Autor Tópico: O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?  (Lida 2784 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline FZapp

  • Administradores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.554
  • Sexo: Masculino
  • El Inodoro Pereyra
    • JVMC
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #75 Online: 23 de Agosto de 2016, 13:03:08 »
Citar
Certamente que tal crença em ID  (ou crença semelhante)   leva  a uma paralisia no estudo do fenômeno ao qual se atribui  uma ação  não baseada em leis físicas, pois se a pessoa acredita que um ID causou o fenômeno, então não haverá mais o que pesquisar sobre o fenômeno, e restará apenas especulações sobre a vontade do ID.
Não cabe à ciência trabalhar com a hipótese de um ID em qualquer circunstância.
Mas ao longo do tempo, mesmo com todos os avanços da ciência e da tecnologia, com as inúmeras experiência no teste das teorias a respeito, ainda assim as perguntas essenciais relacionadas a existência humana permanecem sem respostas. 
Poderíamos ironicamente creditar esse lapso ao "Deus das Lacunas"?
Ora, se a cada vez que a ciência não tivesse ainda encontrado uma resposta para este ou aquele fenômeno apelássemos para esse Deus, seria de fato a paralisia da ciência.
Mas não é essa a proposta; ela se restringe à base da vida, à sua essencialidade, tão somente.
Que a ciência prossiga, sempre com as conquistas que enobrecem a inteligência humana, apenas admita que as respostas para o surgimento da vida e do Universo, exaustivamente tentadas, estão fora do seu alcance.
Mas ninguém está, por essa razão, condicionado a crer em um ID.
Esta é outra área em que a mente humana, analítica por excelência, pode dar largas à imaginação, sem chegar a qualquer conclusão.



Eeeee... como assim? perguntas sobre a vida, temos, depende da pergunta. Se a pergunta for 'como' a vida surgiu, existem muitas respostas, algumas delas hipotéticas pela dificuldade de comprovação, mas possíveis. Se a pergunta for 'por que' a vida surgiu, essa não é uma pergunta que alguma ciência atual tente responder.

Com o universo acontece a mesma coisa...
--
Si hemos de salvar o no,
de esto naides nos responde;
derecho ande el sol se esconde
tierra adentro hay que tirar;
algun día hemos de llegar...
despues sabremos a dónde.

"Why do you necessarily have to be wrong just because a few million people think you are?" Frank Zappa

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #76 Online: 23 de Agosto de 2016, 16:51:12 »
Citar
Certamente que tal crença em ID  (ou crença semelhante)   leva  a uma paralisia no estudo do fenômeno ao qual se atribui  uma ação  não baseada em leis físicas, pois se a pessoa acredita que um ID causou o fenômeno, então não haverá mais o que pesquisar sobre o fenômeno, e restará apenas especulações sobre a vontade do ID.
Não cabe à ciência trabalhar com a hipótese de um ID em qualquer circunstância.
Mas ao longo do tempo, mesmo com todos os avanços da ciência e da tecnologia, com as inúmeras experiência no teste das teorias a respeito, ainda assim as perguntas essenciais relacionadas a existência humana permanecem sem respostas. 
Poderíamos ironicamente creditar esse lapso ao "Deus das Lacunas"?
Ora, se a cada vez que a ciência não tivesse ainda encontrado uma resposta para este ou aquele fenômeno apelássemos para esse Deus, seria de fato a paralisia da ciência.
Mas não é essa a proposta; ela se restringe à base da vida, à sua essencialidade, tão somente.
Que a ciência prossiga, sempre com as conquistas que enobrecem a inteligência humana, apenas admita que as respostas para o surgimento da vida e do Universo, exaustivamente tentadas, estão fora do seu alcance.
Mas ninguém está, por essa razão, condicionado a crer em um ID.
Esta é outra área em que a mente humana, analítica por excelência, pode dar largas à imaginação, sem chegar a qualquer conclusão.



