Autor Tópico: Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?  (Lida 73770 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #625 Online: 10 de Janeiro de 2013, 18:55:21 »
Os homens preferem as loiras?
Eu prefiro... Mulher! :P

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #626 Online: 10 de Janeiro de 2013, 20:17:05 »
Possivelmente é um atavismo, ainda há muitos genes pré-humanos no pool genético da humanidade, e ainda mais genes de humanos primtivos. Não são todos que são dotados da apreciação inata pelo verdadeiro padrão de beleza. [/troll ou espantalho-se-não-fosse-a-lei-de-Poe]





Citar
Mixed race people are 'more attractive' and successful



Mixed-race people are 'more attractive' and more successful, results of a new study suggest.
The Cardiff University study involved rating 1,205 black, white, and mixed-race faces.
Each face was judged on its attractiveness, with mixed-race faces generally perceived as more attractive.
Author of the study, Dr Michael Lewis, also suggested mixed-race people were disproportionately successful in many professions.
The study based its hypothesis on Darwin's notion of heterosis, the biological phenomenon that predicts that cross-breeding leads to offspring that are genetically fitter than their parents. [...]

http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/wales/8618606.stm


Citar

Eurasian features have been associated with beauty since Somerset Maugham extolled the exotic appearance of a woman of mixed race more than 80 years ago in his short story, The Pool.

Now Australian psychologists have shown there is a scientific basis for this stereotype.

In the first study of its kind, Caucasians and Asians rated average Eurasian faces as more attractive than average faces of either race. They also judged Eurasian faces to be healthier, giving credence to theory that beauty is not solely determined by culture and the media, but has biological origins.

The study's leader, Professor Gillian Rhodes, of the University of Western Australia, said the results suggested "our preferences are shaped by evolution". [...]

http://www.smh.com.au/news/national/shes-got-the-look/2005/06/24/1119321909631.html




Citar
Florence Colgate, 'Britain's Most Beautiful Face' Has Scientifically Perfect Looks



Not only is the 18-year-old's visage perfectly symmetrical, but she has the "optimum ratio" between her mouth, eyes, chin, and forehead.

For example, scientists say that in a perfectly proportioned face, the distance between the eyes would be 46 percent of the whole width of the face. Colgate has a ratio of 44 percent, Kent Online reports.

Carmen Lefèvre, PhD student at the University of St. Andrews, weighed in on other factors contributing to the British beauty's good looks, the International Business Times reports. In particular, Lefèvre noted that Colgate's "large eyes, high cheekbones, [and] full lips" are "classic signs of beauty." [...]

http://www.huffingtonpost.com/2012/04/24/florence-colgate_n_1448779.html


Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #627 Online: 10 de Janeiro de 2013, 22:18:19 »
O cara disse que os homens preferem as loiras. Há pesquisas em cima disto?

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.099
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #628 Online: 11 de Janeiro de 2013, 00:07:05 »
O cara disse que os homens preferem as loiras. Há pesquisas em cima disto?

Eu prefiro, com folga, as morenas...
Foto USGS

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.273
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #629 Online: 11 de Janeiro de 2013, 00:21:09 »
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

O mesmo também explicaria por que achamos olhos azuis tão atraentes.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.099
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #630 Online: 11 de Janeiro de 2013, 00:22:10 »
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".
Foto USGS

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.273
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #631 Online: 11 de Janeiro de 2013, 00:25:57 »
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".

Eu já sou a caracterização da regra. Se tivesse que montar a mulher mais linda que eu pudesse, ela teria cabelos ruivos, sardas, e olhos claros.  :coracao:
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #632 Online: 11 de Janeiro de 2013, 00:38:38 »
Muitas ruivas são belíssimas, mas acho que na maior parte do tempo as mais bonitas são "falsas". Em parte por serem mais comuns, mas também de vez em quando acho que a pele sardenta tem um aspecto meio estranho de idade avançada, por algum motivo, especialmente em ruivas. Já as "falsas" terão outro padrão de pele (branca-morena, na maior parte do tempo), essa aparência será mais rara.













