Autor Tópico: Comunismo: como funcionaria?  (Lida 23887 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.361
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #25 Online: 25 de Janeiro de 2016, 11:29:08 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.907
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #26 Online: 25 de Janeiro de 2016, 11:55:39 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Respondendo ao tópico: não funciona :D

Creio que nem mesmo a inexistência de Estado seria possível, pois a principal função deo Estado é garantir a segurança (como disse o DDV uma vez por aqui). O que impediria uma comunidade vivendo numa região árida de migrar e invadir outra comunidade vivendo num vale fétil e produtivo? A humanindade já passou por isso. Recursos naturais são escassos, a população cresce exponencialmente, sem falar da própria natureza humana que está sempre desejando mais.
« Última modificação: 25 de Janeiro de 2016, 12:10:21 por Enjolras »
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.010
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #27 Online: 25 de Janeiro de 2016, 11:56:25 »
O que seria o "pró senso"? Dar tudo o que ganha para alguma filantropia, não fazer economias, e ficar só com o necessário para os gastos do mês?

As pessoas são livres para fazê-lo, de qualquer forma.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.010
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #28 Online: 25 de Janeiro de 2016, 12:12:28 »
Buckaroo Banzai, essa forma de viver comunisticamente dentro de uma sociedade de comercio liberal é, marxistamente, impossível, haja vista que segundo o pensador, o capital e a propriedade iriam literalmente acabar. A nomenclatura correta para usar em casos seria o socialismo, já que o estado ainda existe e as relações seriam mediadas pelo dinheiro.

"Marxisticamente impossível" não quer dizer nada além de "talvez realisticamente possível".

Especialmente se está apenas discutindo o rótulo "correto", e não a viabilidade das pessoas viverem compartilhando comunalmente o produto do trabalho, "DCUCPPCUCN".


Citar

Eu acho que isso provavelmente é uma noção romântica sobre os índios e não uma afirmação antropologicamente embasada.

Realmente, fui romântico ao dizer isso. Eles se assemelham mais às próprias famílias dentro da sociedade de mercado liberal, pois internamente agem de forma comunista mas quando ligado ao externo, suas tribos rivais, as relações de cooperação acabam. Logo, o socialismo é, acredito eu, o sistema que se aproximaria de toda a comunidade de tribos(assim como nas famílias), já que há uma não-cooperação entre as partes, mas internamente funcionam de forma harmônica.
[/quote]

No mercado, as pessoas ainda cooperam com as outras fora do núcleo familiar, apenas não é da mesma forma. As pessoas que "não cooperam" são geralmente "criminosas".

Quando você não é criminoso, mas está participando de trocas voluntárias, você ainda estará praticamente por definição colaborando com as pessoas, apenas geralmente de forma mais reservada e asseguradamente recíproca do que faz dentro da família (que de qualquer forma não raramente também terá sistemas de troca internos como incentivo, só não tão comumente intermediados por dinheiro), ou mesmo amizades mais próximas. Ainda assim, as pessoas ainda colaboram também de forma apenas altruísta, como simplesmente dando algum dinheiro que alguém diga necessitar para alguma emergência ou situação complicada, mesmo sob o risco de estar sendo trapaceado.

O empregado coopera com seu chefe e vice-versa, o chefe com o seu cliente, o cliente com o cliente dele, e assim por diante. Graças a imensas redes de cooperação do mercado as pessoas produzem praticamente tudo que você vê ao seu redor. O computador que está usando, a mesa sobre a qual ele está, o piso sobre o qual a mesa está.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.361
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #29 Online: 25 de Janeiro de 2016, 12:12:46 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Ok, mas ele usou o Bill Gates como um bom exemplo, e ele é o pior exemplo do que o capitalismo pode produzir, um homem que se doar 99,9% de sua riqueza ainda seria incrivelmente milionário.

Por falar nisso:

 http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2015/01/19/riqueza-de-1-deve-ultrapassar-a-dos-outros-99-ate-2016-alerta-ong.htm

Offline MarceliNNNN

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 436
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #30 Online: 25 de Janeiro de 2016, 12:19:05 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Ok, mas ele usou o Bill Gates como um bom exemplo, e ele é o pior exemplo do que o capitalismo pode produzir, um homem que se doar 99,9% de sua riqueza ainda seria incrivelmente milionário.

