Autor Tópico: Raça, Comportamento e Inteligência  (Lida 10852 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #50 Online: 31 de Outubro de 2011, 16:37:49 »
Pode dar alguns exemplos, Derfel?

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #51 Online: 31 de Outubro de 2011, 16:57:00 »
População, em Epidemiologia, é todo agrupamento de indivíduos. Assim, tanto uma sala de aula quanto um país inteiro é uma população. Só tem sentido em separar por etnias/raça se isso for um fator de risco e/ou um determinante para se adoecer/morrer (ou para se verificar se é um determinante). Um exemplo é analisar a taxa de mortalidade de uma população. Se compara a taxa de mortalidade de grupos de negros e brancos em determinado tempo e lugar e busca-se os determinantes que explicam a diferença. No caso, os determinantes são normalmente fatores sociais. Por exemplo tipo de pirâmide etária, maior exposição a fatores externos como violência, menor acesso aos serviços de saúde.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #52 Online: 31 de Outubro de 2011, 17:13:32 »
Isso me lembrar uma curiosidade: Taxa de mortalidade de Baltimore, 1965



Agora explique. :)

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #53 Online: 31 de Outubro de 2011, 17:27:49 »
Duas perguntas: (a) esses dados estão corretos? Eu esperava que os números da tabela de baixo deveriam ser maiores que os da de cima. (b) Qual o tamanho dessas populações? Não podemos esquecer que a variância vai depender da raiz quadrada do tamanho da amostra.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #54 Online: 31 de Outubro de 2011, 19:46:15 »
Duas perguntas: (a) esses dados estão corretos? Eu esperava que os números da tabela de baixo deveriam ser maiores que os da de cima. (b) Qual o tamanho dessas populações? Não podemos esquecer que a variância vai depender da raiz quadrada do tamanho da amostra.
(a) sim
(b) O tamanho da população não importa. É uma proporção. A resposta (ou a chave) está no post anterior (#51). :)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #55 Online: 31 de Outubro de 2011, 19:58:14 »
Duas perguntas: (a) esses dados estão corretos? Eu esperava que os números da tabela de baixo deveriam ser maiores que os da de cima. (b) Qual o tamanho dessas populações? Não podemos esquecer que a variância vai depender da raiz quadrada do tamanho da amostra.
(a) sim
(b) O tamanho da população não importa. É uma proporção. A resposta (ou a chave) está no post anterior (#51). :)

Talvez seja a pirâmide etária: o grupo etário onde a taxa de mortalidade é maior (>65 anos) representa uma proporção maior da população branca do que da negra, o que pode puxar para cima a taxa de mortalidade média dos brancos, mesmo que em cada grupo etário a taxa seja menor.

Isso é um chute meu.  :)
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #56 Online: 31 de Outubro de 2011, 20:00:43 »
Duas perguntas: (a) esses dados estão corretos? Eu esperava que os números da tabela de baixo deveriam ser maiores que os da de cima. (b) Qual o tamanho dessas populações? Não podemos esquecer que a variância vai depender da raiz quadrada do tamanho da amostra.
(a) sim
(b) O tamanho da população não importa. É uma proporção. A resposta (ou a chave) está no post anterior (#51). :)

Talvez seja a pirâmide etária: o grupo etário onde a taxa de mortalidade é maior (>65 anos) representa uma proporção maior da população branca do que da negra, o que pode puxar para cima a taxa de mortalidade média dos brancos, mesmo que em cada grupo etário a taxa seja menor.

Isso é um chute meu.  :)

Bingo! Mas então como comparar as duas populações?

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #57 Online: 31 de Outubro de 2011, 20:04:27 »
Duas perguntas: (a) esses dados estão corretos? Eu esperava que os números da tabela de baixo deveriam ser maiores que os da de cima. (b) Qual o tamanho dessas populações? Não podemos esquecer que a variância vai depender da raiz quadrada do tamanho da amostra.
(a) sim
(b) O tamanho da população não importa. É uma proporção. A resposta (ou a chave) está no post anterior (#51). :)

Talvez seja a pirâmide etária: o grupo etário onde a taxa de mortalidade é maior (>65 anos) representa uma proporção maior da população branca do que da negra, o que pode puxar para cima a taxa de mortalidade média dos brancos, mesmo que em cada grupo etário a taxa seja menor.

Isso é um chute meu.  :)

Bingo! Mas então como comparar as duas populações?

