Autor Tópico: Problemas do SUS  (Lida 124127 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Problemas do SUS
« Resposta #150 Online: 21 de Março de 2013, 15:01:09 »
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #151 Online: 21 de Março de 2013, 15:03:48 »
Ou seja, se não mostram o que você quer ouvir, então são incompletos. Que indicadores sugere então?

Para começar a avaliação de qualidade deve ser feita por uma entidade independente. Isto evitará a maior parte dos erros na geraçáo de informações. Na continuidade, os indicadores devem ser contextualizados.
Mas isso é feito. Alguns indicadores (como a mortalidade infantil, por exemplo) são acompanhados por entidades internacionais como UNICEF (que distribui o selo Hospital Amigo da Criança e Município Amigo da Criança dentro de critérios bem rigorosos) e o Banco Mundial, que também financiam muitos projetos. Existem também estudos de base local com pesquisadores independentes nas universidades (públicas e privadas). Como exemplo temos também o PMAQ-AB que avalia 47 indicadores e ainda uma avaliação qualitativa das equipes da Atenção Básica, que é conduzido por um avaliador externo, normalmente uma Universidade. Mesmo com tudo isso, os sistemas de informação em saúde do Brasil são muito confiáveis, sendo o melhor e maior sistema de informação passivo do mundo (existe uma contribuição e intercâmbio grande entre a SVS e o CDC americano). Antes dos dados serem disponibilizados eles passam por uma crítica e, dependendo do dado, um fator de correção (exemplo de fator de correção é no sistema  de mortalidade em municípios com ainda grande número de cemitérios clandestinos), tudo isso leva a um atraso de 3 a até 6 meses para a disponibilidade do dado ao público.

Então vamos ver se você está certo ou não. Me mostre esses indicadores para a cidade de SP. Eles necessariamente vão ter que mostrar o que conhecemos ou são incompletos/políticos.

Vamos ver quais indicadores mostram que ficamos esperando 5 meses pode uma consulta, ou que não há aparelhos para exames.

Truco.


Aqui você pode encontrar alguma coisa que procura: http://189.28.128.178/sage/
Os indicadores do Pacto pela Saúde de 2012, em São Paulo, podem ser vistos aqui: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/dh.exe?pacto/2012/cnv/pactsp.def
Veja a tabela por município em cada indicador, então você pode comparar com a cidade de São Paulo.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #152 Online: 21 de Março de 2013, 15:06:56 »
Vou ver.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Problemas do SUS
« Resposta #153 Online: 21 de Março de 2013, 15:10:34 »

O que o Derfel se esqueceu de dizer:

Citação de: Derfel
Seis!
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #154 Online: 21 de Março de 2013, 15:13:30 »
Nossa, que bacana, as vacinas são super rápidas e eles também não fazem alguém com fratura exposta esperar 5 meses por um atendimento.  :stunned:

Ano passado eu precisei ir ao posto retirar uns pontos do dedo, e realmente fui atendido em menos de 20 minutos! Que supimpa, que qualidade, que sensual! Pena que isso não importa porra nenhuma.

O que importa é leito para pessoas realmente doentes, é exames e consultas imediatas para pessoas que viram suas vidas ruir com um diagnóstico de câncer, é não precisar dormir em cima de uma maca em um corredor de hospital, é não morrer na fila de atendimento, é ser tratado com dignidade e presteza quando se está muito doente, é não precisar ir na noite anterior ao hospital para dormir na fila com a esperança de pegar uma das primeiras senhas para conseguir atendimento no dia anterior.

Pô, sério, eu fico super feliz em saber que alguém que se acidenta de moto e tem, sei lá, uma fratura exposta não precisa marcar consulta pra ser atendido ou que alguém com 37.1º de febre consegue ser atendido em menos de uma hora em um posto qualquer, mas usar isso para querer começar a definir o nosso sistema de saúde é pra foder o c* do palhaço. 

