Autor Tópico: PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?  (Lida 18631 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.672
  • Sexo: Masculino
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #425 Online: 05 de Julho de 2018, 00:13:49 »
Mas no caso não é algo em que não há concorrência?

Ou se têm em regiões do Reino Unido diferentes companhias distribuindo água encanada? :hein:

Imagino que, mesmo quando a resposta for sim, não deve poder ser uma situação que propicia uma concorrência "ideal".


2017:

Citar

https://www.telegraph.co.uk/business/2017/03/30/government-opens-floodgates-water-market-competition/
...
From April more than 1.2 million businesses, charities and public sector bodies will be able to choose their supplier rather than rely on a supplier with a regional monopoly, in a first for customers in England and Wales.

The Government hopes that competition will lead to better customer service, lower costs and more innovation among suppliers as they vie for customers. Scotland already deregulated its water market for businesses in 2008.

...


Comentários em the Guardian:

Citar
https://www.theguardian.com/business/2016/sep/19/uk-water-regulator-backs-plan-to-open-up-market

mollymawk 19 Sep 2016 4:36

This proposal is based on an obvious fallacy:. If I change supplier, the water comes down the same pipe from the same reservoir and out of the same tap. The same as happens with electricity where 'competition' is well established.

I predict a plethora of snake oil salesmen tricking consumers into contracts carefully worded so that they cannot be meaningfully compared with their competitors coupled with a complex system which avoids anyone taking the blame when anything goes wrong. In summary, it's bollocks.



Citar
https://www.theguardian.com/business/2017/jan/14/water-everywhere-providers-green-light-sell-outside-regions-deregulation

brokedog 14 Jan 2017 14:24


FFS. Are they going to come and fit new pipes and pump in special water from their artisan water presses? No they aren't. Privatized utilities are a fucking scam. Private profit public costs.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.436
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #426 Online: 05 de Julho de 2018, 00:42:39 »
Não sei qual é o caso do Reino Unido. Li, no artigo referido, que existem 25 companhias de água e saneamento por lá, como isso é distribuído no território, eu não sei.

Mas, num setor de "monopólio natural", é mais eficaz que apenas uma empresa oferte o bem em determinada localidade - e há quem considere processos diferentes (geração e distribuição, por exemplo) representam bens diferentes.

Parece que os libertários acham que mesmo a oferta monopolista do "monopolista natural" é compatível com a livre concorrência, desde que haja a ausência total de barreiras legais para se entrar no mercado. A concorrência operaria na disputa para ser o ofertante único que oferecesse o melhor contrato de longo prazo, cujos termos não poderiam ser alterados nem mesmo temporariamente. Isso foi explicado em detalhes no artigo "Sobre as privatizações (final)" do Instituto Mises Brasil.
« Última modificação: 05 de Julho de 2018, 10:22:49 por -Huxley- »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.436
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #427 Online: 30 de Julho de 2018, 21:17:21 »
Um bilhão de motivos para privatizar estatais

Brasil  30.07.18 11:29

Ao decompor o resultado das contas públicas, o governo federal registrou um déficit primário de R$ 28,718 bilhões no primeiro semestre deste ano (0,86% do PIB) e as empresas estatais apresentaram um rombo de R$ 1,080 bilhão, registra o G1, com base em informações do Banco Central.

“Mas esses resultados negativos foram parcialmente compensados pelo superávit de R$ 13,214 bilhões (0,39% do PIB) dos estados e municípios.”

Não à toa, a privatização de estatais tem sido um dos assuntos mais comentados deste período pré-eleitoral.

Fonte: https://www.oantagonista.com/brasil/um-bilhao-de-motivos-para-privatizar-estatais/


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.722
  • Sexo: Masculino
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #428 Online: 01 de Agosto de 2018, 08:31:40 »
Economia

Privatização

China, Canadá e EUA mantêm forte presença estatal nas hidrelétricas


por José Antonio Lima — publicado 23/08/2017 13h25

Nos maiores produtores do mundo, o setor é encarado como estratégico para garantir a independência energética e o desenvolvimento. E por aqui?

