Autor Tópico: Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio  (Lida 17344 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.178
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #75 Online: 26 de Outubro de 2013, 16:27:12 »
É, acho que a contribuição da malária deve pesar mais para o "bem complexas", porque, apesar de ter aquilo de anemia falciforme ser mais comum lá e representar uma proteção em heterozigose, não é como se estivesse na freqüência máxima para garantir essa "adaptação", se imaginaria que nem os africanos deveriam estar lá, se for para ver por isso. Talvez com mais casos parecidos, de doenças às quais os locais estivessem mais adaptados, ou talvez até tenham alguma espécie de adaptação geral para suportar uma "carga" maior desses problemas de doenças e parasitas.

O lado simplesmente climático, e mera aclimatação, também não deve ser desprezível, embora fosse explicar mais a diferença quanto à América do Norte, apenas, e não tanto do resto. Agora fiquei curioso se teria havido um padrão da colonização se focar mais/avançar mais rapidamente de acordo com o clima.



Acho que não tem um padrão muito forte não.


Offline xamaluk

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 35
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #76 Online: 20 de Novembro de 2013, 12:45:55 »
http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/11/senado-adia-votacao-em-segundo-turno-da-pec-do-voto-aberto.html
Será que estão tentando adiar o votação da PEC do "voto aberto" para beneficiar os políticos condenados do mensalão e esses não perderem seus cargos? E sobre isso vem minha grande dúvida: como um político condenado a comprir pena em regime fechado pode manter seu cargo político, como o caso do Natan Donadon? Como ele vai cumprir as obrigações da função de dentro da cadeia?

Offline xamaluk

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 35
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #77 Online: 20 de Novembro de 2013, 12:50:40 »
Será que estão tentando adiar o votação da PEC do "voto aberto" para beneficiar os políticos condenados do mensalão e esses não perderem seus cargos?

Atualizando: http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2013/11/camara-discute-nesta-quinta-se-abre-processo-para-cassar-genoino.html

Como o voto ainda é secreto, corre o risco dos condenados não perderem o mandato.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #78 Online: 20 de Novembro de 2013, 12:54:49 »
Boa participação, xamaluk.

Sobre esse assunto, existe também esse tópico que trata especificamente da Ação Penal 470, o Mensalão.
Talvez seja o caso de direcionar tais notícias para aquele tópico.

Bem-vindo ao fórum, apesar da sua prévia apresentação.

Offline xamaluk

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 35
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #79 Online: 20 de Novembro de 2013, 13:00:47 »
Boa participação, xamaluk.

Sobre esse assunto, existe também esse tópico que trata especificamente da Ação Penal 470, o Mensalão.
Talvez seja o caso de direcionar tais notícias para aquele tópico.

Bem-vindo ao fórum, apesar da sua prévia apresentação.


Valeu. Pois eh, acabei introduzindo as notícias do mensalão para dar uma exemplificada. A dúvida inicial era realmente sobre a condenação e a continuação no mandato.

Offline 3libras

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.072
    • http://sidis.multiply.com
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #80 Online: 20 de Novembro de 2013, 15:05:51 »
um absurdo o voto fechado.
If you don't live for something you'll die for nothing.

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #81 Online: 20 de Novembro de 2013, 15:22:12 »
um absurdo o voto fechado.

Faz um tempo que participei, e-mail do Avaaz:


Obrigado por apoiar o fim do voto secreto no Congresso Nacional.

Envie o email abaixo para seus amigos e familares e depois coloque este link no seu mural do Facebook.

http://www.avaaz.org/po/brazil_open_vote_fp_sam/?thsNGdb

Obrigado mais uma vez pela sua ajuda,

A equipe da Avaaz

PS - muitas campanhas da Avaaz foram iniciadas por membros da nossa comunidade! Comece a sua agora e vença em qualquer assunto - local, nacional ou global:
http://www.avaaz.org/po/petition/start_a_petition/?bgMYedb&v=23918

-------
Caros amigos,

O Brasil está mudando. Não apenas vivemos a história, mas estamos também fazendo história. O que começou nas ruas está repercutindo agora nos corredores do poder. Revertemos o aumento das tarifas de transporte e barramos a PEC 37, que limitaria investigações contra a corrupção. Nós, o povo, estamos vencendo! O próximo desafio: acabar com o voto secreto.