Saber que o sistema tem problemas e precisa melhorar em muita coisa é diferente de afirmar que o sistema é péssimo. Por que esses hospitais estão lotados? Por que se precisa dormir na fila para fazer uma consulta em um hospital? Isso significa que está faltando uma AB, deficiência na regionalização  e uma regulação desestruturada. Enquanto o gestor investir em um sistema hospitalocêntrico isso ainda vai acontecer. Ninguém deve ir a um hospital para marcar uma consulta, isso é papel da regulação. Bem como um PS é para atender urgências e emergências e não ambulatório.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #155 Online: 21 de Março de 2013, 15:14:52 »

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #156 Online: 21 de Março de 2013, 15:17:00 »
...
Aqui você pode encontrar alguma coisa que procura: http://189.28.128.178/sage/
Os indicadores do Pacto pela Saúde de 2012, em São Paulo, podem ser vistos aqui: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/dh.exe?pacto/2012/cnv/pactsp.def
Veja a tabela por município em cada indicador, então você pode comparar com a cidade de São Paulo.

O em negrito é besteira. Mostra índices estatísticos que não representam o sistema de saúde em si (custo, espera, qualidade, números de atendimentos de especialistas, nada..)
Alguns índices podem ter melhorado por causa do aumento do número de pessoas que compram serviços particulares.

Isso deveria ser evidente, Derfel. Vamos ao segundo.

Alias, isso que você me deu é um EXEMPLO que a ineficiência que teoricamente deveria existir na gestão pública de fato ocorre. Você chama isso de sistema de BI? Solução caseira mequetrefe, sem capacidade de drilldown, cruzamentos, análises, nada.

Vejamos o outro.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #157 Online: 21 de Março de 2013, 15:18:02 »
Nossa, que bacana, as vacinas são super rápidas e eles também não fazem alguém com fratura exposta esperar 5 meses por um atendimento.  :stunned:

Ano passado eu precisei ir ao posto retirar uns pontos do dedo, e realmente fui atendido em menos de 20 minutos! Que supimpa, que qualidade, que sensual! Pena que isso não importa porra nenhuma.

O que importa é leito para pessoas realmente doentes, é exames e consultas imediatas para pessoas que viram suas vidas ruir com um diagnóstico de câncer, é não precisar dormir em cima de uma maca em um corredor de hospital, é não morrer na fila de atendimento, é ser tratado com dignidade e presteza quando se está muito doente, é não precisar ir na noite anterior ao hospital para dormir na fila com a esperança de pegar uma das primeiras senhas para conseguir atendimento no dia anterior.

Pô, sério, eu fico super feliz em saber que alguém que se acidenta de moto e tem, sei lá, uma fratura exposta não precisa marcar consulta pra ser atendido ou que alguém com 37.1º de febre consegue ser atendido em menos de uma hora em um posto qualquer, mas usar isso para querer começar a definir o nosso sistema de saúde é pra foder o c* do palhaço. 

Saber que o sistema tem problemas e precisa melhorar em muita coisa é diferente de afirmar que o sistema é péssimo. Por que esses hospitais estão lotados? Por que se precisa dormir na fila para fazer uma consulta em um hospital? Isso significa que está faltando uma AB, deficiência na regionalização  e uma regulação desestruturada. Enquanto o gestor investir em um sistema hospitalocêntrico isso ainda vai acontecer. Ninguém deve ir a um hospital para marcar uma consulta, isso é papel da regulação. Bem como um PS é para atender urgências e emergências e não ambulatório.

logo é péssimo. E o motivo que ele é péssimo é exatamente gestão e descaso.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #158 Online: 21 de Março de 2013, 15:24:26 »
...
Aqui você pode encontrar alguma coisa que procura: http://189.28.128.178/sage/
Os indicadores do Pacto pela Saúde de 2012, em São Paulo, podem ser vistos aqui: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/dh.exe?pacto/2012/cnv/pactsp.def
Veja a tabela por município em cada indicador, então você pode comparar com a cidade de São Paulo.

O em negrito é besteira. Mostra índices estatísticos que não representam o sistema de saúde em si (custo, espera, qualidade, números de atendimentos de especialistas, nada..)
Alguns índices podem ter melhorado por causa do aumento do número de pessoas que compram serviços particulares.

Isso deveria ser evidente, Derfel. Vamos ao segundo.

Alias, isso que você me deu é um EXEMPLO que a ineficiência que teoricamente deveria existir na gestão pública de fato ocorre. Você chama isso de sistema de BI? Solução caseira mequetrefe, sem capacidade de drilldown, cruzamentos, análises, nada.

Vejamos o outro.


Derfel, você está brincando, né?

Sabe qual é o primeiro problema do gestor público? Não é que ele apenas gere mal. É que sequer ele tem o paradigma de saber o que é gerir bem.

Ao invés de pedir para procurar coisas que não existem, por favor me dê, para SP

Tempo médio de espera para atendimento em PS, por doença
Tempo médio de espera para consultas, por especialidade
Tempo médio de espera por exames, por especialidade
Custo de intervenção por doença, com comparativo por regiões
Número de atendimentos (PS, consultas, exames) por funcionários, comparado entre regiões


Só para te dar algo que é o mínimo para gerir qualquer empresa de porte grande.
T
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #159 Online: 21 de Março de 2013, 15:26:07 »
Nossa, que bacana, as vacinas são super rápidas e eles também não fazem alguém com fratura exposta esperar 5 meses por um atendimento.  :stunned:

Ano passado eu precisei ir ao posto retirar uns pontos do dedo, e realmente fui atendido em menos de 20 minutos! Que supimpa, que qualidade, que sensual! Pena que isso não importa porra nenhuma.

O que importa é leito para pessoas realmente doentes, é exames e consultas imediatas para pessoas que viram suas vidas ruir com um diagnóstico de câncer, é não precisar dormir em cima de uma maca em um corredor de hospital, é não morrer na fila de atendimento, é ser tratado com dignidade e presteza quando se está muito doente, é não precisar ir na noite anterior ao hospital para dormir na fila com a esperança de pegar uma das primeiras senhas para conseguir atendimento no dia anterior.

Pô, sério, eu fico super feliz em saber que alguém que se acidenta de moto e tem, sei lá, uma fratura exposta não precisa marcar consulta pra ser atendido ou que alguém com 37.1º de febre consegue ser atendido em menos de uma hora em um posto qualquer, mas usar isso para querer começar a definir o nosso sistema de saúde é pra foder o c* do palhaço. 
O pior que isso não é a realidade. A minha irmã foi num postinho porque teve princípio de pneumonia, ela teve que esperar 1:30 pra pré-consulta e mais 3 horas para a consulta de verdade e ainda o remédio que a médica deu não tinha na farmácia do postinho.
Como disse, pode ser um problema local de seu bairro e/ou município. E pode também ser um problema sazonal. Durante alguns períodos o sistema vai estar sobre carregado, em casos de epidemias e surtos de dengue, por exemplo. Quanto à medicação, não sei se foi o caso, mas existe um problema de, digamos, comunicação entre médicos atendentes e unidades de saúde. Existe um negócio chamado Farmácia Básica, que é um rol de medicamentos que devem constar na farmácia da UBS. Essa Farmácia Básica possui como uma das característica só possuir medicamentos com seus nomes farmacológicos e muitas vezes o médico apenas prescreve o medicamento com nome comercial. Além disso, existem medicamentos que podem ser utilizados em lugar de outros que não estão no rol. Pode ser prescrito um antibiótico de última geração que não possui na farmácia básica, sendo que um outro existente faria o mesmo efeito (considerando o custo-benefício). Medicamentos de custo mais altos estão nas unidades de dispensamento do município (se tiver uma).

Citar
Esses casos de tirar pontinhos e ser atendido em 10 minutos é raro, e a maioria dos pontos pode ser tirado por uma enfermeira.

