Autor Tópico: Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente  (Lida 6675 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #100 Online: 28 de Setembro de 2019, 11:07:16 »
Citar
Ele mandou alguém para um campo de concentração por ser gay? O Castro, ídolo da esquerdalha fez isso.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #101 Online: 28 de Setembro de 2019, 11:13:39 »
Paranóia? A Lava Jato comprovou que desviaram dinheiro e financiaram candidatos no exterior e houve dinheiro estrangeiro bancando a campanha do PT.

Deve ser por caridade ou o vagabundo maldito passou anos participando de reuniões a troco de nada.

Nunca soube disso. Poderia nos informar melhor?

A Odebrecht desviava dinheiro da Petrobrás e ganhava obras no exterior como recompensa, então o marqueteiro do PT cuidava de campanhas no exterior a pedido do Pingão sendo pago com dinheiro da Odebrecht.

Tem mil e uma postagens a respeito aqui mesmo , tem depoimentos da Lava Jato.

Só para constar, vc deve se lembrar muito bem que o Pingão chegou a subir no palanque de campanha doImorales e a gravar vídeos para o Maduro em apoio.

Vc acha que foi por qual motivo? Caridade?

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.958
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #102 Online: 28 de Setembro de 2019, 18:16:42 »
Paranóia? A Lava Jato comprovou que desviaram dinheiro e financiaram candidatos no exterior e houve dinheiro estrangeiro bancando a campanha do PT.

Deve ser por caridade ou o vagabundo maldito passou anos participando de reuniões a troco de nada.

Nunca soube disso. Poderia nos informar melhor?

A Odebrecht desviava dinheiro da Petrobrás e ganhava obras no exterior como recompensa, então o marqueteiro do PT cuidava de campanhas no exterior a pedido do Pingão sendo pago com dinheiro da Odebrecht.

Tem mil e uma postagens a respeito aqui mesmo , tem depoimentos da Lava Jato.

Só para constar, vc deve se lembrar muito bem que o Pingão chegou a subir no palanque de campanha doImorales e a gravar vídeos para o Maduro em apoio.

Vc acha que foi por qual motivo? Caridade?

Que samba do crioulo doido, Arcanjo.

Como uma empreiteira poderia desviar dinheiro da Petrobras? E eles recompensavam em contratos por cada milhão desviado?

O que eu sei é o que consta em alguns depoimentos, que mais ou menos convergem para a mesma versão.

A empreiteira citada deu 35 milhões de dólares pro Maduro fazer campanha. Mas Maduro precisava fazer campanha tanto quanto o gen. Médici, e embolsou o dinheiro dando calote no marketeiro brasileiro. Ficou por isso mesmo, o marketeiro não tinha a quem reclamar, mas essa propina deve ter servido para a Odebrecht pegar o contrato do metrô de Caracas.

Porém durante o governo Maduro a crise se aprofundou e os caras da empreiteira procuraram o governo brasileiro, preocupados com a possibilidade da Venezuela não honrar os contratos. Ao que parece deve ter rolado aí mais propina, e o governo resolveu o problema liberando empréstimos do BNDES que serviram para honrar os compromissos com a empresa brasileira.

Esse tipo de coisa (conseguir empréstimos do BNDES mediante propina para viabilizar contratos de empresas brasileiros no exterior), parece que ocorreu várias vezes, e a prática já existia antes mesmo do governo petista. Como mostra a própria prestação de contas anual do banco, que inclusive eu já pus o link aqui algumas vezes.

A diferença foi o montante destes empréstimos espúrios durante a administração petista, mas operações semelhantes ocorreram também desde pelo menos a gestão FHC. E outra coisa: não foram todos para ditaduras ou governos de esquerda, o que eu acho que desmente a tese de "financiamento de governos amigos". Outra informação relevante é que a maioria destes empréstimos podres beneficiaram empresas que aparecem nos processos da Lava Jato.

Até agora não surgiu nada que sugerisse algo além de corrupção pura e simples. Mas é claro, a teoria do governo idealista ideológico usando nosso dinheiro para promover o socialismo mundo afora é boa demais para não ser verdade. Mas não encaixa com os fatos.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #103 Online: 28 de Setembro de 2019, 20:05:15 »
Colega, não dá para colocar aqui em meia duzia de linhas tudo o que os marqueteiros do PT disseram, mas vc pode encontrar fácil na internet tudo muito bem explicado.

É uma merda gigante que envolve troca de favores, obras no exterior, financiamentos fraudulentos, empreiteiros, doações para campanhas.

https://brasil.elpais.com/brasil/2019/09/16/politica/1568669762_784011.html

Citar
Delação de Léo Pinheiro sacode política no Chile, Bolívia e Peru
Ex-presidente da OAS menciona pagamentos ilegais a dezenas de políticos, incluindo Bachelet, Evo Morales e Ollanta Humala. Delação foi homologada pelo STF após ficar meses parada na PGR

Citar
Pinheiro também mencionou Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile (exerceu dois mandatos, entre 2006-2010 e entre 2014-2018), como beneficiária de pagamentos da empreiteira. De acordo com Pinheiro, a OAS temia perder a obra da construção da Ponte Chacao, em consórcio com a coreana Hyundai, caso Bachelet ganhasse a eleição de 2013. Pinheiro disse ter pedido ajuda a Lula, que respondeu que falaria com o ex-presidente Ricardo Lagos ou Bachelet, para que a OAS não fosse prejudicada.

Pouco depois disso, Pinheiro diz ter recebido de Lula um pedido de dinheiro para a campanha de Bachelet. O primeiro pagamento, relatou o ex-presidente da OAS, só foi feito em 6 de junho de 2014, quando Bachelet já tinha reassumido a presidência. Pinheiro disse que foram pagos 101,6 milhões de pesos chilenos, repassados por contrato fictício com a empres

Não sou eu que acuso, e coisa que está na delação do Leo Pinheiro homologada a pouco tempo.
« Última modificação: 28 de Setembro de 2019, 20:07:26 por Arcanjo Lúcifer »

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.958
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #104 Online: 28 de Setembro de 2019, 20:42:16 »
Não tem novidade nenhuma aí. Empresas pagando propinas para conseguir contratos e superfaturamento de obras. Isso a gente já tá careca de ver e saber.

