Autor Tópico: Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)  (Lida 16194 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão vendo este tópico.

Offline Fenrir

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.954
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #900 Online: 17 de Maio de 2019, 22:49:49 »
Azar ao contrário é raza, que remete a rasa.
É fruto de uma fé rasa, ou de nenhuma fé.
O Sr dá aqueles que crêem nele, aqueles aos quais concedeu livremente e gratuitamentea sua graça.
Céticos certamente não estão entre estes abençoados do senhor.
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline montalvão

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 574
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #901 Online: 18 de Maio de 2019, 00:58:48 »

E "vetustice"? O Montalvão tirou essa do fundo de um baú bem vetusto.
Sabia deste vocábulo porque um livro de filosofia que li alude a um "vestusta plácita"**, de um certo Aetius, doxógrafo e fui consultar para ver o que termo significava. E tem o "sidério" do JungF - esse eu não conhecia mesmo.
Com esse linguajar não me admira que o CC afugente muita gente!

Palavras,  decerto, são assaz propiciadoras de assustamentos, quiçá distanciamentos; obtempera-se, por outro turno,  que varões e viragos tendentes a abeberarem-se de novas informações, ainda que vetustas, jamais defenestrar-se-ão da nau, nem que enrabados por obsessores, notadamente ínclitos pulsantes de coragem em compulsar opus filosóficos de peripatéticos.  Novidades provectas guardam-se na boceta, colimadas para uso em efemérides que lides pertinentes por elas clamem. Tal fenomenologia retrocede-nos a Bezerra de Menezes, quando bradava nas primeiras horas da alva: "é uma brasa, mora?"

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.450
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #902 Online: 18 de Maio de 2019, 08:04:51 »
Praticamente QUALQUER pastor evangélico das dezenas de Templos que qq. Cidade brasileira ou americana tem prega melhor que qq. "mensagem" ditada desde o ultramundo que eu tenha visto nesse já quase meio século depois de ter lido o Memorias ou o Martírio :!:
Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq. Colega de la sabe :bravo:


Colega de cá   ( "QUALQUER pastor evangélico das dezenas de Templos que qq. Cidade brasileira")  ou colega de lá ( Europa) ?




Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.623
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #903 Online: 18 de Maio de 2019, 08:18:38 »
Colega de cá   ( "QUALQUER pastor evangélico das dezenas de Templos que qq. Cidade brasileira")  ou colega de lá ( Europa) ?
Tem cabimento a gente irmos dar alguma palestra/treinamento num lugar distante pra apresentarmos noções banais, trivialidades, que já sejam amplamente conhecidas pelos locais :?:
Ou tendo colegas locais aptos a ensinarem o mesmo que nós sem terem que se deslocarem centenas de NM :?:
"Europa" foi só um exemplo de lugar distante (sob o referencial de quem mora cá no Brasil, claro :ok:).
A produção ditada desde o ultramundo é dum grau médio, em geral consistida de trivialidades. Então pra que um espirito se deslocar desde as colônias ultramundanas ou planetas pra dizer as coisas que podem ser expostas pelos teólogos terrícolas tão bem ou melhor :?:
O comentário foi pra concordar com
Citação de: Sr. Fenrir
Precisa mesmo de espíritos para dar lições moral e ética? e pior ainda, para dirigir o destino moral dos povos??
Sobre este assunto, filósofos (e até mesmo alguns religiosos) ensinaram bem melhor que qualquer espírito.
:ok:
« Última modificação: 19 de Maio de 2019, 09:15:57 por Gorducho »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.450
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #904 Online: 18 de Maio de 2019, 08:32:25 »
Colega de cá   ( "QUALQUER pastor evangélico das dezenas de Templos que qq. Cidade brasileira")  ou colega de lá ( Europa) ?
Tem cabimento a gente irmos dar alguma palestra/treinamento num lugar distante pra apresentarmos noções banais, trivialidades, que já sejam amplamente conhecidas pelos locais :?:
Ou tendo colegas locais aptos a ensinarem o mesmo que nós sem terem que se deslocarem :?:
"Europa" foi só um exemplo de lugar distante (sob o referencial de quem mora cá no Brasil, claro :ok:).
A produção ditada desde o ultramundo é dum grau médio, em geral consistida de trivialidades. Então pra que um espirito se deslocar desde as colônias ultramundanas ou planetas pra dizer as coisas que podem ser expostas pelos teólogos terrícolas tão bem ou melhor :?:
Foi isso que eu quiz dizer :ok: 


Ok.  A minha dúvida estava mais na forma que foi escrita a mensagem, o que eu indaguei é se realmente você quis escrever:

Colega de lá sabe

ou 

se a escrita correta seria:

Colega de cá sabe.


Para ficar coerente com:

Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq...


De modo que ficaria:


Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq  colega de cá sabe.



« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 08:34:36 por JJ »

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.623
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #905 Online: 18 de Maio de 2019, 08:34:39 »
Veja que fiz acréscimo na minha resposta pra tentar lhe ser + claro...
Pra gente ir dar algum treinamento/palestra envolvendo as passagens; carro à disposição; (bom) hotel; (boa) comida; tempo... só tem cabimento se se for passar "macetes", experiencias práticas ou teóricas diferenciadas; ou que a gente seja dotado de exepcional capacidade de comunicação, indisponível entre locais potenciais ministradores de equivalentes conteúdos.
É isso :ok:
Citação de: Sr. JJ
De modo que ficaria:


Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq  colega de cá sabe.
Fui revisar se tinha escrito originalmente mal...
Citar
Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq. Colega de la sabe
Colegas de... :!: (a falta de acento foi por causa que era um celular não o meu :vergonha:). Teria cabimento a gente ir fazer alguma apresentação pra colegas distantes pra dizer coisas que eles já sabem lá :?:

REPETINDO ENTÃO A RESPOSTA ANTERIOR EDITADA
Tem cabimento a gente irmos dar alguma palestra/treinamento num lugar distante pra apresentarmos noções banais, trivialidades, que já sejam amplamente conhecidas pelos locais :?:
Ou tendo colegas locais aptos a ensinarem o mesmo que nós sem terem que se deslocarem centenas de NM :?:
"Europa" foi só um exemplo de lugar distante (sob o referencial de quem mora cá no Brasil, claro :ok:).
A produção ditada desde o ultramundo é dum grau médio, em geral consistida de trivialidades. Então pra que um espirito se deslocar desde as colônias ultramundanas ou planetas pra dizer as coisas que podem ser expostas pelos teólogos terrícolas tão bem ou melhor :?:
O comentário foi pra concordar com
Citação de: Sr. Fenrir
Precisa mesmo de espíritos para dar lições moral e ética? e pior ainda, para dirigir o destino moral dos povos??
Sobre este assunto, filósofos (e até mesmo alguns religiosos) ensinaram bem melhor que qualquer espírito.
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 08:58:07 por Gorducho »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.450
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #906 Online: 18 de Maio de 2019, 08:53:09 »

A mensagem eu tinha entendido , eu só impliquei  com o   "lá"    ao  invés  de   "cá"  (no final da mensagem):


lá (Europa) ..... lá (Europa?)


ou


lá (Europa) .....  cá (Brasil) 




Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.450
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #907 Online: 18 de Maio de 2019, 08:57:52 »

Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq  colega de cá sabe.
Fui revisar se tinha escrito originalmente mal...
Citar
Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq. Colega de la sabe
Colegas de... :!: (a falta de acento foi por causa que era um celular não o meu :vergonha:). Teria cabimento a gente ir fazer alguma apresentação pra colegas distantes pra dizer coisas que eles já sabem   :?:



Então, parece que a mensagem é um pouco diferente da que eu originalmente  tinha  interpretado...


Então,  tá certo,  é :    lá.......lá   

 mesmo
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 08:59:57 por JJ »

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.623
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #908 Online: 18 de Maio de 2019, 09:01:45 »
Pra gente irmos ministrar algum treinamento ou palestra isso só tem cabimento se a gente for passar algum conteúdo que seja novidade/acréscimo de conhecimentos pros colegas de (do lugar pra onde a gente for).
Se a gente for meramente repetir coisas que eles já sabem, não tem cabimento a gente pegar o avião :no:
Concorda :?:

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.450
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #909 Online: 18 de Maio de 2019, 09:04:59 »
Pra gente irmos ministrar algum treinamento ou palestra isso só tem cabimento se a gente for passar algum conteúdo que seja novidade/acréscimo de conhecimentos pros colegas de (do lugar pra onde a gente for).
Se a gente for meramente repetir coisas que eles já sabem, não tem cabimento a gente pegar o avião :no:
Concorda :?:


Concordo.  :!:


E  também não faria sentido irmos lá  (na distante Europa)  para ouvirmos   algo que pastores   de  qq  igreja  de       já diz.  Concorda ?   :?:







Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.623
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #910 Online: 18 de Maio de 2019, 09:14:17 »
Não foi isso que eu disse :!:
Eu disse que
Citar
Praticamente QUALQUER pastor evangélico das dezenas de Templos que qq. Cidade brasileira ou americana tem prega melhor que qq. "mensagem" ditada desde o ultramundo que eu tenha visto nesse já quase meio século
[...] desde que lí a 1ª obra espírita...
É CLARO QUE "Praticamente QUALQUER" é figura de linguagem. Mas assista pregações dos pastores evengélicos e concomitantemente leia pregações ditadas desde o ultramundo e forme sua conclusão própria, claro :!:
Falei Templos cá no Brasil e America dada a disseminação. Faz tempo que não vou na Europa (vou no fim do mês...) então não estou atualizado quanto à profusão deles por lá. Só de novo uma figuração, ok :?:

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.623
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #911 Online: 18 de Maio de 2019, 09:35:57 »
seria suficiente a realização (uma única vez!) do experimento proposto. Se um espírito puder comunicar ao médium uma informação objetiva que não era de conhecimento prévio de ninguém, fica descartada irremediavelmente a crença cética na inexistência do fenômeno da mediunidade. Ainda caberiam discussões acerca da real natureza do fenômeno, mas demonstrada estaria a realidade do fenômeno.
Não digo 1 única vez porque o experimento é trivial pra qq. "médium" dotado(a) de mediunidade sempre e em qq. lugar do globo, em havendo 1 espírito capaz de canalizar e enxergar a crosta presente no recinto  :ok:
Mas é isso mesmo; como é regra nos seus pronunciamentos: PERFEITO :!:
Citar
Ainda caberiam discussões acerca da real natureza do fenômeno, mas demonstrada estaria a realidade do fenômeno.
Claro :ok: discussões e modelos alternativos constituem a essencia da metodologia científica.
Esse trecho do Kardec pinçado da introdução ao 1° n° da Revista diz bem:
La conséquence capitale qui ressort de ces phénomènes est la communication que les hommes peuvent établir avec les êtres du monde incorporel
NÃO INTERESSA se o espírito comunicante é um unicórnio (e muito menos interessa a cor dele :no:);
se é um Brownie; ou Gobelin (= Bogle en Ecosse, Boghart en Angleterre, Cluricaune en Irlande, Puck en Allemagne) — como citados nesse mesmo n° da Revista —; ou demônio; arcanjo; עזאזל ; שָׂעִיר ; לִילִית
[...]
ERA SÓ O QUE FALTAVA (como dizia m/vovó espírita...) a gente ter preconceito pra com espíritos (se existirem, claro!) |( 
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 09:39:47 por Gorducho »

Offline Fenrir

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.954
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #912 Online: 18 de Maio de 2019, 10:11:27 »
Está dizendo que o que interessa é o que ele comunica, quer seja um espírito-espírita, djinn, demônio, unicórnio ou ET.

Não sei não. Suponha que o conteudo comunicado fosse o mesmo (ao menos em linhas gerais). Agora se os comunicantes fossem:

a) Alienígenas (capelinos, pleiadianos, frota do Ashtar Sheran e alienígenas-espíritas excluidos)
b) Demônios sicofantas de algum demônio maior da goetia
c) Espíritos-espíritas de alguma cidade celestial
d) Unicórnios incorpóreos vomitando arco-íris
e) Um outro tipo de entidade que nem ocorreu a nós humanos-terrícolas pensar!
f) As próprias mentes do médium a falar e falar... ora, a DE não diz que tem um espírito aí na sua cachola?
   e ja disse aqui no CC, mais de uma vez, que mentes mentem muito

Não ia mudar nada?

