Enquete

Dos possíveis candidatos à Presidência, em qual você vai votar?

Aécio Neves
41 (54.7%)
Bolsonaro
2 (2.7%)
Dilma
12 (16%)
Eduardo Campos
8 (10.7%)
Randolfe Rodrigues
1 (1.3%)
Outro
3 (4%)
Branco
4 (5.3%)
Nulo
4 (5.3%)

Votos Totais: 72

Autor Tópico: Eleições 2014  (Lida 96715 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #100 Online: 03 de Fevereiro de 2014, 23:14:26 »
Tá bom.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.133
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Eleições 2014
« Resposta #101 Online: 05 de Fevereiro de 2014, 11:29:05 »
Começou mal...

Citar

Isenção tributária para templos religiosos fica de fora de programa do PSB/Rede Apesar de a proposta ter o maior número de votação dos internautas, em página digital criada para colher sugestões, prévia do programa de governo não faz menção ao assunto

Iracema Amaral

Publicação: 05/02/2014 10:20 Atualização: 05/02/2014 10:58
Brasília - O fato de a ex-senadora Marina Silva ser evangélica parece ter pesado para a  prévia do programa de governo do PSB/Rede não ter contemplado a proposta de pôr fim às isenções fiscais e tributárias para igrejas e outras instituições religiosas. A conclusão tem respaldo na plataforma digital criada por Marina e Eduardo Campos (PSB) para formatar o documento com as diretrizes programáticas da dupla, pré-candidatos à presidente e vice-, respectivamente.

No site da dobradinha PSB/Rede, a proposta para o fim das isenções fiscais e tributárias para os templos religiosos foi a que mais recebeu votos favoráveis. Foram 233 internautas que visitaram a página “Mudando o Brasil” e apoiaram a ideia.

Constrangimento

Aliados da ex-ministra Marina Silva, que pertence à Assembleia de Deus, dizem que não há constrangimento em debater o assunto. Alegam, porém, que a proposta é muito específica e será tema de discussão na próxima fase da elaboração do programa de governo.

Segundo Bazileu Margarido, um dos responsáveis por organizar o documento, o tema foi englobado numa proposta mais ampla, que é a defesa da reforma tributária. De acordo com o texto, essa “reforma terá como diretrizes, além da descentralização de recursos, a simplificação do sistema, a justiça tributária e a promoção do desenvolvimento sustentável”. (com Agência Estado)
http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2014/02/05/interna_politica,495226/isencao-tributaria-para-templos-religiosos-fica-de-fora-de-programa-do-psb-rede.shtml
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.133
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Eleições 2014
« Resposta #102 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 10:50:36 »
Citar
PCC é uma criação dos 20 anos de governo do PSDB

VALDO CRUZ
JOHANNA NUBLAT
DE BRASÍLIA
06/02/2014 03h32

Em sua primeira entrevista após deixar o Ministério da Saúde, o petista Alexandre Padilha, 42, adotou um tom aberto de campanha e atacou a política de segurança do governo tucano paulista. O PCC é uma criação dos vinte anos do governo do PSDB, afirmou o pré-candidato.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/02/1408184-pcc-e-uma-criacao-dos-20-anos-de-governo-do-psdb.shtml

Destaque para:


Citar
São Paulo realmente enfrenta um problema na área de segurança. Mas no Distrito Federal, governado pelo PT, também há situação semelhante. Não é uma questão nacional e não há uma certa omissão do governo federal em atuar mais diretamente com os Estados?

São Paulo tem um potencial que não pode ser comparado com nenhum outro Estado. Pelo seu potencial, tem de se comparar com as melhores práticas internacionais, inclusive na área de segurança. Além disso, o governo federal sempre deu demonstrações de oferecer cooperação com o Estado. Eu já ouvi, por exemplo, o governador Alckmin dizer que o problema do tráfico em São Paulo são as fronteiras do Brasil com a Bolívia, Colômbia e Peru. Espera aí, para a droga sair da Bolívia, passar para o Brasil e chegar em São Paulo tem de passar pelas fronteiras do Estado de São Paulo. E, ao longo destes últimos vinte anos, sobretudo nos últimos quatro, o governador do PSDB não teve capacidade de criar um plano de proteção de suas fronteiras.

