Autor Tópico: Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos  (Lida 773 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.324
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Online: 01 de Setembro de 2011, 17:59:03 »
País menos religioso do mundo, Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos

Vinte anos após o colapso da União Soviética, a Estônia, uma das antigas repúblicas do regime comunista, mantém praticamente intacto um traço marcante dos anos em que era dirigida por Moscou - o desinteresse pela religião.

Uma pesquisa do Instituto Gallup, de 2009, indica que os estonianos são o povo menos religioso do mundo, pelo menos estatisticamente. Apenas 16% da população considera que a religião desempenha um papel importante em suas vidas (contra 99% dos habitantes de Bangladesh, os mais religiosos).

O repórter Tom Esslemont, da BBC, foi ao país báltico conhecer a espiritualidade dos seus habitantes:

A princípio, as ruas da cidade litorânea da capital estoniana Tallinn podem até dar ao visitante uma sensação distinta: cúpulas fazem parte da paisagem, sinos tocam aos domingos e hinos religiosos são ouvidos nas catedrais.

Uma olhada mais atenta, no entanto, revela a realidade da espiritualidade estoniana. Cerca de 70 dos fiéis que participavam do culto dominical da Igreja Luterana de Tallinn eram turistas holandeses. Apenas 15 eram estonianos.

O pastor Arho Tuhkru não vê a baixa frequência como um problema: "As pessoas creem, mas não querem se ligar a uma igreja. Por aqui não temos a tradição de uma família inteira vir à igreja", disse.

Hostilidade histórica

Embora a Igreja Luterana seja a maior denominação religiosa da Estônia, ela representa apenas 13% da população do país.

A falta de interesse pela religião começa já nas escolas, onde os alunos aprendem que o Cristianismo foi imposto no país pelos invasores germânicos e dinamarqueses.

Ringo Ringvee, especialista em religião, diz que a Estônia "é uma sociedade secular onde a identidade religiosa e nacional não se cruzam".

A língua também cumpriu um papel determinante na rejeição de muitos estonianos à religião, segundo Ringvee.

"Os luteranos falavam alemão. Os russos ortodoxos chegaram no século 19 e até o século 20 continuavam falando russo", disse.

Com a fundação da Igreja Ordoxa Estoniana, em 1920, o culto passou a ser na língua local (com o ramo estoniano fiel ao patriarca de Constantinopla, e não ao de Moscou).

Nos anos 1940, a União Soviética anexou o país báltico. Até o fim do regime comunista, em 1991, a religião foi desincentivada pelo Estado.

Diferente de outros países, que experimentaram um reavivamento religioso após a desintegração soviética, a Estônia continuou pouco crente. Mas o desapego às igrejas tradicionais não significa que os estonianos não acreditem em nada.

Culto à natureza

A 300 km de Tallinn, no meio da floresta, um grupo de fiéis cultuam as forças da natureza.

"Somos pagãos", diz Aigar Piho. "Nosso deus é a natureza. Você deve parar, sentar e ouvir".

Como muitos estonianos, Piho se considera um espiritualista. Ele também é membro da comunidade Maausk, um culto pagão que venera a terra e as árvores, sem rituais pré-estabelecidos.

Durante um festival religioso, os seguidores cantam e dançam ao redor de uma grande fogueira.

Tradições como essa estão arraigadas na sociedade local, onde mais de 50% dos estonianos dizem acreditam em alguma força espiritual, mesmo que não consigam definí-la.

Folclore

Para alguns pesquisadores, no entanto, as tradições não são tão antigas quanto parecem.

"Elas são geralmente baseada no folclore do século 19 e 20", segundo o arqueólogo Tonno Jonuk, especialista em religião pré-histórica.

"É algo que eles acreditam e seguem. Mas não é nada medieval ou anterior ao Cristianismo", diz.

A concepção de Jonuk não é, no entanto, compartilhada pelo grupo Maavalla Koda. A organização com 400 integrantes diz ser baseada no antigo calendário rúnico (baseado em runas).

Entre os seguidores estão Andres Heinapuu e seu filho Ott. Para ambos, espiritualidade é uma experiência intensamente pessoal.

"A árvore não tem ouvido. Eu penso na questão em frente à árvore. Então, sinto que recebo a resposta", diz. Para o estoniano, "a árvore é um sujeito, não um objeto".

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/08/110830_estonia_religia_mm.shtml

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.228
  • Sexo: Masculino
Re: Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #1 Online: 01 de Setembro de 2011, 19:21:57 »
A Estônia é um caso exemplar. Tem uma população que não se importa com religiões mas que é, ao mesmo tempo, muito influenciada pelo pensamento mágico panteísta.
Foto USGS

Offline Fenrir

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.570
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #2 Online: 08 de Março de 2018, 23:28:09 »
A Lituânia, outro país báltico, só foi cristianizada em 1387 e a Samogítia, uma região neste país, somente em 1413

"Estônia é uma sociedade secular onde a identidade religiosa e nacional não se cruzam"
Gostei disso - devia ter nascido lá. Vi algumas fotos na net - É um belo país e
de acordo com a Wikipédia um dos melhores países para se abrir um empresa de tecnologia.
« Última modificação: 08 de Março de 2018, 23:33:25 por Fenrir »
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.632
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #3 Online: 09 de Março de 2018, 07:46:34 »
Achava que eram católicos devotos iguais aos poloneses

