Autor Tópico: Apelação da igreja contra a ciência  (Lida 1810 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Apelação da igreja contra a ciência
« Online: 30 de Julho de 2014, 19:10:49 »
- Aos homens de ciência, deixem que lhes diga uma coisa: Vocês ganharam a guerra.
- As engrenagens estão em movimento há muito tempo. Sua vitória foi inevitável. A ciência é o novo Deus.
- Medicina, comunicações eletrônicas, viagens espaciais, manipulação genética, estes são os milagres sobre os quais agora falamos às nossas crianças. Estes são os milagres que alardeamos como prova de que a ciência nos trará as respostas. As histórias antigas de concepções imaculadas e mares que se abrem não são mais relevantes. Deus ficou obsoleto. A ciência venceu a batalha.
- Mas a vitória da ciência nos custou caro. Custou muito caro para cada um de nós.
- A ciência pode ter aliviado os sofrimentos das doenças e dos trabalhos enfadonhos e fatigantes, pode ter proporcionado uma série de aparelhos engenhosos para nossa conveniência e distração, mas deixou-nos em um mundo sem deslumbramento. Nossos crepúsculos foram reduzidos a comprimentos de ondas e frequências. As complexidades do universo foram desmembradas em equações matemáticas. Até o nosso amor-próprio de seres humanos foi destruído. A ciência proclama que o planeta Terra e seus habitantes são um cisco insignificante no grande plano. Um acidente cósmico. Até a tecnologia que promete nos unir, ao contrário, só nos divide. Cada um de nós está hoje eletronicamente conectado ao globo inteiro e, entretanto, todos nos sentimos sós. Somos bombardeados pela violência, pela divisão, pela desintegração e pela traição. O ceticismo passou a ser uma virtude. O cinismo e a exigência de provas para tudo converteram-se em pensamento esclarecido. Alguém ainda se admira que as pessoas hoje se sintam mais deprimidas e derrotadas do que em qualquer outra ocasião da história do homem? Será que existe alguma coisa que a ciência considere sagrada? A ciência procura respostas usando fetos não nascidos como material de pesquisa. A ciência até se atreve a reorganizar nosso DNA. Despedaça o mundo de Deus em parcelas cada vez menores em busca de significados e só
encontra mais perguntas.
- A velha guerra entre a ciência e a religião está encerrada. Vocês venceram.  Mas não
venceram honestamente. Não venceram fornecendo respostas. Venceram redirecionando nossa sociedade de modo tão radical que as verdades que outrora víamos como diretrizes agora parecem inaplicáveis. A religião não tem capacidade para acompanhar isto. O crescimento científico é exponencial. Alimenta-se de si mesmo como um vírus. Cada novo avanço abre caminho para outros novos avanços. A humanidade levou milhares de anos para evoluir da roda para o carro. E apenas décadas do carro para o espaço.
Atualmente, calculamos por semana o progresso científico. Estamos girando fora de controle, O abismo entre nós se aprofunda sem parar e, à medida que a religião vai ficando para trás, as pessoas se veem em um vazio espiritual. Imploramos pelo sentido das coisas. E, acreditem, imploramos de fato. Vemos OVNIS, frequentamos médiuns, buscamos contato com os espíritos, experiências extracorpóreas, uso do poder mental - todas essas ideias excêntricas têm um verniz científico, mas são descaradamente irracionais. São o grito desesperado da alma moderna, solitária e atormentada, deformada por seu próprio esclarecimento e por sua incapacidade de aceitar que haja sentido em qualquer coisa que seja estranha à tecnologia.

