Autor Tópico: Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas  (Lida 3420 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.036
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #100 Online: 30 de Outubro de 2017, 18:34:32 »
Um filme sobre Olavo de Carvalho?


O que isso difere do tratamento que a esquerda dá a figuras como Lula?


O proximo será sobre o  grande defensor da moralidade, o Carola mor, Alexandre Frota?

Oh Geesus!!


Que absurdo. Vamos proibir!
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #101 Online: 30 de Outubro de 2017, 18:42:45 »
Um filme sobre Olavo de Carvalho?


O que isso difere do tratamento que a esquerda dá a figuras como Lula?


O proximo será sobre o  grande defensor da moralidade, o Carola mor, Alexandre Frota?

Oh Geesus!!


Que absurdo. Vamos proibir!

Quer apostar que a turma que tentou impedir a exibição é a mesma que arrotou contra o boicote ao MAM?

Os defensores da liberdade de expressão, desde expressão seja enfiar algo no rabo em praça pública.

Offline homemcinza

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 799
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #102 Online: 30 de Outubro de 2017, 19:06:03 »
Um filme sobre Olavo de Carvalho?


O que isso difere do tratamento que a esquerda dá a figuras como Lula?


O proximo será sobre o  grande defensor da moralidade, o Carola mor, Alexandre Frota?

Oh Geesus!!


Que absurdo. Vamos proibir!

Proibir não! Assim podemos ver o quanto a  direita se iguala fabricando icones toscos como os da esquerda.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.036
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #103 Online: 30 de Outubro de 2017, 19:34:34 »
Um filme sobre Olavo de Carvalho?


O que isso difere do tratamento que a esquerda dá a figuras como Lula?


O proximo será sobre o  grande defensor da moralidade, o Carola mor, Alexandre Frota?

Oh Geesus!!


Que absurdo. Vamos proibir!

Proibir não! Assim podemos ver o quanto a  direita se iguala fabricando icones toscos como os da esquerda.

Apesar dos excessos do Olavo, eu ainda acho ele muito superior ao Lula. E há críticos ao Olavo dentro da direita. Já na esquerda é proibido criticar Lula.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Muad'Dib

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.995
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #104 Online: 30 de Outubro de 2017, 19:48:45 »
Tá, tá bom.

Mas convenhamos, a direita vive com um mimimi do caralho sobre como as faculdades de ciências humanas são inúteis, cheia de comunistas politicamente corretos que vivem em um mundo de sonhos dourados, falam sobre a influência maléfica que os ídolos esquerdistas têm sobre os pobres universitários... E o que a direita faz para mostrar como ela é diferente, superior e como está preparada para conduzir o ambiente universitário de forma mais responsável, digna e apropriada???

OLAVO DE CARVALHO!!! Na universidade.

Maravilha.

É a ferradura.

Um filme sobre Olavo de Carvalho?


O que isso difere do tratamento que a esquerda dá a figuras como Lula?


O proximo será sobre o  grande defensor da moralidade, o Carola mor, Alexandre Frota?

Oh Geesus!!


Que absurdo. Vamos proibir!

Proibir não! Assim podemos ver o quanto a  direita se iguala fabricando icones toscos como os da esquerda.

Apesar dos excessos do Olavo, eu ainda acho ele muito superior ao Lula. E há críticos ao Olavo dentro da direita. Já na esquerda é proibido criticar Lula.

Isso me pareceu bem fora da realidade. Lula e Olavo é como tijolo e banana, merda e vômito de alienígena. Não dá para comparar. E a direita (pegue o MBL, por exemplo) ama Olavo, quem não diz abertamente é enrustidamente olavete. Reinaldo Azevedo é uma exceção.

Offline Muad'Dib

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.995
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #105 Online: 30 de Outubro de 2017, 19:52:26 »
Em tempo:

Não acho que deveria ter sido proibido, mas acho legal que os grupelhos saíram na porrada. Os idiotas dos extremos precisam de mais confronto. Quem sabe com isso fortalece a sensação de como é estúpida essa guerrinha.

E por falar em estupidez, viram a campanha contra a mulher no SESC Pompéia??? Puta merda, essa esquerda é asquerosa mesmo...

Offline Tirn Aill

  • Nível 06
  • *
  • Mensagens: 63
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #106 Online: 01 de Novembro de 2017, 17:17:20 »
Citar
Sesc Pompeia sofre ataques por sediar evento com Judith Butler

Um dos principais centros culturais de São Paulo, o Sesc Pompeia vem sofrendo ataques em sua página no Facebook desde a tarde desta quinta (26) por receber, na segunda (6), a filósofa estadunidense Judith Butler. Ela participa do seminário “Os fins da democracia”, que acontece entre os dias 7 e 9 de novembro – e que não trata de gênero, especificamente.

Ao todo, a página já recebeu 386 avaliações negativas em torno de 24 horas. A mesma estratégia foi utilizada contra a página do MAM logo após a polêmica envolvendo a performance La Bête; e com o Santander, que em Porto Alegre organizou a mostra Queermuseu.

Uma petição anônima também lançada nesta quinta (26) pede ao Sesc o cancelamento da visita de Butler – e já conta com 88.821 assinaturas. “Não podemos permitir que a promotora dessa ideologia nefasta promova em nosso país suas ideias absurdas, que têm por objetivo acelerar o processo de corrupção e fragmentação da sociedade”, é como justifica-se o texto da petição.

Além de participar do seminário, a filósofa vem ao Brasil para lançar seu último livro, Caminhos divergentes – judaicidade e crítica do sionismo (Boitempo), obra que faz uma crítica ao sionismo político dialogando com filósofos como Emmanuel Levinas, Hannah Arendt e Walter Benjamin.

Uma das principais teóricas dos estudos queer, Butler também exerce grande influência em outros campos teóricos e disciplinares como a Ética e a Filosofia Política. É autora de, entre outros, Problemas de gênero – Feminismo e subversão da identidade, Relatar a si mesmo – Crítica da violência ética e A vida psíquica do poder – Teorias da sujeição.

Em resposta às avaliações negativas ao Sesc Pompeia, artistas e apoiadores articularam um “avaliaço” informal. Desde ontem, cerca de 3 mil pessoas avaliaram positivamente o centro cultural, incluindo nomes como o jornalista Bruno Torturra, a poeta Alice Ruiz e os músicos Juçara Marçal, Mariá Portugal, Ricardo Herz, Dudu Tsuda e Leo Cavalcanti. Procurados, os representantes do Sesc preferiram não se manifestar sobre o assunto.
https://revistacult.uol.com.br/home/sesc-pompeia-judith-butler/

Offline Skeptikós

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.808
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #107 Online: 02 de Novembro de 2017, 15:52:50 »
A direita começou a se rebelar, agora vamos ter uma guerra cultura mesmo, e quem vai protagonizar isso serão as correntes mais extremas dos dois lados do espectro político, a extrema direita e a extrema esquerda. De um lado o puritanismo tradicionalista da direita conservadora e do outro o politicamente correto dos esquerdistas justiceiros sociais.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #108 Online: 02 de Novembro de 2017, 16:39:12 »
Mas a esquerda colhe o que planta, foi a esquerda que começou com o nós contra eles.

Acho ótimo que o pessoal começou a revidar, já passou da hora.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #109 Online: 02 de Novembro de 2017, 16:47:55 »
E por falar nisso...

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/11/02/por-que-o-brasil-treina-para-criar-uma-base-militar-com-os-eua-colombia-e-peru-na-amazonia.htm

Muito esquerdinha vai surtar sem motivo em 3,2,1....

Citar
Brasil treina para criar base militar com os EUA, Colômbia e Peru na Amazônia... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/11/02/por-que-o-brasil-treina-para-criar-uma-base-militar-com-os-eua-colombia-e-peru-na-amazonia.htm?cmpid=copiaecola

Brasil, EUA,  Colômbia e Peru criam exercício militar para simular uma base militar conjunta, o objetivo é treinar para oferecer ajuda humanitária a refugiados venezuelanos caso seja preciso.

Caso aconteça uma fuga em massa pela fronteira.

Petista falando que é o Temer vendendo a Amazônia aos gringos em 3,2,1.... :lol:


Offline Muad'Dib

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.995
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #110 Online: 02 de Novembro de 2017, 17:13:22 »
Daqui a pouco vai estar todo mundo com saudades dos bons tempos da Marilena Chaui, do "Seja bem vindX", da esquerda tratando toda minoria como se fossem sobreviventes de catástrofes com Stress pós-traumático, do PT brincalhão com travessuras fiscais...


Offline FZapp

  • Administradores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.786
  • Sexo: Masculino
  • El Inodoro Pereyra
    • JVMC
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #111 Online: 02 de Novembro de 2017, 20:43:40 »
Mas a esquerda colhe o que planta, foi a esquerda que começou com o nós contra eles.

Acho ótimo que o pessoal começou a revidar, já passou da hora.

Se trocar 'esquerda' para 'alguns grupos de esquerda' e 'direita' por 'alguns grupos de direita' verá que revidar não é a melhor estratégia.
--
Si hemos de salvar o no,
de esto naides nos responde;
derecho ande el sol se esconde
tierra adentro hay que tirar;
algun día hemos de llegar...
despues sabremos a dónde.

"Why do you necessarily have to be wrong just because a few million people think you are?" Frank Zappa

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.469
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #112 Online: 02 de Novembro de 2017, 21:00:18 »
Estou pensando em empreender, uma loja com coisas de militaria pros bolsominions ( coturnos, jaquetas, dogtags...) E outras com adereços punks  ( coisas de couro, correntes, bandanas...)para os esquerdinhas.

Logo estes grupelhos vão começar a se enfrentar nas ruas, acho que da para faturar

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #113 Online: 03 de Novembro de 2017, 02:01:19 »
Mas a esquerda colhe o que planta, foi a esquerda que começou com o nós contra eles.

Acho ótimo que o pessoal começou a revidar, já passou da hora.

Se trocar 'esquerda' para 'alguns grupos de esquerda' e 'direita' por 'alguns grupos de direita' verá que revidar não é a melhor estratégia.


Falo no sentido de que hoje tem gente levantando a voz contra essa turma nas ruas, dentro das escolas, na internet.

Coisa de pouco tempo atrás essa turma aprontava o que bem entendia sem qualquer oposição.

Falar em sala de aula que o Guevara não era um herói? Dizer a verdade que era um assassino? Sempre teria uma Chauí qualquer para reprovar o aluno que cometesse o sacrilégio.

Vc sabe que nunca gostei de comunistas e fora da internet sou exatamente igual ao que falo aqui, não tenho muita preocupação em escolher palavras ao me referir a gente assim, então até coisa de poucos anos atrás eu era quase o único na empresa onde trabalho que não suportava o Lulla.

Hoje o ambiente continua infestado de petistas mas já tem muitos como eu.

A coisa está mudando aos poucos.






Offline homemcinza

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 799
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #114 Online: 03 de Novembro de 2017, 11:24:36 »
Mas a Escola é lugar de idolatrar bandido mesmo. Ex bandeirantes, generais de guerra, colonizadores, etc...pra mim isso tudo na no nivel Guevara de criminalidade ou pior... :histeria:

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #115 Online: 03 de Novembro de 2017, 13:10:51 »
Mas a Escola é lugar de idolatrar bandido mesmo. Ex bandeirantes, generais de guerra, colonizadores, etc...pra mim isso tudo na no nivel Guevara de criminalidade ou pior... :histeria:

É outra merda mesmo, mas seu filho não será reprovado por falar mal de um general e possivelmente terá nota máxima por falar bem do Guevara.




Offline Tirn Aill

  • Nível 06
  • *
  • Mensagens: 63
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #116 Online: 03 de Novembro de 2017, 18:24:56 »
Eu li um livro de geografia do mec chamado Geografia; Geografia geral do Brasil - Vesentini e lá mostrava as falhas do socialismo e porque ele não funcionou. https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-791581891-livro-geografia-geral-e-do-brasil-vesentini-volume-unico-_JM

Acho que esses militantes não estudam quase nada da academia. O Paulo Ghiraldelli até falou que a esquerda brasileira mente quando diz que leu marx.

Offline Entropia

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 395
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #117 Online: 03 de Novembro de 2017, 22:59:50 »
Eu acho que o ponto de política e esquerda X Direita aqui já está muito longe de ser alguma especíe de conflito ideológico ou intelecutal(ahahahahahaah). Pode ser mero achismo meu, mas tudo é pautado e medido por emocao, você defende com unhas e dentes aquela ideologia que te faz se sentir melhor, aquela ideologia que faz com que os outros olhem com bons olhos a você, que lhe faca parecer "legal" e mais importante, que lhe faca sentir que você é uma espécie de herói lutando contra alguma coisa.

É super gratificante você criar um vilao e bater nele, pra quê realmente estudar alguma coisa, quando se pode culpar o outro lado com discursos inflamados que deixam o seu coracao acelerado e te dao satisfacao?

Esquerda lutando contra o capitalismo, empresários, opressao de minorias, protegendo a Arte, censurando "ódio".

E todos eles acreditam estar baseado em fatos e bom-senso(basicamente procurando tudo o que é a seu favor e rechacando o que é contra, e propagando jornalismo que é favorável a sua ideologia de estimacao).

Direita lutando pra proteger a família e má influência as nossas criancas.

Minha nossa, sao criancas super crescidas brincando de super-herói.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.036
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #118 Online: 04 de Novembro de 2017, 00:18:44 »
Eu acho que o ponto de política e esquerda X Direita aqui já está muito longe de ser alguma especíe de conflito ideológico ou intelecutal(ahahahahahaah). Pode ser mero achismo meu, mas tudo é pautado e medido por emocao, você defende com unhas e dentes aquela ideologia que te faz se sentir melhor, aquela ideologia que faz com que os outros olhem com bons olhos a você, que lhe faca parecer "legal" e mais importante, que lhe faca sentir que você é uma espécie de herói lutando contra alguma coisa.

É super gratificante você criar um vilao e bater nele, pra quê realmente estudar alguma coisa, quando se pode culpar o outro lado com discursos inflamados que deixam o seu coracao acelerado e te dao satisfacao?

Esquerda lutando contra o capitalismo, empresários, opressao de minorias, protegendo a Arte, censurando "ódio".

E todos eles acreditam estar baseado em fatos e bom-senso(basicamente procurando tudo o que é a seu favor e rechacando o que é contra, e propagando jornalismo que é favorável a sua ideologia de estimacao).

Direita lutando pra proteger a família e má influência as nossas criancas.

Minha nossa, sao criancas super crescidas brincando de super-herói.

É uma minoria que age por emoção. A esquerda mais radical cresceu pela falta de debates e desinteresse político do restante da população, e hoje tomaram conta da mídia e universidades, sem nunca terem sido combatidos. Agora que estão grandes, o combate é mais estridente, mas necessário.

É necessário principalmente porque esse pessoal não tem noção de economia, rejeitam o capitalismo, não entendem o que significa democracia (confundindo democracia com eleição).
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Skeptikós

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.808
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #119 Online: 04 de Novembro de 2017, 01:17:55 »

Ele gosta de zoar a esquerda.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Gauss

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.133
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #120 Online: 06 de Novembro de 2017, 19:33:35 »
Os trabalhadores da Engenharia Elétrica sempre salvando a pátria. 8-)
Citar
Universidade Federal proíbe evento contrário ao comunismo

Evento tinha palestras confirmadas de Valerii Hryhorash, cônsul da Ucrânia no Brasil, além de opositores ao regime venezuelano

A Universidade Federal de Santa Catarina (USFC) impediu a realização de um evento em memória das vítimas do comunismo. Com o nome “Semana Vítimas do Comunismo: 100 Anos da Pior Tragédia do Século XX”, o evento aconteceria entre os dias 6 e 10 de novembro, no auditório do Centro Sócio-Econômico (CSE) da universidade.

Horas depois do cancelamento, a organização do evento confirmou a realização no Auditório Teixeirão, no departamento de Engenharia Elétrica e Eletrônica da instituição.
Polêmica

A semana promoveria debates sobre a história e legado dos regimes comunistas e a história não contada da União Soviética. O evento, organizado com apoio da organização americana Victims of Communism Memorial Foundation (Fundação em Memória das Vítimas do Comunismo), tinha palestras confirmadas de Valerii Hryhorash, cônsul da Ucrânia no Brasil, Cristofer Correia, coordenador de Governo do Vontad Popular da Venezuela e Hélio Beltrão, presidente do Instituto Mises Brasil.


Segundo os organizadores, o evento estava agendado havia um mês, e quase 300 pessoas haviam confirmado presença. O cancelamento foi denunciado pelo vereador de Florianópolis Bruno Souza (PSL), um dos organizadores do evento, em uma postagem no Facebook. Segundo ele, o evento foi cancelado pela instituição sem explicações.

“A instituição onde me graduei em Ciências Contábeis rompeu com o espírito acadêmico e científico, de debate de ideias, e passou a perseguir ativamente o pensamento divergente”, disse Bruno.

Procurada pela Gazeta do Povo, a assessoria de imprensa da UFSC informou que a instituição não tem uma posição oficial sobre o cancelamento. Já o CSE alegou que o evento foi cancelado devido ao caráter político.

“Informamos que recebemos solicitação do Professor Fred Leite Siqueira Campos do Departamento de Economia e Relações Internacionais cancelando a “solicitação de uso do auditório do CSE” para o evento “Semana Vítimas do Comunismo” no período de 06/11/2017 a 10/11/2017. O mesmo ressalta que quando assinou a “solicitação do uso do auditório do CSE, a pedido de aluno, não tinha notado o caráter político e não acadêmico do evento”. Desta forma, o referido evento deverá ser realizado em outro local”, informou o CSE em nota oficial.

http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/universidade-federal-proibe-evento-contrario-ao-comunismo-4ypipcenajldkhw2cc2co8uhu?utm_source=twitter&utm_medium=midia-social&utm_campaign=ideias
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #121 Online: 07 de Novembro de 2017, 01:23:29 »
Tem um video na internet em que afirmam exatamente isso, qualquer evento programado em que falam contrário ao que os mortadelas querem ouvir é cancelado sem maiores explicações.

Todos ou quase todos os eventos.

É que no Brasil não existe censura.


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.120
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #122 Online: 07 de Novembro de 2017, 01:33:20 »

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.036
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #123 Online: 08 de Novembro de 2017, 12:48:18 »
Não é o melhor tópico, mas tem a ver:

Citar
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2017/11/1932605-ausencia-de-celebracao-oficial-frustra-estrangeiros-que-viajaram-a-russia.shtml

Ausência de celebração oficial frustra estrangeiros que viajaram à Rússia

 Um ex-guerrilheiro que participou do sequestro de um embaixador americano no Brasil, um político brasileiro com três décadas de mandatos em partidos de esquerda e o dono de um bar comunista do Rio de Janeiro.

Esses são alguns dos integrantes de uma das muitas comitivas de estrangeiros que viajaram à Rússia para celebrar os cem anos da Revolução de Outubro.

"Somos 17 amigos que frequentam o bar mais de esquerda do Rio. Nós nos juntamos e resolvemos vir", afirma o músico Tiago Prata.

A viagem, claro, não é apenas política. A ideia de conhecer um país com alto valor simbólico e cultural também atrai. Mas, ainda assim, é difícil esconder a frustração com a pouca importância que os russos dão ao centenário.

"No museu Hermitage, a guia russa era super-reacionária e anticomunismo. Ela ficava falando sobre o olhar triste dos filhos da família imperial russa e sobre a tristeza por eles terem sido assassinados", diz Prata. E continua: "A própria exposição está mais focada na família Romanov, derrubada pela revolução, do que nos revolucionários".

O grupo fez uma faixa, em russo e em português: "Brasileiros saúdam a Revolução Bolchevique". Com a falta de comemorações no país, contudo, não sabem onde estender a homenagem bilíngue.

Eles também se surpreenderam com o fato de jovens russos ignorarem o hino da Internacional Comunista.

Integrante da comitiva, o deputado estadual Eliomar Coelho (PSOL-RJ) desconversa quando as reformas liberais do governo de Vladimir Putin são mencionadas. Prefere lembrar os pontos positivos do regime soviético.

"As reformas urbanísticas que aconteceram com a União Soviética são um legado muito importante para todo o mundo, assim como o legado na educação, na saúde, nos transportes."

Para o jornalista Cid Benjamin, também parte do grupo, o mundo tem uma dívida com o povo russo pela vitória na 2ª Guerra Mundial. Ele afirma que já esperava encontrar na Rússia um ambiente hostil às ideias da revolução de 1917. "O atual governo tem controle absoluto do país."

Tentando trazer esperança comunista para a conversa, o advogado Carlos Pereira Neto Siuffo lembra uma frase que, segundo ele, é dita por Alfredinho, dono de um bar popular do Rio: "O que está profundo e enraizado aqui na Rússia vai renascer, em algum momento".

Comunistas e anarquistas de outros países também estão na Rússia pelo centenário.

"Nossa comitiva encheu um ônibus. Somos 32 pessoas, de várias partes da Argentina. Muitos estão economizando há anos para vir celebrar a Revolução", diz o produtor musical Javier Marín.

"Acho que o marxismo ainda é a única solução para resolver questões como a desigualdade. Dizem que o socialismo não deu certo, mas o capitalismo deu certo onde?"

Marín continua: "O capitalismo deu certo para algumas pessoas. De maneira geral, somos todos assalariados, proletariados. Por isso temos que nos unir. Temos que tentar outras experiências socialistas no mundo".

"Viemos na expectativa de encontrar camaradas de vários países, camaradas que ainda sonham com um mundo justo. A gente pode aproveitar muitas coisas da União Soviética, mas devemos avançar em outras questões, como direitos individuais, o respeito às diferentes identidades de gênero, por exemplo".

O estudante francês Michel Colt diz que os europeus estão em menor quantidade. "As pessoas na Europa atingiram um alto nível de desenvolvimento, à custa de povos mais pobres, e não pensam em solidariedade. Na América Latina, vocês convivem com a pobreza o tempo todo, por isso existe mais sensibilidade aos ideias comunistas no Brasil do que na França".

Entre o povo russo, a sensação de ver estrangeiros mobilizados pelo centenário da revolução causa estranheza.

"Não entendo por que tantos estrangeiros gastam tanto dinheiro vindo até a Rússia para uma comemoração que não existe", diz a professora Svetlana Solodovnikova.

Os russos veem com desconfiança e cautela qualquer mudança. A palavra "revolução" é um tabu ainda não superado. "É como se eles viessem para uma festa na minha casa, mas eu mesma não estou fazendo nenhuma festa."

"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.786
  • Sexo: Masculino
Re:Domínio das Esquerdas nas Universidades Públicas
« Resposta #124 Online: 08 de Novembro de 2017, 13:46:30 »
Em tempo:

Não acho que deveria ter sido proibido, mas acho legal que os grupelhos saíram na porrada. Os idiotas dos extremos precisam de mais confronto. Quem sabe com isso fortalece a sensação de como é estúpida essa guerrinha.

E por falar em estupidez, viram a campanha contra a mulher no SESC Pompéia??? Puta merda, essa esquerda é asquerosa mesmo...


Essa esquerda ???????


A filósofa fala sobre ideias consideradas com sendo de esquerda. Como é que a "esquerda" está protestando contra ela ???????


Afinal, quem é Judith Butler?
07.11.2017 - Redação São Paulo

Afinal,  quem é Judith Butler?
A vinda da filósofa estadunidense Judith Butler ao Brasil incomodou certos setores da sociedade. Ao ponto de serem criados no Facebook eventos pedindo a sua saída do país. Os mesmos grupos conservadores que promovem os projetos de lei da “Escola sem Partido” e que tentam censurar colégios, museus e exposições.

Houve protestos contra e a favor a presença da acadêmica hoje, dia 07/11, no Sesc Pompeia. No ato pessoas atearam fogo em uma boneca gritando “queimem a bruxa”.

Afinal, quem é Judith Butler e por que ela incomoda tanto certos setores da sociedade brasileira?

Judith Butler é uma renomada filósofa com uma grande produção acadêmica. Renomada nos chamados estudos sobre gênero. Diferentemente do que é propagado, ela não é a criadora dos estudos sobre gênero. Estes estudos tiveram seu início com “Sexo e Temperamento” de Margaret Mead, de 1935. Observe que a autora ainda utiliza a categoria (palavra) sexo ao invés de gênero. Apesar disso, o livro é um marco nos estudos realizados sobre gênero e sexualidade.

Mead demonstra em seu texto as diferenças entre os temperamentos em diferentes sociedades da Polinésia. Homens e mulheres tinham diferentes comportamentos, não havia uma forma universal de homem ou de mulher, havia masculinidades e feminilidades produzidas culturalmente, socialmente.



Os estudos de gênero contemporâneos, como os de Judith e os de Joan Scott, demonstram e reiteram as diferenças existentes entre as pessoas.

Leia também – “Gênero Diversidade sem Fim”

Não se trata da ideia preconceituosa sobre ideologia como algo desprendido da realidade, estratosférico e que tenta dar um sentido para a realidade que não existe nela mesma. Ora, sabemos que há diferenças. Isso é tangível. Visível. As pessoas que querem censurar Judith são as mesmas que querem fechar os olhos para essa realidade – a de que existem pessoas diferentes, que não se encaixam no binômio masculino/feminino e que não se identificam com o sexo de nascimento.

A grande preocupação dos movimentos LGBTQ+ e das teóricas que versam sobre a temática de gênero e sexualidade, não é imprimir de forma ditatorial um modo de vida para as pessoas, é mostrar que o diferente existe e que é importante coexistir. Viver em conjunto.

Judith não quer destruir determinado modo de vida, muito menos a heterossexualidade. Sua obra pretende mostrar este outro lado, que é apagado. Censurado. Pessoas que são invisibilizadas e apagadas sistematicamente. Desumanizadas. Tudo isso em um país como o Brasil que é campeão internacional no número de mortes de pessoas transsexuais.

Fechar os olhos para essa realidade é uma ato de crueldade.

Judith vem ao Brasil para falar sobre seu livro – “ Caminhos Divergentes, Judaicidade e Crítica do Sionismo”. A autora se debruça nele na crise que se instaurou no Oriente Médio, na relação de Israel com seus vizinhos e com os povos palestinos.

Está é Judith Butler, uma teórica de gênero, das relações políticas que o Estado de Israel assume. A filósofa incomoda justamente por questionar o status quo, de que o sexo de nascimento está ligado ao gênero que a pessoa tem que assumir. Ora, sabemos que não é assim que ocorre. Gênero, sexo e orientação sexual são coisas diferentes.


https://www.pressenza.com/pt-pt/2017/11/afinal-judith-butler/

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!