 
Alexandre Marchetti /ItaipuBinacional
Itaipu

Itaipu: a promessa é que a usina, mantida em parceria com o Paraguai, não será privatizada


O governo de Michel Temer anunciou nesta semana a privatização da Eletrobras, a principal companhia energética brasileira, responsável por um terço da geração de energia no País. Atualmente, o governo federal detém 63% do capital total da Eletrobras, sendo 51% da União e outros 12% do BNDESPar, o braço de investimentos do BNDES. Ainda não há detalhes a respeito de como se daria a privatização da empresa, mas chama a atenção a ideia do governo de entregar a investidores privados o controle de um setor estratégico para o país, a energia hidrelétrica.


A Eletrobras tem usinas de diversas naturezas, como eólica, nuclear, solar e termonuclear, mas as que se destacam são as hidrelétricas. No portfólio estão, por exemplo, as usinas de Itaipu (no Parána), Belo Monte e Tucuruí (no Pará) e Jirau e Santo Antônio (em Rondônia). O governo adiantou que Itaipu não seria privatizada, sem explicar como a protegeria, mas as outras, ao que parece, estão no cardápio do mercado.

Leia também:
O projeto de Temer abala as bases do capitalismo


A entrega do setor a investidores privados, potencialmente estrangeiros, não faz parte atualmente das políticas dos maiores produtores de energia hidrelétrica do mundo. Juntos, China, Canadá, Brasil e Estados Unidos são responsáveis por 52,8% da energia hidrelétrica produzida, segundo dados da Agência Internacional de Energia. Em todos eles, os governos se destacam como donos do negócio.


Na China, a estatal Three Gorges Corporation opera Três Gargantas, disparada a maior hidrelétrica do mundo, localizada no rio Yang-tsé. Por meio de uma subsidiária, a China Yangtze Power Co., controla a segunda e a terceira maiores hidrelétricas chinesas, Xiluodu, com capacidade equivalente à de Itaipu, e Xiangjiaba.


No Canadá, onde 60% da energia é hidrelétrica, o setor é dominado por companhias dos governos provinciais, que constituíram empresas públicas. Em províncias como Columbia Britânica, Manitoba, Nova Brunswick e Québec as controladoras da produção hidrelétrica pertencem ao governo. Em Ontário ocorre o mesmo e, nesta província, onde fica Toronto, a maior cidade canadense, a venda ao mercado de cerca de 30% das ações da Hydro One, uma companhia estatal que transmite energia (não é geradora) foi recebida com indignação pela população em 2015 e 2016.


Nos Estados Unidos, a energia hidrelétrica tem um peso menor. Cerca de 10% da matriz energética norte-americana é renovável e, desse montante, 26% é produzido pelas hidrelétricas. Ainda assim, trata-se de um setor estratégico. Nos EUA, o maior operador de energia hidrelétrica é o Corpo de Engenheiros do Exército, que controla barragens como John Day, The Dalles e Bonneville, todas no rio Columbia. O segundo maior produtor de energia hidrelétrica nos EUA é o United States Bureau of Reclamation, uma agência federal que responde ao Departamento do Interior.


O presidente do EUA, Donald Trump, lançou em maio um enorme plano de privatização de infraestrutura, mas nem mesmo o empresário, que deseja entregar largas fatias da infraestrutura nacional ao mercado, ousou privatizar as usinas hidrelétricas. Uma das ideias de Trump, por exemplo, é privatizar a Administração Energética de Bonneville, agência federal criada em 1937 para vender a energia da usina de Bonneville, operada pelo Exército. Há diversas críticas à ideia, como a feita pelo jornal Seattle Times em editorial de 29 de maio. Para a publicação, se o plano de Trump avançar, o Noroeste dos EUA pode "dar adeus à energia pública e barata e olá para os poderosos da energia de Wall Street."

Leia também:
Na era Temer, o desmanche iniciado por FHC se aprofunda
Na era das privatizações, um satélite para as operadoras


A manutenção da energia hidrelétrica nas mãos dos governos é parte da estratégia de desenvolvimento dos países, em geral baseadas no conceito de segurança energética. A ideia é garantir a disponibilidade ininterrupta de fontes de energia a um preço acessível para garantir o desenvolvimento econômico e social dos países. Entregar áreas estratégicas, assim, pode eventualmente comprometer a capacidade dos governos de tomar decisões por conta própria para garantir o seu avanço.


Ainda sem apresentar detalhes do balão de ensaio da privatização, o governo Temer promete ao menos manter uma golden share das ações, que manteria com a União o poder de veto sobre ações estratégicas.