Mas olha o que você disse:

Paranóia? A Lava Jato comprovou que desviaram dinheiro e financiaram candidatos no exterior e houve dinheiro estrangeiro bancando a campanha do PT.

Deve ser por caridade ou o vagabundo maldito passou anos participando de reuniões a troco de nada.

Nunca soube disso. Poderia nos informar melhor?

A Odebrecht desviava dinheiro da Petrobrás e ganhava obras no exterior como recompensa, então o marqueteiro do PT cuidava de campanhas no exterior a pedido do Pingão sendo pago com dinheiro da Odebrecht.

Tem mil e uma postagens a respeito aqui mesmo , tem depoimentos da Lava Jato.

Só para constar, vc deve se lembrar muito bem que o Pingão chegou a subir no palanque de campanha doImorales e a gravar vídeos para o Maduro em apoio.

Vc acha que foi por qual motivo? Caridade?

Ninguém comprovou que o PT desviava dinheiro para financiar campanhas no exterior. Muito menos a OAS desviava dinheiro da Petrobras para essa finalidade, porque isso não tem pé nem cabeça.

Olha, se esse pessoal amasse mais o socialismo que o dinheiro, eles iriam pegar a grana do BNDES para financiar o socialismo aqui mesmo e assim garantir mais um mandato para o PT. Não tem sentido eles quebrarem o país e com isso se arrebentarem junto, só pra favorecer o Morales. Vamos combinar que se o grande objetivo fosse a URSAL, o mais importante seria que o socialismo desse certo no Brasil. Muito mais que na Bolívia.

Enquanto o BNDES era espoliado com estes empréstimos, os assentamentos para o MST praticamente pararam no segundo mandato da Dilma. Em uma média, o FHC assentou mais famílias por ano que o PT. Só o  Lula deu mais títulos de propriedade que FHC, mas proporcionalmente, se levarmos em consideração que o governo Lula teve muito mais dinheiro sobrando, a gestão de Fernando Henrique foi muito mais generosa com o MST. Apesar desses caras terem combatido o governo do PSDB o tempo todo.

O que estou querendo dizer é que a prática do PT foi muito diferente do discurso que existia antes da eleição do Lula. Não há margem nos fatos para se viajar nessa maionese de URSAL.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #105 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:05:34 »
Colega, leia com atencao a parte em que esta escrito
Citar
Pouco depois disso, Pinheiro diz ter recebido de Lula um pedido de dinheiro para a campanha de Bachelet. O primeiro pagamento, relatou o ex-presidente da OAS, só foi feito em 6 de junho de 2014, quando Bachelet já tinha reassumido a presidência. Pinheiro disse que foram pagos 101,6 milhões de pesos chilenos, repassados por contrato fictício com a empres
e vc vai entender que financiar campanhas do governos amigos é um modo de ajudar a eleger quem vai garantir que o empreiteiro brasileiro continuara ganhando obras superfaturadas financiadas pelo BNDES e portanto dando lucro para o governo brasileiro e o outro.

Simples assim.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #106 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:08:47 »
Ideologia? Não,  é só um modo de garantir que a tal obra não será investigada, nem pelas autoridades brasileiras nem pelas estrangeiras.


Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.958
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #107 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:18:43 »
Arcanjo, eu li com atenção. Não sei se você fez o mesmo.

Olha só: a OAS estava com medo de perder um contrato no Chile caso fosse eleito um novo governo. Bom, isso pra mim já sugere que a OAS tinha esquema com o governo antecessor da Bachelet, que não era de esquerda. Os esquemas de praxe aqui na AL.

Então, como Lula teria relações com a Bachelet (por serem ambos da esquerda latino americana), a OAS pede que Lula faça uma ponte entre a OAS e esse possível novo governo no Chile. E Lula fez. Simples assim.
Você tá vendo motivação ideológica aí? Eu só tô vendo a ideologia da safadeza.

Bom, feitos os contatos, a OAS passa a financiar campanhas da Bachelet no Chile. E financiar campanha geralmente é um eufemismo pra o dinheiro que vai parar, boa parte dele, em uma conta numerada no exterior. Isso ("financiar campanhas") no Chile, era o que parece que a OAS já fazia antes do governo da Bachelet, e por essa razão estava temerosa de perder o contrato da Ponte Chacao com a troca de governos.

A OAS não tem ideologia, ou você acha que a OAS tá trabalhando em prol da URSAL também?

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.958
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #108 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:21:34 »
Ideologia? Não,  é só um modo de garantir que a tal obra não será investigada, nem pelas autoridades brasileiras nem pelas estrangeiras.



Só para lembrar do que estamos falando aqui:


Foro de São Paulo foi mais uma paranóia digna da direita brasileira.

Paranóia? A Lava Jato comprovou que desviaram dinheiro e financiaram candidatos no exterior e houve dinheiro estrangeiro bancando a campanha do PT.

Deve ser por caridade ou o vagabundo maldito passou anos participando de reuniões a troco de nada.

Foi você que disse que URSAL não era paranoia. E deu como prova estes casos de corrupção aí.

Agora você está dizendo que não é ideologia... Pois é... não tem nada de ideológico. URSAL é paranoia mesmo.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #109 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:29:29 »
Seja lá qual for o nome que essa merda tenha vc não tem como negar a existência do Foro de São Paulo nem que o esquema de corrupção investigado pela Lava Jato esteve presente em todos os países participantes, nem da influência do Pingão nele, nem que houve financiamento ilegal de campanha com dinheiro roubado, nem que houve influência estrangeira nas eleições brasileiras com conhecimento e apoio dos petistas.

Tudo já foi provado.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.645
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #110 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:31:42 »
Eu não vou postar novamente sei lá quantos anos de fatos divulgados pela Lava Jato.

