Autor Tópico: "Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante  (Lida 15062 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.222
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #200 Online: 21 de Julho de 2018, 21:38:23 »


E as leis pró bandidos assassinos que temos no Brasil ainda fazem com o Estado tenha que gastar 12.000 reais por mês com  o monstro.




Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.222
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #202 Online: 21 de Julho de 2018, 21:53:02 »

Essas leis são o interesse daqueles que detém o PODER. Espernear a vontade nos fóruns não mudará qualquer coisa.


Pior que não adianta quase nada mesmo. Serve para mostrar indignação,  mas  fica mais ou menos  por isso mesmo.


 
« Última modificação: 21 de Julho de 2018, 21:55:11 por JJ »

Offline JungF

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 266
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #203 Online: 21 de Julho de 2018, 22:35:09 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #204 Online: 22 de Julho de 2018, 00:18:35 »


E tem gente que  acha  que  o  Estado  tem que cuidar  desses monstros.

Não é essencialmente diferente de gente que acha que "o Estado"* tem que cuidar de quem tem menor capacidade produtiva para manter "igualdade". É o mesmo princípio que basila: "são todos iguais, um não é mais monstro que outro; só, eventualmente, fez algo feinho que qualquer um outro faria também numa eventualidade qualquer." :no:

* O Estado não, os impostos pagos por quem paga. :hmph:




E as leis pró bandidos assassinos que temos no Brasil ainda fazem com o Estado tenha que gastar 12.000 reais por mês com  o monstro.

O Estado não, a população que paga impostos, vítimas dos bandidos diga-se. :wink:




Essas leis são o interesse daqueles que detém o PODER. Espernear a vontade nos fóruns não mudará qualquer coisa.

Os que violam a constituição em seu artigo 1, usurpando o PODER que é todo do povo em democrática maioria. :ok:



Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

E qual a prerrogativa de um presidente quanto a isso? :idea: Depois dele ter sido deputado por 30 anos ou mais? :x

Por que ele não pega o texto da constituição e mostra sistematicamente toda vez que se apresenta para dizer abobrinhas e, em vez delas, mostra ao povo o artigo 1 para o povo entender que se ele se manisfestar de forma inequívoca, insofismável e inconteste, o pulhas como ele serão obrigados a obedecer a lei e referendar a população quanto a cada uma dessas questões críticas da sociedade?! :hmph:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #205 Online: 22 de Julho de 2018, 12:16:25 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

A pena de morte generalizada é a opção mais humana, com menor reincidência, e menor sofrimento com aprisionamento em condições degradantes.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #206 Online: 22 de Julho de 2018, 13:46:12 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

A pena de morte generalizada é a opção mais humana, com menor reincidência, e menor sofrimento com aprisionamento em condições degradantes.
Eu acho bastante válida uma discussão de legalização da pena de morte para alguns crimes hediondos. Não acho injusto a pena de morte para homicídios premeditados, por exemplo.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline JungF

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 266
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #207 Online: 23 de Julho de 2018, 21:12:36 »
Depõe contra o autor, frases clichês, tipo, aqui no Brasil.... e senta o pau!
Brasileiro é sempre ..... e senta o pau!
Não vale à pena, pois no Brasil... e senta o pau!
 
O Brasil, por tudo o que já vi até hoje, tanto cá quanto lá, não é tão maravilhoso como gostaríamos e merecemos, mas ainda assim é excepcional, falando de modo geral.
Sabemos que os ajustes começaram e levarão algum tempo para que possamos sentir seus benefícios. Esta geração é testemunha da fatos auspiciosos, mas que levantaram o tapete e exibiram a sujeira e o odor desagradável que havia e disso, amargamente nos queixamos.

As respostas a tantos e tão variados problemas jamais serão dadas por um líder, partido, ou instituição.
Apenas o tempo e o povo estarão a altura de fazê-lo, no tempo devido.

Uma geração nova está a caminho e a ela está designada a responsabilidade das radicais alterações que se fazem necessárias.
Então, qualquer que seja o candidato eleito, ele não nos dará o que esperamos embora possa estar pavimentando o caminho para os seguintes.
Importante não descrer no imenso potencial que este país possui: sua gente, sua terra e seu "Jeitinho".