- A ciência, dizem vocês, vai nos salvar. A ciência, digo eu, nos destruiu. Desde o tempo de Galileu, a Igreja vem tentando diminuir o ritmo da marcha implacável da ciência, às vezes por meios equivocados, mas sempre com intenções benéficas. Ainda assim, as tentações são grandes demais para o homem resistir. Previno-os, olhem em torno de si. As promessas da ciência não foram mantidas. As promessas de eficiência e simplicidade resultaram somente em poluição e caos. Somos uma espécie despedaçada e frenética, seguindo um caminho que leva à destruição.
- Quem é esse deus-ciência? Quem é esse deus que oferece poder a seu povo, mas nenhuma estrutura moral para lhe dizer como usar este poder? Que tipo de deus dá fogo a uma criança, mas não a avisa sobre seus perigos? A linguagem da ciência não vem com diretrizes sobre o bem e o mal. Os livros científicos explicam-nos como criar uma reação nuclear, mas não têm nenhum capítulo discutindo se é uma boa ou má ideia.
- À ciência, quero dizer o seguinte: a Igreja está cansada. Estamos exaustos de tanto tentar ser uma diretriz para o mundo. Nossos recursos estão esgotados por sermos a voz do equilíbrio enquanto vocês se atiram de cabeça em sua busca por chips menores e lucros maiores. Nem perguntamos por que vocês não se controlam, pois como poderiam? Seu mundo anda tão depressa que, se pararem por um instante que seja para refletir sobre as implicações de seus atos, alguém mais eficiente pode ultrapassá-los em um piscar de olhos. Por isso, vocês
vão em frente. Promovem o aumento das armas de destruição em massa, mas é o Papa quem tem de viajar pelo mundo suplicando aos líderes que tenham prudência. Clonam criaturas vivas, mas é a Igreja que tem de lembrar a necessidade de considerarmos as implicações morais de nossos atos. Incentivam as pessoas a interagir através de telefones, telas de vídeo e computadores, mas é a Igreja que abre suas portas e nos lembra de comungar aqui, no mundo real, que é como se deve fazer. Vocês até matam bebês que ainda não nasceram em nome de pesquisas que salvarão vidas. Mais uma vez, cabe à Igreja comprovar a falácia de tal raciocínio.
- E, o tempo todo, vocês proclamam que a Igreja é ignorante. Quem é mais ignorante, porém? O homem que não sabe definir o raio que cai durante um temporal ou o que não respeita seu poder admirável? Esta igreja está tentando chegar a vocês. Está tentando chegar a todas as pessoas. E, todavia, quanto mais tentamos, mais vocês nos repelem. Mostrem-nos uma prova da existência de Deus, dizem vocês. E eu respondo, usem seus telescópios para olhar o céu e me digam como é possível não haver um Deus!
- Vocês perguntam com que Deus se parece, e eu, por minha vez, pergunto também: de onde vem essa pergunta? A resposta é uma só, a resposta é a mesma. Não veem Deus em sua
ciência? Como podem deixar de vê-lo! Vocês proclamam que a menor alteração na força da gravidade ou no peso de um átomo teria convertido nosso universo em uma névoa sem vida em vez do magnífico mar de corpos celestes que contemplamos, e ainda assim deixam de ver a mão de Deus nisso? Será que é mesmo tão mais fácil acreditar que escolhemos a carta certa em um baralho em que há bilhões delas? Será que estamos tão falidos espiritualmente que preferimos acreditar numa impossibilidade matemática e não em um poder maior do que nós?
- Se vocês acreditam em Deus ou não, têm de acreditar nisto: quando nós, como espécie, abandonamos a confiança em um poder maior do que nós, abandonamos também nossa noção da obrigatoriedade de prestar contas. A fé, todas as formas de fé, são advertências de que existe algo que não podemos compreender, algo a que temos de responder. Com fé, prestamos contas uns aos outros, a nós mesmos e a uma verdade maior. A religião é falha, mas só porque o homem é falho. Se o mundo exterior pudesse ver esta igreja como eu vejo, além do ritual de
dentro dessas paredes, veria um milagre moderno, uma fraternidade de almas imperfeitas e simples, querendo apenas ser uma voz de compaixão em um mundo do qual se está perdendo o controle.
- Somos mesmo obsoletos? Será que esses homens são mesmo dinossauros? Será que eu
também sou? Será que o mundo realmente precisa de uma voz para os pobres, os fracos, os oprimidos, para as crianças que ainda não nasceram? Será que realmente precisamos de almas como essas que, apesar de imperfeitas, passam a vida nos implorando para seguirmos as diretrizes da moralidade e não nos extraviarmos de nosso caminho?
- Nenhum de nós pode se dar ao luxo da indiferença. Quer encarem toda essa maldade como Satã, corrupção ou imoralidade, o fato é que as forças do mal estão vivas e crescendo a cada dia. Não as ignorem. As forças são poderosas, mas não são invencíveis, O bem pode prevalecer. Ouçam a voz de seus corações. Ouçam a voz de Deus. Juntos, podemos recuar deste abismo.
- Rezem comigo.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Reginaldo brasileiro

  • Nível 09
  • *
  • Mensagens: 96
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #1 Online: 30 de Julho de 2014, 19:20:29 »
Antes de debater este texto,gostaria de saber se você está preparado para debate-lo,ser questionado e ocasionalmente,ter humildade em admitir erros cometidos . Obviamente,eu tambem teria que ter estas qualidades . Se não tiver nenhuma destas caracteristicas,então esse amontoado de palavras não possui significado .

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.746
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #2 Online: 30 de Julho de 2014, 19:46:18 »
Caro Cinzu, pra mim não ficou claro se o texto é seu ou se é copiado de outro lugar, por isso gostaria do seu esclarecimento e caso o texto não seja seu, gostaria também que apresentasse a fonte do mesmo.

Obrigado e seja bem vindo!
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #3 Online: 30 de Julho de 2014, 19:47:44 »
Antes de debater este texto,gostaria de saber se você está preparado para debate-lo,ser questionado e ocasionalmente,ter humildade em admitir erros cometidos . Obviamente,eu tambem teria que ter estas qualidades . Se não tiver nenhuma destas caracteristicas,então esse amontoado de palavras não possui significado .

