Autor Tópico: Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"  (Lida 13296 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #25 Online: 15 de Agosto de 2014, 12:13:44 »
Que grande merda conspiratoria essa Felipejr, me admira alguém acreditar nisso, que a liberalização sexual é um instrumento de revolução marxista, agora já não me espanto mais você admirar o Olavo de Carvalho. Que bulshit mais bulshit, Putz.

Ola Juca,

Que grande merda de argumento é esse? Seira mais adequado vc me acusar de Blasfêmia, Heresia. Sério, está parecendo que estou discutindo evolução com um fanático religioso!

Eu coloco o que os Marxistas pregaram e fizeram (não, isto não é interpretação do Olavo, nem  minha!! Eles falam isso LITERALMENTE em suas obras em suas declarações), mostro que, após a ida da escola de frankfurt para os EUA, isto tem início e, no Brasil, está em fase de pleno vapor, e vc me vem com esse "argumento"?

Assim eu sou levado a concluir que vc nunca leu absolutamente nada sobre a Escola de Frankfurt, Laclau, Gramsci. Que não sabe nada da esquerda que defende!

Se vc quer acusar algo ou alguem de conspiracionista. Aponte os fundamentos dessa acusação. Simplesmente afirmar, e rotular é adotar a tática mais básica e desonesta da prática da esquerda marxsita.

Curiosidade : vc é marxista, social democrata (que é uma evolução do capitalismo), anarquista?

Abs
Felipe

Felipe, seguinte, primeiro que acreditar que negros, mulheres, gays ou qualquer outra minoria ou classe historicamente subjugada seja fruto do capitalismo em si, já é tolice sem tamanho, desculpe. Gays são discriminados fruto do machismo e da religião, negros por causa do racismo, mulheres também pelo machismo, etc... Se você colocasse que pobres são excluídos pelo capitalismo, eu até aceitaria, mas até isso é uma meia verdade.

Pior ainda é acreditar que a defesa dos interesses das minorias é usada para uma revolução marxista e também global pelo jeito, já que essa defesa hoje em dia faz parte da linha de governo da grande maioria dos países e governos do mundo, principalmente dos países mais desenvolvidos e mais capitalistas. É teoria da conspiração elevada a milésima potência.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.147
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #26 Online: 15 de Agosto de 2014, 12:14:06 »
Costumo ignorar completamente a direita da ala olavete quanto da ala mimimises, afinal, o único ponto  em que concordam é no ódio à esquerda, e nem por isso vejo-os tentando doutrinar seus "afins" no espectro político.

Duvido muito que já tenha lido algo da obra do Olavo, muito menos de Mises!! Vou deixar o próprio Olavo te responder :

Ps : a esquerda (inclusive a extrema esquerda, marxsita) existe e atua politicamente em paises  capitalistas democraticos. Aliás, a alternancia de poder entre esquerda (claro que não a marxista)  e direita é a espinha dorsal da democracia!!! Agora, me de um exemplo de direita em paises que seguiram o Marxismo, somente um!!!

Língua dupla e estratégia

Olavo de Carvalho
O Globo, 2 de fevereiro de 2002

 

Os “lugares-comuns” foram assim nomeados pelos retóricos greco-romanos, que os comparavam a depósitos públicos de lixo mental, onde o mais pobre dos argumentadores poderia sempre encontrar alguma ferramenta usada que o tirasse do aperto no confronto desvantajoso com o adversário mais sábio. Cada vez que alguém lança mão de um desses utensílios para dar impressão de pensamento quando não pensou coisa nenhuma, todo mundo sai perdendo: o idioma é lesado, a inteligência aviltada, a opinião pública ludibriada. No entanto, longe de mim desprezar a força dessas velhas armas.

A potência inesgotável de lugares-comuns, clichês ou frases feitas assemelha-se à do moto-perpétuo: quanto mais gastos tanto mais persuasivos; quanto mais deslocados do assunto tanto mais eficazes. Sua maior virtude reside precisamente em desviar a discussão de um tema difícil e mal conhecido para o terreno firme das banalidades costumeiras, onde as conclusões se produzem com o automatismo fácil das secreções orgânicas. O preço, evidentemente, é escapar por completo da questão em debate -- mas que importa isso a quem quer apenas dar boa impressão?