Eeeee... como assim? perguntas sobre a vida, temos, depende da pergunta. Se a pergunta for 'como' a vida surgiu, existem muitas respostas, algumas delas hipotéticas pela dificuldade de comprovação, mas possíveis. Se a pergunta for 'por que' a vida surgiu, essa não é uma pergunta que alguma ciência atual tente responder.

Com o universo acontece a mesma coisa...
Teorias sobre o surgimento da vida ou do universo, sim, respostas, não.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.137
  • Sexo: Masculino
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #77 Online: 24 de Agosto de 2016, 06:31:30 »
Citar
O conceito de Bom envolve aspectos de pragmatismo, justiça, e livre-arbítrio.
Explico; como se processaria a evolução e a sustentabilidade dos diversos biomas se não fosse a cadeia alimentar?   

Eu mesmo  que não sou onisciente consigo imaginar soluções  em que se exclui parasitismo (podendo ter um  comensalismo e/ou sociedade entre seres animais e vegetais) e predação. Não é preciso nem muita imaginação para isso:
1) Os seres vivos poderiam simplesmente se alimentar de  compostos inorgânicos  e  captar energia externa  por algum meio inventado pelo onipotente e onisciente ID;
2) Numa versão mais próximo do que já temos (não precisaria ser)  os  seres  pluricelulares poderiam se alimentar de produtos de vegetais, sem que sequer houvesse  destruição do vegetal para isso, o ID poderia ter inventado vegetais que dessem frutos com todos os nutrientes necessários para os animais viverem, de modo que  não seria necessário parasitar e/ou predar nenhum animal, e nem mesmo prejudicar os vegetais.
Esta foram duas possibilidades que pensei rapidamente,  eu que não sou onisciente. Já um ID onisciente e onipotente  poderia inventar milhões de maneiras diferentes  para que animais pudessem existir sem ter que parasitar e/ou predar uns aos outros.

Eu respondo a todas essas perguntas se vc me responder apenas uma:
Por que um homem mata seu semelhante?


1) Por que um homem mata seu semelhante?


Os motivos são vários, vamos lá:

a)  No caso de ter sido convocado para uma guerra, mata porque foi ensinado/treinado que é correto matar  outros homens  e/ou porque os outros homens estão tentando matar ele e os colegas dele;


b) Mata para se apoderar de alguma coisa que  o outro Homo sapiens sapiens tenha em seu poder , ou seja mata para roubar ou apossar-se de alguma propriedade;


c) Mata porque  o outro Homo sapiens sapiens  lhe dirigiu uma ofensa verbal;


d) Mata outro Homo sapiens sapiens porque julga que este o prejudicou e/ou atrapalhou/frustrou de alguma forma algum intento seu;


e) Mata outro Homo sapiens sapiens porque  este o contrariou em seus intentos;


f) Mata outro Homo sapiens  porque  sente desprezo e/ou raiva e/ou ódio;


Enfim, mata por vários motivos.   



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.137
  • Sexo: Masculino
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #78 Online: 24 de Agosto de 2016, 06:34:06 »

O equivalente a essa seria: por que Deus não criou todos os seres perfeitos, sem a necessidade da alimentação, ou qualquer tipo de necessidade?



A questão não é necessidade de alimentação, pois como já mostrei é perfeitamente possível a um bom  ID   criar um  mundo no qual não seja necessário  assassinar  (ou prejudicar de forma sensível)  seres  sencientes  para que outros vivam.


A questão é que um bom ID  não faria um mundo  horroroso,   repleto de terrores  como essa  mundo terrorista no qual vivemos.




« Última modificação: 24 de Agosto de 2016, 06:44:01 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.137
  • Sexo: Masculino
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #79 Online: 24 de Agosto de 2016, 06:41:19 »



Já uma  joça  amoral  de uma  natureza  aleatória  poderia  originar esse  mundo  terrorista .




« Última modificação: 24 de Agosto de 2016, 06:49:03 por JJ »

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #80 Online: 24 de Agosto de 2016, 07:26:00 »
Citar

A questão é que um bom ID  não faria um mundo  horroroso,   repleto de terrores  como essa  mundo terrorista no qual vivemos.
   
