Autor Tópico: Neo-platonismo  (Lida 380 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sparke

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
Neo-platonismo
« Online: 29 de Novembro de 2017, 04:38:33 »
O que é ser neoplatônico? Acreditar no mundo das ideias, imortalidade da alma e metempsicose? (esse primórdio de espiritismo? que ele próprio havia sido influenciado pelo orfismo?)

Eu me considero estoico por afinidade filosófica, embora eu faça uma leitura substitutiva da noção divina (que nos escritos de Sêneca e Marco Aurélio é muito branda, no meu entender).

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #1 Online: 29 de Novembro de 2017, 17:41:40 »
O que é ser neoplatônico? Acreditar no mundo das ideias, imortalidade da alma e metempsicose? (esse primórdio de espiritismo? que ele próprio havia sido influenciado pelo orfismo?)

Eu me considero estoico por afinidade filosófica, embora eu faça uma leitura substitutiva da noção divina (que nos escritos de Sêneca e Marco Aurélio é muito branda, no meu entender).
Opa, fico muito feliz em conhecer mais alguém que admire o estoicismo! Os escritos de Marco Aurélio me tocaram de forma irremediável. Considero-o um iluminado que andou sobre esta terra, um "rei-filósofo" de Platão de carne e osso!

Spark, o neoplatonismo realmente admite as ideias, a imortalidade e a metempsicose, mas me soa um equívoco muito grave tratar disso como um primórdio de espiritismo. Ao invés disso, deveríamos considerar o espiritismo, isto sim, como uma degeneração do neoplatonismo. Aliás, se você for ler as grandes mentes do ocultismo ocidental (Lévi, Papus, Hartmann, Kremmerz, etc) e suas críticas ao kardecismo, você vai ver como este último é duramente criticado como uma degeneração da tradição iniciática.

O espiritismo é egocêntrico, supersticioso, pseudocientífico e se transformou em mais uma religião de massa.

Para o neoplatonismo, só existe uma única alma - a Alma do Mundo (Anima Mundi), isto é, a alma universal. Todos os seres são encarnações e reencarnações desta única alma vivente, que é a própria "vida" em si. O problema de falar deste tipo de assunto, de um sistema tão elevado e espiritual como o neoplatonismo, em um fórum como este, é que os céticos estão sempre procurando crenças literais em realidades pseudoespirituais objetivas. O CC vive batendo e rebatendo as mesmas teclas sobre pseudociências, chico xavier, deus judaico-cristão, mediunidade, etc. Para se aproximar do estoicismo e do neoplatonismo (bem como do mahayana ou do zen) é necessário um estado de consciência mais elevado.
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.286
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #2 Online: 29 de Novembro de 2017, 18:26:07 »
Citar
Para se aproximar do estoicismo e do neoplatonismo (bem como do mahayana ou do zen) é necessário um estado de consciência mais elevado.

 :histeria:
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #3 Online: 29 de Novembro de 2017, 21:19:42 »
Citar
Para se aproximar do estoicismo e do neoplatonismo (bem como do mahayana ou do zen) é necessário um estado de consciência mais elevado.
:histeria:
Putz. Qual foi a graça?
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #4 Online: 29 de Novembro de 2017, 21:39:00 »
Um estado mais elevado do que essa dicotomia javé versus materialismo, pseudociência x ciência, discussões rasas e tolas, etc. Só isso.
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.286
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #5 Online: 30 de Novembro de 2017, 01:09:32 »
Um estado mais elevado do que essa dicotomia javé versus materialismo, pseudociência x ciência, discussões rasas e tolas, etc. Só isso.

 :histeria:

Fala logo que é preciso ter um estado de consciência, no mínimo, nivelado ao seu.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #6 Online: 30 de Novembro de 2017, 03:23:42 »
claro que não, que bobagem. Não era para entender de forma egocêntrica. A "transcendência" está ao alcance de qualquer um. Acreditar que acessá-la depende de divindades, de crenças e de pseudociências é apenas criar mais obstáculos (ou pontes) para sua experiência direta. Podemos experimentar a Consciência Cósmica aqui e agora, procurando nossa verdadeira natureza e abandonando nossos apegos e ilusões.
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Sparke

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #7 Online: 30 de Novembro de 2017, 08:09:34 »
Olha, com todo respeito, eu também gosto e estudo muito Platão, mas não achas que já é demais cultuar um sistema filosófico que foi pensado por uma pessoa de carne e osso, como um de nós? E que seus discípulos próximos, entre eles Aristóteles e o rumo da Academia depois dele, já rejeitavam algumas de suas ideias?

Ao que me consta, Platão e mesmo no mundo grego antigo mais ordinário não havia esse tipo de crença espiritual como tu pareces elevar. Pelo contrário, foi justamente ao buscar os fundamentos últimos nas coisas que a explicação mítico-religiosa começou a ser afastada. É sabido, por outro lado, que Platão foi profundamente influenciado pelo orfismo anterior (que funcionava como uma espécie de religião paralela aos cultos oficiais), sendo que da parte dele, ao que sei, não fazia disso um modo de vida, no máximo utilizando crenças arraigadas no mundo grego, como os estudiosos reconhecem, para facilitar a exposição de suas ideias (Mito de Cronos, no Político, Anel de Giges, na República, etc.).

Por isso tudo, soa-me demasiado fundar nele uma espécie de crença ("neoplatonismo") quando ele sequer parece ter pensado algo do tipo e ele mesmo dificilmente endossaria. Eu até admito que uma pessoa possa ser ocultista, mas utilizar o nome de um filósofo como tu pareces dar a entender, na minha humilde avaliação, parece equivocado e pretensioso, para não dizer uma grande falta de verdade com a pessoa do filósofo.