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.958
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #111 Online: 28 de Setembro de 2019, 21:57:05 »
Seja lá qual for o nome que essa merda tenha vc não tem como negar a existência do Foro de São Paulo nem que o esquema de corrupção investigado pela Lava Jato esteve presente em todos os países participantes, nem da influência do Pingão nele, nem que houve financiamento ilegal de campanha com dinheiro roubado, nem que houve influência estrangeira nas eleições brasileiras com conhecimento e apoio dos petistas.

Tudo já foi provado.

Disso tudo só não tô sabendo dessa suposta influência estrangeira nas eleições aqui.

Mas a corrupção que existiu envolvendo países com governos cujos partidos participaram do FSP, também existiu em países cujos governos não fizeram parte do FSP. É essa ligação com o FSP que eu não vejo, a não ser pelo fato de uma ou outra empreiteira usar as relações do Lula e da Dilma com determinado colega latino americano, como uma ponte para estabelecer relações de negócios, digamos, não convencionais com estes governos.

A URSAL, se você não sabe, foi uma piada de uma historiadora ironizando as reuniões do Foro de São Paulo. Justamente porque na visão dela tudo isso era uma perda de tempo da parte das esquerdas. Ela brincou: "Onde esse pessoal pensa que vai chegar com isso? Acham que vão criar a URSAL?"

Na piada, a URSAL seria a União das Repúblicas Socialistas da América Latina. Uma versão latina da URSS.

É claro que o foro de São Paulo nunca discutiu isso. Jamais existiu esse projeto. Mas o delirante Olavo de Carvalho não entendeu que era uma ironia e passou a denunciar o insidioso e diabólico plano das esquerdas para criar este país comunista na América Latina. Um país que iria da Patagônia até a fronteira dos Estados Unidos: a URSAL.

Uma coisa mais ridícula que mamadeira de piroca. Mas infelizmente parece que as pessoas estão perdendo o senso de ridículo e não sabem mais a diferença entre realidade e ridículo.




Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.439
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #112 Online: 29 de Setembro de 2019, 14:40:46 »
Essa histeria com o FSP é absolutamente irracional.

Tem ZERO evidência de que os esquemas de corrupção tenham saído de lá, é uma falácia de associação básica.

Não tem nenhuma "negação" do FSP em si, que nunca foi secreto, nem de corrupção de muitos dos envolvidos.

Apenas se trata de um encontro anual para fazer pose e dar tapinhas mútuos nas costas, e não deve ser, nem nunca ter sido, canal necessário de articulação de qualquer esquema de corrupção ou outro. Mesmo que eles tenham essas cordenações, o FSP em si não é necessário para isso, eles podem fazer por outros canais.

Mas o Olavão é esperto e sabe que dá para usar o FSP como coisa de vilão de desenho animado, a "Irmandade dos Mutantes Malignos," "Liga da Injustiça," fica mais assustador àqueles mais impressionáveis. Uma "organização secreta" é muito melhor com um nome do que uma "orcrim" genérica.

O pior que se pode atribuir com certeza é meio turvo em quanto é um sintoma ou causa, que é a nostalgia em torno do socialismo, mesmo que diluído e reduzido a branding numa social-democracia dirigista e desastrosa, e eventuais influências mútuas nesse sentido, mesmo que longe de qualquer crime.

Algo análogo ao grupo "Movimento" da extrema-direita mundial, da qual os Bolsonaros fazem parte agora. É algo podre, inerentemente preocupante, mas qualquer articulação, criminosa ou de outra forma moralmente questionável que façam, não precisa de uma organização com esse nome, poderia igualmente se dar simplesmente pelos mesmos laços, que já existiam independentemente disso. E as chances são das coisas mais criminosas ficarem mais "debaixo dos panos" e dissociadas de uma conexão mais formalizada. Ao mesmo tempo em que políticas de extrema-direita já seriam naturalmente provenientes desses grupos quando no poder, e mesmo imitadas, sem a necessidade fundamental desse "hub," embora ele possa de fato agilizar.

Repetindo, podem até ter calhado de bolar alguns esquemões de corrupção lá, mas não há evidência disso, muito menos que seja algo fundamental para sua implementação. Algumas que precediam a chegada dos partidos esquerdistas/socialistóides no poder. Não se vai descobrir "planos secretos de dominação do mundo" guardados em algum cofre secreto do quartel-general do FSP, apenas eventuais articulações criminosas entre associados, que podem ou não ter tido no FSP alguma conveniência de agenda.

Agora arrisca de termos até mais desperdício em torno de toda uma CPI em cima disso. Idéia de um cara que acha que o George Soros é o líder illuminati reptiliano e que acredita em qualquer fotoshopagem fotográfia, ou pior, é desonesto o suficiente para não se importar, e perde tempo tentando atacar a imagem de menininha de 12 anos preocupada com o meio-ambiente.








Seja lá qual for o nome que essa merda tenha vc não tem como negar a existência do Foro de São Paulo nem que o esquema de corrupção investigado pela Lava Jato esteve presente em todos os países participantes, nem da influência do Pingão nele, nem que houve financiamento ilegal de campanha com dinheiro roubado, nem que houve influência estrangeira nas eleições brasileiras com conhecimento e apoio dos petistas.

Tudo já foi provado.

O Foro de São Paulo já vinha atuando nisso desde o regime militar, o controlava:

Citar
https://epoca.globo.com/tempo/noticia/2016/04/documentos-do-sni-mostram-corrupcao-da-odebrecht-na-decada-de-1980.html

[...]

Documentos inéditos, guardados no Arquivo Nacional em Brasília e obtidos por ÉPOCA, revelam o modus operandi da maior empreiteira brasileira, que desde a década de 1980 compra apoio de políticos, alicia servidores públicos, presta favores e oferece benesses em troca de contratos públicos. Os registros do SNI – que não tinha função de investigar ou instaurar processos criminais, apenas de produzir informação e relatórios para subsidiar o Palácio do Planalto – dificultam tentativas de negociação de um acordo de leniência que atribua os procedimentos revelados pela Lava Jato a apenas uma diretoria da empresa.