Você está na linha correta dos questionamentos. Se existe um ID, por que... etc. Não somente é mais produtivo como abre a possibilidade de entender a maneira como o interlocutor raciocina.
Curiosamente, quando vc pergunta a razão da existência de parasitas, predadores, etc como fator impeditivo para um bom ID não menciona o homem, também grande predador, consciente e inteligente.

Em última análise o que vc quer saber é a origem do sofrimento, disseminado na criação, e a resposta, como eu disse no início, está na Lei de Causa e Efeito (justiça) e no Livre Arbítrio.
São os principais agentes ordenadores das relações entre os homens, pois define a responsabilidade de cada um, por palavras, atos e pensamentos.
Diferente da nossa justiça que apenas condena o criminoso, existe também, na Lei de Ação e Reação, a recompensa, traduzida pela paz, segurança, saúde e trabalho.
Ninguém paga pelo que não deve, mas um crime cometido não exige que um outro crime ocorra no seu justo pagamento.
Para isto existem os acidentes com animais, as diversas enfermidades causadas por parasitas,  cataclismos, etc.
Então o que vemos num mundo primitivo como o nosso é ainda o resultado das das nossas ações.
Temos todos, a convicção de que o Universo é morada de humanidades outras de insuspeitado avanço tecnológico e moral. Essa é a nossa destinação.

 


Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.785
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #81 Online: 24 de Agosto de 2016, 08:06:47 »
[...]
Temos todos, a convicção de que o Universo é morada de humanidades outras de insuspeitado avanço tecnológico e moral. [...]

Sempre querendo empurrar a própria crença para os outros.

Qual é o propósito? Você acha que de repente algum forista vai ler isso e vai sair repetindo essas coisas de outras humanidades alhures?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #82 Online: 24 de Agosto de 2016, 09:07:11 »
Citar
O conceito de Bom envolve aspectos de pragmatismo, justiça, e livre-arbítrio.
Explico; como se processaria a evolução e a sustentabilidade dos diversos biomas se não fosse a cadeia alimentar?   

Eu mesmo  que não sou onisciente consigo imaginar soluções  em que se exclui parasitismo (podendo ter um  comensalismo e/ou sociedade entre seres animais e vegetais) e predação. Não é preciso nem muita imaginação para isso:
1) Os seres vivos poderiam simplesmente se alimentar de  compostos inorgânicos  e  captar energia externa  por algum meio inventado pelo onipotente e onisciente ID;
2) Numa versão mais próximo do que já temos (não precisaria ser)  os  seres  pluricelulares poderiam se alimentar de produtos de vegetais, sem que sequer houvesse  destruição do vegetal para isso, o ID poderia ter inventado vegetais que dessem frutos com todos os nutrientes necessários para os animais viverem, de modo que  não seria necessário parasitar e/ou predar nenhum animal, e nem mesmo prejudicar os vegetais.
Esta foram duas possibilidades que pensei rapidamente,  eu que não sou onisciente. Já um ID onisciente e onipotente  poderia inventar milhões de maneiras diferentes  para que animais pudessem existir sem ter que parasitar e/ou predar uns aos outros.
Eu respondo a todas essas perguntas se vc me responder apenas uma:
Por que um homem mata seu semelhante?
O equivalente a essa seria: por que Deus não criou todos os seres perfeitos, sem a necessidade da alimentação, ou qualquer tipo de necessidade? 

E é uma boa pergunta.

Tecnicamente eles não precisariam nem ser organismos, isso é, máquinas. Poderiam ser feitos de uma massa indiferenciada, e magicamente fazerem tudo que fazem normalmente, como se fossem bonecos de massa de modelar animados ao vivo por seus "espíritos". Aliás, não haveria nem necessidade de corpos, tudo se resolve já com espíritos, que de certa forma são geralmente assumidos como não sendo "máquinas" espirituais, mas uma essência indivisível de personalidades individuais.


