Autor Tópico: Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)  (Lida 746 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Eu

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 375
Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Online: 06 de Novembro de 2015, 11:38:06 »
Varsóvia, 1920
Denis MacShane, Christopher Silvester

Resenha do livro Varsóvia 1920: A Conquista da Europa por Lênin que falhou, de Adam Zamoyski



Em 1920, Lênin ordenou a invasão e ocupação da Polônia como um prelúdio para exportar a revolução russa para o coração da Europa, Alemanha. Trotsky mandou imprimir panfletos em alemão já que ele acreditava que trabalhadores e camponeses poloneses e alemães saudariam seus libertadores soviéticos. Em uma guerra desesperada na primavera e verão, os poloneses seguraram os muito maiores exércitos russos, culminando na Batalha de Varsóvia em agosto de 1920. As ambições militares de Lênin foram destruídas e a Europa foi salva de uma onda de ditaduras comunistas, que acabaram chegando na Europa oriental após 1945.

Lênin achava que grandes números de soldados que ele pudesse reunir seriam suficientes para assustar os poloneses. Exércitos de cavalaria gigantes partiram em direção de Varsóvia. Os russos inventaram uma nova arma – uma metralhadora montada sobre um carrinho puxado por cavalos. Estes atravessavam os campos de batalha com efeito devastador. Mas as linhas de comunicação aumentavam mais e mais, e os poloneses foram capazes de cortá-las e esmagar os vários exércitos vermelhos.

Esta guerra olhou para frente e para trás. Notável para a mobilidade das formações de tropas em um teatro de grande extensão, ela antecipou a estratégia de ataques em profundidade e batalhas de cerco que seriam travadas pelos tanques na Segunda Guerra Mundial. A batalha de Czesniki, por outro lado, foi um resquício da era napoleônica. Ela foi, diz Zamoyski, “uma luta épica de um tipo não presenciado na Europa por mais de um século, e o maior envolvimento de cavalarias na história do continente.”

O subtítulo de Zamoyski é importante. Poucos têm consciência de que Lênin desejava conquistar a Polônia para criar uma revolução na Alemanha; menos gente ainda compreende que ele escreveu para Stalin, o comissário-chefe político ligado ao Exército Vermelho na Ucrânia, sugerindo um ataque simultâneo à Romênia, Tchecoslováquia e Hungria, para provocar revolução na Itália. Stalin respondeu que “seria uma pena” não tentar.

Pilsudski, o chefe de estado e comandante-em-chefe polonês, em seus cinquenta anos, não era especialista em estratégia militar. Ele foi torturado pela dúvida, mesmo assim provando a si mesmo ser um mestre das circunstâncias. Sua contraparte, Tukhachevsky[1], tinha somente 27 anos, um nobre que se imaginava um Napoleão no estilo de ser e um niilista que odiava judeus, cristãos, capitalistas e socialistas. Ele mais tarde foi fuzilado nos expurgos de Stalin, assim como todos os comandantes superiores do Exército Vermelho que falharam em tomar Varsóvia em 1920.

O exército polonês foi apressadamente montado com soldados que haviam servido em forças estrangeiras. Um observador descrevendo os seis regimentos da Primeira Cavalaria, disse que eles eram “como muitas crianças nascidas de uma única mãe, mas concebidas por pais diferentes.”

Mesmo assim, a cavalaria polonesa estava bem treinada e equipada. A cavalaria do Exército Vermelho estava equipada de forma diferente e frequentemente uniformizada de forma excêntrica – um cavaleio foi visto usando um chapéu-coco – mas atuou inicialmente como a horda cruel mongol. Em contraste com a disciplinada infantaria polonesa, os infantes do Exército Vermelho estavam descalços e sustentavam sua moral através de uma política de estupros e pilhagem.

A Guerra Polonesa-Soviética foi suja, brutal e curta. Começando com um ataque preventivo pela Polônia contra as forças soviéticas na Ucrânia no final de abril de 1920, que resultou na vitória soviética, foi encerrada em meados de outubro, quando então o exército polonês expulsou os russos e exigiu boa parte da Bielorrússia e Ucrânia.

