Autor Tópico: Dilma lança cruzada pela educação  (Lida 8048 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #150 Online: 06 de Maio de 2013, 14:32:49 »
Triste.

Recentemente fiz uma prova em que o texto principal falava justamente sobre a necessidade de ensinar pessoas a entender o que lêem e explicar o que entenderam aos demais. Tratava de questões como: a deficiência dos profissionais da área de humanas, a fragilidade de alguns diplomas de mestrado e doutorado, a incapacidade de se fazer entender pelo outro e o resultado trágico que tudo isso representa para um país em desenvolvimento.

São noções básicas: um indivíduo precisa entender e saber transmitir as informações que recebe. Mas o que se vê é gente que não sabe ler, não sabe escrever, entende informações de maneira errônea e se vê indignado com coisas que nem são verdadeiras. Vide essas correntes de redes sociais: muita gente repassa informações falsas, situações inexistentes. As pessoas não se preocupam em verificar a veracidade do que estão lendo e acreditam em qualquer coisa, por mais absurda que possa parecer.

Estudar e ler se tornaram atividades estranhas ao ambiente universitário... Outro dia um advogado me perguntou o que eu fazia estudando determinado assunto. Que era desnecessário, já que o deus google sabe tudo e tudo faz por nós. E aí nos deparamos com petições mal feitas, mal redigidas, gente que não sabe interpretar coisas que já tem entendimento pacífico... Dá um desânimo...
"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #151 Online: 06 de Maio de 2013, 14:41:11 »
...
Quase 40% dos nossos universitários são analfabetos funcionais.

:brasil:

Citar
Entre os estudantes do ensino superior, 38% não dominam habilidades básicas de leitura e escrita, segundo o Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), divulgado nessa segunda-feira pelo Instituto Paulo Montenegro (IPM) e pela ONG Ação Educativa. O indicador reflete o expressivo crescimento de universidades de baixa qualidade.

Acho que não é atribuição das faculdades alfabetizar os alunos. Isso só dá uma amostra da qualidade dos alunos que as universidades particulares devem trabalhar.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #152 Online: 06 de Maio de 2013, 14:43:04 »
Para alguém se mexer, é necessário que ele veja a necessidade para isso.

O pensamento dos nossos funcionário públicos é de que está bem e indo cada vez melhor, a despeito do desastre claro em que se encontram nossa saúde, educação, justiça, segurança, etc..

Enquanto eles não tirarem a questão ideológica, o corporativismo e a arrogância da questão, não vão sequer saber que precisam se mexer.

Como alguém em sã consciência, pode defender a saúde no Brasil.

Não acho que dê pra defender nenhum serviço público no país. Serviços privados também deixam a desejar. Serviços públicos concedidos aos particulares então!

O pensamento do servidor público é estabilidade, é ter no fim do mês para pagar as contas. Tratar servidor público mal é desacato, mas ser mal tratado por servidor é banal, é preciso se acostumar. Que tal levar uma caixa de bombom para agilizar um processo? Claro que existem servidores competentes, que honram o salário que recebem (ou deveriam receber), mas via de regra, o serviço funciona mal - isso quando funciona.

No Brasil investe-se demais em coisas supérfluas (copa do mundo e olimpíadas) que não são sequer adequadas neste momento. Por sua vez, saúde, educação, segurança, infraestrutura de serviços básicos, etc são relegados a segundo plano. Funciona? Sim, mas mal e porcamente. Parar não pode.
"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #153 Online: 06 de Maio de 2013, 14:49:38 »
Acho que não é atribuição das faculdades alfabetizar os alunos. Isso só dá uma amostra da qualidade dos alunos que as universidades particulares devem trabalhar.

Pois é. Defendendo meu lado: porque tanta gente não passa no exame da ordem? Gente, o que cai na prova é o que se vê nas faculdades! Tem alunos de direito que envergonham o curso, tem faculdades que são um lixo e que estão atuando graças ao aval de quem deveria fiscalizar e coibir seu funcionamento.

Outro dia vi uma peça processual em que um recém-formado dizia que o Juiz não precisa apreciar todas as questões submetidas ao seu crivo, prendendo-se às razões de conveniência e oportunidade para apreciá-las ou não! É uma questão de raciocínio lógico jurídico!!! Juiz já não trabalha quando obrigado, que dizer quando ele não for?
"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.155
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #154 Online: 06 de Maio de 2013, 14:53:43 »
...
Quase 40% dos nossos universitários são analfabetos funcionais.

