Autor Tópico: A parte onde Deus mais toca os céticos  (Lida 23573 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #100 Online: 30 de Março de 2016, 09:32:12 »
No estágio atual de nossa compreensão a respeito do mundo que nos cerca, existem verdades que ainda não alcançamos. Não vejo dificuldade em aceitar isto.

Geralmente nos terrenos da filosofia, seria o momento de se interrogar: mas o que é a verdade?
Neste ponto o debate se acirra ou morre, pela abrangência da pergunta.

Mas ainda assim podemos ser absolutamente práticos:

a verdade sempre responde com simplicidade e segurança  às interrogações pertinentes à busca que empreendemos. - Navalha de Occam
Poderíamos compará-la a uma escada cujo primeiro degrau se constitui de uma verdade simples e inquestionável, mas que instiga na busca do segundo degrau, e assim por diante.

Onde se pode chegar neste processo ou qual o seu limite?

Diríamos que mesmo antes de alcançar os últimos degraus da escada teríamos alcançado uma sabedoria plena de serenidade, e a percepção da inutilidade de se prosseguir além.

Mas haveria um último degrau nesta escada de verdades?
Hipoteticamente sim, conforme a natureza da busca que nos define o modo de viver.

Eu diria que para o espiritualista, após a morte ele encontraria sua última verdade e para o materialista, a morte é sua última verdade.

Quer sejamos espiritualistas ou materialistas de que serve esta busca já que somente ao final da existência alcançaremos a resposta?

É inestimável o valor de uma vida, para nós e para os outros, na qual estamos sempre buscando a última verdade.

Spencer
 

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #101 Online: 30 de Março de 2016, 10:50:12 »
Breve passagem.

No estágio atual de nossa compreensão a respeito do mundo que nos cerca, existem verdades que ainda não alcançamos. Não vejo dificuldade em aceitar isto.

O curioso é que a crença, talvez principalmente a do deus das lacunas (essencial ao argumento do Design Inteligente), serve justamente para blindar a sensação de não conhecer a verdade.

Você talvez não veja a dificuldade em aceitar a possibilidade da ignorância, justamente por causa da crença inabalável e arraigada que demonstra. Ou seja, você pensa/acredita que sabe.

Basicamente todos os que lhe interpelam aqui já aceitaram que existem perguntas ainda sem respostas e que os avanços estão sendo feitos para responde-las. Portanto, não dão como necessárias as emulações de respostas boas, embora no meio do caminho se investigue possibilidades de resposta.



Geralmente nos terrenos da filosofia, seria o momento de se interrogar: mas o que é a verdade?
Neste ponto o debate se acirra ou morre, pela abrangência da pergunta.

O debate costuma morrer/acirrar por causa do imbróglio semântico que se dá.



Mas ainda assim podemos ser absolutamente práticos:

a verdade sempre responde com simplicidade e segurança  às interrogações pertinentes à busca que empreendemos. - Navalha de Occam

Ta vendo?

A verdade responde? Como assim? Você entende que “a verdade”, se existe, tem ação/agência?

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #102 Online: 30 de Março de 2016, 11:19:23 »
No estágio atual de nossa compreensão a respeito do mundo que nos cerca, existem verdades que ainda não alcançamos. Não vejo dificuldade em aceitar isto.

Geralmente nos terrenos da filosofia, seria o momento de se interrogar: mas o que é a verdade?
Neste ponto o debate se acirra ou morre, pela abrangência da pergunta.

Mas ainda assim podemos ser absolutamente práticos:

a verdade sempre responde com simplicidade e segurança  às interrogações pertinentes à busca que empreendemos. - Navalha de Occam

Voce fez isso? a criança responde simplesmente : Não!
a criança mentiu!

mostre um pedacinho de silício natural a uma criança e ela verá simplesmente uma pedra, mostre isto a um cientista ele vera um computador.

certa vez como uma criança inocente perguntei a um engenheiro o que era vaporização da agua, então ele me deu um explicação ainda mais inocente bem simplesinha, explicando que era o processo de  passar do estado solido para o estado gasoso, por fim ainda me chamou de ignorante primário.......ha..ha..ha..ha..ha
Mas em se tratando de uma pessoa culta, pensei que ele me explicaria sobre o que ocorre na estrutura molecular entre o estado solido e o gasoso.
eu acho essa navalha de ocam um tiro no pé  :facada:

Detesto ser um etraga prazeres, um destruidor de ilusões...mentira! Adoro! Então vamos lá:  :twisted: he...he..he..he..he

Citar
Poderíamos compará-la a uma escada cujo primeiro degrau se constitui de uma verdade simples e inquestionável, mas que instiga na busca do segundo degrau, e assim por diante.
Onde se pode chegar neste processo ou qual o seu limite?
o limite pode ser um novo recomeço ?  ::)

Citar
Diríamos que mesmo antes de alcançar os últimos degraus da escada teríamos alcançado uma sabedoria plena de serenidade, e a percepção da inutilidade de se prosseguir além.
Diríamos não! voce esta dizendo!  :hihi:
sem essa da volta ao paraíso perdido  :quevedo:

voce ta querendo insinuar que devemos permanecer andando em ciclos ?
neste caso ficaremos indo e voltando,mas nunca parados.
a unica coisa plena que ja existe é a insatisfação humana e tudo indica que ela é congênita, controlável porem  incurável ,  intrínseca ao ser humano.


Citar
Mas haveria um último degrau nesta escada de verdades?
Hipoteticamente sim, conforme a natureza da busca que nos define o modo de viver.
tanto quanto ha um "ultimo" degrau para a mentiras

a maior das ilusões é o ser humano achar que pode conseguir viver sem ilusões


Citar
Eu diria que para o espiritualista, após a morte ele encontraria sua última verdade e para o materialista, a morte é sua última verdade.

eu diria que até depois de morto os ceticos continuaram sendo céticos, só trocaram de descrenças

Citar
Quer sejamos espiritualistas ou materialistas de que serve esta busca já que somente ao final da existência alcançaremos a resposta?

se de fato houver um final da existência deixaremos de existir 

Citar
É inestimável o valor de uma vida, para nós e para os outros, na qual estamos sempre buscando a última verdade

verdade  tomará que isto seja eterno
« Última modificação: 30 de Março de 2016, 14:37:19 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #103 Online: 30 de Março de 2016, 13:09:20 »
Breve passagem.

No estágio atual de nossa compreensão a respeito do mundo que nos cerca, existem verdades que ainda não alcançamos. Não vejo dificuldade em aceitar isto.

O curioso é que a crença, talvez principalmente a do deus das lacunas (essencial ao argumento do Design Inteligente), serve justamente para blindar a sensação de não conhecer a verdade.
 
    Poderia se estender um pouco mais sobre isso, Johnny?

Você talvez não veja a dificuldade em aceitar a possibilidade da ignorância, justamente por causa da crença inabalável e arraigada que demonstra. Ou seja, você pensa/acredita que sabe.

    Well; em princípio eu não me referia à crença religiosa, tanto que afirmei estarmos cada qual em busca de verdades relacionadas aos nossos interesses mais imediatos. P.Ex. o físico quer saber sobre a ínfima estrutura da partícula e o ganancioso, um método para acertar na megasena. Talvez estas verdades não existam em nenhum degrau da escada e então, após dado tempo, verificaremos que não são verdades essenciais para a nossa vida, e partimos para novas buscas.

Basicamente todos os que lhe interpelam aqui já aceitaram que existem perguntas ainda sem respostas e que os avanços estão sendo feitos para responde-las. Portanto, não dão como necessárias as emulações de respostas boas, embora no meio do caminho se investigue possibilidades de resposta.
 
Muito bem colocado; concordo.



Geralmente nos terrenos da filosofia, seria o momento de se interrogar: mas o que é a verdade?
Neste ponto o debate se acirra ou morre, pela abrangência da pergunta.

O debate costuma morrer/acirrar por causa do imbróglio semântico que se dá.



Mas ainda assim podemos ser absolutamente práticos:

a verdade sempre responde com simplicidade e segurança  às interrogações pertinentes à busca que empreendemos. - Navalha de Occam

Ta vendo?

A verdade responde? Como assim? Você entende que “a verdade”, se existe, tem ação/agência?


Ao dissertar sobre certos assuntos, meu caro Johnny, não se deve deixar algumas questões sem respostas e por isto pretendia prosseguir em outro post.
Digamos, por ora, que para se chegar a algum ponto que entendamos como razoável aproximação da verdade que procuramos, ou seja, percebemos que com melhores analogias conseguiremos mais precisão, o segredo está no método de busca.

-Definição clara da meta que pretendemos alcançar.
-Coleta do maior número de dados confiáveis que estejam à nossa disposição.
-Imparcialidade no arranjo destes dados.
-Foco absoluto; quer dizer, meditação ou reflexão - vai depender do tema. A reflexão faz analogias, deduz; a meditação pede equilíbrio e silêncio na intimidade.


Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #104 Online: 30 de Março de 2016, 17:42:55 »
No estágio atual de nossa compreensão a respeito do mundo que nos cerca, existem verdades que ainda não alcançamos. Não vejo dificuldade em aceitar isto.

Geralmente nos terrenos da filosofia, seria o momento de se interrogar: mas o que é a verdade?
Neste ponto o debate se acirra ou morre, pela abrangência da pergunta.

Mas ainda assim podemos ser absolutamente práticos:

a verdade sempre responde com simplicidade e segurança  às interrogações pertinentes à busca que empreendemos. - Navalha de Occam

Voce fez isso? a criança responde simplesmente : Não!
a criança mentiu!

mostre um pedacinho de silício natural a uma criança e ela verá simplesmente uma pedra, mostre isto a um cientista ele vera um computador.
certa vez como uma criança inocente perguntei a um engenheiro o que era vaporização da agua, então ele me deu um explicação ainda mais inocente bem simplesinha, explicando que era o processo de  passar do estado solido para o estado gasoso, por fim ainda me chamou de ignorante primário.......ha..ha..ha..ha..ha
Mas em se tratando de uma pessoa culta, pensei que ele me explicaria sobre o que ocorre na estrutura molecular entre o estado solido e o gasoso.
eu acho essa navalha de ocam um tiro no pé  :facada:
Detesto ser um etraga prazeres, um destruidor de ilusões...mentira! Adoro! Então vamos lá:  :twisted: he...he..he..he..he

Citar
Poderíamos compará-la a uma escada cujo primeiro degrau se constitui de uma verdade simples e inquestionável, mas que instiga na busca do segundo degrau, e assim por diante.
Onde se pode chegar neste processo ou qual o seu limite?

o limite pode ser um novo recomeço ?  ::)

A Navalha de Occam nos atende apenas nos primeiros degraus da escada.
E, sim, o limite pode ser um recomeço, mas sempre num estágio mais avançado que aquele por onde começamos, pois enquanto caminhávamos adicionamos experiências e novos dados no processo.


