Autor Tópico: 10 Tecnologias que jamais existirão  (Lida 7275 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.


Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #51 Online: 20 de Fevereiro de 2013, 21:43:57 »
a alma não iria, apenas o perispíriro e a tela búdica seriam teletransportadas

A tela búdica não pode ser teletransportada por que ela já está lá, aqui, lá em cima, do outro lado, dentro....

Cada vez que vocês falam sobre tela búdica, eu me lembro disso:

Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.282
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #52 Online: 20 de Fevereiro de 2013, 22:58:12 »
Tesouro dos Céus.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro


Offline Kernel Code

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 74
  • Sexo: Masculino
  • Kernel Panic
    • Programando na Madrugada
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #54 Online: 21 de Fevereiro de 2013, 20:57:10 »
Fico sempre boiando com essas referências a pokeman/etc.

E cavaleiros do zodiaco...
"Quando se abre a mente para o impossível, as vezes se encontra a verdade" Dr. Walter Bishop (Fringe)
Programando na Madrugada

Offline Filosofo Superficial

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 340
  • Só vemos o que queremos ver
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #55 Online: 21 de Fevereiro de 2013, 21:09:14 »
Fico sempre boiando com essas referências a pokeman/etc.

E cavaleiros do zodiaco...

Nunca assisti essa coisa, mas adoro a música de abertura!
"Se vivemos num mundo com tantas dimensões, como podemos fazer a distinção entre Ilusão e Realidade?"

"Enquanto não se escolhe, tudo permanece possível"

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.242
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #56 Online: 21 de Fevereiro de 2013, 23:39:32 »
E eu sequer sei o que são estas referências...
Foto USGS

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #57 Online: 23 de Fevereiro de 2013, 08:32:47 »
Fico sempre boiando com essas referências a pokeman/etc.

E eu sequer sei o que são estas referências...

Tsc, tsc, esses ateos ignorantes  :nao3:

Tenbu Horin - o Tesouro do Céu - é a maior sabedoria de Shaka de Virgem, é a Verdade do Universo.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.204
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #58 Online: 23 de Fevereiro de 2013, 12:19:22 »
Sei san sara...
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Lion

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.994
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #59 Online: 18 de Outubro de 2013, 16:35:28 »
Citar
Sabres de Luz Podem Virar Realidade

Quando eu penso em um objeto do cinema que poderia virar realidade, a primeira coisa que me vem à cabeça é um sabre de luz.



Claro que organizar um feixe feito de luz, de forma que ele tenha massa é uma coisa praticamente impossível, bem longe da nossa realidade, não é? Não, não é! Cientistas de Harvard e do MIT estão chegando bem perto.

Eles usaram uma câmara de vácuo para bombardear átomos de rubídio e resfriaram a nuvem de átomos formada deixando a temperatura próxima do zero absoluto. Depois, dispararam fótons individuais em direção a nuvem de átomos. E a grande surpresa foi ver que os fótons saiam do outro lado da nuvem juntos como uma molécula.

O que se sabia até agora sobre fótons, é que eles não têm massa e que não interagem uns com os outros. O que os cientistas tem feito é criar um meio especial onde os fótons interagem tão fortemente que passam a agir como se tivessem massa formando moléculas. Quando esses fótons tem esse tipo de interação, eles estão empurrando e desviando uns dos outros. A física do que está acontecendo nessas moléculas é semelhante ao que vemos nos filmes de Star Wars.

Na verdade, a motivação dos cientistas não é fazer um sabre de luz propriamente dito. De acordo com o professor Mikhail Lukin, coordenador do projeto, eles fazem isso por diversão e para “empurrar as fronteiras da ciência”. Lukin disse ainda que a real utilidade do estudo eles ainda não sabem, mas é um novo estado da matéria e por isso estão esperançosos em encontrar novas aplicações à medida que continuarem a investigar as propriedades dessa descoberta. Talvez ela possa ser usada na computação clássica, onde os raios fotônicos poderiam construir complexos circuitos quânticos lógicos.



http://www.pausaparanerdices.com/2013/10/16/sabres-de-luz-podem-virar-realidade/


Offline NandoR

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 167
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #60 Online: 29 de Outubro de 2013, 13:14:56 »
Gostei de saber, sabres de luz virando realidade. E por isso que eu acho que nada é impossível de virar realidade, há alguns anos não pensavamos que fosse possível existirem metade das coisas que temos!!  :? :?
Sou jovem! Sou cetico! E adoro jogar nas slots!

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.296
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #61 Online: 29 de Outubro de 2013, 19:24:45 »
Coisas fisicamente impossíveis não podem virar realidade. Logo nem tudo pode virar realidade.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.218
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #62 Online: 29 de Outubro de 2013, 22:33:53 »
Você está partindo do princípio de que existem limites físicos para a existência, de que a realidade é física/material, não imaginária.