Fora que para um cientista, curioso, chato e pentelho que é, isso importaria sim e muito
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 10:14:15 por Fenrir »
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.623
  • Sexo: Masculino
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #913 Online: 18 de Maio de 2019, 10:40:58 »
Está dizendo que o que interessa é o que ele comunica, quer seja um espírito-espírita, djinn, demônio, unicórnio ou ET.
São espíritos — supondo que o(a) "médium" passou no experimento, claro :!:
A ESSÊNCIA METAFÍSICA desse espírito fica pra depois. 1° o Sr. tem que conseguir pousar com segurança, sem vento, de dia e com visibilidade, pra depois começar a [...] e por fim aprender pousar IFR, certo :?:
Citar
a) Alienígenas (capelinos, pleiadianos, frota do Ashtar Sheran e alienígenas-espíritas excluidos)
b) Demônios sicofantas de algum demônio maior da goetia
c) Espíritos-espíritas de alguma cidade celestial
d) Unicórnios incorpóreos vomitando arco-íris
e) Um outro tipo de entidade que nem ocorreu a nós humanos-terrícolas pensar!
espíritos...  ::)
Note que não se tá cogitando em ETs materiais que vêm nos discos voadores convencionais da Ufologia. Não haverá ninguém na sala fora os experimentadores + o(a) candidato(a) a "médium", inclusive pode estar fechada. Então o comunicante seria 1 ser (i/semi)material e invisível pros presentes exceto quiçá pro(a) "médium) = espírito :D
Citar
f) As próprias mentes do médium a falar e falar... ora, a DE não diz que tem um espírito aí na sua cachola?
Resta S/Pessoa modelizar como a mente do(a) "médium" vai ver o n° e a cor na telinha...
Claro, de novo e sempre: em Ciência SEMPRE podem e devem ser tentados/propostos modelos alternativos :ok:
Citar
Fora que para um cientista, curioso, chato e pentelho que é, isso importaria sim e muito
:ok: depois... step by step...
No caso da QM 1° eles observaram a "catástrofe do ultavioleta". DEPOIS é que veio a "incerteza"; as fendas; Ψ
Se nos ativermos à estrita definição de espiritismo ela é: existencia de "espíritos" e capacidade de manter comércio com esses seres. Não vem ao caso a priori a essência metafísica de tais seres, até porque ela pode ser várias (  :?: :?: :?: )

Cá vai o experimento rodando direto em navegador.
N°s (BEM grande pro espírito não alegar dificuldade de visualizar ::) ) de 0 a 99
5 cores
aleatórios (NINGUEM SABE antes o que vai dar).
Sinta-se livre pra elaborar 1 modelo explicativo pra eventual sucesso do(a) "médium".
Note que não é aceitável nenhuma resposta ambígua ou alongada: é dizer qual o n° e em que cor se apresenta PERIOD

<!DOCTYPE html>
<html>
<head>
   <meta charset="UTF-8">
   <title>N° e 5 Cores Aleatórios</title>
</head>
<body>
   <div id="d1" style="border: 1px solid black; width:600px">
      <form>
         <input type="text" id="delay" value="1" size="2"> Espera em minutos inteiros&nbsp;
         <input type="color" id="c1"/> &nbsp;<input type="color" id="c2"/> &nbsp;
         <input type="color" id="c3"/> &nbsp;<input type="color" id="c4"/> &nbsp;<input type="color" id="c5"/> &nbsp;&nbsp;
         <input type="button" id="b" value="Gerar" onclick="espera(document.getElementById('delay').value,
            document.getElementById('c1').value,
            document.getElementById('c2').value,
            document.getElementById('c3').value,
            document.getElementById('c4').value,
            document.getElementById('c5').value);"/>
      </form>
   </div>
   <div id="display" style="font-size:600px;"></div>
   <script>
      function espera(delay, c1, c2, c3, c4, c5) {
         alert("A espera será de " + delay + "minuto(s)!");
         setTimeout(function() { gerarR(c1, c2, c3, c4, c5); }, delay*60000);
      }   
      function gerarR(c1, c2, c3, c4, c5) {
         document.getElementById('d1').style.display = 'none';
         var rcor = Math.random();
         switch (true) {
            case rcor < 0.2:
               document.getElementById('display').style.color = c1;
               break;
            case rcor >= 0.2 && rcor < 0.4:
               document.getElementById('display').style.color = c2;
               break;
            case rcor >= 0.4 && rcor < 0.6:
               document.getElementById('display').style.color = c3;
               break;
            case rcor >= 0.6 && rcor < 0.8:
               document.getElementById('display').style.color = c4;
               break;
            case rcor >= 0.8:
               document.getElementById('display').style.color = c5;
         }
         document.getElementById('display').innerHTML = Math.trunc(Math.random()*100);
      }
   </script>
</body>
</html>
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 11:09:13 por Gorducho »

Offline montalvão

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 574
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #914 Online: 18 de Maio de 2019, 11:05:26 »
Azar ao contrário é raza, que remete a rasa.
É fruto de uma fé rasa, ou de nenhuma fé.
O Sr dá aqueles que crêem nele, aqueles aos quais concedeu livremente e gratuitamentea sua graça.
Céticos certamente não estão entre estes abençoados do senhor.

Deus me falou um dia que não aprecia ser chamado de Sr... respeito é bom e Ele gosta: diga, pois, "Senhor Deus"!

O Senhor Deus não faz acepção de pessoas, portanto sua graça abrange a todos, o que inclui céticos e até mesmo os que o rejeitam...

Em tudo o Senhor seja louvado.

Amém.

Offline montalvão

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 574
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #915 Online: 18 de Maio de 2019, 11:10:45 »
Fui revisar se tinha escrito originalmente mal...
Citar
Seria o mesmo que a gente se deslocarmos pra dar treinamentos na Europa ou qq. Outro continente pra dizermos trivialidades que qq. Colega de la sabe
Colegas de... :!: (a falta de acento foi por causa que era um celular não o meu :vergonha:). Teria cabimento a gente ir fazer alguma apresentação pra colegas distantes pra dizer coisas que eles já sabem lá :?:

Com diria o grande Epaminondas: escrever pelo celular é de lascar!


Offline montalvão

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 574
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #916 Online: 18 de Maio de 2019, 12:20:43 »
Citação de: Gigaview
Falar em "lá" não faz sentido porque ainda não existe evidência do "lá". Conversa prá boi dormir.