Citar
Diríamos que mesmo antes de alcançar os últimos degraus da escada teríamos alcançado uma sabedoria plena de serenidade, e a percepção da inutilidade de se prosseguir além.

Diríamos não! voce esta dizendo!  :hihi:
sem essa da volta ao paraíso perdido  :quevedo:
voce ta querendo insinuar que devemos permanecer andando em ciclos ?
neste caso ficaremos indo e voltando,mas nunca parados.
a unica coisa plena que ja existe é a insatisfação humana e tudo indica que ela é congênita, controlável porem  incurável ,  intrínseca ao ser humano.

Você generaliza, Criaturo; nem todo ser humano tem as mesmas necessidades ou se satisfaz com as mesmas respostas. Existem homens que matam indiscriminadamente e outros que choram ante um animal em sofrimento.
Se refletirmos com sinceridade na causa desta grande diferença, nisto já estaremos mais próximos de certas verdades.



Citar
Mas haveria um último degrau nesta escada de verdades?
Hipoteticamente sim, conforme a natureza da busca que nos define o modo de viver.
tanto quanto ha um "ultimo" degrau para a mentira

Sim, mas não podemos esquecer que este último degrau será sempre pessoal e não absoluto. O que vc entende como mentira hoje poderá ser sua luz, mais adiante.

 a maior das ilusões é o ser humano acha que pode conseguir viver sem ilusões
 
Permita-me discordar pois sempre podemos trocar mera ilusão, por ideais.
A primeira é útil, sim,  para uma vida efêmera; mas os ideais são o motor da vida util.



Citar
Eu diria que para o espiritualista, após a morte ele encontraria sua última verdade e para o materialista, a morte é sua última verdade.

eu diria que até depois de morto os ceticos continuaram sendo céticos, só trocaram de descrenças.

Puxa! Criaturo, vc pegou pesado desta vez. kkkkkkkkkkkkkk

Citar
Quer sejamos espiritualistas ou materialistas de que serve esta busca já que somente ao final da existência alcançaremos a resposta?

se de fato houver um final da existência deixaremos de existir 
 
O final de uma existência será sempre o início de outra, pois não?

Citar
É inestimável o valor de uma vida, para nós e para os outros, na qual estamos sempre buscando a última verdade

verdade  tomará que isto seja eterno

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.405
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #105 Online: 30 de Março de 2016, 17:59:01 »
o sofrimento é um mal necessário
Discordo totalmente. Não é um mal e muito menos necessário. Nesse contexto, só serve para religiosos e cantores como Pablo ganharem dinheiro.
concordo parcialmente
Porquê?

O que seria "o mal"?
a priori é necessário definirmos  nossos conceitos de bem e mal, ai sim poderíamos  concluir algo interessante!
That's what I was talking about... :umm:

O sofrimento físico é consequência de atos físicos, pois ainda que um pedaço de marquise caia, inadvertidamente, sobre a cabeça de um transeunte, a culpa não será dele, por pior que seja como pessoa, mas do dono do prédio.
isso tem haver com liberdade

De quê?


GNOSE

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #106 Online: 31 de Março de 2016, 11:14:15 »


A Navalha de Occam nos atende apenas nos primeiros degraus da escada.
a ignorância é a mãe guia da liberdade
Citar
Você generaliza, Criaturo; nem todo ser humano tem as mesmas necessidades ou se satisfaz com as mesmas respostas. Existem homens que matam indiscriminadamente e outros que choram ante um animal em sofrimento.
Se refletirmos com sinceridade na causa desta grande diferença, nisto já estaremos mais próximos de certas verdades.
mas todo humano tem necessidades e nada aponta para o fim delas, pelo contrario ela é o motor do ser humano.
A causa é uma só e chama-se Ego

Citar
Sim, mas não podemos esquecer que este último degrau será sempre pessoal e não absoluto. O que vc entende como mentira hoje poderá ser sua luz, mais adiante.

então tá!


 a maior das ilusões é o ser humano acha que pode conseguir viver sem ilusões
 
Citar
Permita-me discordar pois sempre podemos trocar mera ilusão, por ideais.
A primeira é útil, sim,  para uma vida efêmera; mas os ideais são o motor da vida util.

ideais são mais uma ilusão do ego, Hitler, Gandhi também tiveram, porem essa ilusão não  possui o poder de alterar o ego dos que vieram após eles.

Citar
Eu diria que para o espiritualista, após a morte ele encontraria sua última verdade e para o materialista, a morte é sua última verdade.

eu diria que até depois de morto os ceticos continuaram sendo céticos, só trocaram de descrenças.

Citar
Puxa! Criaturo, vc pegou pesado desta vez. kkkkkkkkkkkkkk

sim! dirão que estavam equivocados quanto haver continuação da vida, mas continuaram questionado a existência de um criador intencional?