Só a vacina é uma coisa que consegue ser distribuida de maneira +ou- boa, e a ANVISA o super órgão do SUS que devemos nossas vidas por fiscalizar, não consegue nem fiscalizar alimentos e deixam casos como o do Ades e Toddynho passarem batidos, vai saber o que mais essa ANVISA não fiscaliza direito, se não for sibutramina/hidroxicobalamina/e remédios novos pra mieloma múltiplo esqueça que ela não vai dar bola, nem se tiverem vendendo veneno de rato junto da comida (reza a lenda que o presidente da Anvisa e seus conselheiros só tem obsessão preocupação com remédio de emagrecer).

Você não espera mesmo que a ANVISA abra cada pacote de Ades e Toddynho...?

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #160 Online: 21 de Março de 2013, 15:33:10 »
...
Aqui você pode encontrar alguma coisa que procura: http://189.28.128.178/sage/
Os indicadores do Pacto pela Saúde de 2012, em São Paulo, podem ser vistos aqui: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/dh.exe?pacto/2012/cnv/pactsp.def
Veja a tabela por município em cada indicador, então você pode comparar com a cidade de São Paulo.

O em negrito é besteira. Mostra índices estatísticos que não representam o sistema de saúde em si (custo, espera, qualidade, números de atendimentos de especialistas, nada..)
Alguns índices podem ter melhorado por causa do aumento do número de pessoas que compram serviços particulares.

Os dados que temos, principalmente de morbidade, são apenas do SUS. Serviços particulares não informam ao sistema (apenas o de mortalidade).

Citar
Isso deveria ser evidente, Derfel. Vamos ao segundo.

Alias, isso que você me deu é um EXEMPLO que a ineficiência que teoricamente deveria existir na gestão pública de fato ocorre. Você chama isso de sistema de BI? Solução caseira mequetrefe, sem capacidade de drilldown, cruzamentos, análises, nada.

Vejamos o outro.

agnóstico, esse é o sistema simplificado. Para fazer os cruzamentos e análises (importantes na Epidemiologia), você precisa baixar o programa Tabwin e as bases de dados. Isso pode ser feito pelo site do DATASUS, se te interessar: www.datasus.gov.br. Depois é só baixar as bases de dados em cada sistema de informação e as tabelas de conversão. No próprio site pode ser visto como fazer isso. O programa tabwin é feio e antigo (parece que estão fazendo uma nova versão), mas é mais amigável que o Epiinfo do CDC. Existe uma outra plataforma em gestação, o e-sus, que deve estar em operação esse ano.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #161 Online: 21 de Março de 2013, 15:35:09 »
Cara, vocês medem a taxa de mortalidade infantil apenas para quem só é atendido pelo SUS?

Me mostre os dados que pedi, que refletem o primeiro pilar que citei que demonstra a qualidade do atendimento quando o usuário precisa.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Problemas do SUS
« Resposta #162 Online: 21 de Março de 2013, 15:41:58 »
E por qual raios de motivo os hospitais particulares iriam informar estes dados para serem medidos? E fidedignamente?
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #163 Online: 21 de Março de 2013, 15:44:48 »
Cara, vocês medem a taxa de mortalidade infantil apenas para quem só é atendido pelo SUS?

Me mostre os dados que pedi, que refletem o primeiro pilar que citei que demonstra a qualidade do atendimento quando o usuário precisa.

E claro que esses indicadores

Citação de: Agnostico
Tempo médio de espera para atendimento em PS, por doença
Tempo médio de espera para consultas, por especialidade
Tempo médio de espera por exames, por especialidade
Custo de intervenção por doença, com comparativo por regiões
Número de atendimentos (PS, consultas, exames) por funcionários, comparado entre regiões

Devem ter drill down ao nível de hospital, pois assim a gestão pode tomar as medidas corretivas. Mas vamos olhar se tem os dados em algum nível primeiro.