Lembram quando Renan Calheiros foi eleito presidente do Senado pelos senadores, que em seguida mentiram e disseram que não votaram nele? Podemos agradecer ao voto secreto por isso. Quando os senadores não precisam declarar como votaram e não podem ser cobrados por seus votos, não há transparência. Mas os dias sem transparência estão acabando. Essa semana, o Congresso vai discutir o fim do voto secreto. Nesse momento, todos os parlamentares estão com medo dos protestos nas ruas. Se mostrarmos a eles que as manifestações exigem o fim do voto secreto, eles vão rapidamente nos ouvir para evitar serem removidos de seus cargos. Por isso, vamos aumentar o som das nossas vozes e enviar uma enxurrada de emails para os líderes partidários do Senado com uma clara exigência: queremos o voto aberto já!

Chegou a hora de o voto secreto acabar e de Renan Calheiros, levado à Presidência do Senado por esse sistema, sair do poder. Temos apenas alguns dias: vamos relembrar Brasília de que o povo está no poder:

http://www.avaaz.org/po/brazil_open_vote_fp_sam/?thsNGdb

O regimento interno do Senado atualmente diz que algumas decisões dos parlamentares devem ser tomadas por meio de uma votação secreta! Mas não há espaço para discussão. Os brasileiros querem o voto aberto: em uma pesquisa telefônica feita pela Avaaz/IBOPE no início deste ano com cidadãos de todo o país, a maioria se disse contra essa prática desonesta. E com razão: Renan Calheiros, o nosso atual presidente do Senado, investigado pelo Supremo Tribunal Federal por corrupção, foi eleito por uma votação secreta. 53 senadores votaram nele, mas apenas 35 admitiram que votaram! Se vencermos esta causa agora, os nossos líderes nunca mais poderão esconder dos eleitores como eles votam motivados por acordos de bastidores.

Quando conquistarmos o voto aberto, vamos exigir que o último vestígio de um sistema corroído -- o próprio Renan -- se afaste do poder e permita o nascimento de um novo Senado.

Temos apenas algumas semanas até o Senado entrar em recesso. Neste momento, eles estão decidindo quais leis votarão nas próximas semanas. Por isso, vamos bombardear os líderes partidários do Senado com uma mensagem inequívoca: os brasileiros querem mandar para o ralo os segredos dos nossos políticos, começando por um voto aberto e democrático. Vamos telefonar, enviar e-mails e compartilhar essa campanha com todas as pessoas que conhecemos:

http://www.avaaz.org/po/brazil_open_vote_fp_sam/?thsNGdb

A história está acontecendo rapidamente em nosso grande, diversificado, confuso e belo país. O trabalho de tornar o nosso país melhor e mais justo não vai ser fácil. Mas a comunidade da Avaaz aceitou grandes desafios em todo o mundo e contribui para vitórias de grande sucesso no Brasil, como a Ficha Limpa e a proteção aos índios Guarani-Kaiowá. Este é um momento incrível, em que caminhamos para um novo século e uma nova democracia juntos.

Com esperança e determinação,

Pedro, Diego, Carol, Nádia, Joseph, Ian, Ricken e toda a equipe da Avaaz


Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #83 Online: 20 de Novembro de 2013, 20:16:09 »
Do questionário do political compass: o que é mais importante, controlar a inflação, ou desemprego?

Porque estariam descolados assim?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.178
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #84 Online: 20 de Novembro de 2013, 20:23:54 »
É a pergunta do political compass, não tenho como responder sendo que não foi eu que formulei.

Sua resposta é que "tanto faz", que lidando com um o outro vem automaticamente?

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #85 Online: 20 de Novembro de 2013, 20:34:40 »
É a pergunta do political compass, não tenho como responder sendo que não foi eu que formulei.

Sua resposta é que "tanto faz", que lidando com um o outro vem automaticamente?

A pergunta não faz sentido. Não dá criar uma ficção de faz de conta feito criancinha. O combate a inflação é uma coisa, o combate a ao desemprego é outro, são coisas distintas, ams um pode afetar o outro. A criação de empregos pode afetar a inflação. Uma inflação baixa pode criar mais empregos. Então não há uma distinção entre o que é mais importante, os dois são igualmente importantes e não estão descolados para se previlegiar um ou outro.


Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #87 Online: 20 de Novembro de 2013, 20:59:39 »
Então é sempre papo furado se alguém tem alguma proposta para melhorar uma coisa ou outra, mas deixa de lado como afeta a outra?

Mas nem isso é conclusivo, as variáveis são quase infinitas, não há uma receita de bolo. Uma proposta pode ser perfeitamente ser válida, sem que se tenha que entrar nas entranhas macroeconômicas e explicitar como uma afeta a outra, porque as vezes pode nem afetar, dependendo da conjuntura de "n" fatores.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #88 Online: 20 de Novembro de 2013, 21:01:04 »
O Buck, se não ta de trollismo não né?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.178
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #89 Online: 20 de Novembro de 2013, 21:04:05 »
Não. Me parece que é tanto possível então se fazer a pergunta, seja esperando prioridade de coisas isoladas, ou uma relação de dependência, onde a pessoa julgue que uma coisa leva a outra, mas a outra não leve tanto a uma.

Eu só não tenho conhecimento algum das principais teorias sobre o assunto. Não sei nem qual seria a polarização, imagino que combater o desemprego fosse ser esquerdista, e a inflação, direitista.

Deve ser isso. Combater o desemprego deve ser keynesianismo/esquerdismo, não ligando para a inflação ou até achando "boa", enquanto que a prioridade à inflação deve ser algo indo na direção oposta, seja lá o que for exatamente. Talvez as escolas variem em "grau" de prioridade, como os austríacos "concordando extremamente" e os chicaganos só concordando. Talvez os keynesianos priorizando um pouco o desemprego, e comunistas/socialistas propriamente ditos, priorizando totalmente.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #90 Online: 20 de Novembro de 2013, 21:10:33 »
Não. Me parece que é tanto possível então se fazer a pergunta, seja esperando prioridade de coisas isoladas, ou uma relação de dependência, onde a pessoa julgue que uma coisa leva a outra, mas a outra não leve tanto a uma.

Eu só não tenho conhecimento algum das principais teorias sobre o assunto. Não sei nem qual seria a polarização, imagino que combater o desemprego fosse ser esquerdista, e a inflação, direitista.

Deve ser isso. Combater o desemprego deve ser keynesianismo/esquerdismo, não ligando para a inflação ou até achando "boa", enquanto que a prioridade à inflação deve ser algo indo na direção oposta, seja lá o que for exatamente. Talvez as escolas variem em "grau" de prioridade, como os austríacos "concordando extremamente" e os chicaganos só concordando. Talvez os keynesianos priorizando um pouco o desemprego, e comunistas/socialistas propriamente ditos, priorizando totalmente.

Acho que não, são coisas universais em economia. O que deve diferir são as formas e o entendimento sobre como eles afetam a economia. Inflação e desemprego altos são ruins, seja qual for o sistema e a escola que se adota.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.178
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #91 Online: 20 de Novembro de 2013, 21:15:01 »
Da wikipedia:

Citar
[...] A fundamental concept in inflation analysis is the relationship between inflation and unemployment, called the Phillips curve. This model suggests that there is a trade-off between price stability and employment. Therefore, some level of inflation could be considered desirable in order to minimize unemployment. The Phillips curve model described the U.S. experience well in the 1960s but failed to describe the combination of rising inflation and economic stagnation (sometimes referred to as stagflation) experienced in the 1970s. [...]

http://en.wikipedia.org/wiki/Inflation#Keynesian_view

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #92 Online: 20 de Novembro de 2013, 21:26:05 »
Da wikipedia:

Citar
[...] A fundamental concept in inflation analysis is the relationship between inflation and unemployment, called the Phillips curve. This model suggests that there is a trade-off between price stability and employment. Therefore, some level of inflation could be considered desirable in order to minimize unemployment. The Phillips curve model described the U.S. experience well in the 1960s but failed to describe the combination of rising inflation and economic stagnation (sometimes referred to as stagflation) experienced in the 1970s. [...]

