Autor Tópico: Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?  (Lida 82476 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.491
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1675 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 22:11:22 »
E é representativa a quantidade de negros com igual capacitação profissional a brancos? Por que geralmente o que se coloca como evidência de discriminação em contratações são só as disparidades de salário.


Rendimento médio real habitualmente recebido no trabalho principal segundo a cor ou raça e anos de estudo:


Quanto aos dados do IBGE, acredito que eles ainda não são conclusivos.Vejamos.Se a escolaridade "entre 8 e 10 anos" do negro é de 8 anos e a do branco é de 10 anos, 2 anos de diferença de escolaridade e considerando que cada ano de escolaridade representa uma diferença de 9% no rendimento (vejam esse trabalho acadêmico: http://www.dnabrasil.org.br/site/publique/media/agenda_perdida.pdf ) ,então negros podem ter rendimentos de 82% dos brancos, sem que isso signifique racismo.Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo podem está dando tratamento salarial aproximadamente igual as etnias, apesar que em Recife e Salvador existir uma probabilidade significativa de está havendo racismo.Se racismo estiver existindo, acho que o governo deveria estudar tomar medidas punitivas a empresas que impõe essa discrepância.


Realmente estas pesquisas de modo geral não conseguem dizer quase nada tamanhas são as variáveis a serem analizadas. As matérias jornalísticas baseadas nelas dizem menos ainda (estou tacando pedra no meu próprio telhado, vai goteirar em casa  :? )  : o despreparo de nossos jornalistas; a pressão das redações pelo vômito de matérias pra ontem que deveriam ser pelo menos para o mês que vem; a superpopulação de estagiários (Ó NÓIS AÊ) nas redações; o acúmulo de tarefas nas mãos de um pobre repórter … Então os estudos que já não são muito conclusivos caem na mão da imprensa, são mal interpretados e acabam como ótima matéria-prima à desinformação.

 A idéia que a matéria tenta passar ( e faz o mesmo, ao meu ver de maneira tão equivocada quanto, em relação às mulheres) é de que por motivos racistas, ou sexistas, o patronato decide pagar menos aos negros e mulheres do que paga aos brancos e homens. Muitos dos argumentos apresetados acima ajudam a desmitificar esta tese. Uma delas é que os negros nos concentramos nos subúrbios enquanto os brancos se concentram nas regiões mais abastadas (e que pagam melhor). Isso ajuda a explicar por quê a balconista de padaria do Leblon (que tem mais chances de ser branca) ganhar o dobro do que a balconista de padaria de Ricardo de Albuquerque (mais provavelmente negra)

A memória ao fato de que muitos negros se declaram mais claros do que são e sobre a incidência deste fenômeno ser mais intensamente observada quanto maior for a classe social do tal negro ou pardo é outro critério. 

 Por outro lado existem sim empresas ( e não são poucas)  que usam o critério racial como item relevante (e, em muitos casos, condicionante) para a contratação. Basta dar uma passadinha em um grande shopping qualquer, mesmo no subúrbio, para perceber que não há dados de escolaridade que justifiquem tal supremacia branca em cargos que exigem quando muito o ensino médio completo e a capacidade de ler etiquetas e fazer contas de dois + cinco - sete. É também facilmente observado em uma passagem por qualquer bairro comercial que quanto maior for o perfil sócio-econômico do cliente médio da tal loja mais escassa a exposição de negros entre os prestativos vendedores. Isso me parece sim, uma indicação de que há critérios racistas na seleção de pessoal, o que não valida a tese implicita na matéria de que há critérios racistas na definição de salários em uma mesma empresa para uma mesma função, que é o que o jornal acaba " dizendo" ao leitor, mesmo que não com essas letras.

