Autor Tópico: Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise  (Lida 4783 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Vento Sul

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.728
  • Sexo: Masculino
  • Os lábios são as primeiras barreiras
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #25 Online: 10 de Junho de 2012, 13:19:03 »
Não muda o fato de que o Brasil é maior, tem mais recursos, tem uma população bem maior e o resultado está só um pouco acima de uma ilhota.
Mas a ilhota roubou durante séculos os recursos de outros países dominados que tinham muitos recursos. Chamar ou incluir a Inglaterra numa Ilhota é uma forçação de barra tremenda.

A Inglaterra só começou a obter colônias quando JÁ ERA uma potência industrial.

Ao contrário do que sua postagem dá a entender, a Inglaterra não era um país famélico que resolveu sair por aí saqueando colônias e se tornou uma potência industrial por conta disso.
Mas  isso ajudou-a muito, desde a matéria prima que tanto necessitava, como ouro, prata e diamantes, etc. E explorou bem suas colônias, prá não dizer que saqueou.

Citar
O Império Britânico (em inglês: British Empire) era um império composto por domínios, colônias, protetorados, mandatos e territórios governados ou administrados pelo Reino Unido. Originou-se com as colônias ultramarinas e entrepostos estabelecidos pela Inglaterra no final do século XVI e início do século XVII. No seu auge, foi o maior império da história e, por mais de um século, foi a principal potência mundial.[1] Em 1922 o Império Britânico dominava cerca de 458 milhões de pessoas, um quarto da população do mundo na época[2] e abrangeu mais de 33.700 mil km², quase um quarto da área total da Terra.[3][4] Como resultado, seu legado político, cultural e linguístico é generalizado. No auge do seu poder, foi dito muitas vezes que "o sol nunca se põe no Império Britânico" devido à sua extensão ao redor do mundo garantir que o sol sempre estivesse brilhando em pelo menos um de seus inúmeros territórios.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Imp%C3%A9rio_Brit%C3%A2nico
« Última modificação: 10 de Junho de 2012, 13:29:52 por zambest »
.
.
Resumindo: Ou acreditamos em mágica ou não!
 
 
 
 .

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.751
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #26 Online: 10 de Junho de 2012, 13:44:00 »
Malditos imperialistas!!!11!!onze!
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Vento Sul

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.728
  • Sexo: Masculino
  • Os lábios são as primeiras barreiras
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #27 Online: 10 de Junho de 2012, 14:06:55 »
Malditos imperialistas!!!11!!onze!
Ainda seremos! :biglol:
.
.
Resumindo: Ou acreditamos em mágica ou não!
 
 
 
 .

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.751
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #28 Online: 10 de Junho de 2012, 16:57:02 »
Se Javé quiser ::)
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.290
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #29 Online: 10 de Junho de 2012, 17:06:56 »
Se "imperialismo" for sinônimo de "superpotência", isto ocorrerá somente no segundo mandato de Javé.
Foto USGS

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.751
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #30 Online: 10 de Junho de 2012, 17:16:48 »
Pra alguns o segundo mandato de Javé(lula) acabou em 2010 :P
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.290
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #31 Online: 10 de Junho de 2012, 17:49:24 »
Pra alguns o segundo mandato de Javé(lula) acabou em 2010 :P

Hehehehe.
Foto USGS

Offline WELLRC10

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 15
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #32 Online: 10 de Junho de 2012, 18:13:58 »
 :biglol: Entra ano sai ano e continuamos na mesma balela. OLHA, a coisa é simples assim. O BRASIL continua atrasado em relação aos demais é porquer não investe no social e estrutural. Não temos EDUCAÇÃO, SAUDE, saneamento adequado, não temos aeroportos e portos e estradas adequadas, alias nem os temos na verdade. O mundo de dinheiro que pagamos em impostos vão para caciques da politicalha que vivem parasitando este PAIS.
tem uma letra do RAUlZITO chamada ALUGA-SE, leiam ela.

A solução pro nosso povo eu vou dar
Negócio bom assim ninguém nunca viu
Tá tudo pronto aqui é só vir pegar
A solução é alugar o Brasil!