"There is no spoon" - Neo

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.296
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #63 Online: 30 de Outubro de 2013, 21:42:29 »
Estou partindo do princípio que a tecnologia é física/material no contexto desta discussão. Disco voador com motor moto-perpétuo é um exemplo de tecnologia que nunca vai virar realidade.

O seu comentário além de inteligente é mais abrangente, off topic, que mereceria um tópico para se discutir a natureza do real e que certamente acabará ridicularizado pela legião de céticos que nem podem ler a palavra filosofia sem vociferar colericamente palavras de ordem pragmatistas em convulsões tarantulistas delirantes.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #64 Online: 30 de Outubro de 2013, 21:54:13 »
pode abrir que eu chamo vocês de lunáticos
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.296
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #65 Online: 30 de Outubro de 2013, 22:40:32 »
Se abrir o tópico ficarei sentado na howdah do meu Surus assistindo a essa guerra pírrica.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.887
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #66 Online: 23 de Outubro de 2014, 18:03:51 »
Citar
Hendo: primeiro Hoverboard do mundo está captando recursos no Kickstarter

COMENTÁRIOS
 45.658
Visualizações
Por Renan Hamann
21 out 2014 - 11h 26
 

Segundo as expectativas dos fãs de cinema, 2015 será o ano em que os primeiros “skates voadores” vão chegar ao mercado. É claro que ainda estamos muito longe daquilo que previa o filme “De Volta para o Futuro”, mas é preciso dizer que cientistas de todo o mundo estão correndo atrás de algo parecido com aquilo. Pelo menos é o que nós podemos notar ao vermos o Hendo.



Captando recursos no Kickstarter, o projeto promete ser o primeiro Hoverboard do mundo, permitindo que pessoas de verdade flutuem em pranchas a poucos centímetros do chão. O grande trunfo do Hendo está nos motores em forma de discos arredondados — o que evita a perda de controle que aconteceria com sistemas quadrados, por exemplo, como você pode ver na imagem abaixo.



Segundo os desenvolvedores, esses motores criam um campo magnético que “literalmente se empurra contra si mesmo, gerando a força que faz a prancha levitar sobre o chão”. Vale dizer que, no atual estágio, é necessário que a superfície seja composta por condutores não-ferromagnéticos, mas há projetos para fazer com que isso possa ser modificado para ligas mais baratas.

Isso significa que não há previsão para que o Hendo possa ser usado nas ruas, por exemplo. Isso acontece porque o asfalto não é capaz de interagir com os motores e com o campo magnético criado por eles. Mesmo assim, é interessante vermos o avanço da tecnologia. O Hendo pretende arrecadar US$ 250 mil em dois meses e até o momento já conseguiu US$ 7,5 mil. Somente dez kits completos estão sendo oferecidos nesse pacote e cada um deles custa US$ 10 mil.

FONTE(S)Kickstarter
http://www.tecmundo.com.br/curiosidade/64753-hendo-primeiro-hoverboard-mundo-captando-recursos-kickstarter.htm

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.321
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #67 Online: 23 de Outubro de 2014, 18:18:52 »
Uma tecnologia que eu pensei foi criar algo como uma criatura simbionte que fosse capaz de respirar debaixo d'água pra ela mesma e pra mais outra pessoa, pra se poder colonizar o fundo dos mares. Mas será o tipo de tecnologia que nunca existirá se a sanha devastadora do ser humano acabar com os mares antes.

Aproveitando o ensejo,ontem estava lendo sobre uma empresa formada por ex funcionários da Embraer chamada Polaris que desenvolveu
uma turbina para jatos com tecnologia nacional mas que, a despeito de ser uma tecnologia que devesse ser importante para o Brasil, padece de falta de verbas oficiais, não se sabe o porquê.  Vendo essa matéria acima citando o Kickstarter, não pude deixar de pensar que poderia ser um bom canal pra eles desenvolverem o produto.
« Última modificação: 23 de Outubro de 2014, 18:22:26 por sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.887
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #68 Online: 23 de Outubro de 2014, 18:40:46 »
Citar
Empresas japonesas criam protótipo de robô Transformer
<a href="http://www.youtube.com/v/Pjr9Ert7K-Y" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/Pjr9Ert7K-Y</a>

Quem nunca pensou no quão maneiro seria ter um Transformer na garagem? Pois empresas japonesas (onde mais?) produziram o primeiro carro-robô à imagem e semelhança dos brinquedos que deram origem a uma série em quadrinhos da Marvel, desenho animado e à franquia de filmes de Michael Bay. Primeiro e único, pois o feito é apenas um protótipo e não será posto à venda.



