Autor Tópico: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade  (Lida 39957 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Online: 01 de Abril de 2011, 14:37:29 »
A versão original deste artigo foi apresentada no Symposium VISION-21 patrocinado pelo Centro Lewis de Pesquisa da NASA em Ohio e pelo Instituto Aeroespacial de Ohio, 30 e 31 de março de 1993. Uma versão ligeiramente alterada apareceu na edição de Inverno da Whole Eart Review de 1993.

Dentro de trinta anos, teremos os meios tecnológicos para criar uma inteligência super-humana. Logo após, a era humana se extinguirá. Seria tal progresso evitável? Se não pode ser evitado, podem os eventos ser orientados de modo a que possamos sobreviver? Estas são as perguntas investigadas. Algumas respostas possíveis (e alguns perigos decorrentes) são apresentadas.

O Que é a Singularidade?

A aceleração do progresso tecnológico foi a característica central deste século. Eu discuto neste trabalho que estamos no limiar de uma mudança comparável à ascensão da vida humana na terra. A causa precisa desta mudança é a criação eminente pela tecnologia das entidades com inteligência maior do que a humana. Há diversos meios pelos quais a ciência pode conseguir esta descoberta (e esta é uma outra razão para se ter a confiança que o evento ocorrerá):

•Podem ser desenvolvidos computadores "conscientes" e super-humanamente inteligentes. (Atualmente existem muitas controvérsias a respeito sobre se podemos criar a equivalência humana em uma máquina. Mas, se a resposta for "sim, nós podemos", então restariam poucas dúvidas de que seres mais inteligentes podem ser construídos logo depois disso.)
•As grandes redes de computador (e seus usuários associados) podem "despertar" como uma entidade super-humanamente inteligente.
•As interfaces computador/homem podem tornar-se tão íntimas que os usuários podem razoavelmente ser considerados super-humanamente inteligentes.
•A ciência biológica pode fornecer meios para melhorar o intelecto natural humano
As primeiras três possibilidades dependem em grande parte das melhorias no hardware dos computadores. O progresso no hardware dos computadores seguiu uma curva, surpreendentemente, constante nas últimas décadas [17]. Bastante baseado nesta tendência, eu acredito que a criação de uma inteligência maior do que a humana ocorrerá durante os próximos trinta anos. (Charles Platt [20] afirmou que os entusiastas da AI têm feito reivindicações como esta nos últimos trinta anos. Desta maneira, não sou culpado de uma ambigüidade temporal relativa, deixe-me ser mais específico: Ficarei surpreso se este evento ocorrer antes de 2005 ou após 2030.)

Quais são as conseqüências deste evento? Quando as inteligências maiores do que a humana impulsionarem este progresso ele será muito mais rápido. Na verdade, não parece existir nenhuma razão para o próprio progresso não envolver a criação de entidades mais inteligentes -- em uma escala de tempo ainda-mais curta. A melhor analogia que eu visualizo é com o passado evolutivo: Os animais podem adaptar-se aos problemas e fazer invenções, mas usualmente mais devagar do que o trabalho da seleção natural -- o mundo age como seu próprio simulador no exemplo da seleção natural. Nós seres humanos temos a habilidade de internalizar o mundo e conduzir "what if's" em nossas cabeças; podemos resolver muitos problemas milhares de vezes mais rápido do que a seleção natural. Agora, criando os meios para executar aquelas simulações em uma velocidade muito mais elevada, nós estamos entrando em um regime tão radicalmente diferente de nosso passado humano quanto nós humanos somos dos animais mais elementares.

Do ponto humano da vista esta mudança representa desprezar todas as regras anteriores, talvez num piscar de olhos, uma escalada exponencial além de qualquer esperança de controle. Desenvolvimentos que antes eram pensados para somente acontecer em "milhões de anos" (se acontecessem) acontecerão provavelmente no século seguinte. (Em [5], Greg Bear pinta um retrato das mudanças importantes que acontecem numa uma questão de horas.).

