Autor Tópico: Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?  (Lida 67042 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Price

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.564
  • Manjo das putarias
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #25 Online: 23 de Dezembro de 2012, 00:25:53 »
:hihi:
Se você aceitar algumas colocações minhas...
A única e verdadeira razão de eu fazer este comentário em resposta é deixar absolutamente claro que NÃO ACEITO "colocações" suas nem de quem quer que seja.

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.755
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #26 Online: 23 de Dezembro de 2012, 00:28:19 »
Eu não tenho opinião formada sobre o assunto, mas devo dizer ao menos que a intenção das cotas me agrada. Caso pessoal:

Não tem um negro pesquisador na minha instituição, e poucos alunos, dois ou três, enquanto os funcionários são majoritariamente negros.

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.755
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #27 Online: 23 de Dezembro de 2012, 00:31:40 »
:hihi:

Espero que isto não seja um menosprezo pela filosofia! :)

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.212
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #28 Online: 23 de Dezembro de 2012, 00:52:39 »
No meu caso, além de menosprezo, consideraria engraçado alguém precisar de cotas para entrar no curso citado :P
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline AleYsatis

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 584
  • "I went out to the insane asylum"
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #29 Online: 23 de Dezembro de 2012, 10:04:26 »
No meu caso, além de menosprezo, consideraria engraçado alguém precisar de cotas para entrar no curso citado :P
Eu precisei e ai qual o problema? E tem mais, estudei a vida toda nas piores escolas públicas, quase nunca ia, consegui repetir umas 3 vezes, e terminei o ensino médio num supletivo por eliminação de matéria do estado em exatos 4 dias. Sim, 4 dias para se fazer o ensino médio todo  :hihi:

Mas você tem algo contra a ignorância dos outros? Como diz marcia Tiburi, há uma pergunta básica para saber se alguém é fascista, pergunte a ela se ela acha que a massa é ignorante. Se ela sempre acha que outro é mais ignorante que ela, ela é fascista. O fascista nunca pensa que alguém está a sua altura divina, que o outro, que não tem os seus currículos e títulos é digno de um dialogo a altura com ela. 

Eu falo essas coisas e com orgulho, porque na verdade, se alguém ainda acha que escola hoje, seja particular, seja do estado, está servindo para alguma coisa além de mera decoreba e preparação pra vestibular, então este sim está com graves problemas educacionais... Já foi cooptado por um sistema que lhe tirou toda a possibilidade de critica e de raciocínio verdadeiro porque lhe fez gastar todo o tempo decorando fórmulas de bhaskara que só vai usar mesmo no vestibular... pfffff  :)
« Última modificação: 23 de Dezembro de 2012, 10:12:48 por AleYsatis »
O, Death
O, Death
Won't you spare me over 'til another year?

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #30 Online: 23 de Dezembro de 2012, 11:10:19 »
Eu não tenho opinião formada sobre o assunto, mas devo dizer ao menos que a intenção das cotas me agrada. Caso pessoal:

Não tem um negro pesquisador na minha instituição, e poucos alunos, dois ou três, enquanto os funcionários são majoritariamente negros.

Aqui no meu estado é até difícil discutir isso, porque existem poucos negros (a maioria dos cearenses é de caboclos - pelo menos é essa minha impressão). Se formos olhar pelo teor de melanina na pele, então temos muitas pessoas "de cor" no meu departamento, tanto no corpo docente como entre os estudantes.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.272
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #31 Online: 23 de Dezembro de 2012, 12:02:49 »
[...]
Mas você tem algo contra a ignorância dos outros? Como diz marcia Tiburi, há uma pergunta básica para saber se alguém é fascista, pergunte a ela se ela acha que a massa é ignorante. Se ela sempre acha que outro é mais ignorante que ela, ela é fascista. O fascista nunca pensa que alguém está a sua altura divina, que o outro, que não tem os seus currículos e títulos é digno de um dialogo a altura com ela.
[...]

Então pergunte para a Marcia Tiburi como ela me avalia, baseado no que eu penso:

"A maior parte da população é mais ignorante do que a minha pessoa. E há uma quantidade razoável de pessoas (grande, eu diria) que é bem mais culta e inteligente do que eu".