Ajustando os dados pela pirâmide, de forma que essa diferença seja neutralizada.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #58 Online: 31 de Outubro de 2011, 20:13:03 »
Sim, mas como? Na verdade, achei interessante isso para mostrar que tem que se tomar cuidado quando se compara taxas entre populações diferentes ou serviços diferentes. A mesma lógica se usa quando se compara, por exemplo, a taxa de mortalidade infantil (ou perinatal) em uma maternidade referência para gestantes de alto risco e uma outra que não é. Pronto. Todo mundo é epidemiologista agora, podem buscar o certificado na secretaria. :biglol:

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.101
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #59 Online: 01 de Novembro de 2011, 00:33:50 »
Só mostrando o tópico de onde eu retirei as autocitações mais adiante:
http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=24930.0

1- Raça é uma realidade biológica fundamental.

“Geneticistas de populações humanas sabem que os padrões de variação genética não sustentam o conceito de raças humanas. [...] A maior parte da variação genética humana ocorre dentro de populações, entre indivíduos, não entre continentes, o que significa que dois indivíduos tirados de uma mesma população podem diferir geneticamente tanto quanto dois indivíduos tirados de populações de dois continentes diferentes. Além disso, a variação genética humana segue um gradiente, o que ela se altera gradualmente ao longo dos transectos geográficos. Não há fronteiras definidas entre os grupos.
[...]
Os traços sobre os quais a classificação racial tradicional é fundada são baseados em poucos genes. Assim, há algumas diferenças genéticas entre os grupos tradicionais, mas elas são pequenas quando comparadas as similaridades.”

Fonte: STEARNS, S. C. & HOEKSTRA, R. F. Evolução: uma introdução. São Paulo, Atheneu, 2003, p.312-314.

2- Existem diferenças biológicas fundamentais entre as três macro-raças, a saber, Negróides, Mongolóides e Caucasianos e essas diferenças originam diferentes níveis de inteligência e comportamento entre as raças.

1- Toda ou ampla parte das diferenças biológicas pode ser explicada sem causas genéticas:

Citar
Não há justificativa biológica para afirmar que os fatores genéticos e os ambientais agem de forma aditiva. Muitos jornalistas e leigos têm a ideia errada de que os genes criam o molde e a influência ambiental – treino, nutrição, cultura, emoções, etc. – apenas adiciona um fator de desempenho complementar a ele. Na verdade, o ambiente, os genes e as proteínas se afetam mutuamente ANTES que uma característica esteja consolidada. Portanto, a relação gene-ambiente é interativa, não aditiva. Certas expressões genéticas só acontecem com certos estímulos ambientais. Além disso, a neurociência diz que a experiência influi não só nas conexões interneurais, mas também na criação de novos neurônios e transformação de regiões cerebrais como lóbulos frontais, amígdala e hipocampo, todos eles relacionados com os mais diversos tipos de inteligência.

Citar
Taxistas de Londres enfrentam uma das arquiteturas rodoviárias mais complexas e caóticas do mundo. Uma investigação pôs em destaque que as regiões cerebrais responsáveis pela orientação espacial dos taxistas se viam claramente fortalecidas nos primeiros meses de condução pelas ruas de Londres. Esse estudo mostrou que uma parte do hipocampo é maior nos taxistas que no público em geral, e que os motoristas mais experientes tinham um hipocampo mais volumoso.

Citar
  Experimentos de Cooper-Zubek em 1958 com grupos genéticos de ratos com desempenho testado em labirintos ao longo de gerações mostraram como seus descendentes se saíram ao serem criados em diferentes ambientes. Antes que se testasse o número de erros que cometeriam ao caminhar nos labirintos, ratos descendentes dos grupos genéticos bons e maus – com diferença média de 40% em termos de erros entre os dois grupos – foram submetidos a esses ambientes:

Enriquecido – Casinha com paredes pintadas com cores fortes e vivas. Havia rampas, balanços, escorregos, espelhos e sinos.

Normal – Casinha com parede sem cores vivas. Poucos exercícios e brinquedos para estimular os sentidos.

Limitado – Basicamente um “barraco de rato”.

E o resultado chocante... A única circunstância em que os ratos tiveram desempenho significamente discrepante foi no caso em que foram criados em ambientes normais. Ratos ruins de labirinto tiveram um número de erros apenas 10% superior aos bons de labirinto na comparação da criação em ambientes enriquecidos. Por fim, ratos bons e maus de labirintos tiveram desempenho idêntico quando criados em ambientes limitados (eles foram igualmente burros!).