No aguardo.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.363
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Problemas do SUS
« Resposta #164 Online: 21 de Março de 2013, 15:57:24 »
Você já foi num postinho? Recebeu remédio gratuito de indicação mensal ou foi algo que você só ouviu falar?

Sim fui, posso dizer que periodicamente vou a algum pronto socorro ou a algum posto de saúde, sempre levando alguém, porque é realidade para a muitas das pessoas que me cercam. Não, não é uma maravilha, mas também não acho que seja tão ruim assim de um modo generalizado, alguns lugares devem ser, mas na maior parte das cidades que já precisei, sempre fui atendido a contento.

Bem, ano passado fui a um posto de saúde numa cidadezinha de Pernambuco, pois meu filho estava com vômitos e passando mal. Fomos atendidos em cerca de 20 minutos, com profissionalismo e educação. Posso dizer que o lugar era simples, mas meu filho foi medicado na hora por um médico, que atendia as pessoas que chegavam uma atrás da outra.

Esse mês um funcionário caiu de moto, foi resgatado por uma ambulância, tirou raio-x na meia hora depois que chegou e depois de mais uma hora foi liberado. Em dezembro, meu cunhado se arrebentou de moto, quebrou o fêmur, foi resgatado, levado ao hospital, depois de constatado que precisaria de uma cirurgia mais complicada, foi removido para um hospital de referência na região, isso em menos de 6 horas. Houve alguma dificuldade para conseguir vaga, mas fui testemunha do desdobramento dos funcionários daqui e de lá para conseguirem um atendimento mais rápido.

Sei que consultas genecológicas de prevenção demoram entre 15 e 45 dias depois de marcadas. Uma consulta para qualquer outra especialidade também demora em média esse tempo, mas alguns casos podem passar de 4 ou 5 meses de fato.

Não há muito tempo em SP cortei o Joelho e fui para num pronto socorro movimentadíssimo perto da Av, Anhaia de Melo , e apesar do caos aparente de pessoas entrando, esperando, ambulâncias e tal, fui atendido em cerca de uma hora.

Existem muitos casos onde as pessoas reclamam de atendimento, procedimentos, etc e tal. Mas o que eu vivenciei e continuo a ver por experiência própria é que os problemas parecem ser mais localizados do gerais, e os serviços não são esse demônio que pintam.

Hospital do Câncer em Barretos, onde inúmeros pessoas das quais eu conheço, pobres, ricas, médias, se consultam, se tratam e se internam totalmente com recursos públicos. As pessoas perdem um dia inteiro lá dentro, mas saem diagnosticadas. É uma realidade muito perto de mim.

Já precisei do Hospital das Clínicas para um problema grave na família, mais de 2 meses de internação e atendimento de referência, com algum problema para conseguir uma vaga, que demorou cerca de meio dia.

Acho que posso contar muitos casos anedóticos aqui dos quais fui atendido a contento ou de outras pessoas, muito mais do que fui mal atendido. O maior problema que vejo hoje no SUS, são para atendimentos não prioritários e não preventivos, esses são realmente muito demorados.

Claro, não vivo a realidade das metrópoles, e na maior parte das vezes conheço o sistema de cidades médias e pequenas, que posso dizer que não é esse demônio que estão pintando, também não é nenhum paraíso, claro.

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Problemas do SUS
« Resposta #165 Online: 21 de Março de 2013, 15:59:35 »
Só para embasar um pouco o Juca:

Os hospitais que ele mencionou, está entre os melhores do SUS do estado de SP

http://www.sindsaudesp.org.br/download/lista040310.pdf
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #166 Online: 21 de Março de 2013, 16:37:16 »
Quem é atendido pelo SUS no HC de SP adora. Mas para ser atendido..

Isso pode cair naquele caso de olhar a qualidade pela ótica de quem consegue ser atendido. Conheço gente que para ser atendido lá teve que recorrer a pistolão.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #167 Online: 21 de Março de 2013, 17:14:14 »

Derfel, você está brincando, né?

