Autor Tópico: Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes  (Lida 7356 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.483
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #50 Online: 30 de Agosto de 2018, 21:23:22 »
Fico curioso sobre considerações quanto a ao menos uma fração disso se dever a epigenética, tanto em esforço individual, quanto hereditariedade epigenética.


Numa sub-teoria não-mainstream que é meio-ramificação da teoria não-mainstream/semi-pseudociễncia da evolução humana como de "macacos aquáticos", postulam que os Homo erectus, ou erectus avançados, heidelbergensis/rhodesiensis, tenham em coisas como a densidade dos ossos, adaptações para mergulho de profundidade, reduzindo a boiabilidade.


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.543
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #51 Online: 20 de Abril de 2019, 11:32:09 »






Sim, somos todos macacos (#Pirula 79)



Canal do Pirula

Publicado em 1 de mai de 2014

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.543
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #52 Online: 20 de Abril de 2019, 15:11:20 »

21/01/2013 13h01 - Atualizado em 21/01/2013 13h11

Cientista diz que é possível clonar ancestral do homem a partir de fóssil Geneticista precisaria de uma voluntária para gerar 'bebê Neandertal'.


O professor de genética da Faculdade de Medicina de Harvard, Geroge Church, afirmou que seria possível clonar um bebê de Neandertal a partir do DNA do ancestral, caso pudesse encontrar uma voluntária disposta a gerar o clone, de acordo com reportagem publicada nesta segunda-feira (21) no site do jornal britânico “The Telegraph”.

A tese é defendida no seu mais recente livro: “Regenesis: Como a biologia sintética vai reinventar a natureza e a nós mesmos” (Regenesis: How Synthetic
Biology Will Reinvent Nature and Ourselves).


Procedimento não seria legal em muitos países por envolver clonagem.


De acordo com o renomado geneticista, a técnica envolveria o desenvolvimento do DNA a partir de material fossilizado, seguido pela introdução do genoma
ancestral em células-tronco humanas. Essas células seriam clonadas para criar um feto que poderia então ser implantado em uma mulher.


O problema é que o procedimento não seria legal em muitos países, por envolver clonagem e uso de DNA extraído de fósseis. “Eu já consegui extrair DNA
suficiente dos ossos fossilizados para reconstruir o DNA de espécies humanas extintas. Agora, preciso de uma mulher aventureira”, afirmou.


De acordo com o cientista, o processo é possível porque, longe de ser brutal e primitivo, os neandertais eram seres inteligentes. “Eles podem pensar de maneira
diferente do que nós. Sabemos que eles tinham um crânio maior do que o nosso e poderiam até mesmo ser mais inteligentes do que nós”, disse.


A espécie (Homo neanderthalensis) é tida como um dos ancestrais do homem moderno e foi extinta há 33 mil anos. “Quando chegar a hora de lidar com uma
epidemia ou deixar o planeta ou o que quer que seja, é concebível que a maneira de pensar do Neandertal seja benéfica. Eles poderiam até mesmo criar uma
cultura ‘neo-neandertal’ e tornar-se uma força política. O objetivo principal é aumentar a diversidade. A única coisa que é ruim para a sociedade é a baixa
diversidade", conclui.


Geroge Church é conhecido por contribuir com o Projeto Genoma Humano, que mapeou o DNA do homem.


Para ler mais notícias do G1 Ciência e Saúde, clique em g1.globo.com/ciencia-e-saude. Siga também o G1 Ciência e Saúde no Twitter e por RSS.


http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/01/cientista-diz-que-possivel-clonar-ancestral-do-homem-partir-de-fossil.html



Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.503
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #53 Online: 20 de Abril de 2019, 15:24:40 »
Nem a título de super experiência científica é "moral" colocar uma vida humana no mundo. Mas caso já estivesse ai essa criatura, isso seria muito interessante.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.543
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #54 Online: 20 de Abril de 2019, 16:05:13 »
22/10/2012 08h43 - Atualizado em 22/10/2012 09h03


Ancestral mais antigo do homem se parecia com esquilo, aponta estudo 'Purgatorius' viveu há 66 milhões de anos, após extinção dos dinossauros.


Fósseis do animal foram descobertos nas Montanhas Rochosas, nos EUA.


Do G1, em São Paulo


O ancestral mais antigo do homem era um pequeno primata parecido com um esquilo, aponta um novo estudo conduzido pela Universidade Yale, nos EUA.

Os cientistas acreditam que o Purgatorius tenha vivido há 66 milhões de anos, no período geológico Paleoceno – pouco depois da extinção dos dinossauros terrestres.

Fósseis recém-descobertos do mamífero revelam um animal ágil, que gastava boa parte do tempo subindo em árvores e comendo frutas. Os ossos são os primeiros a revelarem como essa espécie era da cabeça para baixo

Os fósseis foram achados em uma região das Montanhas Rochosas chamada Colina do Purgatório – daí o nome do animal –, no estado de Montana.