Eu penso que é justo classificar este evento como uma singularidade ("A Singularidade" para as finalidades deste trabalho). Este é um ponto onde nossos modelos velhos devam ser rejeitados e uma nova realidade tome lugar. À medida que nos movemos para mais perto deste ponto, ele se tornará mais amplo e mais ilimitado sobre as atividades humanas até que a noção se torne um lugar comum. Contudo quando finalmente acontecer pode ainda ser uma grande surpresa e um grande desconhecido Nos anos 50 havia muito poucos que o viam: Stan Ulam [28] parafraseou John von Neumann dizendo:

Uma conversa centrada no sempre acelerado progresso da tecnologia e das mudanças no modo da vida humana, que demonstra aproximarmos-nos de alguma singularidade essencial na história da raça além da qual as atividades humanas, como nós a conhecemos, não poderiam continuar.
Von Neumann usa o termo singularidade, embora pareça que está pensando no progresso normal e não na criação do intelecto super-humano. (Para mim, a super-humanidade é a essência da Singularidade. Sem aquela nós chegaríamos à saciedade da riqueza técnica, sem nunca absorvê-la corretamente. (ver [25]).).

Texto completo aqui ==>> http://www.mphp.org/ciencia-e-tecnologia/o-que-e-singularidade.html

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #1 Online: 01 de Abril de 2011, 14:38:24 »
O texto acima é um trecho de um artigo escrito por Vernor Vinge, um cientista da computação, escritor de ficção científica norte-americano, ex-professor de matemática da Universidade Estadual de San Diego.

Outro futurólogo de renome a anunciar a Singularidade Tecnológica é Raymond Kurzweil, inventor e futurista dos Estados Unidos, pioneiro nos campos de reconhecimento ótico de caracteres, síntese de voz, reconhecimento de fala e teclados eletrônicos. Ele é autor de livros sobre saúde, inteligência artificial, transumanismo, singularidade tecnológica e futurologia. Ele é conhecido mundialmente por ter feito algumas previsões acertadas na área de tecnologia, tal como o desbloqueio do genoma humano, o ano em que um computador bateria um humano no jogo de Xadrez e a explosão da internet quando ela ainda era apenas uma promessa.
Algumas de suas novas e fantásticas previsões que, segundo ele, ocorrerão até o ano de 2030:

• “Nós teremos elementos com o tamanho de uma célula de sangue, que entrarão em seu cérebro e nos permitirá mesclá-lo com inteligência não biológica”.
• “Daqui a 20 anos um computador será capaz de se comparar com a inteligência humana e ultrapassá-la”.
•Nós interagiremos com estas máquinas, que serão aptas a fazer o download de nossa memória, e como efeito viveremos eternamente.

Muitas coisas indicam que Kurzweil pode estar certo mais uma vez. A Lei de Moore, que diz que a capacidade de processamento dobra a cada 18 meses, ainda se demonstra válida. O crescimento exponencial do conhecimento humano é uma realidade. O processamento quântico é algo cada vez mais próximo de se tornar viável.

A Nanotecnologia vêm evoluindo a passos largos, como pode-se observar aqui: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/assuntos.php?assunto=nanotecnologia

O setor de robótica e Inteligência Artificial demonstra uma enorme evolução também. Alguns vídeos muito interessantes que demonstram isto:






“Nós estamos obtendo ganhos exponenciais em compreender o cérebro humano. Há realmente uma boa quantidade já compreendida e estamos conseguindo o que chamamos de algoritmos biologicamente inspirados– métodos que são inspirados por como o cérebro faz as coisas".

Nós estamos entendendo como o neo-córtex pode pegar um monte de símbolos, chamar aquilo de uma idéia e dar a isto um símbolo, e usá-lo com outros símbolos para criar outra idéia, e dar a ela um nome e criamos uma hierarquia total".

Esta tem sido uma progressão exponencial que tem acontecido nos últimos 125 anos. “Qualquer coisa que tenha a ver com informação – experimenta esse mesmo crescimento exponencial."

Com crescimento exponencial em capacidade, cada vez mais se parece com o pensamento humano.  Embora, nenhum computador ainda passou no teste de Turing, eles estão chegando mais perto a cada ano que passa. “E apenas nos últimos meses, "Watson" –  o computador IBM que venceu os seres humanos no game-show ‘Jeopardy!’ – demonstrou o que Kurzweil denomina uma “incrível habilidade” para compreender as sutilezas da linguagem humana natural”


Existe inclusive um cientista brasileiro de renome contribuindo para esta caminha rumo a singularidade. Trata-se do cientista Miguel Nicolelis, que foi capa da revista Science por este estudo:

“Pesquisadores da Universidade Duke (Estados Unidos) ensinaram macacos a controlar de forma consciente o movimento de um braço robótico em tempo real, utilizando somente sinais de seus cérebros e imagens visualizadas em uma tela. Os cientistas afirmam que os animais operam o braço robótico como se ele fosse um de seus membros.

