Enquete

Qual das promessas de campanha abaixo você acha mais provável que seja cumprida por Trump?

Deportação de cerca de 3 milhões de imigrantes ilegais
1 (4.3%)
Construção de um muro na fronteira com o México
2 (8.7%)
Revogação do acordo nuclear iraniano
1 (4.3%)
Extinção do Obamacare
10 (43.5%)
Revogação da assinatura do Acordo Climático de Paris
9 (39.1%)

Votos Totais: 22

enquete encerrada: 14 de Janeiro de 2017, 01:17:02

Autor Tópico: Governo Trump  (Lida 61396 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2150 Online: 10 de Agosto de 2018, 23:55:57 »
Vermelhos acreditam que o presidente deve ter o poder de socializar a mídia:

Citar
https://www.thedailybeast.com/new-poll-43-of-republicans-want-to-give-trump-the-power-to-shut-down-media

[...] All told, 43 percent of self-identified Republicans said that they believed “the president should have the authority to close news outlets engaged in bad behavior.” Only 36 percent disagreed with that statement. When asked if Trump should close down specific outlets, including CNN, The Washington Post, and The New York Times, nearly a quarter of Republicans (23 percent) agreed and 49 percent disagreed.

Republicans were far more likely to take a negative view of the media. Forty-eight percent of them said they believed “the news media is the enemy of the American people” (just 28 percent disagreed) while nearly four out of every five (79 percent) said that they believed “the mainstream media treats President Trump unfairly.”

But swaths of self-identified Democrats and Independents supported anti-press positions as well. According to the survey, 12 percent of Democrats and 21 percent of Independents agreed that “the president should have the authority to close news outlets engaged in bad behavior” (74 percent and 55 percent, respectively, disagreed). Additionally, 12 percent of Democrats and 26 percent of Independents agreed that “the news media is the enemy of the American people” (74 percent and 50 percent, respectively, disagreed) [...]


tags: Lügenpresse, PiG, fake-news

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2151 Online: 13 de Agosto de 2018, 14:12:34 »
Citar
<a href="https://www.youtube.com/v/7JdQIe9z7IM" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/7JdQIe9z7IM</a>

In today's episode, we do a deep dive on the latest crazy conspiracy phenom, Qanon, also known as "The Storm," also known as "Pizzagate 2," also know as "that batshit, nonsense thing you may have heard about from one of your high school friends on Facebook." Yes, the conspiracy theory that proposes that God-King, Donald Trump, was elected president to stop a villainous cabal made up of Hillary Clinton, The Deep State, The Democrats, and anyone who makes fun of Trump, whose purpose is global domination and child smuggling. Also? UGH.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2152 Online: 20 de Agosto de 2018, 12:07:43 »
Citar
<a href="https://www.youtube.com/v/etkd57lPfPU" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/etkd57lPfPU</a>

Donald Trump is waging a trade war that hurts a lot of American workers. Maybe he would understand that if our heavy-handed documentaries about the global trading system were more informative.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2153 Online: 09 de Setembro de 2018, 11:04:09 »
Citar
https://blogs.timesofisrael.com/why-i-left-team-maga/


Why I left team MAGA


It’s been a long two years of heavy politics ever since the primary elections, and although I haven’t always been passionate about the subject, deciding to support Donald Trump completely changed my life. This became especially true after I joined team ‘Make America Great Again’ (MAGA).

Before continuing, let me first say that this is probably one of the most difficult columns I ever had to write, largely because being part of team MAGA, I have met many wonderful people who truly care about America, as well as America’s ally, Israel.

It has been a wonderful experience, supporting and campaigning for President Trump, and I am grateful that it has given my voice a platform and numerous opportunities to share my thoughts, so I will do my best to speak from my heart and not forget where I came from, as well as the people who helped me get where I am.

While being a part of team MAGA, not only did it feel meaningful and give me a purpose, but it also felt like I was going to social media war. As a U.S. Army Veteran, that should really mean something.

It was installed in me and others like me that liberals are the enemy, especially anti-Trumpers. The pressure for absolute loyalty is intense, with questions allowed on their philosophy. You must accept all of team MAGA’s principles or you will be banned, publicly pointed out and humiliated. There is no room for dialogue; no room for open-mindedness.

Personally, I believe this may be what many in the media refer to as “Trumpism”.

One day, I began to see dozens of Tweets regarding former congressman candidate Paul Nehlen, all of them angry that he had been banned from Twitter for hate speech towards the Jewish people. After some research, I find that there are similar situations with President Trump.

I think to myself, “is this a cult?”

It’s one thing to support the President, but another thing entirely to blindly idolize him. He is human; he makes mistakes, and it’s our duty to correct him when he does.

He works for us, not the other way around, and it’s our job to make sure he’s doing the best he can.

I now realize that many, though not all, do blindly follow him, and that is truly not a good thing.

In fair argument, I will acknowledge that this extremism exists on both sides. I have attempted and failed to have reasonable discussions with many self-proclaimed liberals who worship Hillary or Obama as well, and that frenzied look in their eyes is always the same.

However, during a recent Twitter conversation, I surprisingly came to a mild understanding with Chelsea Clinton, and was soon labelled a traitor by a coward with a fake profile.This was when I realized: Every day it’s exactly the same; argument after argument about the liberals, and what I found most upsetting was that a lot of was false.

Tweet after Tweet, all claiming liberals do not care about America or our Military, when I know that’s actually far from the case.

This group (or cult) complains about being judged and harassed, yet they judge, harass, and even threaten everyone outside of their group who does not agree with their movement.

In fact, Jake Tapper, a leading journalist from CNN, is a prime example of how this group attacks solely because of differences. He warned me that a “small” group of Trump followers are white supremacists. I ignored him, choosing instead to continue going through the motions of MAGA, and I even referred to CNN as fake news.

Later on, however, my eyes were forced open when I was personally attacked by neo-Nazis on Twitter. They blindly pushed their anti-Semitic-Semitic rhetoric at me, paying no mind to whether I supported the president or not.

At this time, I would like to interrupt my own column to apologize to Jake Tapper. I also want to ensure that there is no ulterior motive to this apology except to make things right.

In connection, I have found that team MAGA treats every news network, except Fox and Breitbart, like they are fake news, regardless of evidence or facts. They firmly believe there is a media bias against President Trump, and I would like to say that this theory goes a little overboard.

In honest reflection, this new path started when I was retweeted by Sarah Silverman, a comedian with very different views than mine. Misunderstanding her humor, I attacked her but, surprisingly, she replied with kindness.

After exchanging a more meaningful dialogue, she offered me a new perspective, as well as a more positive connection with her followers. Over time, I gradually opened myself to a deeper understanding of the people I used to avoid, thus even changing my views regarding DACA.

I owe a lot to Sarah, and will therefore also take this opportunity to apologize to her for my original Tweets, and to thank her for her kindness. I would almost go so far as to consider her to be a liberal mentor, of sorts, who is helping me understand the ways liberals view politics.

I would also like to thank Andy Lassner, Don Cheadle, Congressman Ted Lieu, Sarah O’ Connell, Montel Williams, Jeremy Newberger and others in giving me a better understanding of the true liberal mentality, by being able to talk to their followers when I interacted with them on issues.

I do want to make it clear, however, that I still support President Trump, though I am pleased to say it is now with an open mind. I am eager to really connect with people, hoping to show them that there are Trump supporters who do not fit the growing stereotype.

Make America Great Again shouldn’t be a cult-like support for the President; it should a movement for all Americans – because we are all in this together.








Tempos atrás, Sarah Silverman também tinha respondido educadamente a algum troll/idiota, que acabou confessando ter sido vítima de alguma espécie de abuso e se desculpando e não lembro mais.

Citar
https://mashable.com/2018/01/06/sarah-silverman-troll/#hYDzNCDD8aqX

Citar
Citar
Jeremy jamrozy
@jeremy_jamrozy
 · Dec 28, 2017
Replying to @SarahKSilverman
Cunt

Sarah Silverman

@SarahKSilverman
I believe in you. I read ur timeline & I see what ur doing & your rage is thinly veiled pain. But u know that.  I know this feeling. Ps My back Fucking sux too.  see what happens when u choose love. I see it in you.

Jamrozy, it turns out, has several slipped discs in his spine, and with no insurance and no way to work through the pain, he is unable to cover the costs of fixing it on his own. Along with that, he was dealing with the trauma of an abuse he suffered when he was 8 years old, he told Silverman on Twitter.

After a series of back-and-forth messages, Silverman asked Jamrozy to go to a support group. He agreed to go, and apologized for being rude.

[...]

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.221
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2154 Online: 09 de Outubro de 2018, 17:42:36 »

Embaixadora dos EUA na ONU renuncia ao cargo

Mundo  09.10.18 15:53


Nikki Haley, a embaixadora dos EUA na ONU –posto diplomático que, no governo Donald Trump, só perde em importância para a Secretaria de Estado–, renunciou ao cargo.


Em encontro com o presidente, que a chamou de “pessoa fantástica”, Haley disse que “é importante para quem serve o governo saber quando é o momento de sair” e negou que pretenda disputar a Casa Branca na eleição de 2020.


Um mês atrás, a embaixadora foi colocada na lista de suspeitos de terem escrito um artigo anônimo no “New York Times”, que falava de um grupo de “resistência” na Casa Branca que se dedicava a controlar “os piores instintos” de Trump.


https://www.oantagonista.com/mundo/embaixadora-dos-eua-na-onu-renuncia-ao-cargo/



Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.195
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Governo Trump
« Resposta #2155 Online: 10 de Outubro de 2018, 12:02:34 »

Embaixadora dos EUA na ONU renuncia ao cargo

Mundo  09.10.18 15:53


Nikki Haley, a embaixadora dos EUA na ONU –posto diplomático que, no governo Donald Trump, só perde em importância para a Secretaria de Estado–, renunciou ao cargo.


Em encontro com o presidente, que a chamou de “pessoa fantástica”, Haley disse que “é importante para quem serve o governo saber quando é o momento de sair” e negou que pretenda disputar a Casa Branca na eleição de 2020.


Um mês atrás, a embaixadora foi colocada na lista de suspeitos de terem escrito um artigo anônimo no “New York Times”, que falava de um grupo de “resistência” na Casa Branca que se dedicava a controlar “os piores instintos” de Trump.


https://www.oantagonista.com/mundo/embaixadora-dos-eua-na-onu-renuncia-ao-cargo/




Disseram que foi devido à nomeação do novo Ministro da Suprema Corte dos EUA, que está acumulando acusações de abusos sexuais.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2156 Online: 10 de Outubro de 2018, 14:18:00 »
Citar
Attitudes Toward Presidential Candidates in the 2012 and 2016 American Elections
Cognitive Ability and Support for Trump


Abstract
Using data from the American National Election Studies, we investigated the relationship between cognitive ability and attitudes toward and actual voting for presidential candidates in the 2012 and 2016 U.S. presidential elections (i.e., Romney, Obama, Trump, and Clinton). Isolating this relationship from competing relationships, results showed that verbal ability was a significant negative predictor of support and voting for Trump (but not Romney) and a positive predictor of support and voting for Obama and Clinton. By comparing within and across the election years, our analyses revealed the nature of support for Trump, including that support for Trump was better predicted by lower verbal ability than education or income. In general, these results suggest that the 2016 U.S. presidential election had less to do with party affiliation, income, or education and more to do with basic cognitive ability.


http://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/1948550618800494



"All propaganda has to be popular and has to accommodate itself to the comprehension of the least intelligent of those whom it seeks to reach" - Adolf Hitler

Offline Peter Joseph

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.606
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Governo Trump
« Resposta #2157 Online: 29 de Outubro de 2018, 15:32:52 »
Citar
A maioria dos americanos afirma que sua situação financeira não melhorou no governo Trump.

https://exame.abril.com.br/economia/muitos-americanos-dizem-que-economia-de-trump-nao-os-beneficiou/

Só pode ser fake news da mídia vermelha  :biglol:

Talvez tenham entrevistado somente "comunistas vagabundos".
« Última modificação: 29 de Outubro de 2018, 15:39:57 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Cinzu

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 737
Re:Governo Trump
« Resposta #2158 Online: 05 de Novembro de 2018, 09:06:19 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.256
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Trump
« Resposta #2159 Online: 05 de Novembro de 2018, 10:51:52 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.
« Última modificação: 05 de Novembro de 2018, 10:54:24 por Sergiomgbr »

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2160 Online: 05 de Novembro de 2018, 10:56:31 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.
"Deus prefere os ateus"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.256
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Trump
« Resposta #2161 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:04:39 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.
Me admiraria se não tivesse. Mas a mediocridade é uma linha divisória impiedosa.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.221
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2162 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:10:17 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.



Todo Super Homem tem medo de criptonita;

Paulo Guedes é um Super Homem;

Logo, Paulo Guedes tem medo de criptonita.



Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2163 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:16:35 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.
Me admiraria se não tivesse. Mas a mediocridade é uma linha divisória impiedosa.

Não entendi. O Ricardo Amorim é medíocre? Por que? Pela crítica à política do Trump?

"Deus prefere os ateus"

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2164 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:17:40 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.



Todo Super Homem tem medo de criptonita;

Paulo Guedes é um Super Homem;

Logo, Paulo Guedes tem medo de criptonita.




Não entendi também... segunda feira é f***.
"Deus prefere os ateus"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.256
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Trump
« Resposta #2165 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:22:40 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.
Me admiraria se não tivesse. Mas a mediocridade é uma linha divisória impiedosa.

Não entendi. O Ricardo Amorim é medíocre? Por que? Pela crítica à política do Trump?
A resposta não tem relação com a figura de ninguém, só com a ilação de quem vive de ilações. Principalmente num ramo notoriamente não científico.
« Última modificação: 05 de Novembro de 2018, 11:25:59 por Sergiomgbr »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.221
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2166 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:24:18 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.



Todo Super Homem tem medo de criptonita;

Paulo Guedes é um Super Homem;

Logo, Paulo Guedes tem medo de criptonita.




Não entendi também... segunda feira é f***.



Apenas um exemplo mostrando que uma (ou mais) proposições podem ser perfeitamente lógicas ao mesmo tempo que perfeitamente falsas. 

Ser lógico significa apenas que está de acordo com as regras da lógica,  algo pode ser lógico e também ser completamente irreal.



Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2167 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:28:28 »
Nos EUA, emprego avança com força e salário tem maior ganho desde 2009

Ricardo Amorim

Citar
Salários nos EUA tiveram a maior alta desde 2009 e a taxa de desemprego é a mais baixa em 49 anos. Razão de comemoração, certo? Errado, de preocupação. Quando o desemprego é muito baixo, os salários costumam subir rapidamente porque quem quer contratar precisa roubar um funcionário do concorrente, pagando mais. Desta vez, eles estão subindo ainda mais rapidamente porque Trump dificultou a entrada no país e a contratação de estrangeiros. Como a produtividade do trabalhador americano não está crescendo no mesmo ritmo que os salários, o que custo para produzir nos EUA está subindo. Como Trump também dificultou e encareceu a entrada de produtos estrangeiros no país - que concorrem com os produzidos nos EUA - quem produz nos EUA está podendo repassar os aumentos de custos de produção para o preço dos produtos que vende. Com isso, a inflação tem subido e vai subir mais, corroendo o poder de compra dos americanos e exigindo altas de juros nos EUA. Com juros mais altos, o crédito para consumo e investimentos produtivos fica mais caro, o que acaba jogando o país em uma recessão, elevando o desemprego e reduzindo salários. Em resumo, a próxima recessão nos EUA não deve estar distante. Quando vier, no ano que vem ou no máximo em 2020, terá impactos negativos significativos na economia em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O mais engraçado é ver liberal (ou devo dizer pseudo-liberal) do MBL apoiando as políticas nacional-desenvolvimentistas neokeynesianas do Trump.

Por sorte, o Brasil não seguirá o mesmo rumo enquanto estivermos com Paulo Guedes. A paixão de Bolsonaro por Trump parece se dar apenas no conservadorismo social.
O especulismo na sua melhor forma,  feito por um brasileiro.

Tudo bem que economistas não são conhecidos por sua boa taxa de acerto, mas os argumentos dele tem lógica.
Me admiraria se não tivesse. Mas a mediocridade é uma linha divisória impiedosa.

Não entendi. O Ricardo Amorim é medíocre? Por que? Pela crítica à política do Trump?
A resposta não tem relação com a figura de ninguém, só com a ilação de quem vive de ilações.

Mas, fora o Juscelino da Luz e o Walter Mercado (mãe Diná foi para o plano superior - ou inferior, sei la - infelizmente) ninguém tem o poder de prever o futuro. Então o máximo que pode ser feito são "ilações" baseadas - ou não - no que está acontecendo hoje. Talvez seja uma "ilação" a afirmação de que as medidas econômicas do Trump são prejudiciais a médio e longo prazo. Mas também é uma "ilação" afirmar que não serão. O cara pelo menos apresentou alguns argumentos a favor da ilação dele, enquanto o contrário parece ser basicamente sustentado por uma simpatia ao Laranjão.

Imagino que devem existir argumentos a favor da política econômica do Trump, contradizendo as ilações desse tópico, só que eles ainda não foram apresentados (ou foram e eu não vi).
"Deus prefere os ateus"

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2168 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:31:56 »
Citação de: JJ
Apenas um exemplo mostrando que uma (ou mais) proposições podem ser perfeitamente lógicas ao mesmo tempo que perfeitamente falsas. 

Ser lógico significa apenas que está de acordo com as regras da lógica,  algo pode ser lógico e também ser completamente irreal.

Ah, agora entendi. Concordo. Na verdade quando falei em "lógica" não quis dizer a lógica clássica, quis dizer que os argumentos dele tem uma relação de causa e efeito plausível. Mas é óbvio que não os tomo como verdade absoluta do que vai acontecer futuramente nos EUA.
"Deus prefere os ateus"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.256
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Trump
« Resposta #2169 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:44:10 »


Imagino que devem existir argumentos a favor da política econômica do Trump, contradizendo as ilações desse tópico, só que eles ainda não foram apresentados (ou foram e eu não vi).
Como não as viu? As ações postas em prática pelo Trump, e que vá lá,  não devem ter sido feitas na base de lançamentos de dadinhos de rpg, são essas ilações(um dia foram). Os cães ladram e a caravana passa.
« Última modificação: 05 de Novembro de 2018, 11:49:25 por Sergiomgbr »

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2170 Online: 05 de Novembro de 2018, 11:54:44 »


Imagino que devem existir argumentos a favor da política econômica do Trump, contradizendo as ilações desse tópico, só que eles ainda não foram apresentados (ou foram e eu não vi).
Como não as viu? As ações postas em prática pelo Trump, que não devem ter sido feitas na base de lançamentos de dadinhos de rpg, são essas ilações(um dia foram). Os cães ladram e a caravana passa.

As ações dele estão dando resultados positivos agora, o que está sendo colocado em questão são as consequências a médio e longo prazo. Lula no seu primeiro mandato também teve vários resultados positivos. Pode ser que o que o jornalista afirma são "ilações", mas ele apresentou as razões de porque acredita nelas. Já do seu lado só estou vendo "ilações" do tipo "está dando certo agora, vai dar certo sempre". Seria mais interessante ver 'ilações" do tipo "ele está errado porque, ao contrário do que ele afirma, vai acontecer x, y e z.". Mas só o que vejo é fé no Trump.
"Deus prefere os ateus"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.256
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Trump
« Resposta #2171 Online: 05 de Novembro de 2018, 12:19:50 »


Imagino que devem existir argumentos a favor da política econômica do Trump, contradizendo as ilações desse tópico, só que eles ainda não foram apresentados (ou foram e eu não vi).
Como não as viu? As ações postas em prática pelo Trump, que não devem ter sido feitas na base de lançamentos de dadinhos de rpg, são essas ilações(um dia foram). Os cães ladram e a caravana passa.

As ações dele estão dando resultados positivos agora, o que está sendo colocado em questão são as consequências a médio e longo prazo. Lula no seu primeiro mandato também teve vários resultados positivos. Pode ser que o que o jornalista afirma são "ilações", mas ele apresentou as razões de porque acredita nelas. Já do seu lado só estou vendo "ilações" do tipo "está dando certo agora, vai dar certo sempre". Seria mais interessante ver 'ilações" do tipo "ele está errado porque, ao contrário do que ele afirma, vai acontecer x, y e z.". Mas só o que vejo é fé no Trump.
É como eu disse, quem fizer previsões agora à favor ou contra, tanto faz, vai cair na seara da especulismo. A única diferença que conta que torna está entre agir ou apostar. Quem tem olho num reino de cegos é o Trump por estar agindo. O mundo do "se" por enquanto é só mimimi.

Mas só o que vejo é fé no Trump.
Olha só, fé por fé, é melhor tê-la baseada em fatos. Trump são os fatos, precisa dizer mais?

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.129
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2172 Online: 05 de Novembro de 2018, 12:27:58 »


Imagino que devem existir argumentos a favor da política econômica do Trump, contradizendo as ilações desse tópico, só que eles ainda não foram apresentados (ou foram e eu não vi).
Como não as viu? As ações postas em prática pelo Trump, que não devem ter sido feitas na base de lançamentos de dadinhos de rpg, são essas ilações(um dia foram). Os cães ladram e a caravana passa.

As ações dele estão dando resultados positivos agora, o que está sendo colocado em questão são as consequências a médio e longo prazo. Lula no seu primeiro mandato também teve vários resultados positivos. Pode ser que o que o jornalista afirma são "ilações", mas ele apresentou as razões de porque acredita nelas. Já do seu lado só estou vendo "ilações" do tipo "está dando certo agora, vai dar certo sempre". Seria mais interessante ver 'ilações" do tipo "ele está errado porque, ao contrário do que ele afirma, vai acontecer x, y e z.". Mas só o que vejo é fé no Trump.
É como eu disse, quem fizer previsões agora à favor ou contra, tanto faz, vai cair na seara da especulismo. A única diferença que conta que torna está entre agir ou apostar. Quem tem olho num reino de cegos é o Trump por estar agindo. O mundo do "se" por enquanto é só mimimi.

Mas só o que vejo é fé no Trump.
Olha só, fé por fé, é melhor tê-la baseada em fatos. Trump são os fatos, precisa dizer mais?

Concordo que previsões, principalmente na área econômica, são 90% especulação. Mas é divertido discutir, por isso que existem fóruns de discussão  :lol:.

A "receita" do Trump está tendo reflexos positivos atualmente, mas será que continuará assim no futuro? ou terá consequências que causarão a perda de tudo que que está sendo ganho agora e  ainda muito mais? Difícil saber... mas é legal especular.

"Deus prefere os ateus"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Trump
« Resposta #2173 Online: 05 de Novembro de 2018, 13:33:41 »
Com Trump o dilmismo vai dar certo porque ele é MACHO.

Citar
https://www.sfchronicle.com/opinion/reich/article/Trump-s-great-economy-is-not-so-great-13312760.php

... Too often, discussions about “the economy” focus on overall statistics about growth, the stock market and unemployment.

But most Americans don’t live in that economy. They live in a personal economy that has more to do with wages, job security, commutes to and from work, and the costs of housing, health care, drugs, education and home insurance.

These are the things that hit closest to home. They constitute the typical American’s standard of living.

Instead of an economic boom, most Americans are experiencing declines in all these dimensions of their lives.

Trump isn’t solely responsible. Some of these trends predated his presidency. But he hasn’t done anything to reverse them.

If anything, he’s made them far worse.

...





O uso de "drugs" aí me fez lembrar daquele quadro humorístico com "vacinação" como "polêmica da semana". :lol:

Offline Peter Joseph

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.606
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Governo Trump
« Resposta #2174 Online: 05 de Novembro de 2018, 14:26:52 »
Citar
Milhares de universitários nos EUA passam fome e não têm onde dormir, revela pesquisa

https://www.bbc.com/portuguese/geral-44035476
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!