Não há hoje em dia lugar-comum mais comum do que descartar in limine qualquer alegação contra o esquerdismo sob o pretexto de que ela nasce do “ódio”. Mais tipicamente: do ódio “visceral”. Você diz que os comunistas promoveram os maiores genocídios da História? É “ódio visceral”. Você afirma que eles criaram o Gulag e o Laogai, redes de campos de concentração que superaram as mais macabras ambições dos nazistas? “Ódio visceral”. Você se queixa de que eles bloqueiam a divulgação de seus crimes? “Ódio visceral”. Depois de eles repetirem isso umas centenas de vezes, você ficará parecendo mais mau do que aqueles que mataram cem milhões de seres humanos, prenderam outros tantos e hoje proíbem você de tocar no assunto. Pensando bem, você é que é um genocida, um tirano, um monstro. Eles mataram apenas uns quantos milhões de pessoas, conservando mediante prodígios de inventividade lógica uma linda auto-imagem de almas santas e bem-intencionadas. Aí vem você e, impiedosamente, rasga essa auto-imagem. Você é muito malvado, rapaz. Você não tem amor no coração.

O mais curioso é que essa rotulação venha justamente de adeptos, simpatizantes e colaboradores passivos de uma ideologia que, em família, jamais escondeu a motivação última que a movia. Ainda ressoa nesta página o conselho de Górki, escritor oficial da revolução russa, citado aqui na semana passada, que ensinava aos militantes a repulsa física ao inimigo. Talvez o leitor recorde também a observação de Brecht, de que, se os acusados dos Processos de Moscou eram inocentes, tanto mais mereciam ser fuzilados pelo bem do socialismo. Talvez conheça a declaração de Eldridge Cleaver, de que estuprar mulheres brancas é um mérito revolucionário. E talvez não tenha sumido da sua memória a fórmula de Che Guevara, que aconselhava “o ódio intransigente ao inimigo, ódio que impulsiona além das limitações naturais do ser humano e converte o guerrilheiro numa eficiente e fria máquina de matar”. Mas, naturalmente, nenhum desses cavalheiros disse ou praticou essas coisas por ódio. Odiento é você, que sai contando para todo mundo que eles as disseram e praticaram.

É com base na peculiar lógica comunista dessa conclusão que, por exemplo, o Fórum Social Mundial pode ostentar a bandeira da “paz”, entendendo por paz a suspensão das ações americanas no Afeganistão, que mataram umas centenas de pessoas, mas não a da ocupação chinesa no Tibete, que já matou mais de um milhão.

Quando Orwell disse que os comunistas inventaram um novo idioma no qual amor é ódio, paz é guerra, sim é não e não é sim, ele não exagerou em nada.

Duplicidade, diversionismo, camuflagem são o cerne mesmo da alma comunista. E quem quer que, discutindo com comunistas ou similares, atenha-se ao conteúdo literal de seu discurso, sem perceber que ele se destina apenas a encobrir a lógica profunda de suas ações, estará sendo feito de otário. Diga francamente o caro leitor: se um visitante, imbuído da manifesta intenção de seduzir sua esposa, começa a freqüentar sua casa sob o pretexto de jogar cartas, você acha que o melhor que tem a fazer com o intruso é empenhar-se em ganhar o jogo?


Assim procede quem, diante de organizações políticas envolvidas até a goela num movimento revolucionário continental associado ao narcotráfico, discuta com elas programas de governo e remédios para os problemas nacionais, ajudando-as a fingir uma atmosfera democrática de paz e normalidade.

Para o revolucionário, todo discurso público, sobretudo eleitoral, é apenas utensílio. Utensílio tão provisório, tão descartável quanto uma tira de papel higiênico ou uma camisinha. A conquista definitiva do poder, o controle absoluto do Estado, a destruição completa das oposições — tais são, hoje como sempre, os únicos objetivos daqueles que se dizem esquerdistas de um novo tipo, convertidos à democracia, mas continuam cúmplices do regime de Fidel Castro e usam, como se fossem instrumentos legítimos do processo democrático, as mesmas armas comunistas de sempre: incentivar e legitimar a violência das massas (denunciando histericamente a reação dos agredidos), desmantelar desde dentro e desde cima o aparato militar, policial e judiciário, manipular e alterar o sentido das leis, controlar os meios de informação, o ensino, as fontes de energia e a rede viária, fomentar o banditismo e depois culpar por ele a sociedade capitalista.