Outra coisa curiosa quanto a ruivos e ruivas é que parece ser onde é mais desproporcional o "fetiche" masculino e feminino, é quase o extremo oposto. Falar em "ruiva" já se imagina uma deusa, já "ruivo" icônico é mais para o lado mr. Bean do espectro, me vem em mente algum moleque gordinho com cabelo encaracolado em algum noticiário sobre como os ruivos sofrem bullying na escola.

Offline Donatello

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.864
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #633 Online: 11 de Janeiro de 2013, 22:27:06 »
<a href="http://www.youtube.com/v/F7Sg_3TWkO8" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/F7Sg_3TWkO8</a>

Offline Price

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.564
  • Manjo das putarias
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #634 Online: 12 de Janeiro de 2013, 00:33:57 »
Citar
Why do gentlemen prefer blondes?
[...]Every medical student knows that anemia (usually caused by intestinal parasites),
cyanosis (a sign of heart disease), jaundice (liver disease) and skin infection are much easier
to detect in fair-skinned individuals than in brunettes. This is true for both dermal and
ocular (conjunctival) signs. Infestation with intestinal parasites (e.g. Taenia, Ascaris,
Enterobius, and Ancylostoma, etc.) must have been very frequent in early agricultural
settlements (8) and such infestation can produce severe anemia in the host. There must
have been a considerable selection pressure for the early detection of anemia in a nubile
young woman, since anemia can interfere substantially with fertility, pregnancy, and the
birth of a healthy child. A similar, although smaller, preference for blonde males may be
expected in women since a healthy non-anemic father is likely to be a better hunter and
provider. (That fair skin may itself be an indicator of youth and hormonal status has been
proposed by Symons (2), but he does not put forward the specific arguments concerning
parasites or anemia being advocated here.)[...]
In summary, I suggest that gentlemen prefer blondes in order to enable them to detect
the early signs of parasitic infestation [...]


http://homes.chass.utoronto.ca/~sousa/teach/rama.pdf


Quem diria que a alegação de alguns que dizem não se relacionar com negras por questão de higiene não é puramente racista.
Se você aceitar algumas colocações minhas...
A única e verdadeira razão de eu fazer este comentário em resposta é deixar absolutamente claro que NÃO ACEITO "colocações" suas nem de quem quer que seja.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #635 Online: 12 de Janeiro de 2013, 01:01:30 »
Bem, eles não dizem, "não me relaciono com negras por poder diagnosticar infecções e doenças mais facilmente em mulheres de pele mais clara"...

Achava que anemia fosse ser mais perceptível em pessoas de pele escura. Acho que algumas coisas devem ser.



Essa hipótese/aspecto da hipótese de qualquer forma tem o problema de que talvez essa dificuldade em perceber essas coisas seja meio "cultural", já que parece que pode haver uma considerável variação na percepção de cores, não sendo uma "percepção pura" da cor.

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #636 Online: 12 de Janeiro de 2013, 07:34:59 »
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".

Eu já sou a caracterização da regra. Se tivesse que montar a mulher mais linda que eu pudesse, ela teria cabelos ruivos, sardas, e olhos claros.  :coracao:
Então você já deve conhecer?


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #638 Online: 13 de Maio de 2013, 01:13:46 »
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?








<a href="http://www.youtube.com/v/SuuOM8Ok_nE&amp;NR=1" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/SuuOM8Ok_nE&amp;NR=1</a>

Offline Renato T

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.486
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #639 Online: 13 de Maio de 2013, 10:20:40 »
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".

É nóis, Geo :)

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #640 Online: 14 de Maio de 2013, 13:12:16 »
Se for observar a demanda, hoje em dia temos muitas mulheres loiras. O que mais se vê em salão é mulher pintando de loiro. No meu caso, acho as ruivas lindas... Aliás, é essa a minha dúvida cruel: loiros ou avermelhados.
"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus


Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #642 Online: 14 de Maio de 2013, 17:28:12 »
Cabelos ruivos ficam muito bem em mulheres e crianças, mas em homens à partir da adolescência não.