Os autores sugerem que o bicho era marrom, tinha uma cauda peluda e pesava menos de 40 gramas – aproximadamente o tamanho dos lêmures de Madagascar, os menores primatas vivos.

O Purgatorius tinha vários dentes e uma articulação móvel do tornozelo que permitia que os pés dele girassem em diferentes direções, segundo o paleontólogo e coautor Stephen Chester. Esse mecanismo especializado teria desempenhado um importante papel na evolução dos primatas.


O pesquisador conduziu o estudo em parceria com colegas do Museu de História Natural da Flórida e da Universidade da Califórnia.



http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/10/ancestral-mais-antigo-do-homem-se-parecia-com-esquilo-aponta-estudo.html




Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.543
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #55 Online: 20 de Abril de 2019, 16:16:26 »
08/09/2011 16h58 - Atualizado em 09/09/2011 14h47


Estudo sugere que 'Australopithecus' seja ancestral do homem moderno Análise da anatomia dos fósseis mostra que hominídeo usava ferramentas.


Acreditava-se que evolução da espécie era paralela à do gênero 'Homo'.


O Australopithecus sediba foi um hominídeo que viveu há cerca de 1,9 milhão de anos, com algumas características de chimpanzé -- se balançava em árvores --e outras de humanos -- conseguia fabricar ferramentas e andar ereto. Segundo um estudo publicado na edição desta quinta-feira (8) da revista Science, ele "tem o potencial de ser o ancestral que levou ao aparecimento do gênero Homo", do qual nós, humanos modernos, fazemos parte.

Até agora, acreditava-se que o primeiro fabricante de ferramentas tenha sido o Homo habilis. Esta crença se baseava em estudos de 21 ossos de mão fossilizados encontrados na Tanzânia, que datam de 1,75 milhão de anos atrás.

A pesquisa atual faz um exame mais detalhado de dois esqueletos parciais fossilizados de Au. sediba. Eles foram descobertos em 2008 em Malapa, na África do Sul, por Lee Berger, professor da Universidade de Witwatersrand, de Joanesburgo, no mesmo país. Neste sítio foram encontrados mais de 220 ossos de pelo menos cinco indivíduos, entre as quais crianças, jovens e adultos.


Além das mãos, o estudo incluiu o pequeno, porém avançado cérebro do Au. sediba, sua pélvis, que reflete uma postura ereta, e um conjunto único de pé e tornozelo que "combina características dos macacos e dos seres humanos em um único pacote anatômico", segundo Berger, que é o autor principal da pesquisa.


Dedos fortes

Após analisar a mão mais completa encontrada até agora, os especialistas concluíram que o Au. sediba tinha um polegar extralongo e dedos fortes, que teria usado para fabricar ferramentas, demonstraram as descobertas.

Os ossos da mão encontrados pertenciam a uma fêmea adulta, que tinha entre 20 e 30 anos ao morrer. Seus restos foram encontrados perto dos de um macho na infância, cujos ossos fossilizados também foram incluídos no estudo.

"A mão sediba revela uma surpreendente mistura de características que não teríamos previsto que pudessem existir em uma mesma mão", disse uma das cientistas, Tracy Kivell, do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva em Leipzig, Alemanha.

"Tem um polegar longo, mas é surpreendente que este polegar seja ainda mais longo do que os que vemos nos humanos modernos", comentou.

"O punho estava mais bem preparado para suportar cargas maiores do que o que poderia durante o uso de ferramentas, por exemplo," e tinha dedos longos e
estreitos, "capazes de agarrar com força", acrescentou.

"Esta morfologia nos sugere, assim, que o sediba provavelmente ainda usava suas mãos para subir em árvores", afirmou. "Mas é provável que também fosse capaz de executar as manobras de precisão que acreditamos ser necessárias para fabricar ferramentas de pedra", ponderou Kivell.


Tamanho não é documento
O cérebro do Au. sediba tinha um volume de cerca de 420 cm³, que está muito mais próximo dos 380 cm³ do chimpanzé do que dos 900 cm³ do Homo erectus. Porém, o formato lembra mais o do cérebro humano do que o dos macacos, o que indica que certas partes do sistema nervoso já estavam mais desenvolvidas.

"Estamos bastante seguros em nossa sugestão de que essa é uma evidência de que a reorganização aconteceu antes do aumento do tamanho do crânio", afirmou Kristian Carlson, também da Universidade de Witwatersrand.

"Certamente, nas comparações futuras, será interessante olhar para os primeiros espécimes do gênero Homo para tentar entender mais sobre como essa reconfiguração pode ter continuado e exatamente quão rápida foi o aumento do tamanho do crânio", completou.

Pés para que te quero

Os ossos do pé e do tornozelo de uma fêmea surpreenderam os paleoantropólogos, devido a sua estranha mistura de um arco do pé e um tendão de Aquiles com
os dos humanos, e de um calcanhar e uma tíbia como os do macaco.