Nós não vamos pagar nada
Nós não vamos pagar nada
É tudo free,
Tá na hora agora é free,
vamo embora
Dar lugar pros gringo entrar
Esse imóvel tá pra alugar

Os estrangeiros, eu sei que eles vão gostar
Tem o Atlântico, tem vista pro mar
A Amazônia é o jardim do quintal
E o dólar deles paga o nosso mingau

Nós não vamos pagar nada
Nós não vamos pagar nada
É tudo Free,
Tá na hora agora é Free,
vamo embora
Dar lugar pros gringo entrar
Esse imóvel tá pra alugar

Nós não vamos pagar nada
Nós não vamos pagar nada
Agora é free
Tá na hora agora é free,
vamo embora
Dar lugar pros gringo entrar
Esse imóvel tá pra alugar

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.991
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #33 Online: 18 de Junho de 2012, 09:56:30 »
Citar
FOCUS-Mercado reduz expansão do PIB a 2,30% e Selic a 7,50% em 2012
SÃO PAULO, 18 Jun (Reuters) - Diante da dificuldade que a economia brasileira vem mostrando em deslanchar e dos dados fracos de atividade, o mercado reduziu a projeção sobre a Selic neste ano e cortou pela sexta semana seguida a perspectiva para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB).

De acordo com relatório Focus do Banco Central divulgado nesta segunda-feira, analistas agora preveem que a taxa básica de juros do país terminará 2012 em 7,50 por cento, depois de cinco semanas estimando 8 por cento. Para o PIB, o mercado reduziu a previsão de crescimento de 2,53 para 2,30 por cento.

Com isso, os agentes econômicos continuam estimando que o crescimento em 2012 ficará abaixo do já fraco desempenho do ano passado, quando a expansão foi de apenas 2,7 por cento.

Para 2013, as previsões agora apontam para um PIB crescendo 4,25 por cento, depois dos 4,30 por cento da semana anterior. Já para a Selic no período, o mercado não mudou suas contas, prevendo a taxa encerrando o ano a 9 por cento.

Diante do ritmo lento da atividade no Brasil, a equipe econômica já abandonou a previsão inicial de crescimento de 4,5 por cento do PIB para este ano e fala em algo em torno de 3 por cento.

O PIB cresceu apenas 0,2 por cento no primeiro trimestre do ano comparado com os últimos três meses de 2011, mostrando que a economia brasileira ainda patinava. O pior cenário é na indústria, cuja produção registrou a segunda queda seguida em abril, ao recuar 0,2 por cento frente a março.

Com isso, o governo tem se esforçado para fazer a atividade econômica no país voltar a crescer com mais vigor, adotando novas medidas de incentivo. A última foi dada na semana passada, quando anunciou uma linha de crédito de 20 bilhões de reais para que os Estados possam realizar investimentos em infraestrutura.

O BC, por sua vez, também tenta ajudar nessa recuperação, ao ter reduzido a Selic em 4 pontos percentuais desde agosto passado, para a mínima recorde de 8,50 por cento ao ano atualmente. A ata da última reunião do Copom mostrou que a autoridade monetária continuou indicando que deve fazer novos cortes na taxa básica de juros do país com "parcimônia."

INFLAÇÃO

Diante de sinais de arrefecimento da inflação nas últimas semanas, o mercado continuou reduzindo suas estimativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no final deste ano, que passou de 5,03 para 5,00 por cento. Para 2013, a expectativa foi cortada de 5,60 a 5,54 por cento.

Na sexta-feira, a Fundação Getulio Vargas (FGV) informou que o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) desacelerou em junho para 0,73 por cento, ante alta de 1,01 no mês passado.

Outro sinal de perda de força dos preços foi o IPCA de maio, cuja alta desacelerou a 0,36 por cento em maio, após subir 0,64 por cento em abril.

Ainda segundo o Focus, a taxa de câmbio prevista pelo mercado para o fim de 2012 agora é de 1,95 real por dólar, frente a 1,90 real por dólar na semana passada.

(Por Camila Moreira)

© Thomson Reuters 2012 All rights reserved.

Citar
Com isso, o governo tem se esforçado para fazer a atividade econômica no país voltar a crescer com mais vigor, adotando novas medidas de incentivo. A última foi dada na semana passada, quando anunciou uma linha de crédito de 20 bilhões de reais para que os Estados possam realizar investimentos em infraestrutura.

Mais do mesmo, todo mundo já sabe o que vai ser feito desse dinheiro. "Se gritar 'pega ladrão'..."
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.396
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #34 Online: 18 de Junho de 2012, 12:53:33 »
Não muda o fato de que o Brasil é maior, tem mais recursos, tem uma população bem maior e o resultado está só um pouco acima de uma ilhota.
Mas a ilhota roubou durante séculos os recursos de outros países dominados que tinham muitos recursos. Chamar ou incluir a Inglaterra numa Ilhota é uma forçação de barra tremenda.

A Inglaterra só começou a obter colônias quando JÁ ERA uma potência industrial.