 Eu acho que não estamos nem tanto ao inferno nem tanto ao céu. Para mim o desastre racial brasileiro é muito menosoriginado pela escravidão por si própria ou por um racismo ativo e muito mais pela forma como a servidão foi extinta. Se os mesmos negros que eram escravos em 1888 tivessem sido contratados imediatamente após a "abolição" em seus mesmos empregos, porém assalariadamente; se tivessem sido imediatamente colocados nas mesmas escolas com os mesmos professores que os meninos brancos, o estado das coisas teria sido bem diferente. Mas talvez Dona Izabel premeditasse que mandando os negros pastarem e substituindo sua força de trabalho por brancos remunerados estes negros, perdidos no mundo sem qualquer meio de subsistência, sem qualquer possibilidades de empregarem-se, sem meios de conseguir seu sustento por quaquer forma fossem ser banidos de uma vez por todas. O fomento à emigração européia visava (ao meu ver de maneira intencional) , a priori, impedir a mistura das castas e , a posteriori, levar ao banimento da casta inferior.

 Não foi bem assim que as coisas rolaram e sabe-se lá como chegamos até aqui. Agora está aí, este quadro tão complexo que é difícil de ser transformado em um texto compreensível, tamanhas as nuances, tão numerosos os pequenos detalhes que o compõem. Com toda a certeza a pesquisa lá em cima não explica bem o que acontece em relação a questão racial brasuca, com certeza eu também não consegui, mas daí a dizer que não há uma questão racial a ser discutida… Vá se >>>>> Ali Khamel.
 



Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.594
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1676 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:03:37 »
<a href="https://www.youtube.com/v/9geE7g-ssr4" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/9geE7g-ssr4</a>

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1677 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:26:17 »
Melhor um sistema imperfeito na hora de definir quem é branco e quem não é, do que um que permita a segregação quase que total.

Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.
« Última modificação: 26 de Fevereiro de 2016, 10:42:59 por Pasteur »

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1678 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:35:34 »
Melhor um sistema com imperfeito na hora de definir quem é branco e quem não é, do que um que permita a segregação quase que total.

Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

A USP também tem amarelos demais.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1679 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:36:09 »
Melhor um sistema com imperfeito na hora de definir quem é branco e quem não é, do que um que permita a segregação quase que total.

Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

O problema não está na faculdade. Ninguém está barrando negros. O problema vem de antes.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1680 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:43:00 »
O Pasteur é um dos que aqui antes defendeu que negros é que sabem e podem falar sobre racismo?

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1681 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:46:30 »
O Pasteur é um dos que aqui antes defendeu que negros é que sabem e podem falar sobre racismo?

Foi mais o Barata.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1682 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 10:51:16 »
O Pasteur é um dos que aqui antes defendeu que negros é que sabem e podem falar sobre racismo?

Foi mais o Barata.



Mas Sowell, Johnny Cash, Brienne, Holiday não vale.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1683 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:02:20 »
Deixa eu ajudar, pra frisar bastante o melhor ponto de vocês pra delinear o problema: A grande treta é que na proporção dentro das cores de pele, a pobreza está muito mais presente de acordo com o quanto se escurece a pele, e disso todos sabem.

Ou todos "pensam que sabem", mas ao menos segundo dados oficiais, negros já apareceram figurando melhor que pardos em anos recentes, em indicadores sócio-econômicos.

Queria encontrar notícias falando desses números, está difícil. Acho que foi algo que teve algum alarde em alguns setores de mais "de direita", tipo Veja e alguns blogueiros, mas não consigo achar, geralmente "pretos e pardos" são agregados, não discriminados.


O grande saco é o mau-caratismo da inclusão de "pardos" no meio das estatísticas, quando é conveniente. Veja, por exemplo:



Isso deveria servir de base pra defendermos que negros são ocupantes majoritarios das escalas "inferiores" ou "menos nobres" de emprego, mesmo que não sejam maioria da população e daí levantarmos bandeiras, até que observamos na legenda que "raça negra = pretos + pardos".  :lol:  Fica explícito aí o mau-caratismo.

