Autor Tópico: Conspiracionismo - Por que não acreditar?  (Lida 21538 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.713
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #100 Online: 29 de Dezembro de 2014, 15:17:28 »
Porquê?
Foto USGS

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #101 Online: 29 de Dezembro de 2014, 15:21:24 »
Seria o mínimo a se esperar de alguém que busca conhecimento real desindexado do lugar comum.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.713
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #102 Online: 29 de Dezembro de 2014, 15:28:20 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Foto USGS

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #103 Online: 29 de Dezembro de 2014, 15:39:11 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.713
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #104 Online: 29 de Dezembro de 2014, 15:46:17 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
« Última modificação: 29 de Dezembro de 2014, 15:48:43 por Geotecton »
Foto USGS

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #105 Online: 29 de Dezembro de 2014, 16:05:15 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
A reta("que melhor se ajusta") traçada é o resultado do empirismo já constituído.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.713
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #106 Online: 29 de Dezembro de 2014, 16:14:54 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
A reta("que melhor se ajusta") traçada é o resultado do empirismo já constituído.

E é o que traz o resultado mais próximo do observável na natureza (ou "realidade", se preferir).

Você teria alguma alternativa ao empirismo, no caso em tela?
Foto USGS

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #107 Online: 29 de Dezembro de 2014, 16:20:57 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
A reta("que melhor se ajusta") traçada é o resultado do empirismo já constituído.

E é o que traz o resultado mais próximo do observável na natureza (ou "realidade", se preferir).

Você teria alguma alternativa ao empirismo, no caso em tela?
Ou seja, o cientista primeiro vê um monte de pontinhos, e averigua a correlação destes pontinhos num sistema lógico. O processo passa por uma assunção, a verificação dessa assunção, onde se obtém um resultado, e a transformação desse resultado em um parecer, descrito por uma reta tracejada qualquer. Sublime, não é?

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.713
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #108 Online: 29 de Dezembro de 2014, 16:36:56 »
Eu não sei se isto é (ou não) sublime.

Mas é um procedimento que funciona pois pode ser verificado junto à Natureza.
Foto USGS

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #109 Online: 29 de Dezembro de 2014, 16:38:27 »
Eu não sei se isto é (ou não) sublime.

Mas é um procedimento que funciona pois pode ser verificado junto à Natureza.
Ok!

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.885
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #110 Online: 29 de Dezembro de 2014, 23:21:34 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
A reta("que melhor se ajusta") traçada é o resultado do empirismo já constituído.

E é o que traz o resultado mais próximo do observável na natureza (ou "realidade", se preferir).

Você teria alguma alternativa ao empirismo, no caso em tela?
Ou seja, o cientista primeiro vê um monte de pontinhos, e averigua a correlação destes pontinhos num sistema lógico. O processo passa por uma assunção, a verificação dessa assunção, onde se obtém um resultado, e a transformação desse resultado em um parecer, descrito por uma reta tracejada qualquer. Sublime, não é?

Simceramente ainda nao entendo onde o forista Sergio quer chegar com todos esses questionamentos vazios. Se questiona tanto assim a maneira como a ciencia trabalha, manda o proximo comentario pelos correios. :)
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #111 Online: 30 de Dezembro de 2014, 01:34:17 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
A reta("que melhor se ajusta") traçada é o resultado do empirismo já constituído.

E é o que traz o resultado mais próximo do observável na natureza (ou "realidade", se preferir).

Você teria alguma alternativa ao empirismo, no caso em tela?
Ou seja, o cientista primeiro vê um monte de pontinhos, e averigua a correlação destes pontinhos num sistema lógico. O processo passa por uma assunção, a verificação dessa assunção, onde se obtém um resultado, e a transformação desse resultado em um parecer, descrito por uma reta tracejada qualquer. Sublime, não é?

Simceramente ainda nao entendo onde o forista Sergio quer chegar com todos esses questionamentos vazios. Se questiona tanto assim a maneira como a ciencia trabalha, manda o proximo comentario pelos correios. :)
Uau! Acho que você tá bem equivocado, amiguinho...

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #112 Online: 30 de Dezembro de 2014, 01:43:58 »
Se a figura representa uma plotagem de um conjunto de dados, o que se busca é a reta que melhor se ajusta, feito por meio por meio de regressão linear.

Não é o caso de 'buscar conhecimento real desindexado do lugar comum'.
Desculpe, mas quando se trata de construção de empirismo, a situação é prévia a uma "reta que melhor se ajusta" a qualquer coisa.

E como você analisaria um conjunto de dados que não pelo empirismo com o uso da matemática?
A reta("que melhor se ajusta") traçada é o resultado do empirismo já constituído.

E é o que traz o resultado mais próximo do observável na natureza (ou "realidade", se preferir).

Você teria alguma alternativa ao empirismo, no caso em tela?
Ou seja, o cientista primeiro vê um monte de pontinhos, e averigua a correlação destes pontinhos num sistema lógico. O processo passa por uma assunção, a verificação dessa assunção, onde se obtém um resultado, e a transformação desse resultado em um parecer, descrito por uma reta tracejada qualquer. Sublime, não é?

