Autor Tópico: Lava Jato chegou ao Lula  (Lida 186346 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline homemcinza

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 912
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6125 Online: 06 de Julho de 2019, 20:46:16 »
Um especialista em Direito que lê "um juiz deve ser imparcial" e pensa "ah aqui o legislador quis dizer imparcial a não ser quando for fulano ou em tal caso, bla bla bla" "ah, imparcial mas não neutro" (essa é uma das piores que ja ouvi kkk) é a mesma coisa que um religioso que lê na Biblia 'não matarás" e pensa "não matarás a não ser que seja um desafeto meu" " ah mas aqui jesus quis dizer isso".
São apenas extrapolações. Exegeses convenientes.



Quanto ao Lula não faz diferença nenhuma na minha vida estar preso ou não. Se devolvesse o dinheiro e nunca mais pudesse se candidatar a nada, pra mim ja seria castigo suficiente.

Então você acha que a atuação pretérita do Lula e do esquema criminoso comandado por ele não afetou nada a sua vida?

Eu disse que ele estar preso ou não, não afetaria minha vida caso todo o dinheiro fosse devolvido e perda de direitos politicos e etc. porque no fim das contas estes caras ficam muito pouco tempo presos. Sou a favor de penas mais duras pra corrupção obviamente.
Ceticismo é para poucos!

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.070
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6126 Online: 06 de Julho de 2019, 22:53:08 »
Um especialista em Direito que lê "um juiz deve ser imparcial" e pensa "ah aqui o legislador quis dizer imparcial a não ser quando for fulano ou em tal caso, bla bla bla" "ah, imparcial mas não neutro" (essa é uma das piores que ja ouvi kkk) é a mesma coisa que um religioso que lê na Biblia 'não matarás" e pensa "não matarás a não ser que seja um desafeto meu" " ah mas aqui jesus quis dizer isso".
São apenas extrapolações. Exegeses convenientes.


A seu ver, a "imparcialidade" do juiz se refere não apenas uma postura de não "trapacear" colaborando com falsificação ou omissão de provas, mas requereria também se omitir ante falhas na apuração da verdade dos fatos, uma vez que apenas um dos lados será beneficiado com isso?

Sim deveria ser imparcial e neutro. É o que eu esperaria para mim. Se a acusação ou a defesa são falhas isso é um problema para que as partes cuidem disso. Senão que mude-se a Lei e transforme a figura do juiz num juiz de acusação.

A lei brasileira já permite que o juiz oriente o processo e até produza prova. Já é assim não só no Brasil, mas também na Itália e na França, e ninguém esteve aqui para dizer que tais países são atentados a justiça.  Modesto Carvalhosa e o magistrado federal Nagibe de Melo Jorge já deram declarações recentes na direção de explicar isso.

O fetiche de querer que não exista Estado acusador na figura do juiz é uma confusão baseada na ideia errônea de que acusação de juiz significaria negação do princípio do contraditório e da ampla defesa. Nada mais falso. Estar em posição acusatória não torna automaticamente alguém em um falsificador de dados contra o réu.
« Última modificação: 06 de Julho de 2019, 23:00:52 por -Huxley- »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6127 Online: 07 de Julho de 2019, 15:22:34 »

“Os diálogos entre Moro e Dallagnol não poderão anular condenações da Lava Jato”


Brasil  22.06.19 19:07


Em sua entrevista à Época, a advogada constitucionalista Vera Chemim afirmou que as conversas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol “não poderão anular condenações da Operação Lava Jato”.

