Autor Tópico: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe  (Lida 64634 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #575 Online: 13 de Dezembro de 2010, 18:48:11 »
Caro _Juca_

Citar
Mas se existe - um elevado número de pessoas - chamadas deus e até
a palavra nada e tudo, chegam a ser utilizadas com esse sentido...         


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Caro amigo do Além-mar. Ou eu sou do além mar? Bem, não importa.

Parece-me que vai dar ao mesmo :!: :arrow: :)

Citar
É deveras irritante o seu modo de escrever aqui no fórum e sua forma de raciocínio. Portanto vou transcrever o que você disse, para ver se é isso que você quis dizer:

"Mas se existe um elevado número de entidades chamadas como deuses", e até mesmo a palavra nada e tudo são utilizadas nesse sentido..., ...portanto essa palavra é polissêmica.

Suponhamos, que você se chama: Carlos Juca da Silva Deus... E que outros brasileiros e portugueses, também têm no seu nome, a palavra Deus; é neste sentido, que você entende um elevado número de entidades com esse nome?

Citar
Ainda assim não é o caso de polissemia. A palavra deus em sua etimologia quer dizer divindade e toda vez que você disser que algo é deus, estará invocando uma divindade, não importa o que deus seja para você, embora conceitos como deísmo e teísmo possam diferenciar o tipo de deus.

Deus = Divindade

E a palavra divindade, quer dizer o quê :?: :arrow: :|
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.922
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #576 Online: 13 de Dezembro de 2010, 19:29:27 »
Caro _Juca_

Citar
Mas se existe - um elevado número de pessoas - chamadas deus e até
a palavra nada e tudo, chegam a ser utilizadas com esse sentido...         


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Caro amigo do Além-mar. Ou eu sou do além mar? Bem, não importa.

Parece-me que vai dar ao mesmo :!: :arrow: :)

Citar
É deveras irritante o seu modo de escrever aqui no fórum e sua forma de raciocínio. Portanto vou transcrever o que você disse, para ver se é isso que você quis dizer:

"Mas se existe um elevado número de entidades chamadas como deuses", e até mesmo a palavra nada e tudo são utilizadas nesse sentido..., ...portanto essa palavra é polissêmica.

Suponhamos, que você se chama: Carlos Juca da Silva Deus... E que outros brasileiros e portugueses, também têm no seu nome, a palavra Deus; é neste sentido, que você entende um elevado número de entidades com esse nome?

Citar
Ainda assim não é o caso de polissemia. A palavra deus em sua etimologia quer dizer divindade e toda vez que você disser que algo é deus, estará invocando uma divindade, não importa o que deus seja para você, embora conceitos como deísmo e teísmo possam diferenciar o tipo de deus.

Deus = Divindade

E a palavra divindade, quer dizer o quê :?: :arrow: :|


 <_<  :nao3: Não faça mais confusão do que o de costume:

entidade = ser sobrenatural

divindade =  ser sobrenatural, superior e em geral cultuado e adorado

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #577 Online: 13 de Dezembro de 2010, 20:04:42 »
Caro _Juca_

Citar
E a palavra divindade, quer dizer o quê :?: :arrow: :|   


<_< :nao3: Não faça mais confusão do que o de costume:

entidade = ser sobrenatural

divindade =  ser sobrenatural, superior e em geral cultuado e adorado

Segundo o diccionário Porto Editora a palavra entidade, e a palavra divindade, tem outros significados além desses que acima apresenta.

Entidade:

1 - Aquele, ou aquilo, que tem independência distinta. Ente, ser,
2 - Individuo que ocupa um lugar considerado importante; individualidade,
3 - Filosofia: A essência considerada em si mesma e não como existente num ser individual.

Divindade:

1 - Qualidade de divino.
2 - Natureza divina.
3 - Ser divino, ou deus.
4 - Pessoa ou coisa que se adora.
5 - Mulher muito bela.