:brasil:

Citar
Entre os estudantes do ensino superior, 38% não dominam habilidades básicas de leitura e escrita, segundo o Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), divulgado nessa segunda-feira pelo Instituto Paulo Montenegro (IPM) e pela ONG Ação Educativa. O indicador reflete o expressivo crescimento de universidades de baixa qualidade.

Acho que não é atribuição das faculdades alfabetizar os alunos. Isso só dá uma amostra da qualidade dos alunos que as universidades particulares devem trabalhar.

O ponto é que todos esses alunos passaram pela educação básica e 40% deles são analfabetos funcionais. E isso daqueles que resolveram fazer um curso superior, imagina esse índice entre as pessoas que terminaram o ensino médio e não foram para a faculdade?

Esses números nos dão uma boa ideia da qualidade da educação no país.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #155 Online: 06 de Maio de 2013, 15:00:24 »
Os alunos que estudaram em escola privada e fizeram cursinhos dão às universidades públicas uma matéria prima incomensuravelmente melhor do que os pobres coitados que estudaram em escolas primárias e secundárias públicas.

A universidade pública por definição é melhor. Salvo alguma exceções como a FGV em SP que é cara mas concorrida.

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.155
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #156 Online: 06 de Maio de 2013, 15:43:58 »
Ótimo ponto. Se pegarmos essas 40% e verificarmos quantos deles vieram do ensino público, teríamos a real dimensão do desastre.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Temma

  • Visitante
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #157 Online: 23 de Maio de 2013, 09:11:18 »
Notícia do ano de 2012, mas que serve para combater o dogma que de a educação está cada vez pior.


http://noticias.terra.com.br/educacao/educacao-do-brasil-foi-a-3-que-mais-avancou-no-mundo-diz-pesquisa,5d5b42ba7d2da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html


Educação do Brasil foi a 3ª que mais avançou no mundo, diz pesquisa


A educação brasileira foi a terceira que mais melhorou no mundo nos últimos 15 anos, atrás apenas do Chile e da Letônia. O resultado consta em um estudo realizado em 49 países conduzido por pesquisadores das universidades de Stanford e Harvard, nos Estados Unidos, e de Munich, na Alemanha. A pesquisa analisou o desempenho destes países com base em testes internacionais de avaliação, como o Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos).

De acordo com os especialistas, a melhora na qualidade do ensino desses países, que apresentavam índices baixos, foi registrada porque eles tiveram mais facilidade de subir no ranking ao usar fórmulas de baixo custo que países desenvolvidos já aplicavam. O desempenho também avançou por conta da redução da pobreza e do aumento da escolaridade dos pais.

Deficiências
Apesar dos avanços, o País ainda tem muito a melhorar. Os resultados do último Pisa, realizado em 2010, não foram nada animadores. Em um ranking de 65 países, o País ocupou a 53º posição em Leitura e Ciências e foi 57º em Matemática.

A média brasileira nessas áreas foi de 401 pontos, bem abaixo da pontuação dos países mais desenvolvidos, que obtiveram, em média, 496 pontos. O resultado deixou o Brasil atrás de México, Uruguai, Jordânia, Tailândia e Trinidad e Tobago.

Recentemente, a pressão dos movimentos sociais pelo aumento da taxa de investimento na educação levou a Câmara aprovar o Plano Nacional de Educação (PNE) com a meta de investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na área. A proposta, em trâmite há 18 meses, foi aprovada por unanimidade e agora segue para o Senado.

O texto explicita que a ampliação dos recursos destinados para educação vai dos atuais 5,1% do PIB para 7%, no prazo de cinco anos, até atingir os 10%, após outros cinco anos, quando termina a vigência do plano. Apesar do forte apelo popular, o governo já se manifestou contra a aprovação da proposta. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, já chegou a afirmar que a aprovação da proposta pode "quebrar o Estado brasileiro". No início do mês, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, criticou a proposta durante audiência pública no Congresso. Ele cobrou a definição da fonte de recursos para pagar o investimento adicional contido na proposta.







Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.144
  • Sexo: Masculino
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #158 Online: 01 de Julho de 2018, 16:33:17 »
O problema não é dinheiro, é apenas gestão.
[...]