É foda. A União falha miseravelmente dia a dia devido a um sistema de segurança falido e sucateado e a culpa é só dos estados.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições 2014
« Resposta #103 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 11:34:43 »
Citar
PCC é uma criação dos 20 anos de governo do PSDB

VALDO CRUZ
JOHANNA NUBLAT
DE BRASÍLIA
06/02/2014 03h32

Em sua primeira entrevista após deixar o Ministério da Saúde, o petista Alexandre Padilha, 42, adotou um tom aberto de campanha e atacou a política de segurança do governo tucano paulista. O PCC é uma criação dos vinte anos do governo do PSDB, afirmou o pré-candidato.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/02/1408184-pcc-e-uma-criacao-dos-20-anos-de-governo-do-psdb.shtml

Destaque para:


Citar
São Paulo realmente enfrenta um problema na área de segurança. Mas no Distrito Federal, governado pelo PT, também há situação semelhante. Não é uma questão nacional e não há uma certa omissão do governo federal em atuar mais diretamente com os Estados?

São Paulo tem um potencial que não pode ser comparado com nenhum outro Estado. Pelo seu potencial, tem de se comparar com as melhores práticas internacionais, inclusive na área de segurança. Além disso, o governo federal sempre deu demonstrações de oferecer cooperação com o Estado. Eu já ouvi, por exemplo, o governador Alckmin dizer que o problema do tráfico em São Paulo são as fronteiras do Brasil com a Bolívia, Colômbia e Peru. Espera aí, para a droga sair da Bolívia, passar para o Brasil e chegar em São Paulo tem de passar pelas fronteiras do Estado de São Paulo. E, ao longo destes últimos vinte anos, sobretudo nos últimos quatro, o governador do PSDB não teve capacidade de criar um plano de proteção de suas fronteiras.

É foda. A União falha miseravelmente dia a dia devido a um sistema de segurança falido e sucateado e a culpa é só dos estados.

Nãã !! A culpa é do adversário.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Eleições 2014
« Resposta #104 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 12:42:39 »
Acho interessante usar a lógica desse sujeito para outros casos. Parafraseando: "o PCC surgiu durante o governo do PSDB, logo é uma criação do governo tucano."

Ok. A guerra civil na Síria é uma criação do governo Dilma, pois antes dela chegar ao poder não havia guerra por lá.

A crise imobiliária de 2008 foi culpa do governo Lula.

Acho que o Sertanejo Universitário também é culpa do Lula, mas há controvérsias.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições 2014
« Resposta #105 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 13:06:37 »
Acho interessante usar a lógica desse sujeito para outros casos. Parafraseando: "o PCC surgiu durante o governo do PSDB, logo é uma criação do governo tucano."

Ok. A guerra civil na Síria é uma criação do governo Dilma, pois antes dela chegar ao poder não havia guerra por lá.

A crise imobiliária de 2008 foi culpa do governo Lula.

Acho que o Sertanejo Universitário também é culpa do Lula, mas há controvérsias.

Primeiro, o cara joga pra torcida. Segundo, o governo de SP tem sua parcela de culpa sim, e terceiro, essa lógica é amplamente usada e aceita, que o adversário político é o pior possível, sendo que tudo de ruim é culpa dele e tudo de bom é apesar dele.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Eleições 2014
« Resposta #106 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 13:09:11 »
Acho interessante usar a lógica desse sujeito para outros casos. Parafraseando: "o PCC surgiu durante o governo do PSDB, logo é uma criação do governo tucano."

Ok. A guerra civil na Síria é uma criação do governo Dilma, pois antes dela chegar ao poder não havia guerra por lá.

A crise imobiliária de 2008 foi culpa do governo Lula.

Acho que o Sertanejo Universitário também é culpa do Lula, mas há controvérsias.

