Autor Tópico: Um historiador e ex-ateu, agora espírita  (Lida 18453 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Karanami

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 39
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #25 Online: 27 de Agosto de 2010, 21:27:31 »
Eu sou um ex-espírita que virou ateu. E meu curso na faculdade é muito mais difícil que história, alguém quer escrever sobre mim? :P
Ah, sim e o motivo por que eu abandonei essa religião foi a necessidade intelectual de se obter uma explicação racional para transcendentes perguntas.


ad ignorantiam

Offline Renato T

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.486
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #26 Online: 28 de Agosto de 2010, 01:27:44 »
Eu sou um ex-espírita que virou ateu. E meu curso na faculdade é muito mais difícil que história, alguém quer escrever sobre mim? :P
Ah, sim e o motivo por que eu abandonei essa religião foi a necessidade intelectual de se obter uma explicação racional para transcendentes perguntas.


ad ignorantiam

Só por ele querer uma explicação racional é Ad Ignorantiam?

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #27 Online: 28 de Agosto de 2010, 01:31:03 »
Eu entendo que os espíritas se consideram cristãos. Mas eu não os considero. Aliás, mesmo quando eu era espírita, eu não me considerava cristão, na verdade eu acreditava que o Espiritismo "unificava" todas as religiões.


Que lindo! Depois você abraçava uma árvore e fumava um baseado? :)
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #28 Online: 28 de Agosto de 2010, 07:57:44 »
Eu sou um ex-espírita que virou ateu. E meu curso na faculdade é muito mais difícil que história, alguém quer escrever sobre mim? :P
Ah, sim e o motivo por que eu abandonei essa religião foi a necessidade intelectual de se obter uma explicação racional para transcendentes perguntas.


ad ignorantiam

Alguém aqui precisa aprender a reconhecer sarcasmo ::)

Offline Contini

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.610
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #29 Online: 28 de Agosto de 2010, 08:06:56 »
Céticos não podem ter senso de humor?
"A idade não diminui a decepção que a gente sente quando o sorvete cai da casquinha"  - anonimo

"Eu não tenho medo de morrer, só não quero estar lá quando isso acontecer"  - Wood Allen

    “O escopo da ciência é limitado? Sim, sem dúvida: limitado a tratar daquilo que existe, não daquilo que gostaríamos que existisse.” - André Cancian

Offline AlexCD

  • Nível 04
  • *
  • Mensagens: 48
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #30 Online: 29 de Agosto de 2010, 19:57:04 »
Existe uma tática de pegar ex ateus como exemplo para "provar" que o ateísmo esta errado.   Tem o famoso caso do Antony Flew e seu livro  escrito em conjunto  por um evangélico que aparentemente se aproveitou da fragilidade mental em que Flew se encontra, mas que  praticamente em todos os sites, blogs, etc... de cristãos(em sua mais variadas formas) faz questão de divulgar como se isto fosse dar um ar de verdade para as crenças religiosas deles.

 Se de hoje para amanhã o Rcihard Dawkins se torna-se membro de alguma igreja evangélica, esta galera iria ao deliro,m mas ficariam frustrados com a reação racional ao perguntar-mos  qual a prova que Dawkins teria para apresentar para sua mudança de opinião.

 Outro dia me irritei muito ao ler em http://migre.me/1arug , o Sr. Michelson Borges realmente acreditar que alguem se converter por medo de morrer ser algo positivo.  Me comove esta "bondade" dos "crentes"

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.209
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #31 Online: 29 de Agosto de 2010, 21:01:41 »
Crentes não morrem?  :oba:
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline AlexCD

  • Nível 04
  • *
  • Mensagens: 48
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #32 Online: 30 de Agosto de 2010, 00:43:13 »
 :D Além de acreditarem que vão viver eternamente no Paraíso fazendo lá se sabe o que, tem uns que são curados de todas as doenças durante suas vidas "carnais" até que Deus cansa da brincadeira e enfim os deixa morrer.  Outro dia assistindo em uma dessas madrugadas insones um culto televisivo cheguei a conclussão que eram Highlanders por que eram curados de tudo e protegidos de todas as tragédias, logo só cortando-lhes as cabeças para enfim morrerem. :stunned:

Offline Lion

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.994
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #33 Online: 30 de Agosto de 2010, 19:15:36 »
Outro dia me irritei muito ao ler em http://migre.me/1arug , o Sr. Michelson Borges realmente acreditar que alguem se converter por medo de morrer ser algo positivo.  Me comove esta "bondade" dos "crentes"

Em um trecho do texto o cara diz o seguinte: 
Citar
“...me ocorre Epicuro com sua sabedoria irrefutável: nada é tão importante para a felicidade como a boa saúde.
Alguém poderia me dizer especificamente onde Epicuro disse isso? Se não me engano o próprio Epicuro não era lá muito saudável. 

Offline Mister B

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 299
  • Sexo: Masculino
  • Walt Whitman, Brahms, Darwin, Marx. Pode escolher!
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #34 Online: 30 de Agosto de 2010, 20:10:29 »
Ehehehehe... Se a sabedoria de Epicuro é irrefutável, e o paradoxo? É irrefutável também? Os filósofos só são bons quando corroboram as crenças deles. :)
"O cristianismo nos afirma que há um homem invisível, que vive no céu e vigia tudo o que fazemos, o tempo todo. O homem invisível tem uma lista de 10 coisas que ele não quer que a gente faça. Se você fizer qualquer uma dessas coisas, o homem invisível tem um lugar especial, cheio de fogo, fumaça, sofrimento, tortura e angústia onde ele vai lhe mandar viver, queimando, sofrendo, sufocando, gritando e chorando para todo o sempre. Mas ele ama você!
George Carlin

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.957
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #35 Online: 01 de Setembro de 2010, 11:38:25 »
Eu sou um ex-espírita que virou ateu. E meu curso na faculdade é muito mais difícil que história, alguém quer escrever sobre mim? :P
Ah, sim e o motivo por que eu abandonei essa religião foi a necessidade intelectual de se obter uma explicação racional para transcendentes perguntas.

Racional e coerente muitas explicações podem ser plausíveis, inclusive a espírita. O problema está nas provas materiais das doutrinas religiosas.

Na verdade o ateísmo é impopular porque ele não explica o sentido de nada, afinal, as pessoas nascem e existem porque um casal fez sexo e uma dia a pessoa irá morrer, inexoravelmente, em última hipótese, em razão da velhice. Simples assim.

Fazer o bem ou o mal, ter alguma missão ou tarefa a ser cumprida, buscar algo, ter motivação por encontrar as pessoas X ou Y na vida não passam de meras circunstâncias aleatórias desprovidas de sentido, lógica ou determinação.

O ateísmo é só um reflexo daquilo que é observado materialmente no meio e a conclusão mais simples disso. Os porquês da existência ou o sentido dela, a origem de tudo, etc, só a religião dá, e por isso elas são populares.
 
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Mahul

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 486
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #36 Online: 01 de Setembro de 2010, 15:56:49 »
Eu entendo que os espíritas se consideram cristãos. Mas eu não os considero. Aliás, mesmo quando eu era espírita, eu não me considerava cristão, na verdade eu acreditava que o Espiritismo "unificava" todas as religiões.
Uili, eu também nunca digeri muito bem essa fusão, isto é, a insistência em reinvindicar para si o cristianismo primitivo. Como já disse, não sei se o Cristianismo dos primórdios tinha alguma coisa a ver com o Espiritismo. E mais, se a Bíblia é uma verdadeira mistura de relatos históricos (alguns) e mitos (muitos), como saber o que Cristo (se é que existiu) realmente disse ou não. O que eu vejo é que os espíritas se apropriam de supostos ditos de Cristo que são coerentes com os princípios da DE. Aliás, tem um livro espírita chamado O que Jesus não poderia ter dito e feito. :?
Crentes não morrem?  :oba:
Morrem, mas no Dia do Juízo Final todos ressuscitarão e serão salvos! Mas, você, como é ímpio, materialista, comunista e ateu, não será salvo! :twisted:
Não gosto da direita porque ela é de direita e não gosto da esquerda porque ela também é de direita - Mestre Millôr

