todas as famílias marinhas e de arcossauros (com exceção dos dinossauros) foram extintas, o mesmo ocorreu com os grandes anfíbios da época.
Extinção K-Pg (65,5 Ma) - mais conhecida pelo desaparecimento dos dinossauros. Acredita-se ter destruído 60% da vida na Terra.
Extinção do Holoceno - é o nome dado ao evento recente de extinções de plantas e animais perpetrado pelo ser humano, logo tal extinção distingue das demais por ocorrer sob intermédio da civilização humana e não por ocasiões biogeoquímicas ou cósmicas (como no caso do asteroide da extinção K-T), fatores externos a vida.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.948
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #241 Online: 05 de Abril de 2016, 10:17:44 »
Do not fear, the ID is here... :P


« Última modificação: 05 de Abril de 2016, 10:20:13 por Brienne of Tarth »
GNOSE

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.918
  • Sexo: Masculino
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #242 Online: 05 de Abril de 2016, 10:56:15 »
Forçando um pouco a barra, heim? Observar que destas cinco extinções, quatro delas  tratavam de animais microscópicos e segundo o link que foi passado eram importantes marcas na transição dos períodos geológicos, tipo, ordoviciano, cambriano, etc. Nada mais. Em relação aos Dinos fiz um post ao Alquimista e parece que ele se aquietou pois não tocou mais no assunto. :lol:
Cinco maiores extinções em massa
Quais foram as quatro extinções em massa que destruíram apenas (ou principalmente) "animais microscópicos"?

Além do que Elyon postou, há outro enfoque que permite compreender a razão deste fenômeno ter sido classificado como as cinco grandes extinções em massa:

Extinção Cambriana - marca o fim do Cambriano. Extinguiu principalmente, diversas espécies de equinodermos braquiópodes e conodontes. No entanto, as evidências são pobres demais para que se possa dizer com certeza se as taxas de extinção foram excepcionalmente altas em alguma época daquele período.
Extinção do Ordoviciano (444 Ma) - ocorrida no fim do Ordoviciano, vitimou sobretudo trilobites, braquiópodes, crinoides e equinoides; provavelmente resultante de uma erupção de raios gama que atingiu a Terra, fazendo a atmosfera alterar-se, deixando passar os raios UV, e provocando uma era glacial;
Extinção do Devoniano superior (360 Ma) - na Devoniano superior / Carbonífero inferior, evento gradual que vitimou cerca de 70% da vida marinha, sobretudo corais e estromatoporóides. desapareceram neste evento.
Extinção Permiana (251 Ma) - a maior de todas as extinções em massa, que fez desaparecer cerca de 96% dos géneros marinhos e 50% das famílias existentes; desaparecimento quase total das trilobites.[1] No entanto, algumas investigações e pesquisas parecem apontar para alguns remanescentes dos trilobites, através de sua evolução, e alguns acreditam que uma destas seja o límulo, conhecido também por "caranguejo-ferradura".
Extinção do Triássico-Jurássico (200 Ma).Cerca de 20% de todas as famílias marinhas e de arcossauros (com exceção dos dinossauros) foram extintas, o mesmo ocorreu com os grandes anfíbios da época.
Extinção K-Pg (65,5 Ma) - mais conhecida pelo desaparecimento dos dinossauros. Acredita-se ter destruído 60% da vida na Terra.
Extinção do Holoceno - é o nome dado ao evento recente de extinções de plantas e animais perpetrado pelo ser humano, logo tal extinção distingue das demais por ocorrer sob intermédio da civilização humana e não por ocasiões biogeoquímicas ou cósmicas (como no caso do asteroide da extinção K-T), fatores externos a vida.

Então não são 5 e sim 6 extinções.

E retomo a minha pergunta: Quais foram as quatro extinções em massa que destruíram apenas (ou principalmente) "animais microscópicos"?
Foto USGS

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #243 Online: 05 de Abril de 2016, 17:24:34 »
De modo geral estes devem ser os menos afetados. Fico curioso sobre como poderiam estimar esse impacto. Talvez análises na biodiversidade atual, algum indício de grandes gargalos genéticos suficientemente coincidentes.


Não conhecia essa teoria:

http://www.nature.com/news/archaeageddon-how-gas-belching-microbes-could-have-caused-mass-extinction-1.14958

A teoria de Gaia tem que incluir alguns episódios severos de TPM.


Ironicamente, procurando exatamente por "microbial mass extinction" no google, o único resultado parece ser meio Gaia-esco. Do "Journal of Cosmology": "Extinction, Metamorphosis, Evolutionary Apoptosis, and Genetically Programmed Species Mass Death" :biglol:

Offline Agnoscetico

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.271
  • Sexo: Masculino
Re:Criacionistas: proposta de como melhor defender o criacionismo
« Resposta #244 Online: 31 de Dezembro de 2016, 01:58:23 »

<a href="https://www.youtube.com/v/4ejM14u7LTQ" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/4ejM14u7LTQ</a>


O Pirulla cometeu uma gafe, mas não fui único a notar, o Ciclistacetico rebateu:

Citar
Ciclista cético1 dia atrás
Caramba Pirula, como assim a religião responde muito bem porque estamos aqui, o sentido da vida, etc...????????
Sério mesmo que você acha que alguma religião responda MUITO BEM alguma dessas perguntas??????????
Na boa, não acredito que você disse isso!!!!!!!!


<a href="https://www.youtube.com/v/GzcNDF1AT-c" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/GzcNDF1AT-c</a>
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2016, 02:01:33 por Agnoscetico »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!