Primeiro, o cara joga pra torcida. Segundo, o governo de SP tem sua parcela de culpa sim, e terceiro, essa lógica é amplamente usada e aceita, que o adversário político é o pior possível, sendo que tudo de ruim é culpa dele e tudo de bom é apesar dele.

Não nego que esse tipo de argumento é usado por todos os lados. Aliás, o discurso político geralmente é um festival de falácias. Só acho essa particularmente sórdida.


Sobre a parcela de culpa do governo de SP: você poderia elaborar? Estou sinceramente curioso.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições 2014
« Resposta #107 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 16:18:56 »
Acho interessante usar a lógica desse sujeito para outros casos. Parafraseando: "o PCC surgiu durante o governo do PSDB, logo é uma criação do governo tucano."

Ok. A guerra civil na Síria é uma criação do governo Dilma, pois antes dela chegar ao poder não havia guerra por lá.

A crise imobiliária de 2008 foi culpa do governo Lula.

Acho que o Sertanejo Universitário também é culpa do Lula, mas há controvérsias.

Primeiro, o cara joga pra torcida. Segundo, o governo de SP tem sua parcela de culpa sim, e terceiro, essa lógica é amplamente usada e aceita, que o adversário político é o pior possível, sendo que tudo de ruim é culpa dele e tudo de bom é apesar dele.

Não nego que esse tipo de argumento é usado por todos os lados. Aliás, o discurso político geralmente é um festival de falácias. Só acho essa particularmente sórdida.


Sobre a parcela de culpa do governo de SP: você poderia elaborar? Estou sinceramente curioso.

Não posso elaborar não sou especialista, mas a segurança pública está majoritariamente a cargo do governo estadual, as leis e as principais políticas para o setor a cargo do governo federal. Não é preciso ser especialista pra saber que os dois falham muito na aplicação da lei, no enfrentamento do problema e como formulam as políticas para o setor. Um dos pontos mais graves é que mais de 20 anos depois da redemocratização ainda temos que conviver com a polícia militar. É uma aberração.

O PCC nasceu dentro do sistema prisional paulista, e se fortaleceu durante o período de maior repressão do judiciário brasileiro, onde o número de presos subiu assustadoramente, no mesmo período em que a criminalidade e a violência também subiram. Só existe uma conclusão, essas políticas que estão aí, não funcionam diante do quadro estabelecido e os governos são incapazes de mexer nelas porque mais repressão significa mais voto. Bandido morto, traficante pé de chinelo preso e cadeias superlotadas rendem voto. Respeito aos DH, que é a base de qualquer política de pacificação, muito pouco.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Eleições 2014
« Resposta #108 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 16:32:45 »
Acho interessante usar a lógica desse sujeito para outros casos. Parafraseando: "o PCC surgiu durante o governo do PSDB, logo é uma criação do governo tucano."

Ok. A guerra civil na Síria é uma criação do governo Dilma, pois antes dela chegar ao poder não havia guerra por lá.

A crise imobiliária de 2008 foi culpa do governo Lula.

Acho que o Sertanejo Universitário também é culpa do Lula, mas há controvérsias.

Primeiro, o cara joga pra torcida. Segundo, o governo de SP tem sua parcela de culpa sim, e terceiro, essa lógica é amplamente usada e aceita, que o adversário político é o pior possível, sendo que tudo de ruim é culpa dele e tudo de bom é apesar dele.

Não nego que esse tipo de argumento é usado por todos os lados. Aliás, o discurso político geralmente é um festival de falácias. Só acho essa particularmente sórdida.


Sobre a parcela de culpa do governo de SP: você poderia elaborar? Estou sinceramente curioso.

Não posso elaborar não sou especialista, mas a segurança pública está majoritariamente a cargo do governo estadual, as leis e as principais políticas para o setor a cargo do governo federal. Não é preciso ser especialista pra saber que os dois falham muito na aplicação da lei, no enfrentamento do problema e como formulam as políticas para o setor. Um dos pontos mais graves é que mais de 20 anos depois da redemocratização ainda temos que conviver com a polícia militar. É uma aberração.