Offline Fenrir

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.570
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #4 Online: 09 de Março de 2018, 14:34:25 »
Não é curioso que os países bálticos só tenham se rendido mil anos depois, de por exemplo, Armênia e Ibéria (Cáucaso = Geórgia, Abkhazia, etc)
que se converteram no sec IV? Mesmo os vikings se submeteram bem antes dos Lituanos, no Sec X ou XI, se nao me engano.
Talvez a igreja não se interessasse tanto por aqueles lugares ou talvez a população local tivesse sido bem mais reticente em adotar um culto estrangeiro.
E a tão devota e católica polônia é ali do lado...
« Última modificação: 09 de Março de 2018, 14:37:21 por Fenrir »
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline El Elyon

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 687
  • Sexo: Masculino
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #5 Online: 10 de Março de 2018, 00:56:32 »
Citar
Não é curioso que os países bálticos só tenham se rendido mil anos depois, de por exemplo, Armênia e Ibéria (Cáucaso = Geórgia, Abkhazia, etc) que se converteram no sec IV?

Não muito - essas regiões eram largamente rurais ou habitadas por grupos seminômades (Cristianismo se disseminou notavelmente em zonas urbanas - o campesinato europeu sempre preservou características religiosas razoavelmente pagãs, mesmo em regiões nominalmente cristãs), nunca foram colonizados por Roma (o grande difusor da Cristandade na Antiguidade), não eram parte de rotas comerciais ou com contato com elas e não estavam na zona de influência dos grandes difusores da Cristandade até as Crusadas do Norte (Crusada Livoniana, conduzida pelos Cavaleiros Teutônicos).



"As long as the Colossus stands, Rome will stand, when the Colossus falls, Rome will also fall, when Rome falls, so falls the world."

São Beda.

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #6 Online: 12 de Março de 2018, 07:40:25 »

"A árvore não tem ouvido. Eu penso na questão em frente à árvore. Então, sinto que recebo a resposta", diz. Para o estoniano, "a árvore é um sujeito, não um objeto".


Desde da adolescência que vou, de quando em quando, deliberadamente sentar-me no banco que fica encostado a uma magnífica araucária centenária num jardim ainda relativamente longe das casas em que morei durante essas décadas... Será a magia das árvores?
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Fenrir

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.570
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #7 Online: 15 de Março de 2018, 22:00:55 »
Citar
Não é curioso que os países bálticos só tenham se rendido mil anos depois, de por exemplo, Armênia e Ibéria (Cáucaso = Geórgia, Abkhazia, etc) que se converteram no sec IV?

Não muito - essas regiões eram largamente rurais ou habitadas por grupos seminômades (Cristianismo se disseminou notavelmente em zonas urbanas - o campesinato europeu sempre preservou características religiosas razoavelmente pagãs, mesmo em regiões nominalmente cristãs), nunca foram colonizados por Roma (o grande difusor da Cristandade na Antiguidade), não eram parte de rotas comerciais ou com contato com elas e não estavam na zona de influência dos grandes difusores da Cristandade até as Crusadas do Norte (Crusada Livoniana, conduzida pelos Cavaleiros Teutônicos).

Isto ocorreu em outras áreas rurais/periféricas da europa?
sou leigo em história, mas a escandinávia daquela época parece a mim tão rural quanto e mais periférica que os países bálticos
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.632
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #8 Online: 15 de Março de 2018, 22:18:15 »
Os teutônicos fizeram um massacre tão grande nessa região que herdaram até a memória dos vencidos, prussianos e pomeranos eram povos bálticos e não germânicos.

Offline El Elyon

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 687
  • Sexo: Masculino
Re:Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos
« Resposta #9 Online: 16 de Março de 2018, 01:53:52 »
Citação de: Fenrir
sou leigo em história, mas a escandinávia daquela época parece a mim tão rural quanto e mais periférica que os países bálticos

Não era tão isolada quanto os Bálticos - no período após a queda do Império Romano, a Escandinávia teve início a sua "Era de Ferro" e posteriormente (ao redor de 700-800) teve início a Expansão Escandinava ("Viking") pelo litoral da Inglaterra, a costa norte da Europa (norte da França, notavelmente, onde se estabeleceram os Normandos) e o interior da Europa pelo Rio Volga (Rus até Constantinopla), além de serem parte crucial do comércio internacional de escravos (que começa em Dublin e terminava em Constantinopla - indo até a Arábia). Tanto que parte das Cruzadas Nórdicas foi travada por suecos e dinamarqueses invadindo a Finlândia.

Citação de: André Luiz
Os teutônicos fizeram um massacre tão grande nessa região que herdaram até a memória dos vencidos, prussianos e pomeranos eram povos bálticos e não germânicos.

Nah, não houve substituição populacional nessa região.
"As long as the Colossus stands, Rome will stand, when the Colossus falls, Rome will also fall, when Rome falls, so falls the world."

São Beda.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!