Desculpe-me, esqueci de mencionar que o texto não foi escrito por mim. Trata-se de um trecho do livro Anjos e Demônios de Dan Brown. Apenas postei pois achei interessante esta argumentação, e apesar de discordar , devo admitir que é cativante. Inclusive, muitas pessoas acabaram concordando com o mesmo após lê-lo.

Conforme citei no título do tópico, na minha opinião trata-se de uma apelação.

Novamente, peço desculpas por não ter sido claro.
« Última modificação: 30 de Julho de 2014, 19:50:47 por Cinzu »
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.918
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #4 Online: 30 de Julho de 2014, 20:10:25 »
Para mim, Ciência = estar ciente de. No momento que criam um deus chamado Ciência, trata-se só da criação de mais uma religião.

Offline Reginaldo brasileiro

  • Nível 09
  • *
  • Mensagens: 96
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #5 Online: 30 de Julho de 2014, 20:25:20 »
Desculpe-me, esqueci de mencionar que o texto não foi escrito por mim. Trata-se de um trecho do livro Anjos e Demônios de Dan Brown.

Entendido . Bem vindo ao Clube cético . Dá um pulo nesse tópico aqui para se apresentar:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=198.msg800589#new


Apenas postei pois achei interessante esta argumentação, e apesar de discordar , devo admitir que é cativante. Inclusive, muitas pessoas acabaram concordando com o mesmo após lê-lo.

Conforme citei no título do tópico, na minha opinião trata-se de uma apelação.

Novamente, peço desculpas por não ter sido claro.

Agora que você mencionou a fonte do texto,faz mais sentido entender porque ele possui tantas contradições e erros . Quanto a "guerra" entre Ciência e Religião,está pode ser interpretada como uma versão da guerra entre dogma e empiricismo .

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.083
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #6 Online: 30 de Julho de 2014, 21:16:02 »
- A ciência pode ter aliviado os sofrimentos das doenças e dos trabalhos enfadonhos e fatigantes, pode ter proporcionado uma série de aparelhos engenhosos para nossa conveniência e distração, mas deixou-nos em um mundo sem deslumbramento. Nossos crepúsculos foram reduzidos a comprimentos de ondas e frequências. As complexidades do universo foram desmembradas em equações matemáticas. Até o nosso amor-próprio de seres humanos foi destruído. A ciência proclama que o planeta Terra e seus habitantes são um cisco insignificante no grande plano. Um acidente cósmico.
Discordo que essas explicações cientificas tenham acabado com nosso deslumbramento do mundo. Quem jovem e leigo, não se deslumbrava com as explicações cientificas sobre o universo, dadas por Carl Cagan na série Cosmos. Quem não se maravilha com os grandes avanços da ciência, que com toda sua complexidade consegue nos apresentar um mundo muito maior do que o que acreditávamos existir. Eu discordo da ideia que o autor do texto tentou passar neste trecho da obra. A ciência não acabou com o deslumbramento que tínhamos do mundo, ela apenas nos deslumbra de uma maneira diferente daquela feita pela religião.

<a href="https://www.youtube.com/v/yce28YYlPp8" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/yce28YYlPp8</a>

Citação de: Cinzu
Até a tecnologia que promete nos unir, ao contrário, só nos divide. Cada um de nós está hoje eletronicamente conectado ao globo inteiro e, entretanto, todos nos sentimos sós.
Não acho que isso seja culpa da tecnologia em si, esta não tem vontade própria, e nem pode ser responsabilizada pelas nossas mazelas. A tecnologia moderna é como um velho martelo, uma simples ferramenta na mão de um operário, na mão certa esta ferramenta pode ser usada para edificar e construir, enquanto na mão errada esta ferramenta pode ser usada para destruir e causar sofrimentos. Logo, são os nossos valores que nos direcionam a um uso construtivo ou destrutivo da tecnologia que produzimos. não é ela mesma, a ferramenta, culpada por nossos problemas e sofrimentos atuais, e sim nós mesmos, que guiados por valores destrutivos, a usamos de forma nociva.

Citação de: Cinzu
Somos bombardeados pela violência, pela divisão, pela desintegração e pela traição.
Isso sempre aconteceu, antes e depois da ciência, com armas primitivas ou com armas modernas, o avanço cientifico e tecnológico não devem serem responsabilizados por nossos problemas. São os nossos próprios valores os culpados por nossos problemas.

<a href="https://www.youtube.com/v/5T-NmmmRf04" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/5T-NmmmRf04</a>


Citação de: Cinzu
O ceticismo passou a ser uma virtude. O cinismo e a exigência de provas para tudo converteram-se em pensamento esclarecido.
E porque não deveria ser assim, o ceticismo e o cinismo são doutrinas filosóficas incríveis e deliciosas de se estudarem e praticarem, e a exigência de provas uma ótima maneira de se atingir com maio precisão os nossos objetivos.