O PCC nasceu dentro do sistema prisional paulista, e se fortaleceu durante o período de maior repressão do judiciário brasileiro, onde o número de presos subiu assustadoramente, no mesmo período em que a criminalidade e a violência também subiram. Só existe uma conclusão, essas políticas que estão aí, não funcionam diante do quadro estabelecido e os governos são incapazes de mexer nelas porque mais repressão significa mais voto. Bandido morto, traficante pé de chinelo preso e cadeias superlotadas rendem voto. Respeito aos DH, que é a base de qualquer política de pacificação, muito pouco.

Sei. Pena que suas ideias não correspondem aos fatos:






You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições 2014
« Resposta #109 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 16:40:42 »
Estou ciente desses números e sabia que alguém viria com eles. E eu nem vou procurar refutar, mas se você mora no estado de SP, sabe que a sensação não é essa e sabe que a insegurança pública continua na mesma.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Eleições 2014
« Resposta #110 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 16:43:10 »
Estou ciente desses números e sabia que alguém viria com eles. E eu nem vou procurar refutar, mas se você mora no estado de SP, sabe que a sensação não é essa e sabe que a insegurança pública continua na mesma.

Eu moro em Fortaleza, então de insegurança pública eu entendo. Aliás, não eximo os governos de responsabilidade sobre isso. Mas é uma responsabilidade que não respeita legendas partidárias. Querer associar o avanço da criminalidade, que é um fenômeno bastante complexo, a um partido ou outro é no mínimo uma enorme leviandade.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições 2014
« Resposta #111 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 16:47:47 »
Estou ciente desses números e sabia que alguém viria com eles. E eu nem vou procurar refutar, mas se você mora no estado de SP, sabe que a sensação não é essa e sabe que a insegurança pública continua na mesma.

Eu moro em Fortaleza, então de insegurança pública eu entendo. Aliás, não eximo os governos de responsabilidade sobre isso. Mas é uma responsabilidade que não respeita legendas partidárias. Querer associar o avanço da criminalidade, que é um fenômeno bastante complexo, a um partido ou outro é no mínimo uma enorme leviandade.

Concordo.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #112 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 16:55:24 »
Belo debate.
Parabéns a ambos.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.902
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #113 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 17:04:48 »
[...]
Respeito aos DH, que é a base de qualquer política de pacificação, muito pouco.

Onde está o "respeito aos direitos humanos" das vítimas da violência?

Exatamente. Não está em lugar nenhum.

Bandido tem que ser tratado como um elemento periculoso e anti-social até o momento em que for capturado. A partir disto ele deve ser levado para um local em que a reclusão tem que ser prioritária, embora deva ser acompanhada de alguma forma de recuperação, em um local que seja adequado para esta finalidade. E o tipo de penalidade e a forma de recuperação (se for possível) devem ser feitas caso-a-caso, dependendo portanto do tipo de delito ou crime.

O resto é discurso panfletário, principalmente esquerdista, que tenta imputar na Sociedade, a responsabilidade por atos criminosos feitos por alguns indivíduos.
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.902
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #114 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 17:05:40 »
Estou ciente desses números e sabia que alguém viria com eles. E eu nem vou procurar refutar, mas se você mora no estado de SP, sabe que a sensação não é essa e sabe que a insegurança pública continua na mesma.

E como é que você refutaria tais números?
Foto USGS

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições 2014
« Resposta #115 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 17:21:25 »
[...]
Respeito aos DH, que é a base de qualquer política de pacificação, muito pouco.

Onde está o "respeito aos direitos humanos" das vítimas da violência?

Exatamente. Não está em lugar nenhum.

Bandido tem que ser tratado como um elemento periculoso e anti-social até o momento em que for capturado. A partir disto ele deve ser levado para um local em que a reclusão tem que ser prioritária, embora deva ser acompanhada de alguma forma de recuperação, em um local que seja adequado para esta finalidade. E o tipo de penalidade e a forma de recuperação (se for possível) devem ser feitas caso-a-caso, dependendo portanto do tipo de delito ou crime.