Uma das possibilidades para a explicação disso é que os reinos vegetal, animal e mesmo o hominal sejam de certa forma parasitas do reino espiritual.

Seres tidos como "demônios", "anjos", e "deuses", quando não completamente inventados, nada mais são do que traficantes de drogas competindo por seus consumidores.


Os fantasmas, normalmente vistos como parte ou até "propriedade" nossa, são geralmente tidos, quando desencarnados, como seres de capacidades fantásticas: velocidade incrível, capacidade de se ter todos os sentidos mesmo sem se ter órgãos sensoriais para interagir com o mundo material, capacidades cognitivas sem a necessidade de cérebro, indestrutibilidade, e em alguns casos, capacidades de interações com o mundo material do tipo "poltergeist", se não me engano, havendo relatos até de tremores em casas provocados por fantasmas.

Essas capacidades são praticamente todas perdidas quando os fantasmas estão encarnados em seres vivos, mais especificamente em humanos, desde que o aprisionamento do fantasma tenha se dado suficientemente precocemente no desenvolvimento embriológico do sistema nervoso ou mesmo na fecundação - uma vez que nos relatos de possessões os espíritos parecem ter poderes incomuns, não relatados em casos de encarnação normal pré-natal.

Ao mesmo tempo, costuma-se supor que os seres vivos, desprovidos de um espírito, também sejam praticamente nulos em capacidades cognitivas, pois todas são originadas pelo espírito. Os cérebros são apenas recipientes-prisões, e tradutores das capacidades cognitivas espirituais para os corpos físicos.

Por isso, é lógico supor que a relação entre animais avançados (Reino Hominal e seres espirito-evolutivamente mais próximos no Reino Animal) e espírito seja de parasitismo, só que com aquele que normalmente se tem como "hóspede" - o corpo material - sendo o explorador, e não o explorado.

Praticamente não há qualquer ganho concebível nessa relação eco-espiritualógica para os fantasmas, pois eles apenas tem suas imensas capacidades normais extremamente limitadas, de forma até sem igual nos casos de parasitismo ordinário, totalmente biológico. Já os organismos vivos, inversamente, têm sua habilidade de perpetuação e reprodução auxiliada pelas capacidades conferidas pelos espíritos capturados através da encarnação, mesmo que isso represente uma redução dramática das capacidades dos espíritos desencarnados.

Algumas vertentes religiosas que relatam sobre a reencarnação sugerem que esse fenômeno é no entanto voluntário, e enfatizam até mesmo as limitações auto-impostas como partindo de livre-escolha dos espíritos parasitados, o que sob uma primeira análise pode parecer algo estranho à relação de parasita e parasitado, onde mais comumente o parasita tem algum mecanismo para sorrateiramente se aproveitar do parasitado contra sua vontade, e o hospedeiro potencial por sua vez comumente evita a contaminação por parasitas.

Isso poderia sugerir que na verdade a relação é alguma forma de mutualismo, de altruísmo recíproco, cuja vantagem oferecida ao espírito apenas não nos é conhecida. Essa hipótese é no entanto menos parcimoniosa e pode ser descartada se tivermos como referência alguns casos especiais de parasitismo.

Alguns parasitas tem a capacidade de controlar o comportamento de suas vítimas, o que aumenta as chances do parasita em completar seu ciclo reprodutivo. Em termos de seleção natural, por gerações, parasitas que de alguma forma foram capazes de controlar seus hóspedes de forma que melhor servissem para se reproduzirem, deixaram mais descendentes, e assim aperfeiçoaram gradualmente esse controle comportamental (o vírus da raiva, e toxoplasma, por exemplo).

Um caso similar parece estar ocorrendo com a relação entre fantasmas e seres do Reino Hominal. A alteração do comportamento pode ser tida como uma forma de vício, uma dependência das experiências materialistas. Isso é reforçado pela tendência humana ao vício e ao apreço por experiências que nublam suas capacidades mentais e motoras, como a ingestão de álcool e uso de outras drogas.