Citação de: Cinzu
Alguém ainda se admira que as pessoas hoje se sintam mais deprimidas e derrotadas do que em qualquer outra ocasião da história do homem?
Não tenha certeza que assim seja, mas mesmo que seja, ainda não vejo relação suficiente com a ciência e avanço tecnológico ao ponto destes serem exclusivamente culpabilizados por nossas desgraças.

Citação de: Cinzu
Será que existe alguma coisa que a ciência considere sagrada?
"Sagrado" é um conceito religioso, não acredito por isso que a ciência considere algo como sagrado.

Citação de: Cinzu
- A velha guerra entre a ciência e a religião está encerrada. Vocês venceram.  Mas não
venceram honestamente. Não venceram fornecendo respostas.
Muitas respostas são fornecidas, mas nenhuma delas com caráter de ser considerada absoluta e inquestionável. E muitas perguntas foram feitas, muito mais do que respostas dadas, e isso devemos concordar, levou o homem a refletir e pensar por conta própria, levando-nos a grandes conquistas no campo intelectual, e sem ser punido e/ou proibido de pensar, algo corriqueiro nas mais diversas religiões do mundo.

Citação de: Cinzu
O crescimento científico é exponencial. Alimenta-se de si mesmo como um vírus. Cada novo avanço abre caminho para outros novos avanços. A humanidade levou milhares de anos para evoluir da roda para o carro. E apenas décadas do carro para o espaço.
Concordo.

Citação de: Cinzu
Atualmente, calculamos por semana o progresso científico. Estamos girando fora de controle, O abismo entre nós se aprofunda sem parar e, à medida que a religião vai ficando para trás, as pessoas se veem em um vazio espiritual. Imploramos pelo sentido das coisas. E, acreditem, imploramos de fato. Vemos OVNIS, frequentamos médiuns, buscamos contato com os espíritos, experiências extracorpóreas, uso do poder mental - todas essas ideias excêntricas têm um verniz científico, mas são descaradamente irracionais. São o grito desesperado da alma moderna, solitária e atormentada, deformada por seu próprio esclarecimento e por sua incapacidade de aceitar que haja sentido em qualquer coisa que seja estranha à tecnologia.
É uma observação interessante, mas muitas pessoas ainda se abraçam a religião, da mesma forma que se abraça estes exemplos citados acima, na mesma medida que toma a ciência e a tecnologia como guia. Não é necessário deixar de ser religioso por acreditar e se beneficiar da ciência. E muitos intelectuais e cientistas crentes em Deus estão ai para não me deixarem me contradizer.

Citação de: Cinzu
A ciência, dizem vocês, vai nos salvar. A ciência, digo eu, nos destruiu.
Se alguma destruição de fato ocorreu ou esta a ocorrer, somos nós mesmos os culpados, e não a ciência ou a tecnologia em si mesmas, como pretende a ideia do texto.

Citação de: Cinzu
Desde o tempo de Galileu, a Igreja vem tentando diminuir o ritmo da marcha implacável da ciência, às vezes por meios equivocados, mas sempre com intenções benéficas.
Como as inquisições, as mortes de pensadores acusados de heresias e blasfêmias, a destruição do conhecimento de várias formas, através do genocídio e do etnocídio de povos quase inteiros?  Sei, as intenções poderiam serem benéficas, mas os resultados foram em grande parte maléficos. Sendo ao meu ver uma hipocrisia e contradição evidente acusar e condenar a ciência pelos problemas modernos, na medida que perdoa e inocenta a religião dos problemas passados.

Citação de: Cinzu
- Quem é esse deus-ciência? Quem é esse deus que oferece poder a seu povo, mas nenhuma estrutura moral para lhe dizer como usar este poder?
O objetivo e/ou dever da ciência não é o de construir uma estrutura moral. A ciência pode ajudar a esclarecer os problemas morais, como no caso do racismo, ao apontar que não existem raças, e que por tanto toda a base da ideologia racista caria por terra, levando consigo todo o resto. Mas a ciência não pode de fato decidir o que é moralmente certo ou errado, este papel é da ética, e da própria religião, que ai pode se meter e ajudar. Mas assim como a ciência não pode dizer aquilo que é certo e aquilo que é errado, sendo ela apenas uma ferramenta, ela não pode por consequência ser responsabilizada pelas mazelas humanas, sendo estas responsabilidades exclusivamente nossa e de nossos valores morais e códigos de ética, que direcionam nossas ações.