O objetivo da pesquisa é auxiliar pessoas com paralisia, que poderão controlar "neuropróteses" implantadas no lugar de seus membros paralisados ou amputados ou mesmo neurorobôs, que poderão se mover livremente pela casa acionados unicamente por sinais do cérebro. A pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira (13/10) no site da Public Library of Science, assinada pelos cientistas Jose Carmena, Miguel Nicolelis e Craig Henriquez. “

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=010180031015

A biotecnologia também avança muito e rápido:
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/meta.php?meta=Biomecatrônica

A Singularidade Tecnológica é levada tão a sério que foi criada a Singularity University, sediada na NASA e apoiada por grandes nomes da tecnologia moderna, como a empresa Google, Vint Cerf (criador da Internet), Bob Metcalte (inventor da Ethernet), George Smoot (vencedor do prêmio Nobel de Física), o físico Sthephen Hawking etc.

feature=related



Então, o que vocês acham? A Singularidade Tecnológica está realmente próxima?

Particularmente, penso que as próximas décadas nos guardam um futuro no mínimo muito interessante. Estou ansioso!
« Última modificação: 01 de Abril de 2011, 15:02:37 por ByteCode »

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #2 Online: 01 de Abril de 2011, 15:14:48 »
Considerando coisas com a Lei de Moore, não ficaria nada surpreso se isso acontecesse bem antes do que a gente imagina.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #3 Online: 01 de Abril de 2011, 15:34:29 »
Considerando coisas com a Lei de Moore, não ficaria nada surpreso se isso acontecesse bem antes do que a gente imagina.

Seria ótimo! Mas, atualmente, estipula-se a chegada da singularidade tecnológica entre 2030 e 2045. Mas antes disto já estaremos vendo coisas bem interessantes acontecerem. Acho que 2015 vai ser um ano marcante nesta trajetória.

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #4 Online: 01 de Abril de 2011, 15:37:53 »
Não sei até que ponto a singularidade é uma coisa boa.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #5 Online: 01 de Abril de 2011, 15:47:04 »
Pra mim a única maneira da singularidade não ser uma coisa boa é se as máquinas chegarem ao ponto de nos dominar e nos exintguir ou nos escravizar de alguma forma. De resto, mesmo que sejamos apenas uma espécie de "bichinhos de estimação" para estes novos seres com inteligência super humana, será ótimo :D

Mas o que acredito é que nós iremos nos transformar em hibridos de biologia e máquina, de forma a potencializar todas as nossas capacidades, tanto físicas como mentais e intelectuais. Nos tornando, inclusive, imortais.

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #6 Online: 01 de Abril de 2011, 15:48:39 »
O que elvaria a uma população muindial tendendo a infinito e vários outros problemas decorrentes disso, como escassez de energia.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #7 Online: 01 de Abril de 2011, 16:38:49 »
A questão da superpopulação pode ser amenizada com controle de natalidade e resolvido de vez com a colonização de outros planetas como Marte, por exemplo. A Terraformação pode ser uma alternativa: http://pt.wikipedia.org/wiki/Terraforma%C3%A7%C3%A3o

Quanto ao problema da falta de energia, existem muitas formas de conseguir energia de forma renovavel e abundante: energia solar, eólica, das mares, da ondas etc.

Tudo isto pode tornar-se uma coisa simples de ser resolvida após a singularidade, já que o conhecimento e a tecnologia vão se expandir a níveis inimagináveis dentro das próximas quatro décadas, melhorando as atuais tecnologias de capitação de energia e inventando outras ainda melhores.

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #8 Online: 01 de Abril de 2011, 16:50:15 »
Esse debate está meio Utopia x Distopia. :D
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #9 Online: 01 de Abril de 2011, 16:58:43 »
Pois é  :biglol:

Mas das utopias atuais, penso que a singularidade e seus desdobramentos é a mais provavel de ocorrer. As vezes chego a pensar nela como apenas uma questão de tempo, pois para mim são muitas coisas favoráveis à sua ocorrência, ainda neste século. Mas, claro, como se trata de previsões e futurologia, nada é certo. Tudo isto pode simplesmente não acontecer ou acontecer apenas em parte.

