Autor Tópico: Se Deus não existe, tudo é permitido  (Lida 45545 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline JungF

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 443
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #750 Online: 17 de Dezembro de 2018, 18:16:47 »
Muita pretensão um mero ser humano querer definir como deve ser um deus.
:no:
Perfeitamente coerente com a "lógica"
Citar
de criar nosso próprio Deus
ou a do c’est déjà un grand point. :pula:
Inegavelmente seria máxima a pretensão de um ser tão limitado querer conceituar um ilimitado.
Por isto os Espíritos, naquela primeira questão dizem exatamente isso. Mas acrescentam que afora os atributos que um Deus precisa ter para ser de fato um Deus, querer aprofundar nestes conceitos e na origem dele será sempre inútil e não resultará mais que mergulhar-nos num labirinto sem saída.

Online Gorducho

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.472
  • Sexo: Masculino
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #751 Online: 17 de Dezembro de 2018, 18:54:28 »
Inegavelmente seria máxima a pretensão de um ser tão limitado querer conceituar um ilimitado.
:susto:
Não foi o Sr. mesmo quem recomendou a conveniência de se criar um deus pra uso próprio
Citar
Não somos capazes de criar nosso próprio Deus, sem os disparates que condenamos no Deus dos outros?
:?:
Como fez o Kardec pois mesmo em se apoiando na escolástica católica não deixou de configurar um deus pra ser usado na Doutrina que estava a redigir :ok:
« Última modificação: 17 de Dezembro de 2018, 19:02:23 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 443
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #752 Online: 18 de Dezembro de 2018, 13:14:58 »
Inegavelmente seria máxima a pretensão de um ser tão limitado querer conceituar um ilimitado.
:susto:
Não foi o Sr. mesmo quem recomendou a conveniência de se criar um deus pra uso próprio
Citar
Não somos capazes de criar nosso próprio Deus, sem os disparates que condenamos no Deus dos outros?
:?:
Como fez o Kardec pois mesmo em se apoiando na escolástica católica não deixou de configurar um deus pra ser usado na Doutrina que estava a redigir :ok:
Muito boas as colocações. Como diria o OlavoCarvalho: conseguem desafiar a minha inteligência. kkkkkkkk
Vamos por partes. Criar um Deus próprio é submetê-lo aos nossos limites; isso, somos capazes de fazer. Acredito que existam mais Deuses pessoais que nas religiões.
No entanto conceituar um Deus que atenda a formalismos morais, filosóficos e científicos e que esteja, este tal, totalmente conformado à capacidade mental humana, é desafio que transcende à imaginação. Raia à fantasia.

Online Gorducho

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.472
  • Sexo: Masculino
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #753 Online: 18 de Dezembro de 2018, 16:17:03 »
No entanto conceituar um Deus que atenda a formalismos morais, filosóficos e científicos e que esteja, este tal, totalmente conformado à capacidade mental humana, é desafio que transcende à imaginação. Raia à fantasia.
(i) Claro que é fantasia  :ok:

(ii) A qual(is) formalismo(s) "científico(s)" o Deus kardecista atende :?:

(iii) Claro que é conformado à capacidade mental humana pois foi imaginado por... humanos :stunned:
Deus é eterno. Se tivesse tido princípio, teria saído do nada, ou, então, também teria sido criado, por um ser anterior. É assim que, de degrau em degrau, remontamos ao infinito e à eternidade.
Só mostra que o Kardec não sabia matemática — claro: exceto a aritmética conforme desenvolvida no curso. Se tivesse estudado cálculo saberia que séries não precisam ter 1° termo.
Claro, não sei bem em que ponto estava o estudo de seq. e séries no tempo dele...

É imutável. Se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo nenhuma estabilidade teriam.
Ninguém sabe se “leis” casuais são “imutáveis”. “Leis” é conceito humano, são modelos matemáticos que fazemos. E por que Ele não poderia mudar certas "leis" a seu bel prazer, sem que Ele próprio mude :?: Kardec está sendo panteísta, pra logo abaixo na #14 rejeita-lo :!:
 
É imaterial. Quer isto dizer que a sua natureza difere de tudo o que chamamos matéria. De outro modo, ele não seria imutável, porque estaria sujeito às transformações da matéria.
“Matéria” é conceito humano, aliás bem impreciso na Física.
E, como vimos logo acima, essa imutabilidade é um dogma gratuíto.
 