Citação de: Cinzu
Que tipo de deus dá fogo a uma criança, mas não a avisa sobre seus perigos? A linguagem da ciência não vem com diretrizes sobre o bem e o mal. Os livros científicos explicam-nos como criar uma reação nuclear, mas não têm nenhum capítulo discutindo se é uma boa ou má ideia.
Por que isso não é ciência, o bom ou o mal, o certo ou o errado, são valores de juízos, valores morais e éticos, que vem de uma educação moral e ética. Ai a religião pode ainda fazer valer a sua influência, assim como a filosofia e os estudos filosóficos da ética e da moral.

Citação de: Cinzu
À ciência, quero dizer o seguinte: a Igreja está cansada. Estamos exaustos de tanto tentar ser uma diretriz para o mundo. Nossos recursos estão esgotados por sermos a voz do equilíbrio enquanto vocês se atiram de cabeça em sua busca por chips menores e lucros maiores. Nem perguntamos por que vocês não se controlam, pois como poderiam? Seu mundo anda tão depressa que, se pararem por um instante que seja para refletir sobre as implicações de seus atos, alguém mais eficiente pode ultrapassá-los em um piscar de olhos. Por isso, vocês
vão em frente. Promovem o aumento das armas de destruição em massa, mas é o Papa quem tem de viajar pelo mundo suplicando aos líderes que tenham prudência. Clonam criaturas vivas, mas é a Igreja que tem de lembrar a necessidade de considerarmos as implicações morais de nossos atos. Incentivam as pessoas a interagir através de telefones, telas de vídeo e computadores, mas é a Igreja que abre suas portas e nos lembra de comungar aqui, no mundo real, que é como se deve fazer. Vocês até matam bebês que ainda não nasceram em nome de pesquisas que salvarão vidas. Mais uma vez, cabe à Igreja comprovar a falácia de tal raciocínio.
Interessante, de fato é a moral e a ética que guia as nossas ações, nisso eu concordo, é preciso haver sim uma educação moral e códigos de ética para manter a ordem e harmonia do homem com o homem no uso da ciência e sua tecnologia, voltada para bens pacíficos e positivos.

Mas esta educação, apesar de poder ser ministrada e influenciada pela religião, não deve nem precisa ser reduzida somente a ela, a filosofia, os costumes e tradições culturais diversos, também podem e devem participar do debate e formação moral da população.

E a ciência, apesar de não poder definir certo e errado, bom e ruim, pode ajudar a esclarecer fatores que nos guiem a uma melhor decisão, como já falado aqui, no caso do racismo, hoje condenado em partes por um maior esclarecimento cientifico do assunto, que nos mostrou o racismo como ilógico em sua própria base, fato este que aliado aos demais nos ajudou a proibir e condenar tal ato.

Citação de: Cinzu
- Vocês perguntam com que Deus se parece, e eu, por minha vez, pergunto também: de onde vem essa pergunta? A resposta é uma só, a resposta é a mesma. Não veem Deus em sua
ciência? Como podem deixar de vê-lo! Vocês proclamam que a menor alteração na força da gravidade ou no peso de um átomo teria convertido nosso universo em uma névoa sem vida em vez do magnífico mar de corpos celestes que contemplamos, e ainda assim deixam de ver a mão de Deus nisso? Será que é mesmo tão mais fácil acreditar que escolhemos a carta certa em um baralho em que há bilhões delas? Será que estamos tão falidos espiritualmente que preferimos acreditar numa impossibilidade matemática e não em um poder maior do que nós?
- Se vocês acreditam em Deus ou não,
Prefiro me manter agnóstico sobre esta questão, não nego nem aceito a existência de Deus, suspendo o meu juízo.

Citação de: Cinzu
têm de acreditar nisto: quando nós, como espécie, abandonamos a confiança em um poder maior do que nós, abandonamos também nossa noção da obrigatoriedade de prestar contas.
Isso pode ser feito com um sentimento de compromisso com a comunidade e seus valores estabelecidos. De forma racional através da filosofia e da razão, como demonstrado em várias doutrinas filosóficas da moral, do utilitarismo ao kantismo. A religião pode ser útil a desempenhar este papel, mas não é necessária e nem mesmo exclusivo da religião este papel

Citação de: Cinzu
A fé, todas as formas de fé, são advertências de que existe algo que não podemos compreender, algo a que temos de responder. Com fé, prestamos contas uns aos outros, a nós mesmos e a uma verdade maior.
A fé é de fato muito importante, e eu já falei sobre isso neste tópico aqui.

Citação de: Cinzu
A religião é falha, mas só porque o homem é falho.
Assim como a ciência é usada para o mal, mas somente por que o homem também é mal, e não por que a ciência é má em si mesma.