[...]


Lembrando que tudo não se trata de favorecer simplsmente ao "comunismo" no sentido de propriedade comunal, "ditadura do proletariado", ou "estatismo," mas do principal, que é a negação do papel de Deus na sociedade, sendo escorraçado e chutado, trocado por ateísmo, feminismo, gayzismo, maconhismo, etc. TODAS coisas que só aumentaram mesmo durante o regime militar, por mais que este tivesse uma fachada contrária, assim como a ICAR do anti-papa comunista atual e os precedentes. A ICAR criadora do PT.


Citar
https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e-lazer/tv/noticia/2019/07/familia-de-petra-costa-diretora-de-democracia-em-vertigem-tem-elo-antigo-com-a-de-lula-cjxna0gqe04ig01pe6crfog5h.html

[...]

A família da cineasta Petra Costa, diretora do documentário Democracia em Vertigem, tem ligações antigas com a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Sua mãe, Marília Andrade, que é retratada no filme, abrigou Lurian Cordeiro Lula da Silva, filha de Lula, em uma temporada de seis meses em Paris, em 1992. Marília, herdeira da construtora Andrade Gutierrez, foi militante de esquerda durante a ditadura militar e é próxima ao PT. [...]


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.472
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #113 Online: 13 de Novembro de 2019, 12:29:49 »
Não é tabu, é só besteira mesmo.

Se o comunismo for instaurado eles vão pegar propina de quem?

Existe uma regra de ouro: a verdade é sempre o oposto de qualquer coisa que Olavo de Carvalho diga. Não dê importância a panfletinhos que circulam com a estrelinha do partido, essas coisas são para consumo e ilusão de uma parcela da base petista, cada vez mais minguada, diga-se de passagem.

O Lula ser pró-comunista não significa que ele queira transformar o Brasil num país comunista.


Pode citar quais leis o Lula sancionou e que claramente  atacam  as propriedades privadas de meios de produção e as levam à desapropriação por questão política ?  Pode citar quais propriedades privadas de meios de produção que foram tomadas a mando do governo Lula, sem que obviamente tenha sido em razão de dívida de empréstimos tomados com banco estatal e posteriormente não pagos ?

 :?:

Ou tal acusação de Lula comunista ou pró-comunista não passa de uma espécie de loucura de um velho brazuca que está no estrangeiro e de seus seguidores  brazucas deficientes cognitivos ?

 :?:

E qual a real diferença entre Lula ser pró-comunista e não ser comunista.  Ele é a favor e contra ao mesmo tempo ? Alguém pode ser pró-comunismo e ao mesmo tempo ser contra a instauração do comunismo ?

« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 12:36:52 por JJ »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #114 Online: 13 de Novembro de 2019, 12:43:12 »
Não é tabu, é só besteira mesmo.

Se o comunismo for instaurado eles vão pegar propina de quem?

Existe uma regra de ouro: a verdade é sempre o oposto de qualquer coisa que Olavo de Carvalho diga. Não dê importância a panfletinhos que circulam com a estrelinha do partido, essas coisas são para consumo e ilusão de uma parcela da base petista, cada vez mais minguada, diga-se de passagem.

O Lula ser pró-comunista não significa que ele queira transformar o Brasil num país comunista.


Pode citar quais leis o Lula sancionou e que claramente  atacam  as propriedades privadas de meios de produção e as levam à desapropriação por questão política ?  Pode citar quais propriedades privadas de meios de produção que foram tomadas a mando do governo Lula, sem que obviamente tenha sido em razão de dívida de empréstimos tomados com banco estatal e posteriormente não pagos ?

 :?:

Ou tal acusação de Lula comunista não passa de uma espécie de loucura de um velho brazuca que está no estrangeiro e de seus seguidores  brazucas deficientes cognitivos ?

 :?:


PT usou propina da corrupção para financiar o chavismo na Venezuela, que tem a desapropriação comunista como modus operando corriqueiro (isso foi mostrado numa reportagem da revista Crusoé). O PT se aliou as Farcs, dando asilo político e proteção a terroristas comunistas.

Nossa sorte foi que o centrão, especialmente o PMDB, teve força política para abortar o comunismo pretendido do PT. Ainda assim, isso não foi suficiente para anular o aparelhamento significativo de grande parte de nossas instituições pelo petralhismo. Deixe o PT fazer o que ele quer e aí você veria o que é choro de ranger dentes e controle tirânico dos três poderes.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 12:58:59 por -Huxley- »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.472
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #115 Online: 13 de Novembro de 2019, 12:58:52 »
A Venezuela não é socialista


Artigo escrito em dezembro de 2016, mas bastante atual


Roni Pereira,


A Venezuela passa por uma profunda crise política e econômica. O caos é tanto que os venezuelanos saem para pegar comida em países que fazem fronteira com o país bolivariano, como a Colômbia. Como explicar essa tragédia econômica e política? O problema é bastante complexo e há pontos de vista pertinentes, assim como há pontos de vista ridículos.

Um dos pontos de vista ridículos acerca da crise econômica venezuelana, e que será abordado neste artigo, é aquele que diz que a raiz de todos os problemas é o socialismo (marxista). E ele vem de setores da direita na internet. Chegam a essa conclusão de forma simplista, baseados em ódio ideológico e ânsia de culpar o socialismo por tudo. Não se analisa racionalmente a estrutura econômica daquele país, sequer procura saber o que de fato é socialismo – suas vertentes e fundamentos -, é tudo na base do achismo e de falácias.

Uma das premissas dessa conclusão equivocada de que a Venezuela é “socialista” é o fato de Hugo Chávez ter afirmado em 2005 que o objetivo dele era construir “socialismo do século XXI”. Nicolás Maduro supostamente estaria dando prosseguimento à agenda. Há dois problemas. Primeiro é a ingenuidade em acreditar piamente em um governante (quando lhes convém, é claro). Segundo, discursar não é o mesmo realizar.

