Autor Tópico: Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?  (Lida 82209 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1650 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:07:02 »
Pergunta inocente e legítima: Um negro rico é impedido de "usar" as cotas raciais?

Sim! Tem que ser  negro/pardo e ao mesmo tempo pobre.

Continuando na inocência: então negros ricos não podem ser atendidos por cotas?

Se não podem, as cotas são basicamente então sociais, atendendo apenas os "pobres" (se é que isso é sinônimo obrigatório).

Daí mesmo que eu não concorde com qualquer cota que seja, porque raios o governo tem que colocar a variável de cor da pele aí no meio?

Eu acho que as cotas raciais já estavam presentes desde o início, mas as cotas sociais tinham como critério apenas ter cursado somente escola pública. Sob esse critério social apenas, os brancos e amarelos levam alguma vantagem (isso é, estão geralmente melhor preparados, estudaram melhor/mais) do que negros/pardos/índios. Então as cotas explicitamente raciais são "necessárias" se o objetivo é injetar mais negros/pardos/índios na faculdade, ou, em um número maior do que o obtido apenas com a cota social.

Sob o critério social mais "focado", de baixa renda literalmente, parece que essa diferença racial se reduz muito, efetivamente desaparece. Mas os negros/pardos/índios que não se enquadrariam por esse critério mais direto de pobreza estão de qualquer forma de modo geral melhores que estes todos, então seria um "desperdício" não terem também sua reserva de vagas, já que de qualquer forma ficam algo atrás (em grande sobreposição ainda assim) de brancos e amarelos. Deve vir daí a maior parte dos que concluem o curso e com melhor desempenho, então são a melhor "propaganda" para o modelo. Acidentalmente evitam uma diferença racial mais dramática na conclusão do curso, o que poderia talvez suscitar a "necessidade" de revisões mais fundamentais no que é ensinado na faculdade, que talvez fosse argumentado como sendo racista em si, conhecimento largamente europeu/branco/rico.



Citar
Esse "/pardo" também me cheira absurdamente a coisa pra fazer volume. Eu sou pardo, e provavelmente maior parte da população brasileira poderia ser incluída nessa categoria com alguma vontade.

Acho que "pardos" São algo como 45% da população. "Negros" 5%.

Já houve ao menos uma instância de "pardos" terem piores indicadores sociais do que "negros", recentemente. Apesar de toda a gradação, ainda constituem largamente os mais pobres.

Acho que cotas apenas sociais, se é para haver qualquer cota, seriam melhores, mesmo que na prática isso fosse uma "fachada" e efetivamente assimilassem negros/pardos/índios na mesma proporção. Apenas não tendo a rotulação de divisão racial. Acho que o acréscimo de "pardos" não só é compatível com o critério social implicito, como talvez racialize "menos" a coisa toda. É afinal a "área cinzenta" da questão. Ainda que na prática no discurso fale mais  mesmo apenas de "brancos e negros", com pardos sendo inclusos com os últimos, de qualquer forma.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1651 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:22:43 »
Daí mesmo que eu não concorde com qualquer cota que seja, porque raios o governo tem que colocar a variável de cor da pele aí no meio?

Por que os negros pobres sofrem mais preconceitos do que os brancos pobres, inclusive na hora de serem contratados(na empresa do Geo não!!!)

O que não tem nada a ver com ganharem desconto para entrar na faculdade, ou assento preferencial no ônibus.

O que seria argumentável então nesse caso são cotas para empregos em contratações.

Mais negros/pardos/índios diplomados não fará com que menos negros/pardos/índios sejam discriminados em contratações, fará com que mais negros/pardos/índios sejam discriminados em contratações, mesmo que um número absoluto maior seja contratado no fim das contas.


Citar
São mais perseguidos, mais mortos e isso também se traduz em desvantagem em comparação aos brancos pobres.

Várias dessas coisas se aplicam muito mais significativamente a negros e pardos do que a índios, no entanto as cotas são para índios também. Já é a segunda vez que você os EXCLUI do discurso.