Deus:

1 - Filosofia: causa primeira e fim de todas as coisas.
2 - Nas religiôes monoteístas, ser absoluto e único, criador do universo; infinitamente perfeito, necessário e eterno.
3 - Pessoa adorada: mulher ou homem, extremamente belos, ou bonitos.
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #578 Online: 13 de Dezembro de 2010, 22:48:07 »
Juca sei que nós dois já debatemos pouco mais que o sexo dos anjos, mas debater com o Lusitano é Puta perda de tempo.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #579 Online: 15 de Dezembro de 2010, 11:55:38 »
Caro _Juca_


Citar
Citar: E a palavra divindade, quer dizer o quê :?:       

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

<_< :nao3: Não faça mais confusão do que o costume:

entidade = ser sobrenatural

divindade =  ser sobrenatural, superior e em geral cultuado e adorado

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Segundo o diccionário Porto Editora a palavra entidade, e a palavra divindade, tem outros significados além desses que acima apresenta.

Entidade:

1 - Aquele, ou aquilo, que tem independência distinta. Ente, ser,
2 - Individuo que ocupa um lugar considerado importante; individualidade,
3 - Filosofia: A essência considerada em si mesma e não como existente num ser individual.

Divindade:

1 - Qualidade de divino.
2 - Natureza divina.
3 - Ser divino, ou deus.
4 - Pessoa ou coisa que se adora.
5 - Mulher muito bela.

Deus:

1 - Filosofia: causa primeira e fim de todas as coisas.
2 - Nas religiôes monoteístas, ser absoluto e único, criador do universo; infinitamente perfeito, necessário e eterno.
3 - Pessoa adorada: mulher ou homem, extremamente belos, ou bonitos.
 
 
Caríssimo: Se o tira-teimas linguístico, informa que as palavras - deus,  divindade e entidade - não se relacionam necessariamente com sobrenaturalidade, porque é que você insiste, em querer convencer-se disso :?:

A Humanidade, você, o nosso planeta, o sol, enfim a natureza... Vós porventura, sois seres, sobrenaturais :?: :arrow: :|
 
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #580 Online: 15 de Dezembro de 2010, 12:18:25 »
Caro - Agnóstico

Citar
Juca sei que nós dois já debatemos pouco mais que o sexo dos anjos, mas debater com o Lusitano é Pura perda de tempo.

Caríssimo: Não lhe parece, que você é tão teimoso quanto eu :?:

A sua lamentação, não será, porque - pura e simplesmente - não concorda comigo :?:

Eu digo: pelo meu estudo da palavra "Deus" - você é tão divino - como nós :!:

Entretanto eu também afirmo: Isso é absolutamente natural :!: E você refuta: não sou nenhum deus, porque não sou sobrenatural, nem todo poderoso :!: :arrow: E eu, contra-refuto: Na minha opinião e de muitas outras pessoas, os deuses são seres inteiramente naturais, mesmo que não sejam omnipotentes, basta serem humanos...

E você, volta a refutar: Etc., etc., & blá, blá, blá...

 
 
 
« Última modificação: 15 de Dezembro de 2010, 12:21:02 por lusitano »
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #581 Online: 16 de Dezembro de 2010, 00:09:10 »
não, somos ambos teimosos, mas você só fala groselha. É aclamado por unanimidade.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Realidade

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 632
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #582 Online: 16 de Dezembro de 2010, 08:28:57 »
e nós céticos não estamos errados em duvidar da existência de coisas que não podem ser colocadas à prova, aliás, todos deveriam duvidar.
Os problemas não são as dúvidas e sim afirmar coisas sem absoluta certeza. Só isto.  :ok:

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #583 Online: 16 de Dezembro de 2010, 11:11:53 »
Caro - Agnóstico

Citar
não, somos ambos teimosos, mas você só fala groselha. É aclamado por unanimidade.


E eu - pelo meu lado, devolvo-lhe a groselha - afirmando justamente, que por unanimidade "(d)teísta", tudo o que você diz, é considerado "o mais puro mel" intelectual :!: :arrow: 8-)
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline N3RD

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
  • O tal do "não querer"
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #584 Online: 16 de Dezembro de 2010, 12:29:21 »
Recentemente descobri uma nova filosofia: Pangroselia = panteismo com altas doses de groselha.
Não deseje.