E não misture "matéria escura" com espiritismo.

O conceito de "matéria escura" foi criado a partir de evidências verificáveis/mensuráveis como distorções de redshift do afastamento de galáxias, deslocamento do centro de massa em galáxias em colisão (bullet cluster), presença de lentes gravitacionais, etc. Nenhum conceito espírita é verificável, e não temos evidências do "mundo espiritual" ou de qualquer interferência verificável/mensurável deste no mundo material para supor sua existência como hipótese a ser investigada.
.
Sempre digo, ciência e espiritismo são água e óleo, cada um na sua, no entanto existe até serventia para imiscibilidade água e óleo.
O debate Cético x Espírita pode levar o crente a rever certas predisposições, embora não perca sua crença, assim também o cético pode rever posições e admitir que algo além da matéria possa existir sem deixar o ceticismo. Ambos aprendem sempre.
Muitos cientistas se tornaram adeptos da DE sem deixar de fazer ciência.

Não só ciência e espiritismo são imiscigenáveis: religião e ciência o são (o cacófato é intencional)...
.
Porém, ah porém, há um fato diferente que marcou por um breve tempo o espiritismo para sempre: ser além de religião ciência! O debate cético versus espírita deveria ser debate ciência versus ciência espírita! Entretanto, vejo que reconhece que o espiritismo é mesmo religião. Com isso,  finda sua propalada singularidade...
.
Muitos cientistas são adeptos de muitas coisas fora da ciência, alguns até tentam inserir em especulações científicas suas crenças: em geral se dão mal... o fato de algum cientista ser crente não implica que seja mau cientista; o fato de alguém ser crente não o torna mau, apenas indica que adere a crenças incomprovadas e incomprováveis...

-
Citação de: JungF
Quanto a misturar matéria escura com Espiritismo é questão de ótica. PARA OS ESPÍRITAS É UMA ÚNICA REALIDADE, EM DUAS DIMENSÕES.
 
O que você aponta como evidências da matéria escura seria uma alternativa lógica ante fatos observáveis mas não explicáveis a não ser criando-se uma entidade teórica; um tipo de matéria, com alguns predicados, mas invisível, indetectável; então somente seus efeitos como vc disse..
.
Diante de hipóteses que aguardam confirmação, e até de boa ciência que depare com caminhos difíceis de serem desbravados, qual o caso da mecânica quântica, místicos se alvoroçam e jogam o arroz em cima das dificuldades, como se pudessem solucioná-las! Um monte de gente vai atrás dessas frágeis considerações, acreditando que toparam com uma janela para o além...
.
Matéria escura não é fato,  é hipótese a espera de comprovação, inclusive há conjeturas que explicam, por vias alternativas, as anomalias que conduziram à sua hipotetização.
.
Há um equívoco em sua ponderação: os espíritas em geral não consideram matéria escura uma abertura para a comprovação do ensino dos espíritos (ou, como disse: mesma realidade em duas dimensões). Nada disso! Alguns desavisados pensam que sim, o  que parece ser seu caso, contudo, há espíritas com formação em ciência que descartam a fantasia. Ao final posto artigo que ilustra.
.

Citação de: JungF
Já sei: isso é um fórum cético e se não posso provar que espíritos existem estou jogando conversa fora, groselha, besteirol, etc.
Eu digo; provas que espiritos existem enxameiam, muito raro é o cético aceitá-las.

Provas são provas (melhor seria dizer: evidências), se algum teimoso recusasse reais evidenciamentos da realidade do mundo espiritual estaria assinando atestado de ingênuo. Ocorre que a ingenuidade espírita é acreditar que as provas que têm sejam realmente provas, quando não passam de provas para quem não precisa de provas! Deu pra entender?
.
Veja o artigo espírita sobre matéria escura. Recomendo que o leia por completo, pois é elucidativo.
.
---------------------------------------
MATÉRIA E ENERGIA ESCURA: NÃO SÃO O FLUIDO UNIVERSAL 
 Alexandre Fontes da Fonseca - Highland Park, New Jersey, EUA
afonseca@rutchem.rutgers.edu
 
Resumo:
A chamada matéria escura do Universo e, recentemente, a suposição da existência de uma energia escura têm levado os espíritas a suporem que um deles pode corresponder ao Fluido Universal. Mostramos, a partir da análise das propriedades físicas da matéria e energia escuras e a partir dos ensinamentos dos Espíritos,  que elas,  ainda,  não  correspondem  ao  Fluido  Universal.  Concluímos  que elas  são,  apenas, modificações do elemento material da mesma forma que a matéria usual.

Introdução:

O conhecimento acerca do Universo surpreende a mente humana a cada nova descoberta. Com o advento de modernos telescópios, como o Hubble, o homem vasculha a imensidão buscando respostas para questões como o surgimento do Universo e da Vida. O desejo de saber é muito antigo, conforme a história demonstra e ambas, Religião e Ciência, têm procurado desvendar os segredos do Universo.

  Atualmente, a Ciência possui um certo status de detentora da verdade, isto é, do conhecimento considerado válido e correto devido ao desenvolvimento dos métodos específicos de pesquisa, que geram confiança nos resultados e, também, aos sucessos que ela obteve em todas áreas do saber, especialmente, em tecnologia e saúde. Por isso, as pessoas em geral buscam na ciência as explicações para tudo o que ocorre em suas vidas. O que elas não percebem é que a ciência, na realidade, não é detentora da verdade absoluta e que, muitas vezes, o que era tido como certo numa época é rejeitado em outra. Outro ponto importante é  que  por  detrás  das  grandes  descobertas  científicas  muita coisa  foi  estudada,  analisada, confirmada, debatida, rejeitada, criticada, e que somente após muitas discussões é que as novas teorias vão surgindo. Mesmo assim, essas novas teorias estão sujeitas a serem substituídas por outras melhores a qualquer momento. Isso é a roda do progresso seguindo adiante.