Três empresas, a Brave Robotics, Asratec Corp. e a criadora dos Transformers, Tomy Co., se uniram para construir o J-Deite, um autobot que começa a apresentação como um humanoide, até morfar em um carro esportivo. O problema é que ele ainda é muito pequeno para ser dirigido por um ser humano - com 1,3 metros de largura e 35kg, o carrinho (que pelo menos é maior que os de brinquedo), chega a até 10 quilômetros por hora (a velocidade de um ser humano bem preparado correndo).



Os responsáveis frisam que J-Deite não é um brinquedo. No modo humanoide, ele anda a até 1 quilômetro por hora, além de mover braços, mãos e dedos, e funciona por até uma hora na base da bateria. Até 2020, a expectativa é que as empresas construam um J-Deite em tamanho "real" (com 5 metros de altura!), que se transforme em um carro de verdade. Já dá para começar a juntar dinheiro.

Olá, futuro! :)
http://oglobo.globo.com/blogs/liquidificador/posts/2014/10/23/empresas-japonesas-criam-prototipo-de-robo-transformer-553039.asp

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.218
  • Sexo: Masculino
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #69 Online: 24 de Outubro de 2014, 01:00:29 »
Citar
Hendo: primeiro Hoverboard do mundo está captando recursos no Kickstarter

...
Segundo os desenvolvedores, esses motores criam um campo magnético que “literalmente se empurra contra si mesmo, gerando a força que faz a prancha levitar sobre o chão”. Vale dizer que, no atual estágio, é necessário que a superfície seja composta por condutores não-ferromagnéticos, mas há projetos para fazer com que isso possa ser modificado para ligas mais baratas.


Físicos/entendidos... isso é real ou "troll physics? :hein:




Achava que fosse ser algo como um skate-hovercraft com hélices insanas ou jato.



E "superfície" lá é o chão, ou superfície do aparelho?

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.296
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #70 Online: 14 de Maio de 2015, 22:00:23 »
In 1976 Arthur C. Clarke Predicted the Dark Side of Smartphones

Arthur C. Clarke made it his business to look into the future. And just like the dozens of prognosticators who would come before and after him, he got a few things right and a few things wrong.

AT&T has just uploaded a video from a conference at MIT wherein Clarke describes the future from the vantage point of the 1976. Of course, it's fascinating to hear him talk about the death of the newspaper, long before physical newspapers actually saw a major decline. And his vision for what sounds an awful lot like networked computing feels prescient.

But his predictions about time zones, telecommuting, and transportation weren't exactly home runs. As with all prognostication, whether Clarke's predictions were accurate or not are certainly open to interpretation.

On Communications

We're going to get devices which will enable us to send much more information to our friends. They'll be able to see us, we'll be able to see them and exchange pictorial information, graphical information, data, books, and so forth.
On the Ideal Communications Device

It would be a high-definition TV screen and a typewriter keyboard and through this you can exchange any type of information, send messages to your friends. They can read it [and] when they get up they can see what messages have come in the night. You can call in through this any information you want: airline flights, price of things at the supermarket, books you've always wanted to read, news selectively.

You'll tell the machine I'm interested in such-and-such item — sports, politics and so forth — and the machine will hunt the main central library and bring all this to you selectively. Just what you want, not all the junk that you have to get when you buy two or three pounds of wood pulp, which is the daily newspaper. [...] The newspaper is on the way out. We're not gonna ship all this tons and tons of paper around when all you need is information.

On Transportation

This is how we're going to solve the traffic problem — not by covering the world in concrete, but by getting rid of the traffic. In the world of the future, travel will be for pleasure, not necessity.

On Time Zones

In the global village of the future, it will be like living in one small town where at any time about a third of your friends will be asleep but you won't even know which third. So we may have to abolish time zones completely and go on a common time for everybody, which will cause all sorts of problems.

On Smartwatches

The wristwatch telephone will be technologically feasible very soon. And so the telephone will no longer be sort of fixed in one place. It will be completely mobile. And this would again restructure society.

And of course it has disadvantages as well as advantages. Anyone can get at you anytime you like. Of course you could switch off the calling signal, but then you might have to explain later why it was switched off. But the advantages are so great, the number of thousands of lives saved every year by such a thing and that seems to me to override almost all other considerations.

<a href="https://www.youtube.com/v/D1vQ_cB0f4w" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/D1vQ_cB0f4w</a>
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.879
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #71 Online: 14 de Maio de 2015, 22:14:26 »
Eu estranho o moto-contínuo ( com a nova ortografia o hífen é sempre uma duvida existencial pra mim ) não figurar nesta lista.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:10 Tecnologias que jamais existirão
« Resposta #72 Online: 15 de Maio de 2015, 03:24:17 »
Eu estranho o moto-contínuo ( com a nova ortografia o hífen é sempre uma duvida existencial pra mim ) não figurar nesta lista.
E eu não estranho estranhares...