Leia também: Eduardo Bolsonaro é a prova viva da "competência" do Instituto Mises Brasil

Também não se deve considerar a essência das instituições (governos e partidos) pelo que elas dizem ser ou pela consciência que as mesmas têm de si próprias, já dizia o mestre Perseu Abramo. É necessário analisar as ações e políticas da mesma e chegar a uma conclusão. Daí surge a questão: as práticas políticas do governo chavista (tanto o de Chávez quanto o de Maduro) podem ser mesmo consideradas socialistas?

Para responder essa pergunta basta também responder à principal premissa dessa falácia política que diz que a Venezuela é socialista. Segundo setores da direita, se o Estado participa da atividade econômica, então não há capitalismo, mas sim “socialismo”. Ou seja, para eles socialismo é o mesmo que estatismo, intervenção estatal ou dirigismo.

Isso é o mais puro analfabetismo político e econômico. Karl Marx e Friedrich Engels escreveram muito pouco sobre como deveria ser a estrutura de uma sociedade socialista, tanto sobre a esfera econômica quanto a política. Coube ao marxismo-leninismo a elaboração de uma teoria e prática da economia e política de uma sociedade marxista. Do ponto de vista econômico, as teorias e práticas marxistas-leninistas se materializaram na forma de “economia planificada”.

A economia planificada tem como características: a coletivização dos meios de produção, as centrais de planificação para comando do processo e toda propriedade pertence ao Estado, aspecto muito mais extremado que intervenção estatal.

Do ponto de vista político, o Partido Comunista (PC) ou Socialista substitui a classe trabalhadora como referência na construção de uma nova sociedade. Com base nisso, a Constituição é alterada para garantir poderes soberanos ao PC. Os comunistas repudiam o liberalismo e seus elementos como, por exemplo, a democracia. Em países socialistas, não há eleições onde a oposição pode chegar ao poder porque não há pluripartidarismo, nem quaisquer instituições democráticas. O sistema político é centralizador, o que os comunistas/socialistas chamam de “centralismo democrático”.

Países como URSS, Cuba, Vietnã, China e Coreia do Norte seguiram e seguem esse modelo político-econômico (China e Vietnã abandonaram o modelo de economia planificada, mantêm apenas o modelo de centralização política), mas a Venezuela não segue e nunca seguiu.

Qual modelo político-econômico da Venezuela?

Nunca houve abolição da propriedade privada na Venezuela e nem nenhuma das outras características da economia planificada. Apesar de Chávez ter nacionalizado muitas empresas privadas (não todas), ele fez isso com base na ideologia nacionalista, não para tomar os meios de produção da “burguesia”.

Esses setores da direita, especificamente os supostos liberais, confundem intervenção estatal, um conceito keynesiano, com economia centralizada e planificada, um conceito marxista-leninista. Para eles, é incompatível o capitalismo com um Estado atuante. Segundo eles, países em que o Estado atua são socialistas. O que é um equívoco, pois o Estado pode muito bem atuar no capitalismo junto com empresas privadas. Há até teóricos que afirmam que é o Estado quem garante o Capitalismo.

Na Venezuela, parte dos meios de produção pertence ao Estado e outra parte pertence aos empresários. Isso é chamado de capitalismo com “economia mista”, cuja as características são, segundo José Pachoal Rossetti, em seu Introdução à Economia (ATLAS;1985): intervenção moderada do Estado; coexistência da propriedade privada e estatal dos meios de produção; iniciativa empresarial sob vigilância do Estado; mercado e planejamento indicativo como orientadores do processo econômico.

Segundo o mesmo Rossetti, esse sistema surgiu como uma solução para os “vícios das concepções radicais” como o ultraliberalismo e a economia planificada.

Do ponto de vista político, a Venezuela pode ser considerada uma democracia, ao menos formal. Nela há instituições democráticas formais como eleições (Hugo Chávez venceu várias) e pluripartidarismo, em que a oposição pode participar do processo eleitoral e até vencer se tiver mais votos. O partido socialista local não tem poderes soberanos garantidos pela Constituição. O que acontece é que o autoritarismo autocrata de Chávez e Maduro fragilizou e fragiliza a democracia, mas isso não chega nem perto de ser “socialismo”.

Com base nos argumentos apresentados é mais fácil concluir que a Venezuela nada tem de socialista. Programas de redução de pobreza são essencialmente social-democratas e distribuição de renda foi defendida até pelos economistas neoclássicos. O socialismo marxista é mais radical e sua premissa é a socialização dos meios de produção. Chávez e Maduro são na verdade líderes autocratas e populistas, não socialistas.


https://ronikurono.jusbrasil.com.br/artigos/485277683/a-venezuela-nao-e-socialista
« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 13:02:21 por JJ »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #116 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:01:19 »


A Venezuela não é socialista


Artigo escrito em dezembro de 2016, mas bastante atual


COMENTAR87
SALVAR

Roni Pereira, Escritor de Não FicçãoPublicado por Roni Pereirahá 2 anos33,6K visualizações
A Venezuela passa por uma profunda crise política e econômica. O caos é tanto que os venezuelanos saem para pegar comida em países que fazem fronteira com o país bolivariano, como a Colômbia. Como explicar essa tragédia econômica e política? O problema é bastante complexo e há pontos de vista pertinentes, assim como há pontos de vista ridículos.

Um dos pontos de vista ridículos acerca da crise econômica venezuelana, e que será abordado neste artigo, é aquele que diz que a raiz de todos os problemas é o socialismo (marxista). E ele vem de setores da direita na internet. Chegam a essa conclusão de forma simplista, baseados em ódio ideológico e ânsia de culpar o socialismo por tudo. Não se analisa racionalmente a estrutura econômica daquele país, sequer procura saber o que de fato é socialismo – suas vertentes e fundamentos -, é tudo na base do achismo e de falácias.