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.222
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #208 Online: 23 de Julho de 2018, 21:16:39 »


Fantástico - mostra como Champinha vive atualmente


Conhecendo nossos direitos

Publicado em 3 de nov de 2013

O Champinha entrou para a história policial como um dos assassinos mais violentos do Brasil.


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.222
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #209 Online: 24 de Julho de 2018, 09:45:58 »
Filho de criação de uma das vítimas, jovem de 13 anos também foi atacado e acabou internado em um hospital; principal suspeito do triplo homicídio nega ter cometido o crime


Um crime bárbaro marcou a madrugada do município Embu Guaçú, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira (06). Por volta das 3h30, um casal e uma mulher foram brutalmente assassinados a machadadas. O caso foi registrado na delegacia central da cidade.



Imagem de machado parecido com o usado por assassino na madrugada desta segunda-feira


Segundo a Polícia Civil, uma das vítimas é Juveni Aparecida Alves, de 32 anos, irmã de criação de Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha. Ele é o autor confesso das mortes de Felipe Caffé e Liana Friedenbach, crime que chocou o País em 2003, quando o jovem tinha 16 anos, e reabriu o debate pela diminuição da maioridade penal.


Leia mais:

Relembre o caso Liana Friedenbach


Juveni foi assassinada na rua, no momento em que passava em frente à residência onde estava o casal Adelino Oliveira e Tatiana Oliveira. Os dois foram mortos a machadadas dentro da casa, que posteriormente foi incendiada pelo assassino. Filho de criação de Adelino, um adolescente de 13 anos também foi atacado no local, mas sobreviveu. Ele foi internado no Hospital de Itapecerica da Serra com ferimentos leves.


Leia também:

Ministério Público pede fechamento de unidade onde Champinha está preso
 
Por unanimidade, STJ mantém Champinha em hospital psiquátrico

O principal suspeito do triplo homicídio é Rafael de Morais Pereira, de 20 anos, irmão de criação de Adelino. Ele foi preso por volta das 12h desta segunda-feira, mas não confessou o homicídio. Segundo a polícia, ele é usuário de drogas.

Fonte: Último Segundo - iG @


http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2015-04-06/irma-de-champinha-e-casal-sao-mortos-a-machadadas-na-grande-de-sao-paulo.html



« Última modificação: 24 de Julho de 2018, 09:50:47 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.222
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #210 Online: 24 de Julho de 2018, 09:46:59 »



Pelo visto a violência é algo normal na região.



Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.212
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #211 Online: 24 de Julho de 2018, 10:08:01 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

O que precisa de revisão é o nosso código penal, que data da década de 40.

Progressão de regime é uma das coisas mais bizarras no direito penal brasileiro. Um condenado a 30 anos pode estar de volta às ruas em 6.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.272
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #212 Online: 24 de Julho de 2018, 17:45:30 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

O que precisa de revisão é o nosso código penal, que data da década de 40.

Progressão de regime é uma das coisas mais bizarras no direito penal brasileiro. Um condenado a 30 anos pode estar de volta às ruas em 6.

Ponha na lista de absurdos, o indulto presidencial.
Foto USGS

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #213 Online: 24 de Julho de 2018, 19:04:20 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

O que precisa de revisão é o nosso código penal, que data da década de 40.

Progressão de regime é uma das coisas mais bizarras no direito penal brasileiro. Um condenado a 30 anos pode estar de volta às ruas em 6.

Ponha na lista de absurdos, o indulto presidencial.
Isso não é exclusividade nossa, copiamos dos EUA. Ao invés de copiarmos as coisas boas do sistema penal americano...
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.222
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #214 Online: 30 de Julho de 2018, 14:01:05 »
3 0  D E  J U L H O D E  2 0 1 8  P O R   A R A R I P I N A   E M   FO C O


‘Novo Cangaço’ deixa cidades do sertão da Bahia sem dinheiro



Foi em em dezembro de 1929 que Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, passou pelas cidades de Cansanção e Queimadas, na região nordeste da Bahia, acompanhado de outros 15 homens do seu bando.

Na primeira cidade, barbeou-se, perfumou a si a e a seus cavalos e acabou com os estoques do conhaque Macieira de 5 Estrelas, o seu preferido. Na segunda, matou sete policiais, roubou 22 contos de reis e ainda ordenou que fizessem um baile em sua homenagem.