Ao contrário do que sua postagem dá a entender, a Inglaterra não era um país famélico que resolveu sair por aí saqueando colônias e se tornou uma potência industrial por conta disso.
Mas  isso ajudou-a muito, desde a matéria prima que tanto necessitava, como ouro, prata e diamantes, etc. E explorou bem suas colônias, prá não dizer que saqueou.

Acho que é possível argumentar que atualmente as colônias estão melhores do que eventuais países que se possa considerar terem partido de uma situação aproximada (à da colônia), mas que não tenham sido colonizados ou que tenham conquistado independência ou tido sua colonização abortada mais cedo.



Citar
Citar
O Império Britânico (em inglês: British Empire) era um império composto por domínios, colônias, protetorados, mandatos e territórios governados ou administrados pelo Reino Unido. Originou-se com as colônias ultramarinas e entrepostos estabelecidos pela Inglaterra no final do século XVI e início do século XVII. No seu auge, foi o maior império da história e, por mais de um século, foi a principal potência mundial.[1] Em 1922 o Império Britânico dominava cerca de 458 milhões de pessoas, um quarto da população do mundo na época[2] e abrangeu mais de 33.700 mil km², quase um quarto da área total da Terra.[3][4] Como resultado, seu legado político, cultural e linguístico é generalizado. No auge do seu poder, foi dito muitas vezes que "o sol nunca se põe no Império Britânico" devido à sua extensão ao redor do mundo garantir que o sol sempre estivesse brilhando em pelo menos um de seus inúmeros territórios.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Imp%C3%A9rio_Brit%C3%A2nico



Isso aí não diz nada específico quanto ao que disse, é meio como se eu soltasse algo como que, "os cães são os animais que mais mataram humanos em toda história", e colasse qualquer que fosse o primeiro parágrafo de "cães" na wikipédia.

Offline Price

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.564
  • Manjo das putarias
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #35 Online: 18 de Junho de 2012, 14:03:26 »
Não muda o fato de que o Brasil é maior, tem mais recursos, tem uma população bem maior e o resultado está só um pouco acima de uma ilhota.
Mas a ilhota roubou durante séculos os recursos de outros países dominados que tinham muitos recursos. Chamar ou incluir a Inglaterra numa Ilhota é uma forçação de barra tremenda.

A Inglaterra só começou a obter colônias quando JÁ ERA uma potência industrial.

Ao contrário do que sua postagem dá a entender, a Inglaterra não era um país famélico que resolveu sair por aí saqueando colônias e se tornou uma potência industrial por conta disso.
Mas o firmamento do mercado inglês ocorreu por causa das colônias. Sucatearam a produção de tecidos na Índia e a transferiram para a Inglaterra, trouxeram algodão dos EUA e obrigaram as colônias a consumir da metrópole proibindo outros mercados.

A denominação de "potência industrial" é bastante relativa ao período abordado...
Se você aceitar algumas colocações minhas...
A única e verdadeira razão de eu fazer este comentário em resposta é deixar absolutamente claro que NÃO ACEITO "colocações" suas nem de quem quer que seja.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.623
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #36 Online: 18 de Junho de 2012, 19:54:45 »
E investiram e construiram uma infraestrutura que as colônias não tinham na época.

Se dependesse aqui da turma do Dom Pedro estaríamos andando de jegue até hoje.

*Peraí... o Pedrão era da outra colônia exploradora e que mesmo assim se enfiou em dívidas.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.887
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #37 Online: 18 de Junho de 2012, 22:48:26 »
O Pedro II que incentivou a criação de ferrovias, criou açudes para combater a seca, incentivava as ciências, criou uma reserva para proteger os mananciais de água do Rio de Janeiro, criou a primeira linha de telefone, venceu a maior guerra das Américas e outras coisas mais?

Offline Price

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.564
  • Manjo das putarias
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #38 Online: 19 de Junho de 2012, 14:30:10 »
Então a Inglaterra construiu uma baita infraestrutura, para compensar a que eles desmantelaram?
Se você aceitar algumas colocações minhas...
A única e verdadeira razão de eu fazer este comentário em resposta é deixar absolutamente claro que NÃO ACEITO "colocações" suas nem de quem quer que seja.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.290
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #39 Online: 19 de Junho de 2012, 18:18:59 »
O Pedro II que incentivou a criação de ferrovias, criou açudes para combater a seca, incentivava as ciências, criou uma reserva para proteger os mananciais de água do Rio de Janeiro, criou a primeira linha de telefone, venceu a maior guerra das Américas e outras coisas mais?