A experiência da encarnação pode ser vista como um análogo ao estado alterado sob o uso de drogas e ao alcoolismo e outros vícios, em torno dos quais também surgiram racionalizações análogas às freqüentes negações dos viciados sobre seus vícios. Nesse caso, na forma de religiões: o carma, sua quitação, e a imposição de auto-flagelação é na verdade parte de um complexo ritual vicioso masoquista que os seres vivos impuseram aos seres espirituais, como forma de capturá-los para o seu benefício próprio.

As próprias religiões, são tidas por alguns como uma forma de vírus - outros parasitas - que controlam o comportamento humano. Essa hipótese, apesar de originalmente puramente materialista, pode no entanto ser usada para explicar a relação dos seres vivos com o mundo espiritual.

Como argumento final pela parcimônia da hipótese de parasitismo, 99% de todos os seres vivos são parasitas. O parasitismo é regra na biologia, e as características da relação entre humanos biológicos e os espíritos por eles utilizados parecem demonstrar que nós não somos uma exceção.


Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.785
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #83 Online: 24 de Agosto de 2016, 09:20:59 »
Citar
O conceito de Bom envolve aspectos de pragmatismo, justiça, e livre-arbítrio.
Explico; como se processaria a evolução e a sustentabilidade dos diversos biomas se não fosse a cadeia alimentar?   

Eu mesmo  que não sou onisciente consigo imaginar soluções  em que se exclui parasitismo (podendo ter um  comensalismo e/ou sociedade entre seres animais e vegetais) e predação. Não é preciso nem muita imaginação para isso:
1) Os seres vivos poderiam simplesmente se alimentar de  compostos inorgânicos  e  captar energia externa  por algum meio inventado pelo onipotente e onisciente ID;
2) Numa versão mais próximo do que já temos (não precisaria ser)  os  seres  pluricelulares poderiam se alimentar de produtos de vegetais, sem que sequer houvesse  destruição do vegetal para isso, o ID poderia ter inventado vegetais que dessem frutos com todos os nutrientes necessários para os animais viverem, de modo que  não seria necessário parasitar e/ou predar nenhum animal, e nem mesmo prejudicar os vegetais.
Esta foram duas possibilidades que pensei rapidamente,  eu que não sou onisciente. Já um ID onisciente e onipotente  poderia inventar milhões de maneiras diferentes  para que animais pudessem existir sem ter que parasitar e/ou predar uns aos outros.
Eu respondo a todas essas perguntas se vc me responder apenas uma:
Por que um homem mata seu semelhante?
O equivalente a essa seria: por que Deus não criou todos os seres perfeitos, sem a necessidade da alimentação, ou qualquer tipo de necessidade? 

E é uma boa pergunta.

Tecnicamente eles não precisariam nem ser organismos, isso é, máquinas. Poderiam ser feitos de uma massa indiferenciada, e magicamente fazerem tudo que fazem normalmente, como se fossem bonecos de massa de modelar animados ao vivo por seus "espíritos". Aliás, não haveria nem necessidade de corpos, tudo se resolve já com espíritos, que de certa forma são geralmente assumidos como não sendo "máquinas" espirituais, mas uma essência indivisível de personalidades individuais.


Uma das possibilidades para a explicação disso é que os reinos vegetal, animal e mesmo o hominal sejam de certa forma parasitas do reino espiritual.

Seres tidos como "demônios", "anjos", e "deuses", quando não completamente inventados, nada mais são do que traficantes de drogas competindo por seus consumidores.

Esse vício da reencarnação está no centro de grandes problemas da modernidade, como o aquecimento global.

Grandes estudiosos defendem medidas polêmicas para endereçar o problema. Entre elas:

- Que deva se estabelecer um teto reencarnatório per espírito: Dessa forma, quando atingido o limite, o sistema encaminha os espíritos diretamente ao destino final ou a colônias em outros planetas, livrando a Terra do consumo nocivo.