Discutir economia e administração com esses farsantes é cair num jogo sujo, é desempenhar na pantomima precisamente o papel que eles reservaram para suas futuras vítimas. Só o que cabe é desmascarar, por trás de suas alegações variadas, artificiosas e desnorteantes, a constância e a lógica implacável da sua estratégia de conquista.

Pelas mesmas razões, é inútil tentar combatê-los com acusações de corrupção banal, idênticas àquelas com que eles destroem facilmente as reputações de seus adversários. Primeiro, porque a parcela ideologicamente intoxicada do eleitorado, que constitui o contingente dos seus votantes fixos, não se escandaliza com atos desonestos cometidos por seus líderes, que lhe parecem vir em proveito da revolução. Segundo, porque a organização empenhada na luta por um objetivo geral que é mau, desonesto e pérfido em essência há de tratar sempre de ser a mais honesta possível nos detalhes instrumentais da política diária, não só para evitar problemas de percurso mas também para poder prevalecer-se de uma aparência enganosa de superioridade moral: nada mais rígido que o moralismo interno das máfias e dos partidos revolucionários. Não, a perfídia esquerdista não será jamais vencida por meio de tímidas mordidas nas beiradas. É preciso feri-la no coração, e esse coração chama-se: estratégia. Ou a desmascaramos, ou nos conformamos em vir a ser governados por um Pol-Pot, um Fidel Castro, um Ceaucescu.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.147
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #27 Online: 15 de Agosto de 2014, 12:58:04 »
Felipe, seguinte, primeiro que acreditar que negros, mulheres, gays ou qualquer outra minoria ou classe historicamente subjugada seja fruto do capitalismo em si, já é tolice sem tamanho, desculpe. Gays são discriminados fruto do machismo e da religião, negros por causa do racismo, mulheres também pelo machismo, etc... Se você colocasse que pobres são excluídos pelo capitalismo, eu até aceitaria, mas até isso é uma meia verdade.

Pior ainda é acreditar que a defesa dos interesses das minorias é usada para uma revolução marxista e também global pelo jeito, já que essa defesa hoje em dia faz parte da linha de governo da grande maioria dos países e governos do mundo, principalmente dos países mais desenvolvidos e mais capitalistas. É teoria da conspiração elevada a milésima potência.

Juca,

Vc está colocando a coisa no nível de incredulidade pessoal, não da análise dos fatos! Isso é uma falácia.

Não interessa o real motivo da "exclusão", mas sim do potencial desses excluidos poderem ser usados como agentes revolucionarios!

Vamos lá :

1 - Pessoas (Marxistas) desenvolvem "teorias" sociais envolvendo "excluidos" do capitalismo, manipulação cultural, do discurso, etc;

2 - Esse grupo fala que vai aplicar isso para destruir a sociedade capitalista;

3 - Infiltra isso no meio academico americano, sempre mais receptivo (aliás, não fugiram da Alemanha para a URSS, mas sim para os EUA. Das duas uma : ou como agentes revolucionarios, ou para se tornarem os primeiros esquerdistas-caviar da história :hihi:);

4 - Tempos após (se não me engano 10 ou 15 anos), exatamente esse grupo propõe, acontece.

Opções : coincidência ou ação deliberada.

Claro está que é impossível que se saiba todos os desdobramentos desse tipo de ação socio-cultural (o aumento do controle do estado é obvio - Lembre-se do texto sobre "mais democracia"), mas o fato de estar em paises capitalistas não quer dizer absolutamente nada, simplesmente por ter começado exatamente no maior de todos os capitalistas, os EUA, e pelo fato da esquerda (marxista) ser articulada internacionalmente.

Em tempo : quando critico a esquerda, me refiro aos marxistas-leninistas-maoistas, etc (que são, infelizmente, com excessão do PSDB, a nossa esquerda - leiam o que está escrito nos sites do PT, PSOL, PSTU, PC do B e afins e vejam como estão atuando aqui) .

