Autor Tópico: Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?  (Lida 13532 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.013
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #200 Online: 27 de Outubro de 2018, 13:31:18 »
Houve, segundo alguns historiadores, uma época em que brancos sofriam bullying dos povos mais morenos, sendo  considerados inferiores, atrasados, selvagens incivilizados, e eram visados para serem escravizados. Talvez houvesse demanda por um orgulho branco, nessa ocasião.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #201 Online: 27 de Outubro de 2018, 13:37:16 »
Orgulho de ser aquilo que não se escolhe é lorota. Seja branco, negro, hétero, gay, etc.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Pasqually

  • Nível 08
  • *
  • Mensagens: 89
  • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
    • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #202 Online: 27 de Outubro de 2018, 13:45:43 »
Orgulho é lorota. Um vício. Mas temos que entender os contextos históricos pra esses grupos buscarem a autoafirmação.
Elus Cohen

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.874
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #203 Online: 27 de Outubro de 2018, 13:48:35 »
Não faz sentido em se ter orgulho de ser "branco" porque "branco" não significa nada. Não descreve quaisquer valores, nenhuma cultura, nenhuma tradição per si. Aí você vai dizer "Negro também não" - pois é, mas é porque essas coisas foram tiradas dos povos negros, que foram relegados à essa massa amorfa da negritude, privados de suas tradições e singularidades. Eu posso ter orgulho de meus ancestrais franceses-italianos, por nossa história e cultura, mas um negro não pode porque isso lhe foi tirado, ele não sabe de onde veio, não tem cultura, não tem história, não tem valores. Por isso, lhe resta a cor de pele como símbolo de resistência e identidade.

O ponto principal é que a cultura "branca", a tradição europeia e a civilização ocidental, já são naturalmente valorizadas na nossa sociedade. "Branco", "europeu", etc, nunca foram termos pejorativos e nem nunca existiram termos pejorativos associados a estes. Diferentemente de "negrinho", "tição", "sarará"...

Então, de onde vem a ideia de manifestar um "orgulho negro"? Durante os movimentos civis, intelectuais ligados a causa, entenderam que não bastava só lutar contra a legislação racista, mas também contra a mentalidade racista que permeava toda a sociedade. A percepção de que ser negro, e quase tudo relacionado a origens africanas, era de certa forma inferior: da aparência a religiosidade, passando pelas manifestações culturais.

Porque esse tipo de sentimento de inferioridade se introjeta não apenas no racista, mas até mesmo nos indivíduos que se consideram negros, o que acarreta que estas pessoas muitas vezes não desenvolvem seus potenciais por não se acreditarem capazes. Uma forma de se anular este complexo de inferioridade é estimulando uma atitude positiva e contrária de orgulho: orgulho das suas heranças, da sua história, da sua aparência. Coisas todas estas que eram desvalorizadas nas sociedades racistas.

Evidentemente não haveria motivo algum para isso se os contos de fada, em vez de lindas princesas de olhos azuis, fossem protagonizados por guerreiras africanas de cabelo crespo e se a História não tivesse sido sempre eurocêntrica. Tanto não haveria que nunca houve! Nunca se falou em "orgulho branco", nunca se PENSOU em orgulho branco, jamais a expressão orgulho branco foi utilizada até que os movimentos pelos direitos civis nos EUA começassem a pregar o orgulho de ser negro. Obviamente porque não haveria motivação nem faria o menor sentido: seria como se de repente as pessoas normais começassem a expressar em camisetas o seu orgulho por ter 5 dedos em cada mão...

Note que os exemplos que você citou ( ancestrais italianos ou irlandeses... ) são sempre de minorias que precisaram afirmar nas sociedades para as quais emigraram, o seu valor. Afirmar para os outros mas também para si mesmas.

Consequentemente a estratégia dos racistas é tanto simples quanto óbvia: quando se era aceito dizer que um negro era macaco sem atrair repulsa, era assim que os racistas procediam. Porém, como este tipo de discurso não é mais tolerado, os racistas adotaram a estratégia de dizer que estão apenas defendendo o orgulho de ter cinco dedos em cada mão, digo, de ser branco. Como se existisse essa necessidade.

Esse argumento simplório é o mesmo adotado pelos grupos que combatem direitos iguais para pessoas sexualmente diversas: eles agora dizem que "estão defendendo a família". Como assim? As famílias precisam de defesa? Existe ou há o risco de vir a existir algum impedimento legal ou constrangimento social para que duas pessoas de sexos opostos se casem e constituam uma família?

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.874
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #204 Online: 27 de Outubro de 2018, 13:51:37 »
Orgulho de ser aquilo que não se escolhe é lorota. Seja branco, negro, hétero, gay, etc.