Com o Exército Vermelho no Vístula, nos arredores da capital polonesa, o contrataque decisivo de Pilsudski foi o envio de cinco divisões do sul, para dividir os exércitos russos ao longo da linha do front norte-sul. Nas palavras de Zamoyski, era “como lançar um forcado sobre os exércitos russos lateralmente: tendo sido o impulso suficientemente forte,o pânico e o caos preveniu sua reunião novamente.”

Foi isto o que aconteceu, e tudo porque, nas palavras de um jovem conselheiro francês, Charles de Gaulle, “o soldado polonês é um soldado de extraordinária resistência.”

Os poloneses também quebraram todos os códigos russos e foram capazes de escutar sua comunicação. O treino provou ser vital duas décadas depois quando criptologistas e a resistência poloneses capturaram a máquina codificadora Enigma da Wehrmacht e a repassaram para Londres, de modo que esta ficou sabendo dos planos de guerra alemães.

As perdas russas (mortos, feridos, capturados e presos) foram acima de 200.000. Seu exército de cavalaria do norte, o Konkorpus, foi esmagado; sua contraparte no sul escapou como uma sombra de si mesmo.

A qualidade de um grande historiador militar não é somente fazer descrições do campo de batalha e explicar suas táticas, mas dar o contexto político e trazer as pessoas dos comandantes de volta à vida. Zamoyski consegue tudo isso em um relato conciso e eletrizante de uma guerra esquecida e argumenta que, longe de ser irrelevante, a vitória polonesa trouxe “duas décadas de liberdade”.

Nota:

[1] Mikhail Nikolayevich Tukhachevsky (16/02/1893 — 12/06/1937) foi um comandante militar soviético e chefe do Exército Vermelho. Foi um dos vários comandantes do Exército Vermelho acusado de colaborar com os nazistas durante o Grande Expurgo, sendo condenado e executado pelos Processos de Moscou.

http://www.telegraph.co.uk/culture/books/non_fictionreviews/3671851/When-Lenin-invaded-Poland.html

http://www.independent.co.uk/arts-entertainment/books/reviews/warsaw-1920-by-adam-zamoyski-792497.html


http://epaubel.blogspot.com.br/2014/02/varsovia-1920.html

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #1 Online: 06 de Novembro de 2015, 11:47:55 »
Heróico povo polaco..., miserável como Hitler preconizou a divisão do país com Estaline e invadiu a Polónia..., justificadamente os britânicos e franceses avançaram para a guerra...
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.637
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #2 Online: 06 de Novembro de 2015, 12:40:42 »
As definições de batalhas esquecidas foram atualizadas.

Alguém sabe dizer qual é a origem do ódio contra os poloneses?

Os alemães já caçavam os ancestrais deles, pomeranos e prussianos,  os russos tretavam com eles direto.

A república das duas nações não foi muito legal com os seus vizinhos?

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #3 Online: 06 de Novembro de 2015, 12:54:53 »
Alguém sabe dizer qual é a origem do ódio contra os poloneses?

Talvez o facto deles viverem em território entre alemães e russos incomodando os respetivos impulsos expansionistas para leste e para ocidente... E a má vontade com que enfrentavam as diversas divisões do seu território acordadas entre prussianos, austríacos e russos... Tinham um mau feitio desagradável... :umm:
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #4 Online: 06 de Novembro de 2015, 13:39:49 »
Não é raro ocorrer: depois da Segunda Guerra muito do que foi propaganda se cristalizou em História.

Essas distorções dificultam muito uma visão objetiva deste conflito.

Não é por acaso que esta guerra brutal em pleno coração da Europa foi praticamente esquecida. A aventura de Lênin na Polônia foi a principal justificativa ( ou pretexto dependendo de como você prefira entender ) de Hitler para invadir a União Soviética.

Para os alemães uma guerra preemptiva assim como a do Bush. Para os "aliados" uma covarde agressão com o objetivo de ampliar o "espaço vital" germânico.

Não é difícil esquecer esta guerra. França e Inglaterra declararam guerra à Alemanha pela invasão da Polônia, imediatamente esquecendo que Stalin também havia invadido pelo outro lado.

