Autor Tópico: Discussão sobre PEC 241  (Lida 10265 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.232
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #25 Online: 14 de Outubro de 2016, 10:02:10 »
O Agnoscético fala sobre o Bolsonaro como se alguém aqui realmente desse atenção para o que ele (Bolsonaro) pensa. É um espantalho que ele usa para defender a esquerda.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.278
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #26 Online: 14 de Outubro de 2016, 10:31:41 »
O problema da PEC é que ela vai afetar drasticamente serviços de saúde e educação. Em 20 anos a demanda por saúde, principalmente, vai aumentar muito com maior longevidade e o dobro de idosos que temos hoje. Ainda, quem tem uma boa renda e patrimônio é muito pouco afetado pela PEC. Essa parte da população nao precisa do SUS e pode pagar uma boa universidade privada. A conta dos anos de corrupção e má gestão está sendo colocada nas costas da população mais carente, ao passo que para os mais abastados não se vê uma única medida para dividir esta conta. Eu particularmente nunca imaginaria que eu me veria do lado de esquerdistas fanáticos defendendo uma mesma bandeira, ajudando a coordenar o movimento contra a PEC aqui no IFPR. É um saco ter que aguentar um monte de coisa, pois no Brasil parece que não existe ponderação. Se sou contra a PEC sou petista, comunista... Esses rótulos e análises burras levam o país para o buraco, com um monte de gente apoiando coisas sem sentido, indo num efeito manada. A Dilma era ridícula e isso não significa que o Temer também não seja. É uma merda porquanto a gente organiza um movimento e tem que aguentar fora Temer, governo golpista, UNE, CUT, MST junto com você e o governo pela análise burra taxa todo o movimento como se fosse petista.

Não, não vai. A PEC não possui um teto para saúde e educação, mas, sim, um piso. Aliás, com as regras dessa PEC, o investimento de educação do ano que vem vai ser o valor que só seria em 2020 pelas regras atuais. E se acharem que ainda é pouco, basta tirar de alguma outra área menos importante e incrementar em outra mais importante. O que não vai poder mais é se gastar mais do que se arrecada.

E eu não entendo essa birra de servidores federais reclamando não vai mais haver aumento de salários, só correção pela inflação. Quem ouve pensa que ganham todo ano 15% de aumento, quando, na verdade, os aumentos geralmente não cobrem nem a inflação do período. Porra, 20 anos corrigindo meu salário só pela inflação já seria um sonho.

A verdade é que dá pra dividir as opiniões sobre essa PEC entre quem sabe que não existe almoço grátis e pessoas que querem o almoço dos outros.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Entropia

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 823
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #27 Online: 14 de Outubro de 2016, 16:34:06 »
Pra quem é contra controle de gastos eu deixo a pergunta: Existe outra alternativa pra solucionar o crescimento desenfreado da dívida pública que nao seja enfiar impostos sem dó nem piedade? Iriam tirar dinheiro de onde?

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #28 Online: 14 de Outubro de 2016, 16:42:53 »
Sobre a questão dos repasses aos estados e municípios: pelo que pesquisei a PEC não limita esses gastos, apenas os desembolsados diretamente pelo governo federal.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #29 Online: 14 de Outubro de 2016, 17:30:03 »
Pra quem é contra controle de gastos eu deixo a pergunta: Existe outra alternativa pra solucionar o crescimento desenfreado da dívida pública que nao seja enfiar impostos sem dó nem piedade? Iriam tirar dinheiro de onde?

Taxando grandes fortunas, claro. Menos as grandes fortunas dos políticos. Isso resolve todos os problemas. O Brasil é cheio de bilionários só esperando o governo tirar o dinheiro deles na forma de impostos para usar das maneiras mais corretas possíveis.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.997
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #30 Online: 14 de Outubro de 2016, 17:41:00 »
Pra quem é contra controle de gastos eu deixo a pergunta: Existe outra alternativa pra solucionar o crescimento desenfreado da dívida pública que nao seja enfiar impostos sem dó nem piedade? Iriam tirar dinheiro de onde?

Todo o conceito de "dívida" se baseia na crença no capital. Se deixamos de adotar essa crença, as "dívidas" conseqüentemente desaparecem e podemos continuar trabalhando por um país melhor para todos, em vez trabalhando para pagar caviar e champanhe para os burgueses ociosos.


Morte Ao Capital!
by stef fabricio, on Flickr

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.232
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #31 Online: 14 de Outubro de 2016, 17:47:37 »
"Gastar dinheiro com os trabalhadores eles não podem, mas ajudar parceiros econômicos como o FMI que nem país é eles dão dinheiro  a vontade. Temer Piada!"

Sim, eu vi um comentário assim no Facebook,e não era trollagem.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #32 Online: 14 de Outubro de 2016, 20:41:14 »
Pra Venezuela que nem país é o Lula dá dinheiro.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Entropia

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 823
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #33 Online: 14 de Outubro de 2016, 23:08:40 »
Taxando grandes fortunas, claro. Menos as grandes fortunas dos políticos. Isso resolve todos os problemas. O Brasil é cheio de bilionários só esperando o governo tirar o dinheiro deles na forma de impostos para usar das maneiras mais corretas possíveis.

Desconsiderando perdas de investimento e sonegacao. Quanto realmente seria ganhado se taxassem mais grandes fortunas? Nao acho que dê lá um valor grande o suficiente pra se comparar a dívida

Todo o conceito de "dívida" se baseia na crença no capital. Se deixamos de adotar essa crença, as "dívidas" conseqüentemente desaparecem e podemos continuar trabalhando por um país melhor para todos, em vez trabalhando para pagar caviar e champanhe para os burgueses ociosos.
Morte Ao Capital by stef fabricio, on Flickr

Vale ressaltar que nessa manifestacao popular legítima nenhum produto oriundo da exploracao da mais-valia da classe operária foi utilizado.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #34 Online: 14 de Outubro de 2016, 23:15:59 »
Taxando grandes fortunas, claro. Menos as grandes fortunas dos políticos. Isso resolve todos os problemas. O Brasil é cheio de bilionários só esperando o governo tirar o dinheiro deles na forma de impostos para usar das maneiras mais corretas possíveis.

Desconsiderando perdas de investimento e sonegacao. Quanto realmente seria ganhado se taxassem mais grandes fortunas? Nao acho que dê lá um valor grande o suficiente pra se comparar a dívida


Já vi em algum lugar que o valor arrecadado seria ínfimo. Menor que uma simples economia em certos setores do governo. E ainda tem o risco dos ricos simplesmente colocarem o dinheiro fora do país, que seria uma perda maior.

http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2014/05/gerard-depardieu-declara-renda-na-russia-para-pagar-menos-imposto.html

Citar
O ator francês Gérard Depardieu, cidadão russo há um ano e meio, fez a primeira declaração de imposto de renda na Rússia, onde pagará taxa 6%, já que está registrado como autônomo, informa o jornal "Izvestia".
O presidente russo, Vladimir Putin, concedeu a nacionalidade russa ao ator em 2013 após uma polêmica na França pela decisão de Depardieu de morar na Bélgica por razões fiscais e para protestar contra um projeto do presidente François Hollande de taxar em 75% as grandes fortunas.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #35 Online: 14 de Outubro de 2016, 23:23:24 »
Jandira Fegalli tava com uma proposta maluca de determinar um "salário máximo", ou seja, um teto salarial para todos os trabalhadores, inclusive do setor privado.

Para quê isso? Só Deus sabe...

(Imagine como ficaria os clubes de futebol profissional  :lol:).


A idéia de 'soma zero' está impregnada no subconsciente de todo esquerdista.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #36 Online: 14 de Outubro de 2016, 23:37:53 »
Jandira Fegalli tava com uma proposta maluca de determinar um "salário máximo", ou seja, um teto salarial para todos os trabalhadores, inclusive do setor privado.

Para quê isso? Só Deus sabe...

(Imagine como ficaria os clubes de futebol profissional  :lol:).


A idéia de 'soma zero' está impregnada no subconsciente de todo esquerdista.

Olha, se o preço que pagamos em limitar o salário e benefício no setor público é limitar também no privado, eu posso até topar. Até porque quem mais ganha é no público mesmo.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.735
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #37 Online: 14 de Outubro de 2016, 23:38:58 »
A idéia de 'soma zero' está impregnada no subconsciente de todo esquerdista.

Eles por si só são uma soma zero.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.049
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #38 Online: 15 de Outubro de 2016, 02:00:13 »
O problema da PEC é que ela vai afetar drasticamente serviços de saúde e educação. Em 20 anos a demanda por saúde, principalmente, vai aumentar muito com maior longevidade e o dobro de idosos que temos hoje. Ainda, quem tem uma boa renda e patrimônio é muito pouco afetado pela PEC. Essa parte da população nao precisa do SUS e pode pagar uma boa universidade privada. A conta dos anos de corrupção e má gestão está sendo colocada nas costas da população mais carente, ao passo que para os mais abastados não se vê uma única medida para dividir esta conta. Eu particularmente nunca imaginaria que eu me veria do lado de esquerdistas fanáticos defendendo uma mesma bandeira, ajudando a coordenar o movimento contra a PEC aqui no IFPR. É um saco ter que aguentar um monte de coisa, pois no Brasil parece que não existe ponderação. Se sou contra a PEC sou petista, comunista... Esses rótulos e análises burras levam o país para o buraco, com um monte de gente apoiando coisas sem sentido, indo num efeito manada. A Dilma era ridícula e isso não significa que o Temer também não seja. É uma merda porquanto a gente organiza um movimento e tem que aguentar fora Temer, governo golpista, UNE, CUT, MST junto com você e o governo pela análise burra taxa todo o movimento como se fosse petista.

Não, não vai. A PEC não possui um teto para saúde e educação, mas, sim, um piso. Aliás, com as regras dessa PEC, o investimento de educação do ano que vem vai ser o valor que só seria em 2020 pelas regras atuais. E se acharem que ainda é pouco, basta tirar de alguma outra área menos importante e incrementar em outra mais importante. O que não vai poder mais é se gastar mais do que se arrecada.

E eu não entendo essa birra de servidores federais reclamando não vai mais haver aumento de salários, só correção pela inflação. Quem ouve pensa que ganham todo ano 15% de aumento, quando, na verdade, os aumentos geralmente não cobrem nem a inflação do período. Porra, 20 anos corrigindo meu salário só pela inflação já seria um sonho.

A verdade é que dá pra dividir as opiniões sobre essa PEC entre quem sabe que não existe almoço grátis e pessoas que querem o almoço dos outros.


Correto, e vão retirar de qual área esse dinheiro? Conforme os anos forem avançando, vai ficar mais e mais apertado (sendo que hoje a parte que se pode manejar do orçamento já é mínima, cobertor curto). Depois, vai saber que tipo de governantes teremos em 20 anos. Com toda certeza não acredito que o Temer priorize saúde e educação.

Claro que não tem almoço grátis, mas no Brasil fazem os mais pobres pagarem a maior parte do almoço, proporcionalmente...
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.049
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #39 Online: 15 de Outubro de 2016, 02:21:24 »
Pra quem é contra controle de gastos eu deixo a pergunta: Existe outra alternativa pra solucionar o crescimento desenfreado da dívida pública que nao seja enfiar impostos sem dó nem piedade? Iriam tirar dinheiro de onde?

1- precisa sim de controle, inclusive com teto, mas as metas podem ser fixadas de 4 em 4 anos, considerando o crescimento da arrecadação e as demandas;
2- Precisamos diminuir impostos sobre o consumo, como o ICMS e o ISS, e considerar impostos sobre o patrimônio, como uma tabela mais justa do imposto de renda, com muito mais faixas, com alíquotas maiores para quem tem altíssima renda e também um imposto sobre distribuição de lucros e dividendos para empresas não optantes do SIMPLES. Uma alíquota não muito alta, no máximo 5%, para não afugentar investimentos e a prática de se utilizar de paraísos fiscais;
3- Ninguém deveria se aposentar sem contribuir e aposentadorias imorais, como de filhas de militares, deveriam ser extintas, com prazo de 5 anos para acabar, reduzindo-se aos poucos mensalmente. A tese do direito adquirido já era faz tempo no Brasil mesmo;
4- Benefícios assistenciais precisam ser fiscalizados de verdade e serem temporários, salvo exceções de força maior;
5- A previdência deveria ser facultativa para os novos segurados ou então obrigatória até o benefício de um salário mínimo. Quem quer mais faz um plano privado. O problema é quem vai pagar o rombo atual...
6- Muitos benefícios dos servidores públicos precisam ser cortados, como auxílio moraria, palitó, livros, etc, dos juízes... vereadores deveriam ser todos remunerados com um salário mínimo, deputados estaduais e federais também deveriam ter os salários reduzidos em, no mínimo 50%, o senado deveria ser extinto e deveríamos adotar o sistema unicameral;

...
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.997
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #40 Online: 15 de Outubro de 2016, 11:23:19 »
Jandira Fegalli tava com uma proposta maluca de determinar um "salário máximo", ou seja, um teto salarial para todos os trabalhadores, inclusive do setor privado.

Para quê isso? Só Deus sabe...

(Imagine como ficaria os clubes de futebol profissional  :lol:).


A idéia de 'soma zero' está impregnada no subconsciente de todo esquerdista.

Olha, se o preço que pagamos em limitar o salário e benefício no setor público é limitar também no privado, eu posso até topar. Até porque quem mais ganha é no público mesmo.

A princípio pode até parecer uma boa idéia, mas tem que se dar muita atenção à possibilidade de rendas extra-salariais surgirem como compensação. "Se o Steve Jobs podia ganhar só um dólar de salário, talvez nós possamos... "

https://en.wikipedia.org/wiki/One-dollar_salary

Talvez isso fosse pior até para qualquer propósito que se imaginasse ser benéfico ter um teto salarial como forma de reduzir uma casta de super-ricos ou minimizar sua super-riqueza.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.232
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #41 Online: 15 de Outubro de 2016, 11:27:04 »
Limitar a produção de riqueza e controlar preços já deu certo em algum lugar?
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.186
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #42 Online: 15 de Outubro de 2016, 11:41:31 »
Limitar a produção de riqueza e controlar preços já deu certo em algum lugar?

Sim.

Em Marte, a cerca de 2,5 bilhões de anos BP.
Foto USGS

Offline MarceliNNNN

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 436
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #43 Online: 15 de Outubro de 2016, 12:00:10 »
Pra quem é contra controle de gastos eu deixo a pergunta: Existe outra alternativa pra solucionar o crescimento desenfreado da dívida pública que nao seja enfiar impostos sem dó nem piedade? Iriam tirar dinheiro de onde?

1- precisa sim de controle, inclusive com teto, mas as metas podem ser fixadas de 4 em 4 anos, considerando o crescimento da arrecadação e as demandas;
2- Precisamos diminuir impostos sobre o consumo, como o ICMS e o ISS, e considerar impostos sobre o patrimônio, como uma tabela mais justa do imposto de renda, com muito mais faixas, com alíquotas maiores para quem tem altíssima renda e também um imposto sobre distribuição de lucros e dividendos para empresas não optantes do SIMPLES. Uma alíquota não muito alta, no máximo 5%, para não afugentar investimentos e a prática de se utilizar de paraísos fiscais;
3- Ninguém deveria se aposentar sem contribuir e aposentadorias imorais, como de filhas de militares, deveriam ser extintas, com prazo de 5 anos para acabar, reduzindo-se aos poucos mensalmente. A tese do direito adquirido já era faz tempo no Brasil mesmo;
4- Benefícios assistenciais precisam ser fiscalizados de verdade e serem temporários, salvo exceções de força maior;
5- A previdência deveria ser facultativa para os novos segurados ou então obrigatória até o benefício de um salário mínimo. Quem quer mais faz um plano privado. O problema é quem vai pagar o rombo atual...
6- Muitos benefícios dos servidores públicos precisam ser cortados, como auxílio moraria, palitó, livros, etc, dos juízes... vereadores deveriam ser todos remunerados com um salário mínimo, deputados estaduais e federais também deveriam ter os salários reduzidos em, no mínimo 50%, o senado deveria ser extinto e deveríamos adotar o sistema unicameral;

...

Por que você acha que tributar ricos fará dos pobres menos pobres? Empreendedores irão sempre repassar os impostos que o governo impõe em suas mercadorias. Se o pobre consome esse produto, logicamente quem irá pagar pela tributação será ele.

E taxar o lucro é dar um tiro no pé dos pobres também. O lucro é que faz o empreendedor investir na sua empresa, contratar mais funcionários, poupar e consumir posteriormente em outros negócios.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.997
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #44 Online: 15 de Outubro de 2016, 12:17:23 »
Limitar a produção de riqueza e controlar preços já deu certo em algum lugar?

Não exatamente limitar a "produção" de riquezas, mas limitando a concentração de riquezas, é algo feito indiretamente em variados graus de sucesso com políticas de impostos ao redor de todo o mundo, que não "dão certo" exatamente numa medida inversamente proporcional à taxação, mas mais para o contrário.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_tax_rates

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.232
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #45 Online: 15 de Outubro de 2016, 13:30:55 »
Limitar a produção de riqueza e controlar preços já deu certo em algum lugar?

Não exatamente limitar a "produção" de riquezas, mas limitando a concentração de riquezas, é algo feito indiretamente em variados graus de sucesso com políticas de impostos ao redor de todo o mundo, que não "dão certo" exatamente numa medida inversamente proporcional à taxação, mas mais para o contrário.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_tax_rates
Mas limitar um salário máximo para empresas privadas não é limitar a produção de riquezas e os preços? Algum país já implementou o salário máximo? Para cargos públicos eu sei que sim, mas se intrometendo nas empresas privadas não achei.

https://en.wikipedia.org/wiki/Maximum_wage

Segundo a Wikipédia anglófona a Suécia tentou implementar algo assim baseado em impostos nos anos 1970, fazendo com que isso acontecesse:
https://en.wikipedia.org/wiki/Swedish_general_election,_1976
Os sociais-democratas perderam depois de 40 anos no poder, muito devido às altas taxas implementadas.
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.997
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #46 Online: 15 de Outubro de 2016, 13:41:29 »
Eu não sei se algum país já fez isso, acho que não. Mas não sei se efetivamente difere* muito de imposto de renda, que não acho que seja diretamente uma limitação na produção**, da mesma forma que, na outra direção, aumentos nos salários mais elevados não serão necessariamente causa do aumento na produtividade, ou "recompensa" aos responsáveis por ela.



* no sentido de que o imposto de renda é indiretamente uma limitação/redução no salário, não de que "então tudo bem limitar diretamente o salário"


** ao menos não naquele sentido "invariante" do discurso direitista, de ser colocar como uma "punição aos ricos produzirem mais", "incentivando a improdutividade", e etc, que praticamente preveria que todo mundo preferiria empobrecer a ganhar mais. Mas evidentemente não é diferente de qualquer outro preço/pagamento, que será então um custo e poderá em última instância impactar na produtividade conforme se elevar.

Offline Entropia

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 823
  • Sexo: Masculino
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #47 Online: 15 de Outubro de 2016, 16:11:39 »
Pra quem é contra controle de gastos eu deixo a pergunta: Existe outra alternativa pra solucionar o crescimento desenfreado da dívida pública que nao seja enfiar impostos sem dó nem piedade? Iriam tirar dinheiro de onde?

1- precisa sim de controle, inclusive com teto, mas as metas podem ser fixadas de 4 em 4 anos, considerando o crescimento da arrecadação e as demandas;
2- Precisamos diminuir impostos sobre o consumo, como o ICMS e o ISS, e considerar impostos sobre o patrimônio, como uma tabela mais justa do imposto de renda, com muito mais faixas, com alíquotas maiores para quem tem altíssima renda e também um imposto sobre distribuição de lucros e dividendos para empresas não optantes do SIMPLES. Uma alíquota não muito alta, no máximo 5%, para não afugentar investimentos e a prática de se utilizar de paraísos fiscais;
3- Ninguém deveria se aposentar sem contribuir e aposentadorias imorais, como de filhas de militares, deveriam ser extintas, com prazo de 5 anos para acabar, reduzindo-se aos poucos mensalmente. A tese do direito adquirido já era faz tempo no Brasil mesmo;
4- Benefícios assistenciais precisam ser fiscalizados de verdade e serem temporários, salvo exceções de força maior;
5- A previdência deveria ser facultativa para os novos segurados ou então obrigatória até o benefício de um salário mínimo. Quem quer mais faz um plano privado. O problema é quem vai pagar o rombo atual...
6- Muitos benefícios dos servidores públicos precisam ser cortados, como auxílio moraria, palitó, livros, etc, dos juízes... vereadores deveriam ser todos remunerados com um salário mínimo, deputados estaduais e federais também deveriam ter os salários reduzidos em, no mínimo 50%, o senado deveria ser extinto e deveríamos adotar o sistema unicameral;

...

1- O projeto da pec  vai poder ser revisto em 10 anos, é muito tempo pra se ter uma reconsideracao dela?
2- Concordo em partes menor impostos por consumo e mais pra renda me parece mais justo, mas a pergunta que fica é se uma modificacao radical dessas na carga tributária agora seria viável?
3- O temer já nao está propondo uma reforma na previdência?
4-6 nao sao muito realistas na situacao atual. Embora seja completamente a favor. Fora que o corte de benefício apenas faria cócegas no rombo atual.

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #48 Online: 16 de Outubro de 2016, 18:11:52 »
Como em outros assuntos que não domino (quase todos :hihi:), busco tentar informações de fontes diferentes pra tentar formar uma opinião, mas num assunto técnico assim, com opiniões diametralmente divergentes, fica difícil

http://spotniks.com/8-perguntas-que-voce-precisa-saber-responder-antes-de-sair-por-ai-falando-da-pec-dos-gastos/

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/10/professora-economia-usp-perguntas-respostas-pec-241.html

Ambos os sites se mostram comprometidos com uma posição ideológica, o que deixa dúvida da objetividade ao tratar do tema.

São refutáveis os argumentos da economista da USP?

"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:Discussão sobre PEC 241
« Resposta #49 Online: 16 de Outubro de 2016, 19:02:57 »
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!