 
2- Só lembrando que mudanças culturais (que ocorreram em certos locais, mas não em outros) podem causar mudanças ambientais, biológicas e genéticas (na expressão). E essas transformações culturais podem ser simplesmente eventos históricos únicos (algo que não obedece a leis científicas), acidentes de percursos, como a transformação da Jamaica numa potência do atletismo.

3- "Richard Nisbett, psicólogo da Universidade de Michigan, analisou a literatura sobre o assunto e descobriu setes estudos publicados que comparavam as origens genéticas e ambientais das diferenças entre negros e brancos. Esses estudos, ao contrário dos estudos sobre gêmeos, buscam encontrar diretamente a origem das diferenças entre negros e brancos. Seis destes estudos não conseguem encontrar evidências de efeitos genéticos."

Fonte: STERNBERG, R. J. Inteligência para o sucesso pessoal: como a inteligência prática e criativa determina o sucesso. Rio de Janeiro: Campus, 2000, p.67.

3- Inteligência é hereditária, pode ser medida objetivamente por testes de Q.I

1- A primeira frase está imprecisa. Inteligência é parcialmente hereditária. Mesmo que a inteligência seja parcialmente hereditária, a hereditariedade dentro dos grupos não informa nada sobre a causa das diferenças entre os grupos. Segue um trecho do que eu escrevi no tópico “O genial que existe em nós”:

Citar
Muitos leigos entendem mal quando leem que uma pesquisa indica que 60% da inteligência é hereditária ao achar que “a inteligência humana é determinada, em 60%, pelos genes e, em 40%, pelas condições ambientais”. Para entender melhor porque isso é absurdo, basta entender que quando se diz que 90% da altura de uma população é hereditária, isso não quer dizer que 90% dos centímetros venham dos genes e o restante do ambiente. Significa que 90% da variação detectável da altura entre indivíduos numa amostragem específica  é atribuída em 90% aos genes e 10% as influências ambientais. Não existe o conceito de herdabilidade para a altura individual, logo o que é válido para um grupo não é válido para prever o que ocorrerá com um indivíduo.

Alguns estudos apontam mais do que os 60% da pesquisa citada anteriormente, outros menos. Além disso, um estudo do psicólogo Eric Turkheimer, utilizando apenas famílias pobres, mostra que a variação causada pela hereditariedade não é de 40% ou 20%, mas de praticamente 0%. Isso demonstra definitivamente que não existe porcentagem fixa para a influência genética. Não é correto aplicar uma estimativa da herdabilidade a partir de uma dada população para toda a espécie. Estimativa de hereditariedade aplica-se apenas a uma população e ambiente particulares.

2- Além de inteligência ser em parte hereditária e em parte resultado do ambiente, ainda existe o obstáculo de que é dificílimo separar as duas fontes de variação porque elas interagem de várias maneiras.

, e em uma escala maior até mesmo de nações e civilizações inteiras.

A população de Barbados (que é 90% negra) é mais pobre do que a do Vietnã ou da Tailândia? A civilização egípcia da época da construção das primeiras pirâmides era menos avançada do que a civilização dos povos germânicos de mesma época? Parece que a conveniência de se varrer para debaixo do tapete as exceções ocorre porque explicá-las desmonta o argumento central.

e é o principal fator a determinar o sucesso de pessoas,

1- Teste de QI perde até para teste de marshmallow em termos de correlação com o sucesso. Mais uma autocitação:

Citar
Um experimento muito famoso mostra a importância do autocontrole (autodisciplina e capacidade de adiar a satisfação) para o sucesso. Pegando o trecho de outro texto para resumir a informação dada por Shenk: “O teste do marshmallow, feito na Universidade Stanford na década de 1960, é o melhor exemplo que se tem sobre a ocorrência de autocontrole. Psicólogos ofereciam a crianças um grande marshmallow e davam a elas a opção de comê-lo imediatamente ou esperar um tempinho enquanto os psicólogos saíssem da sala. Se as crianças esperassem, ganhariam de recompensa um segundo marshmallow. Apenas um terço das crianças aguentava esperar, o resto comia o doce afoitamente. Depois, os pesquisadores acompanharam o desempenho dessas crianças nas décadas seguintes. Aquelas que haviam esperado pelo segundo doce tinham tirado notas mais altas no vestibular e tinham mais amigos. Depois de anos estudando esse grupo de voluntários, concluiu-se que a capacidade de manter o autocontrole previa com muito mais precisão a ocorrência de sucesso e ajustamento - era mais eficiente do que QI ou condição social, por exemplo.”