Negros não são mais mortos por preconceito (eles são largamente mais mortos por ações criminosas sem ligação com preconceito, não são crimes de ódio racial, linchamentos), e isso não é absolutamente em nada remediado com cotas para entrar em faculdades!

As cotas raciais de qualquer forma não são para pessos com familiares vítimas de violência ou que morem em zonas mais violentas, são raciais. Os que mais se beneficiarão das cotas raciais são justamente os com menores chances de serem vítimas de violência, enquanto nada é feito para reduzir as chances dos outros serem vítimas de violência.

E depois ainda vem com smileyzinho irônico quando eu aponto que cotas raciais não tem qualquer relação com os problemas apontados como resolvidos por elas.



Não sei o que seria serem "perseguidos". Bullying, como serem zoados pela aparência? Eu gostaria de algum indício de que isso seja mais generalizado do que por outros traços físicos. Talvez aquela modelo negra em propaganda de revista falando que "o que mais gosta é o seu cabelo liso" seja um caso? E outro aquela mulher que ouviu de alguém que tinha um cabelo diferente (meio "black power") e pediram para tocar? É o tipo de coisa que chega a ser apontado como "racismo" hoje em dia. Não estou dizendo que não tenha caso de gente que seja simplesmente xingada por ser negro (como com "branquelos"), mas essas coisas chegam a um nível questionável em se tratando de significância e suposta disparidade. E sm, mesmo sendo branco me vejo capaz de empatizar e ver situações onde o insulto racial é pior, e onde não é mais grave do que outro qualquer.

E novamente não é algo remediado com cotas, mas com indenizações e punição por injúria, racial, que seja, quando for algo mesmo defensável como tal.




Citar
dificuldade em se classificar aqueles pardos mais branquinhos, aquele caso mais boderline não deve servir de desculpa para não se fazer nada. Os pardos também sofrem muito preconceito.

Os que são considerados brancos se dizem vítmas de preconceito por isso.

Se não me engano os pardos são no Brasil mais associados à violência e criminalidade, por todos os grupos raciais e sociais.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1652 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:32:32 »
Pergunta inocente e legítima: Um negro rico é impedido de "usar" as cotas raciais?

Sim! Tem que ser  negro/pardo e ao mesmo tempo pobre.

Continuando na inocência: então negros ricos não podem ser atendidos por cotas?

Se não podem, as cotas são basicamente então sociais, atendendo apenas os "pobres" (se é que isso é sinônimo obrigatório).

Daí mesmo que eu não concorde com qualquer cota que seja, porque raios o governo tem que colocar a variável de cor da pele aí no meio?



Por que os negros pobres sofrem mais preconceitos do que os brancos pobres, inclusive na hora de serem contratados(na empresa do Geo não!!!)

São mais perseguidos, mais mortos e isso também se traduz em desvantagem em comparação aos brancos pobres.

Ora, mas qual é o impacto desse preconceito extra que sofrem? Inevitavelmente a pobreza.

O que recai exatamente no mesmo ponto.

Mas porque então negros ricos são impedidos de ser atendidos por cotas???????? Faltou você responder aqui.
Se cotas são o remédio que inevitavelmente negros vão receber, porque devemos deixar os ricos fora dessa??????


Sem dados para suportar, me parece que há, na verdade, uma vontade de ver o estado arbitrando com base em fenótipo pra diminuir a culpa psicológica de um grupo específico.



Esse "/pardo" também me cheira absurdamente a coisa pra fazer volume. Eu sou pardo, e provavelmente maior parte da população brasileira poderia ser incluída nessa categoria com alguma vontade.

A dificuldade em se classificar aqueles pardos mais branquinhos, aquele caso mais boderline não deve servir de desculpa para não se fazer nada. Os pardos também sofrem muito preconceito.


Não é bem disso que eu trato, é apenas do "/pardo" ser sempre usado aí, mesmo sem saber exatamente o que é que isso significa e tendo pardos espalhados em todas as camadas sociais com provável e considerável representatividade.

Embora nem sempre sejam mencionados, quando conveniente, deixando apenas os negros no discurso quando é necessário.

