Autor Tópico: A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade  (Lida 27203 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.030
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #125 Online: 04 de Dezembro de 2015, 13:20:47 »
É interessante várias ideias neoliberais, recheadas de lógica, se for analisada na teoria.

Mas qual é o resultado se essas teorias forem colocadas em prática? É só ver o que o thatcherismo acarretou na Inglaterra: desemprego elevado, aumento da desigualdade social, queda da produção industrial.  Pena.

Essa de cortar o leitinho das crianças foi extremamente foda!!! O modelo neoliberal só funciona na teoria. Ou quem sabe, num mundo totalmente neoliberal, não apenas em alguns países. Utopia.
"Desigualdade social" é argumento insuficiente. Todo mundo igual com privação e falta de perspectivas é pior que apenas alguns com relativa privação e falta de perspectivas.

Sobre desigualdade social e suas implicações.
Peter, o que eu disse ali já refuta o argumento "desigualdade social".

Offline Peter Joseph

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.536
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #126 Online: 04 de Dezembro de 2015, 13:36:08 »
Sim, claro.  ::)

O simples fato de você estabelecer uma ligação direta e determinista entre igualdade social (se é que temos a mesma definição de igualdade social) e privação/falta de perspectivas, já mostra o quão ruim é o seu argumento.
« Última modificação: 04 de Dezembro de 2015, 13:41:32 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.908
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #127 Online: 04 de Dezembro de 2015, 13:39:44 »
O cenario ainda é pior, pois a divida americana esta nas alturas e o mundo cada vez menos inclinado a sustentar a festa do tio sam. Existe uma guerra de moedas em andamento com diversos paises colocando ouro para debtro de seus BCs.

Pois é, já pararam pra pensar por que os EUA, mesmo sendo o país mais endividado do mundo, ainda consegue se manter como maior potência do planeta? Por causa do petrodólar, que é o lastro "oculto" que valoriza o dólar e o torna porto seguro sob qualquer circunstância. A guerra está sendo travada não só por meio de moedas por que o mundo não quer mais patrocinar a farra do titio Sam. Guerras reais para conter os avanços no sentido de haver mais comércio internacional de petróleo em outras moedas e/ou outros acordos também estão ocorrendo. China e Rússia já há algum tempo vem estudando esta mudança nas transações de petróleo. Sadan e Kadafi também estavam fazendo isto. O Assad atrapalha os planos dos EUA de passar um gasoduto estratégico na Síria. Certamente que estes ditadores, incluindo Putin e o PC Chinês não são bonzinhos ou democráticos, mas só sendo ingênuo para crer que a intervenção americana por aquelas bandas (incluindo Ucrânia) tem algum objetivo humanitário ou democrático. A crise econômica global tem tudo haver com o que está ocorrendo no Oriente Médio, inclusive o Isis. E o pior é que a guerra real só tem se intensificado. Esta crise econômica atual tem tudo pra dar em guerra generalizada, assim como a crise de 29 deu na II Guerra Mundial. Vamos ver se o medo do hecatombe nuclear vai prevalecer e até quando. O super esquema ponzi tá desmoronando e cada um quer tirar o seu da reta.



Se no ano que vem houver uma escalada no conflito da Síria, ao invés de uma diminuição da tensão, eu temo que logo mais a frente possa haver uma guerra generalizada, ou seja uma guerra nuclear.  E aí será uma catástrofe global.



 :medo:





« Última modificação: 04 de Dezembro de 2015, 13:42:50 por JJ »

Offline Peter Joseph

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.536
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #128 Online: 04 de Dezembro de 2015, 13:47:52 »
Se no ano que vem houver uma escalada no conflito da Síria, ao invés de uma diminuição da tensão, eu temo que logo mais a frente possa haver uma guerra generalizada, ou seja uma guerra nuclear.  E aí será uma catástrofe global.



 :medo:



Idem!
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #129 Online: 04 de Dezembro de 2015, 13:57:58 »
Não me parece provável a coisa escalar para algo nuclear dos dois lados.

Talvez até o ISIS não queira ir tão longe assim, não por impedimento moral, mas estratégico, pensando na moral do adversário. Não quer que o resto do mundo pense, "ok, então vale tudo agora".

Mas não gosto nada desse "padrão" de agravamento da coisa. Chacal → Bin Laden → ISIS → ????

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.030
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #130 Online: 04 de Dezembro de 2015, 14:04:02 »
Sim, claro.  ::)

O simples fato de você estabelecer uma ligação direta e determinista entre igualdade social (se é que temos a mesma definição de igualdade social) e privação/falta de perspectivas, já mostra o quão ruim é o seu argumento.
Ah sim, como se o uso do argumento "desigualdade social" não implicasse em uma dicotomia gente que tem mais x gente que tem menos, ele mesmo. ::)

Offline Peter Joseph

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.536
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #131 Online: 04 de Dezembro de 2015, 14:13:12 »
O que eu quero saber é onde estão os dados e estudos que estabelecem tal relação automática inferida por você. Nexo causal evidenciado.
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.030
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #132 Online: 04 de Dezembro de 2015, 14:27:05 »
O que eu quero saber é onde estão os dados e estudos que estabelecem tal relação automática inferida por você. Nexo causal evidenciado.

Citar
Em matemática, uma desigualdade é uma relação entre duas quantidades ou expressões, o que indica que eles têm valor diferente. Isto é, ao contrário do que acontece em um igual .

Na desigualdade, os termos são relacionados por um símbolo de "maior que" (>) ou "menor que" (<). Há também outros derivados destes dois. Se qualquer um desses símbolos é acompanhada por uma linha horizontal abaixo significa "maior ou igual a" ou "menor ou igual a", respectivamente. Um exemplo de desigualdade é: 2 x + 7 <19 que é lido como "2 x + 7 é menor que 19". Y representa o conjunto de números para os quais esta expressão é verdadeira.
http://mtmetecnologias.blogspot.com.br/2011/06/desigualdade.html

Por favor, meu jovem!

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.908
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #133 Online: 04 de Dezembro de 2015, 15:02:28 »
Não me parece provável a coisa escalar para algo nuclear dos dois lados.



Sei não, acho que você está subestimando a ganância e a arrogância dos falcões  dos EUA.  Neste governo atual do Obama eu também acho que não deverá haver uma conflagração final, mas este governo acaba no ano que vem.  Mas em 2017, quem  estará na casa branca ?  Não confio no equilíbrio dos atuais candidatos republicanos, tampouco confio na Hilary Clinton, já vi  notícia sobre ela, na qual dizia que ela  queria confrontar ainda mais a Rússia na questão Síria. Então eu não aposto numa posição equilibrada e cautelosa por parte dela.


Talvez até o ISIS não queira ir tão longe assim, não por impedimento moral, mas estratégico, pensando na moral do adversário. Não quer que o resto do mundo pense, "ok, então vale tudo agora".

Mas não gosto nada desse "padrão" de agravamento da coisa. Chacal → Bin Laden → ISIS → ????


Não acho que o ISIS seja um problema maior, muito pelo contrário, se os Estados Unidos  realmente quisesse acabar com  o EI,  eles fariam isso em três tempos.

Não, não é o EI que é o grande problema.  O grande problema é a  ganância sem fim, e a grande arrogância de alguns poderosos que acham que podem executar as suas estratégias de dominação global sem que tudo descambe para uma guerra total.

Nos Estados unidos existem uns falcões perigosos, que acham que podem ter tudo sob controle, e que  nada lhes acontecerá de grave.  Os tempos da doutrina MAD já ficaram para trás.


« Última modificação: 04 de Dezembro de 2015, 15:07:10 por JJ »

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.115
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #134 Online: 04 de Dezembro de 2015, 15:04:56 »
Ninguem ganha com uma guerra nuclear, acho dificil que chegue neste ponto.
"Deus prefere os ateus"

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.224
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #135 Online: 04 de Dezembro de 2015, 15:07:34 »
Para o JJ só o EUA tem 'falcões'. Até parece que China e Rússia não os tem em quantidade e perigo ainda maiores. A Rússia e a China só não são mais imperialistas e expansionistas porquê não tem condições.
Foto USGS

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.115
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #136 Online: 04 de Dezembro de 2015, 15:08:41 »
Para o JJ só o EUA tem 'falcões'. Até parece que China e Rússia não os tem em quantidade e perigo ainda maiores. A Rússia e a China só não são mais imperialistas e expansionistas porquê não tem condições.

Não é o que o Sputnik diz.
"Deus prefere os ateus"

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #137 Online: 04 de Dezembro de 2015, 21:51:04 »
O cenario ainda é pior, pois a divida americana esta nas alturas e o mundo cada vez menos inclinado a sustentar a festa do tio sam. Existe uma guerra de moedas em andamento com diversos paises colocando ouro para debtro de seus BCs.

Pois é, já pararam pra pensar por que os EUA, mesmo sendo o país mais endividado do mundo, ainda consegue se manter como maior potência do planeta? Por causa do petrodólar, que é o lastro "oculto" que valoriza o dólar e o torna porto seguro sob qualquer circunstância. A guerra está sendo travada não só por meio de moedas por que o mundo não quer mais patrocinar a farra do titio Sam. Guerras reais para conter os avanços no sentido de haver mais comércio internacional de petróleo em outras moedas e/ou outros acordos também estão ocorrendo. China e Rússia já há algum tempo vem estudando esta mudança nas transações de petróleo. Sadan e Kadafi também estavam fazendo isto. O Assad atrapalha os planos dos EUA de passar um gasoduto estratégico na Síria. Certamente que estes ditadores, incluindo Putin e o PC Chinês não são bonzinhos ou democráticos, mas só sendo ingênuo para crer que a intervenção americana por aquelas bandas (incluindo Ucrânia) tem algum objetivo humanitário ou democrático. A crise econômica global tem tudo haver com o que está ocorrendo no Oriente Médio, inclusive o Isis. E o pior é que a guerra real só tem se intensificado. Esta crise econômica atual tem tudo pra dar em guerra generalizada, assim como a crise de 29 deu na II Guerra Mundial. Vamos ver se o medo do hecatombe nuclear vai prevalecer e até quando. O super esquema ponzi tá desmoronando e cada um quer tirar o seu da reta.

China, Russia e India vem comprando ouro e prata como se não houvesse amanhã, desde a crise de 2008! Por que será?

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #138 Online: 04 de Dezembro de 2015, 21:57:37 »
Bem vindos a nova era econômica de juros zero ou negativo. Nesse novo mundo quanto pior, melhor.....olhem a noticia :

http://m.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/4323892/dados-abaixo-esperado-europa-nos-eua-fazem-bolsas-mundiais-subirem

Ou seja, um total descolamento dos mercados com as bolsas de valores. E assim, as bolhas vao aumentando...

Eu nem olho mais pras bolsas se quero entender a realidade econômica. A economia real está de fato totalmente descolada do mundo digital de dinheiro fictício de WS e companhia. Os caras não veem a loucura que isto se tornou?

Existe uma conexão "material" entre dinheiro, trabalho, produção, tempo....Acabe com essa conexão e destrua a economia!!!

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #139 Online: 04 de Dezembro de 2015, 22:05:24 »
Para o JJ só o EUA tem 'falcões'. Até parece que China e Rússia não os tem em quantidade e perigo ainda maiores. A Rússia e a China só não são mais imperialistas e expansionistas porquê não tem condições.

É só olhar o que a antiga URSS fez quando tinha poder para tal.....invasões, tomadas de território com ocupação com população Russa, etc..

A China representa, para mim, uma das maiores ameaças à democracia que temos!!!

Offline MarceliNNNN

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 436
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #140 Online: 04 de Dezembro de 2015, 22:10:36 »
O cenario ainda é pior, pois a divida americana esta nas alturas e o mundo cada vez menos inclinado a sustentar a festa do tio sam. Existe uma guerra de moedas em andamento com diversos paises colocando ouro para debtro de seus BCs.

Pois é, já pararam pra pensar por que os EUA, mesmo sendo o país mais endividado do mundo, ainda consegue se manter como maior potência do planeta? Por causa do petrodólar, que é o lastro "oculto" que valoriza o dólar e o torna porto seguro sob qualquer circunstância. A guerra está sendo travada não só por meio de moedas por que o mundo não quer mais patrocinar a farra do titio Sam. Guerras reais para conter os avanços no sentido de haver mais comércio internacional de petróleo em outras moedas e/ou outros acordos também estão ocorrendo. China e Rússia já há algum tempo vem estudando esta mudança nas transações de petróleo. Sadan e Kadafi também estavam fazendo isto. O Assad atrapalha os planos dos EUA de passar um gasoduto estratégico na Síria. Certamente que estes ditadores, incluindo Putin e o PC Chinês não são bonzinhos ou democráticos, mas só sendo ingênuo para crer que a intervenção americana por aquelas bandas (incluindo Ucrânia) tem algum objetivo humanitário ou democrático. A crise econômica global tem tudo haver com o que está ocorrendo no Oriente Médio, inclusive o Isis. E o pior é que a guerra real só tem se intensificado. Esta crise econômica atual tem tudo pra dar em guerra generalizada, assim como a crise de 29 deu na II Guerra Mundial. Vamos ver se o medo do hecatombe nuclear vai prevalecer e até quando. O super esquema ponzi tá desmoronando e cada um quer tirar o seu da reta.

China, Russia e India vem comprando ouro e prata como se não houvesse amanhã, desde a crise de 2008! Por que será?
Eu não entendo muito bem essa relação de compra de ouro e prata com crise. Poderia me explicar?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #141 Online: 04 de Dezembro de 2015, 22:14:45 »
Bem vindos a nova era econômica de juros zero ou negativo. Nesse novo mundo quanto pior, melhor.....olhem a noticia :

http://m.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/4323892/dados-abaixo-esperado-europa-nos-eua-fazem-bolsas-mundiais-subirem

Ou seja, um total descolamento dos mercados com as bolsas de valores. E assim, as bolhas vao aumentando...

Eu nem olho mais pras bolsas se quero entender a realidade econômica. A economia real está de fato totalmente descolada do mundo digital de dinheiro fictício de WS e companhia. Os caras não veem a loucura que isto se tornou?

Existe uma conexão "material" entre dinheiro, trabalho, produção, tempo....Acabe com essa conexão e destrua a economia!!!

Ressaltando no entanto que a conexão se dá de tal forma que Paris Hilton talvez seja uma das mulheres mais produtivas do planeta.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.224
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #142 Online: 04 de Dezembro de 2015, 23:59:06 »
O cenario ainda é pior, pois a divida americana esta nas alturas e o mundo cada vez menos inclinado a sustentar a festa do tio sam. Existe uma guerra de moedas em andamento com diversos paises colocando ouro para debtro de seus BCs.

Pois é, já pararam pra pensar por que os EUA, mesmo sendo o país mais endividado do mundo, ainda consegue se manter como maior potência do planeta? Por causa do petrodólar, que é o lastro "oculto" que valoriza o dólar e o torna porto seguro sob qualquer circunstância. A guerra está sendo travada não só por meio de moedas por que o mundo não quer mais patrocinar a farra do titio Sam. Guerras reais para conter os avanços no sentido de haver mais comércio internacional de petróleo em outras moedas e/ou outros acordos também estão ocorrendo. China e Rússia já há algum tempo vem estudando esta mudança nas transações de petróleo. Sadan e Kadafi também estavam fazendo isto. O Assad atrapalha os planos dos EUA de passar um gasoduto estratégico na Síria. Certamente que estes ditadores, incluindo Putin e o PC Chinês não são bonzinhos ou democráticos, mas só sendo ingênuo para crer que a intervenção americana por aquelas bandas (incluindo Ucrânia) tem algum objetivo humanitário ou democrático. A crise econômica global tem tudo haver com o que está ocorrendo no Oriente Médio, inclusive o Isis. E o pior é que a guerra real só tem se intensificado. Esta crise econômica atual tem tudo pra dar em guerra generalizada, assim como a crise de 29 deu na II Guerra Mundial. Vamos ver se o medo do hecatombe nuclear vai prevalecer e até quando. O super esquema ponzi tá desmoronando e cada um quer tirar o seu da reta.

China, Russia e India vem comprando ouro e prata como se não houvesse amanhã, desde a crise de 2008! Por que será?

Nem todo o ouro existente no Universo seria suficiente para lastrear o valor dos ativos atuais. E a prata não vale quase nada. Chegou a valer US$ 52,00 a onça-troy no início dos anos 80 e hoje vale US$ 17,00.

Eles podem continuar comprando ouro e prata e com isto elevar o preço. Na hora que começarem a vender (por qualquer motivo), o preço diminuirá, podendo até despencar.
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.224
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #143 Online: 05 de Dezembro de 2015, 00:03:20 »
O cenario ainda é pior, pois a divida americana esta nas alturas e o mundo cada vez menos inclinado a sustentar a festa do tio sam. Existe uma guerra de moedas em andamento com diversos paises colocando ouro para debtro de seus BCs.

Pois é, já pararam pra pensar por que os EUA, mesmo sendo o país mais endividado do mundo, ainda consegue se manter como maior potência do planeta? Por causa do petrodólar, que é o lastro "oculto" que valoriza o dólar e o torna porto seguro sob qualquer circunstância. A guerra está sendo travada não só por meio de moedas por que o mundo não quer mais patrocinar a farra do titio Sam. Guerras reais para conter os avanços no sentido de haver mais comércio internacional de petróleo em outras moedas e/ou outros acordos também estão ocorrendo. China e Rússia já há algum tempo vem estudando esta mudança nas transações de petróleo. Sadan e Kadafi também estavam fazendo isto. O Assad atrapalha os planos dos EUA de passar um gasoduto estratégico na Síria. Certamente que estes ditadores, incluindo Putin e o PC Chinês não são bonzinhos ou democráticos, mas só sendo ingênuo para crer que a intervenção americana por aquelas bandas (incluindo Ucrânia) tem algum objetivo humanitário ou democrático. A crise econômica global tem tudo haver com o que está ocorrendo no Oriente Médio, inclusive o Isis. E o pior é que a guerra real só tem se intensificado. Esta crise econômica atual tem tudo pra dar em guerra generalizada, assim como a crise de 29 deu na II Guerra Mundial. Vamos ver se o medo do hecatombe nuclear vai prevalecer e até quando. O super esquema ponzi tá desmoronando e cada um quer tirar o seu da reta.

China, Russia e India vem comprando ouro e prata como se não houvesse amanhã, desde a crise de 2008! Por que será?
Eu não entendo muito bem essa relação de compra de ouro e prata com crise. Poderia me explicar?

Os metais ditos 'preciosos' como o ouro, a platina, a prata e o paládio tendem a preservar o valor do capital neles investido ao longo do tempo.  Ou seja, são ativos que servem de refúgio material para o dinheiro dos investidores. O mesmo ocorre com os diamantes, esmeraldas e rubis.
Foto USGS

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #144 Online: 05 de Dezembro de 2015, 00:10:54 »
Ela desfruta de parte do acúmulo de recursos conseguido pelo empreendedorismo do pai, avo.

Em uma sociedade onde a cooperação social é baseada na propriedade privada, os empreendedores que geram riqueza para a sociedade, acumulam muita riqueza*. E é esse acúmulo de capital (não fica guardado em baixo da cama) que possibilita o crescimento sadio de uma economia.

* o problema que temos, já faz algum tempo, é que os sistemas monetário e financeiro distorcem as coisas de tal forma, que acabam literalmente roubando a riqueza da sociedade, transferindo-a para essa elite, o que aumenta a concentração e diminui a qualidade de vida da sociedade.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #145 Online: 05 de Dezembro de 2015, 00:39:39 »
Talvez eu devesse ter elaborado mais, pode passar uma noção de "enforquem esses porcos capitalistas ricos! Queimem-nos!"

Não há qualquer problema nisso ocorrer, o problema é só em se ter mais cuidado com a linguagem de "produtividade", "trabalho", "recompensar o esforço", etc, porque as coisas não são assim tão diretamente proporcionais assim. Na verdade, quem está em baixo terá que se esforçar mais, por definição, uma vez que trabalhará em áreas que já tem menor valor de mercado, por baixa especialização.


E não sei se estão tanto assim "roubando a riqueza da sociedade", embora em alguns casos em que a coisa se configurar em crony capitalism ou subsídios questionáveis mesmo sem corrupção, a coisa se aproxime ou seja exatamente isso. Mas acho que mais do que isso, é uma tendência mais ou menos natural, quase só a mesma lógica de "juros compostos", no fim das contas. Se isso é considerado um problema, então uma das possíveis soluções acabaria também podendo teoricamente amenizar o problema do outro lado, na linha de impostos e justiça redistributiva, véu da ignorância de Rawls e tudo mais.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #146 Online: 05 de Dezembro de 2015, 00:51:24 »
Eu não entendo muito bem essa relação de compra de ouro e prata com crise. Poderia me explicar?

Até a 2a guerra mundial, todo o dinheiro do mundo era lastreado em ouro (toda moeda emitida representava uma quantidade de ouro depositada no Banco Central). Após a 2a. guerra, o dollar foi "escolhido" como reserva mundial, pois praticamente todo o ouro do mundo pertencia aos EUA (acho que mais de 50%), em consequência da própria guerra. Decidiu-se, na ocasião, que o Dolar seria lastreado em ouro e que todas as demais moedas seriam referenciadas em dolar. Acontece, que em 1971, se não me engano, Nixxon acabou  com o lastro (o lastro em outro limita a quantidade de moeda que pode ser emitida), pois as nações européias desconfiadas com o excesso de gasto militar americano, começaram a questionar a credibilidade do dolar como reserva e as proprias reservas de ouro do FED (estavam solicitando a devolução do ouro armazenado nos EUA - por comodidade e segurança também se escolheu os EUA como armazenador oficial do ouro de todos os países, o que atualmente já não é considerado ter sido tão seguro assim. Existem sérias duvidas se todo o ouro ainda está no Fort Knox).

Com essa medida, ele conseguiu ligar a máquina de imprimir dinheiro para financiar suas campanhas militares. E como o dolar ficou sendo a moeda oficial para se transacionar pertróleo (petrodólares), fez isso sem o risco do dolar virar papel sem valor.

Então, o dinheiro (fiat money) que temos hoje só tem valor pois é obrigação legal e, principalemnte, por confiarmos que o governo irá proteger seu valor (mas sabemos que não é muito o que ocorre).

O mundo inteiro só mantém o valor do dolar (e já existe uma mudança em andamento para diminuir o peso do dolar na cesta de reserva e transações internacionais), por confiar na capacidade da economia americana! Porém, a política monetária adotada pelo FED após 2008, tornou o débito americano impagável e fez uma expansão da base monetária como nunca antes na história mundial (o que é definido como inflação, pela escola austríaca).

Com isso, o mundo está desconfiado dos EUA e do dolar, porém está ao mesmo tempo preso ao dolar (as reservas dos países são em sua maioria em títulos da divida americana, europeia). A China em particular, detem trilhões de titulos da divida americana.

Dito isso, acho que já dá para responder o que você perguntou : o acumulo de ouro e prata, em conjunto com a diminuição da posição Chinesa em titulos da divida americana, pode ser um movimento para esses países voltarem a lastrear suas moedas em ouro e/ou se proteger de uma hiperdesvalorização do dolar (dado sua alta exposição em titulos da divida americana). Em uma crise monetária (foi assim em todas ao longo da historia), os investidores (grandes e micros) correm para ouro e prata, e esses metais tendem a absorver todo a desvalorização dessa base monetária.

A série abaixo, assim como a palestra, são muito boas. Explicam o que falei, mas como muito mais profundidade e informações (inclusive históricas). Vale muito e pena ver a série toda (são 6 episódios) e a palestra.

(série)

(palestra - esse está legendado)

Esse livro dele tem em português. É muito bom, pois tem muita historia da evolução dos sitemas monetarios

http://www.amazon.com.br/Pai-Rico-Investir-Metais-Preciosos-ebook/dp/B00DCHH5G0

Abs
Felpie
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2015, 01:06:17 por Feliperj »

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #147 Online: 05 de Dezembro de 2015, 01:05:45 »
Nem todo o ouro existente no Universo seria suficiente para lastrear o valor dos ativos atuais. E a prata não vale quase nada. Chegou a valer US$ 52,00 a onça-troy no início dos anos 80 e hoje vale US$ 17,00.

Eles podem continuar comprando ouro e prata e com isto elevar o preço. Na hora que começarem a vender (por qualquer motivo), o preço diminuirá, podendo até despencar.

Olá Geo,

Você está considerando o valor do ouro influenciado apenas por essa relação de oferta/demanda (a China comprando). Porém, em uma crise monetária, o ouro acaba absorvendo todo o valor da base monetária existente, pois todo mundo corre para ele. O crescimento da oferta (produção das minas), acaba sendo um execelente regulador da base monetária, após o lastreamento ser consolidado.

Os videos que coloquei são muito bons!

Abs
Felipe

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #148 Online: 05 de Dezembro de 2015, 01:13:23 »
Talvez eu devesse ter elaborado mais, pode passar uma noção de "enforquem esses porcos capitalistas ricos! Queimem-nos!"

Não há qualquer problema nisso ocorrer, o problema é só em se ter mais cuidado com a linguagem de "produtividade", "trabalho", "recompensar o esforço", etc, porque as coisas não são assim tão diretamente proporcionais assim. Na verdade, quem está em baixo terá que se esforçar mais, por definição, uma vez que trabalhará em áreas que já tem menor valor de mercado, por baixa especialização.


E não sei se estão tanto assim "roubando a riqueza da sociedade", embora em alguns casos em que a coisa se configurar em crony capitalism ou subsídios questionáveis mesmo sem corrupção, a coisa se aproxime ou seja exatamente isso. Mas acho que mais do que isso, é uma tendência mais ou menos natural, quase só a mesma lógica de "juros compostos", no fim das contas. Se isso é considerado um problema, então uma das possíveis soluções acabaria também podendo teoricamente amenizar o problema do outro lado, na linha de impostos e justiça redistributiva, véu da ignorância de Rawls e tudo mais.

Na realidade, o termo correto é recompensar o valor gerado ( o valor que a sociedade enxerga no seu trabalho) por você, seja através do suor, lágrimas, muita ralação, criativadade sem muita ralação, etc.

Com relação ao "roubo de riqueza", aconselho muito a série que coloquei aqui. A coisa é muito bizarra, principalmente lá nos EUA com o FED na comissão de frente.

Esse episódio é somente sobre essa questão :


E esse desenho é muito engraçado...mas aborda muito bem o problema :


Abs
Felipe

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.986
Re:A Maior Crise Econômica da Historia da Humanidade
« Resposta #149 Online: 05 de Dezembro de 2015, 02:04:13 »
O cenario ainda é pior, pois a divida americana esta nas alturas e o mundo cada vez menos inclinado a sustentar a festa do tio sam. Existe uma guerra de moedas em andamento com diversos paises colocando ouro para debtro de seus BCs.

Pois é, já pararam pra pensar por que os EUA, mesmo sendo o país mais endividado do mundo, ainda consegue se manter como maior potência do planeta? Por causa do petrodólar, que é o lastro "oculto" que valoriza o dólar e o torna porto seguro sob qualquer circunstância. A guerra está sendo travada não só por meio de moedas por que o mundo não quer mais patrocinar a farra do titio Sam. Guerras reais para conter os avanços no sentido de haver mais comércio internacional de petróleo em outras moedas e/ou outros acordos também estão ocorrendo. China e Rússia já há algum tempo vem estudando esta mudança nas transações de petróleo. Sadan e Kadafi também estavam fazendo isto. O Assad atrapalha os planos dos EUA de passar um gasoduto estratégico na Síria. Certamente que estes ditadores, incluindo Putin e o PC Chinês não são bonzinhos ou democráticos, mas só sendo ingênuo para crer que a intervenção americana por aquelas bandas (incluindo Ucrânia) tem algum objetivo humanitário ou democrático. A crise econômica global tem tudo haver com o que está ocorrendo no Oriente Médio, inclusive o Isis. E o pior é que a guerra real só tem se intensificado. Esta crise econômica atual tem tudo pra dar em guerra generalizada, assim como a crise de 29 deu na II Guerra Mundial. Vamos ver se o medo do hecatombe nuclear vai prevalecer e até quando. O super esquema ponzi tá desmoronando e cada um quer tirar o seu da reta.

China, Russia e India vem comprando ouro e prata como se não houvesse amanhã, desde a crise de 2008! Por que será?

Nem todo o ouro existente no Universo seria suficiente para lastrear o valor dos ativos atuais. E a prata não vale quase nada. Chegou a valer US$ 52,00 a onça-troy no início dos anos 80 e hoje vale US$ 17,00.

Eles podem continuar comprando ouro e prata e com isto elevar o preço. Na hora que começarem a vender (por qualquer motivo), o preço diminuirá, podendo até despencar.

Gostaria de lembrar a situação de "cornering the market", como no caso dos irmãos Hunt no mercado de prata, em parceria Nagi Nahas (o mesmo que chegou a ser um dos maiores acionistas de Petrobrás e responsável pela quebra da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro na década de 80 devido a um cheque milionário sem fundos usado para liquidar posições de opções no exercício). O trio comprou contratos futuros de prata no final da década de 70, ao mesmo tempo em que acumulavam prata no mercado disponível ( a vista). No exercício dos contratos futuros, os vendedores tinham que entregar a prata, mas se não tivessem, teriam que compra-la no mercado a vista, dominado pelo trio, que já tinham quase 2/3 da prata disponível no mundo. O preço saltou de $ 11/onça para $ 50/onça em poucos meses. A brincadeira só não foi mais catastrófica devido a uma mudança nos contratos futuros pelas Bolsas de Commodities que introduziram a opção de liquidação financeira dos contratos e ajustes de margens para posições de venda. Na liquidação financeira, o vendedor pode pagar em dinheiro o valor do contrato usando como referência o preço prata no mercado a vista na data de vencimento do contrato. Resultado, o preço caiu abruptamente para $ 11/onça, inviabilizando o plano de colocar o mercado em corner.
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2015, 02:41:14 por Gigaview »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!