Deus seria reprovado em qualquer escola de engenharia - Paulo Francis

Só vou acreditar em socialismo no dia em que todo mundo puder morar em Ipanema - Grande Tom Jobim

Offline Micrômegas

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #37 Online: 02 de Setembro de 2010, 19:41:15 »
Outro dia me irritei muito ao ler em http://migre.me/1arug , o Sr. Michelson Borges realmente acreditar que alguem se converter por medo de morrer ser algo positivo.  Me comove esta "bondade" dos "crentes"

Em um trecho do texto o cara diz o seguinte: 
Citar
“...me ocorre Epicuro com sua sabedoria irrefutável: nada é tão importante para a felicidade como a boa saúde.
Alguém poderia me dizer especificamente onde Epicuro disse isso? Se não me engano o próprio Epicuro não era lá muito saudável. 
Eu teria dúvidas que a frase não é de sua autoria se caso ele fosse saudável!   :)
____________________
"Toda filosofia aspira a difundir-se, a ser uma propaganda. Ter a mão cheia de verdades e conservá-la fechada é de espíritos tacanhos. O que seria, pois, uma verdade que não quisesse comunicar-se?"

Todas as vezes que um fato novo se revela no campo da Ciência, logo o averbam de apócrifo; depois, que é contrário à Religião; e, por fim, que há muito era sabido. Efetivamente, a verdade tem duas espécies de adversários: os cépticos do materialismo, e os céptico do dogma.

Offline Micrômegas

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #38 Online: 02 de Setembro de 2010, 19:43:24 »
Vocês perderam um ateu mas ganharam outro:


Citação de: [url=http://][/url]
Stephen Hawking descarta papel de Deus na criação do Universo



O cientista britânico Stephen Hawking afirma em seu novo livro, ainda inédito, que a física moderna descarta a participação de Deus na origem do Universo e diz que aparentemente o Big Bang foi uma consequência natural das leis da física.

Em The Great Design (“O Grande Projeto”, em tradução livre), que teve trechos publicados nesta quinta-feira pelo jornal britânico The Times, Hawking afirma que “a criação espontânea é a razão pela qual existe algo em vez de nada”.

O cientista cita a descoberta de um planeta orbitando uma estrela que não o Sol, ocorrida em 1992, como algo que faz as condições planetárias terrestres – como a relação entre a massa solar e a distância para o Sol, por exemplo - parecerem provas “muito menos convincentes de que a Terra foi cuidadosamente projetada somente para agradar a nós, seres humanos”.

"Devido à existência de uma lei como a da gravidade, o Universo pode e vai criar a si mesmo do nada”, afirma o físico no livro.

"A criação espontânea é a razão pela qual existe algo em vez de nada, do porquê o Universo existe, do porquê nós existimos”, diz Hawking.

The Great Design foi escrito em parceria com o físico norte-americano Leonard Mlodinow e tem lançamento previsto para o próximo dia 9.

Mudança
Os trechos indicam uma aparente mudança de opinião em relação a uma das obras mais conhecidas de Hawking.

Em seu livro Uma Breve História do Tempo, publicado em 1988, o cientista sugeria que a ideia de uma criação divina seria compatível com uma compreensão científica do Universo.

“Se nós descobrirmos uma teoria completa, será o triunfo definitivo da razão humana – pois então nós deveremos conhecer a mente de Deus”, escreveu então o cientista.

Uma Breve História do Tempo teve mais de 9 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/bbc/2010/09/02/stephen-hawking-descarta-papel-de-deus-na-criacao-do-universo.jhtm


Boa sorte pra ele 
____________________
"Toda filosofia aspira a difundir-se, a ser uma propaganda. Ter a mão cheia de verdades e conservá-la fechada é de espíritos tacanhos. O que seria, pois, uma verdade que não quisesse comunicar-se?"

Todas as vezes que um fato novo se revela no campo da Ciência, logo o averbam de apócrifo; depois, que é contrário à Religião; e, por fim, que há muito era sabido. Efetivamente, a verdade tem duas espécies de adversários: os cépticos do materialismo, e os céptico do dogma.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #39 Online: 02 de Setembro de 2010, 20:57:49 »
Acho que ele não mudou de opinião, só saiu do armário :P

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.211
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #40 Online: 02 de Setembro de 2010, 21:07:27 »
Stephen Hawking é ateu desde... sempre.