"Se os ossos não tivessem sido encontrados grudados, a equipe poderia tê-los classificado como pertencentes a espécies diferentes", disse outro dos autores do estudo, Bernard Zipfel, da Universidade de Witwatersrand.


Sem comparação
A análise realizada por uma equipe de 80 cientistas internacionais, detalhada em cinco artigos na Science, oferece novas pistas sobre como pode ter ocorrido a transição do macaco para o ser humano, mas também suscita muitas dúvidas sobre a evolução da espécie humana.

Os cientistas não estão certos se o gênero Homo, que inclui os humanos contemporâneos, evoluiu diretamente do Au. sediba ou se o essa era uma das chamadas espécies "sem saída" e as espécies do gênero Homo evoluíram em separado.

Um dos principais problemas que os paleoantropólogos enfrentam é o pouco que se sabe sobre o esqueleto do Homo habilis, já que há pouco material
disponível para comparação.


"O registro fóssil dos primeiros Homo é caótico", disse outro cientista, Steven Churchill, da Universidade de Duke, na Carolina do Norte, Estados Unidos.

"Muitos fósseis são duvidosamente atribuídos a várias espécies ou sua datação é muito vaga", explicou.


Mas uma longa lista de todas as características avançadas que o Au. sediba compartilha com outras espécies de Homo, como o Homo habilis e o Homo rudolfensis, "sugere que é um bom ancestral da primeira espécie que todos reconhecem no gênero Homo: o Homo erectus", emendou.


http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/09/estudo-sugere-que-australopithecus-seja-ancestral-do-homem-moderno.html


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.483
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #56 Online: 09 de Junho de 2019, 15:59:24 »
https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0047248418303658

Citar
https://www.iflscience.com/plants-and-animals/wild-troop-of-chimps-caught-picking-on-a-leopard-then-stealing-its-kill-/

...

The event was captured by researchers working in the Mahale Mountains of Tanzania in November 2016. They had been watching the group for several hours before spotting a leopard sitting in a nearby tree. A female chimp started giving off aggressive “waa barks” and was joined by another after some time. Within an hour, the group and its alpha male, naturally named Primus, joined the other two chimps at what appeared to be the leopard’s kill site. The troop was seen carrying the carcass of a blue duiker with fresh blood oozing from wounds on its throat likely caused by the leopard.

“Because they frequently emitted waa barks, they probably recognized the continued presence of the leopard. They did not show excessive fear or panic, nor did they attempt to flee,” wrote the researchers in the Journal of Human Evolution. “Multiple chimpanzees shouting loudly may be enough to chase away a leopard or at least deter it from approaching.”

...

But the researchers are quick to note that this is a one-off occurrence. Alexander Piel of Liverpool John Moores University, who was not involved in the study, told New Scientist that it’s not certain the leopard killed the duiker or if it was sick.


Chimpanzés são observados pela primeira aparentemente após terem "roubado" presa de leopardo, animal que de vez em quando mata chimpanzés, ao menos isolados. Já havia sido observado chimpanzés matarem filhote de leopardo.

Os chimpanzés davam gritos alertando a possível ou conhecida presença do leopardo ainda nas imediações. Isso sugere que chimpanzés podem ser "carniceiros confrontacionais," em algum grau. Isso pode ser sugestivo de que ancestrais humanos praticassem algo similar.

A notícia parece ser reportada de maneira exagerada em alguns sites, não tenho acesso à "reportagem" do estudo em si, mas parece que não foi diretamente observada uma confrontação completa, do leopardo estar com sua presa e então virem os chimpanzés e fazerem-no se afastar. Pode ser que ele apenas tivesse deixado o animal abatido cair da árvore e chimpanzés que o sondassem, talvez esperando por isso, então tivessem corrido lá e apanhado antes do leopardo poder fazê-lo, e em número, serem intimidação suficiente para ele não ir tentar recuperar. Um pesquisador não envolvido diz que nem é certo se o animal tinha sido presa do leopardo ou se estava doente.

Imagino que pesquisadores postulem que uma relação mutualista entre humanos e lobos/proto-cães possa ter começado assim, precedendo a domesticação propriamente dita.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.520
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #57 Online: 05 de Novembro de 2019, 21:15:58 »
First modern Britons had 'dark to black' skin, Cheddar Man DNA analysis reveal

https://www.theguardian.com/science/2018/feb/07/first-modern-britons-dark-black-skin-cheddar-man-dna-analysis-reveals
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Pavlov probably thought about feeding his dogs every time someone rang a bell.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.483
  • Sexo: Masculino
Re:Evolução humana: notícias, textos, e vídeos interessantes
« Resposta #58 Online: 05 de Novembro de 2019, 22:18:04 »
Citar
<a href="http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=15746721" target="_blank" class="new_win">http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=15746721</a>

Fred Smith's 9/20/2010 talk at Binghamton University. Part of the Evolutionary Studies seminar series. More information available at evolution.binghamton.edu/evos/seminars/fall-2010/smith/



 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!