Simceramente ainda nao entendo onde o forista Sergio quer chegar com todos esses questionamentos vazios. Se questiona tanto assim a maneira como a ciencia trabalha, manda o proximo comentario pelos correios. :)
Uau! Acho que você tá bem equivocado, amiguinho...
Estou realmente pasmo!

Offline Luis Brudna

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 525
    • Gluon
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #113 Online: 09 de Janeiro de 2015, 18:49:09 »
Treco doido. Trabalhar em uma conspiração e não saber. Noia dentro da noia.

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #114 Online: 16 de Fevereiro de 2015, 12:45:32 »
Olá, Pessoal.

Recentemente descobri que uma parente minha, para a minha desgraça, se tornou uma cristã ultra-conservadora radical (à la Olavo de Carvalho, que inclusive é o ídolo dela). Pelo pouco que conversei com ela sobre esse assunto, pude perceber que ela acredita fortemente em uma espécie de teoria da conspiração, que possui mais ou menos os seguintes aspectos:

- Todos os movimentos sociais (feminismo, socialismo/comunismo, LGBT, Ecologia e afins) e os seus ideais são parte de um esquema criado pelos Illuminatti para desestabilizar a sociedade atual e deixá-la vulnerável a mudanças que culminarão na dominação mundial.

- Mesmo que as pessoas envolvidas com esses grupos não saibam, elas estão colaborando para que a meta dos Illuminatti seja cumprida. Eu lembro que a minha parente em questão fez a seguinte analogia para explicar isso: Se você trabalha em uma empresa que supostamente fabrica fogões, mesmo que eles fabriquem bombas atômicas lá dentro, você vai continuar achando que eles estão fabricando fogões.

- A ditadura militar que ocorreu no Brasil foi uma medida extrema para defender a liberdade dos brasileiros, impedindo um suposto golpe comunista que estava em vias de ocorrer. Pessoalmente eu acho que defender a liberdade com uma ditadura é o mesmo que defender a dieta com uma bela pizza  :P

- O esquerdismo tem ganho força no mundo todo. Em todos os países (incluindo o Brasil), políticos da direita têm saído para dar lugar a políticos de esquerda. Isso é uma das medidas dos Illuminatti para a tal dominação.

- A única salvação para combater os ideais prejudiciais disseminados pelos Illuminatti é se apegar fervorosamente ao conservadorismo (e à religião, como conseqüência), mantendo intactas a moral e os bons costumes cristãos.

- A União Soviética não acabou. Segundo a minha parente, ela foi empurrada para baixo do tapete para que os seus passos não ficassem muito evidentes.

- Ela me indicou um livro (que eu estou enrolando para ler, por pura preguiça  :hihi:), A Verdadeira História do Clube Bilderberg (fácil de encontrar em sites de compartilhamento) onde o autor ,um ex-agente da KGB, detalha todas as ações do Clube Bilderberg (que, pelo que eu entendi, é uma afiliada dos Illuminatti) passo a passo para conseguir a dominação mundial, baseando-se no plano de ação da URSS durante o seu período de expansão antes da guerra fria.

Enfim, essas são só as coisas que eu já ouvi ela dizer, e que eu não quis argumentar por falta de uma opinião formada sobre esse assunto. Mas pelo que eu já pude perceber, essa teoria consiste no que parece ser um novelo de verdades e meias-verdades para apoiar a idéia de que o cristianismo é a solução para os problemas do mundo.

Eu pude perceber também que essa teoria toda não é nada falseável. Sempre que surge alguma evidência em contrário, ela é encoberta com mais teorias. Na ocasião, eu perguntei para a minha parente se, segundo os conhecimentos privilegiados dos conspiracionistas, seria possível prever com exatidão algum acontecimento em escala global (como o 11 de setembro que, segundo ele, foi obra do próprio governo americano). Ela enrolou e disse que as datas não eram definidas, que eram feitas várias tentativas ao longo do tempo e que não havia uma data definida para os eventos. Ou seja, eles esperam acontecer para depois dizer: "Eu já sabia".

Enfim, eu ainda não tive um debate direto com ela, para refutar todas essas idéias absurdas, mas eu acho que isso vai ser inevitável, no futuro. Por isso gostaria da opinião do pessoal daqui, sobre o que acham dessas teorias e suas possíveis refutações.





Eu acho que a sua tia precisa tomar remédio. Não por acreditar em conspirações, mas porque as conspirações em que ela acredita ( e os argumentos ), não fazem sentido. Imagine, dizer que o Clube Bilderberg fomenta o marxismo é o mesmo que dizer que é a indústria do petróleo que está por trás da "farsa do aquecimento global". Não tem pé nem cabeça, como quase tudo que o Olavo de Carvalho fala.

No entanto a pior coisa dessas teorias de conspiração ridículas, é que além de alienar as pessoas, desmoralizam as suspeitas fundamentadas de conspiração. Porque quem não acredita que existe conspiração neste mundo também precisa tomar remédio, está mais alienado que a sua tia.