Por falar nisso:

 http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2015/01/19/riqueza-de-1-deve-ultrapassar-a-dos-outros-99-ate-2016-alerta-ong.htm
Bill Gates inventou algo revolucionário e você acha que ele é o pior exemplo que o capitalismo pode produzir? O cara ficou rico por causa do trabalho dele e as pessoas premiaram-no por meio de trocas voluntárias. Espero que você esteja utilizando o Linux para falar assim.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.361
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #31 Online: 25 de Janeiro de 2016, 12:22:50 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Ok, mas ele usou o Bill Gates como um bom exemplo, e ele é o pior exemplo do que o capitalismo pode produzir, um homem que se doar 99,9% de sua riqueza ainda seria incrivelmente milionário.

Por falar nisso:

 http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2015/01/19/riqueza-de-1-deve-ultrapassar-a-dos-outros-99-ate-2016-alerta-ong.htm
Bill Gates inventou algo revolucionário e você acha que ele é o pior exemplo que o capitalismo pode produzir? O cara ficou rico por causa do trabalho dele e as pessoas premiaram-no por meio de trocas voluntárias. Espero que você esteja utilizando o Linux para falar assim.

Você está falando do quase monopólio do Windows para pcs, um péssimo SO? Só reafirma o que de pior o capitalismo pode produzir.
« Última modificação: 25 de Janeiro de 2016, 12:31:19 por _Juca_ »

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.907
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #32 Online: 25 de Janeiro de 2016, 12:31:24 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Ok, mas ele usou o Bill Gates como um bom exemplo, e ele é o pior exemplo do que o capitalismo pode produzir, um homem que se doar 99,9% de sua riqueza ainda seria incrivelmente milionário.

Por falar nisso:

 http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2015/01/19/riqueza-de-1-deve-ultrapassar-a-dos-outros-99-ate-2016-alerta-ong.htm

Ok, mas isso em nada refuta o que ele disse ou o assunto do tópico, se é bom ou mal exemplo aí já é julgamento de cada um.

Sobre o link, sim o capitalismo tem suas distorções. E se vc prestar atenção, elas sao causadas pela natureza humana. Pelo pouco que entendo, esse acúmulo de riqueza nas maos de poucos é nocivo ao próprio mercado, pois deixa cada vez menos recursos disponíveis para produção, o dinheiro em si torna-se um recurso escasso. Mas nao tenho certeza disso, a concentração de dinheiro poder vir da exploração de recursos naturais apenas, enquanto houver recursos, mais dinheiro será impresso para representá-lo.
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.010
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #33 Online: 25 de Janeiro de 2016, 13:09:31 »
Hummm... Windows, versus holodomor, miséria, fome, rios de sangue.

Fico com o pior do capitalismo, com quantas telas azuis vierem.


Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.720
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #34 Online: 25 de Janeiro de 2016, 13:33:38 »
Você está falando do quase monopólio do Windows para pcs, um péssimo SO? Só reafirma o que de pior o capitalismo pode produzir.

O Windows só é um péssimo SO porque no mundo capitalista você teve condições de avaliar outros, de ter um parâmetro. Quantos SOs existiriam num mundo comunista? Aliás, quantos games?
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.010
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #35 Online: 25 de Janeiro de 2016, 13:41:32 »
"O capitalismo é ruim porque tem monopólios, como o Windows, logo seria melhor substituir ao capitalismo por um só gigantesco monopólio".

:|

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #36 Online: 25 de Janeiro de 2016, 15:50:13 »
Se o Windows não fosse satisfatório a ponto de contrabalancear o custo da mudança, ele já teria sido substituído! Inclusive porque existem softwares gratuitos!!!

Capitalismo funciona na base do cálculo econômico, que aliás, é o que torna inviável uma organização marxista da cooperação social.