Offline gilberto

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.376
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #585 Online: 16 de Dezembro de 2010, 14:08:44 »
Os problemas não são as dúvidas e sim afirmar coisas sem absoluta certeza. Só isto.  :ok:
Concordo, mas que tipo de coisa é afirmada sem absoluta certeza, e por quem?
Pelo pouco que eu saiba são os religiosos, em grande parte que tem essa tendência de afirmar que há um deus onipotente e infinitamente bondoso, sem absoluta certeza no meu ver, apesar de muitos dizerem que tem absoluta certeza.
Se vc identifica essa tendência nos céticos e ateus, diga onde, como, quem, quantos, etc.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.922
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #586 Online: 16 de Dezembro de 2010, 14:35:33 »

 
Caríssimo: Se o tira-teimas linguístico, informa que as palavras - deus,  divindade e entidade - não se relacionam necessariamente com sobrenaturalidade, porque é que você insiste, em querer convencer-se disso :?:

A Humanidade, você, o nosso planeta, o sol, enfim a natureza... Vós porventura, sois seres, sobrenaturais :?: :arrow: :|
 


Demorou um pouco para aparecer sua desonestidade intelectual, ou a conjectura do universo imaginada e criada por si mesmo. Essa três palavras, por definição e também pelo conteúdo do debate nos levam ao mesmo lugar, ao sobrenatural. Quando invocadas, e principalmente nesse tipo de debate, essa é conotação que elas tem. Se o que você imagina para uma entidade de deus e divindade não são seres sobrenaturais, porque chamá-los assim, que por uma definição semântica, em primeira instância querem dizer culto ao sobrenatural, ou ser supremo e sobrenatural? Arranje uma definição mais honesta para o que você pensa, ai já podemos conversar com base num fato que seja de entendimento comum, e não individual, imaginativo e propositalmente confuso com o seu.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.922
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #587 Online: 16 de Dezembro de 2010, 14:38:53 »
Juca sei que nós dois já debatemos pouco mais que o sexo dos anjos, mas debater com o Lusitano é Puta perda de tempo.

Mas gosto do exercício, é bom para apurar os argumentos, e detectar as falácias dele e as minhas também, por eventualidade.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #588 Online: 16 de Dezembro de 2010, 18:36:19 »
Caro_Juca_

Citar
Se o Pateta é cachorro, porque o Pluto não fala?

Vá-se lá saber... :?: :arrow: Consulte um especialista da fala, por exemplo... :ideia:
    
Citar
Citação de: lusitano  em  Ontem às 11:55:38
 
Caríssimo: Se o tira-teimas linguístico, informa que as palavras - deus,  divindade e entidade - não se relacionam necessariamente com sobrenaturalidade, porque é que você insiste, em querer convencer-se disso :?:

A Humanidade, você, o nosso planeta, o sol, enfim a natureza... Vós porventura, sois seres, sobrenaturais :?: :arrow: :|    
 
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Demorou um pouco para aparecer sua desonestidade intelectual,


Não me identifico com o que você acaba de escrever :!: :arrow: E devolvo-lhe o que tão simpaticamente me atribuiu... :)

Citar
ou a conjectura do universo imaginada e criada por si mesmo.


Não me parece, que isso corresponda a uma invenção minha. Leia os mitos clássicos, pré-socráticos e o que se entende por hilozoísmo. Inteire-se melhor, sobre panteismo filosófico e científico.

Citar
Essa três palavras, por definição e também pelo conteúdo do debate nos levam ao mesmo lugar, ao sobrenatural. Quando invocadas, e principalmente nesse tipo de debate, essa é conotação que elas tem.


Discordo completamente da sua afirmação: este debate, tem diversos níveis de entendimento, sobre o que se compreende como "Deus". Se você apenas valida uma concepção divina, baseado na "sagrada" trilogia, judaico-islâmico-cristã, ou outras do mesmo estilo, quanto a mim, está sendo sendo muitíssimo parcial, em relação aos meus argumentos.

Se em termos de teologia comparada, lhe digo que você é uma identidade e uma entidade divina, porque é um ser humano, porque é que você tem de encontrar conotações sobrenaturais, com a minha proposição?

Não me diga - que considera a natureza - sobrenatural... :arrow: :|
  
Citar
Se o que você imagina para uma entidade de deus e divindade não são seres sobrenaturais, porque chamá-los assim, que por uma definição semântica, em primeira instância querem dizer culto ao sobrenatural, ou ser supremo e sobrenatural?

Caríssimo: existem os mais diversos modos de compreender "Deus", como você mesmo confessou :!: :arrow: Se você admitiu, que para alguns "(d)teístas", Deus é o Sol, para outros a Água e ainda outros a Terra... Porque não analisar criticamente, um mito, dentro do seu próprio contexto?