Uma das premissas dessa conclusão equivocada de que a Venezuela é “socialista” é o fato de Hugo Chávez ter afirmado em 2005 que o objetivo dele era construir “socialismo do século XXI”. Nicolás Maduro supostamente estaria dando prosseguimento à agenda. Há dois problemas. Primeiro é a ingenuidade em acreditar piamente em um governante (quando lhes convém, é claro). Segundo, discursar não é o mesmo realizar.

Leia também: Eduardo Bolsonaro é a prova viva da "competência" do Instituto Mises Brasil

Também não se deve considerar a essência das instituições (governos e partidos) pelo que elas dizem ser ou pela consciência que as mesmas têm de si próprias, já dizia o mestre Perseu Abramo. É necessário analisar as ações e políticas da mesma e chegar a uma conclusão. Daí surge a questão: as práticas políticas do governo chavista (tanto o de Chávez quanto o de Maduro) podem ser mesmo consideradas socialistas?

Para responder essa pergunta basta também responder à principal premissa dessa falácia política que diz que a Venezuela é socialista. Segundo setores da direita, se o Estado participa da atividade econômica, então não há capitalismo, mas sim “socialismo”. Ou seja, para eles socialismo é o mesmo que estatismo, intervenção estatal ou dirigismo.

Isso é o mais puro analfabetismo político e econômico. Karl Marx e Friedrich Engels escreveram muito pouco sobre como deveria ser a estrutura de uma sociedade socialista, tanto sobre a esfera econômica quanto a política. Coube ao marxismo-leninismo a elaboração de uma teoria e prática da economia e política de uma sociedade marxista. Do ponto de vista econômico, as teorias e práticas marxistas-leninistas se materializaram na forma de “economia planificada”.

A economia planificada tem como características: a coletivização dos meios de produção, as centrais de planificação para comando do processo e toda propriedade pertence ao Estado, aspecto muito mais extremado que intervenção estatal.

Do ponto de vista político, o Partido Comunista (PC) ou Socialista substitui a classe trabalhadora como referência na construção de uma nova sociedade. Com base nisso, a Constituição é alterada para garantir poderes soberanos ao PC. Os comunistas repudiam o liberalismo e seus elementos como, por exemplo, a democracia. Em países socialistas, não há eleições onde a oposição pode chegar ao poder porque não há pluripartidarismo, nem quaisquer instituições democráticas. O sistema político é centralizador, o que os comunistas/socialistas chamam de “centralismo democrático”.

Países como URSS, Cuba, Vietnã, China e Coreia do Norte seguiram e seguem esse modelo político-econômico (China e Vietnã abandonaram o modelo de economia planificada, mantêm apenas o modelo de centralização política), mas a Venezuela não segue e nunca seguiu.

Qual modelo político-econômico da Venezuela?

Nunca houve abolição da propriedade privada na Venezuela e nem nenhuma das outras características da economia planificada. Apesar de Chávez ter nacionalizado muitas empresas privadas (não todas), ele fez isso com base na ideologia nacionalista, não para tomar os meios de produção da “burguesia”.

Esses setores da direita, especificamente os supostos liberais, confundem intervenção estatal, um conceito keynesiano, com economia centralizada e planificada, um conceito marxista-leninista. Para eles, é incompatível o capitalismo com um Estado atuante. Segundo eles, países em que o Estado atua são socialistas. O que é um equívoco, pois o Estado pode muito bem atuar no capitalismo junto com empresas privadas. Há até teóricos que afirmam que é o Estado quem garante o Capitalismo.

Na Venezuela, parte dos meios de produção pertence ao Estado e outra parte pertence aos empresários. Isso é chamado de capitalismo com “economia mista”, cuja as características são, segundo José Pachoal Rossetti, em seu Introdução à Economia (ATLAS;1985): intervenção moderada do Estado; coexistência da propriedade privada e estatal dos meios de produção; iniciativa empresarial sob vigilância do Estado; mercado e planejamento indicativo como orientadores do processo econômico.

Segundo o mesmo Rossetti, esse sistema surgiu como uma solução para os “vícios das concepções radicais” como o ultraliberalismo e a economia planificada.

Do ponto de vista político, a Venezuela pode ser considerada uma democracia, ao menos formal. Nela há instituições democráticas formais como eleições (Hugo Chávez venceu várias) e pluripartidarismo, em que a oposição pode participar do processo eleitoral e até vencer se tiver mais votos. O partido socialista local não tem poderes soberanos garantidos pela Constituição. O que acontece é que o autoritarismo autocrata de Chávez e Maduro fragilizou e fragiliza a democracia, mas isso não chega nem perto de ser “socialismo”.

Com base nos argumentos apresentados é mais fácil concluir que a Venezuela nada tem de socialista. Programas de redução de pobreza são essencialmente social-democratas e distribuição de renda foi defendida até pelos economistas neoclássicos. O socialismo marxista é mais radical e sua premissa é a socialização dos meios de produção. Chávez e Maduro são na verdade líderes autocratas e populistas, não socialistas.


https://ronikurono.jusbrasil.com.br/artigos/485277683/a-venezuela-nao-e-socialista


O clichê surradíssimo "Não foi o socialismo de verdade" de novo? De novo?

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.472
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #117 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:04:22 »
Cinco mitos sobre a crise na Venezuela (e o que acontece de verdade)


Daniel Pardo

BBC Mundo, Venezuela

22 julho 2016



Guarda Nacional monitora a venda de ovos em Caracas


Nos últimos três anos, a crise na Venezuela se agravou, a ponto de fomentar relatos, dentro e fora do país, pintando um cenário bastante catastrófico da situação no país.

Mas em meio à polarização da sociedade e à forte politização de relatos da mídia, muito do que está sendo dito é baseado em impressões exageradas.

Mas até que ponto as coisas estão tão ruins no país - que foi rico e hoje é pobre.

Destacamos cinco tópicos que parecem estar enraizados na opinião de muitos sobre a Venezuela.