Essa coisa também de "não fazer nada", como se o argumento anti-cota sempre implicasse nisso ou similar é o que me lembra dos meus motivos pra me manter na maior parte do tempo afastado desse tipo de tópico. É óbvio que a proposta do lado oponente não é essa.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1653 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:39:37 »
Eu sou pardo

Segundo os critérios adotados por aqui, você automaticamente ganha +5 pontos em todos os seus argumentos. Quem até uma segunda rolada de dados.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1654 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:46:42 »
Errado. Ele é no máximo um uncle Tom, ou neto "clareado" de um (evidenciando como o racismo já vem de berço, o que só reforça a necessidade de cotas nas faculdades), e possivelmente um fraudador de cotas, já que é contra elas.




Mas porque então negros ricos são impedidos de ser atendidos por cotas???????? Faltou você responder aqui.
Se cotas são o remédio que inevitavelmente negros vão receber, porque devemos deixar os ricos fora dessa??????

Os ricos têm dinheiro para imunização ou proteção contra o racismo na faculdade privada, que pode até ter cotas de qualquer modo, acho.






Essa coisa também de "não fazer nada", como se o argumento anti-cota sempre implicasse nisso ou similar é o que me lembra dos meus motivos pra me manter na maior parte do tempo afastado desse tipo de tópico. É óbvio que a proposta do lado oponente não é essa.

Dramática e ironicamente, é mais o contrário: cotas que são desculpa para não se fazer nada.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.305
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1655 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:47:13 »
Eu sou pardo
Segundo os critérios adotados por aqui, você automaticamente ganha +5 pontos em todos os seus argumentos. Quem até uma segunda rolada de dados.

Você pode escolher entre "ganhar 5 pontos" ou que "cada argumento seu passe a equivaler a 3 dos apresentados pelos brancos" nesta discussão.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1656 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 10:52:07 »

Mas porque então negros ricos são impedidos de ser atendidos por cotas???????? Faltou você responder aqui.
Se cotas são o remédio que inevitavelmente negros vão receber, porque devemos deixar os ricos fora dessa??????


Pois não, respondo com o maior prazer!

A cota surgiu para socorrer os negros menos favorecidos e aumentar a representatividade da raça negra. Se você deixar o negro rico participar das cotas, que disputa em pé de igualdade com os outros, estará impedindo um negro pobre de ascender.

A pobreza bate mais forte no negro do que no branco! Mas isso você já sabe, né?


Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1657 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 11:01:23 »

Mas porque então negros ricos são impedidos de ser atendidos por cotas???????? Faltou você responder aqui.
Se cotas são o remédio que inevitavelmente negros vão receber, porque devemos deixar os ricos fora dessa??????


Pois não, respondo com o maior prazer!

A cota surgiu para socorrer os negros menos favorecidos e aumentar a representatividade da raça negra. Se você deixar o negro rico participar das cotas, que disputa em pé de igualdade com os outros, estará impedindo um negro pobre de ascender.


O negro rico disputa em pé de igualdade com os outros??

Isso foi você que falou agora.

Preciso me delongar aqui?



A pobreza bate mais forte no negro do que no branco! Mas isso você já sabe, né?

Colocado dessa forma eu não concordo.

Deixa eu ajudar, pra frisar bastante o melhor ponto de vocês pra delinear o problema: A grande treta é que na proporção dentro das cores de pele, a pobreza está muito mais presente de acordo com o quanto se escurece a pele, e disso todos sabem.

Daí para estabelecer que negros pobres devam ter tratamento formal pelo estado diferente de pobres de outras cores vai um salto grande.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1658 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 11:04:03 »
Eu sou pardo
Segundo os critérios adotados por aqui, você automaticamente ganha +5 pontos em todos os seus argumentos. Quem até uma segunda rolada de dados.

Você pode escolher entre "ganhar 5 pontos" ou que "cada argumento seu passe a equivaler a 3 dos apresentados pelos brancos" nesta discussão.

Gosto da segunda opção.

