Autor Tópico: EUA e Cuba  (Lida 4668 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.494
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:EUA e Cuba
« Resposta #75 Online: 22 de Dezembro de 2014, 13:43:33 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.
Em tempo, no caso disso aqui que eu escrevi,

Citar
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.
mea culpa, já não há muito em que eu possa te ajudar...
« Última modificação: 22 de Dezembro de 2014, 13:50:47 por Sergiomgbr »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.433
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:EUA e Cuba
« Resposta #76 Online: 22 de Dezembro de 2014, 13:58:03 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.

Eu faço coro a ele também, eu nem paro pra ler a maioria do seus posts porque soam prolixos.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.494
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:EUA e Cuba
« Resposta #77 Online: 22 de Dezembro de 2014, 14:12:18 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.

Eu faço coro a ele também, eu nem paro pra ler a maioria do seus posts porque soam prolixos.
E eu te vejo tanto reclamar que debatem o forista em vez de seus argumentos e olha quem eu vejo fazer questão de vir aqui dizer isso?

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.494
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:EUA e Cuba
« Resposta #78 Online: 22 de Dezembro de 2014, 14:22:27 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.

Eu faço coro a ele também, eu nem paro pra ler a maioria do seus posts porque soam prolixos.
E eu te vejo tanto reclamar que debatem o forista em vez de seus argumentos e olha quem eu vejo fazer questão de vir aqui dizer isso?
Algo algo concernente a este momento,

Citar
Argumento Cabelinho

Consiste em ignorar o assunto em questão e simplesmente ofender seu adversário, chamando atenção para algum defeito ou falha moral dele. Em qualquer outro ambiente tal deselegância seria um atestado de derrota intelectual, mas na internet é simplesmente um jeito de mostrar que além de você ter razão, seu adversário é um panaca.

Tu podes falar o que quiser sobre a minha religião, mas pelo menos eu não saio pra rua com esse teu cabelinho ai.

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/as-leis-e-teorias-do-debate-na-internet




Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.433
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:EUA e Cuba
« Resposta #79 Online: 22 de Dezembro de 2014, 14:28:23 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.

Eu faço coro a ele também, eu nem paro pra ler a maioria do seus posts porque soam prolixos.
E eu te vejo tanto reclamar que debatem o forista em vez de seus argumentos e olha quem eu vejo fazer questão de vir aqui dizer isso?

Não estou debatendo você n forma de um ad hominem e sim sua forma de escrever e se comunicar, se você se atentar bem isso pode ser uma crítica construtiva e pode levar a uma melhora da leitura e do entendimento mais claro daquilo que você escreve. Porque você foi tão claro e sucinto nessa resposta?

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.494
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:EUA e Cuba
« Resposta #80 Online: 22 de Dezembro de 2014, 14:49:13 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.

Eu faço coro a ele também, eu nem paro pra ler a maioria do seus posts porque soam prolixos.
E eu te vejo tanto reclamar que debatem o forista em vez de seus argumentos e olha quem eu vejo fazer questão de vir aqui dizer isso?

Não estou debatendo você n forma de um ad hominem e sim sua forma de escrever e se comunicar, se você se atentar bem isso pode ser uma crítica construtiva e pode levar a uma melhora da leitura e do entendimento mais claro daquilo que você escreve. Porque você foi tão claro e sucinto nessa resposta?
É exatamente isto que você está fazendo, debatendo o forista, que no caso sou eu expresso na minha forma de me pronunciar, que aliás, incorrendo em apontar "falta de clareza" ou ",prolixismo" apenas, demonstra leviandade, já que são questões de juízo pessoal, subjetividades, jogadas ao vazio que não dizem nada, aliás bem tipificadas como reles "Argumento Cabelinho",

Citar
Argumento Cabelinho

Consiste em ignorar o assunto em questão e simplesmente ofender seu adversário, chamando atenção para algum defeito ou falha moral dele. Em qualquer outro ambiente tal deselegância seria um atestado de derrota intelectual, mas na internet é simplesmente um jeito de mostrar que além de você ter razão, seu adversário é um panaca.