Pardos são quem exatamente? Qualquer um que não seja absolutamente marcado com outro fenótipo específico. O FHC? O Lula? O Aécio? A Marina Silva? O Odebrecht? O Renan Calheiros?


Segundo o IBGE, inclusive, mais pessoas se auto-declaram como pardas na população brasileira, do que seriam "de fato", não sei bem como medem isso.

Isso é na prática um "preenchedor" de lacunas pra justificar qualquer argumento.

Muito difícil achar algo especificamente sobre os negros, e que, se acharmos, eu acredito que teremos um quadro meio preocupante mesmo que tem raiz na falta de oportunidades "no berço".

De qualquer forma o efeito talvez se deva a também menor discriminação nas pessoas mestiçs mais claras se declararem negras. Se os critérios são como o desse "gráfico" acho que a presença de "negros" nas faculdades já deve ter sido sempre não muito pequena, na linha do que argumentavam há algumas páginas, ou noutro tópico, com base numa foto de formandos, e então que eu questionei:



Mas se esses são "negros", então é mesmo bem capaz que uns 40% daqueles formandos também fossem.

E volto a questão, sobre se o cara denunciado pelo Juca como fraudador seria necessariamente mesmo, e se "o Ziraldo" poderia se considerar negro.


Se esse pessoal aí é integralmente negro, os pardos podem englobar boa parte da gente dada como "branca branca" mesmo.

O cara lá que supostamente fraudou a auto-declaração (nem sei como isso é possível), sem dúvida não passa como "branco" se quiser.


E é representativa a quantidade de negros com igual capacitação profissional a brancos? Por que geralmente o que se coloca como evidência de discriminação em contratações são só as disparidades de salário.

Provavelmente não. E daí surgem boa parte dos argumentos pró-cota em que há um imediatismo para se qualificar/entregar-diplomas para aqueles sem capacidade "técnica" de ingresso em universidades. Fatalmente esses argumentos serão ancorados nos demais já amplamente discutidos.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.491
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1684 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:03:07 »
Melhor um sistema imperfeito na hora de definir quem é branco e quem não é, do que um que permita a segregação quase que total.

Não tem importância desproporção racial, sexual, ou social, se não houver segregação racial direta de fato ou velada. Pois é só uma correlação, e o que é avaliado é aquilo que tem que ser avaliado, sem discriminação racial/outra.
 

Citar
Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

Apesar das cotas? Tem que ter mais cotas então para os cursos mais concorridos? :hein:

O sonho dele não é realizado com políticas para inglês ver, de faz-de-conta. Você pode colocar uma elite negra nas faculdades e achar bonito, mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.







Deixa eu ajudar, pra frisar bastante o melhor ponto de vocês pra delinear o problema: A grande treta é que na proporção dentro das cores de pele, a pobreza está muito mais presente de acordo com o quanto se escurece a pele, e disso todos sabem.

Ou todos "pensam que sabem", mas ao menos segundo dados oficiais, negros já apareceram figurando melhor que pardos em anos recentes, em indicadores sócio-econômicos.

Queria encontrar notícias falando desses números, está difícil. Acho que foi algo que teve algum alarde em alguns setores de mais "de direita", tipo Veja e alguns blogueiros, mas não consigo achar, geralmente "pretos e pardos" são agregados, não discriminados.


O grande saco é o mau-caratismo da inclusão de "pardos" no meio das estatísticas, quando é conveniente.

Isso é a regra geral. O mais raro é ver serem apresentados dados separados, bem como para brancos e amarelos (já vi até ser declarado que amarelos compõem a "elite branca"). Por isso meio recentemente vêm/vinham optando por usar "afrodescendente".