Provavelmente vocês poderiam dar uma "insígnia"/"patente" por sobre a barrinha aqui na esquerda que indica minha quantidade mensagens. Algo como "Boss" ou "Consigliere Maggiore" seria adequado, pra fazer justiça à minha inacessibilidade à qualquer coisa que seja por causa da minha cor.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1659 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 11:06:02 »

O negro rico disputa em pé de igualdade com os outros??

Isso foi você que falou agora.

Preciso me delongar aqui?


Com os outros não cotistas.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.922
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1660 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 11:59:45 »
[...]
http://www.seppir.gov.br/central-de-conteudos/publicacoes/pub-pesquisas/nota-tecnica-vidas-perdidas-e-racismo-no-brasil.pdf

Citar
O negro é duplamente discriminado no Brasil, por sua situação socioeconômica e por sua cor de pele. Tais discriminações combinadas podem explicar a maior prevalência de homicídios de negros vis-à-vis o resto da população. Discutimos que, teoricamente, o racismo faz aumentar a vitimização violenta das populações negras por dois canais, um indireto e o outro direto.
O que? Perai? Você convergiu para os nossos argumentos? Concorda que o negro é discriminado pela sua condição socioeconômica? O negro, entendeu? Não os pobres, o NEGRO. Minhas congratulações por ter mudado de lado e reconhecido que os negros são discriminados socialmente.
Acho que ele quis mostrar a qualidade da argumentação estilo ciências sociais, sem fontes, sem dados, apenas slogans e frases de efeito.

Não _Juca_. Não é isto.

Suponho que você tenha lido o artigo do link que eu destaquei, fornecido por você.

Se o fez, constatará que os pesquisadores reconhecem que a primeira barreira é sócio-econômica, ou seja, a mesma que acomete os brancos pobres. O racismo amplia os obstáculos para a ascensão dos negros. Que é exatamente o que eu e vários foristas estamos defendendo há páginas e páginas, ou seja, que a pobreza é o fator principal e o racismo o amplifica.

Não vi os autores dizendo que a barreira sócio econômica é a primeira barreira,  o que eu li é que a discriminação social se dá por base na cor da pele, por serem negros, e que ela se junta com a segregação racial por motivos históricos, tornando esse conjunto institucionalizado dentro da sociedade e do Estado. A discriminação social dos negros é fruto histórico da segregação racial, desde a escravidão, ela não é um fato em separado.

Não adianta você pegar um trecho do estudo e tentar encaixar dentro da sua argumentação falaciosa e ignorar todo o resto.

Então continue ignorando o que eles escreveram sobre a condição sócio-econômica dos negros e seja feliz.

Mas antes ao menos demonstre coerência com seu discurso esquerdo-socialista e ceda parte da sua propriedade privada para os demais e use o restante para "pagar a tal dívida histórica com os afro-descendentes". E continue sendo feliz.

Não apela Geo, você não precisa disso.

Leia todo o estudo. Eu começo a desconfiar que você já mudou de opinião, pela sua ultima confusão.

Citar
No Brasil, o negro ainda hoje é sobrerrepresentado nos estratos sociais de mais baixa renda, conforme a tabela 1 deixa assinalado. Tal fato possui raízes históricas que remetem à escravidão. Com a abolição da escravatura e tendo sido os afrodescendentes lançados à sua própria sorte, se deu início a um duplo processo de discriminação, que ajuda a explicar a persistência da pobreza relativa de negros. Por um lado, a discriminação econômica se deu pela transmissão intergeracional do baixo capital humano, em face de inexistentes políticas inclusivas (no sentido de equidade), reflexo das preferências elitistas do Brasil colônia, que tornava a escola um espaço para poucos e brancos. Por outro lado, a crença em torno de uma raça inferior – que era a ideologia que sustentava a escravidão – não se esgotou com a abolição, mas se perpetuou, refletindo-se em inúmeras manifestações culturais, como na música e nos meios de comunicação, conforme apontado por inúmeros autores, entre os quais e Golzio et al.