Ps.: gostaria de saber como postar um vídeo de forma que ele apareça e não apenas o link dele.
« Última modificação: 01 de Abril de 2011, 17:02:00 por ByteCode »

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.746
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #10 Online: 01 de Abril de 2011, 17:13:59 »
Lendo o texto do inicio do tópico me lembrei de uma revista dos anos 70 que eu lí. Ela dizia que no ano 2000 o mundo teria 15 bilhões de habitantes, a população viveria 100 anos em média, os carros não precisariam de motorista, viveríamos em gigantescos conjuntos habitacionais de 1500 metros de altura, comeríamos comida sintética, teríamos gigantescas plataformas flutuantes no mar onde seria produzida energia nuclear longe da população, grandes plataformas orbitais produtoras de energia que seria enviada pra Terra sem fio, teríamos colônias na lua onde produziríamos alimento, e por aí vai...

Já passou do ano 2000 e eles erraram feio. Nem a p*rra da estação espacial ficou pronta, ir pra lua então...

Futurologia é uma "ciência" meio furada.
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #11 Online: 01 de Abril de 2011, 17:38:56 »
Lendo o texto do inicio do tópico me lembrei de uma revista dos anos 70 que eu lí. Ela dizia que no ano 2000 o mundo teria 15 bilhões de habitantes, a população viveria 100 anos em média, os carros não precisariam de motorista, viveríamos em gigantescos conjuntos habitacionais de 1500 metros de altura, comeríamos comida sintética, teríamos gigantescas plataformas flutuantes no mar onde seria produzida energia nuclear longe da população, grandes plataformas orbitais produtoras de energia que seria enviada pra Terra sem fio, teríamos colônias na lua onde produziríamos alimento, e por aí vai...

Já passou do ano 2000 e eles erraram feio. Nem a p*rra da estação espacial ficou pronta, ir pra lua então...

Futurologia é uma "ciência" meio furada.

Penso que nos anos 70 a futurologia era muito fraquinha, amadora e sensacionalista.
Mas algumas coisas que você citou aí passaram perto.

"a população viveria 100 anos em média" ==>> chegamos a 80, nem está tão longe assim :D

"os carros não precisariam de motorista" ==>> isto já é realidade, basta apenas se tornar comercialmente viável, veja: http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/van-vai-da-italia-a-china-sem-motorista-20100921.html

"viveríamos em gigantescos conjuntos habitacionais de 1500 metros de altura"==>> não são tão grandes, mas já se vive assim.

"comeríamos comida sintética" ==>> sintética não, mas já comemos comida transgênica.

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #12 Online: 01 de Abril de 2011, 17:41:03 »
Bom, os trans da linha 4 do metrô funcionam sem operador de trem presente. É meio assustador você entrar num trem e não ter ninguém pra guiá-lo, nem mesmo uma cabine onde ele deveria estar, mas é bem interessante.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #13 Online: 01 de Abril de 2011, 17:41:36 »
Supondo por um momento que a Singularidade realmente vá acontecer, levando em conta a fragilidade do ser humano e do alto grau de especialização da civilização moderna, e tomando como base outras revoluções que já aconteceram, podemos prever que:

a) a Singularidade (seja lá de que forma ela se manifestar) não vai ocorrer de maneira uniforme no mundo;
b) ela vai virar de cabeça para baixo as instituições políticas e sociais;
c) um monte de gente vai bater as botas.

A imagem que me vem à cabeça é a da conquista da América pelos europeus. Nesse caso, nós somos os índios.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #14 Online: 01 de Abril de 2011, 17:46:18 »
O pior é quando as máquinas começarem a descobrir soluções mais inteligentes e elegantes para um problema do que os humanos.
Isso me lembra um post antigo meu:

Acho que existe outro motivo também. Muitas pessoas sao incapazes de compreender como a ordem e a complexidade que se vê na
natureza puderam surgir espontaneamente. Estamos muito acostumados a associar mecanismos complexos com a açao de um
agente inteligente. Além disso, o resultado da processo evolutivo, por ser algo adaptado ao ambiente, acaba sugerindo a um observador
descuidado uma intencionalidade. Isso porque, quando vemos um organismo que age de forma eficiente e precisa, nao podemos ver
todos os seus ancestrais que nao eram tao eficiente e precisos, nem conseguimos notar os "defeitos" do organismo atual (como
a localizaçao incômoda da próstata no ser humano). Se pensarmos na seleçao natural independentemente da biologia, vemos que ela
é um mecanismo realmente contra-intuitivo e, em certos casos, até meio assustador. Por exemplo:
Citar
Newsgroups: rec.arts.sf.science
From: "Thomas Womack"

"Forrest"  wrote
> Here's a query that only intelligences can help me with, since it's
> currently too vague in my mind to distill into a net-searchable
> formulation.
>
> Somewhere I read the (true) story of a...researcher, maybe an
> engineer...who in order to solve a problem...of a nature I cannot
> recall...set up a neural network...of some variety...that eventually
> solved the problem, but in such a fashion that it was difficult to
> understand how it worked.