Tu podes falar o que quiser sobre a minha religião, mas pelo menos eu não saio pra rua com esse teu cabelinho ai.

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/as-leis-e-teorias-do-debate-na-internet

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.705
  • Sexo: Masculino
Re:EUA e Cuba
« Resposta #81 Online: 22 de Dezembro de 2014, 14:58:40 »


Céticos são tão chatos, sempre acabando com sonhos dos outros :P




Céticos não acabam com o sonho de ninguém.  Sabe porque ?  Porque ser cético significa estar em cima do muro, ser cético significa não acreditar que algo é verdadeiro nem  falso.

Agora ser dogmático é outra história que é o que a grande maioria das pessoas são, inclusive aqui o que tem são dogmáticos de todo jeito.


E o engraçado é que se acham céticos.  Isto é uma grande e enorme piada.  :biglol:


O único cético que parece existir aqui é o Skeptikos.



.


É aí que você se engana.

Ser cético é acreditar em fatos baseado na quantidade e qualidade das evidências que suportam tal fato. Ficar em cima do muro mesmo em questões que já estão resolvidas cientificamente, com boas evidências, já é o oposto de ser cético.

Não, considerar algo como verdadeiro é adotar uma posição dogmática.  Não interessa que a base dessa crença use o método científico e por isso se fundamente em evidências.

Eu não tenho problemas em admitir que sou dogmático e talvez cientificista. Mas outras pessoas que acreditam no método científico parecem ter uma certa ligação emocional com a palavra cético e ceticismo e uma certa aversão a palavra dogma e dogmático.

.

Rhyan

  • Visitante
Re:EUA e Cuba
« Resposta #82 Online: 22 de Dezembro de 2014, 15:07:37 »


Conservadores são uma espécie de esquerda quando estamos falando de política externa, não é mesmo? Nunca se vê tanto apoio a ações energéticas do estado contra grupos de cidadãos apenas porque eles tiveram o infortúnio de estarem no lugar errado, na hora errada, como as que advém de grupos conservadores no Brasil e nos EUA.

O terrível é que conservadores supostamente dizem entender os motivos que levam um liberal a se opor a intervenções estatais, mas convenientemente o esquecem quando estamos falando de intervenções contra pessoas de outros países. A ideia de consequências imprevistas, na mente conservadora brasileira/americana, é estranhamente restringida a aspectos econômicos.

É meio óbvio que bombardear vilas, animais, crianças, e etc. no meio do Oriente Médio e na África não aumenta a simpatia das populações atingidas para com os Estados Unidos (O caso da Somália consegue ser extremamente emblemático aqui). Mais óbvio ainda que financiar e armar grupos específicos em áreas com fortes tensões étnicas não vai ajudar a estabilizar a região. Dar apoio a ditadores que rotineiramente usam as armas e dinheiro oferecidas para sufocar continuamente a oposição que luta por mais liberdade muito menos. Curiosamente, conservadores se comportam como os seus "inimigos" e creem que boas intenções são o suficiente, independente do resultado que elas tragam.

Mas existe um caso ainda mais curioso. A reação com o possível fim do embargo americano em Cuba e a retomada de relações diplomáticas com a ilha caribenha.

O embargo já dura 50 anos e claramente não deu resultado algum. Morar naquele país continua tão ruim quanto no passado. É um histórico de fracasso tão grande que só um intelectual pode negar. Pior, serviu de propaganda todos esses anos para os ditadores cubanos, e ainda conseguiu fazer com que o povo da ilha ficasse mais refém do estado ditatorial que os governa.

Estranhamente os conservadores ficaram em polvorosa com a possibilidade remover algo que não funciona e citam, para surpresa de todos, a China como exemplo.

