Autor Tópico: 'Brexit' ou o Reino Unido separado da União Européia  (Lida 8105 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #75 Online: 26 de Junho de 2016, 19:10:50 »
Impressionante como até aqui a discussão sobre o Brexit  parece se resumir a xenofobia e racismo......e sim, controle das fronteiras é um tema pertinente, seja aqui, ou lá.


Em tempo, os mesmos "especialistas" que preveem a ruina da Inglaterra hoje, previram que se a Inglaterra não adotasse o Euro, seria o fim da Libra.

Assistam ao documentário Brexit. A questão de controle de fronteiras é apenas um dos motivos do Brexit, e lá também é abordada a questão econômica, que no decorrer da campanha, foi usada pela Midia como meio de se causar terror contra o Brexit.

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.706
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #76 Online: 26 de Junho de 2016, 19:15:27 »
   Quem quer ver mais sobre Globalistas x Nacionalistas (alguem ai lembra de nazistas?). Mais outra aulas de terorias de conspiração feita pelos descedentes de alemães - e o comentarios só maravilha, o que tem de separatista xenófobo querendo separação de estados do sul dos resto do Brasil. Depois muitos ficam pensando porque os pobres, negros em maioria ainda tem preferencia pela esquerda e comunismo. Até quem não é comunista pode até virar um de tanto nojo que conservadores tão causando.

<a href="https://www.youtube.com/v/iRbVr_UOoZM" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/iRbVr_UOoZM</a>

   Opiniões de separatistas sulistas:



   E as opiniões revisionismo (ou melhor reinvencionismo) historico que me convencem cada vez mais que humanidade em vão tenta adquirir conhecimento. Quanto mais tem acesso a informação mais reinventam histproria, chegando ao ponto de dizer que classe artistica foi motivo da 2a guerra mundial (seria comico se não fose tragico):



   E os que mais reclamam da educação "marxista" no Brasil, os conservadores, são os que mais são ignorantes. Não entendem nem desse país aqui vão falar de Europa.

   Mas nem tudo tá perdido, nesse mar de estupidez tem algum ou outro comentário sensato.



   Mas logo em seguida perco esperança de novo: comentários a favor de intervenção militar (que se não me engano é crime, mas no Youtube com comentários anonimos, parece que qulauer um pode comentar o que quiser e ficar impune)





   E pra piorar tem uns que se dizem ser centrista e sócio-democracia mas é favor da volta da intervenção militar de direita. "Centristas" que em tese eram pra ser mais moderados, agora tem tipos extremistas, centro-extremistas [FACEPALM x 1000 + COMBO]



   E ainda por cima metem conservadorismo cristão como solução pro Ocidente. Como disse alguem na internet, ai que vontade que o Brasil fosse colonizado por budistas, o Japão vai muito bem (tirando terremeotos e poluição) obrigado. Nesses momentos dá vergonha alheia de ser ocidental de predomínio cristão. Até paganismo (em certos pontos) deve ser melhor que isso.

<a href="https://www.youtube.com/v/ZVD1aziiZPQ" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/ZVD1aziiZPQ</a>

   Se essa é juventude "direitista" que vai dominar o Brasil (ou o que sobrar dele depois do separatismo) no futuro, esse país tá ferrado. Depois não se deve culpar os comunistas, PT, etc. se pelo lado deles se radicalizarem também. Extremismo chama extremismo. Mas nem tenho esperança, teimosia de reacionários é duro de mudar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #77 Online: 26 de Junho de 2016, 19:22:35 »
   Se essa é juventude "direitista" que vai dominar o Brasil (ou o que sobrar dele depois do separatismo) no futuro, esse país tá ferrado.

Não vai ter separatismo, nem esses aí "dominarão o Brasil" no futuro.




Impressionante como até aqui a discussão sobre o Brexit  parece se resumir a xenofobia e racismo......e sim, controle das fronteiras é um tema pertinente, seja aqui, ou lá.

Parece porque é uma das motivações principais, com pessoas por trás do movimento sendo racistas e xenofóbicas ao ponto do ridículo, onde gente nascida na Inglaterra "não é britânica o suficiente".

E não, imigração, parece ser impertinente, a entrada de imigrantes (ou deportação dos atuais) não é diretamente afetado por Brexit, teria que ser uma saída da EEA, se fechando para o mercado europeu.


Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #78 Online: 26 de Junho de 2016, 19:26:05 »
Te agarantio que é facílimo fazer uma coletânea de bullshits (apesar de ser desnecessário) que são faladas na internet por esquerdistas, acusá-los de ignorância (o que normalmente é fato, dado que só leem autores dessa linha) e criar um "caso" contra a esquerda brasileira, ou até mesmo mundial (é só ver o que está ocorrendo nas universidades americanas, na propria suécia com relação ao politicamente correto e movimentos de "minorias"), falar sobre o "nojo" que toda essa esquerda está causando por ter reescrito a história, redefinido conceitos e deturpado a linguagem!

Esse tipo de construção não é uma boa argumentação!

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #79 Online: 26 de Junho de 2016, 19:37:51 »
Parece porque é uma das motivações principais, com pessoas por trás do movimento sendo racistas e xenofóbicas ao ponto do ridículo, onde gente nascida na Inglaterra "não é britânica o suficiente".

E não, imigração, parece ser impertinente, a entrada de imigrantes (ou deportação dos atuais) não é diretamente afetado por Brexit, teria que ser uma saída da EEA, se fechando para o mercado europeu.

Essa é a motivação que é falada na mídia. Porque você não assiste ao documentário feito pelos que querem a separação, para entender suas posições, e não o que a mídia fala ?

O fato da saida da união européia ser um ponto comum entre extremistas nazi-fascistas (por serem nacionalistas) e os defensores do Brext, não transforma o movimento em si, um movimento nazi-fascista. É o mesmo que falar que a passeata pro impeachment era uma passeata em prol do golpe militar somente porque pessoas que apoiavam a entrada dos militares também apoiavam a saida da Dilma. Ou então, que todos os que votaram pela permanência na União Européia fossem socialistas, que priorizam, em sua maioria, projetos globais ao invés de nacionais.

E sim, o Brexit representa a retomada do controle das fronteiras por parte da Inglaterra. E não é necessário se fechar ao mercado Europeu para se ter uma politica imigratória própria. Porém, é necessário sair da influência política da União Européia.

Edit : como se o nacionalismo fosse, per se, uma coisa abominável e o "globalismo" fosse a cereja do bolo.
« Última modificação: 26 de Junho de 2016, 19:46:39 por Feliperj »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #80 Online: 26 de Junho de 2016, 19:43:04 »
Citar
[...] The catch is, staying in the EEA means Britain would have to keep free movement of labor -- so immigration wouldn't change at all.
If it pulls out of the EEA, some economists say trade deals would need to be renegotiated and that European nations scorned by Britain's departure may not be forgiving. They could make immigration demands in return for free or favorable trade. [...]

http://edition.cnn.com/2016/06/16/europe/brexit-britain-immigration-referendum/

Bem, só que são informações "da mídia" e não de fontes confiáveis como Olavo de Carvalho, então pode ainda ser que não tenha nada a ver.


(E sim, a esquerda não está seguramente menos repleta de idiotas, e bem poderiam acabar conseguindo promover referendos imbecis também, que, seus simpatizantes, diriam não ser, etc e tal, apontando para documentários do Michael Moore e etc e tal)

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #81 Online: 26 de Junho de 2016, 19:47:25 »
Citar
[...] The catch is, staying in the EEA means Britain would have to keep free movement of labor -- so immigration wouldn't change at all.
If it pulls out of the EEA, some economists say trade deals would need to be renegotiated and that European nations scorned by Britain's departure may not be forgiving. They could make immigration demands in return for free or favorable trade. [...]

http://edition.cnn.com/2016/06/16/europe/brexit-britain-immigration-referendum/

Bem, só que são informações "da mídia" e não de fontes confiáveis como Olavo de Carvalho, então pode ainda ser que não tenha nada a ver.


(E sim, a esquerda não está seguramente menos repleta de idiotas, e bem poderiam acabar conseguindo promover referendos imbecis também, que, seus simpatizantes, diriam não ser, etc e tal, apontando para documentários do Michael Moore e etc e tal)

Voce viu o documentário, para concluir que o referendo é imbecil ? E não precisa ser Olavo de Caralho. Basta que você busque a informação naqueles que estão propondo a ação.

E sim. Muita coisa terá de ser renegociada.

Edit - Os EUA comercializam com a União Européia ? A China, a Coréia? Existe alguma obrigação imigratória nos acordos comerciais?
« Última modificação: 26 de Junho de 2016, 19:51:17 por Feliperj »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #82 Online: 26 de Junho de 2016, 19:50:14 »
Vi o trecho exposto pelo John Oliver mostrando as mentiras escabrosas sobre as regulações de mercado da EU, e por isso, por enquanto, avalio que não valha a pena ver o resto da peça de propaganda.

Você viu alguma crítica que se propusesse a analisar a veracidade das afirmações do documentário?

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #83 Online: 26 de Junho de 2016, 19:52:21 »
Vi o trecho exposto pelo John Oliver mostrando as mentiras escabrosas sobre as regulações de mercado da EU, e por isso, por enquanto, avalio que não valha a pena ver o resto da peça de propaganda.

Você viu alguma crítica que se propusesse a analisar a veracidade das afirmações do documentário?

Quais mentiras sobre regulação?

O que tenho visto de crítica sobre o referendo é o que está na mídia.

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.706
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #84 Online: 26 de Junho de 2016, 20:06:42 »
O fato da saida da união européia ser um ponto comum entre extremistas nazi-fascistas (por serem nacionalistas) e os defensores do Brext, não transforma o movimento em si, um movimento nazi-fascista. É o mesmo que falar que a passeata pro impeachment era uma passeata em prol do golpe militar somente porque pessoas que apoiavam a entrada dos militares também apoiavam a saída da Dilma. Ou então, que todos os que votaram pela permanência na União Européia fossem socialistas, que priorizam, em sua maioria, projetos globais ao invés de nacionais.

Ta certo. Mas uma coisa chama outra. Melhor que os que votaram pela saída façam um movimento desvinculando de extremistas nazistas (tipo, por exemplo, crira leis mais rigidas de xenofobia, etc.).


Sobre o nacionalismo, a idolatria (idolatrada, salva salve) onde um estado-nação é considerado superior as outras nações já pode ser uma fomentadora de movimentos de xenofobia sim. O nacionalismo por nacionalismo, que não seja por ser um ambiente com pessoas com lingua comum, gerenciamento poilitico mais melhor (já que um estado mundial parece ainda inviável e não sei se compensaria muito) não tem menor sentido de ser (a não ser pra que pessoas de uma nação se acham melhor que outras).



Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #85 Online: 26 de Junho de 2016, 20:15:12 »
Vi o trecho exposto pelo John Oliver mostrando as mentiras escabrosas sobre as regulações de mercado da EU, e por isso, por enquanto, avalio que não valha a pena ver o resto da peça de propaganda.

Você viu alguma crítica que se propusesse a analisar a veracidade das afirmações do documentário?

Quais mentiras sobre regulação?

No quadro sobre "o homem regulado", fala que o travesseiro está sujeito a centenas de regulações. Mas na verdade, eles só "googlaram" coisas legais com a palavra travesseiro e enfiaram lá, mesmo que não tivessem nada a ver, estão falando de cereais, de bombas de ar, etc, etc. Não se preocuparam em dar informação honesta, a intenção é inflar o quanto parecem exageradas as regulações.

Citar

The EU Regulated Man
A recent feature length film by ‘Vote Leave’ campaigners – Brexit: The Movie – claimed that the standard ‘EU regulated man’ wakes up from sleeping on an EU regulated pillow (five EU laws about pillowcases, 109 for the pillow inside) to turn off his EU regulated alarm clock (11 laws) enter his EU regulated bathroom (65 laws) and use his EU regulated toothbrush (31 laws).

The figures are pretty dodgy, however: film-makers appear to have taken these numbers through doing a simple search of the EU’s legal database, then using the number of hits as their figures. Many of the results have nothing to do with regulations about those particular products, they just mention the search term.

http://www.sbs.com.au/news/thefeed/article/2016/06/23/wackiest-eu-laws-and-myths-and-truth-behind-them


Sobre esse e outros pontos:

<a href="https://www.youtube.com/v/33BDDAUV8vg" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/33BDDAUV8vg</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/gm1xZh5fqY8" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/gm1xZh5fqY8</a>

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #86 Online: 26 de Junho de 2016, 20:16:34 »
O fato da saida da união européia ser um ponto comum entre extremistas nazi-fascistas (por serem nacionalistas) e os defensores do Brext, não transforma o movimento em si, um movimento nazi-fascista. É o mesmo que falar que a passeata pro impeachment era uma passeata em prol do golpe militar somente porque pessoas que apoiavam a entrada dos militares também apoiavam a saída da Dilma. Ou então, que todos os que votaram pela permanência na União Européia fossem socialistas, que priorizam, em sua maioria, projetos globais ao invés de nacionais.

Ta certo. Mas uma coisa chama outra. Melhor que os que votaram pela saída façam um movimento desvinculando de extremistas nazistas (tipo, por exemplo, crira leis mais rigidas de xenofobia, etc.).


Sobre o nacionalismo, a idolatria (idolatrada, salva salve) onde um estado-nação é considerado superior as outras nações já pode ser uma fomentadora de movimentos de xenofobia sim. O nacionalismo por nacionalismo, que não seja por ser um ambiente com pessoas com lingua comum, gerenciamento poilitico mais melhor (já que um estado mundial parece ainda inviável e não sei se compensaria muito) não tem menor sentido de ser (a não ser pra que pessoas de uma nação se acham melhor que outras).

Se formos seguir essa linha, podemos afirmar que Internacionalismo chama marxistas, responsáveis pelos maiores genocídios da história!   

O que parece fomentar xenofobia é cultura e economia problemática! E pode ser entre estados de um mesmo país! E repare que o que se quer com o Brexit não é acabar com a migração, mas sim um maior gerenciamento, pois deixar as fronteiras abertas não é sequer, inteligente.

Mas o que trás mais problemas são essas tentativas ridículas da esquerda de homogenizar o ser humano, de se estabelecer controles centrais, planejar a sociedade. Isso sempre deu e sempre vai dar merda! O mundo não é perfeito, e NUNCA será.

Edit : Como o próprio documentário fala : olhe para o desempenho da Suíça!
« Última modificação: 26 de Junho de 2016, 20:20:32 por Feliperj »

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #87 Online: 26 de Junho de 2016, 20:56:07 »
Vi o trecho exposto pelo John Oliver mostrando as mentiras escabrosas sobre as regulações de mercado da EU, e por isso, por enquanto, avalio que não valha a pena ver o resto da peça de propaganda.

Você viu alguma crítica que se propusesse a analisar a veracidade das afirmações do documentário?

Quais mentiras sobre regulação?

No quadro sobre "o homem regulado", fala que o travesseiro está sujeito a centenas de regulações. Mas na verdade, eles só "googlaram" coisas legais com a palavra travesseiro e enfiaram lá, mesmo que não tivessem nada a ver, estão falando de cereais, de bombas de ar, etc, etc. Não se preocuparam em dar informação honesta, a intenção é inflar o quanto parecem exageradas as regulações.

Citar

The EU Regulated Man
A recent feature length film by ‘Vote Leave’ campaigners – Brexit: The Movie – claimed that the standard ‘EU regulated man’ wakes up from sleeping on an EU regulated pillow (five EU laws about pillowcases, 109 for the pillow inside) to turn off his EU regulated alarm clock (11 laws) enter his EU regulated bathroom (65 laws) and use his EU regulated toothbrush (31 laws).

The figures are pretty dodgy, however: film-makers appear to have taken these numbers through doing a simple search of the EU’s legal database, then using the number of hits as their figures. Many of the results have nothing to do with regulations about those particular products, they just mention the search term.

http://www.sbs.com.au/news/thefeed/article/2016/06/23/wackiest-eu-laws-and-myths-and-truth-behind-them


Sobre esse e outros pontos:

<a href="https://www.youtube.com/v/gm1xZh5fqY8" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/gm1xZh5fqY8</a>

Vi o vídeo. Se eu fosse fazer como você fez com relação ao vídeo do Brexit, pararia de ver logo no início, quando ele faz ironia sobre ter entrado e agora querendo sair e  quando compara a questão monarquica (um traço CULTURAL do UK) com a questão dos membros não eleitos da UE. Depois ele continua fazendo algumas comparações que também considero descabidas, como a dos servidores publicos vinculados a coroa, com os legisladores da UE que não são eleitos.

Com relação a questão da regulação, não vi nada nesse vídeo (tem certeza que é nele mesmo?). Mas um ponto a se considerar é que, quando se fala em regulações num produto final, deve-se considerar TODA a regulação na cadeia produtiva, e não somente nos "fabricantes" de "travesseiros". Estamos falando em regulações que vão "da terra" ao cliente.

Edit - só agora vi a reportagem. vou ler!

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #88 Online: 26 de Junho de 2016, 21:02:01 »
Um dos vídeos do Thunderfoot sobre o tema tem só aquele trecho do vídeo do John Oliver, não lembro qual. Acrescentei mais um numa edição após a sua resposta, mas também teve esse, além de discussões de mais de duas horas com defensores:

<a href="https://www.youtube.com/v/HUm36PYvvzw" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/HUm36PYvvzw</a>


Essas comparações não são descabidas, a lógica por trás da oposição às regulações da EU é a mesma.


Essa aderência ao movimento e a forma como engolem qualquer coisa chega a ser um pouco surpreendente vinda dos ingleses, tinha deles uma imagem melhor do que a dos americanos, mas era algo meio preconceituoso e não pensado, só "impressão", talvez até pelo sotaque mesmo.



Fui ver agora e o Trump suporta o "make the UK great again". :biglol:


Offline Jack Carver

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.125
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #89 Online: 26 de Junho de 2016, 21:05:21 »
<a href="https://www.youtube.com/v/ZVD1aziiZPQ" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/ZVD1aziiZPQ</a>
Ele falou bem quando deu a entender que o Brexit pode ser a tendência na UE pelos motivos rapidamente explicados. Foi feliz.

Num outro vídeo, do Rafael(Idéias Radicais), ele abordou de forma brilhante como os políticos tendem a levar a população como se fossem crianças, e que elas não sabem decidir nada de suas próprias vidas, que os globalistas sempre tem que dar a palavra final, não importa as decisões eleitorais ou referendos do seu povo adulto, podendo contrariá-los. Enfim, os referendos parecem mais como modelos consultivos mesmo.

Eu suspeito que o que está vindo cada vez mais à tona é a centralização do poder no CE, isso talvez esteja incomodando o parlamento de alguns países.
O Brasil é um país de sabotadores profissionais.

“Dêem-me controle sobre o dinheiro de uma nação e não me importa quem faz as suas leis. - Mayer Amschel Rothschild

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #90 Online: 26 de Junho de 2016, 21:13:51 »
Num outro vídeo, do Rafael(Idéias Radicais), ele abordou de forma brilhante como os políticos tendem a levar a população como se fossem crianças, e que elas não sabem decidir nada de suas próprias vidas, que os globalistas sempre tem que dar a palavra final,

De novo essas conspirações de "globalistas". A UE é um acordo de MERCADO, GLOBALIZÇÃO ECONÔMICA, que não vem sem ACORDOS de MERCADO, seus nacional-anti-capitalistas.

A propaganda do Brexit é uma mentira atrás da outra e os que votaram pró-brexit que acreditam em tudo feito criancinhas ingênuas (apesar de serem os mais velhos), engolindo a toda ideologia nacionalista pseudo-libertária de se importar até com um 1% dos impostos que vai para a UE e não ligar para todo o resto nacional, ignorando ainda toda a vantagem disso representar um retorno em transações comerciais!

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #91 Online: 26 de Junho de 2016, 21:22:18 »

Essas comparações não são descabidas, a lógica por trás da oposição às regulações da EU é a mesma.


Essa aderência ao movimento e a forma como engolem qualquer coisa chega a ser um pouco surpreendente vinda dos ingleses, tinha deles uma imagem melhor do que a dos americanos, mas era algo meio preconceituoso e não pensado, só "impressão", talvez até pelo sotaque mesmo.



Fui ver agora e o Trump suporta o "make the UK great again". :biglol:




Não só o Trump. Os liberais (economicamente) e libertários também suportam o Brexit (está cheio de artigos, esses um pouco mais técnicos explicando o porque da saída ser a melhor opção).

Com relação às comparações, são descabidas sim, pois são situações diferentes, apesar de ambas terem a "mesma" lógica (só seria válido se as situações fossem a mesma). Ele desconsidera completamente as variáveis culturais (no caso da Monarquia que, aliás, é uma opção do povo Ingles - ou seja, o povo decidiu dar esse poder a Rainha) e de soberania, em termos de outros legislando sobre o país, sem terem sido eleitos.

Com relação a regulação, a crítica é tão superficial quanto a afirmação feita. Porém, novamente, esse tipo de levantamento deve considerar toda a cadeia produtiva, pois é isso, que no final das contas irá encarecer o produto, tornar a indústria menos competitivas, etc. Eles dão um exemplo no filme, da questão da industria do aço, cuja proteção via regulação, torna outras industrias pouco competitivas.

Edit - ele só fala que eles aparentemente pesquisaram no google leis e produtos, considerando coisas até não associadas como regulação.

Novamente, veja todo o filme.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #92 Online: 26 de Junho de 2016, 21:24:21 »
Num outro vídeo, do Rafael(Idéias Radicais), ele abordou de forma brilhante como os políticos tendem a levar a população como se fossem crianças, e que elas não sabem decidir nada de suas próprias vidas, que os globalistas sempre tem que dar a palavra final,

De novo essas conspirações de "globalistas". A UE é um acordo de MERCADO, GLOBALIZÇÃO ECONÔMICA, que não vem sem ACORDOS de MERCADO, seus nacional-anti-capitalistas.

A propaganda do Brexit é uma mentira atrás da outra e os que votaram pró-brexit que acreditam em tudo feito criancinhas ingênuas (apesar de serem os mais velhos), engolindo a toda ideologia nacionalista pseudo-libertária de se importar até com um 1% dos impostos que vai para a UE e não ligar para todo o resto nacional, ignorando ainda toda a vantagem disso representar um retorno em transações comerciais!

Você só está acusando a propaganda de mentirosa, mas seus links não contém nada mais que considerações/críticas vagas e algumas totalmente incabíveis.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #93 Online: 26 de Junho de 2016, 21:27:23 »
Num outro vídeo, do Rafael(Idéias Radicais), ele abordou de forma brilhante como os políticos tendem a levar a população como se fossem crianças, e que elas não sabem decidir nada de suas próprias vidas, que os globalistas sempre tem que dar a palavra final,

De novo essas conspirações de "globalistas". A UE é um acordo de MERCADO, GLOBALIZÇÃO ECONÔMICA, que não vem sem ACORDOS de MERCADO, seus nacional-anti-capitalistas.

A propaganda do Brexit é uma mentira atrás da outra e os que votaram pró-brexit que acreditam em tudo feito criancinhas ingênuas (apesar de serem os mais velhos), engolindo a toda ideologia nacionalista pseudo-libertária de se importar até com um 1% dos impostos que vai para a UE e não ligar para todo o resto nacional, ignorando ainda toda a vantagem disso representar um retorno em transações comerciais!

A UE é muito mais que um acordo de mercado. É uma integração política-econômica. E nada mais anti-capitalista (liberal) do que a formação desses "blocos", pois estão sempre lotados de regulações e protecionismos.

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.706
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #94 Online: 26 de Junho de 2016, 21:27:42 »
Se formos seguir essa linha, podemos afirmar que Internacionalismo chama marxistas, responsáveis pelos maiores genocídios da história!   

O que parece fomentar xenofobia é cultura e economia problemática! E pode ser entre estados de um mesmo país! E repare que o que se quer com o Brexit não é acabar com a migração, mas sim um maior gerenciamento, pois deixar as fronteiras abertas não é sequer, inteligente.

Mas o que trás mais problemas são essas tentativas ridículas da esquerda de homogenizar o ser humano, de se estabelecer controles centrais, planejar a sociedade. Isso sempre deu e sempre vai dar merda! O mundo não é perfeito, e NUNCA será.

Edit : Como o próprio documentário fala : olhe para o desempenho da Suíça!


Se formos seguir essa linha, podemos afirmar que Internacionalismo chama marxistas, responsáveis pelos maiores genocídios da história! 

Nada a ver hein. Nem todas ditaduras ditas comunistas mataram tanto (considerando quadro geral dos países comunistas). Disseram que comunistas mataram mais religiosos que todos extermínios religiosos feito nas Cruzadas, Inquisição, etc. Mas por que ainda há muitos religiosos nesse países onde houve esses massacres comunistas? SE a máquina comunistas era muito mais eficiente que as da época da Inquisição, etc. por que eles não mataram com mais eficiência?

Se for assim poderiam dizer que Republica é ditatorial por natureza, já que no Brasil ela não foi estabelecida por eleição mas por Proclamação. Mas nos EUA não foi assim (o que invalidaria a generalização).

O que parece fomentar xenofobia é cultura e economia problemática!

E o racismo, nacionalismo exarcebado, etc.
Curiosamente não foram os mais jovens, cujo os empregos estariam ameaçados, já que forma maioria da mão-de-obra ativa, mas o mais velhos, que querem suas aposentadorias mantidas.

Mas o que trás mais problemas são essas tentativas ridículas da esquerda de homogenizar o ser humano

Sempre que tem um problema e aí vem um direitista, sempre tem que meter esquerda no meio.
Conservadores fazem mesma coisa quando alguem não se adequa ao padrão conservador, são taxados, de seuqrdistas, liberiais, abortistas, gayzistas.





Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.101
Re:Inglaterra independente
« Resposta #95 Online: 26 de Junho de 2016, 21:51:05 »
Nada a ver hein. Nem todas ditaduras ditas comunistas mataram tanto (considerando quadro geral dos países comunistas). Disseram que comunistas mataram mais religiosos que todos extermínios religiosos feito nas Cruzadas, Inquisição, etc. Mas por que ainda há muitos religiosos nesse países onde houve esses massacres comunistas? SE a máquina comunistas era muito mais eficiente que as da época da Inquisição, etc. por que eles não mataram com mais eficiência?

Vocês iniciou com a Falácia do Escocês - ditas comunistas (na verdade socialistas)! Todas eram, e Todas elas mataram, e muito! Acho que Cuba foi a que menos matou, e chegou perto dos 100 mil. Sério, não dá nem para comparar as mortes por motivos religiosos com o que houve com os movimentos revolucionários (eu não sei como se deu essa estratificação, mas com certeza muitos religiosos forma mortos, dado que o objetivo era a construção do estado ateu e eliminação completa da religião e de deus).

E mais, as Cruzadas ocorrem como uma reação a centenas de anos de invasão de dominação Islâmica na Europa, e as mortes são consequências dessa guerra. Já o Genocídio Marxista ocorre através da ação do Estado contra sua própria população em tempos de paz!

Outra coisa, a própria Inquisição é, na verdade, uma evolução dentro do catolicismo, pois estabelece um rito de julgamento, ao que antes era uma execução sumária. (e muitos que confessaram "crimes" se safaram - antes eram executados sem julgamento.

Sobre as Cruzadas :

Citar
Se for assim poderiam dizer que Republica é ditatorial por natureza, já que no Brasil ela não foi estabelecida por eleição mas por Proclamação. Mas nos EUA não foi assim (o que invalidaria a generalização).

Não entendi o seu ponto. A questão de ditadura e democracia tem mais a ver com a preservação ou não da liberdade do indivíduo, com eleições, etc.

Citar
E o racismo, nacionalismo exarcebado, etc.
Curiosamente não foram os mais jovens, cujo os empregos estariam ameaçados, já que forma maioria da mão-de-obra ativa, mas o mais velhos, que querem suas aposentadorias mantidas.

Essas questões também estão dentro da cultura de uma população. O problema é concluir que querer sair da UE é sgnificado de nacionalismo exacerbado. O que falar da Suiça, que nem entrou?

Acho que os mais velhos votaram, pois aparentemente eram os que tinham mais a perder com a imigração, na disputa de emprego. `Porque a aposentadoria deles estaria em risco na UE?

Citar
Sempre que tem um problema e aí vem um direitista, sempre tem que meter esquerda no meio.
Conservadores fazem mesma coisa quando alguem não se adequa ao padrão conservador, são taxados, de seuqrdistas, liberiais, abortistas, gayzistas.

Ué, mas foi você que no seu post falou m direita nojenta, etc. Aliás, quem tem PHD em rotular (sem argumentar) é a esquerda!

Outra coisa, quem defende aborto não é abortista? Quem defende o coletivismo e o planejamento central não e´esquerdista por definição?  Conservador não é um rótulo?


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #96 Online: 26 de Junho de 2016, 21:55:02 »
Num outro vídeo, do Rafael(Idéias Radicais), ele abordou de forma brilhante como os políticos tendem a levar a população como se fossem crianças, e que elas não sabem decidir nada de suas próprias vidas, que os globalistas sempre tem que dar a palavra final,

De novo essas conspirações de "globalistas". A UE é um acordo de MERCADO, GLOBALIZÇÃO ECONÔMICA, que não vem sem ACORDOS de MERCADO, seus nacional-anti-capitalistas.

A propaganda do Brexit é uma mentira atrás da outra e os que votaram pró-brexit que acreditam em tudo feito criancinhas ingênuas (apesar de serem os mais velhos), engolindo a toda ideologia nacionalista pseudo-libertária de se importar até com um 1% dos impostos que vai para a UE e não ligar para todo o resto nacional, ignorando ainda toda a vantagem disso representar um retorno em transações comerciais!

A UE é muito mais que um acordo de mercado. É uma integração política-econômica. E nada mais anti-capitalista (liberal) do que a formação desses "blocos", pois estão sempre lotados de regulações e protecionismos.

Acho que acaba sendo bem mais mercado porque a Inglaterra já não era bem 100% dentro da UE, tendo maior autonomia que outros membros. E as regulações são exigências do mercado, inevitável então para participar dele e assim participar de seus benefícios, diferentemente das distorções deliberdadas da propaganda nacionalista/isolacionista pseudo-libertária irracional.

Se fosse verdade que o travesseiro tem 111 regulações na UE (e não é), e a Inglaterra não as aceitasse, isso então fecharia a porta dos países que as exigem à produção inglesa. Não fica "livre" delas e podendo "assim" lucrar mais; fechou as portas para os principais parceiros comerciais.

Mas de qualquer forma, política e economia estão sempre emaranhadas, e para "piorar", ou "neutralizar", como disse antes, outros acordos econômicos ainda também tem aspectos políticos vigentes, mesmo centrais/principais como esse de imigração.


Isso tudo parece mais do que qualquer coisa, a exploração de um nicho político-eleitoral para ganhos pessoais dos políticos/ideólogos, uma versão direitista do coitadismo esquerdistas que defende cotas e etc.

 

Offline Jack Carver

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.125
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #97 Online: 26 de Junho de 2016, 22:04:11 »
O Brasil é um país de sabotadores profissionais.

“Dêem-me controle sobre o dinheiro de uma nação e não me importa quem faz as suas leis. - Mayer Amschel Rothschild

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.267
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #98 Online: 26 de Junho de 2016, 22:44:07 »
Treta pela UE defender posições mais libertárias do que as da Polônia, mas os pseudo-libertários nacionalistas preferem ver pela ótica de "dominação globalista mundial".

Offline Jack Carver

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.125
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #99 Online: 26 de Junho de 2016, 23:45:50 »
Aí é que tá: um indício de poder de interferência sobre as leis regionais. Se um país deseja ser menos liberal no âmbito social, os eleitores daquela nação suportou diretamente. Se um outro país deseja ser mais liberal no âmbito comercial(regulações) e conservador no social, que não seja pressionado contra. São essas fagulhas que podem fragilizar a UE.
O Brasil é um país de sabotadores profissionais.

“Dêem-me controle sobre o dinheiro de uma nação e não me importa quem faz as suas leis. - Mayer Amschel Rothschild

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!