Citação de: Cinzu
Se o mundo exterior pudesse ver esta igreja como eu vejo, além do ritual de
dentro dessas paredes, veria um milagre moderno, uma fraternidade de almas imperfeitas e simples, querendo apenas ser uma voz de compaixão em um mundo do qual se está perdendo o controle.
- Somos mesmo obsoletos? Será que esses homens são mesmo dinossauros? Será que eu
também sou? Será que o mundo realmente precisa de uma voz para os pobres, os fracos, os oprimidos, para as crianças que ainda não nasceram? Será que realmente precisamos de almas como essas que, apesar de imperfeitas, passam a vida nos implorando para seguirmos as diretrizes da moralidade e não nos extraviarmos de nosso caminho?
- Nenhum de nós pode se dar ao luxo da indiferença. Quer encarem toda essa maldade como Satã, corrupção ou imoralidade, o fato é que as forças do mal estão vivas e crescendo a cada dia. Não as ignorem. As forças são poderosas, mas não são invencíveis, O bem pode prevalecer. Ouçam a voz de seus corações. Ouçam a voz de Deus. Juntos, podemos recuar deste abismo.
- Rezem comigo.
A religião tem a sua utilidade, eu não nego, e pode inclusive ser positiva, mas a critica a ciência, da forma como fora feita acima, é falha, como já demonstrado por mim em diversos pontos do texto.

Abraços!
« Última modificação: 30 de Julho de 2014, 21:22:31 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #7 Online: 30 de Julho de 2014, 22:57:03 »
Concordo contigo Skeptikós, partilho da mesma opinião. Aliás, ótima postagem, muito bem explicada.

Fiquei um tanto revoltado ao ler este trecho do livro, pois baseia-se unicamente em falácias, não vejo fundamentos na crítica feita à ciência. Conforme você mesmo citou, a tecnologia e a ciência estão aqui para melhorar nossas vidas, e de fato tem conseguido. Se em muitas situações ocorre o oposto, é pelo uso precipitado das mesmas, por pessoas mal instruídas, mas em nenhum momento ela pode ser culpada pela destruição que tem causado.

Quanto ao livro, achei ele bom. Apesar deste trecho, ele é imparcial a respeito da questão de Ciência X Religião. Aqui posto outro trecho a favor da ciência, no qual achei interessante:

"A fé não protege ninguém. Remédios e air-bags é que protegem as pessoas. Deus não protege ninguém. A inteligência, sim. Esclarecimento. Tenha fé somente em algo com resultados tangíveis. Há quanto tempo não se ouve falar que alguém andou sobre a água? Os milagres modernos são realizados pela ciência... computadores, vacinas, estações espaciais... até o milagre divino da criação. A matéria vinda do nada... em um laboratório. Quem precisa de Deus? Não! A ciência é Deus."

Este comentário acima foi mencionado antes no livro. O texto que postei por primeiro, seria como uma resposta.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.903
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #8 Online: 31 de Julho de 2014, 09:30:01 »
Só falta mesmo dizer que a Ciência é uma religião politeísta e até poderíamos chamar sua miríade de deuses com nomes que seguem uma afinidade lógica com seu conceito, por exemplo, deus Jonny Walker, deus Balantines, deus 51, deus Baccardi, etc.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #9 Online: 31 de Julho de 2014, 10:34:56 »
O que o texto de certa forma demonstra é que as pessoas tem uma necessidade de se agarrar a coisas místicas, grandiosas em geral. Na USSR, com a repressão contra as religiões, as pessoas rapidamente abraçaram todo o tipo de misticismo, como James Randi demonstra neste video aqui que vi faz pouco tempo:

<a href="http://www.youtube.com/v/dEBaN2kU7RU" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/dEBaN2kU7RU</a>

Uma pessoa mais racional tem menos necessidade deste tipo de coisa, mas se você afastar a religião qualquer pessoa, ela vai transformar algo aleatório em religião. O que as grandes ditaduras sempre almejam é que a própria figura do ditador ou do país vire objeto de culto, como foi feito de maneira bem sucedida na China do Mao e na Coreia do Norte com o avô do atual tirano.

Nestes casos, suprimir a religião pode ser pior.

O que os cientistas e céticos como a gente em geral acabam reverenciando é a própria ciência ou o universo revelado por ela. Isso para quem gosta é grandioso e se bem executado, essa reverência em nada atrapalha o processo científico.

A ideia do universo frio da ciência vem de pessoas que já construíram suas crenças em volta de um criador pai e não entendem que há poesia e beleza no universo como ele é. Há uma beleza na natureza por si só.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.083
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #10 Online: 31 de Julho de 2014, 13:47:17 »
Citação de: Cinzu
:ok:

Citação de: Lorentz
Sim, é uma boa observação.  :ok:
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline pqdrochabm

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 185
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #11 Online: 31 de Julho de 2014, 15:20:36 »
Estou gostando do rumo da discussão...
Apenas acompanhando. :ok:
"Somos o projeto final do passado e o esboço do projeto do futuro."

"Não leve a vida muito a sério, pois não sairá vivo dela mesmo!"

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.326
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #12 Online: 31 de Julho de 2014, 15:41:02 »
É como a frase de Douglas Adams: "não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele?"