Oito décadas após sua morte, em 28 de julho de 1938, o fantasma de Lampião continua a assombrar Cansanção, Queimadas e outras cidades do Nordeste. Desta vez, por meio de bandos armados que invadem cidades e assaltam bancos, numa modalidade de crime que ficou conhecida como “novo Cangaço”.

Com a destruição de agências bancárias, moradores das pequenas cidades do sertão passaram a enfrentar um problema em comum: a escassez de dinheiro em espécie.

Assim como seus antepassados que viram Lampião, moradores de cidades como Cansanção, Nova Fátima, Nordestina, Araci e São Domingos têm que pegar a estrada e rumar para cidades vizinhas para conseguir sacar dinheiro.

Banco do Brasil, Bradesco e Caixa Econômica Federal não divulgam dados sobre ataques a suas agências. Mas sindicatos de bancários confirmam que parte das agências que foram destruídas está sendo retomadas sem o serviço de saque. Só na Bahia são 20 cidades nesta situação.

O estado teve 108 ataques a bancos em 2017, segundo a Secretaria da Segurança.

O Banco do Nordeste, único a divulgar dados sobre ataques, teve três agências destruídas nos últimos anos. Duas retomaram as atividades sem o serviço de saque.

Em Nova Fátima, com 10 mil habitantes, a agência do Bradesco foi atacada quatro vezes nos últimos cinco anos — a última foi em novembro de 2017, quando um bando  explodiu os caixas.  Agora há apenas um caixa eletrônico sem opção de saques.

“Ficamos de mãos atadas. Se precisar de dinheiro para qualquer coisa, tenho que pegar a a estrada”, afirma o aposentado Cosme Maia da Visitação, 83, que costuma gastar R$ 20 com passagens, ida e volta, para se deslocar para a cidade vizinha de Retirolândia.

Sem os bancos, a opção para saques na cidade são os correspondentes bancários. Na prática, lojas disponibilizam parte dos recursos que arrecadam com as vendas para saque, numa operação mediada pelo banco. A oferta de dinheiro, contudo, é limitada.

Todo início de mês, longas filas se formam no maior supermercado de Nova Fátima.

“É uma humilhação”, diz o aposentado Manuel Lima Filho, 63, que costuma precisar de dinheiro para comprar nas feiras e pagar diárias de funcionários que às vezes o ajudam em sua roça onde cria bodes e planta sisal.

A principal consequência da falta de dinheiro nos caixas eletrônicos recai sobre o comércio local, que acaba perdendo os poucos clientes para cidades vizinhas.

“Com o banco aqui na frente já tínhamos pouco movimento, imagine sem ele. Ficamos prejudicados”, afirma José Maria Ramos, 74, dono de uma padaria em São Domingos, cidade onde a única agência do Banco do Brasil foi incendiada em março.

Na cidade vizinha de Valente, com 30 mil moradores, o Banco do Brasil está sem o serviço de saque desde fevereiro de 2017, quando teve o seu cofre arrombado por bandidos.

Com a restrição, moradores usam a criatividade. Dono de uma loja de material de construção, Gêneses Miranda, 35, diz que consegue dinheiro em espécie para seus clientes, que compensam o valor entregue com transferências bancárias.

A cortesia, diz, tem como objetivo fidelizar a clientela e evitar que eles comprem em outros municípios: “Se a pessoa viaja para outra cidade para ir ao banco, sempre acaba comprando alguma coisinha e gastando por lá”, diz.

Além da dificuldade em obter dinheiro em espécie, os moradores das pequenas cidades nordestinas também convivem com o medo. “A gente fica apreensivo, né? Eles [bandidos] já chegam atirando”, diz o aposentado Eunóbio Lopes, 87, vizinho de uma agência atacada no ano passado em Nova Fátima.

Coordenador de Policiamento Especializado da Polícia Militar da Bahia, coronel Humberto Sturaro diz que a polícia possui tropas especializadas e treinada atuar no sertão. É o caso da Cipe Caatinga, uma espécie de versão moderna das antigas volantes que perseguiam cangaceiros.

Sturaro afirma ver semelhanças entre o antigo e o novo Cangaço: “Eles agem tipo Lampião mesmo. Atacam, escondem áreas isoladas da caatinga. A diferença é que hoje estamos mais preparados para combatê-los”, afirma. A Bahia teve 108 ataques em 2017.

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) diz que o setor investe cerca de R$ 9 bilhões por ano em segurança. E diz que o número de ataques vêm caindo: foram 217 assaltos e tentativas registrados em 2017 no país —108 na Bahia — contra 339 no ano anterior.