Esse também é um ponto importante. Não há sentido em ter orgulho de nascer com um nariz ou com dois olhos. Não faz sentido o orgulho de ter mais ou menos melanina. Portanto é esquisito esse orgulho branco.

Mas o "orgulho negro" é diferente. Orgulho negro significou: "vocês estão dizendo que é vergonhoso e inferior ser negro. Mas eu não aceito, eu não introjeto este preconceito. Eu me orgulho de ser negro!"


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #205 Online: 27 de Outubro de 2018, 13:54:02 »
Não tem nada de lorota. Isso já foi explicado a exaustão, basta reler os posts.

Orgulho de ser branco é como orgulho de ter cinco dedos em cada mão.

Orgulho branco é sempre racista (ou no mínimo algo apenas extraordinariamente ingênuo, talvez a mesma pessoa pudesse mesmo ser induzida a ter orgulho de ser destro ou canhoto), e o negro/de minorias geralmente não, mas estes também podem ser. Racistas ou "preconceituosos" no sentido apropriado. O que por sua vez pode até suscitar também uma atração a um orgulho branco "de resistência" em alguns, embora este seja apenas a periferia do orgulho racista padrão.

"Igualitarianismo" seria uma bandeira com menor potencial nocivo do que a de "orgulho" dos em desvantagem.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.013
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #206 Online: 27 de Outubro de 2018, 14:10:54 »
Acho que quando(e se) os brancos estiveram em posição de fragilidade diante do mundo então tido como civilizado, moreno/pardo/negro, embora houvesse demanda por um "orgulho branco", pelos critérios de hoje, talvez no máximo tivesse surgido um sentimento supranacional(tribal) de que aquele povo de pele, cabelos e olhos mais claros tivesse algo em comum, que todavia não chegou a ser um orgulho, propriamente dito. O fato é que deu no que deu, ao os brancos que eram os dalits daquela época sucedeu de irem se agrupando, se tornando nações mais e mais evoluídas, superando largamente os seus contemporâneos em tecnologia e organização social e política, num evento de proporções épicas, que o mundo jamis viu em outras ocasiões. Nunca chegaram a precisar se orgulharem de ser brancos.

Eu, como branco, e acredito que muitos como eu também, torço para que ninguém precise estar na condição em que precise se orgulhar do que é fenotipicamente, pois essa necessidade de ter um orgulho assim deixa transparecer que se trata é de uma "mácula" não muito bem resolvida.


Offline Fenrir

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.569
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #207 Online: 27 de Outubro de 2018, 15:28:29 »
Mas o "orgulho negro" é diferente. Orgulho negro significou: "vocês estão dizendo que é vergonhoso e inferior ser negro. Mas eu não aceito, eu não introjeto este preconceito. Eu me orgulho de ser negro!"

Acho que é por aí a diferença. E isto vale para todos os grupos que sofrem alguma forma de discriminação e não somente os negros.
Para os que não são vítimas dela, o orgulho é estranho, pois que não precisam deste tipo de auto-afirmação e a mesma costuma vir
acompanhada de algum -ismo.

Orgulho branco faria mais sentido se o orgulhoso em questão fosse um bárbaro na grécia ou roma antigas.
Gregos e romanos tinham contra eles uma postura não muito diferente da que tem muitos brancos (racistas) a respeito dos negros

Ou nem assim, já que gregos e romanos tambem eram brancos. Acho que misturei xenofobia com racismo
Não raro vem juntos, mas se a discriminação é entre indivíduos de uma mesma raça, é xenofobia sem racismo

Esse orgulho branco só faria sentido em alguma sociedade onde o branco fosse discriminado por outra raça como é o negro hoje e na história recente
« Última modificação: 27 de Outubro de 2018, 15:37:30 por Fenrir »
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #208 Online: 27 de Outubro de 2018, 15:48:52 »
[...]

Mas o "orgulho negro" é diferente. Orgulho negro significou: "vocês estão dizendo que é vergonhoso e inferior ser negro. Mas eu não aceito, eu não introjeto este preconceito. Eu me orgulho de ser negro!"
Este orgulho até fazia sentido há 100 ou 120 anos atrás. Mas hoje soa muito anacrônico e sem sentido qualquer tipo de orgulho racial no Brasil.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #209 Online: 27 de Outubro de 2018, 15:59:19 »
Ainda é atual o bastante para ter gente que acha engraçado tentar ir parar nas manchetes dos jornais por xingar jornalista de TV negra de macaca, em vez de um branco de... branquelo, sei lá.

Quando essas duas coisas tivessem a mesma probabilidade/"escandalibidade", faria sentido dizer que é uma reação anacrônica o orgulho negro. Pode ser equivocada, mas não é exatamente anacrônica. 

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!