No caso da Eletrobras, entre os candidatos para levar fatias da companhia estão fundos estrangeiros, companhias energéticas europeias e estatais chinesas, como a Three Gorges Corporation. A companhia chegou ao Brasil em 2013 e por aqui atua com o nome CTG. Em seu site, ela diz ter escolhido o país "como prioritário em sua estratégia de crescimento internacional". Em três anos, se tornou em 2016 a maior geradora privada de energia do Brasil.


https://www.cartacapital.com.br/economia/china-canada-e-eua-mantem-forte-presenca-estatal-nas-hidreletricas


« Última modificação: 01 de Agosto de 2018, 08:44:31 por JJ »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.436
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #429 Online: 01 de Agosto de 2018, 09:07:00 »
A Carta Petistal abusou dos chavões estatizantes para enrolar e não explicar porque a associação mencionada implica causalidade. Para entender o quão vazio é trecho de texto abaixo, é só fazer uma substituição.

"A manutenção da energia hidrelétrica nas mãos dos governos é parte da estratégia de desenvolvimento dos países, em geral baseadas no conceito de segurança energética. A ideia é garantir a disponibilidade ininterrupta de fontes de energia a um preço acessível para garantir o desenvolvimento econômico e social dos países. Entregar áreas estratégicas, assim, pode eventualmente comprometer a capacidade dos governos de tomar decisões por conta própria para garantir o seu avanço."

Substitua isso por:

"A manutenção da produção de alimentos nas mãos dos governos é parte da estratégia de desenvolvimento dos países, em geral baseadas no conceito de segurança alimentar. A ideia é garantir a disponibilidade ininterrupta de fontes de alimentos a um preço acessível para garantir o desenvolvimento econômico e social dos países. Entregar áreas estratégicas, assim, pode eventualmente comprometer a capacidade dos governos de tomar decisões por conta própria para garantir o seu avanço."
« Última modificação: 01 de Agosto de 2018, 09:10:00 por -Huxley- »

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #430 Online: 01 de Agosto de 2018, 15:25:07 »
Economia

Privatização

China, Canadá e EUA mantêm forte presença estatal nas hidrelétricas


por José Antonio Lima — publicado 23/08/2017 13h25

Nos maiores produtores do mundo, o setor é encarado como estratégico para garantir a independência energética e o desenvolvimento. E por aqui?

 
Alexandre Marchetti /ItaipuBinacional
Itaipu

Itaipu: a promessa é que a usina, mantida em parceria com o Paraguai, não será privatizada


O governo de Michel Temer anunciou nesta semana a privatização da Eletrobras, a principal companhia energética brasileira, responsável por um terço da geração de energia no País. Atualmente, o governo federal detém 63% do capital total da Eletrobras, sendo 51% da União e outros 12% do BNDESPar, o braço de investimentos do BNDES. Ainda não há detalhes a respeito de como se daria a privatização da empresa, mas chama a atenção a ideia do governo de entregar a investidores privados o controle de um setor estratégico para o país, a energia hidrelétrica.


A Eletrobras tem usinas de diversas naturezas, como eólica, nuclear, solar e termonuclear...

https://www.cartacapital.com.br/economia/china-canada-e-eua-mantem-forte-presenca-estatal-nas-hidreletricas

 :stunned: :susto: :o :olheira: :histeria: :histeria:

Parei aí! Pra que eu perco tempo lendo essa coisas... Informação 0! Não tem nada nessa %¨(()*&%%! :no:

 :histeria:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #431 Online: 01 de Agosto de 2018, 21:05:12 »

pretendiam vender a Eletrobras pelo valor simbólico de mais ou menos 10% do valor investido pelo governo na estatal
Por que?

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.895
  • Sexo: Masculino
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #432 Online: 02 de Agosto de 2018, 09:24:57 »

pretendiam vender a Eletrobras pelo valor simbólico de mais ou menos 10% do valor investido pelo governo na estatal

Se dessem esta porcaria hoje, em menos de 10 anos "o dinheiro que ela vale" (sic) seria recuperado, apenas pelo cessar de fazer aportes nas operadoras deficitárias que ela sustenta.
Foto USGS

Offline MarceliNNNN

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 436
Re:PRIVATIZAÇÕES...boas ou más ?
« Resposta #433 Online: 02 de Agosto de 2018, 10:57:21 »
Ir nos Correios ou na Caixa é pedir para passar raiva sempre  :x

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!