Foto USGS

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.212
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #32 Online: 23 de Dezembro de 2012, 12:38:18 »
No meu caso, além de menosprezo, consideraria engraçado alguém precisar de cotas para entrar no curso citado :P
Eu precisei e ai qual o problema? E tem mais, estudei a vida toda nas piores escolas públicas, quase nunca ia, consegui repetir umas 3 vezes, e terminei o ensino médio num supletivo por eliminação de matéria do estado em exatos 4 dias. Sim, 4 dias para se fazer o ensino médio todo  :hihi:

Mas você tem algo contra a ignorância dos outros? Como diz marcia Tiburi, há uma pergunta básica para saber se alguém é fascista, pergunte a ela se ela acha que a massa é ignorante. Se ela sempre acha que outro é mais ignorante que ela, ela é fascista. O fascista nunca pensa que alguém está a sua altura divina, que o outro, que não tem os seus currículos e títulos é digno de um dialogo a altura com ela. 

Eu falo essas coisas e com orgulho, porque na verdade, se alguém ainda acha que escola hoje, seja particular, seja do estado, está servindo para alguma coisa além de mera decoreba e preparação pra vestibular, então este sim está com graves problemas educacionais... Já foi cooptado por um sistema que lhe tirou toda a possibilidade de critica e de raciocínio verdadeiro porque lhe fez gastar todo o tempo decorando fórmulas de bhaskara que só vai usar mesmo no vestibular... pfffff  :)

Nada contra, é só engraçado. Filosofia tem o quê? Três candidatos por vaga? Tirando ainda aqueles que desistem, é quase automático fazer o vestibular e entrar, nem precisaria de cotas.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #33 Online: 23 de Dezembro de 2012, 12:49:01 »
[...]
Mas você tem algo contra a ignorância dos outros? Como diz marcia Tiburi, há uma pergunta básica para saber se alguém é fascista, pergunte a ela se ela acha que a massa é ignorante. Se ela sempre acha que outro é mais ignorante que ela, ela é fascista. O fascista nunca pensa que alguém está a sua altura divina, que o outro, que não tem os seus currículos e títulos é digno de um dialogo a altura com ela.
[...]

Ela, pelo jeito, é fascista.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.392
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #34 Online: 23 de Dezembro de 2012, 14:16:57 »
Eu não tenho opinião formada sobre o assunto, mas devo dizer ao menos que a intenção das cotas me agrada. Caso pessoal:

Não tem um negro pesquisador na minha instituição, e poucos alunos, dois ou três, enquanto os funcionários são majoritariamente negros.

Por isso, sou a favor.

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #35 Online: 23 de Dezembro de 2012, 15:06:57 »
Aqui no meu estado é até difícil discutir isso, porque existem poucos negros (a maioria dos cearenses é de caboclos - pelo menos é essa minha impressão). Se formos olhar pelo teor de melanina na pele, então temos muitas pessoas "de cor" no meu departamento, tanto no corpo docente como entre os estudantes.
O problema é que em muitos estados e cidades não existem tantos negros na população, aqui em Curitiba acho que uns 15% da população é negra de verdade. E também, o que é ser negro? É ser igual os Haitianos e Angolanos (eles tem a pele bem escura)?



Ou ser igual a atriz Dira Paes bem bronzeada? (Acredite, eu já vi gente igual a ela se declarando negra)

Por isso sou contra cotas raciais, não dá pra saber o que é ser negro, e eles são poucos em porcentagem em algumas regiões.
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #36 Online: 23 de Dezembro de 2012, 17:24:12 »
Eu não tenho opinião formada sobre o assunto, mas devo dizer ao menos que a intenção das cotas me agrada. Caso pessoal:

Não tem um negro pesquisador na minha instituição, e poucos alunos, dois ou três, enquanto os funcionários são majoritariamente negros.

Por isso, sou a favor.

Por esse argumento, você deveria ser a favor de cotas para atletas corredores de 100 metros brancos.

Quando eu fazia graduação, boa parte dos meus colegas era pobre, ou pelo menos mais pobre do que eu. A razão disso é que eles tiveram acesso a uma escola pública de boa qualidade. No caso, era a então chamada Escola Técnica (depois chamada de CEFET, e agora IFET ou sabe-se lá que nova sigla inútil inventaram). Tentar resolver essa distorção através de cotas é, na minha opinião, uma atitude preguiçosa e demagógica - melhora as estatísticas, mas não garante a formação de bons profissionais.