Quando do lançamento de seu livro de divulgação científica mais famoso "Uma Breve História do Tempo", Hawking informou que fez referências às dividandes por sugestão de seu editor, com objetivo puramente comercial.
Foto USGS

Offline Micrômegas

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #41 Online: 02 de Setembro de 2010, 21:57:50 »
Stephen Hawking é ateu desde... sempre.

Quando do lançamento de seu livro de divulgação científica mais famoso "Uma Breve História do Tempo", Hawking informou que fez referências às dividandes por sugestão de seu editor, com objetivo puramente comercial.
Sendo assim retiro meu comentário acima dizendo que vocês ganharam mais um ateu: vai ver ele  só está dizendo isso por fins comerciais.  :P

____________________
"Toda filosofia aspira a difundir-se, a ser uma propaganda. Ter a mão cheia de verdades e conservá-la fechada é de espíritos tacanhos. O que seria, pois, uma verdade que não quisesse comunicar-se?"

Todas as vezes que um fato novo se revela no campo da Ciência, logo o averbam de apócrifo; depois, que é contrário à Religião; e, por fim, que há muito era sabido. Efetivamente, a verdade tem duas espécies de adversários: os cépticos do materialismo, e os céptico do dogma.

Offline hjnf

  • Nível 00
  • *
  • Mensagens: 1
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #42 Online: 03 de Setembro de 2010, 20:27:18 »
os ex-espiritas do grupo chegaram a participar de sessões onde havia a "comunicação" propriamente dita? Qual o parecer sobre isso e qual o motivo mais relevante para abandonar ? o tópico da discussão é exatamente o contrário mas acho q pode ser discutido aqui tb....

My first post here. :|

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #43 Online: 03 de Setembro de 2010, 21:01:37 »
Já participei. Achei uma encenação abaixo de medíocre. Também já vi uma parenta incorporando um espírito que falava péssimo portunhol. Na última sessão espírita que eu fui na vida, os membros do grupo de jovens foram reunidos em grupos de 10 pessoas onde cada um tinha que descrever os "fenômenos físicos" (sic) que já tinham testemunhado e que o fenômeno mais interessante de cada grupo seria contado para toda a plateia. A maioria não tinha nada melhor para dizer do que que já tiveram a sensação de que estavam sendo observados ou que ouviram vozes. Só destoou da mediocridade o comentário "melhor dos melhores," de uma menina, mas o dela não valia porque toda semana ela chegava com uma história mais mirabolante que a outra e ou eu acreditava que a vida dela era o seriado Além da Imaginação, ou eu acreditava que era uma mentirosa compulsiva. Fiquei com o segundo.
Mas o motivo para eu ter abandonado o espiritismo não foi nem esse, esse dia foi a gota d'água. Eu tinha mais é objeções morais mesmo à doutrina, duvidava da sinceridade dos médiuns (minha lógica: se um charlatão faz um truque e outro médium faz exatamente a mesma coisa, dane-se a presunção da inocência: é o médium que tem que provar que não é uma fraude) e questionava a existência de Deus - o capítulo 1 do Livro dos Espíritos nunca me convenceu.

Offline Rios

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 223
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #44 Online: 04 de Setembro de 2010, 11:11:38 »
eu também sou ex- espírita e ja presenciei as comunicações. Aquilo é claramente um  teatrinho, eu ficava com vergonha pelo médium de tão ridículo que era quanto tentava-se imitar um espírito de criança. Vergonha alheia total.
Aliás, isso é uma imbecilidade dos médiuns espíritas, tentar mudar a voz quando "incorpora". A voz se deve a estrutura anatômica do medium, como o espírito supostamente pega emprestado o corpo do médium, não há motivo para mudar a voz. mas aí não causaria o impacto necessário para enganar os crentalhões.
Mas tambem não foi essa idiotice que me fez largar o espiritismo, na verdade eu sempre pensava "bom, esse médium é charlatão, mas deve haver algum que não seja".
O que me fez largar de vez o espiritismo foi ler o livro dos espíritos. O LE teria sido ditado por espíritos superiores, incluindo o tal do "espírito da verdade", mas fala tanta besteira que fica impossível para alguem como o mínimo de conhecimento continuar acreditando no espiritismo.
Fala sobre seres em jupter, marte, vênus, geração espontânea, adão e eva, erros de astronomia, desconhecimento da origem e evolução dos seres vivos, racismo nojento, etc... Toda mentalidade ultrapassada do sec XIX está alí nas respostas dos espíritos, dessa forma acabei percebendo que espíritos nunca se comunicaram com kardec, tudo aquilo veio da mente delirante do próprio.