Mas acho que não faz tanto sentido ter algo fixado em negros "puros", que "nem existem", mas o problema da gradação é complicado, de qualquer forma. Não sei se é sempre mau-caratismo, mas não tenho dúvidas que de vez em quando quando for conveniente falar só dos dados de "negros", falarão só desses; quando falar de negros e pardos agravar a situação, falar de negros e pardos, mas ainda rotular só como "negros". Já existe uma certa tendência natural a se falar assim por praticidade (os índios praticamente sempre sendo EXCLUÍDOS da discussão), e em alguns casos essa tendência natural vai em direção de um viés que se quer dar, então...

Seria interessante se fizessem estudos vendo a correlação direta da cor de pele mesmo, numa gradação mais ampla, em vez do geralzão agregando praticamente todo mundo que não é "branco puro" ou mais claro.



Deve ser meio esquisito isso das cotas em famílias que consideram que têm um irmão branco e um pardo/negro.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1685 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:04:11 »
O Pasteur é um dos que aqui antes defendeu que negros é que sabem e podem falar sobre racismo?

Foi mais o Barata.

Entendi, vamos dar uma chance então pro Pasteur fundamentar a coisa aqui: Caríssimo mestre Pasteur, você acha que brancos e amarelos podem participar das discussões (muitas vezes tendo papel de liderança nela) para definição do que é ou não racismo e quais são as medidas para atenuá-lo?

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1686 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:10:08 »
*pra sustentar o meu ponto sobre o mau-caratismo. Nas fotos dos "negros" eleitos, os caras não incluem os pardos. Alguém chuta o motivo?

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1687 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:43:05 »
O Pasteur é um dos que aqui antes defendeu que negros é que sabem e podem falar sobre racismo?

Foi mais o Barata.



Mas Sowell, Johnny Cash, Brienne, Holiday não vale.

Tem o Donna também e o Marcelinn também.

Esqueci o nome dessa falácia tosca.

O Juca e o Diegojaf e creio que a maioria dos negros/pardos concordam comigo.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1688 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:48:12 »

Citar
Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

Apesar das cotas? Tem que ter mais cotas então para os cursos mais concorridos? :hein:

O sonho dele não é realizado com políticas para inglês ver, de faz-de-conta. Você pode colocar uma elite negra nas faculdades e achar bonito, mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.


Você pode até achar que é política faz de conta, mas faz bem pra todos vermos maior diversidade em cursos superiores.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.309
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1689 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:50:03 »
Tem o Donna também e o Marcelinn também.

Esqueci o nome dessa falácia tosca.

O Juca e o Diegojaf e creio que a maioria dos negros/pardos concordam comigo.

Esta também é uma falácia.

Se chama ad populum:P
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.309
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1690 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:52:32 »

Citar
Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

Apesar das cotas? Tem que ter mais cotas então para os cursos mais concorridos? :hein:

O sonho dele não é realizado com políticas para inglês ver, de faz-de-conta. Você pode colocar uma elite negra nas faculdades e achar bonito, mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.


Você pode até achar que é política faz de conta, mas faz bem pra todos vermos maior diversidade em cursos superiores.

O objetivo de uma universidade não é ter uma maior "diversidade" (seja de qual tipo for) e sim o de produzir excelência, seja ela em material humano seja em conhecimento.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1691 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:58:52 »
O Pasteur é um dos que aqui antes defendeu que negros é que sabem e podem falar sobre racismo?

Foi mais o Barata.

Entendi, vamos dar uma chance então pro Pasteur fundamentar a coisa aqui: Caríssimo mestre Pasteur, você acha que brancos e amarelos podem participar das discussões (muitas vezes tendo papel de liderança nela) para definição do que é ou não racismo e quais são as medidas para atenuá-lo?

Com certeza brancos e amarelos podem participar das discussões, mas vocês estão distorcendo o que o Barata disse. Se a comunidade negra não protestasse, não se indignasse, os brancos e os amarelos sensíveis a essa causa não defenderiam esse ponto de vista, já que quem sente realmente a discriminação é quem é discriminado, óbvio! Se os negros/pardos e indígenas(aeee Buck!) não se sentissem prejudicados, não estaríamos tendo essa conversa!