You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #37 Online: 23 de Dezembro de 2012, 17:34:31 »
Por tempo limitado e considerando não a cor, mas qualidades sócio-econômicas, acho válido.

Offline Aronax

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.314
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #38 Online: 23 de Dezembro de 2012, 21:33:59 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.
Uma verdade ou um ser podem ser vistos de vários pontos, porém a verdade e o ser estão acima de pontos de vista.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.392
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #39 Online: 23 de Dezembro de 2012, 22:17:05 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.




Offline Donatello

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.862
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #40 Online: 23 de Dezembro de 2012, 23:42:35 »
Quanto às raciais sempre fui contra, radicalmente contra, mesmo sendo negro.

Quanto às cotas sociais há cerca de 10 anos (quando este papo de cotas entrou na pauta) eu era favor

Logo me tornei a favor "com ressalvas" (assim que começaram a pipocar - e pude observar in loco no tempo em que passei da UERJ, uma das primeiras a adotar discriminação "positiva" no Brasil - casos de adolescentes filhos de advogados e médicos, portadores de sobrenomes como "Hossner" ou "Duchamp" e egressos de escolas como Colégio Militar e Cefet-Química entrando em universidades públicas de forma facilitada por meio do sistema de cotas); e de uns 2 ou 3 anos para cá me tornei radicalmente contra.

Estou muito bêbado no momento para argumentar sobre, mas volto quando estiver sóbrio.
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2012, 00:31:51 por Hans Sauerkraut »

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.212
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #41 Online: 24 de Dezembro de 2012, 00:17:27 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele. Não faz diferença se você nasce negro pobre ou branco pobre, os dois vão ter acessos iguais à saúde e educação, não fazendo menor sentido você privilegiar um deles baseado em um critério que não influenciou em absolutamente em nada as oportunidades que ele teve de acesso à educação. É tão arbitrário quanto você dar cotas baseado em cor dos olhos ou cabelos.

Se em gerações passadas o acesso à educação e saúde era diferentes por causa da cor da pele, isso já foi corrigido atualmente. Se você começar a dar cotas para todas os tipos de pessoas que já sofreram perseguições em algum momento da história, seria uma longa fila. Será que não seria justo uma cota para judeus? Índios? Ciganos?
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.392
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #42 Online: 24 de Dezembro de 2012, 09:08:58 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele.

Não, não é. O Acesso à educação e saúde ( de qualidade) e qualquer outro serviço no Brasil é seletivo.

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #43 Online: 24 de Dezembro de 2012, 09:20:41 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele.

Não, não é. O Acesso à educação e saúde ( de qualidade) e qualquer outro serviço no Brasil é seletivo.
Como o acesso a saúde hoje no Brasil é seletivo em relação a cor da pele?
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.392
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #44 Online: 24 de Dezembro de 2012, 09:44:16 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele.

Não, não é. O Acesso à educação e saúde ( de qualidade) e qualquer outro serviço no Brasil é seletivo.
Como o acesso a saúde hoje no Brasil é seletivo em relação a cor da pele?

O negros, pardos, mulatos, índios, estão na base da pirâmide.

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #45 Online: 24 de Dezembro de 2012, 11:34:08 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele.

Não, não é. O Acesso à educação e saúde ( de qualidade) e qualquer outro serviço no Brasil é seletivo.
Como o acesso a saúde hoje no Brasil é seletivo em relação a cor da pele?

O negros, pardos, mulatos, índios, estão na base da pirâmide.


Se eles sao os mais pobres então a cota social é mais benéfica que a racial.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Donatello

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.862
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #46 Online: 24 de Dezembro de 2012, 12:39:15 »
Quanto às cotas raciais minhas objeções acho que são todas as que já foram feitas, começando pela que vai contra o último argumento do Juca, então:

1- tratamentos desiguais "compensatórios" (afirmação positiva, discriminação positiva, leis compensatórias, seja lá o que for ou como queira se chamar) que se dirigem a um grupo que é ícone/símbolo do que se quer combater e não o próprio objeto tende a construir dois grupos de mais discriminados/privilegiados ainda. Digo, assume-se que a maioria dos pobres é negra e que por isso os negros em geral merecem receber um privilégio e não os brancos, mas como o que se quer combater é a pobreza e não a negritude você acaba gerando duas novas desigualdades/injustiças.