The problem was a toy one: discriminate between 1kHz and 10kHz signals.

The mechanism used to solve it was a genetic algorithm: prepare many strings
of random noise, use them to program an FPGA [1], breed from the strings
that got closest to solving the problem.

The solution produced turned out to be very much smaller than a human
engineer would have produced; you could prune it down to what looked like
the essential parts, but it then stopped working. It turned out that one or
two components which weren't connected to the main part of the circuit
nonetheless were critical in making the solution work, by setting up various
electric fields in the silicon.

It's a classic anecdote in the genetic-algorithm field: searching for
'genetic algorithm FPGA' might work.

Does that help?

[1] An FPGA is essentially a computer chip of programmable design; you lay
down components, like the ones found in microprocessors, on a regular grid,
and provide a programmable network of switches to decide which components to
interconnect and in what configuration.

Tom
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #15 Online: 01 de Abril de 2011, 18:10:27 »
Supondo por um momento que a Singularidade realmente vá acontecer, levando em conta a fragilidade do ser humano e do alto grau de especialização da civilização moderna, e tomando como base outras revoluções que já aconteceram, podemos prever que:

a) a Singularidade (seja lá de que forma ela se manifestar) não vai ocorrer de maneira uniforme no mundo;
b) ela vai virar de cabeça para baixo as instituições políticas e sociais;
c) um monte de gente vai bater as botas.

A imagem que me vem à cabeça é a da conquista da América pelos europeus. Nesse caso, nós somos os índios.


Concordo com você. Não ocorrerá de maneira uniforme por que certamente o mais abastados é que terão acesso primeiramente aos benefícios de tais tecnologias, assim como acontece hoje.
Vai obrigar a sérias reformulações nas formas de governo (democracia) e de produção (capitalismo / comunismo), talvez algo parecido com o Projeto Vênus.
Também imagino que muita gente vai morrer devido a revoluções sociais que certamente irão ocorrer pré e pós singularidade tecnológica. Imagino que a quebra do atual sistema monetário e desemprego em grande proporção serão os principais responsáveis por tais revoluções.

Imagino que muitos verão a sua aproximação como algo parecido com a famosa conspiração da "Nova Ordem Mundial" :D

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.986
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #17 Online: 04 de Abril de 2011, 17:30:02 »
Muito interessante! Mais uma demonstração de que a singularidade está próxima.  :D

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #18 Online: 14 de Abril de 2011, 11:17:06 »
Neurocientista sueco considera replicação cerebral biologicamente possível
http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=34707&op=all

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #19 Online: 14 de Abril de 2011, 13:10:31 »
•Nós interagiremos com estas máquinas, que serão aptas a fazer o download de nossa memória, e como efeito viveremos eternamente.

Quando você pede para seu computador mover um arquivo de uma pasta para outra ele não simplesmente a transfere. Ele copia o arquivo original para a pasta de destino e então remove o arquivo original. E se com a nossa memória e a nossa personalidade o computador simplesmente fizer a mesma coisa? Você se tornou imortal ou você morreu? O computador certamente vai pensar que é você, e talvez ele até esteja certo de alguma maneira, nós mesmos não somos formados pelos mesmos átomos desde que nascemos, nosso corpo possivelmente já foi inteiramente substituído por átomos diferentes e ainda temos a sensação de continuidade, o que seria mais uma troca de corpo? Mas a coisa fica mais complicada quando você pensa na possibilidade de a transferência de suas memórias e personalidade para outro meio não destruir as originais. Você terá uma cópia exata de você, que pensa que é você, e talvez ela seja mesmo você... não haverá razão para achar que o "você" que permanece no seu corpo é mais autêntico do que o que vive na máquina, mas a partir daí vocês se tornarão pessoas diferentes, com experiências diferentes, perspectivas diferentes, e o "você" que permaneceu no corpo ainda permanecerá mortal.