Se eu afirmo - que Deus, significa cosmos - porque sempre existiram pessoas com essa opinião além de mim e na actualidade existem milhões de panteístas, devidamente registados em cartório teológico... Porque é que você insiste em dizer que a palavra entidade, significa exclusivamente, divindade sobrenatural, quando de facto o diccionário - informa enfaticamente - que essa palavra é o mesmo que ser... E ser, somos todos nós, consigo incluido... :?: :arrow: :|

Citar
Arranje uma definição mais honesta para o que você pensa, ai já podemos conversar com base num fato que seja de entendimento comum, e não individual, imaginativo e propositalmente confuso com o seu.

Eu - é que o convido a ser muitíssimo mais honesto e consequente - em relação à compreensão da língua portuguesa. E também lhe peço para averiguar, melhor, o "verdadeiro" significado das palavras entidade e divindade, em termos de religião e mística comparada :!: :arrow: :)

Ademais - peço-lhe, para se inteirar sobre "religião da Humanidade" - dado que existem diversas igrejas, desse culto aí no Brasil... :!: :arrow: :)  
« Última modificação: 16 de Dezembro de 2010, 18:48:45 por lusitano »
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #589 Online: 16 de Dezembro de 2010, 18:56:08 »
Fazer estas congeminações sem definir o que se entende por Deus não leva a lado nenhum. Para o panteísmo naturista a natureza é a própria substância divina, que enquanto é dotada de extensão forma o mundo da matéria e enquanto é dotada de pensamento forma o mundo do espírito. No panteísmo emanatista todas as coisas são divinas pois todas emanam da substância divina incriada e causa primeira de tudo.
Deus não tem de ser transcendente, e por isso é falso que o budismo ou o estoicismo sejam ateus, apenas não aceitam um Deus pessoal e transcendente.
Também não duvido que seja falso dizer que crianças criadas sem formação religiosa seriam naturalmente ateias. É falso, porque a natureza humana é uma natureza religiosa de raiz. Um homem é um ser religioso e essas crianças não deixariam de desenvolver uma qualquer forma de religiosidade, de demanda do além de ânsia de ligação à natureza, ao mundo, ao infinito,... um impulso natural próprio de seres inteligentes em busca de sentido para a vida e morte, para bem e mal, para o infinito quando olhassem as estrelas...
 
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.342
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #590 Online: 16 de Dezembro de 2010, 19:36:37 »
[...]
Também não duvido que seja falso dizer que crianças criadas sem formação religiosa seriam naturalmente ateias.

Ao nascerem elas são agnósticas. E se a elas não for aplicada uma doutrinação religiosa, eu entendo que há uma maior probabilidade delas continuarem agnósticas ou virarem atéias na medida que forem crescendo.


É falso, porque a natureza humana é uma natureza religiosa de raiz. Um homem é um ser religioso e essas crianças não deixariam de desenvolver uma qualquer forma de religiosidade, de demanda do além de ânsia de ligação à natureza, ao mundo, ao infinito,... um impulso natural próprio de seres inteligentes em busca de sentido para a vida e morte, para bem e mal, para o infinito quando olhassem as estrelas...

Discordo meu caro Sérgio Sodré.

A natureza humana não é religiosa e muito menos o homem é um ser religioso, a não ser que o temor frente ao desconhecido seja um tipo de religiosidade.

Eu há muito tempo tenho uma ligação íntima com a natureza e, na medida que eu me desenvolvi intelectualmente e cientificamente, mudei a natureza de minha relação com a natureza, passando do respeito pela ignorância e pelo terror religioso para o respeito pelo entendimento.
« Última modificação: 16 de Dezembro de 2010, 22:32:50 por Geotecton »
Foto USGS

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #591 Online: 16 de Dezembro de 2010, 20:32:47 »
Caro - Sérgio Sodré

Citar
Fazer estas congeminações sem definir o que se entende por Deus não leva a lado nenhum.


Também admito isso :!: :arrow: :ok:

Citar
Para o panteísmo naturista a natureza é a própria substância divina, que enquanto é dotada de extensão forma o mundo da matéria e enquanto é dotada de pensamento forma o mundo do espírito. No panteísmo emanatista todas as coisas são divinas pois todas emanam da substância divina incriada e causa primeira de tudo.