A discriminação social sofrida pelo branco pobre, é só discriminação social, enquanto sofrida pelo negro pobre é originária e tem sua perpetuação através do racismo desde o fim da escravidão. O estudo que você mesmo colocou como corrobador de sua tese é um estudo que indica que a falta de política inclusivas para negros foi um dos fatores responsáveis pela marginalização social desse grupo.

O fato é, negros ainda sofrem preconceito por serem negros e se você acha que negros pobres tem as mesmas chances que brancos pobres, segundo todos os estudos colocados aqui, de universidades, da ONU, de institutos, etc. você está profundamente enganado. Quantas provas mais você vai querer sobre esse fato? Quer que eu coloque mais estudos? O que mais é preciso para você entenda o quanto está enganado? Porque as evidências não bastaram.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1661 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 13:56:32 »
Pergunta inocente e legítima: Um negro rico é impedido de "usar" as cotas raciais?

Sim! Tem que ser  negro/pardo e ao mesmo tempo pobre.

Em algumas universidades (na UFBA, por exemplo) uma parte da cota racial pode ser preenchida por negros oriundos de escola particular...

Lembro que certa vez, na faculdade, um desses grupos de ativismo negro (que se dizem representantes dos negros) organizaram um "debate" sobre a cotas (debate era só o nome, estava mais para uma palestra, pois tentaram evitar o debate em si). Na platéia, entre nossos colegas, havia um indivíduo negro cujo apelido carinhoso era "Chocolate". Ele perguntou à mulher do movimento negro "por que há cotas raciais entre os alunos de escola particular, já que estão nas mesmas condições?", responderam-lhe assim "é que estatísticas mostram pior desempenho dos negros mesmo em iguais condições, ou seja, o racismo está em todo lugar, permeia tudo, blá blá blá". Depois completaram desse jeito "estamos lutando para evitar que nós, negros, recebamos apelidos jocosos e racistas como esse seu". Aí a gargalhada foi geral na platéia, porque o próprio cara tinha trazido esse apelido de antes da faculdade e gostava de ser chamado assim.  :lol:

Ou seja, os tais movimentos negros tentam criar problemas onde antes não existiam, e suas atitudes às vezes fazem mais mal do que bem à auto-estima dos negros, tratando-os como vítimas inertes, joguetes passivos nas mãos dos brancos ao longo da história, como se fossem "abobalhados" e bisonhos, e se algum negro está "de bem com a vida" e sem nenhuma neura com sua cor, eles tratam de fazê-lo se sentir mal e introduzem neuras no coitado.  :?
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1662 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 14:01:53 »
Na verdade, a entrada na faculdade é um dos poucos cenários que se pode dizer serem certos de não serem afetados por discriminação racial, isso é, excluindo as cotas racialmente discriminatórias.
Isso se você ignorar que os negros estão entre os mais pobres e são preteridos na hora da contratação. Se você esquecer disso, aí sim.

Parem de escrever besteiras e achar que todos os 'cisnes são brancos'.

Na minha empresa tem 4 negros em 16 funcionários, ou seja, nem todos os "cisnes são brancos".

25% de negros entre os funcionários. Qual a percentagem de negros na população geral aí mesmo?

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1663 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 14:06:59 »
Na verdade, a entrada na faculdade é um dos poucos cenários que se pode dizer serem certos de não serem afetados por discriminação racial, isso é, excluindo as cotas racialmente discriminatórias.
Isso se você ignorar que os negros estão entre os mais pobres e são preteridos na hora da contratação. Se você esquecer disso, aí sim.

Parem de escrever besteiras e achar que todos os 'cisnes são brancos'.

Na minha empresa tem 4 negros em 16 funcionários, ou seja, nem todos os "cisnes são brancos".

25% de negros entre os funcionários. Qual a percentagem de negros na população geral aí mesmo?



Curitiba tem mais variação étnica que as demais capitais do sul. Muitos negros e pardos. Mas pelo que vi agora numa pesquisa, são 2,9% de negros no Paraná. Em SC é 2,2% e RS tem 5% (em compensação tem metade de pardos dos outros estados do sul).