- Múltipla ocupação corpórea: Ponto que encontra mais aderência entre os espíritos comunistas e anti-latifúndio. Corpos como o do Shaquille O'Neal ou do Ronnie Coleman podem facilmente ser divididos por 3 ou mais espíritos, se deixarmos de lado o pensamento capitalista e de acúmulo corpóreo narcisista.

- Programa de conscientização da população: Como o tema ainda é tabu, da mesma forma que as drogas, a reencarnação viciosa não pode ser adequadamente tratada pelo estado. Se o tema for livremente discutido nas escolas, as novas gerações encarnadas lidarão com tranquilidade e consciência sobre o tema, evitando futuras reencarnadas egoístas e predatórias.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #84 Online: 24 de Agosto de 2016, 09:59:29 »
Mais do que isso. As guerras religiosas são, conscientemente ou inconscientemente, guerras de traficantes.

Mas essas questões "materiais" são de certa forma irrelevantes. Essas medidas são como se falar em tabaco com ou sem filtro, ou mensagens dizendo "beba com moderação" -- ainda induzindo a beber. Não faz muita diferença, é uma pífia tentativa de redução de danos.

Todo sofrimento espiritual decorre do vício na reencarnação, ou, indiretamente, da síndrome de abstinência da vida.



Isso está profundamente impregnado nas concepções religiosas/filosóficas, já partindo da forma trivial de se enxergar a existência espiritual como "vida" após a morte, o que é evidentemente, falso, e denota como muitas religiões, sob uma superfície aparente de elevação espiritual, na verdade cultivam aos vícios da carne.

Inclusive evidenciado num tópico por aqui, onde éramos convidados a especular se haveria sexo e comidas gostosas no mundo espiritual. Isso é extremamente revelador de como os espíritos são presos ao vício da vida.




Não sabemos se há algo como um "estado" espiritual que seja mais do que organizações de traficantes. É provável que boa parte do mundo espiritual mais evoluído tenha atingido a capacidade de existir pacíficamente de modo anárquico, em harmonia com o Princípio de Não-Agressão. Então é complicada a discussão político-espiritual nesse nível, altamente especulativa. Mas é bem provável que uma das posições acabe sendo um "libertarianismo" hedonista inconseqüente que simplesmente diz, "sim, somos viciados na vida, e daí. O estado não deve interferir nisso". E danem-se as conseqüências.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.785
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #85 Online: 24 de Agosto de 2016, 10:06:42 »
Mais do que isso. As guerras religiosas são, conscientemente ou inconscientemente, guerras de traficantes.
[...]

<advinheOForista>... Aff... se fossem religiosas mesmo, não seriam guerras, seriam apenas trocas de flores e de mensagens de paz...</advinheOForista>

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #86 Online: 24 de Agosto de 2016, 10:21:46 »
A menção de estados no mundo espiritual, junto a essa perspectiva, incidentalmente sugere uma explicação para o paradoxo de Fermi; uma elaboração materialista que afirma que, por tudo que se sabe, se a vida fosse um fenômeno material, com causas naturais tais quais as especuladas, ela deveria estar pululando por todo universo. E no entanto, parece que estamos "sozinhos", o universo parece largamente um deserto -- ao menos se tratando de seres vivos, não de espíritos.

Isso não prova, mas sugere, que políticas espirituais consigam em larga escala prevenir o vício na vida na maior parte do cosmo. Mas ainda há redutos que não se consegue sanar, como a Terra, que seria uma "cracolândia" -- uma "vitalândia". Ou talvez uma ala num hospital psiquiátrico do cosmo, em tentativa de possibilitar nossa recuperação. Desconfio que o budismo, com o nirvana, talvez seja uma forma de induzir a abandonarmos a esse vício com uma das ferramentas que o próprio vício normalmente usa. Algo análogo ao uso de vírus modificados em laboratório no combate a doenças, ou vacinas.