Primeiramente a do branco que sempre foi pobre e oriundo de ascendências pobres e que nunca teve ascendente escravocrata, que de repente é de uma longa família de boias frias no interior das Alagoas, e que foi o primeiro de uma longa sequencia de gerações a ter o diploma de ensino médio... e que agora vai ter que disputar um vestibular mais difícil do que o do seu vizinho em mesmas condições socioeconômicas, porém negro. Segundamente a do negro cuja família nunca foi de escravos, talvez tendo sido até de escravistas, ou que foi bisneto de escravos mas que conseguiu subverter este processo há gerações e hoje é uma típica família de classe média para classe média alta e que vai ter privilégios em relação a branco boia-friazinha e disputar em pé de igualdade com o negro boia-friazinha.

2- Acho válido o medo de que a partir do sistema de cotas qualquer conquista acadêmica de negros (mesmo não cotistas, como eu) passe a ser minimizada culturalmente, o famoso "ahhhh, Medicina? também deve ter passado na cota, assim é fácil" e isso pode sim gerar futuras implicações no acesso destes ao mercado, por exemplo.

3- Se por um lado a classificação étnica por terceiros (aplicada na UNB e na UEZO, entre outras) levaria ao quadro do tópico 1, a auto-classificação (aplicada na UERJ e acho que na Bahia) levaria a loiros de olhos claros de classe média para alta oriúndos de boas escolas particulares da Zona Sul do Rio aplicando a velha lei de gerson (vi um caso exatamente assim na UERJ)

4- São paliativos que tendem a se tornar "direitos naturais" dos "negros" no futuro, mesmo em uma sociedade igualitária, como ocorreram a "tratamentos diferenciados" em relação a mulheres. Depois que o cachorro agarra o osso é difícil de deixar pegar de volta.

Quanto às cotas sociais, eu era a favor por entender que o erro que descrevi no item 1 não ocorria aí, isto é: se você tenta combater a pobreza mirando nos pobres propriamente ditos  e não num símbolo do que é ser pobre então quando os seus intentos são alcançados sobre um indivíduo que foi alvo da discriminação positiva o cara deixa de ser pobre e portanto deixa de poder pleitear aquele benefício; ao mesmo tempo você não teria um grupo de indivíduos que estariam duplamente excluídos e prejudicados por serem do grupo alvo (pobres) mas não carregarem consigo o símbolo/ícone (afro-negritude).

Também entendia que um sujeito que tirasse 80 num vestibular tendo estudado a vida inteira numa escola estadual típica da vida e nunca tendo cursado sequer um CNAzinho não podia ser acusado de menos mérito/competência do que um outro que, tendo tirado 93 na mesma prova, houvesse estudado num Notre Damme tendo cursado Instituto Goethe desde o 7 aninhos de idade; portanto para mim era válida a idéia de que tratar desiguais de fora igual contribuia para perpetuar a desigualdade.

Só que em 2002 eu ainda era um quase adolescente, com a típica inocência da idade, e achava mesmo (não sei se achava, mas se não achava, não levava muito em consideração a possibilidade contrária) que só as pessoas de fato caracterizadas como alvo pelo edital se inscreveriam naquele sistema. Tomei um choque de realidade logo nos primeiros vestibulares quando começaram a sair nos jornais denúncias de meninas de classe média alta, pais com altas patentes da Marinha, oriúndas do Colégio MIlitar, loiras, passando nas cotas raciais e sociais da UERJ.

2 anos depois ingressei na UERJ e vi que era verdade, que a imensa maioria dos cotistas não respondem aos critérios socioeconomicos previstos nos editais, eu era, mas na época eu estava absolutamente dentro dos critérios estabelecidos (uma excessão) e mesmo assim minha nota no vestibular tinha ficado acima da nota de corte para não cotistas. Então passei a acreditar que o sistema de cotas para pobres só faria sentido se houvesse filtros eficientes e punição eficaz a quem fraudasse as normas, disse isso várias vezes aqui no fórum e era o que eu repetia toda vez que tocava no assunto, mas... que merda... eu estava propondo?