Pensando nessa possibilidade de o cérebro não ser destruído no processo de cópia de personalidade, um processo no qual há transferência realmente se torna suspeito, se torna assustadoramente parecido com um suicídio. Um amigo meu com quem discuti essa ideia apareceu com uma ideia interessante, porém: e se em vez de transferirmos o cérebro para uma máquina, transferirmos gradualmente a máquina para nosso cérebro? Poderíamos substituir aos pouquinhos pequenos blocos de nosso cérebro por "próteses" sintéticas que interagissem perfeitamente com a parte biológica. Aos poucos retiraríamos os nacos de carne até no final só sobrar um cérebro sintético sem o defeito de ser biodegradável. Não sei bem o que pensar sobre isso...

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #20 Online: 14 de Abril de 2011, 14:16:07 »
•Nós interagiremos com estas máquinas, que serão aptas a fazer o download de nossa memória, e como efeito viveremos eternamente.

Quando você pede para seu computador mover um arquivo de uma pasta para outra ele não simplesmente a transfere. Ele copia o arquivo original para a pasta de destino e então remove o arquivo original. E se com a nossa memória e a nossa personalidade o computador simplesmente fizer a mesma coisa? Você se tornou imortal ou você morreu? O computador certamente vai pensar que é você, e talvez ele até esteja certo de alguma maneira, nós mesmos não somos formados pelos mesmos átomos desde que nascemos, nosso corpo possivelmente já foi inteiramente substituído por átomos diferentes e ainda temos a sensação de continuidade, o que seria mais uma troca de corpo? Mas a coisa fica mais complicada quando você pensa na possibilidade de a transferência de suas memórias e personalidade para outro meio não destruir as originais. Você terá uma cópia exata de você, que pensa que é você, e talvez ela seja mesmo você... não haverá razão para achar que o "você" que permanece no seu corpo é mais autêntico do que o que vive na máquina, mas a partir daí vocês se tornarão pessoas diferentes, com experiências diferentes, perspectivas diferentes, e o "você" que permaneceu no corpo ainda permanecerá mortal.

Pensando nessa possibilidade de o cérebro não ser destruído no processo de cópia de personalidade, um processo no qual há transferência realmente se torna suspeito, se torna assustadoramente parecido com um suicídio. Um amigo meu com quem discuti essa ideia apareceu com uma ideia interessante, porém: e se em vez de transferirmos o cérebro para uma máquina, transferirmos gradualmente a máquina para nosso cérebro? Poderíamos substituir aos pouquinhos pequenos blocos de nosso cérebro por "próteses" sintéticas que interagissem perfeitamente com a parte biológica. Aos poucos retiraríamos os nacos de carne até no final só sobrar um cérebro sintético sem o defeito de ser biodegradável. Não sei bem o que pensar sobre isso...

Questionamentos bem interessantes sobre o tema!

A ultima parte do seu post me lembrou o filme chamado "Homem Bicentenário", onde ocorre isto só que inversamente, pois o robo vai tendo suas partes trocadas por partes biológicas até se tornar "humano".

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #21 Online: 14 de Abril de 2011, 16:19:59 »
Super pele artificial supera sensibilidade da pele humana

A equipe da Dra. Zhenan Bao, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, está desenvolvendo uma nova classe de pele eletrônica ultra-sensível.

Segundo a Dra. Bao, seu objetivo é criar uma "super pele", um tecido eletrônico flexível que supere as capacidade sensoriais da pele humana.

Super pele eletrônica

A pele eletrônica é totalmente flexível e capaz de "sentir" o toque, a luz e detectar compostos químicos e biológicos.

Sua alimentação é feita por um novo tipo de célula solar igualmente flexível, que pode ser incorporada na própria pele artificial, abrindo caminho para seu uso não apenas na robótica, mas também em próteses, membros artificiais e até em roupas.

"Com uma pele artificial, podemos incorporar basicamente qualquer função que desejarmos," disse a Dra. Bao. "É por isso que eu chamo de nossa pele eletrônica de super pele. Ela é muito mais do que aquilo que nós pensamos quando nos lembramos da pele normal."

Super sensibilidade

A base para a pele artificial é um transístor orgânico flexível criado pela equipe há alguns anos, feito com polímeros flexíveis e materiais à base de carbono. No atual estágio, a equipe já descobriu como fabricar seu transístor com materiais totalmente biodegradáveis.