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_unidades_federativas_do_Brasil_por_porcentagem_de_ra%C3%A7a
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1664 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 14:09:20 »
Na verdade, a entrada na faculdade é um dos poucos cenários que se pode dizer serem certos de não serem afetados por discriminação racial, isso é, excluindo as cotas racialmente discriminatórias.
Isso se você ignorar que os negros estão entre os mais pobres e são preteridos na hora da contratação. Se você esquecer disso, aí sim.

Parem de escrever besteiras e achar que todos os 'cisnes são brancos'.

Na minha empresa tem 4 negros em 16 funcionários, ou seja, nem todos os "cisnes são brancos".

25% de negros entre os funcionários. Qual a percentagem de negros na população geral aí mesmo?

20% de negros e pardos.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1665 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 14:53:30 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!


Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.305
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1666 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 16:03:48 »
[...]
http://www.seppir.gov.br/central-de-conteudos/publicacoes/pub-pesquisas/nota-tecnica-vidas-perdidas-e-racismo-no-brasil.pdf

Citar
O negro é duplamente discriminado no Brasil, por sua situação socioeconômica e por sua cor de pele. Tais discriminações combinadas podem explicar a maior prevalência de homicídios de negros vis-à-vis o resto da população. Discutimos que, teoricamente, o racismo faz aumentar a vitimização violenta das populações negras por dois canais, um indireto e o outro direto.
O que? Perai? Você convergiu para os nossos argumentos? Concorda que o negro é discriminado pela sua condição socioeconômica? O negro, entendeu? Não os pobres, o NEGRO. Minhas congratulações por ter mudado de lado e reconhecido que os negros são discriminados socialmente.
Acho que ele quis mostrar a qualidade da argumentação estilo ciências sociais, sem fontes, sem dados, apenas slogans e frases de efeito.
Não _Juca_. Não é isto.

Suponho que você tenha lido o artigo do link que eu destaquei, fornecido por você.

Se o fez, constatará que os pesquisadores reconhecem que a primeira barreira é sócio-econômica, ou seja, a mesma que acomete os brancos pobres. O racismo amplia os obstáculos para a ascensão dos negros. Que é exatamente o que eu e vários foristas estamos defendendo há páginas e páginas, ou seja, que a pobreza é o fator principal e o racismo o amplifica.

Não vi os autores dizendo que a barreira sócio econômica é a primeira barreira,  o que eu li é que a discriminação social se dá por base na cor da pele, por serem negros, e que ela se junta com a segregação racial por motivos históricos, tornando esse conjunto institucionalizado dentro da sociedade e do Estado. A discriminação social dos negros é fruto histórico da segregação racial, desde a escravidão, ela não é um fato em separado.

Não adianta você pegar um trecho do estudo e tentar encaixar dentro da sua argumentação falaciosa e ignorar todo o resto.
Então continue ignorando o que eles escreveram sobre a condição sócio-econômica dos negros e seja feliz.

Mas antes ao menos demonstre coerência com seu discurso esquerdo-socialista e ceda parte da sua propriedade privada para os demais e use o restante para "pagar a tal dívida histórica com os afro-descendentes". E continue sendo feliz.
Não apela Geo, você não precisa disso.

Leia todo o estudo. Eu começo a desconfiar que você já mudou de opinião, pela sua ultima confusão.

Eu realmente não gosto de ser deselegante.

Desculpe.

Tudo bem, vou ler o texto novamente e com mais cuidado à noite.

Citar
No Brasil, o negro ainda hoje é sobrerrepresentado nos estratos sociais de mais baixa renda, conforme a tabela 1 deixa assinalado. Tal fato possui raízes históricas que remetem à escravidão. Com a abolição da escravatura e tendo sido os afrodescendentes lançados à sua própria sorte, se deu início a um duplo processo de discriminação, que ajuda a explicar a persistência da pobreza relativa de negros. Por um lado, a discriminação econômica se deu pela transmissão intergeracional do baixo capital humano, em face de inexistentes políticas inclusivas (no sentido de equidade), reflexo das preferências elitistas do Brasil colônia, que tornava a escola um espaço para poucos e brancos. Por outro lado, a crença em torno de uma raça inferior – que era a ideologia que sustentava a escravidão – não se esgotou com a abolição, mas se perpetuou, refletindo-se em inúmeras manifestações culturais, como na música e nos meios de comunicação, conforme apontado por inúmeros autores, entre os quais e Golzio et al.