1. "Na Venezuela há fome"

Em algumas regiões da Venezuela se passa fome, mas não a maioria da população.


90% dos venezuelanos disse em 2015 ao levantamento Encovi que está comendo menos e com menor qualidade.

De fato, a crise alimentar se aprofundou em 2016; se veem mais filas e são relatados mais casos de subnutrição, com mais pessoas que comem duas ou menos vezes por dia.


Escassez de alimentos nas famílias é de 43% e se trata de produtos básicos, como arroz, farinha ou leite. Mas a situação não se enquadra no que o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas define como uma escassez generalizada de alimentos: que pelo menos 20% das famílias sofram escassez severa; que a desnutrição seja de mais de 30% e que ao dia morram 2 pessoas a cada 10.000.

De acordo com Datanalisis, instituição de pesquisa mais citada a esse respeito, 43% das famílias sofrem de escassez, mas de produtos básicos, como arroz, farinha ou leite.

E por mais caros que sejam, os venezuelanos têm frutas e verduras disponíveis em cada esquina.

De acordo com a Fundación Bengoa, especialista nesta área, a desnutrição está entre 20% e 25%.

Mas duas mortes (de fome) por dia a cada 10 mil pessoas não parece um número factível neste momento.

Em 8 pontos: O que já se sabe sobre os suspeitos de planejar ataques no Brasil
Os números mais graves que têm sido relatados sobre este assunto foram dados pela oposição em junho: 28 mortes por dia de desnutrição.

Mas de acordo com a ONU, uma situação de escassez geral na Venezuela, onde há 30 milhões de pessoas, implicaria em 6 mil mortes por dia devido à desnutrição.

Especialistas venezuelanos concordam que o que acontece no país não é o mesmo que na Etiópia nos anos 80 ou na Coreia do Norte em 1990.

Mas muita gente tem alertado: "estamos à beira da fome."

2. "Venezuela é igual a Cuba"

Em geral, três elementos permitem que argumentar que "a Venezuela se cubanizou", como alguns dizem: as filas para comprar produtos racionados, a dualidade da economia e da militarização do governo (onde a inteligência e o governo cubano têm influência).

Mas essa comparação só pode ser feita até aí.


Maduro tem procurado manter uma relação especial com Cuba, que começou no governo de Chávez
A Venezuela é um país capitalista onde o setor privado tem certa atividade, apesar das restrições e expropriações do Estado - que adquire cada vez mais controle sobre a economia. Em Cuba, o setor privado é mínimo.

Na Venezuela, a internet é a mais lenta da região, mas quase todos têm conexão com acesso ao Facebook, Netflix e meios de comunicação internacionais críticos ao governo. Em Cuba não.

O McDonald's - que não está em Cuba - tem problemas para importar batatas fritas, mas ele está lá, cheio de pessoas comendo sorvete aos domingos.

Não existem empresários que querem se aproveitar de trabalho barato, diz presidente da CNI
Na Zara e Bershka quase não tem roupas ou elas são impagáveis, mas existem no país, em um shopping enorme do qual os cubanos não têm nem uma versão pequena.

Os últimos modelos de carros são vendidos apenas em dólares, mas há pessoas que os compram. E estão nas ruas. Em Cuba, apenas em filmes de Hollywood.

No país há espanhóis e norte-americanos, sucursais das multinacionais mais importantes do mundo e meios de comunicação independentes de todo o mundo. Não em Cuba.

Além disso, a Venezuela é um país produtor de petróleo, com enormes reservas, e não é uma ilha, dois elementos decisivos de sua condição, que por mais trágica que se torne, gerará situações que não podem acontecer em Cuba: por exemplo, o contrabando na fronteira.

3. "A Venezuela é uma ditadura"


É um debate acadêmico que leva alguns anos: se na Venezuela há uma "ditadura moderna" ou um "regime híbrido".

Mas são poucos os especialistas, no país e no exterior, que falam de uma ditadura tradicional.

Primeiro, eles dizem, porque há oposição, por mais que não tenha acesso a recursos que o partido governista tem - e apesar das prisões e restrições a que representantes seus tenham sido sujeitados.

E há eleições, embora tenham removido alguns poderes da Assembleia Nacional - eleita com votos - quando ela passou a ser controlada pela oposição.


Em segundo lugar, a imprensa independente na Venezuela, apesar dos problemas - falta de papel, pressão do governo e com muitos de seus jornalistas em julgamento ou na prisão - existe.

O grau de democracia no país parece ser medido de acordo com a posição política da pessoa que o faz: se poucos analistas falam em "ditadura total", somente uma minoria também acredita que haja "uma plena democracia".


4. "Todo mundo odeia Maduro"

Muitos fora do país perguntam como é possível que Maduro aiunda esteja no poder.

De acordo com várias pesquisas, ele tem entre 20% e 30% de apoio.

Há venezuelanos que se consideram chavistas, que dizem apoiar Maduro nas pesquisas, mas que, quando falam à imprensa, soltam uma série de insultos contra o presidente.

Estas são as pessoas que o sentimento de apreço pelos benefícios sociais do passado impede de criticar abertamente o governo.

Ou as pessoas com medo de perder a casa, pensão ou vales-alimentação que recebem do governo.

Apesar de criticado na Venezuela, Nicolas Maduro tem entre 20% e 30% de aprovação; Chavez tem 60%
Há também milhares de venezuelanos que estão "enchufaos", como se diz no país, em referência à rede de corrupção que se beneficia economicamente do governo.

Em todo o caso, o apoio de 30% é mais do que tem os presidentes de Chile e Colômbia.

Alguns dizem que o chavismo é doente terminal, mas Chavez continua a registrar 60% de aprovação, por isso, é difícil pensar no fim do chavismo, por mais aguda que seja crise.

5. "Você não pode sair de casa"

A criminalidade desenfreada e o medo levou alguns a preferirem assistir a um filme em casa do que ir a um bar à noite.

Mas ainda há muitos, não só em Caracas, mas em todo o país, que vão a discotecas, bares e restaurantes.