Sabe qual é o primeiro problema do gestor público? Não é que ele apenas gere mal. É que sequer ele tem o paradigma de saber o que é gerir bem.

Ok. Dados epidemiológicos de morbidade hospilar (que são justamente internações por agravo) e mortalidade (o que indica, inclusive, quanto das internações podem ter levado à mortalidade) e cobertura de serviços não servem para gestão... vamos ter quer reavaliar toda a Epidemiologia desde de John Snow. Mas uma coisa você tem razão, um dos problemas é que raramente esse gestor trabalha em cima desses indicadores epidemiológicos.

Citar
Ao invés de pedir para procurar coisas que não existem, por favor me dê, para SP

Tempo médio de espera para atendimento em PS, por doença
Tempo médio de espera para consultas, por especialidade
Tempo médio de espera por exames, por especialidade

Nem tudo temos acesso pelo sistema de informação. Devem existir pesquisas sobre isso na base de dados do Scielo (www.scielo.org), mas em níveis locais (o que é bem interessante também). A secretaria de saúde de Sâo Paulo (a municipal e estadual) também devem ter essa informação. Em abril, se você me lembrar, pode ser que tenha algumas dessas informações no encontro com as AB dos estados.

Citar
Custo de intervenção por doença, com comparativo por regiões
Isso dá para saber pela AIH no SIH, via o Tabwin. Mesmo assim, apenas o que é pago pelo ministério via AIH. Existem outros custos como RH e material de consumo, por exemplo, que quem deve saber é o setor de planejamento da secretaria, mas não sei se SP disponibiliza isso. Posso verificar isso também.

Citar
Número de atendimentos (PS, consultas, exames) por funcionários, comparado entre regiões
PS é pronto-socorro? Assim PS você não encontra, o que temos é consulta em urgência ou procedimento X em urgência. Os demais (consultas, exames) existem no SIA e no SIH. Para saber por funcionários, tem que cruzar os dados com o SCNES. O SIA e o SIH (resumido) pode ser encontrado aqui: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0202 , mas o detalhado somente no tabwin.

Citar

Só para te dar algo que é o mínimo para gerir qualquer empresa de porte grande.
T

O mínimo mesmo. Normalmente trabalhamos (na epidemiologia) com mais dados e em determinado lugar e espaço de tempo. Pode parecer que estou tirando o corpo fora para conseguir esses dados sobre SP, mas estou no consultório agora e tenho que parar para atender aos pacientes. Além disso, nesse computador não tenho o tabwin instalado e, ainda que tivesse, as bases de dados seriam do RN.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #168 Online: 21 de Março de 2013, 17:15:43 »
Cara, vocês medem a taxa de mortalidade infantil apenas para quem só é atendido pelo SUS?

Me mostre os dados que pedi, que refletem o primeiro pilar que citei que demonstra a qualidade do atendimento quando o usuário precisa.

Os dados que temos, principalmente de morbidade, são apenas do SUS. Serviços particulares não informam ao sistema (apenas o de mortalidade).

Citar
Isso deveria ser evidente, Derfel. Vamos ao segundo.

Alias, isso que você me deu é um EXEMPLO que a ineficiência que teoricamente deveria existir na gestão pública de fato ocorre. Você chama isso de sistema de BI? Solução caseira mequetrefe, sem capacidade de drilldown, cruzamentos, análises, nada.

Vejamos o outro.

agnóstico, esse é o sistema simplificado. Para fazer os cruzamentos e análises (importantes na Epidemiologia), você precisa baixar o programa Tabwin e as bases de dados. Isso pode ser feito pelo site do DATASUS, se te interessar: www.datasus.gov.br. Depois é só baixar as bases de dados em cada sistema de informação e as tabelas de conversão. No próprio site pode ser visto como fazer isso. O programa tabwin é feio e antigo (parece que estão fazendo uma nova versão), mas é mais amigável que o Epiinfo do CDC. Existe uma outra plataforma em gestação, o e-sus, que deve estar em operação esse ano.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.066
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #169 Online: 21 de Março de 2013, 17:23:56 »
[...]
Número de atendimentos (PS, consultas, exames) por funcionários, comparado entre regiões
[...]
[...]
PS é pronto-socorro? Assim PS você não encontra, o que temos é consulta em urgência ou procedimento X em urgência. Os demais (consultas, exames) existem no SIA e no SIH. Para saber por funcionários, tem que cruzar os dados com o SCNES. O SIA e o SIH (resumido) pode ser encontrado aqui: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0202 , mas o detalhado somente no tabwin.
[...]