O resto é discurso panfletário, principalmente esquerdista, que tenta imputar na Sociedade, a responsabilidade por atos criminosos feitos por alguns indivíduos.

Primeira coisa, o bandido tem direito a julgamento o mais rápido possível e justo, o que convenhamos é quase impossível nas atuais condições. Segundo, o bandido preso tem direito a uma cela limpa, arejada e com espaço adequado, comida de qualidade, arroz, carne e verduras. Tem direito a visitas, tem direito de cumprir sua pena sem ser torturado e morto por agentes do estado e ou por outros presos.. Básico. Sem isso, não há controle, sem isso a violência domina mesmo, e não há sistema prisional que dê conta da violência. Isso é direitos humanos, não se está desrespeitando quem foi vítima, se está apenas fazendo aquilo pelo que se espera do Estado, coibir a violência, sem ser violento.

 
« Última modificação: 06 de Fevereiro de 2014, 17:39:17 por _Juca_ »

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Eleições 2014
« Resposta #116 Online: 06 de Fevereiro de 2014, 18:08:21 »
Estou ciente desses números e sabia que alguém viria com eles. E eu nem vou procurar refutar, mas se você mora no estado de SP, sabe que a sensação não é essa e sabe que a insegurança pública continua na mesma.

E como é que você refutaria tais números?
muito fácil colocar graficozinhos e achar que representa a realidade.   Você fica aí, sentado na sua cadeira em outro estado, e dá mais crédito a gráficos do que sensações, faça me o favor..
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #117 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 08:36:36 »
E foi dada a largada, senhoras e senhores!
Tomem os seus assentos e acompanhem as jogadas desse xadrez de quem fala mais e melhor para enganar os bestas de novo!

Citar
Lula saiu em defesa dos mensaleiros atacando STF
 
Feb 8th 2014, 21:47, by André Brito

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez em Ribeirão Preto (SP), uma defesa veemente do PT e dos filiados que foram presos após serem condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no escândalo do mensalão. “O nosso partido está sofrendo; temos companheiros presos, somos solidários e queremos justiça.” Lula ainda atacou, sem citá-los nominalmente, os ministros Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, do STF, por eles terem feitos declarações públicas sobre o processo após a condenação dos réus.

Em relação a Mendes, que declarou que doações feitas para o pagamento de multas de petistas condenados e presos poderiam ser fruto de lavagem de dinheiro, Lula disse que “o grande papel do ministro da Suprema Corte é falar nos autos do processo e não falar para a televisão o que ele pensa”, disse. “Se quer fazer política, que entre para um partido”, completou Lula, que participa do lançamento da “Caravana Horizonte Paulista”, marco do início da pré-campanha do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha ao governo de São Paulo.

Para Barbosa, indicado por Lula ao STF, o petista comentou: “Quando você indica alguém, você está dando um emprego vitalício e o cidadão, quando quer fazer política, diga (…) não aceito ser ministro, vou ser deputado, entrar para um partido político e mostrar a cara”.

Lula cobrou julgamento justo, pediu que os eventuais culpados pagassem, “desde que haja provas”, e garantiu que “foi nosso partido que não deixou sujeira embaixo do tapete”. Lembrou até mesmo do ex-presidente da República e ex-prefeito de São Paulo Jânio Quadros, que tinha como símbolo uma vassoura. “São Paulo já teve candidato que andava com vassourinha para jogar sujeira embaixo do tapete, mas nós escancaramos a transparência no País”.

O ex-presidente classificou o PT como “um dos maiores partidos de esquerda do mundo, sem dogmas”, cujo compromisso, segundo ele, é ser ético e querer lutar para que as pessoas mais humildes conquistem cidadania. “Não fizemos tudo que poderíamos ter feito, mas vamos fazer ainda mais. Entendemos mais de povo que os tucanos e ninguém fez mais por esse País do que o Partido dos Trabalhadores”.