Acontece que existem certos mercados onde o que ocorre são as chamadas "guerras de padrões", onde o vencedor leva tudo! Uma empresa que consegue vencer nesse mercado, não é necessariamente a que tem o "melhor" produto. Betamax era "melhor" que VHS, e perderam; talvez o Blue-Ray não fosse melhor que o sistema concorrente HDVD, mas conseguiu vencer e por aí vai.

Tem um livro muito bom do Varian (Economia na Era da Informação), que é só sobre esse tipo de mercado, as estratégias que se deve usar para concorrer no mesmo, etc.

E doações de empresas e empresários para caridade é algo extremamente comum nos EUA, assim como trabalho social voluntário (é o país que mais faz esse tipo de trabalho). O senso de comunidade lá é muito grande! Isso tem a ver com a fundação do país (quem quiser conhecer mais um pouco sobre isso, leia "A Democracia Americana", de Tocqhueville).

Abs
Felipe


« Última modificação: 25 de Janeiro de 2016, 15:54:24 por Feliperj »

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.085
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #37 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:05:43 »
Para a grande massa de usuários, eu incluído, que não exigem muito do SO, windows dá e sobra. Se o Bill Gates e o Windows é o pior do capitalismo, viva o capitalismo!
"Deus prefere os ateus"

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.085
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #38 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:06:31 »
*post errado  :vergonha:
"Deus prefere os ateus"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.010
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #39 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:06:52 »
Devolva a conta do Fabrício, Sergiomgbr.





E doações de empresas e empresários para caridade é algo extremamente comum nos EUA, assim como trabalho social voluntário (é o país que mais faz esse tipo de trabalho). O senso de comunidade lá é muito grande! Isso tem a ver com a fundação do país (quem quiser conhecer mais um pouco sobre isso, leia "A Democracia Americana", de Tocqhueville).

Não sei se o "senso de comunidade" e a fundação do país tem lá papel tão grande nisso, acho que isso provavelmente é romantismo, e se formos ver melhor, as coisas não foram sempre assim, tendo sido empurradas nessa direção principalmente por pressões "politicamente corretas"/esquerdistas mais modernas na sociedade, junto com a percepção de que algum posicionamento assim tem lá o seu valor de imagem (e logo mercado).

Versus as presepadas de imagem de grupos como a Monsanto, sem-noção a ponto de alguma figura deles afirmar publicamente coisas como, parafraseando, "nós não temos preocupação com os efeitos do nosso produto à saúde do consumidor, nosso objetivo primário é o lucro". Isso enquanto dava ainda alguma "amenizada"/contextualizada em lembrar que também tem a parte de fiscalização estatal e etc. Mas por menos "vilão do capitão planeta" que possa ser a intepretação/intenção de fato da fala, é uma amostra gritante do potencial para trapalhadas. E do outro lado, coisas que só posam de natureba-e-logo-saudável gozam de uma reputação incomparavelmente melhor.

Mas é um erro ver o "com fins lucrativos" e o "sem fins lucrativos" sempre em lados opostos, no sentido de "bem à sociedade". O lucro será comumente proveniente dos benefícios proporcionados às pessoas. E inclusive em produtos ou serviços grátis, como o Google e outros sistemas de busca, que, além disso, de qualquer forma, também tem ações filantrópicas.

Citar
Google.org, founded in October 2005, is the charitable arm of Google, an Internet search engine company.[1] As of May 2010, the organization has committed over US$100 million in investments and grants. To fund the organization, Google granted three million shares during their initial public offering (IPO). As of March 2012, Google.org's three million shares are valued at approximately US$1.84 billion. In 2014, the corporation stated on its website that it donates $100,000,000 in grants, 80,000 hours, and $1 billion in products each year.

...

Google.org's current major projects, as of July 2012, are:[9]

    Google Crisis Response which includes: Google Person Finder,[10] Google Public Alerts,[11] and Google Crisis Maps,[12] all supporting disaster relief efforts with critical tools and information.
    Google Flu[13] & Dengue Trends [14] showing near real-time estimates of disease activity, based on aggregated search results
    Google for Nonprofits[15] providing free or discounted access to some additional Google products for nonprofit organizations.