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #87 Online: 24 de Agosto de 2016, 16:43:30 »
Embora Fermi nunca tenha proposto tal paradoxo, sua origem é realmente engraçada. :lol:

Buck, faço uma pergunta a vc e a JCash:
Sendo o numero de galáxias no universo, incontável; o número de sóis com seus planetas, em cada galáxia, impressionante, vcs acreditam ou não em vida inteligente fora do nosso sistema solar?

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #88 Online: 24 de Agosto de 2016, 16:44:10 »
Quer tal um tópico com essa enquete?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #89 Online: 24 de Agosto de 2016, 18:06:49 »
Acho que parece "pouco provável" que a frequência calhe de ser exatamente de uma ocorrência para "dimensões atuais do universo", mas não chego a "acreditar" em uma coisa ou outra. Com uma amostra tão limitada eu não tenho o suficiente para me convencer de qualquer coisa.

Apenas tendo a pensar que as coisas devem ainda ser bem desapontadoras para os entusiastas de de Jornada nas Estrelas e etc, por mais comum que eventualmente seja.




Embora Fermi nunca tenha proposto tal paradoxo,

Paradoxo de Tsiolkovsky-Fermi.

Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/Fermi_paradox#Name

In 1950, while working at Los Alamos National Laboratory, Fermi had a casual conversation while walking to lunch with colleagues Emil Konopinski, Edward Teller and Herbert York.[20] The men discussed a recent spate of UFO reports and an Alan Dunn cartoon[21] facetiously blaming the disappearance of municipal trashcans on marauding aliens. The conversation shifted to other subjects, until during lunch Fermi suddenly exclaimed, "Where are they?" (alternatively, "Where is everybody?"). Teller remembers, "The result of his question was general laughter because of the strange fact that in spite of Fermi's question coming from the clear blue, everybody around the table seemed to understand at once that he was talking about extraterrestrial life."[22] Herbert York recalls that Fermi followed up on his comment with a series of calculations on the probability of Earth-like planets, the probability of life, the likely rise and duration of high technology, etc., and concluded that we ought to have been visited long ago and many times over.

Although Fermi's name is most commonly associated with the paradox, he was not the first to ask the question. An earlier implicit mention was by Konstantin Tsiolkovsky in an unpublished manuscript from 1933.[23] He noted "people deny the presence of intelligent beings on the planets of the universe" because "(i) if such beings exist they would have visited Earth, and (ii) if such civilizations existed then they would have given us some sign of their existence."

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.785
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #90 Online: 25 de Agosto de 2016, 11:02:19 »
Buck, faço uma pergunta a vc e a JCash:
Sendo o numero de galáxias no universo, incontável; o número de sóis com seus planetas, em cada galáxia, impressionante, vcs acreditam ou não em vida inteligente fora do nosso sistema solar?

Eu fico com o "não faço a mínima ideia".

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #91 Online: 25 de Agosto de 2016, 13:52:26 »
Penso que seria um assunto interessante e poderíamos saber o que pensam nossos foristas.

Tópic-name: MINHA OPINIÃO

Você acredita que possa existir vida inteligente fora de nosso Sistema Solar?
Justifique.
........................................................... .
precisa ser assinado por um forista de peso, caso contrário não haverá frequência.
Não vale sugerir o nome do Jô.


Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.785
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #92 Online: 25 de Agosto de 2016, 14:02:50 »
Pode escolher um, Spencer.

1) Você acredita em extraterrestres? - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=5251.10
2) Não existe vida inteligente fora da Terra, segundo cientista - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=26166.20
3) Quem acredita que os ETs estão vindo? - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=5994.35
4) Certamente não estamos sozinhos no universo - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=20535.40
5) Astrobiólogo diz ter encontrado evidência de vida extraterrestre - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=24473.20
6) Qual seria o impacto pra humanidade se fosse comprovada a existência de ET's? - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=29688.5
7) Mais um cálculo especulativo sobre vida fora da Terra - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=15906.0
8) 'Em 20 anos descobriremos que não estamos sozinhos no universo', diz astronauta - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=28460.0
9) Hipótese da Terra Rara - Estamos sós ou não? - http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=24607.0


**Que terminho esse "Astrobiologia"...

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.358
  • Love it or Hate it
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #93 Online: 25 de Agosto de 2016, 21:06:37 »
Sim, eu acredito em spencers e criaturos.