Ou vice-versa... :arrow: :)

Citar
Deus não tem de ser transcendente, e por isso é falso que o budismo ou o estoicismo sejam ateus, apenas não aceitam um Deus pessoal e transcendente.
Também não duvido que seja falso dizer que crianças criadas sem formação religiosa seriam naturalmente ateias.


Parece-me certo :!: :arrow: :ok:

Citar
É falso, porque a natureza humana é uma natureza religiosa de raiz. Um homem é um ser religioso e essas crianças não deixariam de desenvolver uma qualquer forma de religiosidade, de demanda do além de ânsia de ligação à natureza, ao mundo, ao infinito,... um impulso natural próprio de seres inteligentes em busca de sentido para a vida e morte, para bem e mal, para o infinito quando olhassem as estrelas...

Eu sou de opinião que a religiosidade - é o próprio instinto gregário - que impulsiona o ser humano a criar família, tribo, clã, cidade e país. Etc.
 
 
 
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #592 Online: 16 de Dezembro de 2010, 20:39:50 »
Caro - Geotecton

Citar
A natureza humana não é religiosa e muito menos o homem é um ser religioso, a não ser que o temor frente ao desconhecido seja um tipo de religiosidade.

A mim parece-me, que você está avaliar muito superficialmente o que se conceptua como religião. Quanto a mim, religiosidade, é o impulso que leva o Homem, a associar-se com outros Homens.

Por exemplo - o patriotismo - é um acto absolutamente religioso :!:
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #593 Online: 16 de Dezembro de 2010, 20:48:00 »
A religiosidade está muito para além do teismo, do ateismo ou do agnosticismo, nem resulta do terror (embora também) mas mais da ânsia de conhecer, de perceber. A criança que não fosse formada em qualquer religião, não tenderia a ter um respeito inviolável por nada? nada aceitaria pois como sagrado? não tentaria a desenvolver qualquer forma de ligar a entes queridos falecidos? Nela não haveria manifestação de arquétipos do inconsciente? Não é a religião manifestação desses arquétipos? não recorreria a estratégias não puramente racionais para responder ao problema e consciência da morte, dos outros e da sua? não perguntaria porque existe algo em vez de nada, e não perguntaria se não houve uma primeira causa incausada? as perguntas donde vimos e para onde vamos não surgiriam no seu espírito e não aceitaria que a ciência nunca poderá explicar tudo? nunca lhe passaria pela cabeça que o Universo fosse intgeligente ou que alguma inteligência misteriosa nele operasse?... os primeiros homens não foram injectados pelo sentimento religioso por ninguém, esse sentimento resultou da sua própria natureza e da evolução desde seres unicelulares... sem influências nem pró nem contra a criança tenderia a desenvolver formas de relacionamento com a natureza que se podem considerar como religiosas... quer viesse a criar uma ideia de Deus quer a sua religiosidade não passasse por essa ideia...
Julgo eu, mas sem certezas absolutas.
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #594 Online: 16 de Dezembro de 2010, 21:00:28 »
Sim Lusitano... o Patriotismo, a veneração pela terra sagrada, pelo sangue derramado, pelos antepassados, pelas quinas desfraldadas...por algo superior à própria vida... por tudo o que se defende sem se discutir...por tudo o que é "grito dentro de nós"... é a mais pura religiosidade... é a ânsia de re-ligar a algo sagrado e perdido...é o divino dentro de nós... 
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #595 Online: 16 de Dezembro de 2010, 22:05:23 »
Julgo eu, mas sem certezas absolutas.

Bom resumo do post
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.342
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #596 Online: 16 de Dezembro de 2010, 22:31:47 »
Caro - Geotecton

Citação de: Geotecton
A natureza humana não é religiosa e muito menos o homem é um ser religioso, a não ser que o temor frente ao desconhecido seja um tipo de religiosidade.

A mim parece-me, que você está avaliar muito superficialmente o que se conceptua como religião. Quanto a mim, religiosidade, é o impulso que leva o Homem, a associar-se com outros Homens.

Por exemplo - o patriotismo - é um acto absolutamente religioso :!:

Caro Lusitano.

Respeito a sua definição (particular) de religiosidade.