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #5 Online: 06 de Novembro de 2015, 14:29:10 »


Bandeiras capturadas pelos polacos.
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #6 Online: 12 de Novembro de 2015, 12:45:13 »
Vi ontem um programa sobre a rivalidade entre Estaline e Trotsky em que se alegava que a campanha contra os polacos falhou porque Estaline deliberadamente não cumpriu o plano de avançar sobre Varsóvia em apoio das forças de Trotsky preferindo tentar, fracassando, a conquista da cidade de Lvov (hoje na Ucrânia).
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #7 Online: 12 de Novembro de 2015, 13:09:24 »
Meio off-topic: uma das batalhas mais importantes e ignoradas da História foi a de Khalkin Gol. Nela os soviéticos deram uma surra nos japoneses, o que os levou a abandonar seus planos de se expandir no leste da Rússia.*

https://en.wikipedia.org/wiki/Battles_of_Khalkhin_Gol


* A propósito: no que diz respeito às tropas do Eixo, costuma-se falar mal dos italianos, e com razão, mas os japoneses apanharam na maioria das vezes de qualquer exército mais bem preparado, enquanto os italianos ajudaram a derrotar os americanos em Kasserine e deram trabalho para os ingleses na Líbia. Já os alemães, bem, esses estavam em outro nível...
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.211
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #8 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:23:33 »
Sabaton tem uma música disso

<a href="https://www.youtube.com/v/HC7_qPCflnY" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/HC7_qPCflnY</a>
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #9 Online: 12 de Novembro de 2015, 16:36:47 »
Meio off-topic: uma das batalhas mais importantes e ignoradas da História foi a de Khalkin Gol. Nela os soviéticos deram uma surra nos japoneses, o que os levou a abandonar seus planos de se expandir no leste da Rússia.*

https://en.wikipedia.org/wiki/Battles_of_Khalkhin_Gol


* A propósito: no que diz respeito às tropas do Eixo, costuma-se falar mal dos italianos, e com razão, mas os japoneses apanharam na maioria das vezes de qualquer exército mais bem preparado, enquanto os italianos ajudaram a derrotar os americanos em Kasserine e deram trabalho para os ingleses na Líbia. Já os alemães, bem, esses estavam em outro nível...

Conhecia a vitória soviética, mas desconhecia que a desproporção de forças fosse tão grande... os soviéticos tinha mais do dobro em homens, sete vezes mais tanques e blindados e três vezes mais aviões... e, mesmo assim, tiveram mais baixas!
A forma de combater dos soviéticos era criminosa, como se viu contra os alemães... Longe iam os tempos das guerras contra Napoleão em que as baixas russas eram próximas das dos franceses...
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #10 Online: 12 de Novembro de 2015, 17:22:15 »

* A propósito: no que diz respeito às tropas do Eixo, costuma-se falar mal dos italianos, e com razão, mas os japoneses apanharam na maioria das vezes de qualquer exército mais bem preparado, enquanto os italianos ajudaram a derrotar os americanos em Kasserine e deram trabalho para os ingleses na Líbia. Já os alemães, bem, esses estavam em outro nível...

Esta muita gente desconhece.

A última grande carga de cavalaria bem sucedida da História ocorreu em 23 de agosto de 1942.
Seiscentos cavaleiros italianos brandindo sabres avançaram sobre 2 mil russos armados com fuzis e metralhadoras aos gritos de "Savoia!".

A despeito da inferioridade numérica e de armamento eles venceram.

http://www.rafaelrequena.com.br/saladeguerra/sabres-por-savoia/

Offline Pagão

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.690
  • Sexo: Masculino
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.637
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Varsóvia - A Guerra que Salvou o Mundo do Comunismo (Obrigado Poloneses)
« Resposta #12 Online: 13 de Novembro de 2015, 08:23:06 »
Até que os italianos não saíram da guera com a imagem tao abalada assim, ao contrario dos alemães.

E eles são muito gratos aos brasileiros

http://tecnodefesa.com.br/70-anos-depois-td-participa-de-operacao-em-monte-castello/

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!