Resumindo: Existem muitas informações mas que estão esparsas e não há (aparentemente) nenhum compêndio delas que permita fazer uma avaliação econômico-financeira por setor, por atividade ou por funcionário.
Foto USGS

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Problemas do SUS
« Resposta #170 Online: 21 de Março de 2013, 17:38:09 »
Até para reunir dados do SUS é uma burocracia, demorado e dificil de conseguir.
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:Problemas do SUS
« Resposta #171 Online: 21 de Março de 2013, 17:47:20 »
Está claro que todo o atendimento deveria ser retirado do SUS e feito através de reembolsos com empresas privadas.

A infra-estrutura das empresas privadas também é uma porcaria. Basta ver o número de reclamações. Assim que você desviar toda a demanda do SUS para essas empresas, o atendimento vai colapsar e você vai ter um sistema com um atendimento tão ruim ou pior que o SUS.

Sem contar que saúde populacional não se faz priorizando nível de atenção secundário, mas sim o primário. A longo prazo o gasto financeiro e social com o tratamento e seguimento de AVCs, infartos, cegueira e amputações é muito maior do que o gasto na prevenção de hipertensão e diabetes, só para citar dois exemplos de doenças altamente prevalentes e "silenciosas" que as pessoas não costumam se tratar direito mesmo quando sabem que têm (e que se receberem um "ticket consulta para ir no médico quando estiver doente", daí que não irão mesmo).

Você pode até melhorar - a curtíssimo prazo antes de piorar mais ainda - o atendimento de emergência e as consultas, mas adotar a estratégia de reembolso vai estancar a melhora nos índices de saúde em doenças altamente prevalentes que estão relacionadas diretamente ao trabalho de prevenção. Além de tudo, vai encarecer muito mais a saúde, já que com o reembolso as empresas vão pedir exames a rodo (já que o governo paga).
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #172 Online: 21 de Março de 2013, 17:59:50 »

Derfel, você está brincando, né?

Sabe qual é o primeiro problema do gestor público? Não é que ele apenas gere mal. É que sequer ele tem o paradigma de saber o que é gerir bem.

Ok. Dados epidemiológicos de morbidade hospilar (que são justamente internações por agravo) e mortalidade (o que indica, inclusive, quanto das internações podem ter levado à mortalidade) e cobertura de serviços não servem para gestão... vamos ter quer reavaliar toda a Epidemiologia desde de John Snow. Mas uma coisa você tem razão, um dos problemas é que raramente esse gestor trabalha em cima desses indicadores epidemiológicos.

Citar
Ao invés de pedir para procurar coisas que não existem, por favor me dê, para SP

Tempo médio de espera para atendimento em PS, por doença
Tempo médio de espera para consultas, por especialidade
Tempo médio de espera por exames, por especialidade

Nem tudo temos acesso pelo sistema de informação. Devem existir pesquisas sobre isso na base de dados do Scielo (www.scielo.org), mas em níveis locais (o que é bem interessante também). A secretaria de saúde de Sâo Paulo (a municipal e estadual) também devem ter essa informação. Em abril, se você me lembrar, pode ser que tenha algumas dessas informações no encontro com as AB dos estados.

Citar
Custo de intervenção por doença, com comparativo por regiões
Isso dá para saber pela AIH no SIH, via o Tabwin. Mesmo assim, apenas o que é pago pelo ministério via AIH. Existem outros custos como RH e material de consumo, por exemplo, que quem deve saber é o setor de planejamento da secretaria, mas não sei se SP disponibiliza isso. Posso verificar isso também.