Não tenho nada contra a esquerda que entende que o capitalismo (democracia, livre iniciativa, liberdade individual) é o único sistema que pode propiciar riqueza, e que atua tentando minimizar as distorções deste sistema (o que se chama de social democracia). Na realidade, minhas idéias estão bem mais alinhadas aos sociais democratas do que a direita. Mas sou contra todo e qualquer tipo de Marxismo. Considero que quando alguém se declara Socialista/Comunista (Marxsita) seja tão ou mais moralmente condenável que aquele que se declara Nazista.

Pergutna : vc já leu as obras da escola de Frankfurt? Já viu entrevistas e artigos do Marcuse? Gramsci ?

Abs
Felipe
 

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.674
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #28 Online: 15 de Agosto de 2014, 13:16:38 »
Aliás, a alternancia de poder entre esquerda (claro que não a marxista)  e direita é a espinha dorsal da democracia!!! Agora, me de um exemplo de direita em paises que seguiram o Marxismo, somente um!!!

Eu tenho uma teoria pessoal de que a consciência ampla, que leva ao esclarecimento e à individualidade no  ser humano é forçosamente uma espécie de sofrimento para o ser humano médio. Que o ser humano médio, exemplar típico do pensamento engajado socialmente, hedonista passivo encastelado mentalmente em na zona de conforto do bem estar subjetivista, que forma a esmagadora maioria da humanidade tende a formar sociedades cooperativas coletivistas tipicamente que repelem ao máximo o pensamento crítico e iniciativas individuais.

O comunismo e as religiões, principalmente os regimes teocráticos parecem ser, não uma construção cultural, mas já efeitos notórios de uma tendência das grandes massas humanas a se aglutinar em torno do pensamento fácil e diluído no lugar comum das conclusões reconfortantes para as vastas hordas crescentes de preguiçosos mentais de todo tipo, de que focinho de porco é tomada. Um inevitável e sombrio futuro da abelhização do mundo, com a extinção da individualidade como a conhecemos hoje, se nada for feito para reverter o que parece ser uma tendência, a longo prazo.

« Última modificação: 15 de Agosto de 2014, 22:35:20 por sergiomgbr »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #29 Online: 15 de Agosto de 2014, 17:28:37 »


Juca,

Vc está colocando a coisa no nível de incredulidade pessoal, não da análise dos fatos! Isso é uma falácia.

Não é uma questão pessoal, é questão de lógica mesmo, afirmar que o capitalismo é responsável pela exclusão de negros, mulheres, gays, não faz o menor sentido, a premissa começou errada, a conclusão então...


Citar
Não interessa o real motivo da "exclusão", mas sim do potencial desses excluidos poderem ser usados como agentes revolucionarios!

Interessa sim. Sua argumentação parte do um pressuposto totalmente equivocado para associá-lo a uma conclusão sem a menor evidência, transformando todos os defensores dos interesses das minorias em revolucionários marxistas que querem acabar com o capitalismo, isso aí está pra lá do fundamentalismo que vemos em marxistas ou libertários, ou religiosos fundamentalistas, porque maioria das vezes eles ou estão certos na premissa e errados na conclusão ou vice-versa, você está se equivoca nas duas.


Citar
1 - Pessoas (Marxistas) desenvolvem "teorias" sociais envolvendo "excluidos" do capitalismo, manipulação cultural, do discurso, etc;

Certo, mas onde isso se aplica na questão? Demonstre e evidencie que as pessoas que defendem os direitos  das minorias e dos excluídos na sociedade hajam para que isso seja instrumento de uma revolução e não apenas uma questão de solidariedade e noção de justiça social?

Citar
2 - Esse grupo fala que vai aplicar isso para destruir a sociedade capitalista;

Então, vale a mesma coisa. Demonstre como os defensores dos excluídos na sociedade estão sendo cooptados para essa suposta revolução com o intuito de destruir a sociedade capitalista, incluso aí todos os candidatos a presidente do Brasil nas ultima eleições...

Citar
3 - Infiltra isso no meio academico americano, sempre mais receptivo (aliás, não fugiram da Alemanha para a URSS, mas sim para os EUA. Das duas uma : ou como agentes revolucionarios, ou para se tornarem os primeiros esquerdistas-caviar da história :hihi:);

...e demonstre como revolucionários marxistas implementaram idéias revolucionárias em pleno EUA e ainda mais dentro de sua elite intelectual, de preferência como agiram, o modus operandi, quando agiram, quem foram o intelectuais influenciados, etc

Citar
4 - Tempos após (se não me engano 10 ou 15 anos), exatamente esse grupo propõe, acontece.

Opções : coincidência ou ação deliberada.

Estarei esperando suas evidência, sem apelos a autoridade, com fatos concretos, e premissas e conclusões factíveis e que sigam uma lógica falseável e verificável.

Citar
Claro está que é impossível que se saiba todos os desdobramentos desse tipo de ação socio-cultural (o aumento do controle do estado é obvio - Lembre-se do texto sobre "mais democracia"), mas o fato de estar em paises capitalistas não quer dizer absolutamente nada, simplesmente por ter começado exatamente no maior de todos os capitalistas, os EUA, e pelo fato da esquerda (marxista) ser articulada internacionalmente.

Aumento do controle do estado não quer dizer que seja uma tentativa de implementação do marxismo e nem a flexibilização do controle quer dizer que seja do livre mercado absoluto, 99% dos países passam longe tanto de um quanto de outro, incluso seus intelectuais, líderes e formadores de opinião e principalmente, você ignora que num país como o nosso o debate de idéias é livre, as pessoas podem defender o marxismo e ou o livre mercado absoluto sem nenhum pudor e até podem  alimentar teorias conspiratórias como essas que você propõe, não tem nenhum sentido prático tentar usar ações subliminares para influenciar intelectuais, líderes e até mesmo a população, a crítica é livre.

Citar
Em tempo : quando critico a esquerda, me refiro aos marxistas-leninistas-maoistas, etc (que são, infelizmente, com excessão do PSDB, a nossa esquerda - leiam o que está escrito nos sites do PT, PSOL, PSTU, PC do B e afins e vejam como estão atuando aqui) .


Adivinha? O PSDB defende as minorias tanto quanto o PT, inclusive os programas sociais tão questionados pelos conservadores tem a paternidade reivindicada por eles.

Citar
Não tenho nada contra a esquerda que entende que o capitalismo (democracia, livre iniciativa, liberdade individual) é o único sistema que pode propiciar riqueza, e que atua tentando minimizar as distorções deste sistema (o que se chama de social democracia). Na realidade, minhas idéias estão bem mais alinhadas aos sociais democratas do que a direita. Mas sou contra todo e qualquer tipo de Marxismo. Considero que quando alguém se declara Socialista/Comunista (Marxsita) seja tão ou mais moralmente condenável que aquele que se declara Nazista.

Na verdade você parece alinhado com o pior que a direita brasileira já produziu em termos de "intelectuais", como o Olavão e o Reinaldo Azevedo.

Citar
Pergutna : vc já leu as obras da escola de Frankfurt? Já viu entrevistas e artigos do Marcuse? Gramsci ?

Não sou especialista, mas conheço seus conceitos.


 
[/quote]
« Última modificação: 15 de Agosto de 2014, 17:32:17 por _Juca_ »

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #30 Online: 15 de Agosto de 2014, 17:57:32 »
Só lembrando que esses partidos de esquerda citados, a maioria não se da nada bem e vivem brigando entre si por espaço. aliás, o PSOL é um dos  maiores criticos do PT e esta na oposição.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.147
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #31 Online: 15 de Agosto de 2014, 18:58:57 »
Só lembrando que esses partidos de esquerda citados, a maioria não se da nada bem e vivem brigando entre si por espaço. aliás, o PSOL é um dos  maiores criticos do PT e esta na oposição.

Leia Lenin, por favor. Isso que vc está falando não significa nada!! Continuam organizadinhos em seus objetivos finais! Nacionalmente e internacionalmente (Foro de SP).

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #32 Online: 15 de Agosto de 2014, 19:15:06 »
Desista, é impossível convencer um conspiracionista, ainda mais depois de Gramsci.  Qualquer coisa a favor é uma comprovação, qualquer coisa contra também o é pois faz parte da tática Gramscista.
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.147
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #33 Online: 15 de Agosto de 2014, 19:15:49 »
Ola Juca,

Me desculpe, mas enquanto vc não ler sobre Gramsci, sobre a escola de frankfurt, sobre a Teoria Revolucionária de Marcuse, esse debate vai ser inócuo. Vc está cobrando "evidencias" que estão colocadas de forma LITERAL, nas obras dessas pessoas ! E vc está confundindo a veracidade de algo, com o uso desse algo para fins ideologicos, quando foca a discussão dos excluidos do capitalismo. Se são produtos ou não, do capitalismo, isso não tem a menor importância!

E não, eu não preciso descrever exatamente como foi a operação toda feita pela escola de frnakfurt nos EUA para estabelecer a correlação da teoria x fatos. Da mesma forma que a teoria da evolução não precisa (e não é capaz)  de explicar todos os caminhos evolutivos para estar correta. 

Novamente, só temos duas opções : coincidencia ou ação deliberada. Faça a sua escolha racional!

Obs : toda a influencia dele se deu, primeiramente, no meio Universitário, dado que eles foram acolhidos no meio universitário americano (eram professores de universidades americanas), meio onde idéias liberais (la são chamadas assim) tem alta receptividade (sim, existia e existe esquerda nos EUA, se vc não sabe). Do meio universitário, como o tempo, isso foi se espalhando para a sociedade.

Abs
Felipe
« Última modificação: 15 de Agosto de 2014, 19:22:11 por Feliperj »

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.147
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #34 Online: 15 de Agosto de 2014, 19:21:17 »
Desista, é impossível convencer um conspiracionista, ainda mais depois de Gramsci.  Qualquer coisa a favor é uma comprovação, qualquer coisa contra também o é pois faz parte da tática Gramscista.

O grande problema e´que vcs não conhecem  nada da ideologia que defendem!!!

Eu estou apresentando evidência concreta da articulação desses partidos, em nível Internacional! Aqui nos Brasil, ocorre exatamente o que Lenin defendia na URSS : eles se batem,se batem, mas todos bem alinhados ao objetivo maior (e não é conspiracionista meu caro, está as claras nos sites desses partidos).


Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #35 Online: 15 de Agosto de 2014, 19:49:56 »
O grande problema e´que vcs não conhecem  nada da ideologia que defendem!!!

Qual ideologia eu defendo?

Eu estou apresentando evidência concreta da articulação desses partidos, em nível Internacional!
Que partidos de esquerda tem pontos em comuns com outros partidos de esquerda?

Aqui nos Brasil, ocorre exatamente o que Lenin defendia na URSS : eles se batem,se batem, mas todos bem alinhados ao objetivo maior (e não é conspiracionista meu caro, está as claras nos sites desses partidos).
Aí é minha vez de falar:  Você não conhece esses partidos por dentro, não conhece seus quadros, não conhece as diferentes correntes em cada partido, e como algumas são antagônicas, não conhece as diferenças entre os alinhamentos programaticos, taticos e conceituais de cada corrente, etc...
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #36 Online: 15 de Agosto de 2014, 19:54:08 »
Eu estou apresentando evidência concreta da articulação desses partidos, em nível Internacional! Aqui nos Brasil, ocorre exatamente o que Lenin defendia na URSS : eles se batem,se batem, mas todos bem alinhados ao objetivo maior (e não é conspiracionista meu caro, está as claras nos sites desses partidos).

Mas eles se batem de maneira intencional, para disfarçar então?

Bom, uma coisa deve ser reconhecida, muitos desses partidos de esquerda não querem uma democracia, ou melhor, querem a democracia deles, e isso eles tem em comum.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #37 Online: 15 de Agosto de 2014, 20:30:43 »
Ola Juca,

Me desculpe, mas enquanto vc não ler sobre Gramsci, sobre a escola de frankfurt, sobre a Teoria Revolucionária de Marcuse, esse debate vai ser inócuo. Vc está cobrando "evidencias" que estão colocadas de forma LITERAL, nas obras dessas pessoas ! E vc está confundindo a veracidade de algo, com o uso desse algo para fins ideologicos, quando foca a discussão dos excluidos do capitalismo. Se são produtos ou não, do capitalismo, isso não tem a menor importância!