Citar
Quer sejamos espiritualistas ou materialistas de que serve esta busca já que somente ao final da existência alcançaremos a resposta?

se de fato houver um final da existência deixaremos de existir 
 
Citar
O final de uma existência será sempre o início de outra, pois não?
se a continuação tambem haverão novas duvidas

existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #107 Online: 31 de Março de 2016, 12:46:43 »
o sofrimento é um mal necessário
Discordo totalmente. Não é um mal e muito menos necessário. Nesse contexto, só serve para religiosos e cantores como Pablo ganharem dinheiro.
concordo parcialmente
Porquê?

se levado ao pé da letra, seria ilógico eu ver alguém sofrendo e dizer: "muito bem, espero que fique assim por muito tempo"
 tanto a  dor fisica quanto a moral que causam sofrimentos são necessários,  e a opção por poder causar este estado de sofrimento é necessário para poder haver liberdade do ser.

O que seria "o mal"?

o mal pessoal é tudo aquilo que nos desagrada, porem relativamente pode agradar aos outros, o  bem seria o contrario.

O sofrimento físico é consequência de atos físicos, pois ainda que um pedaço de marquise caia, inadvertidamente, sobre a cabeça de um transeunte, a culpa não será dele, por pior que seja como pessoa, mas do dono do prédio.
isso tem haver com liberdade

De quê?

Citação de: Criaturo
de ir e vir!

digamos que bem e mal, agradável e desagradável sejam o efeito de reações a ações intencionais ou não!
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.405
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #108 Online: 31 de Março de 2016, 13:29:00 »
tanto a  dor fisica quanto a moral que causam sofrimentos são necessários,
Não. As "dores", tanto físicas quanto psicológicas, são consequências.
Vocês batem nessa tecla cansativa que o sofrimento é necessário para o desenvolvimento moral da pessoa; supondo que esse "desenvolvimento" possa ser positivo ou negativo, eu concordaria, mas a única vertente que seu pensamento admite é a melhoria do ser humano, então não, não posso concordar.
o mal pessoal é tudo aquilo que nos desagrada, porem relativamente pode agradar aos outros, o  bem seria o contrario.
Não foi sobre o "mal pessoal" (seja lá o que isso signifique) que eu me referi, Criaturo, não tergiverse, sim?

digamos que bem e mal, agradável e desagradável sejam o efeito de reações a ações intencionais ou não!
Falou e não disse nada.

« Última modificação: 31 de Março de 2016, 13:33:59 por Brienne of Tarth »
GNOSE

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #109 Online: 31 de Março de 2016, 20:24:23 »
Se alguém me perguntasse, porque eu acredito em um criador, eu teria várias razões a apresentar, mas, supondo que eu fosse ateu e me perguntassem por que eu não acredito em Deus, eu apontaria um mundo onde certos acontecimentos não seriam admitidos por um Deus criador. A não ser que, conforme alguns, Deus criou o que tinha que criar e deixou que o resto acontecesse por si só.
Alguém gostaria de enriquecer com seus argumentos este debate?
 porque não acredito em um Criador Universal.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.405
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #110 Online: 31 de Março de 2016, 21:19:12 »
Poderia até abrir um tópico com essa pergunta, Spacy, mas acho que já teve ter algum nesse teor.

Mas vou responder do meu ponto de vista: porquê é muito fácil.

Vou tentar explicar: durante milênios, vivemos atrasados e lascados em nossa crendice e ignorância - estremeço ao pensar nos martírios femininos de menstruação e parto - até que durante a Idade Média, ocorreu um evento de proporções catastróficas o qual transformou o pensamento de uma grande parte (ou pelo menos quem tinha sobrevivido) da sociedade influente à época.

Este evento ficou conhecido como Black Death, ou, nas bocas que murmuravam com terror, A Peste. Ceifou 1/3 da população da Europa e fez as pessoas descrerem de um deus que as abandonava à míngua, permitindo que caíssem como moscas pelas ruas, pelos campos; quando as igrejas lotadas, nem sempre com os vivos, eram insignificantes a esse mesmo deus.

Você pode argumentar que isso foi bom para um resgate espiritual, mas eu lhe digo que foi bom sim, mas pelo avanço ocorrido logo depois, com o Mercantilismo e o Renascimento, e a ciência podendo arregaçar as mangas e trabalhar de verdade, algo como: "ok, já tentaram deuses, podemos tentar agora?"

Os resultados (para benefício ou não dos humanos e demais habitantes da Terra) estão aí para quem quiser ver.

Detalhe: se a Morte Negra tivesse aparecido DEPOIS de Flemming, tudo teria sido diferente?
GNOSE

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #111 Online: 31 de Março de 2016, 23:13:35 »
Poderia até abrir um tópico com essa pergunta, Spacy, mas acho que já teve ter algum nesse teor.

Mas vou responder do meu ponto de vista: porquê é muito fácil.

... Você pode argumentar que isso foi bom para um resgate espiritual, mas eu lhe digo que foi bom sim, mas pelo avanço ocorrido logo depois, com o Mercantilismo e o Renascimento, e a ciência podendo arregaçar as mangas e trabalhar de verdade, algo como: "ok, já tentaram deuses, podemos tentar agora?"

Os resultados (para benefício ou não dos humanos e demais habitantes da Terra) estão aí para quem quiser ver.

Detalhe: se a Morte Negra tivesse aparecido DEPOIS de Flemming, tudo teria sido diferente?

Certamente, teria sido diferente.

Uma consequência de enorme significado daquele episódio foi, pelo fato de os padres estarem também morrendo, como qualquer um, os homens perderam aquele temor e respeito pela Igreja e um pensamento libertário aflorou; foi o berço do renascimento.

Mas eu queria perguntar, Brienne, o seguinte: no seu ponto de vista, se não tivesse acontecido aquele fato, a ciência estaria ou não, no patamar em que se encontra hoje?

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #112 Online: 01 de Abril de 2016, 01:23:21 »
Queridos Giga, Brienne, Criaturo, Spencer e os demais que participam deste debate, peço que compreendam o que vou testemunhar agora:

Topei em ir numa igreja evangélica (não vou dizer qual a denominação) com ceticismo no peito predisposto a encontrar e demonstrar para uma amiga (que se converteu a pouco  tempo) as ''falhas'' e ''farsas'' utilizadas pelos pastores para enganar os ''fiéis'', mas o tiro saiu pela culatra.

É, meus colegas, o sangue de Jesus tem poder. Entrei na igreja como cético, mas o que senti lá, o que senti durante o culto, não sei nem descrever para vocês (lágrimas escorrem aqui dos meus olhos). SÓ INDO LÁ PARA VOCÊS ENTENDEREM! Não dá pra descrever isso aqui.

Tudo o que posso relatar é que vi uma luz muito, muito forte. Uma faixa luminosa, melhor dizendo, cor dourada, muito forte e quente. Era algo como fogo. A melhor sensação que já tive!!! Sem dúvida era o Espírito Santo. Não dá para explicar aquilo.

Só peço uma coisa aqui. Vocês, que acham que na igreja há mentiras, rogo para que abram o coração e façam uma visita à igreja mais próxima, com o coração aberto e sem preconceitos, e deixe o Espírito Santo tocar vocês. Vou orar por isso, pois...

agora sou de Jesus!!!
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #113 Online: 01 de Abril de 2016, 01:35:16 »
Criaturo, Deus finalmente me tocou!

Obrigado, irmão, por ter feito este tópico e por ter me alertado dos meus erros. Continue alertando os colegas também.

Não tem nada melhor do que se entregar a Jesus. Fui tocado pelo Espírito Santo e encontrei a paz e felicidade na minha vida!
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #114 Online: 01 de Abril de 2016, 08:32:08 »
tanto a  dor fisica quanto a moral que causam sofrimentos são necessários,
Não. As "dores", tanto físicas quanto psicológicas, são consequências.
Vocês batem nessa tecla cansativa que o sofrimento é necessário para o desenvolvimento moral da pessoa; supondo que esse "desenvolvimento" possa ser positivo ou negativo, eu concordaria, mas a única vertente que seu pensamento admite é a melhoria do ser humano, então não, não posso concordar.

adentremos a incógnita do ser "Eu"

Bem = prazer próprio =  agradável
mal  = sofrimento próprio = desagradável

Moral social   = julgamento de ações = padrão social
Moral própria = Julgamento próprio = ser "eu"

Sim! consequências  de ações livres, como tambem impostas por terceiros.
Tanto reações de sofrimento quanto do prazer servem de guias para ações futuras, formando personalidades mais ou menos morais , segundo outras moralidades sociais.
Tem razão! o sofrimento e o prazer não tem vida própria  funções  morais tendenciosas, a função deles é criar vontade livres.
Ações mecânicas não possuem intenções de causar sofrimento  ou prazer, são nossas ações intencionais que podem criar reações agradáveis ou desagradáveis, que formam  a personalidade do ser "eu".
digamos que a partir do inicio do ser puramente mecânico se movia aleatoriamente, agindo no meio ,causando em si mesmo  reações  que lhes eram agradáveis ou desagradáveis, com a evolução auto criou nele a "vontade do ser" em causar determinadas  ações para reagirem nele prazer intencional.
Nascia ai a racionalidade humana, mais conhecida como "EGO", ele é o grande responsável pelo instinto de sobrevivência e  do prazer pessoal.
O ego sente-se livre para agir:
Causar sofrimentos irracionalmente, até  em si mesmo
Causar  racionalmente sofrimentos nos outros para reagir prazer em si .
Causar irracionalmente sofrimento  em si mesmo contrariando o instinto de sobrevivência.
Livre para desejar retribuir o sofrimento recebido causando prazer aos outros.
Livres tambem para desejar retribuir o bem recebido causando sofrimentos  aos outros.


 



existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #115 Online: 01 de Abril de 2016, 08:38:42 »
Queridos Giga, Brienne, Criaturo, Spencer e os demais que participam deste debate, peço que compreendam o que vou testemunhar agora:

Topei em ir numa igreja evangélica (não vou dizer qual a denominação) com ceticismo no peito predisposto a encontrar e demonstrar para uma amiga (que se converteu a pouco  tempo) as ''falhas'' e ''farsas'' utilizadas pelos pastores para enganar os ''fiéis'', mas o tiro saiu pela culatra.