A China que há 40 anos tomava medidas como espancar professores em sala de aula, promover expurgos em massa, fazia reformas agrárias e industriais que tiveram como maior resultado a criação de toda uma cultura sobre comer cascas de árvore e insetos, e não vamos nos enganar, eram coisas que boa parte da população chinesa apoiava de forma entusiasmada. A mesma China que não faz muito tempo recebeu um encontro para discutir Escola Austríaca no meio de Shangai (http://bit.ly/1v1Bj25), e que conta com admiradores de Rothbard e Hayek em setores chave da administração estatal (http://on.wsj.com/1ziBopy).

Liberdade não se conquista (nem se perde) do dia para a noite. É um processo com vários pilares, entre eles a formação de um grupo de intelectuais dispostos a estudar e divulgar a cultura liberal. Algo que só é possível quando o trânsito de mercadorias e ideias não é barrado.

Como Milton Friedman falou no passado, o capitalismo não é condição suficiente, mas sua presença é substancial para que as liberdades políticas possam passar a existir.

Remover o embargo não é só uma necessidade do ponto de vista moral, é colocar mais um pilar na estrutura social que permitirá no futuro que os cubanos possam viver em liberdade.

#estagiário

-

Boas leituras para entender mais sobre o tema:

De Soto Polar conta como acabou com o terrorismo no Peru distribuindo títulos de propriedade a agricultores e comerciantes pobres: http://bit.ly/1zkyYXv
Como a CIA e o MI6 criaram a teocracia no Irã: http://bit.ly/13oY5KE
E se a China invadisse o Texas como os EUA invadiram o Iraque? - http://bit.ly/1wbrKhm

Fonte: https://www.facebook.com/liberplus/photos/a.286789904712108.69260.217022305022202/859577997433293/?type=1

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.494
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:EUA e Cuba
« Resposta #83 Online: 22 de Dezembro de 2014, 15:18:55 »


Céticos são tão chatos, sempre acabando com sonhos dos outros :P




Céticos não acabam com o sonho de ninguém.  Sabe porque ?  Porque ser cético significa estar em cima do muro, ser cético significa não acreditar que algo é verdadeiro nem  falso.

Agora ser dogmático é outra história que é o que a grande maioria das pessoas são, inclusive aqui o que tem são dogmáticos de todo jeito.


E o engraçado é que se acham céticos.  Isto é uma grande e enorme piada.  :biglol:


O único cético que parece existir aqui é o Skeptikos.



.


É aí que você se engana.

Ser cético é acreditar em fatos baseado na quantidade e qualidade das evidências que suportam tal fato. Ficar em cima do muro mesmo em questões que já estão resolvidas cientificamente, com boas evidências, já é o oposto de ser cético.

Não, considerar algo como verdadeiro é adotar uma posição dogmática.  Não interessa que a base dessa crença use o método científico e por isso se fundamente em evidências.

Não exatamente, considerar algo "verdadeiro" ou "falso"são apenas formas de corroborar conceitos como aceitáveis ou não, muitas vezes apenas contextualmente. Axiomas e dogmas são conceitos bastante distintos, porém, contextualmente aceites como "verdadeiros" ou "falsos"também em termos tremendamente distintos. Dogmas "verdadeiros" sequer necessitam ser cientificamente corroboráveis, então, a "verdade" de um dogma se encerra na fé. Axiomas, pelo contrário, costumeiramente só são úteis, "verdadeiros" se funcionam cientificamente.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.433
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:EUA e Cuba
« Resposta #84 Online: 22 de Dezembro de 2014, 15:45:48 »
Já eu acho que a ceticosidade tem mais a ver com recalcitrâncias ainda mais intensas que geralmente remetem a teorias da conspiração, herança maldita para os céticos mais pimpões.

Tenho dificuldades de compreender seus textos.
É normal que muito do que se queira expressar soe incompleto e as vezes até ininteligível para uns de forma mais rara, para outros, mais frequentemente apesar de que eu ache que você viu alguém mais se referir a mim nos mesmos termos e apenas está fazendo coro. Bom, a minha resposta pra você vai ser a mesma que já disse aqui em outra ocasião, em vez de esperar acumular os tais "textos", de forma que eu possa no máximo esclarecer um, mas não os outros mais, alerte-me do que não compreender à medida em que eu postar para no mínimo, não pareceres leviano.

Eu faço coro a ele também, eu nem paro pra ler a maioria do seus posts porque soam prolixos.
E eu te vejo tanto reclamar que debatem o forista em vez de seus argumentos e olha quem eu vejo fazer questão de vir aqui dizer isso?

Não estou debatendo você n forma de um ad hominem e sim sua forma de escrever e se comunicar, se você se atentar bem isso pode ser uma crítica construtiva e pode levar a uma melhora da leitura e do entendimento mais claro daquilo que você escreve. Porque você foi tão claro e sucinto nessa resposta?
É exatamente isto que você está fazendo, debatendo o forista, que no caso sou eu expresso na minha forma de me pronunciar, que aliás, incorrendo em apontar "falta de clareza" ou ",prolixismo" apenas, demonstra leviandade, já que são questões de juízo pessoal, subjetividades, jogadas ao vazio que não dizem nada, aliás bem tipificadas como reles "Argumento Cabelinho",

Citar
Argumento Cabelinho

Consiste em ignorar o assunto em questão e simplesmente ofender seu adversário, chamando atenção para algum defeito ou falha moral dele. Em qualquer outro ambiente tal deselegância seria um atestado de derrota intelectual, mas na internet é simplesmente um jeito de mostrar que além de você ter razão, seu adversário é um panaca.

Tu podes falar o que quiser sobre a minha religião, mas pelo menos eu não saio pra rua com esse teu cabelinho ai.

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/as-leis-e-teorias-do-debate-na-internet


Beleza, então melhor continuar pulando seus posts.

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.931
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:EUA e Cuba
« Resposta #85 Online: 02 de Abril de 2015, 16:41:02 »
Primeiros sinais do fim do embargo economico:

Donos de carros vintage abrem locadores para turistas que queiram alugar esses carros.
http://www.npr.org/blogs/thetwo-way/2015/03/27/395817280/nostalgic-cars-sour-automotive-fruit-of-cuban-embargo-gets-new-life

Site Airbnb ja lista casas e quartos em Cuba para turistas.
*Airbnb e' um site onde pessoas comuns divulgam casas e quartos para alugar
http://www.npr.org/blogs/thetwo-way/2015/04/02/397010999/airbnb-starts-listing-homes-in-cuba-average-rate-is-43-a-night

Netflix comeca a operar em Cuba
http://www.npr.org/2015/02/14/386323314/netflix-streams-its-way-to-cuba-slowly

Viva la Revolucion! :D
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline O Grande Capanga

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.784
Re:EUA e Cuba
« Resposta #86 Online: 03 de Abril de 2015, 00:29:58 »
Primeiros sinais do fim do embargo economico:

Donos de carros vintage abrem locadores para turistas que queiram alugar esses carros.
http://www.npr.org/blogs/thetwo-way/2015/03/27/395817280/nostalgic-cars-sour-automotive-fruit-of-cuban-embargo-gets-new-life

Site Airbnb ja lista casas e quartos em Cuba para turistas.
*Airbnb e' um site onde pessoas comuns divulgam casas e quartos para alugar
http://www.npr.org/blogs/thetwo-way/2015/04/02/397010999/airbnb-starts-listing-homes-in-cuba-average-rate-is-43-a-night

Netflix comeca a operar em Cuba
http://www.npr.org/2015/02/14/386323314/netflix-streams-its-way-to-cuba-slowly

Viva la Revolucion! :D

Quero ver o McDonald's lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:EUA e Cuba
« Resposta #87 Online: 03 de Abril de 2015, 02:58:02 »
Tinham que bolar uma vinheta com a foice e o martelo sutilmente se tornar o M amarelo no fundo vermelho. :lol:

Como numa bandeira ao vento, ou uma daquelas coisas 3d bacanas que, dependendo do ângulo que se olhe, parecem coisas bem diferentes.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.705
  • Sexo: Masculino
Re:EUA e Cuba
« Resposta #88 Online: 15 de Novembro de 2018, 10:57:26 »

O preço que paguei por acreditar em Cuba foi alto demais


DEPOIMENTO DE UMA BRASILEIRA

30 de janeiro de 2001

Giselle Gil

Prezado Olavo de Carvalho,

Acabei de ler o seu artigo publicado pela revista Época desta semana. Não pude deixar de viajar no tempo e reviver todo o sofrimento que passei naquela ilha.