Paradoxalmente, no lugar onde há mais assassinatos, nos bairros populares, a noite é tão ativa como em qualquer cidade, mas nas áreas de classe média e alta as ruas ficam desertas após as 21h.

Na Venezuela deve-se ter um perfil discreto, não falar no celular nem mostrar uma câmera na rua. Quanto mais velho for o carro e as roupas que se veste, melhor.

Ter guarda-costas ou carro blindado às vezes pode ser contraproducente.

Apesar disso, os centros das cidades e vilarejos são durante o dia são tão ou mais agitados do que em qualquer outro lugar na América Latina.


https://www.bbc.com/portuguese/brasil-36863392

« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 13:08:53 por JJ »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #118 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:14:38 »
 JJ recomeçou a trollagem. Ele mesmo tem histórico de criticar a tragédia causada por políticos chavistas na Venezuela aqui no fórum. O texto que ele põe acima além de ser incoerente com o que ele já comentou, é insensível ao sofrimento da tragédia do povo venezuelano. É equivalente a insensibilidade no negacionismo do Holocausto.  As trollagens do JJ já passaram do limite da brincadeira e já estão no campo da antiética.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 13:16:54 por -Huxley- »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.472
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #119 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:21:36 »


Eu só coloquei textos, sendo um da BBC, que falsificam a  ideia maluca do velho maluco  de que a Venezuela é comunista ou socialista.  O que é real é que lá tem um governo autoritário,  que exagerou na emissão de moeda(que levou ao descontrole inflacionário), e que fez algumas estatizações  (mas nem de longe foi algo em larga escala) , só que isso não é suficiente  para caracterizá-lo como  comunista ou como socialista.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #120 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:29:52 »


Eu só coloquei textos, sendo um da BBC, que falsificam a  ideia maluca do velho maluco  de que a Venezuela é comunista ou socialista.  O que é real é que lá tem um governo autoritário,  que exagerou na emissão de moeda(que levou ao descontrole inflacionário), e que fez algumas estatizações  (mas nem de longe foi algo em larga escala) , só que isso não é suficiente  para caracterizá-lo como  comunista ou como socialista.

Caramba, a Venezuela estatizou "apenas 500 companhias", incluindo expropriações, o que desarticulou severamente o investimento privado. "Apenas" censurou generalizadamente os meios de comunicação, como reconhece a Anistia Internacional. "Apenas" colocou controle de preços no comércio varejista, que gerou filas de escassez iguais em Cuba e na União Soviética. "Apenas" colocou uma suprema corte que fez juramento de fidelidade ao chavismo, etc, etc, etc.

O pior cego é aquele que não quer vê.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 13:35:15 por -Huxley- »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #121 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:41:16 »
Não existe socialismo/comunismo benevolente. Em pequena escala, pequena comunidade, pode até funcionar. Em escala grande, comunismo/socialismo conduz inevitavelmente à ditadura. E foi o próprio Chávez que disse que a Venezuela praticava o "socialismo do século XXI". E há motivos de sobra para concordar com ele.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #122 Online: 13 de Novembro de 2019, 13:48:54 »
Não existe essa coisa de "socialismo só é socialismo se estatizar generalizadamente". Se assim fosse, então a União Soviética leninista não seria socialista. Aliás, nem a stalinista, até certa medida, por causa da economia mais ou menos clandestina capitalista.  Alguns jornalistas da grande mídia (BBC inclusive) são tão desprezíveis intelectualmente em discussões de assuntos de socialismo que até Olavo de Carvalho parece um gênio perto deles. A reportagem do jornalista da BBC que puseram acima, por exemplo, é o fim da picada.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 14:22:40 por -Huxley- »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.439
  • Sexo: Masculino
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #123 Online: 13 de Novembro de 2019, 16:07:17 »
Aí vamos nos aproximando do "socialismo onipresente," só não é socialismo se eu gostar.

Os outros elementos listados não são inerentemente socialistas, apenas autoritarismo e dirigismo.

Mas listar as coisas pelo que elas são torna mais difícil o maniqueísmo olavetóide.



Chamar a Venezuela de socialista só pelo branding, estatizações, dirigismo, está aproximadamente no mesmo nível de "o liberalismo só pode ser implementado autoritariamente, contra a população, como na brutal ditadura de Pinochet."

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.418
Re:Lula: o criador da maior organização criminosa pró-comunismo do continente
« Resposta #124 Online: 13 de Novembro de 2019, 19:46:27 »
Aí vamos nos aproximando do "socialismo onipresente," só não é socialismo se eu gostar.

Os outros elementos listados não são inerentemente socialistas, apenas autoritarismo e dirigismo.

Mas listar as coisas pelo que elas são torna mais difícil o maniqueísmo olavetóide.



Chamar a Venezuela de socialista só pelo branding, estatizações, dirigismo, está aproximadamente no mesmo nível de "o liberalismo só pode ser implementado autoritariamente, contra a população, como na brutal ditadura de Pinochet."

Onde está errado dizer que a Venezuela é socialista mesmo? Estatização dos meios de produção insuficiente? Faz-me rir. Descobri nesse fórum que a União Soviética não foi socialista. A União Soviética na época da Nova Política Econômica de Lenin também funcionou com um setor privado bastante presente.

Por causa da descoberta do problema do cálculo econômico, socialistas práticos nunca levaram demasiado a sério essa questão da estatização dos meios de produção. Eles negligenciaram essa questão, seja revogando as estatizações (Lenin), seja fazendo vista grossa ao desenvolvimento de uma economia capitalista mais ou menos clandestina (políticos soviéticos pós-leninistas).

"Socialismo de verdade" nunca existirá. Pois político socialista precisa de certa eficácia resultante da propriedade privada para financiar seu poder político tirânico. Socialismo em uma sociedade extensa sempre conduz à ditadura. Isso é possível tanto por meio do controle direto, quanto pelo controle indireto dos meios de produção.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2019, 20:16:47 por -Huxley- »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!