Cidade com marcas profundas da passagem de Lampião em 1929, Queimadas teve seus bancos destruídos por bandidos em 2015, mas teve o serviço retomado. Hoje, a cidade atrai moradores das vizinhas Cansanção e Nordestina, alvos de ataques recentes.

O aposentado Elias Marques, 67, que foi delegado na cidade nos anos 1980, lamenta a violência que veio com a ação do novo Cangaço. E diz que os bandidos atuais são mais perigosos do que os cangaceiros de antigamente.

Fala embasado no histórico da família. Foi a seu avô, Nonato Marques, a quem coube recolher do dinheiro dos moradores que seria entregue aos cangaceiros em 1929. “Lampião era bandido perigoso, mas não tinha a mesma tecnologia, armas e transporte que os bandos de hoje. Sinto que estamos a mercê do crime.”


http://araripinaemfoco.net/novo-cangaco-deixa-cidades-do-sertao-da-bahia-sem-dinheiro/


« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 16:07:16 por JJ »

Offline JungF

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 266
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #215 Online: 30 de Julho de 2018, 16:47:34 »
Existem duas coisas, bem atuais, que me deixam perplexo... catatônico, mesmo!
E são facilmente solucionáveis ou podem atingir um grau muito satisfatório.

A violência, sem controle, o que é absurdo pois o Estado se quisesse mostraria aos vagabundos a força militar que tem. Mas a constituição, bla,bla,bla...

A miséria, quando vemos crianças subnutridas, em lixões ou com esgoto sanitário à porta de seus miseráveis barracos.
Em Brasilia brinda-se com Champagne Dom Pérignon Oenothèque .




Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #216 Online: 30 de Julho de 2018, 20:33:23 »
Existem duas coisas, bem atuais, que me deixam perplexo... catatônico, mesmo!
E são facilmente solucionáveis ou podem atingir um grau muito satisfatório.

A violência, sem controle, o que é absurdo pois o Estado se quisesse mostraria aos vagabundos a força militar que tem. Mas a constituição, bla,bla,bla...

A miséria, quando vemos crianças subnutridas, em lixões ou com esgoto sanitário à porta de seus miseráveis barracos.
Em Brasilia brinda-se com Champagne Dom Pérignon Oenothèque .

Engana-se muito e redondamente, meu caro colega! O que está sem controle é a bandidagem. :nojo: :enjoo: :no: A violência está muito mais que controlada, está bloqueada, impedida, criminalizada, a violência contra a bandidagem! :x :hmph: |( É crime combater criminosos como se deve, não entendeu ainda?... :idea: Claro que não, ainda não entendeu também que o que você crê ser "fácil", simplesmente não é! :( Num mundo incontido pelas liberalidades extremas que aberrações como o abortismo causam. :olheira: :'( :no:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:"Estrebucha!", diz PM a baleado agonizante
« Resposta #217 Online: 30 de Julho de 2018, 23:19:17 »
Aí está a razão pela qual o Bolsonaro pode ser eleito. Ele já disse que a Lei do direito dos manos precisa revisão.
Espero que sim.

O que precisa de revisão é o nosso código penal, que data da década de 40.

Progressão de regime é uma das coisas mais bizarras no direito penal brasileiro. Um condenado a 30 anos pode estar de volta às ruas em 6.

O que talvez faça sentido quando a condenação a 30 anos já for algo absurdo para começar. Nos EUA tem casos de prisão perpétua desengatada por se roubar uma jaqueta, somada a um histórico anterior de outros crimes, acho que não necessariamente muito piores.

Dizem que no Brasil (como nos EUA) a maior parte dos prisioneiros está condenada por crimes não-violentos, até mesmo apenas transacionais.

Acho que esse entupimento de gente acaba "forçando" acelerar essa progressão/redução de pena de forma acelerada e descabida. Mas acho que ainda não explica os absurdos de indultos de natal para criminosos perigosos, parece que é gente com intenção de sabotar a sociedade mesmo.


https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/preso-em-saida-temporaria-invade-salao-de-beleza-e-estupra-cliente.ghtml

Que critérios tem o indulto de natal? É difícil não imaginar que o "responsável" por soltar um cara desses não quer ver o circo pegar fogo para ajudar a defender maior repressão policial e etc e tal.


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!