Não fui fazer turismo, vivi na ilha durante alguns meses, pude conhecer pessoas e convivendo com elas no dia a dia perceber a dureza de sua realidade.

Embora o aspecto seja paradisíaco, há muita miséria neste país. A pior de todas é a miséria moral, a cultura da mentira, mas isso o turista não percebe…

Meu marido era diplomata e foi servir em Cuba. Eu incentivei a escolha, principalmente em razão do nosso filho que estava para nascer, pensando que nada lhe faltaria: teria os alimentos básicos, vacina, um bom pediatra… era isso que importava, não estava preocupada com pequenos confortos supérfluos e acreditava piamente que não passaria nenhum tipo de necessidade.

Doce ilusão…

Não consegui as vacinas para o bebê, tive de pedir a amigos que as trouxessem do Brasil, embora Cuba exporte vacina. Como entender, se lá estão sempre em falta?

Descobri que em Cuba você não tem empregados, todos os trabalhadores são funcionários públicos. Você contrata uma empresa (Cubalse), paga dez vezes o valor que é repassado ao trabalhador (explorado). Logicamente contratei uma babá no mercado negro. Pagava a ela US$ 100,00, o que era uma verdadeira fortuna em termos cubanos, uma vez que esta senhora era enfermeira formada e recebia US$ 10,00 de aposentadoria e o marido, médico, outros US$ 15,00.

A família estava numa tal situação de penúria que um dia vi que ela recolheu do lixo umas peles de frango que eu havia jogado fora, com aquilo ela pretendia fazer uma canja e estava satisfeitíssima.

Além dessa senhora eu tinha também uma empregada que fazia o serviço de casa, a situação desta outra era bem melhor que a da babá, pois o marido trabalhava num bar e ganhava gorjetas em dólares. Esse é outro problema de Cuba, os jovens estão desistindo de estudar, pois vale mais a pena trabalhar com turistas, onde podem receber um pouco mais.

Tratar a todos de forma igual nem sempre é justo, muitas vezes beneficia o preguiçoso. Assim eu me sentia quando ia a uma das feiras. Havia muito pouco que comprar, e em moeda cubana nada era barato. Oras, se o agricultor colher vinte cebolas, receberá por elas US$ 5,00; se colher duzentas receberá US$ 5,00, se colher duas mil, seu prêmio será o mesmo. Solução: comida de potinho comprada no Diplomercado.

Não me pergunte o que as crianças cubanas comem, não consegui descobrir.

O que me deixava louca era a forma com eles mentiam. No prédio onde eu morava, quando aluguei o apartamento me garantiram que não havia nenhum problema com o abastecimento de água. Ocorreu que, pelo menos três vezes por semana, não havia água nas torneiras.

Fui pedir a um administrador do prédio que me avisasse um pouco antes para que pudesse armazenar um pouco de água ou me programar de forma que não me pegasse desprevenida. Ele me olhou, sorriu e disse: “Neste prédio nunca falta água”. Tentei argumentar, ele respondeu categoricamente a mesma coisa. Entendi o recado… e era o mesmo que a tv noticiava todos os dias: Cuba era a ilha da fantasia, nada de ruim acontecia lá… Fidel distribuía diplominhas de alfabetização e na reportagem seguinte, de forma muito didática, apareciam crianças brasileiras com os dedos decepados pelo trabalho…

Toda a miséria de Cuba é culpa do Embargo. É ele quem mantém Fidel no poder, porque os cubanos acreditam nisso e não vêem que nada produzem, além de cana-de-açúcar (rum), em uma quantidade que para nós é insignificante, e charutos. O resto chega por navios ou não chega.

