Autor Tópico: Educação Superior à Distância - um risco?  (Lida 241 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Cinzu

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 127
Educação Superior à Distância - um risco?
« Online: 19 de Dezembro de 2016, 20:20:03 »
Fato indiscutível é que com a expansão dos meios de comunicação, houve também o surgimento da modalidade de ensino superior à distância. Contamos hoje com diversas faculdades à distância, principalmente de licenciatura, e inclusive alguns bacharelados.

O problema é que, muitas destas faculdades não garantem o amparo mínimo para que o estudante se forme com uma instrução básica referente à sua profissão. A popularização destes tipos de cursos é absurda, alguns deles sequer possuem avaliações, mas apenas entrega de atividades simples. E o mais curioso é que o MEC aprova esses tipos de cursos.

Com a dificuldade de deslocar-se e a facilidade de realizar cursos à distância, a tendência é que essa modalidade de ensino cresça cada vez mais, e a partir disso venho questioná-los: vocês acham que isso pode representar um risco (ainda maior) à nossa educação?

Faço essa pergunta pois até o momento de minha graduação, aprendi muito com atividades práticas, trabalhos em grupos, apresentações de seminários, conversas com palestrantes e profissionais da área, projetos de pesquisa, participação em congressos, visitas técnicas em grupo e acima de tudo, dentro da sala de aula, tirando dúvidas com colegas e ajudando colegas com dificuldades. Enfatizo ainda, o fato de questionar o professor no momento da dúvida e inclusive aprender com questionamentos de colegas, onde durante o andamento da aula, fizeram-me refletir muito com conceitos que o professor deixou passar batido, ou simplesmente não abordou.

Imagino que tudo isso que citei anteriormente, contribui não apenas para o desenvolvimento do conhecimento, mas também para o amadurecimento de um estudante, onde ele tem um contato físico com o meio acadêmico e a universidade. O estudante de um curso 100% à distância não terá a maior parte dessa experiência (ou talvez, nenhuma delas). Apesar disso, confesso que em determinados momentos o ensino presencial apresenta suas desvantagens, como é o caso do tempo perdido deslocando-se ao local de estudo, professores ruins que desperdiçam suas aulas (tempo este, que poderia ser melhor aproveitado caso ficasse em casa estudando sozinho), entre outros problemas.

Algumas de minhas melhores experiências (no quesito aprendizado) foi a participação de cursos semipresenciais, onde você participava do curso, interagia, o professor explicava como funcionava a metodologia e o que deveria ser feito, e os estudantes em casa desenvolviam uma atividade, mas o professor sempre estava disposto a tirar dúvidas a qualquer momento durante um grupo no WhatsApp, e haviam encontros periódicos para o professor avaliar o andamento das atividades e sugerir novas alterações.

No meu ponto de vista, o ensino semipresencial talvez seja um avanço. Mas não consigo enxergar o ensino à distância como positivo. Posso estar errado, por isso gostaria de conhecer melhor outros pontos de vista.

Minha opinião pessoal:
Para o bom aluno, que aprende fácil e está disposto a buscar informações e conhecimentos, a EaD pode ser uma facilitadora, haja visto que ele tem acesso a mais conteúdo e de forma mais rápida. Infelizmente, este tipo de aluno é minoria, já que boa parte dos estudantes são desinteressados e apenas cumprem o necessário para obterem aprovação (muitas vezes nem isso).
O verdadeiro inferno está em nossas mentes. Cabe a nós libertá-lo ou não.

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.902
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Educação Superior à Distância - um risco?
« Resposta #1 Online: 04 de Janeiro de 2017, 16:50:31 »
Se houver rigor nas avaliações não vejo problemas, no entanto, boa parte das escolas de ensino fundamental e médio fazem o mesmo aprovando alunos sem condições, tem a palhaçada da aprovação no Conselho de Classe e tal... Aqui no Brasil educação não é levada a sério. Existem instituições sérias que formam bons alunos, mas o grosso da população é formada de qualquer jeito, são passados de ano, e tem um diploma que não atesta conteúdo algum de fato. Pior, a maioria dos brasileiros quer exatamente isso: se formarem facilmente com pouquíssimo esforço. Não sei o motivo de reclamarem, o sistema de educação brasileiro é exatamente da forma como a maioria quer que ele seja.

"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.952
  • Sexo: Masculino
Re:Educação Superior à Distância - um risco?
« Resposta #2 Online: 04 de Janeiro de 2017, 18:33:24 »
O EAD de faculdades particulares é uma piada.

Começa que o sistema de listas de exercícios e provas nem mesmo consegue reproduzir decentemente fórmulas matemáticas e uma ferramenta decente pra isso existe desde 2003. Pensa assim: a coisa toda existe em torno da ideia de mostrar questões no computador para o aluno resolver e nem isso eles fazem direito.

As provas presenciais eram feitas com todo mundo usando whatsapp abertamente, inclusive com o tutor (que é o cara que faz o papel do professor nas aulas presenciais) fazendo parte do grupo. Todo mundo colando e deixando claro que não tá nem aí pro conteúdo. Tutores e monitores inclusive. Os cursos são tão coxas, mas tão coxas, que Calculo 1, 2 e 3 têm questões de análise combinatória na prova, do tipo "maria tem 5 laranjas e duas caixas. De quantas maneiras ela pode dividir as laranjas entre as caixas?"
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Cinzu

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 127
Re:Educação Superior à Distância - um risco?
« Resposta #3 Online: 17 de Fevereiro de 2017, 11:47:22 »
Encontrei esta excelente postagem em um blog de um professor de matemática da UFPR que aborda o ensino a distância e me lembrei deste tópico: https://adonaisantanna.blogspot.com.br/2015/06/mais-um-exemplo-insano-de-ensino.html

Já conhecia este blog há algum tempo na verdade. O professor possui ótimas postagens a respeito de matemática, física, e do ensino superior brasileiro. Neste caso, ele focou mais em uma análise de conteúdos disponibilizados na internet, destinados à preparação em vestibular. Mas o interessante é que a análise dele é bastante crítica e aborda inclusive assuntos de interdisciplinaridade, fazendo um paralelo de definições matemáticas básicas que são ensinadas superficialmente sem foco nos conceitos, mas apenas na resolução de exercícios.

Os comentários também são muito lúcidos.
O verdadeiro inferno está em nossas mentes. Cabe a nós libertá-lo ou não.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!