« Última modificação: 14 de Maio de 2013, 18:18:19 por DDV »
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #643 Online: 14 de Maio de 2013, 17:59:01 »
Área com estudos meio engraçados.

Citar
Hair Color and Courtship: Blond Women Received More Courtship Solicitations and Redhead Men Received More Refusals
Nicolas Guéguen
Purchase on Springer.com
$39.95 / €34.95 / £29.95 *

* Final gross prices may vary according to local VAT.
   Get Access
Abstract
Previous research on the effect of hair color on people’s evaluation and behavior has revealed discrepant results and the real effect of both male and female hair color on their mating attractiveness has never been tested. In Study 1, female confederates wearing blond, brown, black or red colored wigs were observed while sitting in a nightclub. In Study 2, male confederates wearing different colored wigs asked women in a nightclub for a dance. It was found that blond women were more frequently approached by men whereas blond males did not receive more acceptances to their requests. However, in both conditions, red hair was associated with less attractiveness. Evolutionary theory and differences in mating preferences are used to explain the blond hair effect. Scarcity of red-haired individuals in the population and negative stereotypes associated with red hair are used to explain the negative effect of red hair.

Outra alternativa é um instinto anti-hibridação neanderthal.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #644 Online: 17 de Setembro de 2013, 17:43:43 »
Acabei pensando numa coisa interessante.

Existem vários estudos mostrando coisas como que as pessoas têm maior tendência a julgar como inocente (e requerer penas menos severas também, acho) uma pessoa mais atraente, pelo mesmo crime, com as mesmas evidências (tribunais simulados). Também fazem atribuições de caráter moral à atratividade/beleza.

Dessa forma, se torna difícil separar completamente racismo de preferências estéticas racialmente delineadas. Acaba surtindo um efeito/comportamento, a menos que a pessoa se policie excepcionalmente para tentar evitar isso. Não seria um racismo "intelectual", mas "comportamental". A pessoa poderia, racionalmente não ter a crença de que a raça da pessoa influencia em disposições negativas ou positivas, mas "inconscientemente" julgar dessa forma influenciado por suas preferências estéticas. Pelo menos a "tendência inicial" seria essa.

Possivelmente isso acaba sendo capturado em testes de associação implícita.

Offline Liddell Heart

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.237
  • Sexo: Masculino
  • “É melhor reinar no inferno do que servir no céu”
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #645 Online: 18 de Setembro de 2013, 07:53:45 »
Tá, mas qual a validade dessas dezenas de testes e pesquisam que postaram nesse tópico, se só foram consultados (em sua grande maioria) pessoas que passaram pelo mesmo processo de endoculturação e aculturação estéticos? Lembram dos relatos dos navegadores europeus nos tempos da descoberta, exaltando a preferência pela beleza feminina indígena/selvagem em comparação com a beleza feminina européia?
Quero dizer, a beleza também é uma construção social, logo, também pode ser questionada e sim, padrões de beleza podem ser racistas, sim.
"Onde mora a liberdade, ali está a minha pátria."
Benjamin Franklin

"Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-la."
Voltaire

Offline Liddell Heart

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.237
  • Sexo: Masculino
  • “É melhor reinar no inferno do que servir no céu”
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #646 Online: 18 de Setembro de 2013, 08:01:58 »
Adendo: Fatores culturais costumam influenciar muito mais em questões estéticas do que os biológicos.  Em uma sociedade xinguana, por exemplo, pouco importa se a mulher tem características mais ocidentalizadas ou não, pois as marcas corporais têm muito mais importância estética do que as características do cabelo, p.ex.
Estamos usando critérios ocidentais para definir universalidades estéticas, só queria atentar para isso.   :)
"Onde mora a liberdade, ali está a minha pátria."
Benjamin Franklin

"Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-la."
Voltaire

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #647 Online: 18 de Setembro de 2013, 17:27:46 »
Tá, mas qual a validade dessas dezenas de testes e pesquisam que postaram nesse tópico, se só foram consultados (em sua grande maioria) pessoas que passaram pelo mesmo processo de endoculturação e aculturação estéticos? Lembram dos relatos dos navegadores europeus nos tempos da descoberta, exaltando a preferência pela beleza feminina indígena/selvagem em comparação com a beleza feminina européia?