Conspirações é que movem o mundo, os governos, as empresas, as interações nebulosas entre empresas e governos. O que foi o mensalão senão uma conspiração? E o petrolão? E os anões do orçamento? Estes não são meros exemplos de corrupção, mas de esquemas que só foram possíveis de serem implementados e mantidos pela conspiração bem articulada de muitas pessoas envolvidas.

Pra quem não acredita em conspirações cabeludas eu  recomendo o artigo de Gore Vidal, "O Inimigo Interno", sobre os eventos de 11 de setembro.

Em tempo, Gore Vidal não é nenhum David Icke. Foi um dos maiores escritores norte-americanos no século 20, e, mais importante, oriundo de uma família tradicionalíssima ( e riquíssima ) de políticos conservadores republicanos. A família dele está envolvida com os meandros do sistema político norte-americano há mais de 100 anos.
« Última modificação: 16 de Fevereiro de 2015, 12:49:12 por Pedro Reis »

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #115 Online: 16 de Fevereiro de 2015, 12:51:21 »
Aliás seria legal um tópico com teorias de conspiração que fazem sentido. Eu tenho algumas que fazem muito sentido, pelo menos pra mim.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #116 Online: 16 de Fevereiro de 2015, 13:43:15 »
Aliás seria legal um tópico com teorias de conspiração que fazem sentido. Eu tenho algumas que fazem muito sentido, pelo menos pra mim.
O Wikileaks, só pra citar uma. Bom, só pra provocar, o Galileu quase morreu na fogueira por uma outra. :umm:

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #117 Online: 21 de Maio de 2015, 14:05:02 »
No Shit Study: Scientists Show Conspiracy Theorists Will Believe Anything


<a href="https://www.youtube.com/v/eDovdtImmjk" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/eDovdtImmjk</a>
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #118 Online: 21 de Maio de 2015, 14:33:24 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood. Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
« Última modificação: 21 de Maio de 2015, 14:36:52 por Pedro Reis »

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.653
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #119 Online: 21 de Maio de 2015, 14:58:12 »
No Shit Study: Scientists Show Conspiracy Theorists Will Believe Anything


<a href="https://www.youtube.com/v/eDovdtImmjk" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/eDovdtImmjk</a>

O que a Rebecca está dizendo é algo que eu até já havia reparado. Os teóricos da conspiração são capazes de acreditar ao mesmo tempo em teorias contraditórias. O importante é não acreditar na versão oficial.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.653
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #120 Online: 21 de Maio de 2015, 14:59:22 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood. Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?

Tipo a Skull and Bones?

http://pt.wikipedia.org/wiki/Skull_and_Bones
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #121 Online: 21 de Maio de 2015, 15:06:08 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100,17%.

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #122 Online: 21 de Maio de 2015, 15:06:24 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood. Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?

Tipo a Skull and Bones?

http://pt.wikipedia.org/wiki/Skull_and_Bones

Sim, mas talvez existam outras mais secretas e mais aristocráticas. É interessante a ligação da Skull and Bones com uma sociedade secreta alemã, porque isto se encaixa em um link que pretendo apresentar em breve.

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #123 Online: 21 de Maio de 2015, 15:09:31 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

 Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100%.
[/quote]

Também acredito ser possível.

A minha pergunta tem um "link" com um depoimento que li estes dias do Carlos Lacerda. Algo que desconhecia completamente. Consta em um livro que estou lendo no momento: " Carlos Lacerda - Depoimento"

Mas como não tenho aqui, em mãos, o livro, deixo para cita-lo em uma próxima oportunidade.

Em tempo: Lacerda foi um dos políticos mais atuantes e importantes do Brasil. Tendo sido figura central na resistência ao getulismo, mais tarde pivô do suicidio de Getulio, governador da Guanabara, conspirador do golpe de 64, mais tarde cassado pelo mesmo golpe, oriundo de uma família e políticos, jornalista, dono de jornal, profundo conhecedor da História política desde pais dos anos 20 aos anos 70.
« Última modificação: 21 de Maio de 2015, 15:13:20 por Pedro Reis »

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #124 Online: 21 de Maio de 2015, 17:01:29 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood. Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?

Meu camarada, eu acho até que pode existir, mas ontem mesmo, escutando um podcast da Economist, descobri que andam desconfiando que seu pedigree não importa tanto quando considerado os níveis top 1 de atuação global, e acaba sendo a Confiança/fatores comportamentais as "questões chave" para relevância em carreira, até por isso a ainda presente diferença de gênero/raça e etc nesses âmbitos, visto que boa parte desses atributos são sempre associados a figura masculina, por exemplo.

Pode até ser que estando nesses grupos, as pessoas se moldem inclusive nas instâncias comportamentais de modo similar e isso acabe perpetuando a vantagem deles. Mas não sei se acredito que realmente existam sociedades secretas levando seus membros ao auge do mundo, talvez alguns grupos corruptos que se beneficiam muito poderiam ser classificados mais romanticamente assim.




*desculpe pelo péssimo português, tô andando entre duas reuniões e digitando.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!