Mas ela não é a usual. :)

Foto USGS

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.922
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #597 Online: 17 de Dezembro de 2010, 00:32:03 »

 
Caríssimo: Se o tira-teimas linguístico, informa que as palavras - deus,  divindade e entidade - não se relacionam necessariamente com sobrenaturalidade, porque é que você insiste, em querer convencer-se disso :?:

A Humanidade, você, o nosso planeta, o sol, enfim a natureza... Vós porventura, sois seres, sobrenaturais :?: :arrow: :|   
 


Esse panteísmo é tão ridículo na sustentação dos argumentos quanto qualquer religião. Primeiro porque necessariamente a entidade de deus e a palavra divindade, fazem colocação de coisas sobrenaturais, e essa licença que seu panteísmo quer dar a essa palavra, não tem um porque a que se dar crédito, nem mesmo uma argumento que se possa levar a sério. Deus é o cosmos, deus é a vida, deus é a bunda do agnóstico..., qual a diferença de eu falar que deus é a morte, deus é a dor, deus são os crimes bárbaros, o genocídio, o infanticídio, a pedofilia, a necrofilia, que deus é um feto que nasceu com mal formação... Besteira da pior espécie. É uma tentativa de divinizar a vida, o universo, os cosmos, e qualquer coisa que que pareça fora de alcance da compreensão do homem, mas tal qual as religiões, o homem tem cada vez mais compreensão do universo, e essas descobertas tornam esses atos tão ridículos quanto descartáveis. Isso era razoável na Grécia antiga, não no mundo moderno.

Ainda tem outro porém. Assim como as religiões que subjugam a humanidade e nos tornam seres de segunda classe, essa teoria do panteísmo, ao contrário eleva a humanidade, como parte do universo, de deus, a um patamar acima na escala, nos tornando seres de primeira classe. Ai advém o cinismo de se achar divino, mágico, inerente às coisas boas, especialmente maravilhoso. Pois bem, como exemplifiquei ali em cima, besteira. O ser humano, não esta nem acima, nem abaixo, e essa escala de valores, próprias das religiões e também dessa pseudo-religião, que chamam de panteísmo, animismo nada mais é do que uma tentativa de deslocar os seres humanos e a sociedade para fora de si mesmo, orbitando um país-das-maravilhas próprio de cada filosofia ou de cada deus.



Citar
Não me identifico com o que você acaba de escrever :!: :arrow: E devolvo-lhe o que tão simpaticamente me atribuiu... :)

Mostre como.

 

Citar
Não me parece, que isso corresponda a uma invenção minha. Leia os mitos clássicos, pré-socráticos e o que se entende por hilozoísmo. Inteire-se melhor, sobre panteismo filosófico e científico.

Pior que uma invenção sua, é que uma invenção de uma filosofia antiga, rudimentar e arcaica ainda tenha seguidores.


Citar
Discordo completamente da sua afirmação: este debate, tem diversos níveis de entendimento, sobre o que se compreende como "Deus". Se você apenas valida uma concepção divina, baseado na "sagrada" trilogia, judaico-islâmico-cristã, ou outras do mesmo estilo, quanto a mim, está sendo sendo muitíssimo parcial, em relação aos meus argumentos.

Se em termos de teologia comparada, lhe digo que você é uma identidade e uma entidade divina, porque é um ser humano, porque é que você tem de encontrar conotações sobrenaturais, com a minha proposição?

Porque por divindades e deuses se entendem que são seres sobrenaturais, a sua conotoção e a desse seu panteísmo, a mim me parecem propositalmente confusas. Querem elevar os conceitos naturais, com adjetivos que conotam sobrenaturalidade e ainda assim dizer que são coisas palpáveis e lógicas, e portanto não são sobrenaturais. Ora, então porque não dizer que a natureza é bela, e o cosmos é infinitamente colossal, ao invés de dizer que é deus e divino? Conta outra, que nessa eu não cai.
 

Citar
Caríssimo: existem os mais diversos modos de compreender "Deus", como você mesmo confessou :!: :arrow: Se você admitiu, que para alguns "(d)teístas", Deus é o Sol, para outros a Água e ainda outros a Terra... Porque não analisar criticamente, um mito, dentro do seu próprio contexto?
Porque eu teria que analisar cada besteira que cada um denomina sendo deus separadamente, se deus quer dizer exatamente uma coisa só. Um ser supremo. Se você me diz que a água é deus, besteira. Que o sol é deus, besteira. Que o Universo é deus, besteira, e mais besteira. O sol não é um ser supremo, é uma estrela.