Os critérios para acesso a cotas são os seguintes

1 apresentar comprovante de endereço em seu nome ou algo que valha (nome dos pais, nome de terceiro com declaração do terceiro de que você mora lá)
2 apresentar comprovante de renda próprio e das pessoas que VOCÊ DECLAROU que vivem contigo ou declaração de próprio punho dizendo que não possui renda ou que possui renda informal especificando o valor
3 em caso de cotas raciais, autodeclaração de negritude (que dependendo do sistema pode ou não ser verificada por terceiros)
4 em caso de cotas sociais, histórico escolar comprovando ter se formado em escola pública

A questão chave é que nenhum adolescente de classe média ou classe média alta precisa fraudar nada para se adequar a estes critérios, os filhos do Agnóstico, os filhos do Barata e os filhos do Snow (só para citar 3 foristas que não fazem questão de omitir que são "bem de vida") podem perfeitamente se candidatar como cotistas raciais aqui na estadual do Rio, quando estiver na época, sem nenhuma dificuldade ou ilegalidade. Se derem a sorte de conseguirem vagas para os pimpolhos em algum CPII, IFSP ou Colégio Militar da vida ainda poupam um dinheirão, dão uma formação de altíssimo padrão aos filhotes e ainda podem botar os mesmos pra concorrer em qualquer universidade cotista do país.

Bota a conta de luz da casa de praia no próprio nome, declara morar sozinho lá (até onde eu saiba não é tecnicamente fraude), declara não ter renda e viver de ajudas eventuais de parentes (não é fraude e, provavelmente, nem mentira), declara ser negro (ou apresenta o histórico do IFSP). Pronto, passou em Direito com 54 pontos enquanto os honestos fizeram 70 pontos e ficaram reprovados. Aliás, este é um outro ponto, ao ser um meio facílimo e sem riscos para aplicação da Lei de Gerson as cotas reforçam e muito no imaginário popular esta ideia tão brasileira do jeitinho, da malandragem safada.

Quanto ao Prouni eu sou contra por todos os motivos citados (conheço pessoalmente gente de boas condições financeiras, uma filha de professores universitários e um filho de advogados e morador de um amplo ap em Copacabana, que usou do tipo de artifício para se formar em faculdades relativamente bem conceituadas - e muito caras - como Puc-Rio e UCAM, totalmente grátis através do PROUNI) e fundamentalmente pelo fato de que o PROUNI na verdade é um projeto de subsídio estatal à universidades privadas, a balela de aumento da oferta de ensino para os mais pobres é só a desculpa para o derrame de verbas na compra de milhares de vagas no atacado e a preço superfaturado até para o varejo (as universidades particulares cobram do MEC o preço de tabela, que este paga bonitinho, mas a maioria dos alunos na verdade não pagam o preço de tabela, já que muitas possuem descontos de convênio, de pagamento antecipado, de diploma anterior, de transferência, o escambau).

Hoje estou na UFRJ, não sou cotista, e tenho colegas cotistas cujo padrão de vida é obviamente incompatível com os critérios.

Não é que nenhum pobre seja beneficiado com as cotas, tenho, por exemplo, um colega de turma que de fato é pobre, negro inclusive, e é cotista... mas mesmo sendo bastante pobre, ele teve a oportunidade de fazer o ensino médio na Fiocruz, uma das escolas públicas mais conceituadas do país, passou em segundo lugar no vestibular, estaria lá com ou sem cota.

Mesmo que o sistema de cotas tenha feito justiça a alguns, minha observação me faz acreditar que ele funciona muito mais como uma forma de facilitar o acesso dos espertos do que de promover uma disputa igualitária, então não por uma razão ideológica, mas por uma questão pragmática, eu sou contra cotas, radicalmente contra cotas, no Brasil, pelo menos.
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2012, 13:36:32 por Hans Sauerkraut »

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #47 Online: 24 de Dezembro de 2012, 13:37:01 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele.

Não, não é. O Acesso à educação e saúde ( de qualidade) e qualquer outro serviço no Brasil é seletivo.
Como o acesso a saúde hoje no Brasil é seletivo em relação a cor da pele?

O negros, pardos, mulatos, índios, estão na base da pirâmide.

