Autor Tópico: Raça, Comportamento e Inteligência  (Lida 10849 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #100 Online: 14 de Janeiro de 2019, 12:51:58 »
Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética. As diferenças por mínimas que sejam são ativadas pelos genes. Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem gostos diferentes esses gostos são oriundos de variações genéticas. Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem hábitos diferentes, esses hábitos vão gerar variações genéticas pelo imperativo da adaptabilidade, por exemplo, se um indivíduo A fica exposto ao sol, enquanto B fica ao abrigo do sol, a tendência é que o processo de adaptabilidade gere modificações genéticas que vão prover adaptação a cada um , A e B a seus respectivos ambientes. Com todo processo de interação entre o indivíduo e o meio esse processo ocorre, e ele é decorrente da assinatura genética de cada indivíduo.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.101
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #101 Online: 14 de Janeiro de 2019, 13:44:32 »
Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética. As diferenças por mínimas que sejam são ativadas pelos genes.

Em biologia, mesmo nos casos mais turvos, existe claramente a distinção entre genética e epigenética. Essa distinção não é trivial. Caso contrário, uma vez que a relação genes-ambiente é interativa e não aditiva, alguém poderia argumentar usando a mesma linha de raciocínio do quote acima e dizer que todo tipo de mudança fenotípica seria ambiental.
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2019, 13:54:12 por -Huxley- »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #102 Online: 14 de Janeiro de 2019, 18:11:48 »
Na verdade há um somatório da disposição inicial única dos genes de cada indivíduo junto à aleatoriedade mutacional prevalente em alguns, o resultado pode ser uma adaptação melhor de um indivíduo sobre o outro, essa é a razão da genética ser responsável por mudanças mesmo que em grupos homogêneos.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.841
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #103 Online: 05 de Junho de 2019, 20:58:51 »
<a href="https://www.youtube.com/v/rAKHmzrb6RA" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/rAKHmzrb6RA</a>
<a href="https://www.youtube.com/v/tE9jiPyLYZA" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/tE9jiPyLYZA</a>
<a href="https://www.youtube.com/v/09WyZeBJ4Wk" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/09WyZeBJ4Wk</a>

Citar

https://www.livinganthropologically.com/biological-anthropology/how-race-becomes-biology/

...

Second, to say race is a social construction does not mean it is not real. Ideas can be very real. Money is a social construction. Money is just scraps of paper or electronic digits. But we agree that those scraps have value, that they can be exchanged and have effects in the world.

...

Gravlee begins by identifying the problem of race revival. He explicitly identifies the 2005 Armand Marie Leroi Op-Ed, A Family Tree in Every Gene, as a key element of this revival. He also understands the need to go beyond the classroom and beyond anthropology. “If anthropologists want to reconcile race for anyone other than ourselves, we have to engage the debate over racial inequalities in health” (2009:47).

Gravlee makes his points clearly, spelling out his headlines with the does-not-equal sign. The section “Race ≠ Human genetic variation” (2009:50) makes similar points to the articles discussed in Race Reconciled, showing how genetic clustering does not confirm traditional race ideas. The section “Biology ≠ Genetics” (2009:51) takes back the turf of reducing biology to genes. Biology is about organisms and environments, always about specific creatures in specific places, and not simply looking for a mythical code of life. [See note 1]

Gravlee then discusses how “Race ≠ Myth” (2009:53). Social ideas of race are very real, and have political, economic, and health consequences in the present. Health consequences are biological. Black Americans have higher infant mortality rates and lower life expectancy, and the relative gap between white and black Americans–just like the wealth gap discussed in the section Racism and Biological Anthropology–has not significantly improved since the 1950s (2009:48). Race becomes biology.

These health inequalities, in tandem with economic inequalities, influence the life course and chances of the next generation:

Citar
The toxic effects of exposure to racism in one’s own lifetime include a higher risk of hypertension, diabetes, stroke, and other conditions. These conditions, in turn, affect the health of the next generation, because they alter the quality of the fetal and early postnatal environment. The immediate consequence of this intergenerational effect is a higher risk of adverse birth outcomes, but there is also a lingering effect into adulthood, as adult chronic diseases like heart disease and diabetes can be traced in part to prenatal and early life conditions. Thus, the cycle begins again. (2009:52)

Race and racism, as social inequality, become biology.