Citar
Número de atendimentos (PS, consultas, exames) por funcionários, comparado entre regiões
PS é pronto-socorro? Assim PS você não encontra, o que temos é consulta em urgência ou procedimento X em urgência. Os demais (consultas, exames) existem no SIA e no SIH. Para saber por funcionários, tem que cruzar os dados com o SCNES. O SIA e o SIH (resumido) pode ser encontrado aqui: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0202 , mas o detalhado somente no tabwin.

Citar

Só para te dar algo que é o mínimo para gerir qualquer empresa de porte grande.
T

O mínimo mesmo. Normalmente trabalhamos (na epidemiologia) com mais dados e em determinado lugar e espaço de tempo. Pode parecer que estou tirando o corpo fora para conseguir esses dados sobre SP, mas estou no consultório agora e tenho que parar para atender aos pacientes. Além disso, nesse computador não tenho o tabwin instalado e, ainda que tivesse, as bases de dados seriam do RN.

Derfel, temos visões bem distintas mesmo. Você está dizendo que os dados que servem para tomada de decisões diárias importantíssimas devem estar em algum lugar?

Se você não tem essa informação básica não sou eu que vou ter. Você consegue encontrar os indicadores que eu pedi?
Se não consegue, você simplesmente não pode sequer afirmar que o serviço está adequado ao usuário.

E te digo mais.. eu truco mais uma vez.. vocês não têm.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Problemas do SUS
« Resposta #173 Online: 21 de Março de 2013, 18:03:04 »
Está claro que todo o atendimento deveria ser retirado do SUS e feito através de reembolsos com empresas privadas.

A infra-estrutura das empresas privadas também é uma porcaria. Basta ver o número de reclamações. Assim que você desviar toda a demanda do SUS para essas empresas, o atendimento vai colapsar e você vai ter um sistema com um atendimento tão ruim ou pior que o SUS.

Sem contar que saúde populacional não se faz priorizando nível de atenção secundário, mas sim o primário. A longo prazo o gasto financeiro e social com o tratamento e seguimento de AVCs, infartos, cegueira e amputações é muito maior do que o gasto na prevenção de hipertensão e diabetes, só para citar dois exemplos de doenças altamente prevalentes e "silenciosas" que as pessoas não costumam se tratar direito mesmo quando sabem que têm (e que se receberem um "ticket consulta para ir no médico quando estiver doente", daí que não irão mesmo).

Você pode até melhorar - a curtíssimo prazo antes de piorar mais ainda - o atendimento de emergência e as consultas, mas adotar a estratégia de reembolso vai estancar a melhora nos índices de saúde em doenças altamente prevalentes que estão relacionadas diretamente ao trabalho de prevenção. Além de tudo, vai encarecer muito mais a saúde, já que com o reembolso as empresas vão pedir exames a rodo (já que o governo paga).

Não disse para passar todas as responsabilidades do SUS ao serviço público. Não tenho dúvida que vacinação e as iniciativas de prevenção que você citou estão melhores (ainda que não boas) onde estão.

Quanto ao atendimento por empresas privadas, se passaria o mesmo que , por exemplo, a concessão de aeroportos. Há um cronograma de investimentos, há um nível de serviço planejado, etc.. Não é simplesmente abrir a porta para o deus mercado atuar, não acredito em deuses, nem no deus mercado.

Quanto a ser barato ou ser caro, difícil discutir, nem eles sabem o preço. Mas duvido que seria mais caro.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Problemas do SUS
« Resposta #174 Online: 21 de Março de 2013, 19:39:02 »
Aqui no Rio e começou um sistema de tercerização de atendimento via OS (organizações SOciais), além de tercerização de serviços de laboratório e radiologia.
Fui hoje inclusive ver um pacinete numa OS, amanhã eu tento postar algumas opiniões e dados a respeito
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!