Citar
Se eu afirmo - que Deus, significa cosmos - porque sempre existiram pessoas com essa opinião além de mim e na actualidade existem milhões de panteístas, devidamente registados em cartório teológico... Porque é que você insiste em dizer que a palavra entidade, significa exclusivamente, divindade sobrenatural, quando de facto o diccionário - informa enfaticamente - que essa palavra é o mesmo que ser... E ser, somos todos nós, consigo incluido... :?: :arrow: :|

Se você afirma que o cosmos significa deus, eu digo que significa apenas cosmos. Pois bem, pra que fato eu diria que algo que a ciência entende perfeitamente como sendo o universo e hoje explica nos mínimos detalhes, com as leis da física e química, seria deus, se isso não quer dizer absolutamente nada do ponto de vista científico. Entendo que os órfãos das religiões, queiram suprir suas necessidades divinas, mas isso seria uma versão psicológica do deus das lacunas. Uma lacuna na mente, onde as pessoas podem imaginar algo como deus( o universo), e ainda assim admitir a ciência como verdadeira e não conflitante, mas mesmo assim a ciência joga uma pá de cal no túmulo dessas ideologias tolas e sem sentido hoje em dia.



Citar
Eu - é que o convido a ser muitíssimo mais honesto e consequente - em relação à compreensão da língua portuguesa. E também lhe peço para averiguar, melhor, o "verdadeiro" significado das palavras entidade e divindade, em termos de religião e mística comparada :!: :arrow: :)

Ademais - peço-lhe, para se inteirar sobre "religião da Humanidade" - dado que existem diversas igrejas, desse culto aí no Brasil... :!: :arrow: :) 

Pois bem, a religião da humanidade é uma porcaria tão grande quanto qualquer outra religião ou ao seu panteísmo, por justamente querer colocar a religião como um meio natural, quando é um meio de opressão. Não existe nada para corrobar que exista uma alma, uma espiritualidade ou que o homem seja um ser transcendental, ou outra definição que pareça sobrenatural. O homem é um ser pensante e só. Essa é nossa maior armadilha e também nossa maior virtude. Esse conceitos divinos, sejam eles quais forem, nos afastam do ser pensante que somos e nos aproxima de um ser delirante, de um ser que vive somente da sua imaginação coletiva e individual, algo que nos aproxima dos animais, que vivem dentro de suas limitações. Ao contrário das crenças e dessas filosofias e delírios panteístas, a ciência, nos liberta, nos aproxima daquilo que o homem é de verdade, do senso crítico, da dúvida e da razão sobretudo.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.342
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #598 Online: 17 de Dezembro de 2010, 01:01:16 »
A religiosidade está muito para além do teismo, do ateismo ou do agnosticismo, nem resulta do terror (embora também) mas mais da ânsia de conhecer, de perceber.

No meu entender ela está aquém (sem ser pejorativo) dos conceitos supramencionados, pois estes requerem um grau de cognição mais sofisticado.
 

A criança que não fosse formada em qualquer religião, não tenderia a ter um respeito inviolável por nada?

Qual seria a idade desta criança?

Ela pode ter um respeito inviolável pelo meio-ambiente ou pelos outros humanos. E isto se consegue no ambiente secular, sem qualquer problema.


nada aceitaria pois como sagrado?

Se ocorrer algum tipo de doutrinação neste sentido, a resposta é sim.

Do contrário não vejo o porque que ela desenvolveria um conceito de "sacralidade sobrenatural".


tentaria a desenvolver qualquer forma de ligar a entes queridos falecidos?

A manifestação de carinho e de saudade para com uma pessoa morta pode ocorrer, por exemplo, com o respeito às memórias dela, dos seus trabalhos e de suas realizações. Não há qualquer necessidade de cultivar uma relação de sobrenaturalidade, em particular aquela modalidade que gera a expectativa de um "reencontro" com os entes mortos.

Eu frequentemente conto ao meu filho que tem 5,5 anos, alguns causos que eu passei com as minhas avós. Uma que eu gosto, em particular, é a de que nos verões mais quentes eu ia até a casa de minha avó materna e retirava água do poço com um balde e então bebíamos juntos aquela água límpida e de temperatura na faixa de 18oC. Um simples e singelo prazer que gerou uma forte lembrança em minha memória.  