Após comentar que se empenhará para reeleger a presidente Dilma Rousseff e dizer que dedicará mais tempo à política e às eleições, Lula rebateu as críticas da oposição e de analistas à política econômica e ao crescimento da dívida bruta do País.

“Querem o aumento do desemprego para baixar a inflação e agora falam em dívida bruta, que nunca foi utilizada no discurso. Estão incomodados porque o governo colocou dinheiro do tesouro do BNDES na Caixa Econômica e no Banco do Brasil”, afirmou. “O dia que o PT governar o Brasil e o Estado de São Paulo, a gente vai fazer muito mais que a gente já fez”, concluiu Lula, antes de elogiar Padilha e considerá-lo o mais bem preparado do partido para a disputa eleitoral no Estado. AE

Santa cara-de-pau, Batman!

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.757
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #118 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 09:20:30 »


Santa cara-de-pau, Batman!



Por acaso você espera sinceridade de pessoas que sejam BONS jogadores de JOGOS de PODER  ?     :susto:


Quem espera tal absurdo  está demonstrando não  saber  o básico de como se joga este jogo.   


.
« Última modificação: 09 de Fevereiro de 2014, 09:29:24 por JJ »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.902
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #119 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 09:44:29 »
Santa cara-de-pau, Batman!
Por acaso você espera sinceridade de pessoas que sejam BONS jogadores de JOGOS de PODER  ?     :susto:

Quem espera tal absurdo  está demonstrando não  saber  o básico de como se joga este jogo.   

.

Possivelmente ninguém espera nada de político algum mas o que está em tela é um safado que ultrapassa qualquer escala mensurável.
Foto USGS

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #120 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 09:50:54 »
Possivelmente ninguém espera nada de político algum mas o que está em tela é um safado que ultrapassa qualquer escala mensurável.

 :lol: :ok:

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.757
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #121 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 10:18:18 »
Santa cara-de-pau, Batman!
Por acaso você espera sinceridade de pessoas que sejam BONS jogadores de JOGOS de PODER  ?     :susto:

Quem espera tal absurdo  está demonstrando não  saber  o básico de como se joga este jogo.   
.

Possivelmente ninguém espera nada de político algum mas o que está em tela é um safado que ultrapassa qualquer escala mensurável.



Ele está  na mesma escala de outros BONS JOGADORES deste jogo.   Quem espera limpeza neste jogo é muito muito ingênuo.


.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #122 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 10:23:19 »
O problema está na definição de bom jogador, nesse contexto.
Vale vender a mãe para ganhar o jogo?

Os fins não justificam os meios.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:Eleições 2014
« Resposta #123 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 10:24:43 »
muito fácil colocar graficozinhos e achar que representa a realidade.   Você fica aí, sentado na sua cadeira em outro estado, e dá mais crédito a gráficos do que sensações, faça me o favor..
Se os números são verdadeiros, têm que ser levados em consideração.
Sensações nem sempre refletem a realidade. Por exemplo, se você mora em um lugar violento, terá a percepção de que as coisas estão horríveis. Estão, sim, para os que moram neste lugar, mas se os números mostram que a coisa melhorou no resto do país, então a realidade do país é a melhora, já que o seu caso é uma exceção.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.075
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições 2014
« Resposta #124 Online: 09 de Fevereiro de 2014, 10:26:59 »
muito fácil colocar graficozinhos e achar que representa a realidade.   Você fica aí, sentado na sua cadeira em outro estado, e dá mais crédito a gráficos do que sensações, faça me o favor..
Se os números são verdadeiros, têm que ser levados em consideração.
Sensações nem sempre refletem a realidade. Por exemplo, se você mora em um lugar violento, terá a percepção de que as coisas estão horríveis. Estão, sim, para os que moram neste lugar, mas se os números mostram que a coisa melhorou no resto do país, então a realidade do país é a melhora, já que o seu caso é uma exceção.

Acho que na verdade o Madiba está ironicamente  imitando o "estilo" do Vento Sul.
"Deus prefere os ateus"

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!