2- A assertiva é falsa, como mostro no meu tópico “O genial que existe em nós”. Uma pesquisa de Thomas Stanley (Ph.D. em Administração pela Universidade da Geórgia e que estuda há mais de 20 anos as características que levam as pessoas a alcançar a independência financeira) com os decamilionários americanos mostra que a inteligência acadêmica não está fortemente correlacionada com o sucesso. A média escolar dos milionários pesquisados por Stanley foi de 7 (e na graduação superior de 7,5).

4- Países africanos e pessoas negras são mais pobres devido a problemas intrínsecos à raça negra, como baixos níveis de inteligência, pouca capacidade de organização social e maior instintividade.

Mais uma vez repito as perguntas... A população de Barbados (que é 90% negra) é mais pobre do que a do Vietnã ou da Tailândia? A civilização egípcia da época da construção das primeiras pirâmides era menos avançada do que a civilização dos povos germânicos de mesma época?

5- O comportamento é herdado predominantemente da raça a qual se pertence.

Se isso é verdade, quais são os genes distintos que causam as supostas diferenças inatas de comportamento? Se não existir resposta para isso, então o argumento acima pode ser uma tremenda falácia de correlação espúria.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2011, 00:52:46 por -Huxley- »

Offline LaraAS

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.386
  • Sexo: Feminino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #60 Online: 01 de Novembro de 2011, 00:50:01 »

           Para Huxley:

     A maioria dos egipticos da época da grande civilização egiptica não era negra nem mulata ,isso é um mito de parte do movimento negro.
     Não houve genodicio físico de egipticos com as conquistas romanas e árabes no Egito ,e a população atual do Egito na sua maioria é mesmo descendente dos antigos egipticos e 90% dela é branca mediterranica ,não negra nem mulata ,só 10% da população do Egito é negra e mulata. Além do que nas pinturas egipticas os egipticos são mostrados como brancos mediterranicos e não como negros ou mulatos ,e inclusive são mostrados com cabelos bem lisos.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.101
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #61 Online: 01 de Novembro de 2011, 01:00:04 »

           Para Huxley:

     A maioria dos egipticos da época da grande civilização egiptica não era negra nem mulata ,isso é um mito de parte do movimento negro.
     Não houve genodicio físico de egipticos com as conquistas romanas e árabes no Egito ,e a população atual do Egito na sua maioria é mesmo descendente dos antigos egipticos e 90% dela é branca mediterranica ,não negra nem mulata ,só 10% da população do Egito é negra e mulata. Além do que nas pinturas egipticas os egipticos são mostrados como brancos mediterranicos e não como negros ou mulatos ,e inclusive são mostrados com cabelos bem lisos.

Eu não deixei subentendido que a população egípcia era predominantemente negra ou mulata. Eu só deixei subentendido que os egípcios fazem parte de um grupo genético distinto daquele dos povos europeus, como você pode ver ao ler um trecho do livro de biologia evolutiva que citei (Evolução: uma introdução, na p. 313):

"Se observarmos os mapas da variação genética mundial, criados por meio de componentes principais derivados de amostras sanguíneas, podemos perceber que o CP1 coloca os europeus e africanos em um grupo e as tribos do leste asiático e da América do Norte em outro. O CP2 separa os europeus dos africanos do norte do continente e estes dos demais africanos, mas as diferenças encontradas ao longo vasto continente asiático pelo CP1 desaparecem em CP2."

...E eu não chamo isso de branco:

« Última modificação: 01 de Novembro de 2011, 01:11:19 por -Huxley- »

Offline LaraAS

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.386
  • Sexo: Feminino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #62 Online: 01 de Novembro de 2011, 01:12:27 »

           Para Huxley:

     A maioria dos egipticos da época da grande civilização egiptica não era negra nem mulata ,isso é um mito de parte do movimento negro.
     Não houve genodicio físico de egipticos com as conquistas romanas e árabes no Egito ,e a população atual do Egito na sua maioria é mesmo descendente dos antigos egipticos e 90% dela é branca mediterranica ,não negra nem mulata ,só 10% da população do Egito é negra e mulata. Além do que nas pinturas egipticas os egipticos são mostrados como brancos mediterranicos e não como negros ou mulatos ,e inclusive são mostrados com cabelos bem lisos.