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1692 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:03:23 »
Tem o Donna também e o Marcelinn também.

Esqueci o nome dessa falácia tosca.

O Juca e o Diegojaf e creio que a maioria dos negros/pardos concordam comigo.

Esta também é uma falácia.

Se chama ad populum:P

Não, porque é um argumento que não é meu, é só o contraditório pra rebater a falácia original.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1693 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:04:32 »

Citar
Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

Apesar das cotas? Tem que ter mais cotas então para os cursos mais concorridos? :hein:

O sonho dele não é realizado com políticas para inglês ver, de faz-de-conta. Você pode colocar uma elite negra nas faculdades e achar bonito, mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.


Você pode até achar que é política faz de conta, mas faz bem pra todos vermos maior diversidade em cursos superiores.

O objetivo de uma universidade não é ter uma maior "diversidade" (seja de qual tipo for) e sim o de produzir excelência, seja ela em material humano seja em conhecimento.

Os cotistas estão produzindo bem também.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.491
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1694 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:15:54 »

Citar
Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

Apesar das cotas? Tem que ter mais cotas então para os cursos mais concorridos? :hein:

O sonho dele não é realizado com políticas para inglês ver, de faz-de-conta. Você pode colocar uma elite negra nas faculdades e achar bonito, mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.


Você pode até achar que é política faz de conta, mas faz bem pra todos vermos maior diversidade em cursos superiores.

Por isso é apenas placebo.

[...] mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.302
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1695 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:22:22 »

Citar
Martin Luther King sonhava com um ambiente sem segregação, mas não é isso que vemos na faculdade de medicina da USP por exemplo.

Apesar das cotas? Tem que ter mais cotas então para os cursos mais concorridos? :hein:

O sonho dele não é realizado com políticas para inglês ver, de faz-de-conta. Você pode colocar uma elite negra nas faculdades e achar bonito, mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.


Você pode até achar que é política faz de conta, mas faz bem pra todos vermos maior diversidade em cursos superiores.

Por isso é apenas placebo.

[...] mas a maior parte dos negros continuará sendo mais pobre e vítima de todos os problemas que vocês citam aqui, que não serão magicamente resolvidos com a injeção forçada nas faculdades de alguns negros/pardos a mais, dos já mais bem de vida.

Existem outras políticas de cotas, pro trabalho também.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1696 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:34:39 »
Cotas* só existem porque a escola pública é um lixo.


Todos os problemas trazidos, as discussões intermináveis, as racionalizações e firulas verbais só existem por causa deste único FATO acima.


*No Brasil.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1697 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:40:40 »
Se, hipoteticamente, existissem cargos para os quais a dentição perfeita fosse pré-requisito, a solução para a pouca presença de pobres nesses cargos que o pessoal aqui proporia seria cotas para pessoas com dentes estragados ou tortos.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1698 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 13:41:39 »
Tem o Donna também e o Marcelinn também.

Esqueci o nome dessa falácia tosca.

O Juca e o Diegojaf e creio que a maioria dos negros/pardos concordam comigo.

Esta também é uma falácia.

Se chama ad populum:P

Não, porque é um argumento que não é meu, é só o contraditório pra rebater a falácia original.

A falácia original seria a minha ou a do Barata? Porque até onde eu sei eu só comentei um fato.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.309
  • Sexo: Masculino
Re:Cotas RACIAIS. Qual sua opinião?
« Resposta #1699 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 14:26:11 »
Tem o Donna também e o Marcelinn também.

Esqueci o nome dessa falácia tosca.

O Juca e o Diegojaf e creio que a maioria dos negros/pardos concordam comigo.
Esta também é uma falácia.

Se chama ad populum:P
Não, porque é um argumento que não é meu, é só o contraditório pra rebater a falácia original.

E qual seria a 'falácia original'?
Foto USGS

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!