“Os desvios de grandes somas de dinheiro foram comprovados por meio de outras provas e fatos incontestáveis, tais como, transações financeiras ilegais (lavagem de dinheiro), recebimento de vantagens indevidas que foram ratificadas e caracterizaram os crimes de corrupção ativa e passiva, além de provas obtidas por meio de quebra de sigilos telefônico, fiscal e financeiros, sem esquecer dos acordos de colaboração premiada que foram homologados judicialmente e constituíram meio de obtenção de prova perante os demais fatos e provas diversas já inseridas nos processos que levaram à condenação de vários réus na Operação Lava Jato.”


https://www.oantagonista.com/brasil/os-dialogos-entre-moro-e-dallagnol-nao-poderao-anular-condenacoes-da-lava-jato/


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.810
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6128 Online: 08 de Julho de 2019, 08:53:47 »
Um especialista em Direito que lê "um juiz deve ser imparcial" e pensa "ah aqui o legislador quis dizer imparcial a não ser quando for fulano ou em tal caso, bla bla bla" "ah, imparcial mas não neutro" (essa é uma das piores que ja ouvi kkk) é a mesma coisa que um religioso que lê na Biblia 'não matarás" e pensa "não matarás a não ser que seja um desafeto meu" " ah mas aqui jesus quis dizer isso".
São apenas extrapolações. Exegeses convenientes.


A seu ver, a "imparcialidade" do juiz se refere não apenas uma postura de não "trapacear" colaborando com falsificação ou omissão de provas, mas requereria também se omitir ante falhas na apuração da verdade dos fatos, uma vez que apenas um dos lados será beneficiado com isso?

Sim deveria ser imparcial e neutro. É o que eu esperaria para mim. Se a acusação ou a defesa são falhas isso é um problema para que as partes cuidem disso. Senão que mude-se a Lei e transforme a figura do juiz num juiz de acusação.

Neutralidade = indiferença à apuração da verdade dos fatos?

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.090
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6129 Online: 08 de Julho de 2019, 09:14:50 »
Orientar o processo é falta de imparcialidade desde quando? Ademais que não existe essa figura de "à favor de" em um processo penal, pois não se trata de um litígio. Os cara pira na batatinha.
« Última modificação: 08 de Julho de 2019, 09:18:25 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6130 Online: 08 de Julho de 2019, 10:05:37 »
Um especialista em Direito que lê "um juiz deve ser imparcial" e pensa "ah aqui o legislador quis dizer imparcial a não ser quando for fulano ou em tal caso, bla bla bla" "ah, imparcial mas não neutro" (essa é uma das piores que ja ouvi kkk) é a mesma coisa que um religioso que lê na Biblia 'não matarás" e pensa "não matarás a não ser que seja um desafeto meu" " ah mas aqui jesus quis dizer isso".
São apenas extrapolações. Exegeses convenientes.


A seu ver, a "imparcialidade" do juiz se refere não apenas uma postura de não "trapacear" colaborando com falsificação ou omissão de provas, mas requereria também se omitir ante falhas na apuração da verdade dos fatos, uma vez que apenas um dos lados será beneficiado com isso?

Sim deveria ser imparcial e neutro. É o que eu esperaria para mim. Se a acusação ou a defesa são falhas isso é um problema para que as partes cuidem disso. Senão que mude-se a Lei e transforme a figura do juiz num juiz de acusação.

Neutralidade = indiferença à apuração da verdade dos fatos?


Imparcialidade de um juiz significa, entre outras coisas,  que ele não deve colocar os interesses políticos dele nos procedimentos dele como juiz, em um processo que ele está julgando.


« Última modificação: 08 de Julho de 2019, 10:15:52 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6131 Online: 08 de Julho de 2019, 10:10:11 »
Orientar o processo é falta de imparcialidade desde quando? Ademais que não existe essa figura de "à favor de" em um processo penal, pois não se trata de um litígio. Os cara pira na batatinha.


Se as comunicações do juiz com os procuradores  tivessem sido a favor do réu  e não da acusação, os anti PT estariam escandalizados, mas como foi contra o PT e contra um réu do PT que os anti PT odeiam,  então, está ok.

Imagino se fosse o Lewandowski agindo em conluio com procuradores para tirar  o principal opositor do PT na eleição de 2018. Como seriam os comentários da galera anti PT ?

Certamente estariam falando em prisão  máxima para o juiz. Ou talvez até falando em dar uma solução final para o  juiz.  E para completar estariam pedindo "intervenção militar" .


 8-)
 
« Última modificação: 08 de Julho de 2019, 10:23:33 por JJ »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.090
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6132 Online: 08 de Julho de 2019, 10:21:05 »
Orientar o processo é falta de imparcialidade desde quando? Ademais que não existe essa figura de "à favor de" em um processo penal, pois não se trata de um litígio. Os cara pira na batatinha.



Se as comunicações do juiz  tivessen sido a favor do réu  e não da acusação, os anti PT estariam escandalizados, mas como foi contra o PT e contra um réu do PT que os anti PT odeiam,  então, está ok.
E dai? A ação do juiz será tão pertinente quanto. Se as ações do Moro melhorarm tanto a celeridade no processo quanto a robustez nas provas incriminatórias da acusação fica bastante evidente que não haveria como ser o oposto, ou seja, haver ações por parte dele que melhorassem tanto a celeridade no processo quanto a robustez da falta de provas.  incriminatórias ao Lula.
« Última modificação: 08 de Julho de 2019, 10:41:18 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6133 Online: 08 de Julho de 2019, 10:25:21 »
Orientar o processo é falta de imparcialidade desde quando? Ademais que não existe essa figura de "à favor de" em um processo penal, pois não se trata de um litígio. Os cara pira na batatinha.
Se as comunicações do juiz  tivessen sido a favor do réu  e não da acusação, os anti PT estariam escandalizados, mas como foi contra o PT e contra um réu do PT que os anti PT odeiam,  então, está ok.
E dai? A ação do juiz será tão pertinente quanto.



A ação do juiz estará sendo política.  Ele estará fazendo um papel político.



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6134 Online: 08 de Julho de 2019, 10:32:40 »

Encurralado, Moro continua sem respostas para questionamentos


Totalmente nu, o “príncipe” depende da generosidade do “rei” para permanecer no pedestal de barroPor:


REDAÇÃO03/07/2019 às 12:13ComentarCompartilharFoto: Reprodução



Enquanto pôde, o ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Publica, recorreu a alocuções genéricas, evasivas e artifícios de retórica política e conceitual para safar-se das perguntas disparadas por deputados que tentavam colocá-lo na parede durante a sabatina realizada ontem (terça-feira) na Câmara Federal. Porém, chegou o momento em que essas escapadelas perderam a força e o sentido, diante da objetividade cada vez mais incisiva de parlamentares que conseguiam tocar no calcanhar do super-Aquiles do Planalto. E foi então que o pano desceu para o segundo ato.

Ao contrário da audiência no Senado, com menor número de parlamentares e perguntas que em geral não exigiram tanto esforço para respostas objetivas, na Câmara o ministro teve que ouvir e enfrentar questionamentos mais duros, ora provocativos, ora encurraladores. E ainda foi desafiado mais de uma vez a olhar nos olhos dos parlamentares que lhe estavam fazendo as perguntas. Muitas vezes Moro não os encarava, ficava e cabeça baixa ou olhava para os lados. Não era a postura que se esperava de um ministro num dos momentos mais dramáticos e reveladores de sua história pessoal e profissional.

O ESCRITÓRIO

Uma das perguntas que mais incomodaram o super-ministro e ficou sem resposta foi feita pela petista Gleisi Hoffmann, sua conterrânea e figadal adversária. Ela quis saber como eram as relações entre sua esposa, Rosângela Wolf Moro, e o lobista Carlos Zucolotto. E dirigiu estas perguntas: “Sua esposa teve escritório com Carlos Zucolotto? Sim ou não?O senhor ou a esposa tiveram ou têm conta no exterior? O senhor já fez viagem ao exterior acompanhado do advogado Zucolotto? Ele já fez pagamentos em favor do senhor nessas viagens?"

Desconcertado, Moro considerou “maluquice” a pergunta sobre contas no exterior. E minimizou as demais interrogações, limitando-se a dizer que Rosângela foi aócia de Zucolotto por um tempo e que nada de ilícito havia nisso. E só. A “Veja” foi checar e constatou porque o ex-juiz não ousou entrar em detalhes.

A revista relata: “Três empresas funcionam no mesmo endereço em Curitiba. Além da HZM2 Cursos e Palestras, a rua Nilo Peçanha 897, também é o espaço onde fica a CZJ Assessoria e Consultoria Empresarial e a VPS Advogados. Com exceção da última, todas têm como proprietário o lobista Carlos Zucolotto”. E acrescenta: “Na HZM2 sua sócia é a esposa do ministro da Justiça, Sérgio Moro, Rosângela Wolf. Zucolotto é apontado pelo ex-advogado do grupo Odebrecht, Tacla Durán, como intermediiário de negociações paralelas com a Lava Jato. Ele seria o responsável por um esquema de delações premiadas liderado pelo ex-juiz federal.

Moro poderia rebater Gleisi com alusões indiretas à presença da deputada no imaginário de quem coloca os petistas no pacote de alvos da lava Jato. No entanto, o ministro sabe que apesar das acusações formalizadas Gleisi foi absolvida dos processos já concluídos e não é ré em nenhuma ação. 

ÁUDIOS

O deputado Marcelo Freixo (PSOL/RJ) indagou se Moro havia trocado mensagens de áudio com procuradores da Lava Jato. Ele mais uma vez se esquivou e não respondeu. Seguiu batendo na hipótese de que algumas mensagens mostram "sinais de adulteração", sem apontar concretamente quais. "Acho que respondi à pergunta, sim", declarou, sobre nova pergunta de Freixo. 

 Ao deputado Zeca Dirceu (PT/PR), que pediu informações ao ministro, a quem está subordinada a Polícia Federal, se era verdadeira a notícia divulgada pelo site “O Antagonista” segundo a qual a PF pediu ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) um relatório sobre as atividades financeiras do jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brazil.

A pergunta havia sido feita e repetidas outras vezes, mas ficaram sem respostas. O deputado paranaense cobrou então: “O ministro está aqui para responder perguntas. E não está respondendo”. Acuado, Moro balbuciou laconicamente que não participa das investigações e que a pergunta deveria ser feita ao “órgão certo”. Foi uma grosseira e debochada resposta, dada exatamente pelo chefe maior do “órgão certo” a quem ele recomenda ser formulado esse questionamento.

JUIZ LADRÃO

O deputado Glauber Rocha (PSOL/RJ) foi infeliz na tentativa de construir uma analogia entre a atuação de Moro na Lava Jato e o desabafo tradicional de torcedores para condenar as marcações dos árbitros nas partidas de futebol. Rocha queria lançar Moro no fosso comum do célebre “juiz ladrão” que desde a invenção do futebol ecoa nas arquibancadas. Mas construiu mal o contexto e seu xingamento ficou cravado como um mero e grosseiro xingamento, devolvido na mesma planície rasa pelo colega Eder mauro (PSD/PA), que o chamou de viado. Deveriam, ambos, ser enquadrados pelo Conselho de Ética da Casa.

A maior contradição de Moro, no entanto, está mesmo no embrulho que o enrola a partir das divulgações dos diálogos com o procurador Deltan Delagnol, pelo Intercept Brazil. Num dia Moro tenta desqualificar e criminalizar o site, salientando se vítima de um ataque criminoso e estar no alvo de quem quer acabar com a lava Jato. Nos outros dias se alterna entre duvidar da veracidade das mensagens, depois admitir que pode ter dito alguma coisa nessas mensagens e ainda considerar que “é normal e sem ilicitude” um juiz conversar com advogados e procuradores.

Moro ignora o Código de Ética da Magistratura e desafia lógicas desapaixonadas e o bom-senso de quem esperava espírito republicado, imparcialidade e disciplina ética de um juiz de execução, e não de instrução, como frisou o deputado Alessandro Molon (PSB/RJ). Em lugar de manter-se equidistante das partes na Lava Jato, Moro procurou tecer com Delagnol e outros procuradores uma rede de fatos e situações que pudessem esculpír e reforçar uma imagem demoníaca e criminosa dos alvos centrais da operação Lava Jato.

A VERDADE

Os diálogos revelados pelo The Intercept precisam ser esclarecidos em todos os detalhes, especialmente porque abrem uma espécie de “caixa preta” de um momento emblemático: a sucessão presidencial, cujos acontecimentos, a partir da prisão do ex-presidente petista Lula, foram decisivos para a vitória de Jair Bolsonaro. Uma vitória que premiou Moro com um ministério e abriu ainda dois caminhos futuros ao ex-juiz: ingressar no degrau mais alto da magistratura, com uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF) ou ascender ao mais elevado bastião da política brasileira, a presidência da Republica. O problema é que agora o “príncipe” do combate à corrupção já se vê sem as roupas que o cobriam outrora. E passa a contar com a condescendência e a cumplicidade generosa do “rei” do Planalto para seguir “ministrando” e sonhando com o Olimpo.

O site www.gauchazh.clicrbs.com.br fez uma lista interessante com 10 perguntas que Moro não responde, esquiva-se ou cria respostas diferentes.

Confiram:

1) Inicialmente, o ministro não negou a autoria das mensagens divulgadas, mas, em seguida, adotou o discurso de que não poderia dizer se aqueles diálogos de fato aconteceram. Por que mudou de versão?

2) O ministro tem as mensagens arquivadas para que possam ser comparadas às agora divulgadas pelo site The Intercept Brasil?

3) O ministro vai determinar que a Polícia Federal investigue o teor das mensagens para saber se de fato são autênticas? E, considerando que a PF é ligada ao Ministério da Justiça, pasta controlada por Moro, não há risco de conflito de interesses e questionamentos sobre a parcialidade da investigação?

4) Moro disse ter sido um descuido não ter formalizado à Procuradoria a sugestão sobre uma testemunha no caso Lula. O ministro também teve esse descuido e encaminhou dicas para a defesa do ex-presidente Lula?

5) O ministro antecipou decisões também para a defesa do ex-presidente ou apenas para o Ministério Público? Pode citar algum caso?

6) As mensagens indicam uma colaboração entre Moro e o Ministério Público. Durante todo o processo do triplex de Guarujá, o ministro considera ter mantido uma distância equivalente entre as partes, como determina o Código de Ética da Magistratura?

7) Por que disse confiar no ministro Luiz Fux?

8) Nas mensagens, o ministro demonstra não confiar em outros ministros do Supremo. Qual era a desconfiança?

9) Ao tratar da divulgação das interceptações entre Lula e Dilma, Moro afirmou em entrevista que o mais importante era o conteúdo. Por que mudou de ideia, já que agora diz que o mais significativo é a forma com que as conversas foram capturadas?

10) O projeto inicial de 10 medidas anticorrupção previa a possibilidade de uso de provas ilegais desde que obtidas de boa-fé. O ministro mantém essa opinião?



http://www.msnoticias.com.br/editorias/politica-mato-grosso-sul/encurralado-moro-continua-sem-respostas-para-questionamentos/89810/

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.090
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6135 Online: 08 de Julho de 2019, 10:44:06 »
Orientar o processo é falta de imparcialidade desde quando? Ademais que não existe essa figura de "à favor de" em um processo penal, pois não se trata de um litígio. Os cara pira na batatinha.
Se as comunicações do juiz  tivessen sido a favor do réu  e não da acusação, os anti PT estariam escandalizados, mas como foi contra o PT e contra um réu do PT que os anti PT odeiam,  então, está ok.
E dai? A ação do juiz será tão pertinente quanto.



A ação do juiz estará sendo política.  Ele estará fazendo um papel político.
Não fio, se trata de uma ação monolítica. De fundamentação na rocha. Nada há de intenção política numa ação que apenas favorece aos fatos.
« Última modificação: 08 de Julho de 2019, 13:05:40 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.810
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6136 Online: 08 de Julho de 2019, 14:35:16 »
Um especialista em Direito que lê "um juiz deve ser imparcial" e pensa "ah aqui o legislador quis dizer imparcial a não ser quando for fulano ou em tal caso, bla bla bla" "ah, imparcial mas não neutro" (essa é uma das piores que ja ouvi kkk) é a mesma coisa que um religioso que lê na Biblia 'não matarás" e pensa "não matarás a não ser que seja um desafeto meu" " ah mas aqui jesus quis dizer isso".
São apenas extrapolações. Exegeses convenientes.


A seu ver, a "imparcialidade" do juiz se refere não apenas uma postura de não "trapacear" colaborando com falsificação ou omissão de provas, mas requereria também se omitir ante falhas na apuração da verdade dos fatos, uma vez que apenas um dos lados será beneficiado com isso?

Sim deveria ser imparcial e neutro. É o que eu esperaria para mim. Se a acusação ou a defesa são falhas isso é um problema para que as partes cuidem disso. Senão que mude-se a Lei e transforme a figura do juiz num juiz de acusação.

Neutralidade = indiferença à apuração da verdade dos fatos?


Imparcialidade de um juiz significa, entre outras coisas,  que ele não deve colocar os interesses políticos dele nos procedimentos dele como juiz, em um processo que ele está julgando.





"Interesse político" no caso seria evitar que um suspeito/eventual condenado como participante de um dos maiores esquemas criminosos da história se tornasse presidente, assim agilizando o processo, que, imparcialmente, seria mais lento, dando maiores chances para impunidade, caso fosse culpado? Ou isso acrescido de prezar a continuidade das investigações contra corrupção e a liberdade de imprensa?







Orientar o processo é falta de imparcialidade desde quando? Ademais que não existe essa figura de "à favor de" em um processo penal, pois não se trata de um litígio. Os cara pira na batatinha.


Se as comunicações do juiz com os procuradores  tivessem sido a favor do réu  e não da acusação,

Poderia por favor dar exemplos de comunicações análogas, mas "a favor do réu?"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.090
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6137 Online: 08 de Julho de 2019, 15:16:57 »
E com pesquisas científicas feitas com pelo menos três pesquisadores especialistas publicadas em midias de prestígio... :biglol:
« Última modificação: 08 de Julho de 2019, 15:38:21 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.810
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6138 Online: 08 de Julho de 2019, 15:24:57 »
E efeitos práticos das decisões diferentes do juiz para mim ou para você, como preço do pão na padaria ou algo assim.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.412
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6139 Online: 08 de Julho de 2019, 15:38:13 »
O Polibio Braga diz que os vagabundos que invadiram os celulares foram identificados pela PF.

Vamos ver o que acontece.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.810
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6140 Online: 08 de Julho de 2019, 18:37:50 »
Da rede de recomendações do canal do YT desse jornalista (crente em pavão misterioso):



Mistério na Posse Bolsonaro Lula Anjo e Caveira


:biglol:

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.412
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6141 Online: 09 de Julho de 2019, 11:10:13 »
Quem mostrou a tal imagem foi o Lixoberg Imundice quando prenderam o Pingão, a imagem foi amplamente divulgada pela esgotosfera mortadelenta.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6142 Online: 10 de Julho de 2019, 08:26:52 »
Greenwald: ''Vamos soltar áudio quando o material estiver publicado''


O jornalista foi confrontado pela deputada Cala Zambelli sobre a autenticidade das mensagens publicadas de Moro e Dallagnol
IS Ingrid Soares

postado em 25/06/2019 18:49


 
 
Ao ser desafiado pela parlamentar Carla Zambelli (PSL) durante a audiência na comissão a mostrar provas sobre a autenticidade das mensagens publicadas sobre Moro e Dallagnol, o jornalista Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, afirmou durante a audiência na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados que divulgará áudios. "Vamos soltar áudio quando o material estiver publicado e vai se arrepender muito de pedir", respondeu à deputada.

"Abrimos o acesso ao material. Convidamos outros jornalistas de outras ideologias para reportar junto conosco. Todos os jornalistas concluíram que o material tem integridade total e não há sinal de que foi alterado. Por que partilhar com outros veículos se estivesse planejando qualquer outra coisa? Se não mostramos provas, por que outros jornais que apoiavam Moro o tempo todo leram as reportagens e disseram que ele deveria renunciar como ministro e que Deltan deve ser afastado? Se não mostramos evidências, porque todos os apoiadores o estão abandonando?", questionou.

Continua depois da publicidade



''Moro se comportou como chefe dos procuradores'', diz Greenwald
14:35 - 26/06/2019


Deputado advertido por Glenn faz enquete na internet e acaba derrotado
Ele ainda citou a reportagem da Folha publicada no domingo, como um trabalho conjunto com o The Intercept e disse que o conteúdo incluiu além das mensagens, vídeos, áudios e documentos.

Durante a comissão, a ausência de Moro e a viagem ao EUA foi questionada. Greenwald mandou ainda uma mensagem para o ministro:

"Ninguém tem medo dessa táticas. Temos uma redação cheia de jornalistas brasileiros que estão ouvindo essas ameaças e continuam reportando. É exatamente isso o que eles vão continuar fazendo. Se sou criminoso e cometi crimes graves, onde está sua evidência? Volto a repetir. Poderia sair a qualquer momento do país, mas não vou. Moro não tem evidência e esse país tem constituição que garante a liberdade da imprensa"

Greenwald reconheceu que Moro fez boas ações enquanto juiz, mas criticou modo de agir do ministro.

"Elogio o trabalho da Lava Jato, defendi. Sou a favor da luta contra a corrupção, mas isso não significa que tem o direito de quebrar a lei, ser corrupto e quebrar o código de ética. Os fins não justificam os meios que ele usou".



https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2019/06/25/interna_politica,765661/greenwald-vamos-soltar-audio-quando-o-material-estiver-publicado.shtml?amp_js_v=0.1&usqp=mq331AQCKAE=





« Última modificação: 10 de Julho de 2019, 08:33:52 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.975
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6143 Online: 10 de Julho de 2019, 08:33:26 »
Site porta-voz de Moro faz nota confirmando áudio de Dallagnol

Por Redação   


O site O Antagonista, porta-voz da Lava Jato e do governo Bolsonaro, divulgou o áudio inédito do coordenador da força-tarefa Deltan Dallagnol revelado nesta terça-feira (9) pelo The Intercept. Na matéria, a veracidade do material não é questionada, mas há uma tentativa de desqualificá-lo.

“Só Verdevaldo para tratar o óbvio como notícia”, diz a matéria, referindo-se ao jornalista Glenn Greenwald, editor e fundador do The Intercept, que recebeu o prêmio Pulitzer, considerado o “Oscar do Jornalismo”, pelo seu trabalho no jornal The Guardian sobre o vazamento dos documentos do ex-agente da Agência Nacional de Segurança (NSA) Edward Snowden.


No áudio, Dallagnol comemora a proibição do ex-presidente Lula ser entrevistado antes das eleições de 2018. “Além das motivações políticas impróprias que sempre negou publicamente, observe que Deltan – além da alegria que Lula ficaria em silêncio – a) tinha conhecimento secreto e prévio da decisão de Fux e b) especificamente queria ocultá-la para impedir que a Folha pudesse recorrer”, afirmou Greenwald sobre a fala do procurador.


Ainda de acordo com editorial do The Intercept, “a comemoração de Dallagnol expõe mais uma vez sua hipocrisia e sua motivação política: antes de serem alvos de vazamentos, os procuradores da força-tarefa enfatizavam – em chats privados com seus colegas – a importância de uma imprensa livre, o direito de jornalistas de publicar materiais obtidos por vias ilegais e que a publicação desses materiais fortalece a democracia”.

Em nota, a Lava Jato diz que as conversas seriam “falsas acusações que contrastam com a realidade dos fatos”.


https://revistaforum.com.br/site-porta-voz-de-moro-faz-nota-confirmando-audio-de-dallagnol/



Offline O Grande Capanga

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.828
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6144 Online: 10 de Julho de 2019, 09:16:12 »
Se não tiver nada bombástico contra a Lava Jato, essas publicações das conversas vão perder cada vez mais importância.

Somente os antilavajatistas, sem muita empolgação, estão dando certo valor.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.412
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6145 Online: 10 de Julho de 2019, 09:19:46 »
Se não tiver nada bombástico contra a Lava Jato, essas publicações das conversas vão perder cada vez mais importância.

Somente os antilavajatistas, sem muita empolgação, estão dando certo valor.

Depois da publicação com três nomes diferentes só petista ainda leva a sério

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.090
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6146 Online: 10 de Julho de 2019, 09:39:14 »
 :no: agora cê pença acim, pô o cara enfiano o pé na jaca depois de ganhá o tal do premiu pulit zé. O que qui é um dia depois do oto.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.810
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6147 Online: 11 de Julho de 2019, 18:03:48 »
https://www.gazetadopovo.com.br/republica/breves/datafolha-condenacao-lula-54-por-cento-justa/

A manobra do Intercept afetou algo a Moro mas não conseguiu angariar mais suporte ao Lula.

É claro que pode ser sempre que a pesquisa datafolha seja uma farsa, parte conspiração comunista ou neoliberal, ou ainda, ambas ao mesmo tempo.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.103
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6148 Online: 11 de Julho de 2019, 19:44:17 »
https://www.gazetadopovo.com.br/republica/breves/datafolha-condenacao-lula-54-por-cento-justa/

A manobra do Intercept afetou algo a Moro mas não conseguiu angariar mais suporte ao Lula.

É claro que pode ser sempre que a pesquisa datafolha seja uma farsa, parte conspiração comunista ou neoliberal, ou ainda, ambas ao mesmo tempo.

Saliente-se que quem acha a prisão do ladrão-mor injusta é a população do Nordeste (56%), os mais pobres (51%) e os de menor escolaridade (49%).

Isto pode ser interpretado como resultado de assistencialismo, desinformação e ignorância?
Foto USGS

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.810
  • Sexo: Masculino
Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Resposta #6149 Online: 11 de Julho de 2019, 20:31:54 »
Pode-se dizer que sim. Mas ao mesmo tempo não estamos numa situação onde há uma correlação tão desequilibrada dessas coisas com esse "lado." Algo meio análogo a aceitação de aquecimento global como realidade, será mais comum na esquerda, com a rejeição igualmente se devendo a desinformação, ignorância, e "assistencialismo empresarial."

Só uma parte mais seleta dos que não acham injusta a condenação/prisão tem uma noção mais significativamente baseada nos fatos. Mesmo entre os que acham justa haverá uma grande parte que são análogos perfeitos aos que dizem que "é tudo um golpe" e etc. Deve ficar só "assistencialismo" de fora, e talvez nem tanto. Até porque se pode dizer que faculdade pública para as faixas mais ricas não deixa de ser uma forma disso.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!