É único. Se muitos Deuses houvesse, não haveria unidade de vistas, nem unidade de poder na ordenação do Universo.
¿Y qué? Qual é o problema de que hajam territórios, hipervolumes de espaço-tempo sob jurisdição de determinados deuses :?:

É onipotente. Ele o é, porque é único. Se não dispusesse do soberano poder, algo haveria mais poderoso ou tão poderoso quanto ele, que então não teria feito todas as coisas. As que não houvesse feito seriam obra de outro Deus.
De novo: só porque o Kardec quer...

É soberanamente justo e bom.
"Justiça"; "bondade": conceitos humanos.
Note que não vale alegar que esses conceitos tenham sido embutidos dentro da natureza dos hominais pela Divindade, pois neste caso teríamos circularidade.
« Última modificação: 18 de Dezembro de 2018, 16:30:45 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 443
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #754 Online: 20 de Dezembro de 2018, 19:21:14 »
No entanto conceituar um Deus que atenda a formalismos morais, filosóficos e científicos e que esteja, este tal, totalmente conformado à capacidade mental humana, é desafio que transcende à imaginação. Raia à fantasia.
(i) Claro que é fantasia  :ok:

(ii) A qual(is) formalismo(s) "científico(s)" o Deus kardecista atende :?:

(iii) Claro que é conformado à capacidade mental humana pois foi imaginado por... humanos :stunned:
Deus é eterno. Se tivesse tido princípio, teria saído do nada, ou, então, também teria sido criado, por um ser anterior. É assim que, de degrau em degrau, remontamos ao infinito e à eternidade.
Só mostra que o Kardec não sabia matemática — claro: exceto a aritmética conforme desenvolvida no curso. Se tivesse estudado cálculo saberia que séries não precisam ter 1° termo.
Claro, não sei bem em que ponto estava o estudo de seq. e séries no tempo dele...

É imutável. Se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo nenhuma estabilidade teriam.
Ninguém sabe se “leis” casuais são “imutáveis”. “Leis” é conceito humano, são modelos matemáticos que fazemos. E por que Ele não poderia mudar certas "leis" a seu bel prazer, sem que Ele próprio mude :?: Kardec está sendo panteísta, pra logo abaixo na #14 rejeita-lo :!:
 
É imaterial. Quer isto dizer que a sua natureza difere de tudo o que chamamos matéria. De outro modo, ele não seria imutável, porque estaria sujeito às transformações da matéria.
“Matéria” é conceito humano, aliás bem impreciso na Física.
E, como vimos logo acima, essa imutabilidade é um dogma gratuíto.
 
É único. Se muitos Deuses houvesse, não haveria unidade de vistas, nem unidade de poder na ordenação do Universo.
¿Y qué? Qual é o problema de que hajam territórios, hipervolumes de espaço-tempo sob jurisdição de determinados deuses :?:

É onipotente. Ele o é, porque é único. Se não dispusesse do soberano poder, algo haveria mais poderoso ou tão poderoso quanto ele, que então não teria feito todas as coisas. As que não houvesse feito seriam obra de outro Deus.
De novo: só porque o Kardec quer...

É soberanamente justo e bom.
"Justiça"; "bondade": conceitos humanos.
Note que não vale alegar que esses conceitos tenham sido embutidos dentro da natureza dos hominais pela Divindade, pois neste caso teríamos circularidade.
Meu admirável Gorducho... você precisa se decidir, afinal este Deus de Kardec a que se refere, precisa ser cognoscível. Compreendido e explicado, ou explicitado pelas humanidades do cosmo.
Logo enquanto insiste em dizer que "isso e aquilo" não passam de conceitos humanos, tanto pior seria se fossem conceitos divinos ou fantásticos inapreensíveis à nossa inteligência.
Matéria é conceito humano, sim; afinal seria o quê? conceito divino? Ops! O Fluido cósmico quase transcende ao nosso conceito de matéria para atender às exigências da Ciência, quando prediz a existência da matéria escura.
Quanto a séries, embora pouco tenham a ver com o conceito expendido pelos espíritos através de Kardec você acabou por confirmar a conceituação trazida: não há um primeiro elemento... Ele seria como uma série infinita, só que nem é convergente e nem divergente.
Veja, meu caro, aqueles atributos conferidos a Deus e desenvolvidos de forma racional, ou, lógica se você quiser, primam pela beleza e concisão. Todos eles.