Eu não deixei subentendido que a população egípcia era predominantemente negra ou mulata. Eu só deixei subentendido que os egípcios fazem parte de um grupo genético distinto dos povos europeus, como você pode ver ao ler um trecho do livro de biologia evolutiva que citei (Evolução: uma introdução, na p. 313):

"Se observarmos os mapas da variação genética mundial, criados por meio de componentes principais derivados de amostras sanguíneas, podemos perceber que o CP1 coloca os europeus e africanos em um grupo e as tribos do leste asiático e da América do Norte em outro. O CP2 separa os europeus dos africanos do norte do continente e estes dos demais africanos, mas as diferenças encontradas ao longo vasto continente asiático pelo CP1 desaparecem em CP2."

...E eu não chamo isso de branco:



        Também não é bem negro ,e de qualquer modo ,as estatuais egipcias encontradas nas piramides e que eram coloridas ,mostram uma pela bem mais clara do que essa figura que você mostrou e também no caso de mulheres mostram cabelos bem lisos.

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #63 Online: 01 de Novembro de 2011, 01:44:48 »

        Também não é bem negro ,e de qualquer modo ,as estatuais egipcias encontradas nas piramides e que eram coloridas ,mostram uma pela bem mais clara do que essa figura que você mostrou e também no caso de mulheres mostram cabelos bem lisos.

Ter cabelos lisos não é sinônimo de ser branco, índios tem cabelo liso, inclusive mais liso que de brancos e nem por isso são classificados como tal. Algumas etnias do sul da Ásia que possuem a pele tão escura quanto a dos africanos também tem cabelos extremamente lisos e nem por isso são brancos, cabelo liso não é exclusividade da raça branca, mesmo alguns mulatos mais claros tem cabelo liso. Aliás, para você o que é um ''branco''? Concordo que os egípcios antigos não eram negros como os habitantes da atual África subsaariana, mas o fato de alguém não ser negro não torna esse alguém ''branco'', o mundo não é dividido em duas raças distintas e bem demarcadas. Um historiador norte-americano quando indagado sobre a raça dos egípcios antigos deu uma definição que achei genial, ''se você ao mostrar a imagem reconstituída de um egípcio antigo, perguntar a um habitante de Angola ou da Nigéria qual a raça da pessoa em questão, dificilmente a resposta será ''negro'', da mesma forma, se transportássemos esse mesmo indivíduo através do tempo para o Alabama das leis Jim Crow, ele provavelmente seria discriminado e considerado ''não-branco''.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #64 Online: 01 de Novembro de 2011, 01:48:39 »
LaraAS, arte egípcia:













Nenhuma dessas pessoas parece ''branca'', pelo menos para mim.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #65 Online: 01 de Novembro de 2011, 02:13:59 »
Os indianos tem pele escura e são caucasianos, confere?
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #66 Online: 01 de Novembro de 2011, 04:54:30 »
Os indianos tem pele escura e são caucasianos, confere?

Depende, existem várias etnias na Índia e muita mistura entre elas, não existe uma etnia chamada ''indianos''. Não há um consenso absoluto entre os estudiosos sobre as origens étnicas de muitos povos indianos, mas existe uma visão tradicional que afirma que os indianos do norte, falantes de línguas indo-europeias, chamados muitas vezes de ''indo-arianos'', seriam caucasianos, ao passo que os povos drávidas do sul da Índia pertenceriam ao grupo Australóide, como os aborígenes australianos. Mas deve-se lembrar que também existiu presença de povos mongolóides no território indiano, e esses três grupos se miscigenaram largamente no sub-continente. Muita gente não sabe, mas há historiadores que afirmam que o sistema de castas hindu foi na verdade uma tentativa dos primeiros arianos* na Índia de impedir a miscigenação racial.


*Arianos eram povos que originaram os ramos Persa e Védico das culturas indo-europeias, e não eram particularmente loiros ou possuíam olhos claros, esse termo não é idêntico a ''branco'', embora os povos indo-iranianos fossem caucasianos de pele clara, esse termo jamais foi utilizado por outros povos indo-europeus antigos, como gêrmanicos, gregos ou romanos, a utilização popular do termo como sinônimo de branco e europeu se deve a interpretações completamente errôneas feitas por eruditos alemães do século XIX que posteriormente foram difundidas pelos nazistas. O próprio nome Irã, significa ''terra dos arianos''.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2011, 04:56:50 por TMAG »
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #67 Online: 01 de Novembro de 2011, 23:53:05 »
Além disso, o "cabelo" que aparecem nas figuras egípcias são, na verdade, perucas. Os egípcios raspavam os cabelos. Nas gravuras também é comum a representação de povos que os egípcios tiveram contato ou conquistaram e alguns têm uma representação mais clara. Lembro ainda os exemplos do Zimbabué e da Núbia.