A discriminação social sofrida pelo branco pobre, é só discriminação social, enquanto sofrida pelo negro pobre é originária e tem sua perpetuação através do racismo desde o fim da escravidão. O estudo que você mesmo colocou como corrobador de sua tese é um estudo que indica que a falta de política inclusivas para negros foi um dos fatores responsáveis pela marginalização social desse grupo.

O fato é, negros ainda sofrem preconceito por serem negros e se você acha que negros pobres tem as mesmas chances que brancos pobres, segundo todos os estudos colocados aqui, de universidades, da ONU, de institutos, etc. você está profundamente enganado. Quantas provas mais você vai querer sobre esse fato? Quer que eu coloque mais estudos? O que mais é preciso para você entenda o quanto está enganado? Porque as evidências não bastaram.

Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.305
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1667 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 16:12:07 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!

Para o mesmo cargo, cada um recebe exatamente igual aos dos seus colegas "brancos".

Nunca fiz, não faço e jamais farei distinção salarial por parâmetros como idade, etnia, sexo, opção sexual, religião ou qualquer outro que não seja fundamentado na experiência, no conhecimento teórico (formação) e no potencial de retorno.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1668 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 16:22:55 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!

Para o mesmo cargo, cada um recebe exatamente igual aos dos seus colegas "brancos".

Nunca fiz, não faço e jamais farei distinção salarial por parâmetros como idade, etnia, sexo, opção sexual, religião ou qualquer outro que não seja fundamentado na experiência, no conhecimento teórico (formação) e no potencial de retorno.

E eu não tinha nenhuma dúvida disso.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.305
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1669 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 16:24:24 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!

Para o mesmo cargo, cada um recebe exatamente igual aos dos seus colegas "brancos".

Nunca fiz, não faço e jamais farei distinção salarial por parâmetros como idade, etnia, sexo, opção sexual, religião ou qualquer outro que não seja fundamentado na experiência, no conhecimento teórico (formação) e no potencial de retorno.

E eu não tinha nenhuma dúvida disso.

Agradeço.

Ficaria profundamente chateado com que pensasse o contrário.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1670 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 16:46:14 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!

Para o mesmo cargo, cada um recebe exatamente igual aos dos seus colegas "brancos".

Nunca fiz, não faço e jamais farei distinção salarial por parâmetros como idade, etnia, sexo, opção sexual, religião ou qualquer outro que não seja fundamentado na experiência, no conhecimento teórico (formação) e no potencial de retorno.

E eu não tinha nenhuma dúvida disso.

Agradeço.

Ficaria profundamente chateado com que pensasse o contrário.


Só joguei a ideia que devemos pensar em valores em termos de comparação e não só o número absoluto de empregados.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.305
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1671 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 17:03:51 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!

Para o mesmo cargo, cada um recebe exatamente igual aos dos seus colegas "brancos".

Nunca fiz, não faço e jamais farei distinção salarial por parâmetros como idade, etnia, sexo, opção sexual, religião ou qualquer outro que não seja fundamentado na experiência, no conhecimento teórico (formação) e no potencial de retorno.

E eu não tinha nenhuma dúvida disso.

Agradeço.

Ficaria profundamente chateado com que pensasse o contrário.
Só joguei a ideia que devemos pensar em valores em termos de comparação e não só o número absoluto de empregados.

Como já escrevi, jamais compactuaria com uma distinção de cargo e ou salário por causa de parâmetros que não sejam relacionados ao desempenho profissional.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1672 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 17:20:26 »
Já tinha dito pro Geo que a proporção está boa em número de funcionários. Quanto à porcentagem que os negros recebem em relação aos brancos, não vou ser indelicado com ele. Não pergunto!

Para o mesmo cargo, cada um recebe exatamente igual aos dos seus colegas "brancos".