Lembras do catecismo católico:
Quem é Deus?
Resp. Um Espírito perfeitíssimo, eterno e criador do céu e da terra.

Citar
(ii) A qual(is) formalismo(s) "científico(s)" o Deus kardecista atende :?:
A nenhum. Eu havia dito que não há mente humana capaz de criar um Deus que atenda aos formalismos enumerados. E até os espíritos são reticentes neste assunto embora afirmem sua existência.
Esta complexidade que envolve a definição do que seja Deus, justifica plenamente o ceticismo e o ateísmo. Mas o funcionamento do Universo e a ordenação das sociedade pelas leis de causa e efeito atestam sua existência.
O que me diz?

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.012
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #755 Online: 21 de Dezembro de 2018, 06:38:55 »
Lembras do catecismo católico:
Quem é Deus?
Resp. Um Espírito perfeitíssimo, eterno e criador do céu e da terra.
Definição arbitrária de algo que não temos como entender ou saber se existe.
Esta complexidade que envolve a definição do que seja Deus, justifica plenamente o ceticismo e o ateísmo. Mas o funcionamento do Universo e a ordenação das sociedade pelas leis de causa e efeito atestam sua existência.
O que me diz?
Assunto já discutido trocentas vezes ao longo dos anos. Nada atesta a existência de um criador. Ele é apenas uma hipótese. Nem mesmo a aparição de uma superentidade se proclamando Deus seria o suficiente.

Offline JungF

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 443
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #756 Online: 22 de Dezembro de 2018, 21:07:57 »
Lembras do catecismo católico:
Quem é Deus?
Resp. Um Espírito perfeitíssimo, eterno e criador do céu e da terra.
Definição arbitrária de algo que não temos como entender ou saber se existe.
Esta complexidade que envolve a definição do que seja Deus, justifica plenamente o ceticismo e o ateísmo. Mas o funcionamento do Universo e a ordenação das sociedade pelas leis de causa e efeito atestam sua existência.
O que me diz?
Assunto já discutido trocentas vezes ao longo dos anos. Nada atesta a existência de um criador. Ele é apenas uma hipótese. Nem mesmo a aparição de uma superentidade se proclamando Deus seria o suficiente.
um assunto discutido trocentas vezes é sintomático. Ninguém consegue convencer a outra parte.
Mas por que se discute?
Acredito que o homem de fé, sincero, quer robustecer sua convicção colocando-se à prova, ante os argumentos dos céticos.
Também, os menos esclarecidos gostassem de fazer proselitismo, acreditando estar servindo à sua religião. Estes são chatos e facilmente reconhecidos.

Quanto ao cético, adoraria que o convencessem, o que parece ser raro.

Aprendi que a personalidade do homem é como uma cebola. Se quisermos conhecê-lo precisamos descascá-lo, tirar as camadas.
Mas isto demanda tempo, esforço e vontade. Não estamos dispostos a isto.
Possivelmente os objetivos deste debate inútil subjazem nas camadas mais profundas de cada um. Sim, céticos e crentes buscam o inefável, o desconhecido. Isto como uma competição com o próprio ego. Nós não queremos provar nada a ninguém mas a nós mesmos.


« Última modificação: 22 de Dezembro de 2018, 21:10:22 por JungF »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.012
Re:Se Deus não existe, tudo é permitido
« Resposta #757 Online: 23 de Dezembro de 2018, 06:39:06 »
Possivelmente os objetivos deste debate inútil subjazem nas camadas mais profundas de cada um. Sim, céticos e crentes buscam o inefável, o desconhecido. Isto como uma competição com o próprio ego. Nós não queremos provar nada a ninguém mas a nós mesmos.
Da mesma forma que se debate inutilmente qual o melhor time, Linux x Windows, qual a cor do cabelo do Legolas?

Repare que ninguém aqui debate a sério a existência dos deuses greco-romanos. Isto porque não há um bando de crentes chatos tentando nos convencer de que eles são reais ou tentando mudar as leis para que seja obrigatório adorá-los.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!