...


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.841
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #104 Online: 05 de Junho de 2019, 21:23:36 »
Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem gostos diferentes esses gostos são oriundos de variações genéticas.

Eu acho curioso isso da pessoa só imaginar uma coisa e dar como fato. "Eu não concebo como torcer para um time de futebol ou outro poderia não ser genético, logo é."

Embora haja variações genéticas influenciando (e como toda variação genética, a absoluta maioria é individual, não particular de um continente ou região menor), gosto é algo "aprendido"/desenvolvido/condicionado. Esse condicionamento (como em condicionamento pavloviano) e variáveis culturais já começam antes do nascimento.


Citar
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3222881/

Learning through the taste system

...

Taste learning, then, is largely a matter of conditioning. The realm of conditioning can be broadly divided into those events that one can do something about, and those that one cannot. The former typically demands operant conditioning to manipulate the environment to one's satisfaction, using somatic senses to gather information and striated muscles for action; the latter more commonly demands classical conditioning to prepare for the inevitable, often using smooth muscles. Gustatory learning serves as a special case of classical conditioning, with taste representing the conditioned stimulus (CS), and the visceral sequelae of ingestion, the unconditioned stimulus (US). It has been proposed that the visceral response alters the reward value of the taste, and that this new value then guides the animal's behavior to either seek or avoid that taste (Rolls, 2005).

Such learning can occur in an appetitive or aversive direction, with the establishment of either conditioned taste aversions (CTAs) or preferences (CTPs).

...

The modest counterpart of the CTA—the CTP—has received less attention. A CTP can be established rather quickly by pairing a novel taste with recovery from a dietary deficiency, most notably the provision of thiamine to animals on a thiamine-deficient diet (Rodgers, 1967; Capretta, 1977). More commonly, however, the impact of a CTP on behavior is revealed only gradually over days of continuous pairing of taste with nutrition, though that impact can reach levels equal to those of a CTA in the opposite direction, i.e., approaching 100% preference (Sclafani and Nissenbaum, 1988). The electrophysiological and neurochemical concomitants of a CTP are also more subtle than those of a CTA. Yet, the CTP may have played a larger role in defining human culture than the CTA, for while the latter is powerful, it is idiosyncratic to the individual. The CTP, by contrast, is often shared by members of a culture where certain foods are available. It is typical of a culture's cuisine that there are a few piquant tastes (the CS) accompanied by carbohydrate loads (the US). The gustatory CS comes to be favored by association with the nutritional US, and the cuisine, with all its cultural trappings and traditions, tends to bind its consumers together as part of their cultural identity.

...

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #105 Online: 05 de Junho de 2019, 21:54:18 »
Pois é. Se dois indivíduos de um mesmo meio, a despeito de serem expostos o tempo todo às mesas condições ambientais e culturais mas ao contrário do esperado tem respostas diferentes aos mesmos estímulos fica muito evidente uma possível variação genética como um determinante. Se entre vários indivíduos heterossexuais nasce um homo essa discrepância deverá ser genética.
Até onde eu sei eu não sei.


Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #107 Online: 06 de Junho de 2019, 13:20:57 »
Não é uma afirmação válida a priori.

Entre vários padrão ha um Down...
« Última modificação: 06 de Junho de 2019, 13:24:07 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #108 Online: 06 de Junho de 2019, 19:40:22 »
Amostragem insuficiente. Aliás, sequer pode ser chamada de amostragem, está mais para uma evidência anedótica.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Pedro Reis

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.719
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #109 Online: 07 de Junho de 2019, 00:24:17 »
Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética.

Não.

As diferenças por mínimas que sejam são ativadas pelos genes.

Não.

Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem gostos diferentes esses gostos são oriundos de variações genéticas.

Não.

Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem hábitos diferentes, esses hábitos vão gerar variações genéticas

Não.

Offline Pedro Reis

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.719
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #110 Online: 07 de Junho de 2019, 00:34:32 »
Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética.

Se toda diferença fenotípica é genética isso significa que quando você foi branquelo para a praia e voltou bronzeadão, é porque a exposição ao sol te causou uma alteração genética?

Significa que quem pinta o cabelo de loiro sofre uma mutação genética?

As diferenças por mínimas que sejam são ativadas pelos genes.

É por isso que não existe mínima diferença que seja entre gêmeos idênticos?

Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem gostos diferentes esses gostos são oriundos de variações genéticas.

Significa que seus gostos são determinados geneticamente? Que seria impossível ter gosto diferente se submetido a diferentes experiências? Significa, novamente, que quando alguém muda de gosto é porque sofreu uma mutação genética? Significa que gêmeos idênticos nunca podem ter gostos diferentes?

Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem hábitos diferentes, esses hábitos vão gerar variações genéticas

Isso é lamarquismo. A girafa ficou com o pescoço comprido por causa do hábito de esticar o pescoço para alcançar o alimento.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #111 Online: 07 de Junho de 2019, 11:02:14 »
Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética.

Se toda diferença fenotípica é genética isso significa que quando você foi branquelo para a praia e voltou bronzeadão, é porque a exposição ao sol te causou uma alteração genética?

Significa que quem pinta o cabelo de loiro sofre uma mutação genética?

Não, primeiro que o grupo não é homogêneo se um vai pra praia e o outro não. E depois, se um gosta mais de praia e de ficar exposto ao sol, é esse gosto que se configura em diferença genética. A,questão são os habitos e gostos.

Citar

É por isso que não existe mínima diferença que seja entre gêmeos idênticos?
Mesmo entre irmãos univitelinos existem diferenças genéticas importantes.

Citar
Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem gostos diferentes esses gostos são oriundos de variações genéticas.

Significa que seus gostos são determinados geneticamente? Que seria impossível ter gosto diferente se submetido a diferentes experiências? Significa, novamente, que quando alguém muda de gosto é porque sofreu uma mutação genética? Significa que gêmeos idênticos nunca podem ter gostos diferentes?
Perguntas pertinentes.

Citar
Se dois indivíduos de um mesmo grupo homogêneo e isolado geograficamente tem hábitos diferentes, esses hábitos vão gerar variações genéticas

Isso é lamarquismo.
Não, Pedro, é determinismo.
« Última modificação: 07 de Junho de 2019, 11:23:06 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #112 Online: 07 de Junho de 2019, 11:23:31 »
Isso é um assassinato à biologia.

Citar
Em sentido estrito, variação fenotípica é a variação existente em uma determinada característica ou fenótipo. Fenótipos diferentes (ou a variação fenotípica) pode ser produzida por (1) diferenças genéticas; (2) diferenças ambientais ou (3) a soma de (1) e (2). Fenótipos são as formas distintas que podem ser percebidas.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #113 Online: 07 de Junho de 2019, 11:38:15 »
O próprio desenvolvimento do cérebro humano é influenciado por uma série de fatores não-genéticos, como alimentação, estímulos, práticas, hábitos, etc.

O mesmo vale para funções do corpo humano. E as mudanças ocasionadas por fatores ambientais não implicam necessariamente em hereditariedade, pois estas dependem do DNA.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #114 Online: 07 de Junho de 2019, 11:47:20 »
Caramba, muito sério isso essa questão de interpretar textos.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #115 Online: 07 de Junho de 2019, 11:49:57 »
Então explique-me Sr. clareza. De que outra forma é possível interpretar isso?

Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #116 Online: 07 de Junho de 2019, 12:06:32 »
Então explique-me Sr. clareza. De que outra forma é possível interpretar isso?

Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética.
De forma equivocada. Que é o que parece que está sucedendo.

