Autor Tópico: Quem são os cientistas da evolução?  (Lida 3044 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Quem são os cientistas da evolução?
« Online: 10 de Setembro de 2005, 15:22:25 »
Os Problemáticos Pais do Evolucionismo
Por Henry M. Morris PHD

Os fundadores e proponentes mais influentes do evolucionismo moderno nem sempre eram cientistas objetivos e não emotivos. A maioria dos seus seguidores modernos gostaria que nós pensássemos deles como somente interessados em descobrir e ensinar a verdade. Muito pelo contrário, eles freqüentemente parecem ter sido dirigidos por sentimentos e motivações não muito científicos. Esta observação, claro que, não se aplica a todos os evolucionistas, mas tais propósitos não científicos parecem ser demasiadamente comuns do que mera coincidência. Quase parece que alguns poderes invisíveis estavam puxando os fios atrás da cortina.

Por exemplo, Thomas Huxley (Sem sua forte advocacia pública o Darwinismo poderia ter morrido desapercebido) não era o cientista frio que a maioria dos escritores assume. Adrian Desmond escreveu uma biografia de Huxley com o título intrigante de, “Huxley, o Discípulo do Diabo”, e um revisor faz as seguintes fortes observações:
Nós ouvimos muito da ira e ferocidade de Huxley: Desmond torna fácil a visualizar o poder maníaco e a intensidade do se mau humor. Retratando a vida mental de Huxley como freqüentemente beirando na loucura, Desmond nos deixa nenhuma dúvida que paixão negra alimentaram as suas ambições. Beatrice Webb, autora Fabiana e amiga íntima de Huxley, o descreveu como "supremamente triste" e como alguém cujo trabalho se resumiu a "colapsos filosóficos entre desajustes de deficiência".

Também considere Juliano Huxley, o neto de Thomas Huxley. O Senhor Juliano era provavelmente o principal evolucionista do vigésimo século. Ele foi feito o primeiro diretor-geral da UNESCO e depois foi selecionado como o palestrante de destaque para a famosa Celebração Centenária de Darwin, na Universidade de Chicago, em 1959. Ele também foi o primeiro chefe do departamento de biologia na Rice University onde eu recebi minha educação de estudante universitário e depois lecionei nesta faculdade. Huxley tinha saído antes que eu cheguei lá, assim eu nunca o conheci, mas a influência dele na universidade tinha sido profunda.
Ele também teve problemas mentais significativos. Um revisor de um livro recente sobre Huxley baseado nos procedimentos de uma conferência na Rice University escreveu:
Kenneth Waters traça uma cronologia clara da vida de Huxley desde o seu nascimento. . . até um abortivo engajamento que o levou a um sanatório.... Huxley... teve dois filhos e um segundo colapso de nervos, este, provavelmente, causado pelos sentimentos de insuficiência como um professor.... um terceiro colapso nervoso não o impediu de se tornar o primeiro Diretor Geral da [UNESCO].... Ele também teve mais três colapsos nervosos. 2

Huxley era um declarado ateu e humanista e até um pouco racista, como também um forte político de esquerda.

Alfred Russel Wallace, o "co-descubridor" da teoria de evolução através da seleção natural com Charles Darwin, era, de fato, um espírita declarado, Wallace era um dos líderes da revivificação do "espiritualismo" na Inglaterra que estava acontecendo nesta ocasião. Ele escreveu artigos e livros que defendem a convicção pagã antiga de que as pessoas poderiam se comunicar de fato com seres espirituais (a Bíblia os chama demônios).

De fato, ele "descobriu" a seleção natural de um modo muito estranho. Wallace relacionou esta experiência como segue:
O método inteiro de modificação da espécie ficou claro a mim, e nas duas horas de meu ajuste eu tinha ideado os pontos principais desta teoria.3
Quer dizer, Wallace, sem educação científica e de pequeno contato com cientistas, inventou em duas horas o enredo evolutivo inteiro no qual
Charles Darwin, no meio da comunidade científica mais destacada da Inglaterra, tinha trabalhado durante vinte anos. O notável historiador de ciências, Loren Eisely, disse em relação a esta experiência:
Um homem que procura pássaros de paraíso em uma selva distante ainda não sabia que tinha forçado o autor mais relutante do mundo [quer dizer, Darwin] de desovar o seu cortejado volume, ou que todo o pensamento ocidental estava prestes a ser balançado para um novo canal porque um homem em sua febre tinha sentido um momento de estranha iradiação.4
Estas influências obscuras também estavam presentes nas carreiras dos dois mais influentes pioneiros da psicologia evolutiva, Carl Jung e Sigmund Freud.

Jung era um homem arrogante, agressivo e intensamente egoísta, que destruiu as vidas de várias pessoas por perseguir suas ambições egoístas. . . . As idéias de Jung são massiçamente influenciadas nos cultos pagãos alemães.
Outro revisor de um livro recente sobre Jung escreve:
É de suas discussões com Filemão [o espírito guia de Jung] que Jung recebeu as suas perspicácias mais profundas sobre a natureza da psique humana.6

Jung estava inspirado pelo seu espírito guia - o qual certamente não era o espírito Santo de Deus!
Influências semelhantes também envolviam profundamente a vida de Freud. Paul Vitz, da Universidade de Nova Iorque, escreveu uma biografia elucidante de Freud. Um revisor nota o seguinte:
...ameaças da hostilidade inconsciente de Freud contra a fé, que, conforme detalha Vitz, eram conseqüência de uma preocupação curiosa com o Diabo, danação e o Anti-Cristo.

Vitz até indaga se Freud teria feito um pacto faustiano com o diabo.2
Então tem Karl Marx, o pai espiritual do sistema perverso chamado comunismo que matou e escravizou milhões na Rússia, China, e muitos outros países. Marx era evolucionista doutrinário e seguidor de Darwin e que permeou a economia e as ciências sociais com princípios evolutivos. Richard Wurmbrand, um pastor antigamente encarcerado na Sibéria debaixo da perseguição comunista, documentou convincentemente o fato que Marx somente não era um ateu evolutivo, mas, mais provável, um satanista evolutivo que também pode ter feito bem algum tipo de pacto faustiano com satanás.8

O próprio Charles Darwin, até onde nós sabemos, nunca foi envolvido em espiritualismo ou ocultismo de qualquer tipo. Mas, na maior parte da vida dele, ele sofria de uma enfermidade misteriosa, especialmente depois que ele deixou a sua convicção nominal no cristianismo e começou a procurar uma explicação naturalista de design aparente na natureza.

Ao longo da vida dele, Darwin sofreu, pelas próprias palavras dele, "de vômito... tremedeira, sensações de morte, sonido nas orelhas," como também palpitações do coração, visão borrada, e choro histérico.9

Foram publicadas muitas hipóteses diferentes sobre a causa básica desta longa enfermidade. O estudo mais completo foi feito em uma análise de um livro inteiro por Colp.10 Depois de revisar todas as diferentes possibilidades, Colp concluiu que o complexo de enfermidades de Darwin foi induzido emocionalmente, causado pela sua persistente advocacia da evolução, consciente do dano que esta infligiria nas relações humanas.

O espaço aqui não permite a discussão da loucura do filósofo evolutivo ardente. Friedrich Nietzsche, com a sua propaganda “Deus está morto", ou o dedicado darwinista, Adolfo Hitler, e a sua obsessão por astrologia e ocultismo, ou outros, cujas realizações influentes no plano mundano, foram acompanhados por problemas físicos traumáticos e indagações relacionadas com o plano moral e espiritual.

www.criacionismo.com

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.470
  • Sexo: Masculino
Re: Quem são os cientistas da evolução?
« Resposta #1 Online: 10 de Setembro de 2005, 16:16:21 »
Citação de: Fernando
Os Problemáticos Pais do Evolucionismo
Por Henry M. Morris PHD

Os fundadores e proponentes mais influentes do evolucionismo moderno nem sempre eram cientistas objetivos e não emotivos.

O que é completamente irrelevante, dado que a comprovação da teoria pode ser indenendente deles.




Citar

Ele também teve problemas mentais significativos.

E Darwin era um safado, galinha. Traia as namoradas, mijava nas calças até os 12 anos. Repetiu a primeira série até os 14 e ficava roubando o lanchinho dos garotos mais novos.

Isso é prova contundente de que a evolução está errada, e logo Alá criou o mundo.


Citar
Huxley era um declarado ateu e humanista e até um pouco racista, como também um forte político de esquerda.

Muita gente é racista, o que não significa que o racismo seja cientificamente embasado, ainda que pudesse tentar fazer isso. Muitos criacionistas de direita, até hoje, são racistas.
O criacionismo, até dá maior validade ao racismo, por propor que os tipos originais sofreram apenas "degenerações" - evolução não como simplesmente modificação, como é proposto pela ciência, mas uma mudança para um estágio inferior. Assim houveram até os que propuseram que os "arianos" eram os tipos humanos originais, e as demais raças e até macacos seriam degenerações.



Citar
Alfred Russel Wallace, o "co-descubridor" da teoria de evolução através da seleção natural com Charles Darwin, era, de fato, um espírita declarado, Wallace era um dos líderes da revivificação do "espiritualismo" na Inglaterra que estava acontecendo nesta ocasião. Ele escreveu artigos e livros que defendem a convicção pagã antiga de que as pessoas poderiam se comunicar de fato com seres espirituais (a Bíblia os chama demônios).

Ou de anjos, mas claro, é melhor "demonizar", é o que vai de acordo com os objetivos do texto.


Citar

De fato, ele "descobriu" a seleção natural de um modo muito estranho. Wallace relacionou esta experiência como segue:
O método inteiro de modificação da espécie ficou claro a mim, e nas duas horas de meu ajuste eu tinha ideado os pontos principais desta teoria.3
Quer dizer, Wallace, sem educação científica e de pequeno contato com cientistas, inventou em duas horas o enredo evolutivo inteiro no qual
Charles Darwin, no meio da comunidade científica mais destacada da Inglaterra, tinha trabalhado durante vinte anos.

Olha a diferença das coisas, uma é teorizar, outra é analizar quais seriam e procurar pelas evidências.



Citar

O notável historiador de ciências, Loren Eisely, disse em relação a esta experiência:
Um homem que procura pássaros de paraíso em uma selva distante ainda não sabia que tinha forçado o autor mais relutante do mundo [quer dizer, Darwin] de desovar o seu cortejado volume, ou que todo o pensamento ocidental estava prestes a ser balançado para um novo canal porque um homem em sua febre tinha sentido um momento de estranha iradiação.4
Estas influências obscuras também estavam presentes nas carreiras dos dois mais influentes pioneiros da psicologia evolutiva, Carl Jung e Sigmund Freud.

FREUD e JUNG inventores da psicologia evolutiva?
Que asneira!

Mas claro que é uma boa idéia confundir quando se quer enganar!



Citar

Marx era evolucionista doutrinário e seguidor de Darwin e que permeou a economia e as ciências sociais com princípios evolutivos.

Marx não era seguidor de Darwin.

De um lado, criticam Darwin por ter baseado o darwinismo no liberalismo econômico, e ao mesmo tempo vem com essas.


Citar
Richard Wurmbrand, um pastor antigamente encarcerado na Sibéria debaixo da perseguição comunista, documentou convincentemente o fato que Marx somente não era um ateu evolutivo, mas, mais provável, um satanista evolutivo que também pode ter feito bem algum tipo de pacto faustiano com satanás.8

HAHAHAHAHAHA pensei que a graça ia acabar em "ateu evolutivo"!!! Mas ateu satanista foi demais!!!!

Quer dizer, o cara consegue não acreditar na existÊncia de Javé, mas acredita na existência de Satanás, criado por Javé!!!! Esse cara é fenomenal!!!


Citar
O próprio Charles Darwin, até onde nós sabemos, nunca foi envolvido em espiritualismo ou ocultismo de qualquer tipo. Mas, na maior parte da vida dele, ele sofria de uma enfermidade misteriosa, especialmente depois que ele deixou a sua convicção nominal no cristianismo e começou a procurar uma explicação naturalista de design aparente na natureza.

Ao longo da vida dele, Darwin sofreu, pelas próprias palavras dele, "de vômito... tremedeira, sensações de morte, sonido nas orelhas," como também palpitações do coração, visão borrada, e choro histérico.9

Foram publicadas muitas hipóteses diferentes sobre a causa básica desta longa enfermidade. O estudo mais completo foi feito em uma análise de um livro inteiro por Colp.10 Depois de revisar todas as diferentes possibilidades, Colp concluiu que o complexo de enfermidades de Darwin foi induzido emocionalmente, causado pela sua persistente advocacia da evolução, consciente do dano que esta infligiria nas relações humanas.

Os criacionistas sempre dão um jeito de inovar de vez em quando nas babaquices.

A ancestralidade comum causa danos nas relações humanas. Que danos???? Eletromagnetismo também causou danos nas relações humanas, heliocentrismo também... até a Terra ser redonda, se for assim.


Citar

O espaço aqui não permite a discussão da loucura do filósofo evolutivo ardente. Friedrich Nietzsche, com a sua propaganda “Deus está morto", ou o dedicado darwinista, Adolfo Hitler,

Dedicado darwinista. Que palhaçada. Pode até ser que acreditassem am ancestralidade comum universal, como muitos teístas. Mas era um teísta que cria em um "tipo especial" ariano, que estaria fazendo o trabalho de deus ao fazer o que fez. Não é dedicação ao darwinismo, é dedicação à deus, nas palavras dele mesmo.

Eu não compreendo como os criacionistas não se envergonham de usarem tanta mentira para tentarem enganar as pessoas. Mentira não costuma ser pecado não? Acho que é só se "arrepender", mas não desmentir nada. Aí os outros que foram enganados não estão mentindo conscientemente, estão salvos pela ignorância, e o fundamentalismo do credo pode ganhar força e crescer com bases nisso.


Tem alguma documentação de Hitler em que ele defenda a ancestralidade comum universal?

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re: Quem são os cientistas da evolução?
« Resposta #2 Online: 10 de Setembro de 2005, 16:41:38 »
A personalidade das pessoas não interfere em suas pesquisas ou em suas teorias. O texto afirma que interferiu no caso dos evolucionistas. Provas?

Vale lembrar que na época de Huxley o racismo  não era algo incomum.

Os criacionistas não conseguem mais atacar o evolucionismo e então precisam criar textos falaciosos e mentirosos como este. Se esquecem de que o seu criacionismo é sustentado somente pelo fundamentalismo religioso, não tendo nenhum respaldo científico.

O texto comenta sobre o ateísmo de Huxley. Bem, existem evolucionistas cristãos aos milhares que também apóiam o evolucionismo.

Ah, e Wallace tinha se tornado espírita depois da publicação dos artigos sobre seleção natural.

Offline Perseus

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 895
Re.: Quem são os cientistas da evolução?
« Resposta #3 Online: 10 de Setembro de 2005, 18:56:03 »
Você quer medir o nível de burrice de uma pessoa? Vizinho, namorada, amigo, mãe, irmão, Edson... De este texto para ela e depois pergunte se ela concorda.

O nível da resposta sera inversamente proporcional à inteligência da pessoa.
Quanto menor e mais inerte for a massa cinzenta, maior sera a concordancia com o que esta escrito.
"Send me money, send me green
Heaven you will meet
Make a contribution
and you'll get a better seat

Bow to Leper Messiah"

Offline Stéfano

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.779
  • Sexo: Masculino
    • Hepcentro
Re: Quem são os cientistas da evolução?
« Resposta #4 Online: 11 de Setembro de 2005, 18:02:44 »
Citação de: Fernando
Por exemplo, Thomas Huxley (Sem sua forte advocacia pública o Darwinismo poderia ter morrido desapercebido) não era o cientista frio que a maioria dos escritores assume. Adrian Desmond escreveu uma biografia de Huxley com o título intrigante de, “Huxley, o Discípulo do Diabo”, e um revisor faz as seguintes fortes observações:
Nós ouvimos muito da ira e ferocidade de Huxley: Desmond torna fácil a visualizar o poder maníaco e a intensidade do se mau humor. Retratando a vida mental de Huxley como freqüentemente beirando na loucura, Desmond nos deixa nenhuma dúvida que paixão negra alimentaram as suas ambições. Beatrice Webb, autora Fabiana e amiga íntima de Huxley, o descreveu como "supremamente triste" e como alguém cujo trabalho se resumiu a "colapsos filosóficos entre desajustes de deficiência".


Engraçado, eu li a biografia do Desmond e minha impressão foi a de que Huxley era frio mesmo...
"Alternative and mainstream Medicine are not simply different methods of treating ilness. They are basically incompatible views of reality and how the material world works." Arnold S. Relman

Atheist

  • Visitante
Re.: Quem são os cientistas da evolução?
« Resposta #5 Online: 11 de Setembro de 2005, 23:56:08 »
:shock:

Brincadeira... :|

Que desespero!  :?

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.265
  • Sexo: Masculino

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!