Citar
Continuity of consciousness after uploading
While the prospect of uploading our minds into supercomputers remains a distinct possibility, it's an open question as to whether or not we'll also be capable of transferring our consciousness as well.
That is, "I believe in (immaterial, magical, supernatural, ...) soul and I don't believe such a marvelous divine more than a (possibly subject to be meant by a so mundane word like this one) 'thing' could be phisically transferred by so earthly mean means". Out of the way... minds and consciousnesses are distinctvely different things, as well...

Citar
Most uploading schemes describe the copying of neural information from biological to digital substrate - but what's often lost in the conversation is the question of how a person can suddenly be in two places at once.
Jumps from a scientific matter to a philosophical one as if there was a kind of pertaining continuity...  Holy Prot!...

And even the 'bullshital' (philosophical) one is set wrongly! Damn... how disgusting to see the kind of thing...  *Technically*, there are a number of possible considerations about "how to be at two different places at once". If someone is hit to swoon and carried to a relative remote location, when the one wakes up, will make no possible distinction as to a "different place than the one before at the same time or not"; in a ordinary situation the one just infers ones uniqueness because that's what is known so far, and we all are inducing machines, even the philosophical fugitives. And...  the "from biological to digital" is pearly!

Citar
Destructive copying (similar to the teleportation problem), will still result in a perfectly replicated person who will adamantly insist that they're the genuine thing - but so would the other 50 copies.
"Destructive copying"?...  Let's let that pass by...

But...  fortheholyghost! The only difference of 'genuinity' between/among copies is...   that they are...  copies! There's the problem of statistical corruption of information, but it only applies where/WHEN (attention here!) strictly occurs (any effect). In any other case, nothing intrinsic to the proper information could possibly be used to distinguish a "genuine one".

Citar
As for the original source consciousness, it would cease to exist.
The (this, with the sense imorally implied here...) "consciousness" NEVER exists, NEVER existed, will NEVER exist. Eather the one accepts the fact or keep believing.

Citar
This is what's referred to as the "continuity of consciousness problem,"
This is what, in plain reality, is INDEED the 'S.O.A.B.' problem of *continuity of...  (how could it be simpler?) philosophy*. The same damn thing that comes from before that...  little one of Estagira.

Citar
and it's a matter of great contention in the philosophical, neuroscientific, and AI communities.
If that was a matter of contention among neuroscientists and AI researchers, there wouldn't be even this subject matter, what to say this bullshit talk here?!

That is contortion for *philosophers*, and no one else. And ins't that enough?!

Citar
Part of the problem is that we still don't have a developed science to explain the nature of consciousness,
Never will be enough science to explain what doesn't exist.

Citar
so we're left guessing.
"We"     ...WHO    pale faced?!

Citar
As futurist John Smart told io9,
"Futurist"? Another way of beautifully painting over the ugly face of a divining charlatan?

Citar
it's likely an issue that will never be satisfactorily resolved.
You don't say!?...  And I would never guess that...  that someone thinker like you would resource to that.

Citar
"This is an issue that will eventually start to take on religious or spiritual connotations,"
In short, "keep on feeding philosophers"?

Who would guess?...

Citar
he said, "people will just have to take a leap of faith and make the jump."
hahahahahahahahhaha...








discordo da 9. acho que seria possivel, desde que houvesse um sistema de substituição gradativa por "nano componentes" ou algo similar.
O que está ali não conflita com isso.

nosso cerebro iria gradativamente sendo substituido por material digital até ser 100% digital. essa mescla poderia acontecer com o resto do corpo até ter, de forma transicional um novo corpo cibernético e todo o resto.
("Material digital"???...  Putz...

Aquele filme... Jason X deve ser muito inspirador...)

O nome disso é (deve ser) fossilização nanotecnológica de sistemas funcionais. Extraordinária tecnologia...

O que?!   Só o cara pode ser "futurista"?

ai cairiamos no problema do barco velho (não lembro o nome) que de tanto ser reformado não tinha mais a madeira original que o criou ai podende ser ou não considerado o mesmo barco.
Mas nem "o mesmo barco" é o mesmo sempre. Isso não é questão filosófica, é fato mensurável. Todas as estruturas naturais se alteram com o tempo. Aceitamos que tantas coisas são "as mesmas de sempre" por limitação resolutiva nas amostrabilidades de mensuração e por pura conveniência, mesmo quando dizemos algo como "este barco velho já não é mais o mesmo de antes..."  E não é MES-MO!  Um dos principais atributos da mente sábia pensadora científica é ser capaz de manejar bem o devido compromisso entre conveniência, arbitrariedade e realidade.











Você está partindo do princípio de que existem limites físicos para a existência, de que a realidade é física/material, não imaginária.




"There is no spoon" - Neo
"There is no Neo" - Spoon

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!