Com leitura rápida pelo Google, se descobre que dinheiro não é mais o principal problema.
Gestão é o problema e não somente na educação. E, analisado um pouco mais profundamente, o problema da educação não passa apenas por gestão e dinheiro, a treta é muito mais grossa incluindo a família no bolo, infraestrutura e a questão em voga aqui no fórum sobre a criminalidade e, na maior parte desses outros aspectos, eu acredito que nós ainda não chegamos num ponto sofisticado o suficiente pra ter um problema único enraizado na gestão.

Sobra dinheiro em alguns pontos e falta dinheiro onde deveria ser alocado.
O Brasil tem aumentado significativamente o investimento na educação e sendo praticamente o maior aumento entre os países, mas o valor comparado ao PIB ainda é inferior à média dos países da OCDE.

Segundo estudo da OCDE(1), o Brasil progride bem na questão do investimento quando se trata do ensino superior. Porém, pode-se observar que os indicadores de educação não melhoraram no mesmo nível que o investimento, já que o Brasil ficou, sem surpresa, no 53º lugar em avaliação de qualidade do ensino em estudo da mesma OCDE.

É claro que o problema maior é da gestão do governo:

Citar
[...]
Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional Pelo Direito à Educação, cita um exemplo. Segundo parâmetros estipulados pelo MEC, a construção de uma escola deveria custar 1,5 milhão de reais. Na prática, porém, a maioria delas não sai por menos de 4 milhões. "Se multiplicarmos isso pelo número de escolas que são construídas a cada ano, temos a dimensão do desastre”, diz Cara.
[...]
A dificuldade em aplicar apropriadamente os recursos provoca um efeito devastador em outro indicador importante: o gasto por aluno. De acordo com o relatório da OCDE divulgado nesta terça-feira, o investimento per capita (ou melhor, por aluno) ainda é muito inferior ao praticado, em média, pelas nações desenvolvidas. Entre os 35 países analisados, o Brasil ocupa a 31ª posição, com 2.405 dólares por aluno do ensino fundamental. Na OCDE, o valor é de 7.719 dólares. No ensino médio, a comparação é ainda mais chocante: 2.235 dólares ante 9.312 dólares, respectivamente.
[...]

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/com-mais-dinheiro-educacao-brasileira-decepciona

Não adianta adicionar dinheiro a uma máquina que não sabe aplica-lo. Porém, dinheiro é necessário para se fazer a transformação, mesmo que durante um momento. Como se fosse para provocar uma glide path.


(1) - http://www.oecd.org/brazil/48670822.pdf


Existe dinheiro para o Brasil investir o mesmo que a média da OCDE?

Bom, se cortassem gastos dispensáveis, como Copa, Olimpíadas, passeios da presidenta, banheiro do juiz, etc, etc, etc......

Quanto exatamente?

Em 2009 existia 45 milhões de alunos da rede básica pública.

Fazendo a conta da diferença meio por cima daria entre 300 e 400 bilhões de dólares, ou algo perto de 700 milhões de reais. Daria pra fazer umas 15 copas mais uma 15 olimpíadas por ano, ou fazíamos uma de cada por mês e sobraria dinheiro pro JB construir uns 100 castelos e a Dilma dar outras mil voltas ao mundo...

O que estou querendo dizer é que dinheiro é sim fundamental e nós não temos em quantidade suficiente, por mais que esse tipo de argumento seja usado.



Estudos da FGV dizem que o Brasil perde R$3,5bi ao ano com corrupção, multiplique pelos últimos 20 anos e adicione juros. Mais RS$60bi na conta, da copa e olimpíadas ,fora o desperdício, só numa viagem de passeio a presidenta gastou quase meio bilhão, veja, não era nada oficial, isso é o gasto dos passeios, obras não concluidas e paradas, etc. Acho que pelo menos a metade do valor desejado pode ser conseguida sem nenhum aumento de impostos ou redirecionamento de outras áreas .

Pô Baratta, se em cada viagem da presidenta for gasto 500 milhões de reais, então fecha o Brasil. Acho que você errou aí, foi não?



Acho que nem um sheik  arábe do petróleo gasta tanto numa viagem.    :hihi:



Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.345
  • Sexo: Masculino
Re:Dilma lança cruzada pela educação
« Resposta #159 Online: 01 de Julho de 2018, 17:43:08 »
É que o sheik gasta o próprio dinheiro e o Dilmão gasta o dos outros.

Ela gastaria tal valor se pudesse.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!