Autor Tópico: Bolsonaro  (Lida 51933 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Euler1707

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 923
  • Sexo: Masculino
  • não há texto pessoal
Re:Bolsonaro
« Resposta #75 Online: 22 de Abril de 2016, 17:03:15 »
E novamente eu não entendi como resposta a mim, nem sugeri isso.

Você acusou que se tratava de um tu quoque, que é literalmente "você também", dando a entender que se referiu a você primeiro.

Tu quoque é a acusação de hipocrisia ao autor da alegação, que não precisa coincidir necessariamente com a pessoa que aponta a falácia.
Algum de vocês dois percebe que vocês estão discutindo banalidades?

Mas banalidade no sentido original (tributos) ou mais coloquial?
Boa tentativa.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.225
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #76 Online: 22 de Abril de 2016, 18:38:53 »
Eu tranco o tópico agora, antes que a discussão 'desça' para um lugar indesejado.

Quando eu re-abrir o tópico, daqui algumas poucas horas, peço que evitem, por favor, quaisquer provocações.
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.225
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #77 Online: 23 de Abril de 2016, 09:13:01 »
Tópico destrancado.

Solicitações e avisos mantidos.
Foto USGS

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.726
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #78 Online: 23 de Abril de 2016, 10:32:53 »
Citar
Pior que Bolsonaro só Jean Wyllys

Os dois deputados são gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta


Por: Leandro Narloch  18/04/2016 às 10:48

A cusparada de Jean Wyllys em Jair Bolsonaro durante a votação do impeachment propagou a ideia de que eles estão em lados opostos da política brasileira. Não acredito nisso. Os dois são para mim gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta.

Um defende o intervencionismo e os trambiques econômicos de Dilma, mas não os da ditadura militar; outro defende o intervencionismo e os trambiques econômicos da ditadura militar, mas não os de Dilma.
Um apoia a ditadura brasileira, mas não a de Cuba; outro se deixa fotografar vestido de Che Guevara, mas acha que impeachment é golpe.

Um defende a liberdade dos gays, mas não a liberdade econômica. Outro defende a liberdade econômica (ou pelo menos diz defender, agora que os liberais estão na moda), mas afirma que homossexualidade é falta de surra na infância.
Os dois aderem ao radicalismo porque querem abocanhar uma parte pequena e fiel do eleitorado. Sabem que, se conquistarem 4% ou 5% dos eleitores, ficarão para sempre entre os deputados mais votados. O sucesso de um depende da briga com o outro.

Pensei que Bolsonaro, visando o eleitor médio, necessário para a conquista da presidência, iria abandonar essa defesa arcaica à ditadura. Que nada: lá estavam ele e seu filho, na votação do impeachment, oferecendo o voto “aos militares de 64”.

Tenho visto colegas afirmando que Bolsonaro “está cada vez mais liberal”. Então como pode defender um governo militar que cerceou a liberdade individual dos cidadãos, infestou o Brasil de estatais, plantou a hiperinflação ao esculhambar as contas públicas, fechou a economia brasileira ao comércio internacional e deu tanta força quanto o PT às negociatas com empreiteiras?

Jean Wyllys cai em contradições similares. É impreciso afirmar que ele apoia a liberdade de costumes, pois defende apenas as suas bandeiras. Se dois homens estiverem fechados num quarto trocando carinhos, Jean Wyllys diz que ninguém deve se intrometer; se os mesmos dois homens estiverem num quarto trocando bens e serviços, Jean Wyllys defende intervenção pesada do Estado. Vai entender.

Me parece que Jean Wyllys quer tornar obrigatório o que gosta e proibido o que rejeita. Defende a legalização da maconha, mas deve ser favorável à proibição do Big Mac com brinquedos. No primeiro caso, diz que a sociedade não deve se impor sobre escolhas individuais; no momento seguinte, afirma o contrário. Oscila entre a libertinagem e a carolice.

Nesse tema, Bolsonaro se sai um pouco melhor. Ele não é exatamente contra os gays – já disse mais de uma vez que não se importa com o que os gays façam da vida, só é contra doutrinação sexual nas escolas. Eu não posso te proibir de ser homossexual, você não pode me obrigar a ensinar a meu filho coisas que eu não quero ensinar, assim a liberdade de todos é preservada. Quem diria: na liberdade de costumes, Bolsonaro é mais tolerante que seu irmão gêmeo Jean Wyllys.
@lnarloch
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.726
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #79 Online: 23 de Abril de 2016, 10:34:15 »
Citar
Seria Bolsonaro um agente do PT?

O discurso do deputado durante a votação do impeachment ajudou tanto a presidente que passei a acreditar que ele é um agente do PT infiltrado na oposição


Por: Leandro Narloch  20/04/2016 às 1:23

Nas últimas semanas, o governo Dilma tentou de todo jeito emplacar a narrativa de que o processo de impeachment é um golpe protagonizado pelas mesmas “elites conservadoras avessas à democracia que depuseram Jango em 1964”.
É uma história sem pé nem cabeça, mas sempre haverá gente disposta a acreditar no que o PT quiser. Conhecemos há algum tempo o poder do partido de impor sua narrativa sobre a política brasileira e direcionar a atenção da imprensa para os fatos que o favorecem.

Diante desse poder, o que faz o deputado Jair Bolsonaro, um dos antipetistas mais conhecidos do país? Faz exatamente o que Dilma precisava para posar como vítima de golpistas. Resgata 1964 e oferece o voto ao ex-chefe do DOI-CODI:
– Nesse dia de glória para o povo brasileiro, tem um nome que entrará para a história nessa data, pela forma como conduziu os trabalhos da Casa: parabéns presidente Eduardo Cunha. Perderam em 1964, perderam agora em 2016. Pela família e pela inocência das crianças em salas de aula que o PT nunca teve. Contra o comunismo, pela nossa liberdade.

Pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff, pelo exército de Caxias do Sul, pelas Forças Armadas, por um Brasil acima de tudo, por Deus acima de tudo, meu voto é sim.

É incrível o estrago que Bolsonaro fez durante o voto. Em 50 segundos, perdeu qualquer chance à presidência em 2018 (discursou para a minoria fiel, não para o grosso do eleitorado), elogiou Eduardo Cunha e deu força ao discurso vitimista de Dilma. A presidente sambou em cima. Na terça-feira, usou as palavras de Bolsonaro para bancar a defensora da democracia e dizer que o Brasil tem um “veio golpista adormecido”.

Com um inimigo desses, quem precisa de amigos?

Vejo duas explicações para a mancada de Bolsonaro. Ou ele é politicamente inapto, incapaz de entender que desempenhou o papel que o PT esperava dele, ou errou de propósito só para beneficiar Dilma. Seu discurso ajudou tanto a presidente que passei a acreditar que o deputado é um agente do PT infiltrado na oposição.

Bolsonaro x Jean Wyllys

No artigo de segunda-feira, afirmei que Jean Wyllys e Jair Bolsonaro são personagens simétricos, gêmeos que brigam. Também disse que Bolsonaro se sai um pouco melhor porque quer apenas que cada um viva no seu canto, enquanto Jean Wyllys tenta proibir tudo o que não gosta.

Um amigo me convenceu do contrário: pior que Jean Wyllys só Jair Bolsonaro. O ex-BBB faz uma vergonhosa vista grossa para a tortura em Cuba, mas Bolsonaro vai um pouco mais longe. Repare que ele usou a expressão “o terror de Dilma” para se referir ao coronel Brilhante Ustra. A expressão sugere que Bolsonaro não só admite como se vangloria da tortura da ditadura militar.

Uma coisa é considerar a tortura defensável em casos extremos; outra é se vangloriar dela. Se fosse preciso torturar um terrorista para evitar a explosão de uma bomba atômica em uma metrópole, muita gente consideraria moralmente correto torturar. Mas mesmo nesse caso a tortura seria um ato lamentável, do qual se deve ter vergonha. Festejá-lo ou celebrá-lo continua detestável.

Do mesmo modo, mesmo que alguém chegue à conclusão de que foi preciso torturar para evitar uma revolução comunista no Brasil (que nos faria tanto mal quanto meia dúzia de bombas H), seria baixo vangloriar-se disso.
Que pena, Bolsonaro. Bastava ter dito “sim”.
@lnarloch
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Vithor

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 159
Re:Bolsonaro
« Resposta #80 Online: 23 de Abril de 2016, 17:26:37 »
Citar
Pior que Bolsonaro só Jean Wyllys

Os dois deputados são gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta


Por: Leandro Narloch  18/04/2016 às 10:48

A cusparada de Jean Wyllys em Jair Bolsonaro durante a votação do impeachment propagou a ideia de que eles estão em lados opostos da política brasileira. Não acredito nisso. Os dois são para mim gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta.

Um defende o intervencionismo e os trambiques econômicos de Dilma, mas não os da ditadura militar; outro defende o intervencionismo e os trambiques econômicos da ditadura militar, mas não os de Dilma.
Um apoia a ditadura brasileira, mas não a de Cuba; outro se deixa fotografar vestido de Che Guevara, mas acha que impeachment é golpe.

Um defende a liberdade dos gays, mas não a liberdade econômica. Outro defende a liberdade econômica (ou pelo menos diz defender, agora que os liberais estão na moda), mas afirma que homossexualidade é falta de surra na infância.
Os dois aderem ao radicalismo porque querem abocanhar uma parte pequena e fiel do eleitorado. Sabem que, se conquistarem 4% ou 5% dos eleitores, ficarão para sempre entre os deputados mais votados. O sucesso de um depende da briga com o outro.

Pensei que Bolsonaro, visando o eleitor médio, necessário para a conquista da presidência, iria abandonar essa defesa arcaica à ditadura. Que nada: lá estavam ele e seu filho, na votação do impeachment, oferecendo o voto “aos militares de 64”.

Tenho visto colegas afirmando que Bolsonaro “está cada vez mais liberal”. Então como pode defender um governo militar que cerceou a liberdade individual dos cidadãos, infestou o Brasil de estatais, plantou a hiperinflação ao esculhambar as contas públicas, fechou a economia brasileira ao comércio internacional e deu tanta força quanto o PT às negociatas com empreiteiras?

Jean Wyllys cai em contradições similares. É impreciso afirmar que ele apoia a liberdade de costumes, pois defende apenas as suas bandeiras. Se dois homens estiverem fechados num quarto trocando carinhos, Jean Wyllys diz que ninguém deve se intrometer; se os mesmos dois homens estiverem num quarto trocando bens e serviços, Jean Wyllys defende intervenção pesada do Estado. Vai entender.

Me parece que Jean Wyllys quer tornar obrigatório o que gosta e proibido o que rejeita. Defende a legalização da maconha, mas deve ser favorável à proibição do Big Mac com brinquedos. No primeiro caso, diz que a sociedade não deve se impor sobre escolhas individuais; no momento seguinte, afirma o contrário. Oscila entre a libertinagem e a carolice.

Nesse tema, Bolsonaro se sai um pouco melhor. Ele não é exatamente contra os gays – já disse mais de uma vez que não se importa com o que os gays façam da vida, só é contra doutrinação sexual nas escolas. Eu não posso te proibir de ser homossexual, você não pode me obrigar a ensinar a meu filho coisas que eu não quero ensinar, assim a liberdade de todos é preservada. Quem diria: na liberdade de costumes, Bolsonaro é mais tolerante que seu irmão gêmeo Jean Wyllys.
@lnarloch

Jean wyllys nunca foi parâmetro para comparar ele com bolsonaro.. A verdade é com um é mais desleixado que o outro...São uma das piores criações da nossa politica e mídia...
Ele ser melhor que o Jean não deixa ele "menos pior" para ser presidente brasileiro...


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.238
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #81 Online: 29 de Abril de 2016, 14:48:06 »
De vez em quando vejo colocarem o Bolsonaro como um "novo Enéas".

:?: Então eu faço a pergunta: o Enéas era tão ruim assim? :hein:

Offline Vithor

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 159
Re:Bolsonaro
« Resposta #82 Online: 29 de Abril de 2016, 15:01:35 »
 :histeria: :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:
Comparar Eneas com bolsonaro só pode ser piada...
Eneas tinha posição economica, sabia o que falava e não falava merda... éneas para mim era melhor que o lula.. Já bolsonaro discordo do lorentz se trocarmos o bolsonaro pela dilma estaremos tapando o buraco causado por ela com merda...

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.726
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #83 Online: 29 de Abril de 2016, 16:08:21 »
Eneas tinha posição economica, sabia o que falava e não falava merda...

Não falava mais merda porque não tinha tempo. Defendia o calote da dívida brasileira, a construção da bomba atômica e outras coisas nacionalistas.

Bolsonaro não.

éneas para mim era melhor que o lula.. Já bolsonaro discordo do lorentz se trocarmos o bolsonaro pela dilma estaremos tapando o buraco causado por ela com merda...

Estou magoado.  :'(
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth


Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.726
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #85 Online: 29 de Abril de 2016, 20:40:19 »
O Bolsonaro é CONTRA o Brasil desenvolver armas nucleares? :hein:

Nem contra nem à favor, muito pelo contrário.

Talvez seja, mas nunca fez disso seu principal programa político. Na verdade eu nunca vi qualquer menção a isso por parte dele.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Cinzu

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 734
Re:Bolsonaro
« Resposta #86 Online: 12 de Maio de 2016, 01:37:48 »
Talvez a comparação do Bolsonaro com Enéas se dê pelo fato deles estarem em uma posição privilegiada, considerando os concorrentes.

Por exemplo: Enéas foi candidato na época em que a briga mais forte era entre PT e PSDB, justamente a mesma situação que o Bolsonaro encontra-se atualmente. A diferença é que antes os capachos eram FHC e Lula. Atualmente é Dilma e Aécio (com possível volta do Lula).

O simples fato deles não terem tido nenhum envolvimento nítido com ilegalidades, já os tornam destaque diante dos corruptos.

Offline Agnoscetico

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.958
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #87 Online: 12 de Maio de 2016, 03:10:03 »
Citar
Pior que Bolsonaro só Jean Wyllys

Os dois deputados são gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta


Por: Leandro Narloch  18/04/2016 às 10:48

A cusparada de Jean Wyllys em Jair Bolsonaro durante a votação do impeachment propagou a ideia de que eles estão em lados opostos da política brasileira. Não acredito nisso. Os dois são para mim gêmeos que brigam, duas faces de uma moeda que deveríamos deixar esquecida na gaveta.

Um defende o intervencionismo e os trambiques econômicos de Dilma, mas não os da ditadura militar; outro defende o intervencionismo e os trambiques econômicos da ditadura militar, mas não os de Dilma.
Um apoia a ditadura brasileira, mas não a de Cuba; outro se deixa fotografar vestido de Che Guevara, mas acha que impeachment é golpe.

Um defende a liberdade dos gays, mas não a liberdade econômica. Outro defende a liberdade econômica (ou pelo menos diz defender, agora que os liberais estão na moda), mas afirma que homossexualidade é falta de surra na infância.
Os dois aderem ao radicalismo porque querem abocanhar uma parte pequena e fiel do eleitorado. Sabem que, se conquistarem 4% ou 5% dos eleitores, ficarão para sempre entre os deputados mais votados. O sucesso de um depende da briga com o outro.

Pensei que Bolsonaro, visando o eleitor médio, necessário para a conquista da presidência, iria abandonar essa defesa arcaica à ditadura. Que nada: lá estavam ele e seu filho, na votação do impeachment, oferecendo o voto “aos militares de 64”.

Tenho visto colegas afirmando que Bolsonaro “está cada vez mais liberal”. Então como pode defender um governo militar que cerceou a liberdade individual dos cidadãos, infestou o Brasil de estatais, plantou a hiperinflação ao esculhambar as contas públicas, fechou a economia brasileira ao comércio internacional e deu tanta força quanto o PT às negociatas com empreiteiras?

Jean Wyllys cai em contradições similares. É impreciso afirmar que ele apoia a liberdade de costumes, pois defende apenas as suas bandeiras. Se dois homens estiverem fechados num quarto trocando carinhos, Jean Wyllys diz que ninguém deve se intrometer; se os mesmos dois homens estiverem num quarto trocando bens e serviços, Jean Wyllys defende intervenção pesada do Estado. Vai entender.

Me parece que Jean Wyllys quer tornar obrigatório o que gosta e proibido o que rejeita. Defende a legalização da maconha, mas deve ser favorável à proibição do Big Mac com brinquedos. No primeiro caso, diz que a sociedade não deve se impor sobre escolhas individuais; no momento seguinte, afirma o contrário. Oscila entre a libertinagem e a carolice.

Nesse tema, Bolsonaro se sai um pouco melhor. Ele não é exatamente contra os gays – já disse mais de uma vez que não se importa com o que os gays façam da vida, só é contra doutrinação sexual nas escolas. Eu não posso te proibir de ser homossexual, você não pode me obrigar a ensinar a meu filho coisas que eu não quero ensinar, assim a liberdade de todos é preservada. Quem diria: na liberdade de costumes, Bolsonaro é mais tolerante que seu irmão gêmeo Jean Wyllys.
@lnarloch

Jean wyllys nunca foi parâmetro para comparar ele com bolsonaro.. A verdade é com um é mais desleixado que o outro...São uma das piores criações da nossa politica e mídia...
Ele ser melhor que o Jean não deixa ele "menos pior" para ser presidente brasileiro...

Talvez seja o caso de "Cada Bolsonaro tem Jean Wyllys que merece e vice-versa".

E falando sobre Bolsonaro achei um link de video onde da a entender que defendia tortura da ditadura e achou pouco:

https://filescdn.com/7o4o72q0ut9s





Offline Agnoscetico

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.958
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #88 Online: 12 de Maio de 2016, 03:19:07 »
:histeria: :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:
Comparar Eneas com bolsonaro só pode ser piada...
Eneas tinha posição economica, sabia o que falava e não falava merda... éneas para mim era melhor que o lula.. Já bolsonaro discordo do lorentz se trocarmos o bolsonaro pela dilma estaremos tapando o buraco causado por ela com merda...

Mas o Eneias deve ter se queimado mas pelo jeito dele falar, parecia um comediante (uma mistura de Pedro de Lara com Bin laden), talvez pessoal nao levou ele muito a serio.

E se por um lado parece que ele fosse de direita, em teroia alinhado com os EUA, eu lembro dele ter dito que se o Brasil tivesse bomba atomico seria mais respeitado, pois os EUA so invadiu Iraque porque la nao tinha bomba atomica, mas China (comunista ou semi-comunista) não é invadida porque la tem bomba atomica. Em tese ele parecia ser anti-americano, vendo os EUA como imperialista. E tambem parecia nacionalista em vez de ser a favor de globalização e liberalismo com empresas estrangeiras. Entao nesse caso ele citou 2 paises que seriam rivais dos EUA ("simbolo" de modernindade, democracia e capitalismo) seja em questao economica e politico-militar.
« Última modificação: 12 de Maio de 2016, 03:24:00 por Agnoscetico »

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 805
Re:Bolsonaro
« Resposta #89 Online: 12 de Maio de 2016, 10:17:39 »


Citar
E falando sobre Bolsonaro achei um link de video onde da a entender que defendia tortura da ditadura e achou pouco:

https://filescdn.com/7o4o72q0ut9s

Não só diz que tortura é solução pra muita coisa, como diz que que as coisas irão mudar no país quando se tiver uma guerra civil, matar uns 30.000 começando por FHC, e ainda  completa "vai morrer gente inocente?" "ah tudo bem.."

boçal

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Bolsonaro
« Resposta #90 Online: 12 de Maio de 2016, 11:37:59 »
Bolsonaro apoiava abertamente o regime de Fujimori no Peru, pois o mesmo, em conjunto com as Forças Armadas , dissolveu o  Congresso e todos os órgãos institucionais. Sem contar que Fujimori apoiou esquadrões da morte em seu governo. Enfim, poderíamos apontar muitos pontos negativos nesse "mito".
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.238
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #91 Online: 12 de Maio de 2016, 11:46:31 »
Assim como teve o Lula clássico e o Lula light, não é improvável que vejamos a adoção de estratégia de marketing "Bolsonaro light". :medo:

Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.508
Re:Bolsonaro
« Resposta #92 Online: 12 de Maio de 2016, 12:13:22 »
Bolsonaro apoiava abertamente o regime de Fujimori no Peru, pois o mesmo, em conjunto com as Forças Armadas , dissolveu o  Congresso e todos os órgãos institucionais. Sem contar que Fujimori apoiou esquadrões da morte em seu governo. Enfim, poderíamos apontar muitos pontos negativos nesse "mito".

O absurdo da situação é justamente o fato dos apoiadores do Bolsonaro encararem esses pontos negativos como algo a ser glorificado.

Eu acho bem assustador a quantidade de gente que apoia abertamente esse infeliz. Mesmo que não seja gente suficiente para ele poder sonhar em um projeto de presidência da república em 2018, ainda assim é muita gente. Somando eles com os jegues da comunidade evangélica temos um retrato do que é o Brasil.

Um Bolsonaro light é algo bem capaz de ocorrer se o idiota realmente se candidatar a presidente.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.238
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #93 Online: 12 de Maio de 2016, 12:33:03 »
O curioso é que parece ainda assim um número maior de gente do que aqueles que se declaram abertamente a favor de luta armada socialista. Já aderiram mais ao discurso light-izado pós-revolucionário/revolucionário-arrependido.

Acho que o discurso direitista também poderá migrar nessas linhas, "naquele contexto histórico, era o que acreditávamos na época, blablablá, mas hoje vemos que mesmo a resposta aos movimentos revolucionários armados deve ter a humanidade que falta neles. Dureza, sim; desumanidade, nunca".


Talvez até citando nominalmente o Che Guevera no "temos que enrijecer, mas sem perder a ternura jamais", para uma "aproximação", anunciando maior tolerância.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Bolsonaro
« Resposta #94 Online: 12 de Maio de 2016, 15:26:53 »
Acho que os únicos que ainda falam em luta armada são os mais radicais do radical PSTU, que é a favor da posse de armas para esse fim, e do PCO. Eles não  têm nem de perto o número de seguidores que o Bolsonaro, que defende abertamente a tortura.

O que se vê no discurso dos apoiadores do Bolsonaro, é sempre que mataram foi pouco na ditadura. Quando ouço isso, não consigo ver diferença ao discurso de luta armada que grupos ditos revolucionários faziam/fazem. Talvez os fãs de Bolsonaro pensem como Che Guevara no final.

Citar
"[...]Nós temos que dizer aqui o que é uma verdade conhecida, que temos expressado sempre diante do mundo: fuzilamentos, sim! Fuzilamos, estamos fuzilando e seguiremos fuzilando até que seja necessário.[...]"

Che Guevara. Discurso para ONU em 1964.

Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.238
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #95 Online: 12 de Maio de 2016, 16:04:48 »
O problema é que o "mataram pouco" alterna entre uma espécie de comemoração (ditadura amena ou "ditamole", respeitando mais aos direitos humanos do que as comunistas ou mesmo outras direitistas) e lamentação, dizendo que deviam ter matado mais.


Aquele cara do "[ma?]mãe falei" no youtube diz que acha que os esquerdistas são mais cabeça-dura do que os direitistas, que seria mais fácil levar os segundos a aceitar maiores liberdades individuais do que os primeiros a maior liberdade econômica (classificando então o Bolsonaro como alguém de bom potencial). Eu acho isso extremamente duvidoso, preferiria ainda imensamente como mal menor esquerdistas (apesar de ainda serem também conservadores!) do PSDB ou mesmo do PT (em ambos os casos, os que houver de menos envolvidos com corrupção), do que Bolsonaro/etc. Estes acho que só seriam mais conservadores, não muito melhores para o mercado, e talvez menos corruptos, ao menos antes de serem montados esquemas. Embora talvez "algo melhores para o mercado" e "um pouco menos corruptos" talvez desse um saldo positivo, acho que tem risco de ser anulado ou até piorado com conservadorismo "criminal", intensificação na guerra às drogas, e descarte de políticas preventivas "esquerdistas" ("moles"), só restando nessa linha talvez algum subsídio a promoção de religião em comunidades de risco.

O pessoal do Novo e da ala mais libertária do PSL tem que correr para aproveitar essa situação do país para ver se conseguem deslanchar uma alternativa racional.

Rhyan

  • Visitante
Re:Bolsonaro
« Resposta #96 Online: 12 de Maio de 2016, 16:15:47 »
Até hoje eu não vi uma evidência de que esse tal do "contra-golpe de 64" foi uma necessidade. Pelo contrário, depois do golpe que a esquerda se radicalizou. Aposto que Jango foi menos esquerdista que o Lula, e Jânio era anticomunista. Os militarem viram uma oportunidade (ou melhor, criaram uma oportunidade) e se aproveitaram. A sociedade paranoica com a guerra fria aceitou tudo aquilo. E como não podia ser diferente, foi mais um puta período socialista da história nacional, em termos econômicos, se é que preciso explicar.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Bolsonaro
« Resposta #97 Online: 12 de Maio de 2016, 16:17:29 »
Eleger pessoas conservadoras assim seria algo horrível para o Brasil, pois iria justamente na contramão da Historia. O mundo ocidental vive atualmente um período de libertação. Legalização de casamento homoafetivo, das drogas(maconha especialmente), do aborto, da eutanásia, entre outros. Eleger um conservador desse naipe iria contra qualquer avanço no âmbito social e econômico, pois o intervencionismo continuaria o mesmo na economia. Se o PSDB fosse para um segundo turno contra um cara assim, certamente votaria no PSDB, mesmo sabendo que não é o ideal para agora.

Mas não classifico o PSDB como uma esquerda como o PT, e sim como mais parecido com o Partido Democrata nos EUA.Se você olhar bem, verá muitas semelhanças. É muito mais centrista do que esquerdista.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Bolsonaro
« Resposta #98 Online: 12 de Maio de 2016, 16:20:02 »
Até hoje eu não vi uma evidência de que esse tal do "contra-golpe de 64" foi uma necessidade. Pelo contrário, depois do golpe que a esquerda se radicalizou. Aposto que Jango foi menos esquerdista que o Lula, e Jânio era anticomunista. Os militarem viram uma oportunidade (ou melhor, criaram uma oportunidade) e se aproveitaram. A sociedade paranoica com a guerra fria aceitou tudo aquilo. E como não podia ser diferente, foi mais um puta período socialista da história nacional, em termos econômicos, se é que preciso explicar.

Nunca foi criado tantas estatais e agências regulamentadoras na história do Brasil, estimulando a formação de cartéis.  Só isso basta. Mas não foi um período socialista nem de perto, e sim conservador. O Conservadorismo é tão estatista quanto o Socialismo. A Direita é tão estatista quanto a Esquerda. Apesar de não ver muito sentido nessa separação em eixo esquerda-direita.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.238
  • Sexo: Masculino
Re:Bolsonaro
« Resposta #99 Online: 12 de Maio de 2016, 16:47:21 »
Eleger pessoas conservadoras assim seria algo horrível para o Brasil, pois iria justamente na contramão da Historia. O mundo ocidental vive atualmente um período de libertação. Legalização de casamento homoafetivo, das drogas(maconha especialmente), do aborto, da eutanásia, entre outros. Eleger um conservador desse naipe iria contra qualquer avanço no âmbito social e econômico, pois o intervencionismo continuaria o mesmo na economia. Se o PSDB fosse para um segundo turno contra um cara assim, certamente votaria no PSDB, mesmo sabendo que não é o ideal para agora.

Mas não classifico o PSDB como uma esquerda como o PT, e sim como mais parecido com o Partido Democrata nos EUA.Se você olhar bem, verá muitas semelhanças. É muito mais centrista do que esquerdista.

Acho que o PT "de fato" no poder não foi significativamente mais esquerdista (nem menos conservador) que o PSDB. Continuou com a mesma economia, fez rebranding dos programas, e então só continuou tocando, ampliando e criando novos esquemas de corrupção até a coisa se tornar praticamente insustentável.

Não digo que "com certeza" a continuidade do PSDB (digamos, desde Dilma 1) teria dado exatamente no mesmo, mas não me surpreenderia em nada.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!