Sim, e deixou uma dívida externa gigantesca que, inclusive, foi um dos fatores que levaram a sua queda.
Foto USGS

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.435
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #40 Online: 21 de Junho de 2012, 10:14:29 »
Ah, gente, que é isso? Essa imprensa golpista sequer leva em conta o crescimento econômico em 12 meses. Antes de publicar um certo artigo, eis os dados de um país com taxa de desemprego acima de 8% (atualmente e nos últimos anos) para servir como parâmetro:
Ademais, eis o crescimento do PIB da Islândia (um dos PIIGS): 2,4% (2011)
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_real_GDP_growth_rate_%28latest_year%29 Do blog de Alexandre Schwartsman, ex-presidente do Banco Central: 
“O” Anônimo prevê o PIB de 2012
Sábado, Junho 02, 2012  "O" Anonimo  34 comentários
Hoje saiu o resultado do PIB do primeiro trimestre de 2012. A economia brasileira cresceu 0.2% entre o quarto trimestre de 2011 e o primeiro trimestre de 2012. Comparando os últimos 12 meses com os 12 meses imediatamente anteriores, o crescimento foi de 1.9%.   
Assim, com o que nós já sabemos do segundo trimestre, estou confortável para prever o crescimento para o ano cheio.
Eu vou de 2% - porque gosto de número redondo e também porque aposto que nosso governo vai pisar no acelerador “sem medo de ser feliz.” Ano eleitoral, oras! Só esqueceram de combinar com os russos...   E vocês, o que acham? 
"Comigo o pibe cresce!"   http://maovisivel.blogspot.com.br/2012/06/o-anonimo-preve-o-pib-de-2012.html     

Ok, está constatado que o crescimento econômico do último trimestre de 2011 e do primeiro de 2012 está em ritmo lento ,  e ...
E daí ?
O  que a Dilma    PODE   fazer para acelerar esse ritmo ?
O que os  senadores, deputados federais , deputados estaduais,  e vereadores  PODEM e devem fazer ?
O que os governadores e os prefeitos  podem  e devem  fazer  ?


O que a elite econômica-financeira , que tem  PODER  significativo   nas  mãos   deve fazer ?
O que o brasileiro comum que  não tem PODER  (significaqtivo)  nas mãos deve fazer ?
O que o meu vizinho  ( de lote)  que é um brasileiro comum  deve fazer ? 
O que o meu   vizinho  RICAÇO    (que mora a ~ 300 m  da minha casa)  PODE  e deve fazer ?
E o que os brasileiros comuns que aqui postam devem fazer ?
.   

Até hoje estou esperando respostas,   e sugestões  práticas  , mas pelo visto parece  que  ninguém     sabe  . 

Especialmente espero resposta para as  5  últimas perguntas:

O que a elite econômica-financeira , que tem  PODER  significativo   nas  mãos   deve fazer ?
O que o brasileiro comum que  não tem PODER  (significaqtivo)  nas mãos deve fazer ?
O que o meu vizinho  ( de lote)  que é um brasileiro comum  deve fazer ? 
O que o meu   vizinho  RICAÇO    (que mora a ~ 300 m  da minha casa)  PODE  e deve fazer ?
E o que os brasileiros comuns que aqui postam devem fazer ?



Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.290
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #41 Online: 21 de Junho de 2012, 10:54:14 »
[...]
Ok, está constatado que o crescimento econômico do último trimestre de 2011 e do primeiro de 2012 está em ritmo lento,  e ...
E daí ?

O que a Dilma PODE fazer para acelerar esse ritmo?
O que os senadores,deputados federais, deputados estaduais e vereadores PODEM e devem fazer?
O que os governadores e os prefeitos podem e devem fazer?

Simplificadamente, se deve "aliviar o peso" do Estado sobre toda a população, em especial sobre o setor produtivo, pela diminuição na carga tributária; redução da burocracia; redução de encargos e obrigações trabalhistas dos setores público e privado; aumento na eficiência administrativa e combate à corrupção.


O que a elite econômica-financeira, que tem PODER significativo nas mãos, deve fazer?

Investimentos na área produtiva e poupar.


O que o brasileiro comum que não tem PODER (significativo) nas mãos deve fazer?

Poupar; criar uma reserva de emergência; não se endividar além do estritamente necessário e aumentar a sua renda com trabalhos extras.


O que o meu vizinho (de lote) que é um brasileiro comum deve fazer?

Vide resposta acima.

 
O que o meu vizinho RICAÇO (que mora a ~ 300 m  da minha casa) PODE e deve fazer?