A realidade em si possui tanto deslumbramento e beleza quanto mitologias, possuindo um "plus": é real, portanto pode ser efetivamente gozada.
GNOSE

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.918
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #13 Online: 31 de Julho de 2014, 17:02:28 »
É como a frase de Douglas Adams: "não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele?"

A realidade em si possui tanto deslumbramento e beleza quanto mitologias, possuindo um "plus": é real, portanto pode ser efetivamente gozada.
Como advogado do Diabo, eu diria que não,  não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele. Um tremendo aparato cognoscivo como o do ser humano, ocioso, rapidamente evoluiria para um estado de tédio, precisando de estímulos extras e cada vez maiores o tempo todo para um possível estado de conforto existencial e a ação de imaginar e abstrair sobre entidades fictícias seria adaptativamente a mais eficiente solução para prover vazão a esta demanda. A boa notícia, quem sabe, para os defensores do ateísmo e do cientifismo militantes de plantão, é que  de um modo gradual e bem sucedido estaríamos nos tornando em sociedades científico tecnológicas em contrapartida as nossas atávicas tendências ao misticismo e religiosidade primitivos.
« Última modificação: 31 de Julho de 2014, 17:47:55 por sergiomgbr »

Offline Reginaldo brasileiro

  • Nível 09
  • *
  • Mensagens: 96
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #14 Online: 01 de Agosto de 2014, 06:28:30 »
É como a frase de Douglas Adams: "não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele?"

A realidade em si possui tanto deslumbramento e beleza quanto mitologias, possuindo um "plus": é real, portanto pode ser efetivamente gozada.
Como advogado do Diabo, eu diria que não,  não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele. Um tremendo aparato cognoscivo como o do ser humano, ocioso, rapidamente evoluiria para um estado de tédio, precisando de estímulos extras e cada vez maiores o tempo todo para um possível estado de conforto existencial e a ação de imaginar e abstrair sobre entidades fictícias seria adaptativamente a mais eficiente solução para prover vazão a esta demanda. A boa notícia, quem sabe, para os defensores do ateísmo e do cientifismo militantes de plantão, é que  de um modo gradual e bem sucedido estaríamos nos tornando em sociedades científico tecnológicas em contrapartida as nossas atávicas tendências ao misticismo e religiosidade primitivos.

E qual o problema com o ócio e com tédio?

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.011
  • Sexo: Masculino
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #15 Online: 01 de Agosto de 2014, 08:37:04 »
É como a frase de Douglas Adams: "não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele?"

A realidade em si possui tanto deslumbramento e beleza quanto mitologias, possuindo um "plus": é real, portanto pode ser efetivamente gozada.
Como advogado do Diabo, eu diria que não,  não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele. Um tremendo aparato cognoscivo como o do ser humano, ocioso, rapidamente evoluiria para um estado de tédio, precisando de estímulos extras e cada vez maiores o tempo todo para um possível estado de conforto existencial e a ação de imaginar e abstrair sobre entidades fictícias seria adaptativamente a mais eficiente solução para prover vazão a esta demanda. A boa notícia, quem sabe, para os defensores do ateísmo e do cientifismo militantes de plantão, é que  de um modo gradual e bem sucedido estaríamos nos tornando em sociedades científico tecnológicas em contrapartida as nossas atávicas tendências ao misticismo e religiosidade primitivos.

E qual o problema com o ócio e com tédio?

Nenhum, desde que, sob o ponto de vista financeiro, eles sejam sustentados pelo próprio desfrutante.
Foto USGS

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.326
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #16 Online: 04 de Agosto de 2014, 11:22:37 »
Agora vamos defender o diabo, hehe..

Eu diria que um jardim não é tão monótono quanto se pensa, talvez a contemplação estática pareça por demais búdica, mas sentando-se num gramado em pleno dia com sol brilhante no céu, a terra transmite seu frio ou seu calor,a grama pulsa de vida com os insetos que nela rastejam, pulam e voam, os arbustos balançam junto com o vento que traz aromas diversos, desde mato e flor até podridão e mofo, as cores que se espalham em verdes, amarelos e vermelhos, pássaros e outros animais em sua eterna luta pela sobrevivência, uma fruição de sensações plenas de consciência física, deflagradoras de agradáveis níveis de serotonina e dopamina.

Claro que alguns pensam apenas em picadas de mosquitos, lama e plantas "peçonhentas", mas mantive a alegoria do jardim por coerência.
 
Desde que optei por não acreditar em um deus mais que em outros, de maneira alguma abandonei minha capacidade de admirar o que me cerca, independente de não crer, e não se trata de trocar um deus pela Ciência, até por sua falseabilidade, alguém que precisa sentir que existe propósito e motivo para nossa existência não poderia se basear em algo que pode ser modificado, ainda que seja apenas para sua atualização.