Past Google.org projects included:

    Develop renewable energy cheaper than coal (RE<C): create utility-scale electricity from clean renewable energy sources that is cheaper than electricity produced from coal. This project began in 2007 and was dropped in 2011.[16] Though technical advancements resulted,[17] it did not meet its ambitious goal.
    Accelerate the commercialization of plug-in electric vehicles (RechargeIT): seed innovation, demonstrate technology, inform the debate, and stimulate market demand to foster mass commercialization of plug-in vehicles.
    Predict and Prevent: identify "hot spots" and enable rapid response to emerging threats, such as infectious disease and climate risk.
    Inform and Empower to Improve Public Services: use information to empower citizens and communities, providers, and policymakers to improve the delivery of essential public services (such as education, health, water and sanitation) in the developing world.
    Fuel the Growth of Small and Medium-Sized Enterprises: increase the flow of risk capital to small and medium-sized businesses in the developing world.[citation needed]


https://en.wikipedia.org/wiki/Google.org


Enquanto isso, na Coréia do Norte...





Citar
Acontece que existem certos mercados onde o que ocorre são as chamadas "guerras de padrões", onde o vencedor leva tudo! Uma empresa que consegue vencer nesse mercado, não é necessariamente a que tem o "melhor" produto. Betamax era "melhor" que VHS, e perderam; talvez o Blue-Ray não fosse melhor que o sistema concorrente HDVD, mas conseguiu vencer e por aí vai.

Tem um livro muito bom do Varian (Economia na Era da Informação), que é só sobre esse tipo de mercado, as estratégias que se deve usar para concorrer no mesmo, etc.

O problema é que talvez o melhor para a sociedade "no fim das contas" não fosse o resultado do mercado, nesse tipo de condições. Idealmente, "ganharia" a melhor solução objetiva, mesmo que partindo de condições de desvantagem competitiva. Não estou afirmando que o estado tem meios simples e livres de problemas de fazer isso ser o caso.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #40 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:09:36 »
Sugiro a leitura de "Para Além do Capital" de Istvan Meszaros.  Li aconselhado por um amigo que fazia pós-graduação em Economia.  Penei, porque o livro é longo e de difícil leitura.  Mas vale a pena.  Há uma boa resenha do mesmo aqui: http://www.scribd.com/doc/295624552/Resenha-Para-Alem-Do-Capital-Istvan-Meszaros#scribd
O autor, que é marxista, reconhece o extraordinário dinamismo e capacidade de criar riqueza do sistema capitalista.  Afirma, porém, que é um sistema voltado para a expansão e sem capacidade de controle.  Mesmo os donos do capital têm suas ações restringidas pela necessidade de acumular e multiplicar o capital.  Defende a ideia de que não basta estatizar os meios de produção para se ter uma sociedade comunista, já que as empresas, tanto em mãos privadas quanto nas mãos do Estado, continuam tendo de ser eficientes e, em última instância, lucrativas.  O sistema capitalista continuaria vivo mesmo em países ditos comunistas.
É importante entender que o autor não vê o sistema capitalista simplesmente como um tipo de organização do sistema político de um país, mas sim como todo um sistema de organização das forças produtivas.  É esta organização que continuaria funcionando mesmo em países como Cuba, mas com eficiência diminuída já que não se disporia do mercado como agente regulador.
Seria possível ir além do sistema capitalista?  O autor acha que sim, mas é bastante vago como isto poderia acontecer.  É como se dissesse "Sim, é possível, mas ainda temos de descobrir como". 
Se alguém tiver interesse, tempo e paciência, vale a pena ler o livro.

Não me surpreenda que esse livro seja vago, pois TODA filosofia de Marx é vaga, cheia de afirmações, falácias e erros grotescos!

E o capitalismo não é um sistema politico, é um sistema econômico. E, ao que parece, somente sistemas baseados na propriedade privada dos meios de produção e na livre iniciativa são compatíveis com liberdade individual, de expressão, etc.

Com relação a parte do capital :

A acumulação de capital, através da "poupança", é necessária para a sociedade, somente através dela é que se pode fazer investimentos, aumentar a produtividade, para dar conta de uma população crescente.

O lucro é o mais importante indicador de que a alocação dos recursos na sociedade foi produtiva, dado o que os individuos dessa sociedade "valorizam".