É, meus colegas, o sangue de Jesus tem poder. Entrei na igreja como cético, mas o que senti lá, o que senti durante o culto, não sei nem descrever para vocês (lágrimas escorrem aqui dos meus olhos). SÓ INDO LÁ PARA VOCÊS ENTENDEREM! Não dá pra descrever isso aqui.

Tudo o que posso relatar é que vi uma luz muito, muito forte. Uma faixa luminosa, melhor dizendo, cor dourada, muito forte e quente. Era algo como fogo. A melhor sensação que já tive!!! Sem dúvida era o Espírito Santo. Não dá para explicar aquilo.

Só peço uma coisa aqui. Vocês, que acham que na igreja há mentiras, rogo para que abram o coração e façam uma visita à igreja mais próxima, com o coração aberto e sem preconceitos, e deixe o Espírito Santo tocar vocês. Vou orar por isso, pois...

agora sou de Jesus!!!

Vixe Santa!

Chuta que isso só pode ser macumba!  :caveira: :diabo: :ordem2:

Jesus toma conta! Dessa alma perdida, uma ovelha desgarrada tentando se achar!

Salamafariasvazaforuns


« Última modificação: 01 de Abril de 2016, 08:43:48 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #116 Online: 01 de Abril de 2016, 08:47:10 »
Criaturo, Deus finalmente me tocou!

Obrigado, irmão, por ter feito este tópico e por ter me alertado dos meus erros. Continue alertando os colegas também.

Não tem nada melhor do que se entregar a Jesus. Fui tocado pelo Espírito Santo e encontrei a paz e felicidade na minha vida!

Jóia! agora só falta voce se tocar!

e começar a fazer comentários mais inteligentes! ;P

Sim irmão Alquimistico eu tambem acredito em milagres!

« Última modificação: 01 de Abril de 2016, 08:49:19 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.186
  • Sexo: Masculino
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #117 Online: 01 de Abril de 2016, 08:59:17 »
Este tópico tinha que estar na seção de 'Papo Furado' ou na de 'Piadas e Brincadeiras'.
Foto USGS

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #118 Online: 01 de Abril de 2016, 08:59:57 »
Criaturo, Deus finalmente me tocou!

Obrigado, irmão, por ter feito este tópico e por ter me alertado dos meus erros. Continue alertando os colegas também.

Não tem nada melhor do que se entregar a Jesus. Fui tocado pelo Espírito Santo e encontrei a paz e felicidade na minha vida!

Jóia! agora só falta voce se tocar!

e começar a fazer comentários mais inteligentes! ;P

Sim irmão Alquimistico eu tambem acredito em milagres!



É difícil fazer vocês entenderem o que aconteceu comigo, a experiência que tive...

No momento que o feixe de luz me tocou, eu comecei a levitar... todos os fiéis que estavam lá testemunharam este verdadeiro Milagre do Senhor Jesus.   

Sei que será difícil para alguns aqui acreditarem. Tem que experimentar pra saber.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #119 Online: 01 de Abril de 2016, 09:23:36 »
Breve passagem.

No estágio atual de nossa compreensão a respeito do mundo que nos cerca, existem verdades que ainda não alcançamos. Não vejo dificuldade em aceitar isto.

O curioso é que a crença, talvez principalmente a do deus das lacunas (essencial ao argumento do Design Inteligente), serve justamente para blindar a sensação de não conhecer a verdade.
 

Poderia se estender um pouco mais sobre isso, Johnny?


Sim.

Um dos principais pontos de ancoragem dos defensores do DI é a falta de explicação dos "cientistas/cientificistas" para a origem da vida e de todas as coisas.

A essa falta de explicação/evidência científica, a DI dá o nome de Deus.

Portanto a crença no Deus das Lacunas substitui a sensação de ignorância. Ao invés de assumirem que não há resposta demonstrável honestamente, os defensores do DI preferem emular uma resposta nos moldes de "foi o arquiteto".

Já colocamos vários links, em diversos tópicos, com dissertações e dissecações sobre o tema.




Você talvez não veja a dificuldade em aceitar a possibilidade da ignorância, justamente por causa da crença inabalável e arraigada que demonstra. Ou seja, você pensa/acredita que sabe.
    Well; em princípio eu não me referia à crença religiosa, tanto que afirmei estarmos cada qual em busca de verdades relacionadas aos nossos interesses mais imediatos. P.Ex. o físico quer saber sobre a ínfima estrutura da partícula e o ganancioso, um método para acertar na megasena. Talvez estas verdades não existam em nenhum degrau da escada e então, após dado tempo, verificaremos que não são verdades essenciais para a nossa vida, e partimos para novas buscas.


Nem eu me referia à crença religiosa especificamente, mas à "crença" em geral, enquanto conceito.

A crença substitui "a verdade", ou até mesmo "a busca pela verdade". Um crente assumidamente inveterado, NÃO busca pela verdade de coisa alguma. Busca apenas reforço da própria crença.




Basicamente todos os que lhe interpelam aqui já aceitaram que existem perguntas ainda sem respostas e que os avanços estão sendo feitos para responde-las. Portanto, não dão como necessárias as emulações de respostas boas, embora no meio do caminho se investigue possibilidades de resposta.

Muito bem colocado; concordo.