Nela não haveria manifestação de arquétipos do inconsciente?

Pode ser. Mas na análise psicológica jungiana, os mitos e os sonhos também podem ser a origem destes arquétipos.


Não é a religião manifestação desses arquétipos?

A religiosidade pode ser. A religião não, porque esta já representa um sistema organizado de conceitos.


não recorreria a estratégias não puramente racionais para responder ao problema e consciência da morte, dos outros e da sua?

Uma criança certamente pode desenvolver uma explicação coerente para o conceito de morte biológica.

Mas há a necessidade de alguma outra explicação fora deste contexto?

A resposta certamente estará relacionada ao meio onde esta criança vive. Famílias com religião passarão explicações diferentes de famílias atéias.


não perguntaria porque existe algo em vez de nada, e não perguntaria se não houve uma primeira causa incausada?

Acho que não, porque eu duvido que ela seja capaz de elaborar uma definição adequada do "nada ontológico", porque é contraintuitivo e afinal de contas, como afirma Mário Novello, "é impossível a não-existência de algo".

A mesma incapacidade dela se aplica à compreensão do argumento cosmológico. Eu sinceramente acho que é mais fácil ela entender intuitivamente o argumento do Universo Eterno.


as perguntas donde vimos e para onde vamos não surgiriam no seu espírito e não aceitaria que a ciência nunca poderá explicar tudo?

Está claro para mim que somente jovens ou adultos com algum conhcecimento sobre metafísica teriam condições de formular as perguntas contidas neste e no item anterior.

As perguntas "de onde viemos e para onde vamos" não tem sentido algum para ateus, pois eles não se consideram a "obra-prima" de um criador, de tal modo que nós, humanos, não somos mais singulares do que uma sequóia ou um celacanto, sob o ponto de vista evolucionário.


nunca lhe passaria pela cabeça que o Universo fosse intgeligente ou que alguma inteligência misteriosa nele operasse?

As respostas para tais perguntas, volto a insistir, dependeriam do tipo de ambiente em que a criança foi educada. Em uma família atéia e com formação científica, as explicações de cunho panteísta ou teísta certamente não seriam providas aos seus rebentos.


os primeiros homens não foram injectados pelo sentimento religioso por ninguém, esse sentimento resultou da sua própria natureza e da evolução desde seres unicelulares...

É a sua explicação.

A minha é que do homem moderno primordial (há 200.000 anos, africano, coletor, com pouco conhecimento) até o homem moderno atual (global, urbano, com amplo conhecimento, principalmente científico) se pode perceber um gradativo, mas inexorável, processo de afastamento do "pensamento mágico", seja ele religioso ou metafísico.

Isto não significa que tal pensamento ainda não seja forte e não vá subsistir por longo tempo. Pelo contrário. Ele é fortíssimo. Mas o sucesso da Ciência em explicar as coisas naturais e humanas é incomparável frente às explicações absurdas e repletas de ad hocs das religiões.


sem influências nem pró nem contra a criança tenderia a desenvolver formas de relacionamento com a natureza que se podem considerar como religiosas... quer viesse a criar uma ideia de Deus quer a sua religiosidade não passasse por essa ideia...

Se a criança for criada em um ambiente desprovido de informação e que lhe seja instilada um temor aterrorizante pela natureza, eu acho que sim, ela poderá desenvolver uma faceta religiosa animista.


Julgo eu, mas sem certezas absolutas.

Ok!
« Última modificação: 17 de Dezembro de 2010, 08:31:24 por Geotecton »
Foto USGS

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re: Não Acreditar na Existência de Deus vs Acreditar Que Deus Não Existe
« Resposta #599 Online: 17 de Dezembro de 2010, 07:45:50 »
Caro - Sérgio Sodré

Citar
Sim Lusitano... o Patriotismo, a veneração pela terra sagrada, pelo sangue derramado, pelos antepassados, pelas quinas desfraldadas...por algo superior à própria vida... por tudo o que se defende sem se discutir...por tudo o que é "grito dentro de nós"... é a mais pura religiosidade... é a ânsia de re-ligar a algo sagrado e perdido...é o divino dentro de nós...

:ok: :arrow: :)   
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!