Pelo que entendi, o autor critica a propria organização dos meios de produção!!!  Talvez se a populaçao da Terra fosse reduzida para algumas centenas de milhões, divididos em tribos, em locais com abundancia de recursos, nada do que ele critica seria necessário : organizar meios de produção, usar o lucro/prejuízo como direcionador de alocação de recursos, acumulo de capital para aumento de produtividade, etc, etc... 

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.085
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #41 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:13:36 »
Citar
Devolva a conta do Fabrício, Sergiomgbr.

 :lol:

"Deus prefere os ateus"

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.070
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #42 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:18:53 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Ok, mas ele usou o Bill Gates como um bom exemplo, e ele é o pior exemplo do que o capitalismo pode produzir, um homem que se doar 99,9% de sua riqueza ainda seria incrivelmente milionário.

Por falar nisso:

 http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2015/01/19/riqueza-de-1-deve-ultrapassar-a-dos-outros-99-ate-2016-alerta-ong.htm
Quer dizer que não importa o quanto de gente pode se beneficiar daquilo que ele produz, pois o fato dele continuar a ser muito mais rico do que os outros é que é o problema? Você não esta sendo nem um pouco prático ou racional. o que se pode concluir de seu raciocínio é que para você a igualdade econômica entre os indivíduos é considerada mais importante do que a qualidade de vida dos mesmos.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.024
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #43 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:22:55 »
[...]
E doações de empresas e empresários para caridade é algo extremamente comum nos EUA, assim como trabalho social voluntário (é o país que mais faz esse tipo de trabalho). O senso de comunidade lá é muito grande! Isso tem a ver com a fundação do país (quem quiser conhecer mais um pouco sobre isso, leia "A Democracia Americana", de Tocqhueville).

Abs
Felipe

Esquerdistas em geral e marxistas em particular tem urticárias quando leem esta obra de Tocqueville.
Foto USGS

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #44 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:23:06 »
Não sei se o "senso de comunidade" e a fundação do país tem lá papel tão grande nisso, acho que isso provavelmente é romantismo, e se formos ver melhor, as coisas não foram sempre assim, tendo sido empurradas nessa direção principalmente por pressões "politicamente corretas"/esquerdistas mais modernas na sociedade, junto com a percepção de que algum posicionamento assim tem lá o seu valor de imagem (e logo mercado).
Citar

Isso é um fato histórico, não romântico. A integração comunitária nos EUA era bem, mas bem maior na época em que realmente existia o liberalismo lá. Isso é documentado, e o livro do Tocqeville é um desses documentos.

Se não me engano, a questão das grandes empresas se envolvendo em fundações, etc, vem da pressão da sociedade, que já tinha esse enorme viés comunitário, após um incidente onde empregados foram mortos em uma Siderúrgica. A esquerda americana, nessa época, era quase inexistente (e não se pode confundir os "Unions", com esquerda).

A caridade, o trabalho comunitário (e a liberdade do individuo) é uma característica que vem da fundação dos EUA. E nesse ponto, a religiosidade teve um papel fundamental.

Nesse sentido, e considerando-se o contexto, temos a célebre frade de Adams, se não me engano : "A constituição americana só é aplicável a uma população altamente moral e religiosa"

Abs
Felipe

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.024
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #45 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:24:53 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

 :hein:
Foto USGS

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.144
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #46 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:28:18 »

Esquerdistas em geral e marxistas em particular tem urticárias quando leem esta obra de Tocqueville.

Desmascara todas as mentiras e falácias que eles repetem a séculos sobre uma organização social baseada na propriedade privada dos meios de produção. Eles devem ter horror à caridade e ao trabalho voluntário!

E muito do que vem ocorrendo nos EUA, em termos de crises e aumento de desigualdade, pode ter sua origem mapeada na questão do desenvolvimento do sistema bancário americano, e da criação do FED. Coisa que os Founders Fathers alertaram e lutaram contra, toda a vida deles.