Se o acesso à saúde é seletivo em relação a cor da pele por eles estarem na base da pirâmide, então a verdadeira causa é social, não racial. E, portanto, cotas raciais também seriam discriminatórias contra os brancos que estão na base da pirâmide.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Donatello

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.862
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #48 Online: 24 de Dezembro de 2012, 14:09:39 »
De acordo com a pedagoga, os cotistas negros obtiveram notas melhores do que os demais alunos em 27 cursos da UnB. No curso de música, por exemplo, as notas dos cotistas são 19% superiores às dos demais estudantes. Eles também se destacam em cursos como matemática, em que a diferença é de 15%, artes cênicas (14%), artes plásticas (14%), ciências da computação (13%) e física/licenciatura (12%).

Eu gostaria muito de ter acesso a algum apanhado estatístico mais robusto sobre alunos ingressos pelas vagas facilitadas, coisas do tipo: de que escolas realmente estão saindo estes alunos, em que bairros moram. Ou mesmo estudos acadêmicos mesmo, que investigassem o perfil destes indivíduos mais a fundo, tudo que eu tenho pra falar é baseado na minha experiência mas acho que em 10 anos estes dados já deviam ter sido melhor esmiuçados.

Por exemplo, esta história de cotistas muitas vezes tirarem notas melhores que os não-cotistas ao longo do curso, eu verifico na minha turma atual: entre o pessoal que tira as melhores notas, oscilando sempre acima do 9, estão três cotistas, acontece que os 3 são oriundos de escolas federais de altíssimo padrão, não é surpresa nenhuma que tenham alto desempenho ao longo do curso.

Mas eu interpreto isso como muito mais provavelmente um indício de que tem algo de muito errado no sistema do que um ponto a favor. Engraçado que o pessoal não cotista que lidera as notas na minha turma também é oriúndo de federais. O pessoal que veio das particulares, na minha turma atual, pelo menos, está da média para baixo no que diz respeito às notas.

Por mais esforço pessoal que houvesse, se realmente você coloca dois corredores largando em pontos diferentes de uma mesma pista, o que se espera é que o que largou atrás demore algum tempo para reduzir a diferença, e não que na primeira volta os dois estejam empatados. Se você tem elementos que já na primeira volta passam na frente antes de pensar na maravilha dos seus esforços pessoais eu acho que teria a tendência a pensar que eles queimaram a largada ou estão tomando bomba ou algo do tipo.

Por outro lado também tem na minha turma cotistas que estão com notas baixíssimas em comparação à turma e que têm reprovado quase tudo, talvez por mera coincidência estes são exatamente os que me parecem se adequar mais aos critérios previamente estabelecidos. Eu acho que se tivesse sido produzido um apanhado de informações sobre estas variáveis ao longo do tempo que esta política tem sido implementada, e se ele estivesse acessível, dava para cruzar variáveis e palpitar com maior precisão.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.392
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #49 Online: 24 de Dezembro de 2012, 14:23:15 »
Existem desigualdades socio economicas devido ao sucateamento do ensino publico. A questão não é racial, embora se reflita em numeros nesta área. Racialisar a questão é um erro absurdo. Ataca-se uma das consequencias e não as causas. Sou contra.

A causa não é  apenas sócio-econômica, é racial também. Historicamente negros, pardos, mulatos, tem menos acesso à saúde e educação de qualidade que brancos. Atacar as causas sócio econômicas é um ótimo meio, mas ainda assim essas pessoas estariam na rabeira dos brancos pobres. É histórico, não dá pra ignorar e ficar brigando com esse fato. Pra mim as cotas raciais cortam o caminho pela jugular da submissão secular que é imposta aos negros africanos e seus descendentes no dia de hoje.

O acesso à educação e saúde hoje em dia é igual para todos independente de cor de pele.

Não, não é. O Acesso à educação e saúde ( de qualidade) e qualquer outro serviço no Brasil é seletivo.
Como o acesso a saúde hoje no Brasil é seletivo em relação a cor da pele?

O negros, pardos, mulatos, índios, estão na base da pirâmide.


Se eles sao os mais pobres então a cota social é mais benéfica que a racial.

Eles ainda seriam os ultimos entre os ultimos. Os brancos da base da teriam mais chances de sair antes deles.
« Última modificação: 24 de Dezembro de 2012, 14:33:12 por _Juca_ »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!