Não. Só me lembro de um comentário sobre como "tinham suas vergonhas raspadas".



Citar
Quero dizer, a beleza também é uma construção social, logo, também pode ser questionada e sim, padrões de beleza podem ser racistas, sim.

Pode ser em parte "construção social" mas não é algo "ex nihilo", sem protótipos iniciais biológicos. Que poderiam já criar predisposições universais para uma estética "racista". Mas mesmo se essas predisposições universais forem racialmente neutras, ainda ocorrem "ajustes individuais" instintivos a partir de "imprinting", que acabarão tendendo a ser meio "racistas" pelo simples fato de geralmente termos apenas um progenitor do sexo oposto, que terá um dado fenótipo em um ponto mais ou menos fixo dentre as gradações de fenótipos raciais. 

Citar
Father–daughter relationship as a moderator of sexual imprinting: a facialmetric study
Agnieszka Wiszewskaa, Boguslaw Pawlowskia, b, Corresponding author contact information, E-mail the corresponding author, Lynda G. Boothroydc, Corresponding author contact information, E-mail the corresponding author
a Department of Anthropology, University of Wroclaw, Wroclaw, Poland
b Institute of Anthropology, Polish Academy of Sciences, Wroclaw, Poland
c Department of Psychology, University of Durham, Durham, UK
Abstract
This study investigated sexual imprinting in human females. Facial proportions of fathers were compared to the proportions of stimulus faces the participants found attractive. Women who rated their childhood relationships with their father highly showed a significantly stronger relationship between the proportions of their father's face and their chosen stimulus than other women, primarily concerning the central face area. Women who rated their fathers less highly did not show similarity between fathers' and stimulus' faces. This supports previous research using photographs of parents' and spouses' faces.


Citar
Pers Soc Psychol Bull. 2010 Sep;36(9):1202-12. doi: 10.1177/0146167210377180. Epub 2010 Jul 20.
Westermarck, Freud, and the incest taboo: does familial resemblance activate sexual attraction?
Fraley RC, Marks MJ.
Source
University of Illinois at Urbana-Champaign, Champaign, IL, USA. rcfraley@uiuc.edu

Abstract
Evolutionary psychological theories assume that sexual aversions toward kin are triggered by a nonconscious mechanism that estimates the genetic relatedness between self and other. This article presents an alternative perspective that assumes that incest avoidance arises from consciously acknowledged taboos and that when awareness of the relationship between self and other is bypassed, people find individuals who resemble their kin more sexually appealing. Three experiments demonstrate that people find others more sexually attractive if they have just been subliminally exposed to an image of their opposite-sex parent (Experiment 1) or if the face being rated is a composite image based on the self (Experiment 2). This finding is reversed when people are aware of the implied genetic relationship (Experiment 3). These findings have implications for a century-old debate between E. Westermarck and S. Freud, as well as contemporary research on evolution, mate choice, and sexual imprinting.


Offline Liddell Heart

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.237
  • Sexo: Masculino
  • “É melhor reinar no inferno do que servir no céu”
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #648 Online: 18 de Setembro de 2013, 19:22:15 »
Tá, mas qual a validade dessas dezenas de testes e pesquisam que postaram nesse tópico, se só foram consultados (em sua grande maioria) pessoas que passaram pelo mesmo processo de endoculturação e aculturação estéticos? Lembram dos relatos dos navegadores europeus nos tempos da descoberta, exaltando a preferência pela beleza feminina indígena/selvagem em comparação com a beleza feminina européia?

Não. Só me lembro de um comentário sobre como "tinham suas vergonhas raspadas".

Raspada e..."tão graciosa que a muitas mulheres de nossa terra, vendo-lhe tais feições envergonhara, por não terem as suas como ela."

O mesmo se repete nos relatos de Colombo, onde exalta a beleza "selvagem" e também em qualquer relato edênico.