Essa questão era tão central para os FF, que um dos principais motivos da guerra da independência, foi a tentativa da coroa intervir no sistema monetário das colônias.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.024
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #47 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:35:09 »
No mundo capitalista, quando alguém acumula uma riqueza muito grande, pode convertê-la em filantropia, como é o caso do Bill Gates. Não há comunista ou líder religioso que contribuiu mais com pessoas alheias do que este "capitalista".

Também conheço algumas pessoas que doam seu dinheiro para ajudar os que precisam, e outros que doam seu tempo.

O bom do capitalismo é que ele não impede de você ser comunista ou altruísta. No capitalismo fica até mais fácil ajudar os outros, porque é possível detectar necessidades e soluções mais rapidamente. O dinheiro e a precificação de produtos e serviços padronizam as trocas. Numa pequena comunidade, seria fácil não precisar de dinheiro, mas num mundo grande e unificado como o nosso é impossível.

Então primeiro acumulamos para depois distribuir? Há um contrassenso aí.

Isso seria um non sequitur? Nao foi isso que o Lorentz disse. Em outras palavras, o capitalismo permite vc ter liberdade de fazer o que quiser com o seu dinheiro, inclusive ser doa-lo a quem bem entender. Nao necessariamente vc precisa acumular milhoes para so depois ajudar alguem, vc pode doar seu tempo sendo voluntario em algum programa de ajuda. Vc pode ser comunista num mundo capitalista.

Ok, mas ele usou o Bill Gates como um bom exemplo, e ele é o pior exemplo do que o capitalismo pode produzir, um homem que se doar 99,9% de sua riqueza ainda seria incrivelmente milionário.

Não entendi.

O que há de ruim no fato de Bill Gates ter aquela riqueza?

E qual é a relação da sua resposta com o que o Lorentz comentou?


Por falar nisso:

http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2015/01/19/riqueza-de-1-deve-ultrapassar-a-dos-outros-99-ate-2016-alerta-ong.htm

E?

Há 100 anos, quando o 1% da população detinha, digamos 30% (não sei quanto era e ainda duvido que o número atual daquela 'ong' esteja certo), a média da população vivia melhor ou pior do que hoje?

Qual era a expectativa de vida mundial em 1916?

Qual era o grau de acesso a serviços como água encanada, coleta de esgoto e eletricidade mundial em 1916?

Não tenho os números mas aposto que hoje, com toda a desigualdade e com toda a riqueza acumulada pelos 'super-capitalistas-rapineiros-malvadões-fodões', ela é muito menor do que em 2016. Com uma população que era menos que a metade da atual.
Foto USGS

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.361
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #48 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:59:01 »
Você está falando do quase monopólio do Windows para pcs, um péssimo SO? Só reafirma o que de pior o capitalismo pode produzir.

O Windows só é um péssimo SO porque no mundo capitalista você teve condições de avaliar outros, de ter um parâmetro. Quantos SOs existiriam num mundo comunista? Aliás, quantos games?

Quantos espantalhos vocês são capazes de construir usando o comunismo como fundo? Alguém me responda aqui, concentração de riqueza nas mãos de poucas pessoas, contra bilhões de outras, é bom para o capitalismo? Monopólios são bons para o capitalismo? Reserva de mercado é bom para o capitalismo? A captura dos meios de produção intelectual por uma centena de pessoas, privando os outros bilhões, é boa para o capitalismo? A pobreza é boa para o capitalismo?  Sim Bill Gates é a pior distorção que o capitalismo pode produzir.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.720
  • Sexo: Masculino
Re:Comunismo: como funcionaria?
« Resposta #49 Online: 25 de Janeiro de 2016, 17:13:36 »
O capitalismo incentiva a competição. Monopólios se mantém por influência de empresários com governos, ou o próprio governo por si só é um monopólio.

Concentração de renda pode ser bom para dar poder de investimento, e não existe a soma zero onde se um ganhou dinheiro, é porque outro perdeu. Se alguém, ao invés de gastar, quer guardar, estará concentrando renda, e isso gera poupança ou outras formas de crédito que todos podem usufruir.

Reserva de mercado até onde eu sei é causada por governos.

Poderíamos dizer que a pior coisa é pegar o capitalismo e aplicar a um governo socialista.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!