Autor Tópico: Pesquisa com médium  (Lida 57703 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão vendo este tópico.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #150 Online: 07 de Novembro de 2016, 18:43:28 »
Só não vou expor a carta pois alguns demonstraram falta de respeito e imaturidade para lidar ou ver o caso..

Traduzindo: Não vai expor a carta por MEDO de passar novo constrangimento!  :P
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Rhyan

  • Visitante
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #151 Online: 08 de Novembro de 2016, 11:28:04 »
Desculpe, Sandro, mas não dá pra saber sua intenção aqui não.

Tudo indica que esses seus experimentos são para sites/blogs/revistas espíritas sem nenhuma credibilidade no meio científico/acadêmico.

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #152 Online: 11 de Novembro de 2016, 13:57:50 »
Desculpe, Sandro, mas não dá pra saber sua intenção aqui não.

Tudo indica que esses seus experimentos são para sites/blogs/revistas espíritas sem nenhuma credibilidade no meio científico/acadêmico.

Caro Literário, se usar um pouco da atenção poderia perceber que se fosse para blog ou revista do meio espírita não estaríamos testando o fenômeno, isso porque os espíritas tem a mediunidade como um pressuposto real, assim como os céticos tem como uma fantasia/ilusão/fraude.

Mas legal, já percebi que não há interesse real em se verificar isso. Sem mais, vou me indo, sem um real apontamento de onde o método poderia falhar.
Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Rhyan

  • Visitante
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #153 Online: 12 de Novembro de 2016, 05:15:31 »
Há muitos tipos de espíritas, num sentido mais amplo que kardecista. Tinha um tal de Victor (minha memória é muito ruim) que vivia criticando Chico Xavier como uma fraude e acreditava em outros médium que comprovaram sua mediunidade, segundo ele.

Há espíritas experimentalistas. Inclusive não falta programa tosco de TV sobre isso.

Se você quer fazer estudos com mais credibilidade, seria bom adequar a metodologia com as dicas que foram passadas. Incluir grupos de céticos, cientistas e ilusionistas na pesquisa também é importante.

Mas a parapsicologia sempre foi um campo nebuloso entre a ciência e a pseudociência. Nunca produziu nenhum resultado válido em mais de 200 anos de pesquisa. Não tem como replicar resultados, é um campo complicado. Acho que esse tipo de teste, quando sério, vale mais para desmascarar charlatões que outra coisa.

Offline Pedro Reis

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.681
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #154 Online: 12 de Novembro de 2016, 11:15:27 »
Há muitos tipos de espíritas, num sentido mais amplo que kardecista. Tinha um tal de Victor (minha memória é muito ruim) que vivia criticando Chico Xavier como uma fraude e acreditava em outros médium que comprovaram sua mediunidade, segundo ele.

Há espíritas experimentalistas. Inclusive não falta programa tosco de TV sobre isso.

Se você quer fazer estudos com mais credibilidade, seria bom adequar a metodologia com as dicas que foram passadas. Incluir grupos de céticos, cientistas e ilusionistas na pesquisa também é importante.

Mas a parapsicologia sempre foi um campo nebuloso entre a ciência e a pseudociência. Nunca produziu nenhum resultado válido em mais de 200 anos de pesquisa. Não tem como replicar resultados, é um campo complicado. Acho que esse tipo de teste, quando sério, vale mais para desmascarar charlatões que outra coisa.

Não tem como replicar de fato estes "experimentos" mas eles não aceitam isto.

E fica o Botânico falando do maldito galvanômetro como se o relatório do Crookes fosse uma espécie de bíblia, de texto sagrado. Não pode haver erro, não pode haver engano, é impossivel existir mentira. O pressuposto é que cada palavra que um pseudo cientista espírita escreve em um relatório é a Palavra de Deus. A prova da confiabilidade do relatório de Crookes é o próprio relatório de Crookes, exatamente como os religiosos usam a bíblia para provar a bíblia.

Não dá para dizer o que se pensa realmente disso sem parecer rude. "O médium atuará segundo seu próprio modus operandis". O que significa exatamente isso? Como vai ser controlado se o médium escolhe como vai fazer?

O pior é que são espíritas, autores espíritas, pessoas que ganham dinheiro publicando livros para um mercado espírita, que colaboram remuneradamente em publicações espíritas, que talvez cobrem para dar palestras para uma audiência espírita, que irão compor o grupo de pesquisa.

Ah, mas não há nenhuma possibilidade de fraude. Ah, mas os "céticos" irão selecionar as famílias...

Eu não subestimo tanto assim a imaginação das pessoas. Você conhece alguém daqui? Eu não conheço ninguém. A maioria não se conhece, não sabe o verdadeiro nome das pessoas, onde moram, o que fazem.

O que garante que se apresentarem 10 "céticos" voluntários, pelo menos um deles não poderá ser alguém ligado ao grupo de pesquisa? Não tem como saber, será simplesmente a palavra deles.

Como exemplo tome o texto sagrado do relatório de Crookes: tudo estava lacrado, havia sinetes nas janelas...

Mas estranhamente era permitido que a médium fizesse a sessão dentro do seu modus operandis. O que significava utilizar todos os aparatos de um número de ilusionismo que a médium performava habitualmente em teatros de variedades para um público pagante.

Tudo deveria acontecer por trás de cortinas, da mesma forma que a moça sempre é serrada ao meio dentro de uma caixa. Muito científico! Ninguém poderia ver absolutamente nada, especialmente o principal: o próprio fenômeno da materialização!

Mas por quê? E por que o cientista não se questionou sobre isso? Essa imposição não parecia sem cabimento?

Mas o que sabemos é que alguém fez o que não é permitido fazer em números de ilusionismo. Um sujeito, contrariando as determinações, meteu o carão dentro da cortina. E tinha um homem lá dentro! Um homem segurava os sensores do galvanômetro enquanto a alegada médium fazia suas estripulias.

Conclusão dos espíritas? Esse intruso era o fantasma! Hahahaha! O fantasma foi lá só para burlar o galvanômetro, pôs a médium em transe e telepaticamente assumiu o controle perfeito dos seus movimentos. Porque, como todos sabem, fantasmas possuem super poderes ilimitados, só não podem se mostrar senão atrás de biombos ou debaixo de lençóis.

Mas em nenhum momento o brilhante cientista da Royal Society expressa estranheza com esse fato em seu relatório. Não conjectura que teria sido muito mais fácil se o próprio espírito apenas jogasse os objetos para fora da cortina...

Existe motivos para alguém pôr em dúvida o que realmente pode ter acontecido? Como saber o que realmente aconteceu?

É replicável?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.802
  • Sexo: Masculino
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #155 Online: 12 de Novembro de 2016, 14:14:53 »
:?: Curiosidade, com preguiça de pesquisar por todo o tópico: conseguiu-se elaborar ou refinar um método mais consensual que reduzisse significativamente a possibilidade de fraudes, e de alguma forma também aumentasse a "cientificidade" da análise? Não só no aspecto de interpretação menos enviesada, apenas assumir "então o kardecismo é verdadeiro" a partir de uma aparente comprovação, mas algo como "controles".

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #156 Online: 12 de Novembro de 2016, 15:01:02 »
Mas legal, já percebi que não há interesse real em se verificar isso. Sem mais, vou me indo, sem um real apontamento de onde o método poderia falhar.

 :tchau:
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #157 Online: 12 de Novembro de 2016, 18:06:53 »
Há muitos tipos de espíritas, num sentido mais amplo que kardecista. Tinha um tal de Victor (minha memória é muito ruim) que vivia criticando Chico Xavier como uma fraude e acreditava em outros médium que comprovaram sua mediunidade, segundo ele.

Há espíritas experimentalistas. Inclusive não falta programa tosco de TV sobre isso.

Se você quer fazer estudos com mais credibilidade, seria bom adequar a metodologia com as dicas que foram passadas. Incluir grupos de céticos, cientistas e ilusionistas na pesquisa também é importante.

Mas a parapsicologia sempre foi um campo nebuloso entre a ciência e a pseudociência. Nunca produziu nenhum resultado válido em mais de 200 anos de pesquisa. Não tem como replicar resultados, é um campo complicado. Acho que esse tipo de teste, quando sério, vale mais para desmascarar charlatões que outra coisa.

Olá Literário, obrigado pela resposta coerente e séria... Isso ajuda muito e aos poucos vai perceber minha seriedade do tema também...

Eu separei algumas das ideias de sugestões aqui, principalmente o fato de se evitar o efeito Forer, sendo assim já elaborei um questionário que as famílias irão preencher previamente, então os dados já estarão separados para uma primeira avaliação por "juízes", ou seja, alguém que irá comparar os dados das cartas com os dados fornecidos pelas famílias. Em um segundo momento as famílias farão uma análise também, mas para verificar se há dados condizentes em específico, por exemplo, numa das cartas que acompanhei num caso de uma família, surgiu uma lembrança do menino (ele ja tinha falecido a 9 anos) em agradecimento a dinda dele, no qual ele cita na carta como "Mi Irene".. A mãe na hora não entendeu por que desconhecia esse "Mi".. A Mi Irene era cunhada do pai do menino, mas já haviam se separado a anos e a família não tinha mais contato. Ao investigar a posteriori, a mãe veio a saber que a nova família a chama de "Mi Irene" e "Mirene", como formas intimas de tratamento.

Sobre as dicas de um método mais arrojado, eu concordo e há muitos ja.. Só que não temos médiuns que aceitam participar de pesquisas toda a hora e não gostam de ficar sob pressão. Por esse motivo eu tive que elaborar um método simples e eficiente, onde garanta que não exista vazamento de informação, ou seja, tudo que o médium vier a escrever ele não terá como saber previamente.

Veja outro detalhes: O médium mora em outro estado; Um grupo a parte irá selecionar as famílias; Nem o médium nem eu saberei qualquer informação prévia; O lugar será informado no dia da sessão; os questionários estarão de posse exclusiva dos "selecionantes" e vão apresentar somente no momento que a sessão terminar..

Eu, sinceramente, não consigo ver como, por meios normais (caso venha a ocorrer alguma carta), que um fraudador/médium possa obter com precisão nomes, datas, apelidos, locais, tipo de morte etc.. (vale lembrar que o médium não fará entrevista com as famílias e tudo será gravado para questionamentos e apontamentos posteriores).

Além disso o presente experimento ainda é um teste piloto, vamos com calma.. Precisamos que o médium continue nos ajudando nas pesquisas.. Num próximo estudo podemos "lacrar" melhor o método..

Outro detalhe: Ao longo do tempo se percebeu que o médium não pode se sentir coagido ou qualquer coisa assim.. então temos que levar isso em consideração.. Deixemos a vontade cuidando especificamente para que nada de informação vaze e ele possa saber antes..

Eu vi que alguns criticaram a carta que exemplifiquei anteriormente, mas ela teve intuito de mostrar como as mensagens surgem, isto é, o tipo de dados que vem nas cartas..

Vou contar, brevemente, de um experimento que fizemos com médiuns ditos videntes. Analise o método simples e me diga onde pode ter vazamento de informação:

1) num primeiro teste nós convidamos uma médium dita vidente. Então ela teria que dizer qual(is) garrafa(s), das 10, teria passado por um passe em CE.. (em tese essa amostra(s) estaria fluidificada ou com alguma "cor").
O experimentador já havia numerado previamente as garrafas e escolheu aleatoriamente a quais e quantas iria fazer.
Levou até a médium e ela acertou 8 das 10. (chance de 1 / 1024)

2) num segundo experimento eu percebi que poderia ter havido algum vazamento, sem intenção, do experimentador, uma vez que ele poderia deixar alguma pista visual pois sabia quais garrafas tinha passado pelo CE.. Desse modo nós incluímos uma terceira pessoa, que por sinal é cético ao tema, e ele foi até o lugar com um numero X de garrafas e depois entregou todas de uma só vez à experimentadora.
A médium acertou novamente 8 das 10.
Repetimos o processo no ultimo fim de semana.. Mesmo resultado.. acertou 8 das 10.
Vamos repetir mais uma vez o experimento.

Detalhe: Cada rodada se utiliza garrafas novas e lacradas, toda de um mesmo lote e marca.

Veja uma breve diferença, uma vez que você citou a parapsicologia. Os índices foram bem mais elevados. No meu ver a psicologia tem bons índices, hj chegando a uma média de 33% de acertos para os casos de telepatia, sendo o esperado de 25% ao acaso. Dada as elevadas amostragens já acho um dado bem seguro (posso conseguir inumeros experimentos para você analisar se desejar), mas a questão é: Por que ainda é tão baixa?

Na minha opinião eles usam pessoas comuns, então os resultados serão "comuns".. Se usassem pessoas ditas "paranormais" os resultados teriam que ser melhores, mas é compreensível tais resultados pois eles pretendem se focar em estatística e não em algo mais "qualitativo".

O exemplo que dei do experimento com médium vidente é algo bem qualitativo, ou seja, não pegamos qualquer pessoa para fazê-lo...


Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #158 Online: 12 de Novembro de 2016, 18:23:16 »
Pedro.. alguns comentários:

Não dá para dizer o que se pensa realmente disso sem parecer rude. "O médium atuará segundo seu próprio modus operandis". O que significa exatamente isso? Como vai ser controlado se o médium escolhe como vai fazer?

Num primeiro momento é simples, basta controlar o vazamento de informação.. Uma coisa é fazer experimento de materialização outra é de obtenção de informações.
Em materializações eu também concordo que tem-se que ser muito rígido pois são muitas variáveis envolvidas.
No caso da psicografia o médium tem certo controle sim.. por exemplo.. ele não pode entrevistar as famílias.. Não vai poder conhece-las ou ve-las antes.. Não vai poder ficar batendo papo para go fishing etc.. Ele vai chegar.. sentar e escrever..


O pior é que são espíritas, autores espíritas, pessoas que ganham dinheiro publicando livros para um mercado espírita, que colaboram remuneradamente em publicações espíritas, que talvez cobrem para dar palestras para uma audiência espírita, que irão compor o grupo de pesquisa.

Isso, cientificamente, não tem muito valor... Embora eu não seja um espirita do tipo religioso.. até porque por crença sou bem mais do budismo.. hehe..  O foco é o método.. O único argumento critico possível é que eu poderia fraudar (o que seria opinião pessoal de alguns e não teria valor baseado no método), mas por isso um grupo independente irá cuidar dessa parte das famílias..

No mais.. já foi convidado outro grupo isso já está em andamento... Por um lado concordo com seu pensamento receioso de que alguém possa "trair", mas se pensarmos assim, bah.. não da pra confiar em ninguém.. Temos que ver a seriedade das pessoas e o experimento será replicado com certeza.. os resultados tem que se repetir.. (se ocorrer).. Detalhe: achei sua sugestão um tanto interessante mas temos que fazer para um estudo futuro..

Sobre o experimento de Crookes e os controles.. Bom.. concordo com você... Isso era uma coisa da época e temos até hoje um monte de gente que acredita em tudo... Mas por outro lado existe um viés tão ruim quanto, que foi o do Houdini sacaneando um experimento para dar errado, ou seja, manipulando um método..

Como você vê Pedro.. gente ruim, sacana e besta tem de todos os lados.. O que podemos fazer é experimentar, replicar.. aprimorar métodos..

Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.022
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #159 Online: 12 de Novembro de 2016, 20:55:44 »
Sandro,

Para incluir citações, marque o texto e selecione no menu que aparece após você clicar em "pré-visualizar" que fica ao lado do botão "enviar". Isso vale para quase todos os botões de formatação do menu. Se você quiser inserir de quem é a citação coloque "=nome do citado" após o primeiro quote. Existe uma área de testes na página inicial para você testar e praticar o uso desses recursos.
« Última modificação: 12 de Novembro de 2016, 20:58:08 por Gigaview »
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Rhyan

  • Visitante
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #160 Online: 13 de Novembro de 2016, 18:15:34 »
Pedro, isso me faz lembrar que nenhum médium passou ou pelo menos tentou passar nos testes do James Randi.

Curioso, com tantos médium, com tantas evidência do comunicação com os mortos (segundo eles), ninguém se sujeita a passar num teste verdadeiramente rigoroso e confiável, e muito bem recompensado.

O desafio do Randi existe (ainda existe?) há mais de 10 anos e ninguém nunca passou nos testes preliminares. Randi afirma que os únicos que aceitam ser testados são pessoas com problemas psiquiátricos que acreditam que têm poderes paranormais.

Nenhum representante do espiritismo, igreja católica, igrejas neopentecostais, candomblé, umbanda, videntes famosos, nada, zero.

Dizem que ceticismo demais cria bloqueios aos poderes paranormais, hahahaha.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #161 Online: 13 de Novembro de 2016, 19:06:00 »
Há muitos tipos de espíritas, num sentido mais amplo que kardecista. Tinha um tal de Victor (minha memória é muito ruim) que vivia criticando Chico Xavier como uma fraude e acreditava em outros médium que comprovaram sua mediunidade, segundo ele.

Há espíritas experimentalistas. Inclusive não falta programa tosco de TV sobre isso.

Se você quer fazer estudos com mais credibilidade, seria bom adequar a metodologia com as dicas que foram passadas. Incluir grupos de céticos, cientistas e ilusionistas na pesquisa também é importante.

Mas a parapsicologia sempre foi um campo nebuloso entre a ciência e a pseudociência. Nunca produziu nenhum resultado válido em mais de 200 anos de pesquisa. Não tem como replicar resultados, é um campo complicado. Acho que esse tipo de teste, quando sério, vale mais para desmascarar charlatões que outra coisa.

Olá Literário, obrigado pela resposta coerente e séria... Isso ajuda muito e aos poucos vai perceber minha seriedade do tema também...

Sandro de uma olhada tenho certeza que ira lhe parecer muito interessante:

http://religiaoeveneno.com.br/discussion/75/uma-mensagem-para-o-the-doctor/p1
 
« Última modificação: 13 de Novembro de 2016, 19:12:36 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.022
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #162 Online: 13 de Novembro de 2016, 20:20:55 »
Pedro, isso me faz lembrar que nenhum médium passou ou pelo menos tentou passar nos testes do James Randi.


Este passou...e o teste foi no Media Lab do MIT.



Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Pedro Reis

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.681
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #163 Online: 13 de Novembro de 2016, 21:53:08 »
Pena ter sido apenas uma brincadeira de 1° de abril. No 1° de abril de 2008.

Seth Raphael é um mágico famoso.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.022
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #164 Online: 13 de Novembro de 2016, 22:20:12 »
É ... mais foi divertido.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #165 Online: 14 de Novembro de 2016, 11:06:45 »
Sandro,

Para incluir citações, marque o texto e selecione no menu que aparece após você clicar em "pré-visualizar" que fica ao lado do botão "enviar". Isso vale para quase todos os botões de formatação do menu. Se você quiser inserir de quem é a citação coloque "=nome do citado" após o primeiro quote. Existe uma área de testes na página inicial para você testar e praticar o uso desses recursos.

Blz Giga... eu sei disso... apenas por vezes acho mais fácil grifar para ficar mais "organizado" pra mim..
Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #166 Online: 14 de Novembro de 2016, 11:18:33 »
Pessoal, sobre o Randi... bom.. eu acho que ele é um cara muito prudente mas o problema dele foi que certos controles que ele exigia eram surreais.. rs... da forma como ele conduz as coisas ele é capaz de fazer você provar a si mesmo que você não é você.. ..rs..

O problema principal de Randi eram os métodos... Depois ele ficou queimado por ter planejado uma sessão para se beneficiar e descobriram ser uma fraude, de um rapaz que ele tinha um relacionamento.. Isso foi bem documentado na época.. Então, num resumo, o que se sucedeu com ele acabou sendo o mesmo que ele cobrava dos ditos médiuns, ou seja, não tinha bom método e não foi "honesto".. dai acabou a carreira dele..

Particularmente ja despedi tempo debatendo com um pessoal sobre coisas do passado etc.. A questão sempre cai na mesma.. Já foi, não tem mais como verificar e sempre há alguma hipótese criativa que poderia explicar, mesmo não se sabendo de todos os fatos..

Acabou de "dei um basta" nisso quando eu mesmo resolvi ir meter a cara e pesquisar.. Dai temos coisas atuais que podem ser verificadas e testadas... É o caso que fizemos com ditas médiuns videntes... O método resumido eu coloquei num post anterior.. os resultados também...

Tem vários médiuns que estamos testando.. um eu tenho 99% de certeza que é fraude.. Vai ser algo interessante desmascarar o cara, mesmo que ele venha a meter um processo... rs
Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #167 Online: 15 de Novembro de 2016, 02:32:07 »
Pessoal, sobre o Randi... bom.. eu acho que ele é um cara muito prudente mas o problema dele foi que certos controles que ele exigia eram surreais.. rs... da forma como ele conduz as coisas ele é capaz de fazer você provar a si mesmo que você não é você.. ..rs..

O problema principal de Randi eram os métodos... Depois ele ficou queimado por ter planejado uma sessão para se beneficiar e descobriram ser uma fraude, de um rapaz que ele tinha um relacionamento.. Isso foi bem documentado na época.. Então, num resumo, o que se sucedeu com ele acabou sendo o mesmo que ele cobrava dos ditos médiuns, ou seja, não tinha bom método e não foi "honesto".. dai acabou a carreira dele..

O método do Randi foi eficaz o suficiente para desmascarar vááááááááários charlatões paraAnormais!!! Ou você acha que existe de fato ''poder paranormal''???!!!!!!  :smartass:


Citar
Particularmente ja despedi tempo debatendo com um pessoal sobre coisas do passado etc.. A questão sempre cai na mesma.. Já foi, não tem mais como verificar e sempre há alguma hipótese criativa que poderia explicar, mesmo não se sabendo de todos os fatos..

Tente dizer o mesmo para o Homem do galvanômetro!!!!   :P


Citar
Acabou de "dei um basta" nisso quando eu mesmo resolvi ir meter a cara e pesquisar.. Dai temos coisas atuais que podem ser verificadas e testadas... É o caso que fizemos com ditas médiuns videntes... O método resumido eu coloquei num post anterior.. os resultados também...

Para as inteligências raras (raríssimas!!!), o seu método dá no mesmo que organizar uma expedição ''''''científica'''''' para encontrar o pé grande, ou armar uma vigília na noite de natal com equipamentos de visão noturna e telescópios para tentar capturar uma imagem do papai natal a voar em seu trenó!!!!!!!  HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...
Mas é seu direito, e você é quem decide como desperdiçar o seu tempo!!! Pelo menos um ou outro médium você ainda desmascara...  :hihi:     


Citar
Tem vários médiuns que estamos testando.. um eu tenho 99% de certeza que é fraude.. Vai ser algo interessante desmascarar o cara, mesmo que ele venha a meter um processo... rs

99%??????????????  Onde foi parar o outro 1%????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

Caro neófito, caia na real!!!  Almas não existem, assim como a mediunidade também não!!!! É uma impossibilidade!!!
Todos os médiuns são uma fraude!!!  E o espiRRitismo também, cuja gênese se deu na véspera de um PRIMEIRO DE ABRIL!!!  :biglol:
« Última modificação: 15 de Novembro de 2016, 02:43:24 por Alquimista »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Rhyan

  • Visitante
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #168 Online: 16 de Novembro de 2016, 01:13:28 »
Bastante distorcida sua versão, Sandro. Recomendo ver o documentário do James Randi.

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #169 Online: 16 de Novembro de 2016, 10:40:30 »
Alquimista, tirando fora sua crença, se nos determos nos dados.. O que você achou do experimento com as médiuns ditas de visão?

Me aponte a falha metodológica ou engano nos resultados...

Mas veja, deixe sua fé de lado.. embora você tenha também o direito de não acreditar em nada..
Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #170 Online: 16 de Novembro de 2016, 10:41:56 »
Bastante distorcida sua versão, Sandro. Recomendo ver o documentário do James Randi.

Talvez parece distorcida mas seria fácil demonstrar os "apelos" exagerados dele... Por outro lado eu sempre achei importante o trabalho que ele fez... Mais ajudou do que atrapalhou...
Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline SandroF

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 320
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #171 Online: 16 de Novembro de 2016, 10:48:58 »
Literário, segue um trecho de um breve resumo de um dos casos do Randi.. Tem muitos outros demonstrando a forma como ele lidava com as coisas:

Um famoso pseudo-cético, o mágico James Randi, foi desmascarado pelo parapsicólogo Rupert Sheldrake. Sobre isso trata a excelente postagem do site Pensar Além (endereço eletrônico http://pensaralem.wordpress.com/), em 03 de Fevereiro deste ano. Outra postagem desse mesmo site, de 24 de Janeiro deste ano, trata, com grande propriedade, da farsa do desafio de James Randi aos paranormais. Extraímos ambas as postagens na íntegra. Leiamos:

“Rupert Sheldrake desmascara James Randi

Sheldrake é um parapsicólogo, que dedicou boa parte dos seus estudos, às pesquisas de possível telepatia entre cães e seus donos. James Randi é um mágico, que oferece 1 milhão de dólares para quem comprovar qualquer habilidade paranormal, porém Sheldrake relatou a experiência negativa que teve com o mágico.

Na edição da revista Dog World, em janeiro de 2000, há um artigo da pesquisa de Sheldrake, sobre um possível sexto sentido em cães. No artigo, James Randi foi citado, afirmando: “Nós da Fundação Randi já testamos as alegações de Sheldrake. Elas não funcionam”. Porém, nenhum detalhe sobre este teste foi dado.
Então, Rupert mandou um e-mail para Randi, pedindo mais detalhes sobre a experiência que ele havia realizado. Ele não obteve resposta; tentou de novo, e nada.
Foi aí que o parapsicólogo pediu ao Conselho Consultivo Científico, da JREF (James Randi Educational Foundation), para que o ajudasse a saber mais sobre a pesquisa. Assim, recebeu uma resposta. Em um e-mail enviado em 6 de fevereiro, de 2000, o mágico disse que o teste, na verdade, havia sido feito de forma “informal” e fora feito há “anos atrás”. Ele observou dois cães de um amigo, em um período de duas semanas, todavia, todos os dados da pesquisa foram perdidos.
Por fim, ele admitiu: “Eu exagerei em duvidar sobre a pesquisa telepática dos cães, com base na pequena quantidade de dados que havia coletado. Me precipitei.”
Randi também alegou ter desmascarado uma pesquisa de Sheldrake, mostrada em um programa de TV, com o cão Jaytee, que foi até a janela quando o dono resolveu voltar para a casa. Em Dog World , Randi declarou: “Vendo a fita inteira, nós vemos que o cão respondeu para qualquer carro ou pessoa que passassem por perto”. Isso simplesmente não é verdade, agora Randi admitiu que nunca viu a fita inteira.
No vídeo abaixo, você confere o relato do parapsicólogo, sobre o caso:

(Acesse o vídeo no endereço:
)

Referências

James Randi – a Conjurer Attempts to Debunk Research on Animals. Disponível em: < http://www.sheldrake.org/reactions/james-randi-a-conjurer-attempts-to-debunk-research-on-animals > . Acesso em 03 de fevereiro de 2014.”

“A Farsa do Desafio Paranormal de James Randi

James Randi é um famoso mágico que oferece 1 milhão de dólares para quem conseguir comprovar algum poder, supostamente, paranormal. Porém, o fato de ninguém ter ganhado o prêmio prova que a paranormalidade não existe?
A fundação de Randi (JREF) faz campanha contra assuntos que envolvem parapsicologia, paranormalidade, homeopatia e qualquer tipo de medicina alternativa. Os céticos costumam citar o desafio de Randi como a prova absoluta de que a paranormalidade é uma farsa completa. Há mais de 10 anos o mágico oferece o prêmio de 1 milhão dólares. Embora tenha dito que em 2010 o prazo seria finalizado, a fundação continua com o “desafio”. No entanto, as regras se modificaram em 2007; quem quiser ganhar o prêmio, no mínimo, deverá ser conhecido pela mídia e ter sido estudado por cientistas.
Para que um suposto paranormal se submeta ao teste ele deverá seguir algumas regras, impostas pela JREF. O candidato deve arcar com todos os custos da viagem, hospedagem e material. Além disso, o candidato renuncia a qualquer tipo de reclamação à fundação Randi, mesmo que algum acidente ocorra durante os testes (se a pessoa perder um braço durante o teste, por culpa da estrutura da fundação ou erro dos avaliadores de Randi, teoricamente, nada poderá fazer) – no Brasil, a cláusula é inconstitucional, pois a integridade do indivíduo é primordial e, quando prejudicada, o apelo judiciário é um direito. Mas o pior ainda está por vir. Um teste preliminar é realizado com o indivíduo. O critério de seleção é absolutamente subjetivo, ou seja, se Randi decidir que não deve-se realizar o teste “formal”, antes da confirmação dos supostos poderes, ele não será feito¹. Clique aqui para ler as regras do prêmio.
Pior do que isso é quando esbarramos no aspecto estatístico. Em tese, os testes estatísticos, existentes em toda a literatura da Parapsicologia, poderiam disputar o prêmio. Alegações extraordinárias exigem evidências extraordinárias – jargão usado com frequência pelos céticos. Por esse motivo, Randi exige significância estatística maior do que as outras áreas comuns da ciência. O que isso significa? Se o teste estiver acima do acaso e for anômalo, o “Desafio Paranormal” exigirá algo além disso. Na ciência tradicional a significância estatística é de p < 0,05 - a probabilidade do resultado ser devido ao acaso seria de 5%. No teste, o candidato precisa de p < 0,001 ou menor, ou seja, isso extrapola as exigências da própria ciência.
Randi ainda não aceita alegações de reencarnação como válidas de disputa do prêmio, pois as considera “religiosas”. Na verdade, ele mesmo as classificou assim. Esse tipo de ceticismo é falso, pois nega alegações a priori, ao invés de investigá-las. Se dependêssemos desse movimento cético para fazer ciência, transformaríamos a metodologia científica em um dogma. Infelizmente, alguns céticos já têm o trabalho de fazer isso; não porque estão preocupados com evidências científicas de qualidade, mas porque se importam mais com mágica do que com ciência.

Referências

¹Challenge Application. Disponível em: < http://www.randi.org/site/index.php/1m-challenge/challenge-application.html > . Acesso em 24 de janeiro de 2014.”[/i]
Todo o vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos.

Offline O abençoador

  • Nível 04
  • *
  • Mensagens: 49
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #172 Online: 16 de Novembro de 2016, 14:17:49 »
Eu não sei como essa coisa de psicografia funciona, mas numa pesquisa seria legal se as famílias fossem de outros países, cada família de um país diferente, ficaria mais difícil acertar nomes, a cultura também é bem diferente (nesse caso o médium teria que escrever no idioma da pessoa? Como ele escreveria o nome de um japonês ?)
 
Não sei se isso já foi falado, não li todas as respostas.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.373
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #173 Online: 16 de Novembro de 2016, 14:49:46 »
Ora, Catto mio, você não sabia que os espíritos possuem um "tradutor universal simultâneo", não?  :twisted:
GNOSE

Offline O abençoador

  • Nível 04
  • *
  • Mensagens: 49
Re:Pesquisa com médium
« Resposta #174 Online: 16 de Novembro de 2016, 15:11:04 »
Ora, Catto mio, você não sabia que os espíritos possuem um "tradutor universal simultâneo", não?  :twisted:
   :histeria:  :histeria:  :histeria:

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!