Para permitir a detecção de toque, o transístor contém uma camada fina e altamente elástica de borracha, moldada em uma estrutura de pequenas pirâmides invertidas.

Quando pressionada, esta camada muda de espessura, o que altera o fluxo de corrente através do transístor.

Os sensores têm de algumas centenas de milhares até 25 milhões de pirâmides por centímetro quadrado - a quantidade é determinada pelo nível desejado de sensibilidade.

Para funcionar como um sensor biológico ou químico, a superfície do transístor tem de ser revestida com uma outra molécula, à qual o composto a ser detectado irá se ligar quando entrar em contato com a pele eletrônica. A camada de revestimento com essa outra molécula só precisa ter um nanômetro ou dois de espessura.

"Dependendo do tipo de material que colocamos sobre os sensores e como nós modificamos o material semicondutor do transístor, podemos ajustar os sensores para que eles detectem materiais químicos ou biológicos", disse ela.

Os testes mostraram que a pele artificial é capaz de detectar até mesmo um certo tipo de molécula de DNA.

Os pesquisadores agora estão trabalhando na ampliação da técnica para a detecção de proteínas, criando um material que poderá ser útil para fins médicos.



As células solares feitas com polímeros orgânicos são não apenas flexíveis, mas também elásticas - elas podem ser esticadas até 30% além das suas dimensões originais sem perder a capacidade de geração de energia. [Imagem: Lipomi et al.]Células solares elásticas

Como todo equipamento eletrônico, a alimentação é sempre um desafio - mais ainda quando se trata de uma pele, um dispositivo que deve se estender por largas áreas irregulares.

As novas células solares parecem ser a solução ideal: feitas com polímeros orgânicos, elas são não apenas flexíveis, mas também elásticas - elas podem ser esticadas até 30% além das suas dimensões originais sem perder a capacidade de geração de energia.

As células solares elásticas possuem uma microestrutura ondulada que, quando esticadas, se estendem como um acordeom.

Um eletrodo de metal líquido se ajusta à superfície ondulada do dispositivo de conformidade com os seus dois estados, relaxado e esticado.

A própria célula solar funciona como um sensor de luminosidade, capaz de detectar variações de intensidade na luz dificilmente captáveis pelo olho humano.

Robôs médicos

A professora Bao afirma que vê sua super pele como algo bem superior a uma simples imitação da pele humana - ela poderá permitir que os robôs e os próprios humanos executem funções muito além daquilo que a pele humana pode oferecer.

"Você pode imaginar uma mão robótica que pode ser usada para tocar um líquido e detectar certos marcadores ou uma determinada proteína que está associada a alguma doença. E o robô será efetivamente capaz de dizer, 'Oh, essa pessoa tem essa doença," diz a cientista. "Ou o robô poderia tocar o suor de alguém e ser capaz de dizer: 'Ah, essa pessoa está bêbada'."

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=super-pele-artificial&id=010180110412

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline ByteCode

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.369
  • Conta removida por solicitação do usuário
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #23 Online: 20 de Abril de 2011, 13:36:32 »
O setor de robótica e Inteligência Artificial demonstra uma enorme evolução também. Alguns vídeos muito interessantes que demonstram isto:

<a href="http://www.youtube.com/v/b2bExqhhWRI" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/b2bExqhhWRI</a>

<a href="http://www.youtube.com/v/67CUudkjEG4" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/67CUudkjEG4</a>

<a href="http://www.youtube.com/v/nUQsRPJ1dYw" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/nUQsRPJ1dYw</a>

<a href="http://www.youtube.com/v/PLpsraKYbag" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/PLpsraKYbag</a>

« Última modificação: 20 de Abril de 2011, 13:39:29 por ByteCode »

Offline Liddell Heart

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.237
  • Sexo: Masculino
  • “É melhor reinar no inferno do que servir no céu”
Re: Singularidade Tecnológica: inteligência super-humana e imortalidade
« Resposta #24 Online: 20 de Abril de 2011, 17:04:30 »
Vocês estão achando que irá acontecer isso:



ou isso



???

 :D



Falando sério, qual a chance de acontecer exatamente como que achamos que será?
"Onde mora a liberdade, ali está a minha pátria."
Benjamin Franklin

"Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-la."
Voltaire

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!