Discussões > Religiões, Crenças e Mitos

Contradições da Bíblia - O Tópico!

(1/350) > >>

Sky Kunde:
Seguinte: vou postar aqui somente aquelas contradições testadas por mim em vários debates. Aquelas para as quais a resposta do crente poderia ser resumida como um "Ops, fudeu! Vou falar qualquer merda." Isso pq  pude comprovar que muitos sites ateístas/céticos oferecem contradições furadas, capazes de fazer um crente rir da cara do ateu que as apresenta. Mas aqui não. Aqui só vai entrar "as filé". Tudo bem mastigadinho pra facilitar a vida dos hereges.  Ok? Então... vamos lá!

Sky Kunde:
Esdras e Neemias - Um Festival de Discordâncias

Em Esdras 02 e Neemias 07, é dada uma relação enumerada das famílias que voltaram do cativeiro na Babilônia. Entre as duas listas há quinze discordâncias numéricas. Confira abaixo as divergências com a indicação dos respectivos versículos (confira também na Bíblia, se você tiver paciência):

Esdras ----------------------------------------- Neemias

Ará (v. 05): 775 --------------------------- Ará (v. 10):: 652

Paate Moabe (v. 06): 2812 ------------- Paate Moabe (v. 11): 2818
 
Zatu (v. 08): 945 --------------------------- Zatu (v. 13): 845

Bebai (v. 11): 623 ------------------------ Bebai (v. 16): 628

Azgade (v. 12): 1222 --------------------- Azgade (v. 17): 2322

Adonicão (v. 13): 666 -------------------- Adonicão (v. 18): 667

Bigvai (v. 14): 2056 ----------------------- Bigvai (v. 19): 2067

Adim (v. 15): 454 --------------------------- Adim (v. 20): 655

Bezai (v. 17): 323 -------------------------- Bezai (v. 23): 324

Hasum (v. 19): 223 ------------------------ Hasum (v. 22): 328

Belém e Nefota (v. 21, 22): 179* -------- Belém e Nefota (v. 26): 188

Lode, Hadide e Ono (v. 33): 725 -------- Lode, Hadide e Ono (v. 37): 721

Senaá (v. 35): 3630 ------------------------- Senaá (v. 38): 3930

Cantores (v. 41): 128 ------------------------ cantores (v. 44): 148

Porteiros (v. 42): 139 ------------------------- Porteiros (v. 45): 138

Total em Esdras = 14.677 -------------------- Total em Neemias = 16.431

Como podem ver,  há  uma diferença de 1.734 pessoas entre as duas listas. Isso, logicamente, deveria resultar em um número final diferente para cada lista (ao somarmos toda a lista, não apenas os números divergentes). Mas, estranhamente, não é o que acontece. Os dois livros, ao final, dão um número igual:

Toda esta congregação junta foi de quarenta e dois mil trezentos e sessenta - Esdras 02:64

Toda esta congregação junta foi de quarenta e dois mil, trezentos e sessenta - Neemias 07:66

:wink:

* Em Esdras a numeração dessas duas famílias é feita separadamente.

Visite: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2467880

Stéfano:
O segredo de interpretação da Bíblia está em considerá-la como verdade literal nos trechos que te interessam, como fábula nos que te atrapalham e ignorar completamente os que te contradizem.

Sky Kunde:
A Contradição da Escolha de Pedro

A pergunta é: em quais circunstâncias Pedro foi escolhido como discípulo?


Mateus e Marcos nos contam uma história rápida:

E Jesus, andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores;
E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no. - Mateus 04:18-20 (praticamente igual em Marcos 01:16-18)

Em Mateus e Marcos é tudo muito simples e rápido. Parece que Jesus foi à praia apenas para aliciar Pedro e André. Jesus olha pra cara dos dois e manda eles o seguirem; eles obedecem e só.

Lucas conta uma história diferente:

E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.
E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.
E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar.
E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede.
E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede.
(...)
E vendo isto Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, que sou um homem pecador.
(...)
E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens.
E, levando os barcos para terra, deixaram tudo, e o seguiram. - João 05:02-11

Lucas enfeita a história - até pq é um evangelho mais tardio dos que os outros dois. Nele Jesus faz uma pregação e vai para o alto mar realizar o milagre da pesca. Os futuros discípulos se espantam; Jesus faz o seu convite. Aqui dá até para sermos diplomáticos e aceitar o argumento de que Lucas não inventou nada, apenas contou a história com mais detalhes.

Mas João conta algo totalmente incompatível com os relatos anteriores:

No dia seguinte João estava outra vez ali, e dois dos seus discípulos;
E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus.
E os dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus.
E Jesus, voltando-se e vendo que eles o seguiam, disse-lhes: Que buscais? E eles disseram: Rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde moras?
Ele lhes disse: Vinde, e vede. Foram, e viram onde morava, e ficaram com ele aquele dia; e era já quase a hora décima.
Era André, irmão de Simão Pedro, um dos dois que ouviram aquilo de João, e o haviam seguido.
Este achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Achamos o Messias (que, traduzido, é o Cristo).
E levou-o a Jesus. E, olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, filho de Jonas; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro). - João 01:35-42

João não tem jeito. A história é beeemmmm diferente. Não há qualquer indício de que eles estivessem pescando. É inserido o profeta João Batista, o qual nos relatos anteriores não aparece na ocasião desse encontro de Jesus com os seus futuros discípulos. Enquanto que nas outras narrativas eles estavam a beira-mar, em João estão no rio Jordão e, ao invés de irem pescar, vão passar o dia na casa de Jesus. Aliás, em João a pesca milagrosa só ocorrerá muito depois, após a ressurreição. Aqui Pedro, que nos outros evangelhos estava junto de André, só surge mais tarde, inclusive parece  que precisou ser procurado e levado a Jesus. E, por fim, a frase "eu vos farei pescadores de homens" - dita com apenas uma ligeira diferença em Mateus, Marcos e Lucas -  é trocada por "Tu és Simão, filho de Jonas; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro)"

 :twisted:

LIAN:
Edson, tu estas quase virando pastor de tanto que conhece a bíblia!:D

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa