Autor Tópico: Os estragos do chavismo na Venezuela  (Lida 98914 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.551
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2350 Online: 28 de Agosto de 2018, 17:51:45 »
O Maisburro deve cheirar cocaina boliviana com validade vencida.

Agora disse que a população pode fazer poupança em ouro cuja grama vale o dobro do salário mínimo, aquele mesmo que só compra dois quilos de frango.

E que qualquer cidadão pode comprar se quiser.

Postarei o link depois quando estiver em casa.

Patético é ver os idiotas petistas defendendo este lixo.
Foto USGS

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.936
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2351 Online: 28 de Agosto de 2018, 19:02:33 »
O Maisburro deve cheirar cocaina boliviana com validade vencida.

Agora disse que a população pode fazer poupança em ouro cuja grama vale o dobro do salário mínimo, aquele mesmo que só compra dois quilos de frango.

E que qualquer cidadão pode comprar se quiser.

Postarei o link depois quando estiver em casa.

Patético é ver os idiotas petistas defendendo este lixo.

Ratos sempre defendem o lixo.

https://www.terra.com.br/noticias/mundo/maduro-lanca-poupanca-em-ouro-na-venezuela,ed1887b24f099379a7d986a9cb150975948j40cm.html

Citar
Maduro lança poupança em ouro na Venezuela
Governo venderá lâminas do metal para população

Agora muita atenção. ..

Citar
O presidente fez um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão em que explicou que o Estado venderá lâminas de 1,5 grama do metal por 3,7 mil bolívares (R$ 253) e também lingotes de 2,5 gramas por 6,3 mil bolívares (R$ 427). O ouro ficará no Banco Central Venezuelano "para que ninguém o toque" e os compradores receberão certificados emitidos pela casa da moeda local com um QR code, que permitirá resgates a cada três meses.



Citar
Em algum lugar do mundo existe um plano de poupança em ouro para a população? Só aqui na Venezuela porque estamos em um revolução socialista", declarou Maduro durante o pronunciamento.

Encurtando, além de ser impossível para alguém que ganha dois quilos de frango por mês dispor de dois meses inteiros de salário, ainda se trata de um esquema de fraude em que ele vende o que não tem.

Supondo que alguém compre por vontade própria sem que seja obrigado para manter o emprego público.



Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.203
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2352 Online: 29 de Agosto de 2018, 22:49:28 »
‘Parem de lavar privadas e voltem’, diz Maduro a migrantes:

https://istoe.com.br/parem-de-lavar-privadas-e-voltem-diz-maduro-a-migrantes/

Desta vez, quero ver onde foram parar os propagadores da Fake News que apelava à ONU (já desmascarada por mim neste tópico com um simples artigo-resposta do Instituto Liberal) para dizer que a Venezuela teria um saldo negativo na exportação líquida de migrantes. Será que foi a CIA que forjou essa notícia da declaração de Maduro ou foi um robô-clone do Maduro que a CIA criou para dizer essas palavras de imploração de retorno dos refugiados?
« Última modificação: 29 de Agosto de 2018, 23:08:19 por -Huxley- »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.203
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2353 Online: 29 de Agosto de 2018, 23:21:19 »
Na verdade, Maduro se referia somente aos migrantes pobres vítimas da guerra econômica de desabastecimento alimentício que os EUA e as oligarquias locais mercenárias americanófilas provocou e que fugiram para os países da direita americanófila.

Os lacaios do governo estadunidense, ou melhor, dos barões do capital financeiro internacional que controlam totalmente o sistema político estadunidense, teriam coragem até de implementar um sistema de Green Card automático nestes países sul-americanos amigos para fazer propaganda antiesquerdista de forma similar ao que eles já fazem em relação aos migrantes de Cuba.

« Última modificação: 29 de Agosto de 2018, 23:34:46 por -Huxley- »

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.936
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2354 Online: 30 de Agosto de 2018, 18:55:02 »
Citar
"Parem de lavar privadas e voltem, tem muita merda para comer aqui", diz Maduro a migrantes:

 :lol:


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.936
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2356 Online: 30 de Agosto de 2018, 19:23:37 »
Tem que reciclar. :lol:

Cara, não sei como o Maisburro ainda não fechou as fronteiras aos moldes cubanos para evitar que os habitantes da fazenda comunista não fujam.

A única coisa que falta ou talvez até já exista são os campos de prisioneiros com trabalhos forçados como na CN porque as fazendas coletivas já existem.


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.936
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2358 Online: 30 de Agosto de 2018, 19:44:01 »
Deve estar perto de acontecer.

Eu vi em algum site que as novas medidas do Maisburro pioraram ainda mais a situação do abastecimento.

Vi em uma notícia no celular durante o dia mas não encontrei novamente para postar aqui.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.244
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2359 Online: 10 de Setembro de 2018, 15:44:03 »
Citar
Maduro cita Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo para cobrar mais impostos
Presidente citou processos contra jogadores por evasão fiscal na Espanha ao pedir que empresários venezuelanos paguem mais impostos. 'Até iam meter Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar na cadeia', afirmou.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu nesta quarta-feira (5) aos empresários de seu país que paguem mais impostos, e citou como exemplo os processos por evasão fiscal na Espanha contra Neymar, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

"Cristiano Ronaldo partiu da Espanha porque o perseguiram por uma diferença que havia entre o imposto pago e o que deveria ter declarado. Até iam meter Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar na cadeia", disse Maduro para industriais que receberam empréstimos do Estado.

"O que peço a vocês é que trabalhem pela Venezuela, que produzam mais arroz, mais carne, mais leite, mais sapatos (...), que respeitem a lei", declarou Maduro em rede nacional, ao destacar que nos Estados Unidos e na Europa a sonegação fiscal leva à prisão.

Cristiano Ronaldo foi transferido do Real Madri para a Juventus por 100 milhões de euros.

Antes de partir do Real Madrid, o craque português fechou um acordo com o fisco espanhol para pagar 18,8 milhões de euros e evitar uma pena de dois anos de prisão.

O argentino Messi, estrela do Barcelona, e Neymar, transferido do Barça para o Paris Saint Germain, passaram por situações semelhantes com o fisco espanhol.

Maduro lançou em 20 de agosto passado um programa para enfrentar a grave crise econômica que afeta a Venezuela, que incluiu a retirada de cinco zeros do bolívar, a elevação dos preços da gasolina e a alta de impostos.

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/09/05/maduro-cita-neymar-messi-e-cristiano-ronaldo-para-cobrar-mais-impostos.ghtml
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.244
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2360 Online: 12 de Setembro de 2018, 18:07:26 »
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2361 Online: 13 de Setembro de 2018, 20:09:43 »
A democracia realmente necessita desse aperfeiçoamentos de forma a se tornar mais propriamente democrática, não pode ser distorcida, usurpada, manipulada por grupos que defendem interesses alheios àqueles do povo -- algo praticamente inerente à oposição a governos que primam pelo social, pois estes têm a democracia como praticamente sua essência, são fundamentalmente a manifestação física/social do conceito abstrato da "democracia", em sua forma mais pura.

Os partidos não-socialistas serão, portanto, na vasta maior parte do tempo apenas grupos de interesse tentando influenciar o processo democrático em benefício próprio. Ainda assim, eles devem poder se organizar e expressar sua voz como organização, que, em alguns casos, poderá mesmo se refletir em algo realmente em sintonia com a vontade democrática. Mas, mesmo nesses casos, é supérflua sua participação direta, seria algo apenas simbólico, e trazendo um risco desnecessário de perversão, do uso da pauta como cavalo de Tróia. A democracia fica portanto mais forte livre desse risco, sendo eventualmente permeada por qualquer verdadeira e legítima demanda do povo que seja, hipoteticamente, originalmente proposta por um partido não-socialista.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.203
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2362 Online: 14 de Setembro de 2018, 00:31:03 »
Na verdade, os socialistas são favoráveis a democracia, mas não a "democracia" plutocrata farsesca que cumpre quase exclusivamente os interesses do grande capital. Sobre a "democracia" burgo-liberal, é bom salientar que um bom número de grandes capitalistas, além de serem corruptores de políticos e juízes que defendem seus próprios interesses direitistas (basta lembrar do caso do golpe liberal congresso-STF-Temer em 2016), engajam-se na plutocracia antidemocrática além da política. Isso inclui a manutenção de um forte monopólio na mídia, que funciona como um quarto poder, que usa e abusa da manipulação ideológica para fazer os trabalhadores lutarem contra seus próprios interesses, coisas como demonizar a socialização ou coletivização dos meios de produção. Os socialistas defendem não apenas a existência de rede de TVs públicas, mas que grandes grupos privados de mídia que sejam flagrados mentindo para o povo devam ter sua concessão cassada, que nada mais é do que uma regulação social da mídia e controle democrático dos meios de comunicação. O caso da proibição desses quatro partidos na Venezuela se deve a um fato similar. O fato de eles terem se negado a disputar as eleições presidenciais passadas alegando que, se o fizessem, estariam participando de um processo fraudulento e de uma assembléia constituinte ilegítima é uma forma de manipular o povo que tem que ser combatida pelo bem da democracia de governos populares, que é uma expressão da vontade da classe trabalhadora, a única que realmente gera riqueza no sistema econômico e que representa mais de 99,9% do povo e da vontade popular.
« Última modificação: 14 de Setembro de 2018, 00:44:24 por -Huxley- »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.203
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2363 Online: 19 de Setembro de 2018, 00:37:43 »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.011
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2364 Online: 19 de Setembro de 2018, 08:10:22 »
Venezuelanos expressam revolta com almoço de Maduro em restaurante turco:

https://www.terra.com.br/noticias/mundo/venezuelanos-expressam-revolta-com-almoco-de-maduro-em-restaurante-turco-famoso,4d35a275479330ee3603139b28c1d5a48281cy4w.html
Ditadores Líderes de esquerda não podem ser julgados pelos mesmos critérios que os ditadores de direita.
Ele certamente tinha um bom motivo para estar lá.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.217
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2365 Online: 20 de Setembro de 2018, 20:33:29 »
Citar
Mais de 8200 execuções extrajudiciais em dois anos na Venezuela
O Estado venezuelano usa força letal contra as populações mais pobres e vulneráveis a pretexto do combate à criminalidade, o que resultou em mais de 8200 alegadas execuções extrajudiciais em dois anos, alerta a Amnistia Internacional.


https://www.jn.pt/mundo/interior/mais-de-8200-execucoes-extrajudiciais-em-dois-anos-na-venezuela-9881232.html


Em dois anos mataram mais que Pinochet.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2366 Online: 20 de Setembro de 2018, 21:08:40 »
Apesar da mídia golpista ficar noticiando essas fake news diversas, o que ela não fala é que a Venezuela, apesar da situação relativamente conturbada, ainda tem IDH superior ao do Brasil usurpado pelo golpe de Temer e da extrema-direita.

"Brasil do golpe tem IDH pior que o da Venezuela"
https://www.revistaforum.com.br/brasil-do-golpe-tem-idh-pior-que-o-da-venezuela/





PQP, não achava que ia esbarrar numa lei de Poe dessas. Fantástico.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.244
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2367 Online: 21 de Setembro de 2018, 14:37:28 »
Citar
Venezuela prende 34 gerentes de supermercados por aumento de preços
Gerentes foram presos sob acusação de esconderem alimentos e aumentarem abusivamente os preços.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na quinta-feira (20) que 34 gerentes de supermercados foram presos sob acusação de esconderem alimentos e aumentarem abusivamente os preços, no mais recente ato repressivo do governo de esquerda contra o empresariado enquanto o país sofre um colapso econômico grave.

"Tivemos um grupo de supermercados que escondia os produtos das pessoas e começou a cobrar o que queria. Há 34 gerentes de grandes supermercados atrás das grades por violarem a lei", disse Maduro, muitas vezes revoltado, durante uma transmissão de uma hora na televisão estatal.

"Eu digo uma coisa e os supermercados vêm e dizem outra... que desculpa eles têm para não seguir as regras?", questionou Maduro, estimulando os venezuelanos a se pronunciarem se virem preços injustos para evitar "serem roubados".

No mês passado Maduro prometeu um ressurgimento econômico para o país rico em petróleo, que é vítima de uma hiperinflação e da escassez de produtos básicos, ordenando que o salário mínimo fosse aumentado 60 vezes e desvalorizando a moeda em 96%.

O governo, mesmo carente de fundos, disse que cobrirá os salários nos três primeiros meses para que os negócios não aumentem os preços, apesar de o Congresso de maioria opositora estimar a inflação anual em 200 mil por cento.

A mídia local noticiou que muitos dos gerentes presos trabalhavam na Central Madeirense, rede fundada cerca de 70 anos atrás por imigrantes portugueses. A empresa e o Ministério da Informação da Venezuela não responderam a pedidos de comentário.

Alguns donos de negócios, duvidando que o governo cobrirá os novos salários, tentaram equilibrar as contas elevando preços e demitindo funcionários, o que contribui para o êxodo em massa de mais de 2 milhões de pessoas que já fugiram da nação de 30 milhões de habitantes.

Economistas dizem que as reformas de Maduro não atacam os problemas centrais da Venezuela, que são os controles monetários e a criação excessiva de dinheiro, e podem inclusive desestabilizar a economia.

Mas Maduro adotou um tom otimista ao comentar as medidas, dizendo que o aumento dos salários ocorreu sem sobressaltos e que as autoridades não estão mais imprimindo dinheiro de forma insustentável.

https://g1.globo.com/economia/noticia/2018/09/21/venezuela-prende-34-gerentes-de-supermercados.ghtml
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.936
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2368 Online: 21 de Setembro de 2018, 19:23:41 »
Quem vai pagar o aumento salarial prometido pelo Maisburro? Coincidência, saiu uma nota dizendo que ele vai pedir meio bilhão para repatriar venezuelanos no exterior.

A tal verba emprestada, se encontrar otário que empreste, servirá para pagar o transporte aéreo.

Offline Chico

  • Nível 04
  • *
  • Mensagens: 43
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2369 Online: 23 de Setembro de 2018, 12:23:34 »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.203
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2370 Online: 23 de Setembro de 2018, 12:37:29 »


A China NÃO É socialista na economia tal como a Venezuela. O planejamento central do governo chavista transforma a vida de quem faz negócios na Venezuela num verdadeiro inferno. Quanto à China... Eu já pus esse texto meu aqui no fórum...

Citar
Tenho aprendido um pouco mais sobre história econômica do socialismo. Li um pouco mais do caso da transição econômica da China no livro Macroeconomia de Olivier Blanchard. Algumas descrições expostas lá são interessantes.

A agricultura da China já foi estatizada. A reforma agrícola permitiu que os fazendeiros, após satisfazerem a cota do Estado, vendessem sua produção em mercados rurais. Ao longo do tempo, os fazendeiros obtinham direitos crescentes sobre suas terras. E, hoje em dia, as fazendas estatais produzem menos de 1% do produto agrícola. Empresas estatais receberam autonomia crescente sobre suas decisões de produção, e mecanismos e preços de mercados foram introduzidos para um número crescente de bens. O empreendedorismo privado foi encorajado, com empreendimentos coletivos guiados pelo motivo lucro em "empresas de cidades e povoados". O crescimento médio do produto por trabalhador passou de 2,5% entre 1952 a 1977 para 8% desde então. Diferentemente do que aconteceu na Europa Oriental, o sistema político não se modificou e o governo conseguiu controlar o ritmo da transição. Eles puderam permitir que as empresas estatais continuassem a produzir enquanto o setor privado crescia. Garantindo direitos de propriedade a investidores estrangeiros, eles trouxeram a tecnologia de países ricos, e no tempo certo, esse conhecimento foi repassado as empresas estrangeiras. Por motivos políticos, tal estratégia não foi aberta aos países da Europa Central e Oriental. Outros apontam que a transição chinesa foi suave, pois o planejamento central durou poucas décadas, assim as pessoas ainda sabiam como a economia funcionava e se adaptaram facilmente ao novo ambiente econômico, diferentemente da Rússia.


De qualquer forma, o caso da China mostra que socialismo econômico é fracasso. A China engatou seu milagre quando o governo entendeu que os preços são um mecanismo de comunicação de informações. E que o principal ponto a ser enfatizado no mesmo é o quão pouco os participantes do mercado precisam saber para que tomem a decisão mais correta.

A fome na China matou 30 milhões de pessoas entre 1959 e 1961. A política governamental de distribuição de alimentos estava por detrás do problema, pois a fome era mais grave em áreas com maior produção de alimentos no período anterior ao início da fome. Foi isso que mostrou uma análise de Meng, Qian e Yared em 2010 no National Bureau of Economic Research.
« Última modificação: 23 de Setembro de 2018, 12:53:31 por -Huxley- »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2371 Online: 23 de Setembro de 2018, 13:07:57 »
A Venezuela é "socialista" por auto-rotulação dos próprios governantes, apoiados por esquerdistas que se dizem também socialistas. Mesmo que nenhum destes implemente ou tenha como meta implementar as definições idealistas de estatização/"democratização" generalizada da indústria, mas apenas principalmente dirigismo, intervencionismo de mão-pesada na economia (ou "democratização", "controle social", como quer que fraseiem). Na Venezuela, isso incluiu crescente estatização, agravando a situação devido a não só já ser economicamente contraprodutivas as políticas de dirigismo, como a estatização ser tocada por incompetentes.

Se não se pode criticar ao "socialismo" com base com o que se passa em países como Venezuela, China, e Coréia do Norte, também não se pode criticar ao "livre mercado" por nada, já que igualmente existe apenas no mundo ideal, platônico, onde tudo sempre corre bem, protegido da realidade.

Muito generosamente talvez se possa limitar as críticas ao que de fato foi posto em prática, apesar de não se usar o rótulo "socialismo", limitando isso a coisas como comunidades voluntárias (empresas que não têm uma demanda exorbitante) ou outras circunstâncias com estatização generalizada -- URSS, China, Cuba, em diversos períodos. Então há essa distinção meio problemática de "socialistas", grupo, que não necessariamente praticarão voluntariamente o socialismo (raro) e nem mesmo terão, quando no governo, socialismo como modelo econômico.

Uma coisa meio "católico não-praticante", ou vegetariano que come peixe, frango, e de vez em quando um churrasquinho.

"Socialista não-praticante".

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.203
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2372 Online: 23 de Setembro de 2018, 13:20:50 »
Sobre o socialismo "de verdade":
https://criticanarede.com/socialismo.html

Socialismo sempre termina por tentar enfrentar o poder econômico da "Zé Lite Econômica" absorvendo-o em si, transformando a Nomenklatura na "nova burguesia". Por isso, o "socialismo de verdade" não acontece nunca e a revolução socialista vira a "revolução dos bichos".
« Última modificação: 23 de Setembro de 2018, 13:36:02 por -Huxley- »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.011
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2373 Online: 23 de Setembro de 2018, 13:59:23 »
O socialismo é anti-natural, portanto nunca vai ser realmente posto em prática. Eu diria que o mais próximo que se chegou foi o Khmer Vermelho, que reduziu a população a duas classes: operários analfabetos que só deveriam saber o suficiente para executar suas funções e camponeses analfabetos cultivando a terra da forma mais primitiva possível.

Neste processo, as cidades foram esvaziadas, a população foi transferida para fazendas e foi exterminada a elite dos cambojanos: professores, técnicos, engenheiros, médicos e qualquer um que se sobressaísse por ter um mínimo de cultura. Milhões morreram e o país até hoje não se recuperou.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #2374 Online: 23 de Setembro de 2018, 14:43:12 »
Pode se dizer que a própria sociedade civilizada é "anti-natural".

Existem diversas comunidades socialistas voluntárias ao redor do mundo. O problema não é tanto o socialismo (mesmo que em última instância não seja a melhor escolha), mas o autoritarismo e totalitarianismo praticamente inerentemente associados a sua implementação em nível nacional (não só pelo risco econômico ser também imposto a uma população muito maior).

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!