E não, eu não preciso descrever exatamente como foi a operação toda feita pela escola de frnakfurt nos EUA para estabelecer a correlação da teoria x fatos. Da mesma forma que a teoria da evolução não precisa (e não é capaz)  de explicar todos os caminhos evolutivos para estar correta. 

Novamente, só temos duas opções : coincidencia ou ação deliberada. Faça a sua escolha racional!

Obs : toda a influencia dele se deu, primeiramente, no meio Universitário, dado que eles foram acolhidos no meio universitário americano (eram professores de universidades americanas), meio onde idéias liberais (la são chamadas assim) tem alta receptividade (sim, existia e existe esquerda nos EUA, se vc não sabe). Do meio universitário, como o tempo, isso foi se espalhando para a sociedade.

Abs
Felipe

Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.

Offline Cumpadi

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.246
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #38 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:11:24 »
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).
« Última modificação: 15 de Agosto de 2014, 21:16:27 por parcus »
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #39 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:28:14 »
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
« Última modificação: 15 de Agosto de 2014, 21:30:56 por _Juca_ »

Offline Cumpadi

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.246
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #40 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:30:13 »
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Tenho que procurar o post onde você diz que abdicaria de tudo para viver em uma sociedade plenamente comunista?
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #41 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:40:39 »
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Tenho que procurar o post onde você diz que abdicaria de tudo para viver em uma sociedade plenamente comunista?

Pode ser, mas deixa eu facilitar pra você, eu abdicaria de tudo para viver numa sociedade plenamente socialista, desenvolvida, rica, sem divisão de classes, sem religião, democrática e sem o menor teor de totalitarismo, sem discriminação, inovadora, com o estado atendendo plenamente os anseios e as necessidades da população de forma justa, mas adivinha? Isso não existe, é utopia, não é factível. Aposto que o Geo, o Madiba e o Arcanjo viriam ser meus vizinhos se essa sociedade socialista perfeita existisse um dia.

Offline Cumpadi

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.246
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #42 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:51:07 »
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Tenho que procurar o post onde você diz que abdicaria de tudo para viver em uma sociedade plenamente comunista?

Pode ser, mas deixa eu facilitar pra você, eu abdicaria de tudo para viver numa sociedade plenamente socialista, desenvolvida, rica, sem divisão de classes, sem religião, democrática e sem o menor teor de totalitarismo, sem discriminação, inovadora, com o estado atendendo plenamente os anseios e as necessidades da população de forma justa, mas adivinha? Isso não existe, é utopia, não é factível. Aposto que o Geo, o Madiba e o Arcanjo viriam ser meus vizinhos se essa sociedade socialista perfeita existisse um dia.
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #43 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:53:21 »
Sério, esse tópico deveria estar em "Religiões, Crenças e Mitos".
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Cumpadi

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.246
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #44 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:58:12 »
Sério, esse tópico deveria estar em "Religiões, Crenças e Mitos".
E seu nome deveria ser Troll Tenno.
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #45 Online: 15 de Agosto de 2014, 21:58:44 »
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:

Offline Cumpadi

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.246
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #46 Online: 15 de Agosto de 2014, 23:23:19 »
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.
« Última modificação: 15 de Agosto de 2014, 23:25:42 por parcus »
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #47 Online: 15 de Agosto de 2014, 23:30:03 »
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P

Offline Cumpadi

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.246
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #48 Online: 15 de Agosto de 2014, 23:37:27 »
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P
Então somos dois, há três posts atrás você diz que é comunista, que gostaria de viver na tal da sua sociedade igualitária imaginativa. Você é UM BOSTA DESONESTO QUE NÃO SABE ARGUMENTAR E NEM AO MENOS FICA CALADO AO INVÉS DE COMETER ADHOMINEM.
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.756
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
« Resposta #49 Online: 16 de Agosto de 2014, 00:03:29 »
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P
Então somos dois, há três posts atrás você diz que é comunista, que gostaria de viver na tal da sua sociedade igualitária imaginativa. Você é UM BOSTA DESONESTO QUE NÃO SABE ARGUMENTAR E NEM AO MENOS FICA CALADO AO INVÉS DE COMETER ADHOMINEM.

Você notou o smile? Apelou, perdeu.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!