Offline Micrômegas

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #45 Online: 04 de Setembro de 2010, 11:48:30 »
Só lembrando que o espiritismo também tem seu processo seletivo natural (Isso sou eu quem estou dizendo baseado em experiências e observações própria) que  separa curiosos e pessoas de má fé daquelas que buscam pelos esforços que empregam em domar suas inclinações más; ou seja, buscam uma transformação moral.

Portanto, curiosos e pessoas de má fé, etc, não conseguem se adaptar ao meio espírita porque seus conceitos, seus hábitos e seus costumes - contrários à moral espíritas - fazem que eles próprios não aceitem essa doutrina pois a dúvida, a incredulidade, os interesses pessoias (demasiados apegos em prazeres do mundo), e outras tantas coisas mais, que levam para um centro espíritas com fins que não sei qual, os forçam a desistirem dessa busca na mesma medida que estão presos a elas; porque essas coisas enfraquecem a sua vontade de querer mudar e fazem recuar. Decerto o espiritismo não força ninguém a mudar de uma hora para outra, no entanto para algumas pessoas que estão enraizadas em certos hábitos e costumes, sentirão mais o peso para aceitar o espiritismo - na mesma medida que estão presos a esses hábitos; ja outras, portanto, são mais fáceis de aceitarem e algumas até se sentem a vontade no primeiro dia porque encontra ali tudo o que buscava.

Portanto, quando disserem que são ex-espíritas estão na verdade dizendo que tentaram ser espíritas e não conseguiram, porque, da mesma forma que uma faculdade exige dissiplina e empenho para formarem, com o espiritismo não é diferente. A verdade é que quem quer ser espírita tem que mudar, e mudar muito. Não pense que alguém, por exemplo demasiado orgulho, egoista, demasiado apegado aos prazeres carnais, demasiado preso a bens materias etc, vai aceitar o espiritismo tão fácil; Não, não conseguem, é tão difícil quanto um camelo passar no buraco de uma agulha, como dizia Jesus. Primeiro, vá se limpar, depois tente ser espírita.  :D


Sem falar que cada centro espírita é diferente um do outro: alguns dão mais ênfase aos trabalhos de evangelização cristã e ensinos éticos e morais; outros exploram mais os fenômenos espíritas, fazem palestras, estudos sobre diversos assuntos etc.

 :)

« Última modificação: 04 de Setembro de 2010, 13:32:28 por Micrômegas »
____________________
"Toda filosofia aspira a difundir-se, a ser uma propaganda. Ter a mão cheia de verdades e conservá-la fechada é de espíritos tacanhos. O que seria, pois, uma verdade que não quisesse comunicar-se?"

Todas as vezes que um fato novo se revela no campo da Ciência, logo o averbam de apócrifo; depois, que é contrário à Religião; e, por fim, que há muito era sabido. Efetivamente, a verdade tem duas espécies de adversários: os cépticos do materialismo, e os céptico do dogma.

Offline Rios

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 223
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #46 Online: 04 de Setembro de 2010, 14:14:25 »
resumindo, os ex-espíritas são pessoas de má fé, egoístas e orgulhosos que não aceitaram o caminho do bem e da justiça, e por isso largaram o espiritismo para seguir o caminho do mau e do materialismo.  ::)
francamente, era só o que faltava...

cara, ja te passou pela cabeça que algumas pessoas (diferente de você) estão interessadas em SABER a verdade (qualquer que seja ela, ruim ou boa) ao invez de CRER numa fantasia agradável?
 
o espiritismo é uma fantasia agradável para o crente, como qualquer religião, ele promete mundos e fundos, veja a lista:
- Imortalidade
- feliciadade eterna
- justiça perfeita
- chances infinitas para consertar possíveis erros (pelas reencarnações)
- reencontrar entes queridos

Você segue o espiritismo porque quer obter esses 5 prêmios, tire esses prêmios e não sobraram mais crentes.
Depois, nós é que somos os egoístas interesseiros... vai entender essa gente...:?