Citar
Citar
Quero dizer, a beleza também é uma construção social, logo, também pode ser questionada e sim, padrões de beleza podem ser racistas, sim.

Pode ser em parte "construção social" mas não é algo "ex nihilo", sem protótipos iniciais biológicos. Que poderiam já criar predisposições universais para uma estética "racista". Mas mesmo se essas predisposições universais forem racialmente neutras, ainda ocorrem "ajustes individuais" instintivos a partir de "imprinting", que acabarão tendendo a ser meio "racistas" pelo simples fato de geralmente termos apenas um progenitor do sexo oposto, que terá um dado fenótipo em um ponto mais ou menos fixo dentre as gradações de fenótipos raciais. 

Citar
Father–daughter relationship as a moderator of sexual imprinting: a facialmetric study
Agnieszka Wiszewskaa, Boguslaw Pawlowskia, b, Corresponding author contact information, E-mail the corresponding author, Lynda G. Boothroydc, Corresponding author contact information, E-mail the corresponding author
a Department of Anthropology, University of Wroclaw, Wroclaw, Poland
b Institute of Anthropology, Polish Academy of Sciences, Wroclaw, Poland
c Department of Psychology, University of Durham, Durham, UK
Abstract
This study investigated sexual imprinting in human females. Facial proportions of fathers were compared to the proportions of stimulus faces the participants found attractive. Women who rated their childhood relationships with their father highly showed a significantly stronger relationship between the proportions of their father's face and their chosen stimulus than other women, primarily concerning the central face area. Women who rated their fathers less highly did not show similarity between fathers' and stimulus' faces. This supports previous research using photographs of parents' and spouses' faces.


Citar
Pers Soc Psychol Bull. 2010 Sep;36(9):1202-12. doi: 10.1177/0146167210377180. Epub 2010 Jul 20.
Westermarck, Freud, and the incest taboo: does familial resemblance activate sexual attraction?
Fraley RC, Marks MJ.
Source
University of Illinois at Urbana-Champaign, Champaign, IL, USA. rcfraley@uiuc.edu

Abstract
Evolutionary psychological theories assume that sexual aversions toward kin are triggered by a nonconscious mechanism that estimates the genetic relatedness between self and other. This article presents an alternative perspective that assumes that incest avoidance arises from consciously acknowledged taboos and that when awareness of the relationship between self and other is bypassed, people find individuals who resemble their kin more sexually appealing. Three experiments demonstrate that people find others more sexually attractive if they have just been subliminally exposed to an image of their opposite-sex parent (Experiment 1) or if the face being rated is a composite image based on the self (Experiment 2). This finding is reversed when people are aware of the implied genetic relationship (Experiment 3). These findings have implications for a century-old debate between E. Westermarck and S. Freud, as well as contemporary research on evolution, mate choice, and sexual imprinting.

Sim, as relações biológicas existem, mas meu ponto é: até que ponto elas são modificadas pela cultura e/ou cosmovisão de um grupo social? Entra nas questões de sexualidade e parentesco, porque em várias sociedades o critério de escolha de um parceiro é totalmente diferente do nosso. Então, nesses casos, como os fatores biológicos respondem às diferentes visões de mundo? Será que a simetria facial é levada em conta na seleção de uma fêmea na tribo Padaung? Se sim, em maior ou menor grau que as construções corporais, tais como argolas?
"Onde mora a liberdade, ali está a minha pátria."
Benjamin Franklin

"Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-la."
Voltaire

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #649 Online: 18 de Setembro de 2013, 19:46:29 »
Eu não estou descartando haver muita influência cultural, só frisando que ela não ocorre no vácuo. De modo geral no tópico estava argumentando "mais" por influências culturais, ou, mais especificamente, que provavelmente não existe uma especificidade de preferência universal biológica pelo fenótipo "nórdico" (ou "europeu", já que o que se tinha pelo termo aqui calhava de ser menos específico), antecedendo (ou sucedendo, que é ainda mais improvável) a própria origem desses fenótipos. Dependendo muito de imprinting, que por sua vez é muito influenciado por padrões locais/culturais. E talvez até de "valores", não sei.




 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!