Autor Tópico: Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas  (Lida 3450 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.487
  • Sexo: Masculino
Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Online: 08 de Junho de 2016, 20:09:24 »
O ocorrido recentemente na Universidade de Brasília propiciou iniciar um debate sobre o título desse tópico.

Citar
Extrema-esquerda pratica violência extrema contra estudante indefeso na UnB
Por lucianohenrique on 7 de junho de 2016   • ( 10 )



Sempre com covardia e fascismo, a extrema-esquerda que infesta as universidades públicas mais uma vez praticou seus tradicionais espetáculos de horror. Atacaram, feito uma matilha de psicopatas, um estudante indefeso que apenas segurava uma bandeira da monarquia. Como já escrevi várias vezes aqui, boa parte dos direitistas até rejeita a solicitação por monarquia. Mas a divergência no mundo civilizado não deveria ser resolvida com ataques orcs.

A matéria do site Metropoles fornece mais detalhes:

Citar
    O vídeo que mostra uma briga no campus Darcy Ribeiro da Universidade de Brasília (UnB) mostra pelo menos cinco jovens envolvidos no confronto. As imagens foram compartilhadas em grupos de estudantes da instituição e trazem cenas de grande violência.

    Segundo comentários de estudantes que teriam presenciado o momento, a briga ocorreu nesta terça-feira (7/6) depois que um aluno hasteou uma bandeira da Casa Imperial do Brasil no andar superior do Instituto de Ciências Centrais — o Minhocão. O ato seria em apoio à monarquia. Então, ele e um grupo que seria contrário à manifestação entraram em confronto.

    Em comentários nas redes sociais, estudantes têm criticado a atitude do grupo. O Metrópoles entrou em contato com a assessoria da UnB, mas até a publicação desta matéria, não havia recebido resposta.No mesmo local, um grupo de cerca de 40 alunos se manifestava contra a paralisação de estudantes na universidade. “Eles falam que é contra a precarização do ensino, mas temos certeza que é a favor do governo Dilma”, comentou Osmar Bernardes, um dos coordenadores do ato.

    Ele fez questão de ressaltar que o grupo não apoia à monarquia e que o jovem estava sozinho. “Foi um ato isolado. Mas a gente repudia qualquer tipo de violência. Todo mundo tem direito de apoiar o que quiser”, opinou.

    Osmar relata que o Movimento Reação Universitária também foi vítima de agressões nesta tarde. “Jogaram tinta na gente e gritaram palavras de ordem”, afirmou Osmar.

Bancadas com dinheiro público, as universidades federais e estaduais estão se tornando ambientes alheios à civilização. A doutrinação de extrema-esquerda cria hordas de psicopatas. Se for para continuar desse jeito, o negócio então é privatizar, pois estruturas bancadas com dinheiro público não podem ser tornar armadilhas para emboscadas de pessoas indefesas.

O projeto Escola sem Partido tem seus méritos, mas é insuficiente: precisamos salvar as crianças e jovens de estruturas de horror, opressão e abuso, e para isso é preciso proibir que qualquer estudante sofra coação por questões de opinião. Em ocorrências como a deste tipo, é preciso processar os responsáveis e exonerar aqueles que deveriam garantir a segurança dos estudantes.

Escola é lugar de estudo, não de terrorismo. Mais do que lutar contra a doutrinação em salas de aula, é preciso lutar contra a violência deliberada, o abuso incentivado, a tortura programada, o fascismo sistematizado e a censura incessante.

Deste jeito, a UnB se tornou a antítese do que deveria ser uma escola. Os responsáveis por isso precisam ser punidos.

<a href="https://www.youtube.com/v/JzUF8-U3wzo" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/JzUF8-U3wzo</a>


Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.487
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #1 Online: 08 de Junho de 2016, 20:10:15 »
Citar
Mais um ato de violência dos fascistas que pedem mais amor, desta vez na UnB

Ontem o movimento estudantil Reação Universitária realizou um ato contra a paralisação política promovida por setores ligados ao petismo na Universidade de Brasília. Foi quando agentes desses grupos partiram para o ataque, coagindo os participantes do ato e agredindo um aluno que estava com uma bandeira do Brasil Império. Leia a nota do Movimento Reação Universitária sobre as agressões.



Aparentemente, é proibido pensar diferentes desses gênios da raça. Aparentemente também, a extrema-esquerda conta com um alvará por parte de autoridades políticas, policiais e universitárias para cometer toda a sorte de crimes. O que é concreto e cristalino é a disposição que os fascistas que pendem mais amor tem em se expressar politicamente por meio da violência.

Estamos falando de um ambiente universitário, que por lógica deveria ser ambiente de debate de ideias, e não um mero aparelho de instrumentalização política por parte de grupos autoritários. Mais do que isso, estamos falando de uma instituição pública, mantida com recursos federais. Esses recursos são provenientes dos impostos pagos majoritariamente por aqueles que discordam das ideias totalitárias daqueles agressores.

Essas agressões, intimidações e perseguições são corriqueiras nas universidades brasileiras, principalmente nas públicas. E assim como os crimes de estudantes militantes da extrema-esquerda, estupros e abuso de drogas e álcool, elas são solenemente ignoradas pelas autoridades universitárias. Sem essa cooperação, as autoridades policiais ficam de mãos atadas. O fato de um estudante ser agredido pelo simples fato de estar com uma bandeira nacional nas mãos deve ser entendido como um alerta: as universidades se tornaram escolas de criminosos.

Mas porque isso acontece? Porque quem pratica esses crimes tem a certeza da impunidade. Eles fazem o diabo sem jamais serem responsabilizados por isso. No fim das contas, continuam ali parasitando o contribuinte e consolidando a imoralidade estatal. É inadmissível que o Ministério da Educação permita que esse tipo de coisa continue. Na maioria das instituições particulares, um agressor é sumariamente expulso, já que o pressuposto para a convivência em sociedade é a civilidade. Não é o que acontece em nossas universidades públicas. Um agressor só é considerado perigoso quando não veste as cores vermelhas daquela ideologia que inspirou as piores ditaduras. Nesse ambiente onde reina a estupidez, são os legítimos estudantes que são criminalizados. Fica a pergunta: até quando vamos tolerar esse culto à barbárie nas universidades brasileiras?


Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.487
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #2 Online: 08 de Junho de 2016, 20:10:34 »
Citar
A barbárie socialista na Universidade de Brasília
Escrito por Felipe Melo | 08 Junho 2016
Notícias Faltantes - Denúncias

Um relato de quem encarou a feia face da autoritária esquerda universitária e resistiu.

“Nossa paciência conquistará mais do que nossa força”
Edmund Burke

É bastante alardeado por grupos de esquerda, dos moderados aos radicais, que a universidade brasileira deve ser um espaço democrático e plural. Esses grupos denunciam, a torto e a direito, o que chamam de ataques às minorias. Dizem defender o debate franco, a diversidade e o pluralismo. Tudo muito bonito… mas falso.

No dia 7 de junho de 2016, terça-feira, participei de um ato do Movimento Reação Universitária (MRU) na Universidade de Brasília (UnB). Estudo naquela instituição e faço parte do MRU, que congrega estudantes conservadores e liberais que querem exercer sua liberdade de expressão sem medo de agressões covardes. A principal pauta de nossa manifestação pacífica — que, aliás, foi avisada à Reitoria da UnB antes de ocorrer — eram as paralisações que alguns grupos de estudantes e professores querem promover “contra o golpe”. Reunimos cerca de 30 alunos no prédio principal do Campus Darcy Ribeiro, o Instituto Central de Ciências (ICC), na entrada da ala norte. Chegamos um pouco antes do meio-dia, horário marcado para começar nosso ato, para confeccionar alguns cartazes e dar início a tudo.

Pouco depois do meio-dia, grupos de duas outras manifestações, que começaram em outros pontos do ICC, caminharam até onde estávamos e se juntaram com um único objetivo: nos hostilizar. Eram cerca de 150 pessoas — cinco vezes mais do que nós. Ali onde estávamos, experimentamos, por longos minutos, o grau de tolerância da esquerda universitária: nos xingaram de fascistas, racistas, machistas e homofóbicos; nos empurraram, apontaram dedos em nossos rostos e nos cuspiram; arrancaram cartazes das mãos de algumas meninas que protestavam junto conosco; lançaram tinta vermelha contra nós. Tudo isso aos berros, e embalado por palavras de ordem deste tipo:

"É NO FUZIL
É NA PEIXEIRA
NA UNB A JUVENTUDE É GUERRILHEIRA"

Ouvimos que não pertencíamos à UnB. Acusaram-nos de sermos assassinos. Chegamos a ouvir que, se eles pudessem, teriam nos matado. E tudo isso sob o olhar passivo do corpo de segurança da universidade.



Em dado momento, um simpatizante da nossa manifestação, que estava no mezanino da área onde éramos hostilizados, desfraldou uma bandeira do Brasil Império. Membros da horda que nos intimidava correram até ele e tentaram arrancar-lhe a bandeira. O vídeo do ocorrido já está sendo amplamente divulgado. (N.doE.: O vídeo acima.) O rapaz tomou dois socos tão fortes que seus óculos arrebentaram no rosto. Uma equipe da UnBTV tentou nos entrevistar, mas fomos ainda mais hostilizados. Ficou claro que o corpo de segurança da universidade nada faria para impedir que mais violência fosse cometida. Assim, decidimos abandonar o espaço por volta das 13h30.

Todas essas agressões foram registradas em foto e vídeo. Tudo relatado aqui traduz fielmente o que aconteceu naquele dia, onde, por quase uma hora e meia, experimentamos o autoritarismo e a barbárie dos grupos ideológicos que, formados por alunos e incitados por professores e partidos políticos, instauraram na UnB um clima de terror ideológico. Se há alguma dúvida de que o patrulhamento político e a doutrinação ideológica são a base do cotidiano acadêmico na UnB, já não resta mais dúvida alguma.

A Universidade de Brasília também é nossa. A liberdade de expressão é um direito sagrado de todos, e reconhecido como tal pela Constituição Federal. Mas não há liberdade de agressão, e nenhuma das agressões que sofremos (e registramos) ficará impune. A violência que sofremos não nos esmorece: nos fortalece. E, diante de tudo, garantimos uma coisa: nós chegamos para ficar.

Não parar.
Não precipitar.
Não retroceder.


https://medium.com/@felipeoamelo

Gostei muito do começo do texto:
“Nossa paciência conquistará mais do que nossa força”

...e do seu final:
"Nós chegamos para ficar".



Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.487
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #4 Online: 08 de Junho de 2016, 20:50:32 »

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.008
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #5 Online: 08 de Junho de 2016, 20:56:00 »
Em 2007/2008, quando eu trabalhava no Choque e teve uma marcha da maconha, eles iam exibir uns vídeos naquela zona que é a faculdade de humanas e nós íamos fazer a escolta deles durante a marcha.

No meio dos vídeos, chegou a denuncia de que eles estariam consumindo e traficando drogas lá dentro e quando nós fomos entrar no prédio, alguns desses "estudantes" não queriam deixar... em questão de minutos o mimimi ganhou uma proporção considerável e com o aumento do número deles, eles começaram a ficar atrevidos, até que um danoninho veio correndo com uma cadeira pra jogar na gente.

Um colega meu que estava mais a frente deu uma bastãozada no peito do cara que quebrou o bastão em 2 partes, com o "mamãe sou forte" caindo no chão já chorando. Mais umas 5 bastãozadas bastaram pros "guerrilheiros urbanos" sumirem da nossa frente. :lol:
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.008
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #6 Online: 08 de Junho de 2016, 21:02:40 »
http://faculdadeoucracolandia.tumblr.com/

Cuidado! NSFW!

Seria de  bom tom lembrar aos desavisados o significado do acrônimo: Not Safe For Work.  :)

Que fissura desse povo em ficar pelado.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.140
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #7 Online: 08 de Junho de 2016, 21:16:02 »
Citar
eles começaram a ficar atrevidos, até que um danoninho veio correndo com uma cadeira pra jogar na gente.

Um colega meu que estava mais a frente deu uma bastãozada no peito do cara que quebrou o bastão em 2 partes, com o "mamãe sou forte" caindo no chão já chorando. Mais umas 5 bastãozadas bastaram pros "guerrilheiros urbanos" sumirem da nossa frente. :lol:

Mandar o sarrafo a vontade nesses vagabundos deve ser bem divertido. :lol:

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.151
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #8 Online: 09 de Junho de 2016, 10:05:26 »
Fascismo declarado e celebrado escancaradamente.

Por que não são usadas técnicas não-violentas de "controlar" os manifestantes? Mais importante, por que eles precisam ser "controlados", afinal? Estão num local PÚBLICO exercendo seu direito de manifestação DEMOCRÁTICA. Só tem uma resposta a todas essas perguntas: fascismo.

É assustador o transparecer dessa ânsia que alguns têm para ver retornarem prisões políticas, campos de concentração, onde essas pessoas poderiam ser torturadas a esmo, por puro sadismo, justificado apenas por serem feministas, homoafetivos, por distribuírem produtos recreativos que competem com os da indústria capitalista (essas sim, nocivos), por defenderem o povo.

Offline Eu

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 375
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #9 Online: 09 de Junho de 2016, 15:40:46 »
Isso não é fascismo, é stalinismo.

Offline Gauss

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.152
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #10 Online: 09 de Junho de 2016, 15:44:24 »
Isso não é fascismo, é stalinismo.

São membros do PSTAL:
https://www.facebook.com/PSTAL57/
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.914
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #11 Online: 09 de Junho de 2016, 16:02:38 »
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

Depois que o governo petista caiu esse povo que estava meio quieto começou a manifestar suas barbaridades extremistas... Parece que tudo são trevas em nossas universidades. 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Euler1707

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 703
  • Sexo: Masculino
  • não há texto pessoal
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #12 Online: 09 de Junho de 2016, 16:42:10 »
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

Depois que o governo petista caiu esse povo que estava meio quieto começou a manifestar suas barbaridades extremistas... Parece que tudo são trevas em nossas universidades. 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.
Tem alguma fonte para essa afirmação?

Offline El Elyon

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 611
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #13 Online: 09 de Junho de 2016, 20:51:51 »
Citar
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

E porque eles deveriam cantar e o hino e participar de sua ritualística?
"As long as the Colossus stands, Rome will stand, when the Colossus falls, Rome will also fall, when Rome falls, so falls the world."

São Beda.

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.914
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #14 Online: 09 de Junho de 2016, 22:39:45 »
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

Depois que o governo petista caiu esse povo que estava meio quieto começou a manifestar suas barbaridades extremistas... Parece que tudo são trevas em nossas universidades. 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.
Tem alguma fonte para essa afirmação?
Eu trabalho nisso, conheço o ambiente...
« Última modificação: 09 de Junho de 2016, 22:42:42 por Pregador »
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.914
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #15 Online: 09 de Junho de 2016, 22:41:49 »
Citar
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

E porque eles deveriam cantar e o hino e participar de sua ritualística?

Eles não se recusam a receber o salário da pátria que renegam...
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.821
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #16 Online: 12 de Junho de 2016, 16:07:24 »
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

Depois que o governo petista caiu esse povo que estava meio quieto começou a manifestar suas barbaridades extremistas... Parece que tudo são trevas em nossas universidades. 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.



Sinto muito, mas acho difícil  acreditar que 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.  70% ser de esquerda vá lá, mas 70% ser da esquerda radical ?  Qual é essa universidade ? 



Offline El Elyon

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 611
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #17 Online: 12 de Junho de 2016, 18:05:11 »
Citar
Eles não se recusam a receber o salário da pátria que renegam...

O que não implica que eles precisam amar e prestar reverência a ela - assim como o técnico de som de uma Igreja Universal não precisa rezar o Pai-Nosso para receber dinheiro do Pastor.
"As long as the Colossus stands, Rome will stand, when the Colossus falls, Rome will also fall, when Rome falls, so falls the world."

São Beda.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.008
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #18 Online: 13 de Junho de 2016, 15:23:17 »
Citar
eles começaram a ficar atrevidos, até que um danoninho veio correndo com uma cadeira pra jogar na gente.

Um colega meu que estava mais a frente deu uma bastãozada no peito do cara que quebrou o bastão em 2 partes, com o "mamãe sou forte" caindo no chão já chorando. Mais umas 5 bastãozadas bastaram pros "guerrilheiros urbanos" sumirem da nossa frente. :lol:

Mandar o sarrafo a vontade nesses vagabundos deve ser bem divertido. :lol:

O dedo do spray chega a coçar... :lol:
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.151
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #19 Online: 13 de Junho de 2016, 15:55:01 »
Essa discussão poderia facilmente evidenciar fascismo, conservadorismo, homofobia, misoginia, e racismo, em páginas de GJS no facebook...

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.914
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #20 Online: 13 de Junho de 2016, 19:39:33 »
Aqui tem gente reclamando e se negando a cartar o hino e ficar em pé, já que isso é um inaceitável ato nacionalista, uma vez que "sua pátria é o mundo e sua nação é a classe trabalhadora".

Depois que o governo petista caiu esse povo que estava meio quieto começou a manifestar suas barbaridades extremistas... Parece que tudo são trevas em nossas universidades. 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.



Sinto muito, mas acho difícil  acreditar que 70% dos docentes são da esquerda radical, ao estilo PSOL.  70% ser de esquerda vá lá, mas 70% ser da esquerda radical ?  Qual é essa universidade ? 




IFPR... Tenho experiência com várias outras. Talvez a cifra não seja essa, afinal é muito difícil medir por um método seguro, mas garanto que é bem elevada.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.470
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #21 Online: 13 de Junho de 2016, 23:17:51 »
O engraçado é que nas particulares costuma ser o oposto.
Tem o pessoal da esquerda de iPhone, mas extrema esquerda são raros

Skorpios

  • Visitante
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #22 Online: 14 de Junho de 2016, 08:07:35 »
Não sei se esse seria o tópico, mas estou sem tempo para procurar um mais adequado. A moderação pode mover, se quiser.

Citar
Sem-vergonhice sem fronteiras

Por Mario Sabino

Eu não entendo nada de ciência e tecnologia, mas sei que as universidades, os laboratórios e centros de pesquisa do Brasil estão a anos-luz de distância daqueles dos países avançados.

Eu não entendo nada de ciência e tecnologia, mas sei que são fatores determinantes para o desenvolvimento de uma nação.

Eu não entendo nada de ciência e tecnologia, mas sei que é um inferno encontrar um bom instalador de ar-condicionado por aqui.

Foi com certa curiosidade, portanto, que li a notícia da Folha segundo a qual apenas 3,7% dos participantes do programa federal Ciência Sem Fronteiras foram estudar nas melhores universidades do mundo -- aquelas que realmente fariam diferença para a formação dos beneficiados e, portanto, para o avanço científico e tecnológico nacional. A massacrante maioria aproveitou o intercâmbio com dinheiro público apenas para “ter uma experiência lá fora”. E o “lá fora”, não raro, foi Portugal -- essa ilha de excelência na Europa Ocidental.

É claro que o programa inventado pelo PT era demagógico, um trem da alegria destinado principalmente a uma porção de gente sem requisitos acadêmicos para estudar seriamente no exterior. O meu ponto não é esse. O meu ponto é justamente a quantidade de gente disposta a pegar qualquer trem da alegria no Brasil, desde que pago com dinheiro público, sem a preocupação de dar retorno ao país.

Não há diferença moral entre o estudante que pegou bolsa do governo para fazer curso de nanotecnologia na Universidade de Coimbra e o político que vai ao estrangeiro às nossas expensas, a pretexto de discutir alianças estratégicas, e passa o dia circulando em lojas de grife de Nova York, Londres, Paris ou Roma.

Somos um país de salafrários, essa é a verdade, e os trens da alegria nos espelham, não importa o nome que se dê a eles. A taxa de honestidade brasileira talvez seja mesmo de míseros 3,7%.

Vou ter de continuar procurando um bom instalador de ar-condicionado.

Offline Euler1707

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 703
  • Sexo: Masculino
  • não há texto pessoal
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #23 Online: 14 de Junho de 2016, 19:52:35 »
Citar
Sem-vergonhice sem fronteiras

Por Mario Sabino

Eu não entendo nada de ciência e tecnologia, mas sei que as universidades, os laboratórios e centros de pesquisa do Brasil estão a anos-luz de distância daqueles dos países avançados.

Eu não entendo nada de ciência e tecnologia, mas sei que são fatores determinantes para o desenvolvimento de uma nação.

Eu não entendo nada de ciência e tecnologia, mas sei que é um inferno encontrar um bom instalador de ar-condicionado por aqui.

Foi com certa curiosidade, portanto, que li a notícia da Folha segundo a qual apenas 3,7% dos participantes do programa federal Ciência Sem Fronteiras foram estudar nas melhores universidades do mundo -- aquelas que realmente fariam diferença para a formação dos beneficiados e, portanto, para o avanço científico e tecnológico nacional. A massacrante maioria aproveitou o intercâmbio com dinheiro público apenas para “ter uma experiência lá fora”. E o “lá fora”, não raro, foi Portugal -- essa ilha de excelência na Europa Ocidental.

É claro que o programa inventado pelo PT era demagógico, um trem da alegria destinado principalmente a uma porção de gente sem requisitos acadêmicos para estudar seriamente no exterior. O meu ponto não é esse. O meu ponto é justamente a quantidade de gente disposta a pegar qualquer trem da alegria no Brasil, desde que pago com dinheiro público, sem a preocupação de dar retorno ao país.

Não há diferença moral entre o estudante que pegou bolsa do governo para fazer curso de nanotecnologia na Universidade de Coimbra e o político que vai ao estrangeiro às nossas expensas, a pretexto de discutir alianças estratégicas, e passa o dia circulando em lojas de grife de Nova York, Londres, Paris ou Roma.

Somos um país de salafrários, essa é a verdade, e os trens da alegria nos espelham, não importa o nome que se dê a eles. A taxa de honestidade brasileira talvez seja mesmo de míseros 3,7%.

Vou ter de continuar procurando um bom instalador de ar-condicionado.
Qual é o problema com as universidade Portuguesas? qual foi o critério usado para classificar a experiência acadêmica daqueles estudantes como proveitosa, ou não?
Eu não sei se o Jornalista tem alguma experiência com as universidades portuguesas, mas se pegasse e fizesse uma comparação entre notas de aulas escritas por algum professor português numa universidade portuguesa para com notas de aula do mesmo assunto, só que feitas por um professor brasileiro numa universidade brasileira, veria-se a enorme diferença. As universidades portuguesas ainda são muito melhores do que as nossas.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.080
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #24 Online: 14 de Junho de 2016, 19:55:51 »
[...]
As universidades portuguesas ainda são muito melhores do que as nossas.

No que elas são melhores, caro Euler1707?
Foto USGS

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!