Offline Micrômegas

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #47 Online: 04 de Setembro de 2010, 16:21:39 »
Não disse somente isso meu caro Rios, também você pode acrescentar ai que muitos espíritas também são assim ou foram, a diferença é que alguns deles procuram combater esses defeitos enquanto que outros alimentam.

Isso que eu disse não é  nada comparado ao que você ouviria se fosse no centro espírita que eu frequento, ou em outros,  meu jovem. São coisas assim que afastam muitas pessoas de serem espíritas, não conseguem ouvir nada que ja se sentem atacadas. Orgulho é uma desgraça, bem sei disso, mas todos nós somos assim; quem não tiver esses hábitos, de certo não é humano.

Certa vez estava tendo uma palestra sobre glutonária no centro que frequento, e na platéia havia uma quantidade razoavel de obesos que estavam frequantando o centro com certa regularidade. Depois desta palestra nunca mais os vi.  :D  Se realmente quisessem mudar, de certo continuariam frequentando e tentando mudar na medida do possível; mas na primeira vez que ouviu a verdade sobre as causas da obesidade ja se sentem ofendidos, imagina o resto?  -  como por exemplo, um rapaz chegou até mim e veio falar que a palestrante estava o ofendendo e que ele era obeso porque não conseguia se controlar; isso é porque ja estava cego com seu orgulho. O espiritismo é muito franco, e o pior, não fala que a causa do mau é no físico, fala que o mau é no espirito, na alma, não é fácil aceitar isso. O mesmo ja sussedeu com homossexuais, fumantes, pornófilos etc, etc somem na primeira palestra. Nas palestras de quinta-feira, que são as mais moderadas, ja elimina muitas pessoas que acham que chegando em um centro espírita vão ver seu primeiro "fantasminha". Quem ouve as palestras espiritas sobre esses assuntos se sentem ofendidos até à alma, mas ai é que ta, essa é a sutil seleção natural do espiritismo que procura os mais humildes, digo "os mais" porque todos nós temos nosso orgulho escondido, basta sacudir para ele aparecer.  

Quem quizer combater seu defeitos o espiritismo está de portas abertas; mas saibam que serão sacudidos e terão o orgulho ferido, porque a humildade é o primeiro passo para ser espírita. A propósito, sobre o que disse acima, vale o que foi dito por alguns filósofos: que todos os ignorantes são insensatos, como toda lama cheira mal; o que nem sempre ocorre a não ser que se a mexa. .. Mexa o ser humano e verá o que sai de dentro dele.





____________________
"Toda filosofia aspira a difundir-se, a ser uma propaganda. Ter a mão cheia de verdades e conservá-la fechada é de espíritos tacanhos. O que seria, pois, uma verdade que não quisesse comunicar-se?"

Todas as vezes que um fato novo se revela no campo da Ciência, logo o averbam de apócrifo; depois, que é contrário à Religião; e, por fim, que há muito era sabido. Efetivamente, a verdade tem duas espécies de adversários: os cépticos do materialismo, e os céptico do dogma.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.113
  • Sexo: Masculino
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #48 Online: 04 de Setembro de 2010, 16:54:36 »
Obesos, fumantes, homosexuais e pornófilos seriam espíritos inferiores que tem que evoluir?

Citar
Portanto, quando disserem que são ex-espíritas estão na verdade dizendo que tentaram ser espíritas e não conseguiram

"Jamais serão espíritas de elite! PEDE PRA SAIR! PEDE PRA SAIR!"
"Deus prefere os ateus"

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.209
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Um historiador e ex-ateu, agora espírita
« Resposta #49 Online: 04 de Setembro de 2010, 17:09:17 »
Eu vejo um escocês :)
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!