Autor Tópico: Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB  (Lida 20262 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #125 Online: 18 de Maio de 2017, 22:36:44 »

Para o nosso alívio, tirar Temer daquela cadeira não vai ser nada fácil.

Ainda mais agora, quando ele disse que não renunciará.
E repetiu com muita ênfase: "Não renunciarei!"

Ele tem um jogo de cintura muito bom com todos os políticos.
Recebe todos, dá ouvido a todos.
Uma vez determinado a vencer a crise, vai juntar todas as ferramentas de que pode dispor.
Vai ser interessante ver as próximas jogadas, de todos os lados.

Que fase! Que tempos!
Que loucura!

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.255
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #126 Online: 18 de Maio de 2017, 22:38:12 »
Não,  que parte do "tinha o áudio com a voz do Lulla" eu não expliquei direito?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #127 Online: 18 de Maio de 2017, 22:42:02 »
Como disse, em cada fonte falando desse áudio que não se encontra em lugar algum, a estória contada é diferente. E sua transcrição parece ser única na internet.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #128 Online: 18 de Maio de 2017, 22:42:57 »
Citar
Conversa entre Temer e Joesley só evidencia um criminoso: Joesley
Pois é... O único a evidenciar que comete crimes é o empresário. Não há rigorosamente nada contra o presidente na conversa
18 maio 2017, 21h34

Ainda volto ao assunto. A transcrição está em toda parte. A conversa entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista evidencia que um só está falando de crimes: Joesley. E tenta enrolar Temer.

BATISTA: Eu vou falar assim… Dentro do possível eu fiz o máximo que deu ali, zerei tudo, o que tinha de uma pendência daqui pra ali, zerou, tal, tal. E ele [Cunha] foi firme em cima, ele já tava lá [na cadeia], veio, cobrou, tá, tá, tal, eu acelerei o passo e tirei da frente. O outro menino, o companheiro dele que tá aqui, né… O Geddel sempre tava…
TEMER: [inaudível]

BATISTA: Isso, isso. O Geddel é que andava sempre ali, também, com esse negócio, eu perdi o contato, ele virou investigado e agora eu não posso também encontrar ele.
TEMER: É, cuidado, tá complicado. [Inaudível] não parecer obstrução à Justiça. [inaudível]

BATISTA: Isso. Isso. Esse negócio dos vazamentos, o telefone lá do [inaudível] com Geddel, volta e meia citava uma coisa meio tangenciando a nós, a não sei o quê. Eu tô lá me defendendo. Como é que eu… O que que eu mais ou menos dei conta de fazer até agora. Eu tô de bem com o Eduardo, ok?
TEMER: Tem que manter isso, viu? [inaudível]

BATISTA: [falando mais baixo] Todo mês…
TEMER: [inaudível]

BATISTA: Também. Eu tô segurando as pontas, tô indo. Meus processos, eu tô meio enrolado aqui, né [Brasília]. No processo, assim…
TEMER: [inaudível]

BATISTA: Isso, isso, é, é investigado. Não tenho ainda a denúncia [contra ele]. Aqui eu dei conta de um lado, o juiz, dar uma segurada, do outro lado, o juiz substituto, que é um cara que fica…. [inaudível] Tô segurando os dois. Consegui um procurador dentro da força tarefa, que tá, também tá me dando informação. E lá que eu tô para dar conta de trocar o procurador que tá atrás de mim. Ô, se eu der conta, tem o lado bom e o lado ruim. O lado bom é que dá uma esfriada até o outro chegar e tal. O lado ruim é que se vem um cara com raiva, com não sei o quê…
TEMER: [inaudível] ajudando.

BATISTA: Tá me ajudando tá bom, beleza. Agora, o principal… O que tá me investigando. Eu consegui colar um [procurador] no grupo. Agora eu tô tentando trocar…
TEMER: O que tá… [inaudível].

BATISTA: Isso! Tamo nessa aí. Então tá meio assim, ele saiu de férias, até essa semana eu fiquei preocupado porque até saiu um burburinho de que iam trocar ele, não sei o quê, fico com medo. Eu tô só contando essa história para dizer que estou me defendendo aí, to me segurando. Os dois lá estão mantendo, tudo bem.


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.255
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #130 Online: 18 de Maio de 2017, 22:48:55 »
Como disse, em cada fonte falando desse áudio que não se encontra em lugar algum, a estória contada é diferente. E sua transcrição parece ser única na internet.

Não achar no Google hoje não quer dizer que não existiu.


Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.986
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #131 Online: 18 de Maio de 2017, 22:49:08 »
Depois de ouvir hoje no Jornal Nacional (que ainda não acabou!  :susto:), meu palpite é que Temer vai passar a faixa presidencial para o vencedor das eleições de 2018.
Ou seja, ele segue no cargo até lá.

O que a repórter falou que ouviu do entorno do presidente foi a expressão de que "a montanha pariu um rato", da velha fábula "O parto da montanha".
Ou seja, um sinônimo para tempestade num copo d'água.

O PSDB já está segurando Bruno Araújo para não entregar o ministério, outros partidos já estão repensando não mais deixar a base.
Ou seja, está parecendo que o governo vai conseguir juntar os cacos da explosão e se manter até 2018.

Pena que o clima para as reformas está pesadíssimo e, com muita dificuldade, se conseguiria retomá-lo.
Vamos esperar para ver.

Também tive exatamente essa impressão.

O escroto do Moreira Franco disse uma coisa certa: O Brasil não pode parar.
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,padilha-e-moreira-gravam-videos-para-defender-temer-e-dizem-que-brasil-nao-pode-parar,70001791709

Antes de jogar no ventilador, deveriam estudar melhor o impacto da notícia e administrar a divulgação com cautela.

Por que a Polícia Federal não abre inquérito para apurar quem sai vendendo a descoberto na véspera? Por que a lei de insider information se restringe apenas ao cenário corporativo? Quantas e de quem são as fortunas não foram feitas de ontem para hoje nas Bolsas? O que essas fortunas vão financiar?
« Última modificação: 18 de Maio de 2017, 22:54:51 por Gigaview »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.213
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #132 Online: 18 de Maio de 2017, 22:51:01 »
Eu duvido que a PGR e o MPF fizessem um acordo de delação premiada, comprometendo o atual presidente e todo o seu governo, com um áudio que não pode ser entendido quase nada.
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.213
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #133 Online: 18 de Maio de 2017, 22:51:57 »
[...]
Por que a Polícia Federal não abre inquérito para apurar quem sai vendendo a descoberto na véspera? Por que a lei de insider information se restringe apenas ao cenário corporativo? Quantas e de quem são as fortunas não foram feitas de ontem para hoje nas Bolsas? O que essas fortunas vão financiar?

Perfeito.
Foto USGS

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #134 Online: 18 de Maio de 2017, 22:53:14 »

Também tive exatamente essa impressão.

O escroto do Moreira Franco disse uma coisa certa: O Brasil não pode parar.

Antes de jogar no ventilador, deveriam estudar melhor o impacto da notícia e administrar a divulgação com cautela.

Por que a Polícia Federal não abre inquérito para apurar quem sai vendendo a descoberto na véspera? Por que a lei de insider information se restringe apenas ao cenário corporativo? Quantas e de quem são as fortunas não foram feitas de ontem para hoje nas Bolsas? O que essas fortunas vão financiar?

Outro palpite meu: se esse áudio demorasse mais para sair, digamos a partir da próxima semana, o quadro seria outro.
Caso demorassem a liberar o áudio, as pressões fariam desmanchar todo o apoio parlamentar que Temer tinha (e ainda tem, de certo modo).
Jogaram essas reportagens com manchetes "Gravou áudio dando aval para compra do silêncio de Cunha" que foram muito bem direcionadas.
Foram lançadas assim para dinamitar o presidente logo de cara.
Ainda bem que Fachin liberou o áudio e se pôde ouvir todo o contexto.
Foi premeditado aquilo de alardear Apocalipse.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #135 Online: 18 de Maio de 2017, 22:59:00 »
O velho corporativismo.
Mas deve ser apenas boato:

Citar
Suposições
Brasil 18.05.17 18:26

Tem político espalhando que a PGR resolveu derrubar Michel Temer para impedir a reforma da previdência, que atinge o Ministério Público. Que maldade.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #136 Online: 18 de Maio de 2017, 23:00:59 »
Citar
TEMER: "VOU SAIR DESSA MAIS RÁPIDO DO QUE SE PENSA"
Brasil 18.05.17 21:03

Michel Temer falou a Gerson Camarotti após a divulgação do áudio de sua conversa com Joesley Batista. Segundo ele, "os áudios comprovam" que ele não comprou o silêncio de ninguém.

"Essa é a tese que alicerça esse inquérito, de que eu avalizei a compra do silêncio do Eduardo Cunha. O que ele (Joesley) disse e que eu concordei é que ele estava se dando bem com Eduardo Cunha, por isso falei 'mantenha isso'."

Temer disse que ficou "profundamente agastado com o episódio". "Isso é uma irresponsabilidade. Não se pode tratar o país desse jeito. A Bolsa desabou!"

"Ninguém chega aqui para me pedir renúncia. Pelo contrário, todos estão pedindo para eu resistir. Vou resistir. Se precisar, vou fazer outro pronunciamento amanhã. Vou sair dessa crise mais rápido do que se pensa."

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #137 Online: 18 de Maio de 2017, 23:03:45 »
Com a violência dos BlacBlocks mais cedo e o clima de terror que as esquerdas tentam impor ao país, apelando ao caos generalizado, pode ser que Temer precise de reforço institucional.
Papel das Forças Armadas:

Citar
Temer convoca Forças Armadas
Brasil 18.05.17 22:24

Michel Temer se reunirá amanhã pela manhã com Raul Jungmann (ainda ministro da Defesa) e os comandantes das Forças Armadas.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.986
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #138 Online: 18 de Maio de 2017, 23:06:51 »
A JBS fez uma "contribuição" premiada de livre e espontânea vontade. Por que?

Resposta óbvia: para colocar o presidente que a JBS quiser no poder e tinham que fazer isso agora justamente quando a única empresa de porte que poderia questionar e incomodar está liquidada (Odebrecht). Provavelmente em eleição indireta com todos os políticos já previamente comprados.

A Polícia Federal devia investigar mais a JBS e descobrir o verdadeiro motivo dessas armadilhas.


Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.247
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #139 Online: 18 de Maio de 2017, 23:42:48 »
Também não achei que o áudio tenha muita coisa contra o Temer.

Amanhã parece que vem mais chumbo grosso em gente graúda. Aguardemos.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #140 Online: 19 de Maio de 2017, 01:20:27 »
Ouvi versões menos inaudíveis dos áudios, e me parece sim algo meio indefensável. No mínimo prevaricação/conivência ferrada.




<a href="https://www.youtube.com/v/vjYAWMgcWhE" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/vjYAWMgcWhE</a>

MBL: #ficatemer #somostodostemer #somostodosaécio #nãovaiteroutrogolpe



Decepcionante se RA tiver ouvido áudios com a mesma fidelidade dos que passaram no JN e escrito esse texto.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #141 Online: 19 de Maio de 2017, 07:45:05 »
O maior perigo para o afastamento de Temer ainda é grande e real.
E não se trata do trecho do diálogo com o dono da JBS, pois dali não sai condenação judicial.
O grande risco é o tal de Loures, que talvez seja preso hoje, ao desembarcar dos EUA.

Citar
Propina gigante de Loures pode complicar Temer
Na avaliação dos aliados do governo, o trecho mais grave da conversa de 39 minutos de Michel Temer com Joesley Batista, é quando o presidente destaca um deputado ligado a ele, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), para “ajudar a destravar” problemas do Grupo JBS no Cade, órgão que investiga cartéis. Desse contato com Loures resultou o acerto de propina que é recorde na história da corrupção em todo o mundo: R$500 mil semanais por vinte anos, totalizando R$480 milhões.

Preso, passarinho pia
Após a divulgação das imagens do flagrante da PF, a expectativa é que Rocha Loures será preso ao desembarcar da viagem a Nova York.

Delação previsível
Quem o conhece diz que no primeiro minuto de prisão Loures vai entrar na fila dos acordos de delação. É onde mora o perigo para Temer.

Não era tudo isso
Para o governo, na gravação, Michel Temer recomenda “tem de manter isso, viu?”, após Joesley Batista dizer “tô de bem com o Eduardo”.

Conversa indevida
Para os aliados do governo, pior que a conversa foi o fato de Michel Temer tratar de assuntos inapropriados com um investigado.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #142 Online: 19 de Maio de 2017, 07:48:30 »
O deputado Rocha Loures, que ocupa o palco no dia de hoje, não foi preso ao desembarcar.
Eu me esqueci que Fachin negou ontem o pedido de prisão a ele.

Mesmo assim, o risco de que ele arraste o presidente para o chão permanece.


Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.508
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #143 Online: 19 de Maio de 2017, 07:55:11 »
Putz! Parece que a economia brasileira gira em volta da corrupção.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.247
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #144 Online: 19 de Maio de 2017, 08:01:28 »
Os políticos se dividem entre os que foram pegos e os que não. Raros são os honestos. Parece que o sistema não permite os honestos de chegarem lá...

Então é melhor ficarmos com aqueles corruptos que fazem uma melhor política para a população, até que o sistema seja purificado.

Pensar diferente soa ingênuo.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.115
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #145 Online: 19 de Maio de 2017, 08:15:00 »
Os políticos se dividem entre os que foram pegos e os que não. Raros são os honestos. Parece que o sistema não permite os honestos de chegarem lá...

Então é melhor ficarmos com aqueles corruptos que fazem uma melhor política para a população, até que o sistema seja purificado.

Pensar diferente soa ingênuo.


A gravação na prática é bem menos comprometedora do que se anunciou a princípio. Mas sinceramente, pra mim não muda nada, é óbvio que o Temer está envolvido em negociatas, mesmo isso não ficando explícito na gravação, como ficou no caso do Aécio. O sistema político brasileiro é podre, infelizmente só nos resta a alternativa de tentar votar no "menos horroroso", como disse o Pasteur.

"Deus prefere os ateus"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.232
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #146 Online: 19 de Maio de 2017, 08:18:35 »
Por que Aécio não está preso? Uma das especulações era que seria uma forma de dar uma "mensagem" a Temer que ele não seria preso se renunciasse...


<a href="https://www.youtube.com/v/HEid1z0TsPU" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/HEid1z0TsPU</a>

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #147 Online: 19 de Maio de 2017, 08:46:09 »
Aquilo que comentei antes, agora sob a forma de editorial:

Citar
A hora da responsabilidade

Nesse clima de fim de mundo, revoam os urubus. Parlamentares e líderes políticos, uns mais criativos que outros, propõem as soluções mais estapafúrdias para uma crise que só existe porque grassa a insensatez entre aqueles que deveriam preservar a estabilidade no País

O Estado de S.Paulo
19 Maio 2017 | 03h02

Este grave momento da vida nacional deverá passar à história como aquele em que a irresponsabilidade e o oportunismo prevaleceram sobre o bom senso e sobre o interesse público. Tudo o que se disser agora sobre os desdobramentos do terremoto gerado pela delação do empresário Joesley Batista, em especial no que diz respeito ao presidente Michel Temer, será mera especulação. Mas pode-se afirmar, sem dúvida, que a crise é resultado de um encadeamento de atitudes imprudentes, tomadas em grande parte por gente que julga ter a missão messiânica de purificar a política nacional. A consequência é a instabilidade permanente, que trava a urgente recuperação do País e joga as instituições no torvelinho das incertezas – ambiente propício para aventureiros e salvadores da pátria.

O vazamento de parte da delação do empresário Joesley Batista para a imprensa não foi um acidente. Seguramente há, nos órgãos que têm acesso a esse tipo de documento, quem esteja interessado, sabe-se lá por quais razões, em gerar turbulência no governo exatamente no momento em que o presidente Michel Temer parecia ter arregimentado os votos suficientes para a difícil aprovação da reforma da Previdência. Implicar Temer em uma trama para subornar o deputado cassado Eduardo Cunha a fim de mantê-lo calado, como fez o delator, segundo o pouco que chegou ao conhecimento do público, seria suficiente para justificar seu afastamento e a abertura de um processo contra o presidente – o Supremo Tribunal Federal já autorizou a instauração de inquérito.

É preciso destacar, no entanto, o modus operandi do vazamento. A parte da delação que foi divulgada não continha senão fragmentos de frases transcritas de uma gravação clandestina feita por Joesley Batista em uma conversa com Temer. Não se conhecia o contexto em que o diálogo se deu, porque a gravação não foi tornada imediatamente pública. Durante as horas que se seguiram à divulgação da existência do explosivo material, mesmo que não se soubesse o exato teor do que disse Temer, criou-se um fato político gravíssimo. A demora em tornar pública a gravação se prestou, deliberadamente ou não, a prejudicar o acusado, encurralando-o. A versão que certamente interessava ao vazador, portanto, se impôs.

Até mesmo uma conversa informal, na qual Temer teria confidenciado a Joesley Batista que a taxa de juros estava para cair – o que qualquer pessoa medianamente inteirada da conjuntura já imaginava –, está sendo interpretada como tráfico de informação privilegiada. O Banco Central informou o óbvio – que não há possibilidade de que Temer tenha tido conhecimento antecipado de uma decisão sobre juros –, mas, num momento em que o debate político se resume ao disse que disse frívolo das redes sociais, prevalece não a verdade, mas o rumorejo.

Não é de hoje que há vazamentos desse tipo – e isso só pode ser feito por quem tem acesso privilegiado a documentos sigilosos. Ao longo de toda a Operação Lava Jato, tornou-se corriqueira a divulgação de trechos de depoimentos de delatores, usados como armas políticas por procuradores. O vazamento a conta-gotas das delações dos executivos da Odebrecht que envolvem quase todo o Congresso Nacional, mantendo o mundo político em pânico em meio a especulações sobre o completo teor dos depoimentos, foi um claro exemplo desse execrável método.

Enquanto isso, fica em segundo plano o fato de que Joesley Batista e outros delatores sairão praticamente livres, pagando multas irrisórias, embora tenham cometido – e confessado! – cabeludos crimes. Para honrar tão generoso acordo com o Ministério Público, o empresário saiu por Brasília a armar flagrantes, com gravador escondido no bolso, a serviço dos que pretendem reformar a política na marra.

Nesse clima de fim de mundo, revoam os urubus. Parlamentares e líderes políticos, uns mais criativos que outros, propõem as soluções mais estapafúrdias para uma crise que só existe porque grassa a insensatez entre aqueles que deveriam preservar a estabilidade no País.

Resta demandar que a Constituição não seja rasgada ao sabor das conveniências daqueles que lucram com o caos.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.726
  • Sexo: Masculino
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #148 Online: 19 de Maio de 2017, 08:53:03 »
Mesmo que Temer seja inocente, o estrago já foi feito. Acho que ele deveria renunciar pelo bem do país.

O cenário pode ser positivo se conseguirem eleger o Meirelles, e parece haver um consenso:

Citar
http://www.oantagonista.com/posts/o-homem-das-reformas

O homem das reformas
Brasil 19.05.17 07:41

A escolha de Henrique Meirelles para o lugar de Michel Temer se tornou quase consensual.

David Fleischer disse no Estadão:

“Como sair desta crise? É evidente que a continuação do governo Temer é insustentável. Se ele renunciar ou for removido pelo TSE no início de junho, a Constituição determina que o presidente da Câmara dos Deputados assuma o governo interinamente por 30 dias e que o presidente do Senado convoque o Congresso para selecionar novos presidente e vice-presidente para terminar o mandato de Michel Temer até 1.º de janeiro de 2019.

O PT e seus aliados no Congresso estão tentando aprovar uma PEC para ter eleições diretas para eleger um novo presidente antes que Lula seja declarado inelegível. Este grupo não tem maioria no Congresso para aprovar a PEC – mas o valor desta “propaganda” é importante para 2018.

A ‘saída’ seria eleger um presidente que dê continuidade ao programa econômico de austeridade e reformas, e consiga a aprovação destas no Congresso – para restaurar a confiança dos investidores nacionais e internacionais no Brasil.

No meu modo de ver, esta pessoa poderia ser o atual ministro da Fazenda – Henrique Meirelles – com apoio da base de apoio do governo Temer no Congresso.

Meirelles é ‘ficha limpa’, não tem contra ele acusações de corrupção e mantém excelentes relações com o setor privado. Ele tem demonstrado habilidade nas suas relações com os deputados e senadores da base de apoio nos seus esforços para aprovar as medidas de austeridade e nas negociações para aprovar as reformas”.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.062
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Escândalo JBS - Início do fim de PMDB e PSDB
« Resposta #149 Online: 19 de Maio de 2017, 09:37:54 »
O deputado Rocha Loures, que ocupa o palco no dia de hoje, não foi preso ao desembarcar.
Eu me esqueci que Fachin negou ontem o pedido de prisão a ele.

Mesmo assim, o risco de que ele arraste o presidente para o chão permanece.
Isso tem cheiro de acordo.

Saudações

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!