http://en.wikipedia.org/wiki/Inflation#Keynesian_view

Mas pode haver outros fatores estabilizantes e desestabilizantes, como um crise mundial ou uma grande prosperidade advinda do petróleo. São coisas que vão fazer essa curva simplesmente ficar maluca. Mesmo essa curva de Philips tem um certo grau para dar certo. A inflação é um produto artificial advindo sobretudo das dívidas e dos juros, tanto governamental como privada e pessoal. Não há crescimento econômico sem inflação, é uma paradoxo financeiro criado a partir do fim do padrão ouro, cujos benefícios são daqueles que emprestam o dinheiro, obviamente. E não há criação de emprego sem crescimento. Quando falamos de inflação e desemprego, estamos falando de inflação baixa e e desemprego baixo, e não o fim deles. Seria o fim do padrão financista atual, o fim dos grandes banqueiros.
« Última modificação: 20 de Novembro de 2013, 21:28:51 por _Juca_ »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.708
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #93 Online: 20 de Novembro de 2013, 23:15:54 »
Não. Me parece que é tanto possível então se fazer a pergunta, seja esperando prioridade de coisas isoladas, ou uma relação de dependência, onde a pessoa julgue que uma coisa leva a outra, mas a outra não leve tanto a uma.

Eu só não tenho conhecimento algum das principais teorias sobre o assunto. Não sei nem qual seria a polarização, imagino que combater o desemprego fosse ser esquerdista, e a inflação, direitista.

Deve ser isso. Combater o desemprego deve ser keynesianismo/esquerdismo, não ligando para a inflação ou até achando "boa", enquanto que a prioridade à inflação deve ser algo indo na direção oposta, seja lá o que for exatamente. Talvez as escolas variem em "grau" de prioridade, como os austríacos "concordando extremamente" e os chicaganos só concordando. Talvez os keynesianos priorizando um pouco o desemprego, e comunistas/socialistas propriamente ditos, priorizando totalmente.

Acho que não, são coisas universais em economia. O que deve diferir são as formas e o entendimento sobre como eles afetam a economia. Inflação e desemprego altos são ruins, seja qual for o sistema e a escola que se adota.

A inflação alta é pior. Sempre.
Foto USGS

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.090
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #94 Online: 21 de Novembro de 2013, 09:55:41 »
É a pergunta do political compass, não tenho como responder sendo que não foi eu que formulei.

Sua resposta é que "tanto faz", que lidando com um o outro vem automaticamente?

A pergunta não faz sentido. Não dá criar uma ficção de faz de conta feito criancinha. O combate a inflação é uma coisa, o combate a ao desemprego é outro, são coisas distintas, ams um pode afetar o outro. A criação de empregos pode afetar a inflação. Uma inflação baixa pode criar mais empregos. Então não há uma distinção entre o que é mais importante, os dois são igualmente importantes e não estão descolados para se previlegiar um ou outro.


Há economistas que afirmam que  medidas para baixar a inflação necessariamente  aumentam o desemprego . Por isto a pergunta.




.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.358
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #95 Online: 21 de Novembro de 2013, 10:05:56 »
É a pergunta do political compass, não tenho como responder sendo que não foi eu que formulei.

Sua resposta é que "tanto faz", que lidando com um o outro vem automaticamente?

A pergunta não faz sentido. Não dá criar uma ficção de faz de conta feito criancinha. O combate a inflação é uma coisa, o combate a ao desemprego é outro, são coisas distintas, ams um pode afetar o outro. A criação de empregos pode afetar a inflação. Uma inflação baixa pode criar mais empregos. Então não há uma distinção entre o que é mais importante, os dois são igualmente importantes e não estão descolados para se previlegiar um ou outro.


Há economistas que afirmam que  medidas para baixar a inflação necessariamente  aumentam o desemprego . Por isto a pergunta.




.

Depende de uma série de conjunturas, o que se espera quando se aumenta os juros é diminuição da atividade econômica, e consequentemente aumento do desemprego, mas o Brasil tem convivido com juros relativamente altos e desemprego baixo. Isso se deve à demanda alta e à investimentos que não suprem essa demanda ( nem tem como), sempre pressionando a inflação por causa de uma grande massa de pessoas empregadas. Então o combate a inflação não causa desemprego nesse caso.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2013, 10:10:32 por _Juca_ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.090
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #96 Online: 21 de Novembro de 2013, 10:10:36 »
Não. Me parece que é tanto possível então se fazer a pergunta, seja esperando prioridade de coisas isoladas, ou uma relação de dependência, onde a pessoa julgue que uma coisa leva a outra, mas a outra não leve tanto a uma.