 :ok:



Geralmente nos terrenos da filosofia, seria o momento de se interrogar: mas o que é a verdade?
Neste ponto o debate se acirra ou morre, pela abrangência da pergunta.

O debate costuma morrer/acirrar por causa do imbróglio semântico que se dá.


Mas ainda assim podemos ser absolutamente práticos:

a verdade sempre responde com simplicidade e segurança  às interrogações pertinentes à busca que empreendemos. - Navalha de Occam

Ta vendo?

A verdade responde? Como assim? Você entende que “a verdade”, se existe, tem ação/agência?


Ao dissertar sobre certos assuntos, meu caro Johnny, não se deve deixar algumas questões sem respostas e por isto pretendia prosseguir em outro post.
Digamos, por ora, que para se chegar a algum ponto que entendamos como razoável aproximação da verdade que procuramos, ou seja, percebemos que com melhores analogias conseguiremos mais precisão, o segredo está no método de busca.

-Definição clara da meta que pretendemos alcançar.
-Coleta do maior número de dados confiáveis que estejam à nossa disposição.
-Imparcialidade no arranjo destes dados.
-Foco absoluto; quer dizer, meditação ou reflexão - vai depender do tema. A reflexão faz analogias, deduz; a meditação pede equilíbrio e silêncio na intimidade.


Não entendi.

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #120 Online: 01 de Abril de 2016, 13:37:01 »
Breve passagem.


Um dos principais pontos de ancoragem dos defensores do DI é a falta de explicação dos "cientistas/cientificistas" para a origem da vida e de todas as coisas.

A essa falta de explicação/evidência científica, a DI dá o nome de Deus.

Portanto a crença no Deus das Lacunas substitui a sensação de ignorância. Ao invés de assumirem que não há resposta demonstrável honestamente, os defensores do DI preferem emular uma resposta nos moldes de "foi o arquiteto".
Já colocamos vários links, em diversos tópicos, com dissertações e dissecações sobre o tema.

Johnny, pelo o que vc expôs entendi que os crentes agem com sua crença como se faz com uma ferramenta ou um instrumento qualquer. Racionalizam e manipulam a fé conferindo a ela funções estratégicas de convencimento. "Proselitismo".
Exceto pela execrável ambição de certas igrejas, cujos fins são claramente percebidos por qualquer pessoa minimamente instruída, as demais restringem seus objetivos aos atos devocionais buscando o que chamam de "salvação".

A fé, que eu sempre distingo da crença, é um sentimento que se apropria de certas pessoas assim como a paixão pela pintura ou pela música. Aparentemente não tem explicação racional e tanto alcança o homem douto como o simples operário. Aparentemente, pois há uma explicação, sim.

Se existe uma coisa da qual me orgulho é de compreender certos fenômenos e acontecimentos com as chaves que o Espiritismo proporciona. Uma dessas chaves é a reencarnação que se serve do tempo, melhor dizendo, das vidas sucessivas para aprimorar cada homem, ao seu tempo. Então, no exemplo da fé que não distingue raça ou credo, é tudo uma questão de um maior ou menor numero de existências experimentadas por esse ou aquele, lembrando que a dor é como o martelo e a bigorna nas mãos do ferreiro, molda, aprimora e confere utilidade ao homem. Muitos dizem que o espírita faz apologia da dor. Nada mais ridículo, pois se fosse possível fazer de um tolo, um sábio, apenas conferindo-lhe o certificado, a vida seria uma pantomima. 

A crença substitui "a verdade", ou até mesmo "a busca pela verdade". Um crente assumidamente inveterado, NÃO busca pela verdade de coisa alguma. Busca apenas reforço da própria crença.

Seu "inveterado" soa como se fosse uma doença.  :histeria:
Não se pode fazer tal afirmativa, Johnny, se lhe falta a experiência da crença.
Em princípio, excluindo os que "vivem" da religião, o crente não tem tanto tempo, interesse ou a necessidade de ficar reforçando sua crença.
.........................................................
A verdade responde? Como assim? Você entende que “a verdade”, se existe, tem ação/agência?
.



Tem ação, agência e propósito.
É como havíamos conversado antes; afinal, o que é a verdade?
Vou dar um exemplo que calha com o tema do tópico.
Se a DE for uma verdade ela deverá responder de forma satisfatória, tanto ao intelecto quanto ao sentimento, a todos os questionamentos que lhe forem dirigidos. Precisa resolver e explicar todas as questões.
Por isto a ciência quando prova alguma coisa aquilo passa a ter a característica da verdade e se torna a base para novas conquistas.


Para se obter verdades é necessário disciplina e método, mas sobretudo motivação.
Assim:
-Definição clara da meta que pretendemos alcançar.
-Coleta do maior número de dados confiáveis que estejam à nossa disposição.
-Imparcialidade no arranjo destes dados.
-Foco absoluto; quer dizer, meditação ou reflexão - vai depender do tema. A reflexão faz analogias, deduz; a meditação pede equilíbrio e silêncio na intimidade.
.

 

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #121 Online: 01 de Abril de 2016, 14:30:36 »
E aí, Spencer? Você não vai comentar nada sobre a minha conversão? Sou um ex-cético agora.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.405
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #122 Online: 01 de Abril de 2016, 14:47:33 »
no seu ponto de vista, se não tivesse acontecido aquele fato, a ciência estaria ou não, no patamar em que se encontra hoje?