Até onde eu sei eu não sei.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #117 Online: 07 de Junho de 2019, 12:19:03 »
Citar
Todo tipo de diferença mesmo fenotípica mesmo entre indivíduos de um grupo homogêneo é genética.
O fator ambiental é extrínseco nessa afirmação. A ideia de homogeneidade na afirmação sugere uma correlação default a uma influência do ambiente.

O ambiente modifica diferentemente fenotipos geneticamente já previamente diferentes.
« Última modificação: 07 de Junho de 2019, 12:36:49 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #118 Online: 07 de Junho de 2019, 12:41:41 »
A questão é que mesmo em grupo homogêneo de mesmas condições ambientais e culturais, ainda assim indivíduos estão sujeitos a diferentes estímulos. A própria aleatoriedade é um fator que pode influenciar.

Não atoa gêmeos univitelinos carregam a mesma carga genética e possuem o mesmo DNA, mas sua formação no útero não se dá de modo idêntico, o que causa mudanças em sua impressão digital, por exemplo.

Citar
Os gêmeos idênticos carregam o mesmo material genético e são frequentemente chamados de clones perfeitos, por possuírem o mesmo DNA. Mas, mesmo assim, carregam digitais diferentes, pois sua formação dentro do útero não segue a mesma fórmula nos dois bebês.

Mas considerando um cenário hipotético ideal e perfeito, pode realmente fazer sentido.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #119 Online: 07 de Junho de 2019, 14:08:15 »
Mesmo entre gêmeos idênticos há diferenças genéticas. E não se tratam de diferenças por conformação ambiental.

E que bom que voce percebeu finalmente o fundamento da afirmação(não importando o cenário se é ou não hipotético). Merece até uma estrelinha.  :)
« Última modificação: 07 de Junho de 2019, 14:13:01 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.841
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #120 Online: 07 de Junho de 2019, 14:08:55 »
Não é nem "genético" nem nada. "Genes" não são entidades com poderes mágicos. Toda causalidade decorre da física fundamental, muito abaixo de macro-moléculas.

Toda característica fenotípica que se vê foi determinada no big-bang.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #121 Online: 07 de Junho de 2019, 14:14:46 »
Não é nem "genético" nem nada. "Genes" não são entidades com poderes mágicos. Toda causalidade decorre da física fundamental, muito abaixo de macro-moléculas.

Toda característica fenotípica que se vê foi determinada no big-bang.
Não é preciso regredir o axioma tanto assim.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #122 Online: 07 de Junho de 2019, 14:27:31 »
Mesmo entre gêmeos idênticos há diferenças genéticas. E não se tratam de diferenças por conformação ambiental.

E que bom que voce percebeu finalmente o fundamento da afirmação(não importando o cenário se é ou não hipotético). Merece até uma estrelinha.  :)

Não percebi o fundamento da afirmação. Foi você que teve de explicar o significado que estava utilizando para uma expressão que não significa aquilo.

Tanto é que não fui o único a contrapor sua explicação falha.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.841
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #123 Online: 07 de Junho de 2019, 14:30:53 »
Não é nem "genético" nem nada. "Genes" não são entidades com poderes mágicos. Toda causalidade decorre da física fundamental, muito abaixo de macro-moléculas.

Toda característica fenotípica que se vê foi determinada no big-bang.
Não é preciso regredir o axioma tanto assim.
Não é preciso aceitar a realidade, o ser humano viveu por praticamente toda sua existência ignorante das realidades fundamentais do universo.





Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.115
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #124 Online: 07 de Junho de 2019, 15:18:48 »
Mesmo entre gêmeos idênticos há diferenças genéticas. E não se tratam de diferenças por conformação ambiental.

E que bom que voce percebeu finalmente o fundamento da afirmação(não importando o cenário se é ou não hipotético). Merece até uma estrelinha.  :)

Não percebi o fundamento da afirmação. Foi você que teve de explicar o significado que estava utilizando para uma expressão que não significa aquilo.

Tanto é que não fui o único a contrapor sua explicação falha.
Fenotipo é a expressão perceptível do gene. Simplesmente foi isso o expresso. O ambiente modifica essa condição a posteriori. Simples assim.
Até onde eu sei eu não sei.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!