Nunca fiz, não faço e jamais farei distinção salarial por parâmetros como idade, etnia, sexo, opção sexual, religião ou qualquer outro que não seja fundamentado na experiência, no conhecimento teórico (formação) e no potencial de retorno.

E eu não tinha nenhuma dúvida disso.

Agradeço.

Ficaria profundamente chateado com que pensasse o contrário.
Só joguei a ideia que devemos pensar em valores em termos de comparação e não só o número absoluto de empregados.

Como já escrevi, jamais compactuaria com uma distinção de cargo e ou salário por causa de parâmetros que não sejam relacionados ao desempenho profissional.

Sim.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1673 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 20:22:15 »
Na verdade, a entrada na faculdade é um dos poucos cenários que se pode dizer serem certos de não serem afetados por discriminação racial, isso é, excluindo as cotas racialmente discriminatórias.
Isso se você ignorar que os negros estão entre os mais pobres e são preteridos na hora da contratação. Se você esquecer disso, aí sim.

Parem de escrever besteiras e achar que todos os 'cisnes são brancos'.

Na minha empresa tem 4 negros em 16 funcionários, ou seja, nem todos os "cisnes são brancos".

25% de negros entre os funcionários. Qual a percentagem de negros na população geral aí mesmo?

20% de negros e pardos.

Então o Geotecton é racista contra brancos, índios e amarelos? Tsc, tsc, tsc :nao3:







A pobreza bate mais forte no negro do que no branco! Mas isso você já sabe, né?

Na verdade é mais a "pobreza de classe média/média-baixa/baixa-média" que bate mais forte no negro do que no branco. Nos níveis mais baixos de pobreza (medidos pelos novos critérios de cota, por renda familiar per capita) é praticamente igual, no que concerne à correlação de pobreza e desempenho no vestibular.




Deixa eu ajudar, pra frisar bastante o melhor ponto de vocês pra delinear o problema: A grande treta é que na proporção dentro das cores de pele, a pobreza está muito mais presente de acordo com o quanto se escurece a pele, e disso todos sabem.

Ou todos "pensam que sabem", mas ao menos segundo dados oficiais, negros já apareceram figurando melhor que pardos em anos recentes, em indicadores sócio-econômicos.

Queria encontrar notícias falando desses números, está difícil. Acho que foi algo que teve algum alarde em alguns setores de mais "de direita", tipo Veja e alguns blogueiros, mas não consigo achar, geralmente "pretos e pardos" são agregados, não discriminados.

De qualquer forma o efeito talvez se deva a também menor discriminação nas pessoas mestiçs mais claras se declararem negras. Se os critérios são como o desse "gráfico" acho que a presença de "negros" nas faculdades já deve ter sido sempre não muito pequena, na linha do que argumentavam há algumas páginas, ou noutro tópico, com base numa foto de formandos, e então que eu questionei:



Mas se esses são "negros", então é mesmo bem capaz que uns 40% daqueles formandos também fossem.

E volto a questão, sobre se o cara denunciado pelo Juca como fraudador seria necessariamente mesmo, e se "o Ziraldo" poderia se considerar negro.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1674 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 21:47:32 »
Na verdade, a entrada na faculdade é um dos poucos cenários que se pode dizer serem certos de não serem afetados por discriminação racial, isso é, excluindo as cotas racialmente discriminatórias.
Isso se você ignorar que os negros estão entre os mais pobres e são preteridos na hora da contratação. Se você esquecer disso, aí sim.

Parem de escrever besteiras e achar que todos os 'cisnes são brancos'.

Na minha empresa tem 4 negros em 16 funcionários, ou seja, nem todos os "cisnes são brancos".

25% de negros entre os funcionários. Qual a percentagem de negros na população geral aí mesmo?

20% de negros e pardos.

Então o Geotecton é racista contra brancos, índios e amarelos? Tsc, tsc, tsc :nao3:


Não, porque essa amostra não é estatisticamente significante. E mesmo que fosse não sabemos a proporção entre os candidatos que se apresentaram ao Geo. 

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!