Existe uma suposição, baseada no fato da manutenção de Universidades e centros educacionais e assistenciais serem feitas por religiosos, que a ICAR contribuiu para a preservação de patrimônio cultural e histórico inestimáveis para a Humanidade; verdade seja dita: apesar de somente as obras condizentes com o zeitgeist serem sancionadas, houve uma preocupação quiçá legítima na sua intenção.

Porém, essa mesma ICAR isolou, calou, matou e denegriu centenas de pensadores, cientistas, biólogos, os quais contradiziam as palavras dos livros santos.

Portanto, Spencer, não, não estaria. Arrisco dizer que estaria muito mais avançada. E se por um acaso você argumentar sobre a ética religiosa que impediu um comportamento mais... como dizer..."insensível" por parte dos cientistas, limitando suas experiências baseada em temores medievais e supostas "profanações", reveja este argumento, pois não se pode justificar um ato negativo com outro também negativo.
GNOSE

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #123 Online: 01 de Abril de 2016, 19:39:16 »
Queridos Giga, Brienne, Criaturo, Spencer e os demais que participam deste debate, peço que compreendam o que vou testemunhar agora:

Topei em ir numa igreja evangélica (não vou dizer qual a denominação) com ceticismo no peito predisposto a encontrar e demonstrar para uma amiga (que se converteu a pouco  tempo) as ''falhas'' e ''farsas'' utilizadas pelos pastores para enganar os ''fiéis'', mas o tiro saiu pela culatra.

É, meus colegas, o sangue de Jesus tem poder. Entrei na igreja como cético, mas o que senti lá, o que senti durante o culto, não sei nem descrever para vocês (lágrimas escorrem aqui dos meus olhos). SÓ INDO LÁ PARA VOCÊS ENTENDEREM! Não dá pra descrever isso aqui.

Tudo o que posso relatar é que vi uma luz muito, muito forte. Uma faixa luminosa, melhor dizendo, cor dourada, muito forte e quente. Era algo como fogo. A melhor sensação que já tive!!! Sem dúvida era o Espírito Santo. Não dá para explicar aquilo.

Só peço uma coisa aqui. Vocês, que acham que na igreja há mentiras, rogo para que abram o coração e façam uma visita à igreja mais próxima, com o coração aberto e sem preconceitos, e deixe o Espírito Santo tocar vocês. Vou orar por isso, pois...

agora sou de Jesus!!!

Vixe Santa!

Chuta que isso só pode ser macumba!  :caveira: :diabo: :ordem2:

Jesus toma conta! Dessa alma perdida, uma ovelha desgarrada tentando se achar!

Salamafariasvazaforuns




Criaturo, Deus finalmente me tocou!

Obrigado, irmão, por ter feito este tópico e por ter me alertado dos meus erros. Continue alertando os colegas também.

Não tem nada melhor do que se entregar a Jesus. Fui tocado pelo Espírito Santo e encontrei a paz e felicidade na minha vida!

Jóia! agora só falta voce se tocar!

e começar a fazer comentários mais inteligentes! ;P

Sim irmão Alquimistico eu tambem acredito em milagres!



kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O Criaturo caiu na Pegadinha do Mallandro do ex-cético convertido de Primeiro de Abril.

Enganei o bobo
Na casca do ovo
Quem caiu, caiu
Caiu primeiro de abril


hahahahahahahahahahaha

Muito apropriado!!! De todos os foristas, o Criaturo foi O ÚNICO QUE CAIU (o resto nem deve ter acreditado).
Isso demonstra o que o Mestre já sabia todo esse tempo, que o Criaturo é o que tem mais predisposição aqui para a credulidade. cqd
Viu só??? hahahahahaha
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:A parte onde Deus mais toca os céticos
« Resposta #124 Online: 01 de Abril de 2016, 23:34:35 »
no seu ponto de vista, se não tivesse acontecido aquele fato, a ciência estaria ou não, no patamar em que se encontra hoje?

Existe uma suposição, baseada no fato da manutenção de Universidades e centros educacionais e assistenciais serem feitas por religiosos, que a ICAR contribuiu para a preservação de patrimônio cultural e histórico inestimáveis para a Humanidade; verdade seja dita: apesar de somente as obras condizentes com o zeitgeist serem sancionadas, houve uma preocupação quiçá legítima na sua intenção.

Porém, essa mesma ICAR isolou, calou, matou e denegriu centenas de pensadores, cientistas, biólogos, os quais contradiziam as palavras dos livros santos.

Portanto, Spencer, não, não estaria. Arrisco dizer que estaria muito mais avançada. E se por um acaso você argumentar sobre a ética religiosa que impediu um comportamento mais... como dizer..."insensível" por parte dos cientistas, limitando suas experiências baseada em temores medievais e supostas "profanações", reveja este argumento, pois não se pode justificar um ato negativo com outro também negativo.
Eu seria um obscurantista se usasse este argumento; cruz credo :lol:

Mas voltando um pouco, pois sua resposta me interessa, de fato.
Como vc justifica sua descrença em um Deus?
Pelas mazelas dos religiosos, pelas epidemias que devastam vidas, indiscriminadamente, pelas constantes e inexplicáveis tragédias humanas?
Seria mais ou menos por aí?

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!