Offline LaraAS

  • Contas Excluídas
  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.386
  • Sexo: Feminino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #68 Online: 02 de Novembro de 2011, 00:13:51 »
Além disso, o "cabelo" que aparecem nas figuras egípcias são, na verdade, perucas. Os egípcios raspavam os cabelos. Nas gravuras também é comum a representação de povos que os egípcios tiveram contato ou conquistaram e alguns têm uma representação mais clara. Lembro ainda os exemplos do Zimbabué e da Núbia.

        tenho a impressão de que eram só os homens egipcios que raspavam os cabelos ,e os homens egipcios usavam também uma especie de tangas só abaixo da cintura e indo só até os joelhos ,quem usava mesmo túnicas completas eram as mulheres ,e nas figuras ,onde há cabelos ,há túnicas completas ,então são cabelos mesmo.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.886
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #69 Online: 02 de Novembro de 2011, 07:33:47 »
Não. Homens e mulheres egípcias usavam peruca de papiro. Isso por causa da higiene (problemas com piolhos). No túmulo de Nefertiti, por exemplo, foram encontrados restos de uma peruca de estilo núbio, que se usava no período entre as mulheres (se não me engano, a mulher da foto é Nefertiti). Nas perucas também eram utilizadas resinas como perfumes.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #70 Online: 02 de Novembro de 2011, 08:42:49 »
A gravura abaixo é uma representação egípcia de 4 povos (da esquerda para a direita): líbios, núbios, asiáticos e egípcios.



« Última modificação: 02 de Novembro de 2011, 08:44:50 por DDV »
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #71 Online: 02 de Novembro de 2011, 08:43:49 »
Nas gravuras representando egípcios, as mulheres e os nobres costumam aparecer com pele mais clara do que os homens do povo.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline FZapp

  • Administradores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.939
  • Sexo: Masculino
  • El Inodoro Pereyra
    • JVMC
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #72 Online: 02 de Novembro de 2011, 12:42:20 »
Sim, mas como? Na verdade, achei interessante isso para mostrar que tem que se tomar cuidado quando se compara taxas entre populações diferentes ou serviços diferentes. A mesma lógica se usa quando se compara, por exemplo, a taxa de mortalidade infantil (ou perinatal) em uma maternidade referência para gestantes de alto risco e uma outra que não é. Pronto. Todo mundo é epidemiologista agora, podem buscar o certificado na secretaria. :biglol:

Eu não quero esse certificado ! :)

--
Si hemos de salvar o no,
de esto naides nos responde;
derecho ande el sol se esconde
tierra adentro hay que tirar;
algun día hemos de llegar...
despues sabremos a dónde.

"Why do you necessarily have to be wrong just because a few million people think you are?" Frank Zappa

Offline FZapp

  • Administradores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.939
  • Sexo: Masculino
  • El Inodoro Pereyra
    • JVMC
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #73 Online: 02 de Novembro de 2011, 12:47:01 »
Nas gravuras representando egípcios, as mulheres e os nobres costumam aparecer com pele mais clara do que os homens do povo.



Em qual época ? Lembre que alexandrinos eram basicamente gregos invasores e não egipcios... Cleópatra era descendente de Ptolomeu, general de Alexandre.
--
Si hemos de salvar o no,
de esto naides nos responde;
derecho ande el sol se esconde
tierra adentro hay que tirar;
algun día hemos de llegar...
despues sabremos a dónde.

"Why do you necessarily have to be wrong just because a few million people think you are?" Frank Zappa

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Raça, Comportamento e Inteligência
« Resposta #74 Online: 02 de Novembro de 2011, 12:47:41 »
(a) sim
(b) O tamanho da população não importa. É uma proporção. A resposta (ou a chave) está no post anterior (#51). :)

Poderia importar, mas não creio que seja o caso nesse exemplo. Por exemplo, se a população de negróides fosse muito menor do que a de caucasianos, então esses valores sofreriam flutuações maiores ao longo do tempo, para mais ou para menos. A chave, nesse caso, seria averiguar quão menor é essa população.

You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!