Investir em atividades produtivas e poupar.


E o que os brasileiros comuns que aqui postam devem fazer?

O que foi sugerido acima para os "brasileiros comuns sem poder".


Até hoje estou esperando respostas e sugestões práticas, mas pelo visto parece que ninguém sabe. 
[...]

No meu caso, são apenas sugestões.
Foto USGS

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.053
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #42 Online: 21 de Junho de 2012, 14:45:47 »
E investiram e construiram uma infraestrutura que as colônias não tinham na época.

Se dependesse aqui da turma do Dom Pedro estaríamos andando de jegue até hoje.

*Peraí... o Pedrão era da outra colônia exploradora e que mesmo assim se enfiou em dívidas.

Discordo, talvez seja Dom Pedro II o melhor dirigente que já tivemos.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #43 Online: 21 de Junho de 2012, 14:52:52 »
Se o D. Pedro II não fosse tão apático politicamente, achando que apenas ser um bom imperador garantiria para si e seus descendentes o trono brasileiro, talvez estivéssemos na monarquia até hoje.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.053
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #44 Online: 22 de Junho de 2012, 10:04:52 »
Se o D. Pedro II não fosse tão apático politicamente, achando que apenas ser um bom imperador garantiria para si e seus descendentes o trono brasileiro, talvez estivéssemos na monarquia até hoje.



Talvez, mas o poder absoluto dos imperadores ia acabar rapidamente. Aliás, se Dom Pedro II tivesse acordado e percebido o movimento, teria acabado com o poder moderador, convocado uma constituinte e o Brasil seria uma monarquia constitucional parlamentarista. Isso daria mais estabilidade ao governo e acho que não teriamos tantas constituições como tivemos.
Mas acho que mesmo assim iriam derrubar os imperadores, cedo ou tarde, salvo se eles fossem tipo PMDB, sempre situação  :hihi:
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.053
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #45 Online: 22 de Junho de 2012, 10:06:56 »
Eu não compreendo por qual motivo a construção civil continua crescendo indefinidamente. Aqui em Gorpa City tem um prédio sendo construído em cada quadra, pelo menos. Aqui imperam prédios de até 4 andares ou condomínios residenciais de centenas de casas. Ainda, estão erguendo vários prédios altos, com mais de 15 andares. A questão é que segundo o Censo, a população tem crescido pouco, não mais que 1% ao ano.

Não consigo entender.

Isso se repete em todo país.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.290
  • Sexo: Masculino
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #46 Online: 22 de Junho de 2012, 11:36:34 »
Eu não compreendo por qual motivo a construção civil continua crescendo indefinidamente. Aqui em Gorpa City tem um prédio sendo construído em cada quadra, pelo menos. Aqui imperam prédios de até 4 andares ou condomínios residenciais de centenas de casas. Ainda, estão erguendo vários prédios altos, com mais de 15 andares. A questão é que segundo o Censo, a população tem crescido pouco, não mais que 1% ao ano.

Não consigo entender.

Isso se repete em todo país.

O déficit de moradias e a baixa na remuneração de investimentos, com o respectivo direcionamento deles para o setor de construção civil, são dois bons motivos para este "frenezi".

Mas a hora que o "gás" acabar...
Foto USGS

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #47 Online: 22 de Junho de 2012, 13:02:37 »
Eu não compreendo por qual motivo a construção civil continua crescendo indefinidamente. Aqui em Gorpa City tem um prédio sendo construído em cada quadra, pelo menos. Aqui imperam prédios de até 4 andares ou condomínios residenciais de centenas de casas. Ainda, estão erguendo vários prédios altos, com mais de 15 andares. A questão é que segundo o Censo, a população tem crescido pouco, não mais que 1% ao ano.

Não consigo entender.

Isso se repete em todo país.

O déficit de moradias e a baixa na remuneração de investimentos, com o respectivo direcionamento deles para o setor de construção civil, são dois bons motivos para este "frenezi".

Mas a hora que o "gás" acabar...

Não sei no interior, mas em São Paulo também impera a falsa impressão de segurança que prédios passam, tem muita gente trocando casas por apartamentos. E a grande migração da classe emergente da periferia para regiões mais nobres e perto do centro.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Fenrir

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.116
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Ritmo de expansão do Brasil perde até para nações em crise
« Resposta #48 Online: 24 de Março de 2018, 22:16:41 »
Talvez quando o Brasil finalmente entrar nos eixos, o mundo já esteja falando nos tigres africanos, os EUA já tenham colônias em Marte e a espectativa
de vida no Japão esteja na casa dos 120 anos.
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!