Graças  ao  desenvolvimento  de algumas  teorias  da  Física  Moderna,  o  entendimento  sobre  o Universo não é mais o mesmo do século retrasado. Na verdade, surgiram mais dúvidas do que certezas nas  pesquisas  em  Astronomia e  Cosmologia e  por  isso  existem  vários  modelos  teóricos  criados  e desenvolvidos por alguns cientistas para tentar explicar os dados astronômicos. Tais modelos possuem algumas interpretações curiosas, o que tem chamado a atenção de religiosos e espiritualistas de diversos segmentos. Isso ocorre por causa desse status que a ciência possui e porque se acredita que a conexão entre Ciência e Espiritualismo, em geral, seja tão simples de se fazer quanto as explicações publicadas em  revistas  de  divulgação  científica.  De  modo  a  vermos  como  as  questões  de  ordem  científica  são complexas,  discutiremos  as  interpretações  encontradas  em  alguns  artigos  espíritas  que  relacionam  o Fluido Universal a dois objetos de estudo em Cosmologia.

Primeiramente,  vamos  descrever  ambos  os  objetos  que  possuem  as  seguintes  denominações: matéria escura e energia escura.

Recentemente, os astrônomos observaram que o movimento das galáxias não pode ser explicado pela presença da matéria visível ao redor delas. As leis da Gravitação, que regem a interação entre e o movimento dos corpos celestes não explicam tais movimentos e a suposição de que existe uma matéria não visível aos telescópios (por isso a denominação de matéria escura) ganhou força entre os cientistas, chegando ao ponto deles formularem  modelos  teóricos  específicos  para as  supostas  partículas  que a compõem.

Mais recente ainda é a descoberta de que o Universo tem expandido numa taxa maior agora do que a milhões de anos atrás, sugerindo que esteja havendo uma aceleração nessa expansão. O interessante, nesse caso, é que esse efeito de aumentar a expansão não pode ser atribuído nem à matéria visível nem à matéria escura. Os cientistas, então, propuseram a existência de um tipo de energia, batizada de energia escura. Ela seria altamente sutil e dispersa pelo Universo e, em conjunto, teria o efeito de provocar a referida expansão. Por causa de ser bastante rarefeita, os cientistas batizaram-na, também, de campo de quintessência.

Esses dois objetos astronômicos têm sugerido a alguns espíritas o pensamento de que se tratam da matéria fluídica, no sentido que o Espiritismo ensina. Neste artigo, mostramos que nenhuma das duas pode ser considerada como o Fluido Universal ou como a matéria fluídica que compõe o plano espiritual.

Nós nos baseamos  nas  propriedades  físicas  de ambos  e  nas  explicações  dos  Espíritos  quanto  às propriedades do Fluido Universal.

Matéria Escura:

Recentemente,  na  revista  Reformador  de  setembro  de  2003,  foi  publicado  um  artigo  sobre a matéria escura [1]. A autora questiona: ... essa matéria escura não seria a matéria cósmica universal?. (sexto parágrafo da ref. [1], p. 15).  Em face das razões que o estudo e análise das propriedades físicas da matéria escura nos apresenta, adiantamos que a resposta para essa questão é não.

  Os  físicos  chegaram  à conclusão  de  que  para  que a  matéria  visível  no  Universo  esteja  na configuração  observada  pelos  telescópios  as  partículas  que compõem  a  matéria  escura  têm  que  ser altamente massivas, isto é, sua massa tem que ser muito grande, muito maior que a massa das partículas que compõem  a  matéria  usual:  os  prótons  e  nêutrons.  Essas  partículas,  batizadas  de  simpzillas  e wimpzillas, têm que possuir tanta massa que uma delas, a simpzilla, recentemente foi descartada como possível partícula de matéria escura por não ter tanta massa assim [2]. Se as partículas que compõem a matéria  escura  precisam  ser  muito  mais  pesadas  que a  matéria comum,  então  elas  não  podem corresponder  ao  Fluido  Universal  que,  por  natureza,  é  o  elemento  material  mais  sutil  do  Universo.

Vejamos o que dizem os Espíritos na questão número 29 de O Livro dos Espíritos [3]:

29. A ponderabilidade é um atributo essencial da matéria ?
- Da matéria como a entendeis, sim; não, porém, da matéria considerada como fluido universal. A matéria etérea e sutil que constitui esse fluido lhe é imponderável. Nem por isso, entretanto, deixa de ser o princípio da vossa matéria pesada.
   
Vemos claramente que o Fluido Universal tem que ser um elemento mais imponderável e sutil do que a nossa matéria. De acordo com a exposição acima, a matéria escura é mais pesada que a nossa matéria não podendo, portanto, ser o Fluido Universal. Note que nada impede que a matéria escura seja formada pela condensação do Fluido Universal da mesma forma como toda a matéria que conhecemos.

Energia Escura:

Na revista Reformador de Agosto e Setembro de 2002, o Dr. Sérgio Thiesen escreveu um artigo, em duas partes, a respeito da energia escura [4,5]. Ele propõe que essa energia seja o Fluido Universal devido ao fato dela ser muito rarefeita e, portanto, muito sutil, diferentemente da matéria escura. Apesar de a lógica estar  correta  já  que,  como  citado  acima,  o  Fluido  Universal  é extremamente  sutil,  outras propriedades físicas da energia escura não foram analisadas em contrapartida com as outras propriedades que os Espíritos disseram que o Fluido Universal deve satisfazer. Vamos transcrever a questão número 27 de O Livro dos Espíritos [3]:

27. Há então dois elementos gerais do Universo: a matéria e o Espírito ? 

- Sim e acima de tudo Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Deus, espírito e matéria constituem o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas ao elemento material se tem que juntar o fluido universal, que desempenha o papel de intermediário entre o espírito e a matéria propriamente dita, por demais grosseira para que o espírito possa exercer ação sobre ela. Embora, de certo ponto de vista, seja lícito classificá-lo como elemento material, ele se distingue deste por propriedades especiais. Se o fluido universal fosse positivamente matéria, razão não haveria para que o espírito também não o fosse. Está colocado entre o Espírito e a matéria; é fluido, como a matéria, e susceptível, pelas suas inumeráveis combinações com esta e sob a ação do espírito, de produzir a infinita variedade de coisas de que apenas conheceis uma parte mínima.

ESSE FLUIDO UNIVERSAL, OU PRIMITIVO, OU ELEMENTAR, SENDO O AGENTE DE QUE O ESPÍRITO SE UTILIZA, É O PRINCÍPIO SEM O QUAL A MATÉRIA ESTARIA EM PERPÉTUO ESTADO DE DIVISÃO E NUNCA ADQUIRIRIA AS QUALIDADES QUE A GRAVIDADE LHE DÁ..(Grifos nossos)

  Na frase acima destacada vemos que uma das propriedades do Fluido Universal é evitar que a matéria esteja em perpétuo estado de divisão. Conforme mencionamos na Introdução, o efeito da energia escura seria o de proporcionar uma aceleração na expansão do Universo. Expansão é um efeito que faz com que a matéria se afaste e, por isso, esteja num estado de divisão. Mesmo sabendo que esse efeito é relativamente pequeno  e  que  leva  milhões  de anos  para  ser  percebido,  ele constitui-se  num comportamento diferente daquele que os Espíritos disseram que o Fluido Universal tem, que é o de evitar esse tipo de afastamento. Por essa razão a energia escura ainda não seria o Fluido Universal.

  Em  um  recente artigo,  da  Fonseca  [6]  propõe  que  os  cosmologistas  espíritas  pesquisem  e verifiquem a plausibilidade da idéia do Fluido Universal corresponder ao elemento (ainda não cogitado) que anularia o efeito do chamado vácuo quântico. Segundo os físicos [7], os efeitos do vácuo quântico seriam responsáveis por fazer com que o Universo se expandisse tão rápido que ele estaria num perpétuo estado de divisão e afastamento. Como o Universo não está se expandindo assim, ou a previsão do efeito do vácuo quântico está errada ou alguma coisa o está anulando. Como o chamado efeito Casimir [8] é uma evidência experimental  dos  efeitos  do  vácuo  quântico,  então  a  hipótese  da existência  de algum elemento, disperso pelo Universo, que anule esse efeito nos parece ser razoável.

Ressaltamos que apenas um cientista, atuante na área em questão, pode avaliar a validade dessa hipótese, pois ele é o único capaz de Traduzi-la na linguagem científica apropriada. Portanto, a lógica da idéia proposta por da Fonseca, sozinha, não é suficiente para dizermos que ela é uma comprovação científica para o Fluido Universal.

Conclusão:

A partir  da  discussão  apresentada aqui  concluímos  que  nem  a  matéria  escura  nem  a  energia escura correspondem ao Fluido Universal. Eles são substâncias. Feitas dessa matéria elementar através de múltiplas condensações e combinações a que ela está sujeita. Propomos que os físicos, que sejam espíritas e que sejam especialistas nessa área busquem estudar e verificar a hipótese espírita na solução desses problemas de ordem cosmológica.

  CABE MENCIONAR QUE A EXISTÊNCIA DA MATÉRIA E ENERGIA ESCURAS AINDA É CONTROVERSA.

No artigo da referência [2], o autor cita uma proposta alternativa para explicar os efeitos no movimento das galáxias visíveis aos telescópios. É proposto que as leis da Gravitação estejam incompletas e que em certas regiões do  Universo,  elas  sejam  diferentes.  Os  defensores  dessa  proposta afirmam  que  isso  solucionaria  o problema do movimento das galáxias sem a necessidade da existência de uma matéria escura.

  O mesmo ocorre com a energia escura. Existem propostas alternativas para ela [6]. Por isso, é importante que as pessoas que trabalham profissionalmente em Cosmologia verifiquem as hipóteses que formulamos.
Assim, REAFIRMAMOS UM ALERTA DE QUE A LIGAÇÃO ENTRE AS QUESTÕES ESPÍRITAS E A CIÊNCIA DEVE SER FEITA COM MUITO CUIDADO, ESTUDO E PESQUISA.

Imagine, por exemplo, se no futuro for demonstrado que a matéria escura realmente não existe. Qualquer artigo que tenha se baseado nisso para defender alguma idéia espírita cairá por terra. Isso pode prejudicar o processo de divulgação do Espiritismo. Com relação à publicação e divulgação de mensagens isoladas de alguns espíritos, Kardec diz (19o. Parágrafo do item II da Introdução do Evangelho Segundo o Espiritismo [9]): .Essa confirmação (pelo consenso universal) é que se precisa aguardar, antes de apresentar um princípio como verdade absoluta, a menos [que] se queira ser acusado de leviandade ou de credulidade irrefletida.. Esse cuidado vale, também, para as questões de ordem científica. 

Ao contrário do que alguns pensam, o Espiritismo não necessita ser atualizado sob o ponto de vista científico, como bem apontaram as pesquisas de Chibeni e seus colaboradores [10-14]. Tentativas mal feitas de fazê-lo podem levar o Espiritismo ao descrédito por parte daqueles que mais entendem de Ciência: os cientistas.
 
Referências:
[1] S. C. Schubert, A matéria escura do Universo e as constantes universais (2003), Reformador, Setembro, p. 14.
[2] R. Zorzetto, O lado escuro do Universo (2003), Pesquisa FAPESP, 91, p. 56.
[3] A. Kardec, O Livro dos Espíritos, Editora FEB, 76a Edição, Rio de Janeiro (1995).
[4] S. Thiesen, A Quintessência do Universo (1a Parte) (2002), Reformador, Agosto, p. 15.
[5] S. Thiesen, A Quintessência do Universo (2a Parte) (2002), Reformador, Setembro, p. 11.
[6] A. F. da Fonseca, O fluido universal e as teorias cosmológicas (2003), FidelidadEspírita, 14 p. 16.
[7] L. M. Krauss, Cosmological Antigravity (1999), Scientific American, Janeiro, p. 35.
[8] G. J. Maclay, H. Fearn e P. W. Milanni, Of some theoretical significance: implications of the Casimir effects (2001),
European Journal of Physics, 22, p. 463. Para uma revisão histórica do efeito Casimir o leitor é referido à: D. L. Andrews e L.
C. D. Romero, Conceptualization of the Casimir effect (2001), European Journal of Physics, 22, p. 447.
[9] A. Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, Editora FEB, 112a. Edição, Rio de Janeiro (1996).
[10] S. S. Chibeni, A Excelência Metodológica do Espiritismo (1988), Reformador Novembro, p. 328 e Dezembro, p. 373.
[11] S. S. Chibeni, Ciência Espírita (1991), Revista Internacional de Espiritismo Março , p.45.
[12] S. S. Chibeni, O paradigma espírita (1994), Reformador Junho, p. 176.
[13] A. P. Chagas, A Ciência confirma o Espiritismo? (1995), Reformador, Julho, p.208.
[14] A. P. Chagas, As provas científicas (1987), Reformador, Agosto, p.232.   
 
 ARTIGO PUBLICADO NA REVISTA FIDELIDADESPÍRITA, DEZEMBRO DE 2003, PGS. 18-22
http://www.terraespiritual.locaweb.com.br/espiritismo/artigo60.html
--------------------------------------------
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 12:23:18 por montalvão »

Offline JungF

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 534
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #917 Online: 18 de Maio de 2019, 12:37:14 »
Causou-me estranheza essa sequência de posts desqualificando a mensagem espírita, psicografada ou não. Pior, dizendo que qualquer pastor o faz melhor e com mais conteúdo.

Não acreditar nos postulados espíritas é normal e compreensível, mas afirmar que suas mensagens são simplórias é atestar, com firma reconhecida, que não lê ou não se compreende o que tem lido... ou ainda, despeito indesculpável por não apresentar razão que justifique.
Pastores no linguajar próprio e comum "dialogam com Deus" e dele recebem orientação para enriquecer suas igrejas. Padres habitualmente trazem um linguajar bem superior, mas clichês carecentes de conteúdo prático. Os filósofos com viés religioso tratam à exaustão de um tema específico, de sua preferência. Não consolam nem esclarecem... consolidam a dúvida.

Por que os livros de auto-ajuda, mormente espíritas, e/ou seus romances, são tão procurados por não religiosos? Até em supermercados encontramos em suas prateleiras, livros espíritas.

Conteúdo esclarecedor e consolador, amigos.

Alguém aqui já leu Joanna de Angelis (psicologia), alguma obra de André Luíz ou Emmanuel, algum romance de John Wilmot Rochester?



Offline montalvão

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 574
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #918 Online: 18 de Maio de 2019, 13:03:04 »
As provas são simples e o Gorducho mesmo já deu sugestões. Certamente ele há de aceitar uma prova que o próprio sugeriu e assim é mais uma alma ganha para o mundo espiritual.
Por uma questão de dar o devido crédito: quem definiu como devem ser provas aceitáveis foi o Analista montalvão :!: Ele bem definiu como a necessidade de verificar se tem de fato "espírito" presente no recinto onde se dará a psicografia ou psicofonia.
.
Por uma questão de verdade, em realidade a ideia não é de minha lavra. Mais de século antes deste pobre projeto de poeirinha cósmica encarnar outros já haviam proposto verificações da espécie e até experimentos foram realizados: todos fracassados.
.
Quer dizer, que mortos não comunicam resta comprovado desde os tempos iniciais do derramamento.
.
O problema aí é que outros sábios, normalmente sequiosos por provarem a realidade do mundo espiritual – pasme! – conseguiram resultados satisfatórios com provas que entenderam suficientes. É a esses que os espíritas recorrem quando querem mostrar que o mundo espiritual já deu sobejantes demonstrações de sua realidade. Provavelmente seja por conta dessas experimentações que o Jung declare: “provas enxameiam, mas céticos não as querem aceitar!”. O Botânico costumava dizer: “os espíritos encheram o saco de ficar dando provas!”.
.
Postei aqui, mais de uma vez, artigo em que Kardec questiona experimentos com médiuns. O texto relata testagens parecidas com as que aqui são apresentadas. Diante da falhança, Rivail foi lépido em explicar os motivos, buscando salvaguardar a crença. Confira trecho:
.
---------------------------------------
OS MÉDIUNS JULGADOS – DESAFIO PROPOSTO NA AMÉRICA
.
Revista Espírita, janeiro de 1858
.
Os antagonistas da Doutrina Espírita se apossaram, zelosamente, de um artigo publicado pelo Scientific american, do dia 11 de julho último, sob o título: Os Médiuns julgados. Vários jornais franceses reproduziram-no como um argumento sem réplica; nós mesmos o reproduzimos, fazendo seguir de algumas observações, que lhe mostrarão o valor.
.
[...]
.
Entre eles, notavam-se as jovens Fox, que se tornaram tão célebres pela sua superioridade nesse gênero.  A comissão, encarregada de examinar as pretensões dos aspirantes ao prêmio, se compunha dos professores Pierce, Agassiz, Gould e Horsford, de Cambridge, todos os quatro sábios muito distintos. As experiências espiritualistas duraram vários dias; jamais os médiuns encontraram mais bela ocasião de colocarem em evidência seu talento ou sua inspiração; mas, como os sacerdotes de Baal, ao tempo de Elias, invocaram em vão suas divindades, assim como o prova a passagem seguinte, do relatório da comissão:
.
"A comissão declara que o doutor Gardner não tendo se saído bem em [:]
- LHE APRESENTAR UM AGENTE, OU MÉDIUM, QUE REVELASSE A PALAVRA CONFIADA AOS ESPÍRITOS EM UM QUARTO VIZINHO;
- QUE LESSE A PALAVRA INGLESA ESCRITA NO INTERIOR DE UM LIVRO OU SOBRE UMA FOLHA DE PAPEL DOBRADA;
- que respondesse uma questão que só as inteligências superiores podem responder;
- que fizesse ressoar um piano sem tocá-lo, ou avançar uma mesa, em um pé, sem o impulso das mãos;
.
mostrando-se impotente para dar, à comissão, testemunho de um fenômeno que se pudesse, mesmo usando uma interpretação larga e benevolente, considerar como o equivalente das provas propostas; de um fenômeno exigindo, para sua produção, a intervenção de um Espírito, supondo ou implicando, pelo menos, essa intervenção; de um fenômeno desconhecido, até hoje, à ciência, e cuja causa não fosse, imediatamente, assinalável para a comissão, palpável para ela, não tem nenhum título para exigir, do Courríer, de Boston, a entrega da soma proposta de 2,500 francos."
---------------------------------
.
Li certa vez o depoimento de um cético, no séc. XIX: quando diante de médium que alegava manter contato com o mundo dos mortos, questionava: “o espírito pode ver o que se passa no ambiente?”, ante a resposta positiva abria um livro, com a parte impressa voltada para baixo (de modo que nem ele, nem qualquer presente pudesse visualizar o conteúdo), e convidava o comunicante a ler um trecho. Nunca obteve resposta da espiritualidade...
.
Há também caso mais recente (década de 1940, se não me engano) em que um cidadão desafiava, pelo jornal, Chico Xavier a demonstrar que canalizava espíritos e propunha verificação do tipo que temos sugerido. Se eu achar o documento posto aqui como ilustração.
.
Portanto, a ideia não é nova, novidade seria os espíritas, e os espíritos.  aceitarem de bom grado tais desafios e, de uma vez por todas, calarem a boca dos céticos, mas ele preferem se calar...
« Última modificação: 18 de Maio de 2019, 13:06:11 por montalvão »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.542
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #919 Online: 18 de Maio de 2019, 13:09:39 »
Eu até já tentei algum livro espírita, mas como já tinha lido antes autores como Dostoievski, Alexandre Dumas, Julio Verne e Hermann Hesse,
Nunca consegui passar no máximo da terceira  página.

Offline Pedro Reis

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.454
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #920 Online: 18 de Maio de 2019, 13:34:18 »
Uma vez que o assunto parece ter se esgotado eu gostaria de saber: vocês estão gostando dessa brincadeira, ou simplesmente não perceberam ainda que o JungF é o Alquimista?

Porque já tá óbvio que desse mato não vai sair coelho. Fico eu esperando o clímax, mas é só anti-clímax.

Offline Fenrir

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.954
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #921 Online: 18 de Maio de 2019, 13:34:26 »
Azar ao contrário é raza, que remete a rasa.
É fruto de uma fé rasa, ou de nenhuma fé.
O Sr dá aqueles que crêem nele, aqueles aos quais concedeu livremente e gratuitamentea sua graça.
Céticos certamente não estão entre estes abençoados do senhor.

Deus me falou um dia que não aprecia ser chamado de Sr... respeito é bom e Ele gosta: diga, pois, "Senhor Deus"!

O Senhor Deus não faz acepção de pessoas, portanto sua graça abrange a todos, o que inclui céticos e até mesmo os que o rejeitam...

Em tudo o Senhor seja louvado.

Amém.

Há controvérsias: existe todo um espectro de opiniões, que vai desde um Orígenes que dizia que no fim até o capiroto cantaria hinos de louvou ao Senhor Deus (como queira) e aqueles** que acham que só uns poucos escolhidos, bem poucos mesmo***, terão este privilégio

** não raro, os que pensam assim se consideram parte dessa "elite"

*** uns falam em 144000 (nao me lembro de onde vem este número) ou somente judeus ultra-conservadores ou islâmicos igualmente ultra-conservadores
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline JungF

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 534
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #922 Online: 18 de Maio de 2019, 13:37:48 »
Citação de: Montalvão
Matéria escura não é fato,  é hipótese a espera de comprovação, inclusive há conjeturas que explicam, por vias alternativas, as anomalias que conduziram à sua hipotetização.
.
Há um equívoco em sua ponderação: os espíritas em geral não consideram matéria escura uma abertura para a comprovação do ensino dos espíritos (ou, como disse: mesma realidade em duas dimensões). Nada disso! Alguns desavisados pensam que sim, o  que parece ser seu caso, contudo, há espíritas com formação em ciência que descartam a fantasia. Ao final posto artigo que ilustra.
 
Meu caro, a hipótese da matéria escura surgiu a aproximadamente 60 anos; o Fluido Cósmico, há mais de 150 anos. Significa que se o FC vem antes da Matéria Escura não há a pretensão de misturar alhos com bugalhos, ou seja conferir ares de ciência à DE, como disse o Gigaview.
No entanto o FC está absolutamente de acordo com a hipótese da matéria/energia escura.

Costumo dizer que em Espiritismo não basta ser estudioso ou entendido. É necessário uma visão de conjunto, uma ampla perspectiva sobre suas proposições.
Só o fato de que in OLE existe a informação de que este fluido não é nem matéria e nem espírito, visto que estes são os elementos básicos do Universo já é suficiente para a conjectura que concilia ambos... não exatamente, claro.
O físico citado comete alguns equivocos, inclusive citando textos e demonstrando não ter a compreensão do que está proposto.
Afirma por exemplo que se o FC é um fluido sutil, consequentemente não atende à hipótese da materia escura. Esta é necessariamente massiva para explicar singularidades cósmicas.
Mas a afirmativa no OLE é que ela é imponderável e dá origem, por sucessivas combinações, a toda a matéria do Universo, e não somente isto, também a expressões materiais/energéticas que desconhecemos. O que explicaria a energia escura que promove a expansão acelerada das Galáxias.

Senhor Montalvão afirma que a Matéria Escura serve ao propósito espírita de demonstrar a existência do Espírito.
De forma alguma; ela serve entre outras coisa para mostrar que existe sim, matéria que náo pode ser detectada por equipamentos por mais sofisticados sejam estes, mas apenas por evidências indiretas.
Mais tarde voltaremos ao assunto.
 


Offline Fenrir

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.954
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #923 Online: 18 de Maio de 2019, 13:37:56 »
Uma vez que o assunto parece ter se esgotado eu gostaria de saber: vocês estão gostando dessa brincadeira, ou simplesmente não perceberam ainda que o JungF é o Alquimista?

Porque já tá óbvio que desse mato não vai sair coelho. Fico eu esperando o clímax, mas é só anti-clímax.

Já que voce diz isso, eu suspeito de um outro forista. Mas não vou acusar sem ter provas e isto é tarefa de algum admin ou moderador
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline Pedro Reis

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.454
Re:Festival de bizarrices e esquisitices espíritas (livros e palestras)
« Resposta #924 Online: 18 de Maio de 2019, 13:41:04 »
Uma vez que o assunto parece ter se esgotado eu gostaria de saber: vocês estão gostando dessa brincadeira, ou simplesmente não perceberam ainda que o JungF é o Alquimista?

Porque já tá óbvio que desse mato não vai sair coelho. Fico eu esperando o clímax, mas é só anti-clímax.

Já que voce diz isso, eu suspeito de um outro forista. Mas não vou acusar sem ter provas e isto é tarefa de algum admin ou moderador


Mais provas do que ele já deu? Eu não suspeito de nada. Eu sei.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!