Eu só não tenho conhecimento algum das principais teorias sobre o assunto. Não sei nem qual seria a polarização, imagino que combater o desemprego fosse ser esquerdista, e a inflação, direitista.

Deve ser isso. Combater o desemprego deve ser keynesianismo/esquerdismo, não ligando para a inflação ou até achando "boa", enquanto que a prioridade à inflação deve ser algo indo na direção oposta, seja lá o que for exatamente. Talvez as escolas variem em "grau" de prioridade, como os austríacos "concordando extremamente" e os chicaganos só concordando. Talvez os keynesianos priorizando um pouco o desemprego, e comunistas/socialistas propriamente ditos, priorizando totalmente.

Acho que não, são coisas universais em economia. O que deve diferir são as formas e o entendimento sobre como eles afetam a economia. Inflação e desemprego altos são ruins, seja qual for o sistema e a escola que se adota.

A inflação alta é pior. Sempre.




Alta que tanto ?  E seria sempre pior para qualquer pessoa ? Ou em vários casos seria muito ruim para uns e suave para outros ?


Para exemplificar, digamos que num país  A, a inflação esteja  120% a.a, e por isso o seu  governo tome medidas que provocam recessão, o que faz com que João perca seu emprego e que ele passe por grandes problemas, o padrão de vida dele e da família dele cai drasticamente,  enquanto que Antônio, que tem um grande supermercado apenas vê suas vendas reduzirem  um pouco, mas isto não o faz passar por grandes problemas, o padrão de vida dele e da família dele continua muito bom.


.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.090
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #97 Online: 21 de Novembro de 2013, 13:30:25 »

Depende de uma série de conjunturas, o que se espera quando se aumenta os juros é diminuição da atividade econômica, e consequentemente aumento do desemprego, mas o Brasil tem convivido com juros relativamente altos e desemprego baixo. Isso se deve à demanda alta e à investimentos que não suprem essa demanda ( nem tem como), sempre pressionando a inflação por causa de uma grande massa de pessoas empregadas. Então o combate a inflação não causa desemprego nesse caso.


Realmente o assunto é complexo, mas de qualquer forma a questão que coloca inflação versus desemprego tem a ver com o que eles chamam de trade off entre inflação e desemprego, ideia que originou com os trabalhos de Phillips, no artigo abaixo (em PDF)  tem dados interessantes sobre esta questão:


 INFLAÇÃO VERSUS DESEMPREGO: NOVAS EVIDÊNCIAS PARA O BRASIL

O objetivo deste artigo é estimar a curva de Phillips novo-Keynesiana para o Brasil. Usamos diferentes proxies para variáveis e com amostras de diferentes períodos para checar a robustez do modelo. Os seguintes resultados merecem destaque. Primeiro, a expectativa inflação e a inflação passada têm relevância na dinâmica da inflação e sua importância das expectativas aumenta a partir de 2002. Segundo, o efeito do desemprego sobre a inflação parece estar localizado apenas no curto prazo. Por fim, parece haver uma quebra estrutural no efeito de uma mudança do câmbio sobre a inflação. Com dados a partir de 2002, o efeito de um choque cambial é negativo. Contudo, com a amostra desde 1995, o efeito de uma desvalorização cambial é positivo sobre a inflação.


http://www.scielo.br/pdf/ecoa/v16n3/06.pdf



E aqui um texto  bem técnico (acho que de uma apostila de macroeconomia):


http://www4.fe.uc.pt/jasa/macroeconomia_7.pdf


.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2013, 13:33:44 por JJ »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.178
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #98 Online: 21 de Novembro de 2013, 21:10:35 »
Essa perspectiva é algo bastante popularizado na ideologia popular, se você for nos EUA e perguntar para os 99 porcentos, eles vão apoiar emprego a despeito de inflação, e se perguntar aos tea partiers, o contrário?

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re:Perguntas sobre política, economia e história que não merecem um tópico próprio
« Resposta #99 Online: 01 de Janeiro de 2014, 10:09:39 »
Por que ainda hoje se usam os termos "direita" e "esquerda" para classificar algo dentro da política brasileira?

Por que há um número ínfimo de pessoas que falam "eu estou errado" ou "vc está certo"?

Por que há um número ínfimo de pessoas que criticam primeiro a si para depois sair criticando o outro? (Não estudei porque meus pais eram pobres, não emagreci porque não tenho tempo e etc etc etc)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!