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #94 Online: 25 de Agosto de 2016, 23:28:38 »
Depois de visitar os tópicos que JCash postou, e ter percebido que a maioria dos foristas que participou era favorável àquela hipótese, mas sem grandes comentários, acho desnecessária a tal enquete.

Lá, o Buck se mostrou surpreso com o resultado... disse que não esperava.

Mas percebi nos tópicos, que existe entre os céticos, mais tradicionais, resistência a tal possibilidade. O que era de se esperar de crentes, não de céticos.

Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #95 Online: 25 de Agosto de 2016, 23:34:56 »
Sim, eu acredito em spencers e criaturos.
Giga, fala sério. :lol:
O que vc acredita?... Ou não acredita.

Já viram o vídeo do  Mario Sergio Cortella, "vc sabe com quem está falando?"
Tem tudo a ver.


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #96 Online: 26 de Agosto de 2016, 00:36:55 »
"Resistência à possibilidade" deve ser ZERO sobre vida inteligente fora do sistema solar, partindo de quem acredite que tenhamos tido nós mesmos origens naturais, não um milagre.

Haverá resistência quanto a chances de poder haver contato num futuro próximo, e tremendamente maior quanto a já ter havido.


Offline Spencer

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 833
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #97 Online: 26 de Agosto de 2016, 17:54:29 »
"Resistência à possibilidade" deve ser ZERO sobre vida inteligente fora do sistema solar, partindo de quem acredite que tenhamos tido nós mesmos origens naturais, não um milagre.

Haverá resistência quanto a chances de poder haver contato num futuro próximo, e tremendamente maior quanto a já ter havido.
Verdade.
Mas acho um tema muito curioso.
Nos tópicos que JCash apresentou, as manifestações, em grande parte, eram de foristas jovens que misturavam piadinhas com ficção científica.

No meu ponto de vista eu tenho convicção plena daquelas humanidades lá fora, mas também, jamais faremos contacto.
Há uma fronteira tecnológica que não pode ser alcançada. Mesmo da parte das culturas mais avançadas.
Mas tudo isto saberemos um dia... ou não. :lol:

Offline Gauss

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.241
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #98 Online: 26 de Agosto de 2016, 19:33:07 »
No meu ponto de vista eu tenho convicção plena daquelas humanidades lá fora, mas também, jamais faremos contacto.
Há uma fronteira tecnológica que não pode ser alcançada. Mesmo da parte das culturas mais avançadas.
Mas tudo isto saberemos um dia... ou não. :lol:
Considerando a origem natural que tudo aqui na Terra teve, admito que pode ser possível que existam outras formas inteligentes de vida em outros planetas no Universo.

Mas a única CERTEZA que temos é que por enquanto somente em nosso planeta isso foi constatado. Considero que afirmar com certeza que exista realmente vida inteligente em outros planetas ainda soa como o Dragão Invisível que vive em minha garagem.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:O Criacionismo é um modelo viável sobre as origens na era científica moderna?
« Resposta #99 Online: 26 de Agosto de 2016, 21:05:05 »
Acho que está bem longe disso, pela coisa em si (vida inteligente) ser real, não mágica. E pelo determinismo e homogeneidade que se assume e/ou observa sobre o universo tornar isso praticamente inevitável com o passar do tempo. Acho que é mais onerosa, mais "dragão na garagem" a hipótese de sermos improváveis ao nível de sermos um fenômeno singular em todo o universo.

Se o universo determinista fosse grande o suficiente, teoricamente deveria haver não só mais seres inteligentes, mas mais Homo sapiens em outros planetas Terra, em outros sistemas solares, inclusive com "clones" idênticos a nós postando essas mesmas mensagens exatas... e outros com pequenas variações.

Bizarro, mas parece logicamente inescapável.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!