« Última modificação: 04 de Agosto de 2014, 13:52:24 por Brienne of Tarth »
GNOSE

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.918
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #17 Online: 04 de Agosto de 2014, 12:33:47 »
Agora vamos defender o diabo, hehe..

Eu diria que um jardim não é tão monótono quanto se pensa, talvez a contemplação estática pareça por demais búdica, mas sentando-se num gramado em pleno dia com sol brilhante no céu, a terra transmite seu frio ou seu calor,a grama pulsa de vida com os insetos que nela rastejam, pulam e voam, os arbustos balançam junto com o vento que traz aromas diversos, desde mato e flor até podridão e mofo, as cores que se espalham em verdes, amarelos e vermelhos, pássaros e outros animais em sua eterna luta pela sobrevivência, uma fruição de sensaçãoes plenas de consciência física, deflagradoras de agradáveis níveis de serotonina e dopamina.

Claro que alguns pensam apenas em picadas de mosquitos, lama e plantas "peçonhentas", mas mantive a alegoria do jardim por coerência.
 
Desde que optei por não acreditar em um deus mais que em outros, de maneira alguma abandonei minha capacidade de admirar o que me cerca, independente de não crer, e não se trata de trocar um deus pela Ciência, até por sua falseabilidade, alguém que precisa sentir que existe propósito e motivo para nossa existência não poderia se basear em algo que pode ser modificado, ainda que seja apenas para sua atualização.
Sim, o divino está em tudo!
:hihi:

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.326
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #18 Online: 04 de Agosto de 2014, 13:55:09 »
Sim, o divino está em tudo!

Para alguns o nome é esse, prefiro colocar como "extração consciente de sensações otimizadas pela percepção sensorial amplificada do ambiente multifacetado".  ::)
GNOSE

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #19 Online: 05 de Agosto de 2014, 12:06:19 »
Agora vamos defender o diabo, hehe..
Desde que optei por não acreditar em um deus mais que em outros, de maneira alguma abandonei minha capacidade de admirar o que me cerca, independente de não crer, e não se trata de trocar um deus pela Ciência, até por sua falseabilidade, alguém que precisa sentir que existe propósito e motivo para nossa existência não poderia se basear em algo que pode ser modificado, ainda que seja apenas para sua atualização.

Não compreendi muito bem o que você quis dizer nesse último parágrafo.

Por que não poderia se basear em algo que pode ser modificado? Tudo no universo pode ser modificado...
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.326
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #20 Online: 05 de Agosto de 2014, 12:14:54 »
Desculpe se não fui clara...

Os dogmas das religiões são a "pedra fundamental", por sua imutabilidade. Cômodo é aceitar as leis de deuses como imutáveis, se seguirmos o roteiro, chegamos ao paraíso.

Porém, a falseabilidade da Ciência é motivo de desconfiança por parte do crente, que não admite sua significância a acredita ser o Universo seu quintal, criado por um deus benevolente.

O caos, para alguns, é assustador...
GNOSE

Offline Enio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.090
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #21 Online: 23 de Setembro de 2014, 12:26:49 »
Bem, eu não preciso de um deus benevolente para admirar a grandiosidade dos fenômenos da natureza, só não acredito que este universo, com esta forma de matéria que conhecemos, seja o limite de tudo. Mas isso não significa que eu seja necessariamente religioso. É verdade que em maior parte me baseio em conteúdo espírita para poder entender o que deve existir além deste mundo observável, mas isso não significa que eu seja do tipo que fica debaixo das asas de um messias, acreditando ser guiado por um deus pessoal. Na verdade eu mesmo prefiro me guiar do que acreditar ser marionete de um ser invisível. Um ser benevolente não poderia ter dado origem a organismos com potencial ou caráter oposto ao dele, contra sua natureza, não é mesmo? Se deus fosse algo pessoal, então diria que seria ineficiente. Esse deus para mim é apenas um fenômeno primordial que origiou as forças da natureza, mas não um ser que criou isso para algum propósito específico, isso não.

Quanto ao assunto em si, concordo que é mais uma questão de empirismo x dogma. E o mal não está no que o homem cria, mas sim em seu estado moral, na maioria das vezes desarmônico em relação à natureza.

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #22 Online: 23 de Setembro de 2014, 13:05:17 »
Você não precisa acreditar em Deus pra ser religioso, o budismo é uma religião atéia.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Enio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.090
Re:Apelação da igreja contra a ciência
« Resposta #23 Online: 24 de Setembro de 2014, 23:36:57 »
Ah é, tinha me esquecido deste detalhe... Mas de qualquer forma, não sou do tipo que se prende à conduta de uma religião. Diria que eu prefiro ter minha própria conduta, baseada numa moral que eu mesmo idealizo, com base no que pude assimilar em relação aos valores. Neste sentido, não seria como o religioso tradicional, que é fiel à sua religião.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!