O controle da população é incrivelmente eficaz. Fidel institucionalizou a fofoca. Em cada quadra existe um CDR (Dentro de Defesa da Revolução) onde vizinhos se reúnem para proteger o regime. Lembro-me que certa vez meu esposo emprestou um livro de poesias a um garagista do prédio… o rapaz foi visto lendo o livro e foi inquirido se as poesias eram marxistas ou anti-marxistas. Os bons comunistas têm algumas regalias, os melhores empregos, os melhores colégios para os filhos e outras vantagens. Os que não concordam acabam por ser punidos, de uma forma ou de outra, além disso muita gente continua morrendo “comida por tubarões”.

Apesar de todas as dificuldades, eu não pensava em voltar ao Brasil, mas tive de retornar muito precocemente e sem o meu esposo, que faleceu vítima de um erro de diagnóstico, aos trinta anos. Ele sofreu um típico infarto em casa (não sou médica, mas todos os sintomas eram de infarto) e eu corri ao Hospital Cardiovascular de Havana, onde me disseram que meu marido estava bem (fui tratada como louca) e, depois de deixá-lo esperando sentando num banco por pelo menos duas horas sem socorro, ignorado pelos médicos, pedi que lhe dessem alta, pois via que a situação estava se agravando. Ao chegar ao carro ele começou a ter convulsões, e eu fui correndo chamar o médico, que, com muita má vontade, chegou na janela do carro e disse a ele que respirasse devagar. Inconformada e desesperada, levei-o imediatamente para a Clínica Cira Garcia, onde o primeiro diagnóstico foi hipoglicemia, depois me disseram que na verdade ele estava tendo uma embolia pulmonar, mas que o caso era simples, embora necessitasse de uma UTI. Transferiram meu marido para o terceiro hospital, Hermanos Almejeras, lá o médico veio conversar comigo, confirmou o diagnóstico de embolia pulmonar e me disse que ficasse calma, pois ele estaria bem e em poucos minutos eu poderia vê-lo… Não houve tempo: ele faleceu antes disso. Uma semana depois recebo o atestado de óbito com o laudo do exame necrológico: Infarto agudo do miocardio. Não creio que seja necessário descrever toda a minha dor, mas a minha revolta, esta sim, sempre fiz questão de revelar, pois após todo esse episódio escrevi uma carta ao Ministério da Saúde de Cuba, denunciando principalmente a maneira desumana como meu marido foi tratado no Hospital Cardiovascular. Fiz isso não por mim, nem por meu marido, mas por todos os cubanos, que não podem nem reclamar. Obtive uma resposta cínica onde simplesmente me disseram que a demora no atendimento não tinha nexo com o falecimento do Marcus.

Não houve realmente demora, o que faltou foi diagnóstico e dignidade. O preço que paguei por acreditar em Cuba foi alto demais. Por isso, mais que testemunha, sou vítima e infelizmente não sou a única. Não sei qual o futuro de Cuba, nada tenho contra Fidel, amo esse povo oprimido, que soube ser solidário comigo na minha dor, mas não creio que a situação possa se manter por muito tempo. quarenta anos é demais e se o povo estivesse satisfeito não haveria necessidade de censura. Estou certa de que as coisas vão mudar, apenas não sei se vão melhorar ou piorar.

Parabéns pela coragem de publicar esse artigo, estou certa que vai desagradar a muita gente que usa essa imagem mentirosa que Cuba procura vender (e investe muito em propaganda) de país modelo de educação (sem ter lápis, livros ou papel) e saúde pública.

Giselle Gil
agathatriste@uol.com.br



http://www.olavodecarvalho.org/o-preco-que-paguei-por-acreditar-em-cuba-foi-alto-demais/



Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.150
  • Sexo: Masculino
Re:EUA e Cuba
« Resposta #89 Online: 15 de Novembro de 2018, 14:58:41 »
Isso é tudo mentira, todos sabemos que não existe miséria em Cuba e a medicina é a melhor do mundo!!!!
"Deus prefere os ateus"

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!