Com relação a falar que os "céticos estão sempre procurando crenças literais em realidades pseudoespirituais objetivas", acho que fazes uma leitura um tanto quanto preconceituosa. Para falar a verdade, eu nem entendi o que tu quer dizer com isso. Da minha parte, pelo menos, e como muitos aqui que já foram antes religiosos de alguma maneira (mais branda ou mais espiritual), ocorre que simplesmente não deixamos mais nossas paixões dominarem nossa razão (e aqui lembro, curiosamente, de Platão). Somente um tolo não acreditaria em "Alma do Mundo" se existisse alguma espécie de comprovação racional disso. Mas não parece ter. Se você algum dia teve a oportunidade de ver algum planeta por um telescópio, e aqui nem vou entrar no mérito de leituras filosóficas que contestam a ideia religiosa, acho muito difícil acreditar que não somos apenas mais um planeta nessa imensidão de universo, tudo indicando que não temos qualquer importância objetiva no plano cósmico.

Quanto a dizer que para aproximar-se do estoicismo "é necessário um estado de consciência mais elevado", novamente, com todo respeito, estás indo além do que deveria. Eu me considero estoico, mas não concordo com muita coisa que realmente não faz sentido. Não é porque Sêneca, Platão, Jesus ou quem quer que seja falou alguma coisa que devo simplesmente acreditar neles. Um indício de maturidade, penso eu, é justamente desmistificar essa espécie de adoração por algumas pessoas, como se não fossem exatamente como nós (com seus preconceitos e crenças enraizadas, crianças que cresceram e depois viraram adultas, e que tiveram um público suficientemente simples, como diria Rousseau, para terem acreditado sem mais nem menos no que disseram).

Acredita quem quer, é lógico, mas não é justo querer sair pela tangente para dizer que tem que se elevar espiritualmente ou qualquer coisa semelhante. Se você acredita nisso que acredita, e parece-me que estás demasiado influenciado por ter sido ou ser rosacruz, acho que é muito mais honesto admitir que você acredita "apesar de tudo o que se diz em contrário". É óbvio que vais encontrar autores que suportem sua ideias, mas o diferencial é você mesmo perscrutar a exatidão do que dizem. O ser humano, e a psicologia bem prova isso, é muito sugestionável e capaz de pensar e acreditar no que for. Acho que aí está uma boa prova do motivo pelo qual não devemos nos persuadir com tanta facilidade assim.

Para finalizar com Platão, quando se olha da perspectiva de dentro, é difícil entender o lado de fora... Quem será que está nas sombras da caverna?

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #8 Online: 30 de Novembro de 2017, 17:37:57 »
Olha, com todo respeito, eu também gosto e estudo muito Platão, mas não achas que já é demais cultuar um sistema filosófico que foi pensado por uma pessoa de carne e osso, como um de nós? E que seus discípulos próximos, entre eles Aristóteles e o rumo da Academia depois dele, já rejeitavam algumas de suas ideias?
Ué, Sparke, você achou que o neoplatonismo foi pensado por Platão? Só por causa do nome? O neoplatonismo é um sistema filosófico inteiramente novo. Se você está imaginando que se trata de algum "culto a ideias de Platão", dê uma breve pesquisada sobre "neoplatonismo" porque não tem nada a ver com isso. Aliás, como assim "cultuar um sistema filosófico"? Dizem que Diágoras foi o primeiro ateu da história do pensamento. Quer dizer que os ateus daqui estão "cultuando o sistema filosófico de uma pessoa de carne e osso"? Só por pensar como ele?
Ao que me consta, Platão e mesmo no mundo grego antigo mais ordinário não havia esse tipo de crença espiritual como tu pareces elevar. Pelo contrário, foi justamente ao buscar os fundamentos últimos nas coisas que a explicação mítico-religiosa começou a ser afastada. É sabido, por outro lado, que Platão foi profundamente influenciado pelo orfismo anterior (que funcionava como uma espécie de religião paralela aos cultos oficiais), sendo que da parte dele, ao que sei, não fazia disso um modo de vida, no máximo utilizando crenças arraigadas no mundo grego, como os estudiosos reconhecem, para facilitar a exposição de suas ideias (Mito de Cronos, no Político, Anel de Giges, na República, etc.).
Claro. Tanto que Sócrates foi morto sendo considerado ateu. Primeiramente, isso não é "crença espiritual". O neoplatonismo não é mítico-religioso, é panteísta e místico. Misticismo = experiência direta do transcendente. Panteísmo = sacralização do universo. Neoplatonismo não tem nada a ver com os cultos órficos. Segundo, você disse que no mundo grego platônico não havia esse tipo de crença que eu procuro "elevar"(?). E daí? Quem disse que precisa haver? Citou Platão novamente. Estou começando a pensar na possibilidade de que você não conhece o neoplatonismo, e tentou tomar o nome do termo ou imaginar do que se trata com base em suas próprias suposições.
Por isso tudo, soa-me demasiado fundar nele uma espécie de crença ("neoplatonismo") quando ele sequer parece ter pensado algo do tipo e ele mesmo dificilmente endossaria. Eu até admito que uma pessoa possa ser ocultista, mas utilizar o nome de um filósofo como tu pareces dar a entender, na minha humilde avaliação, parece equivocado e pretensioso, para não dizer uma grande falta de verdade com a pessoa do filósofo.
Pera aí, você está achando que EU FUNDEI o neoplatonismo? WTF? Já existe toda uma discussão acadêmico-histórico-filosófica prolongada sobre se o termo "neoplatônico" deveria ou não ser usado para o corpo de doutrinas que são chamadas hoje de "neoplatonismo", justamente porque, como você disse, ele nem pensou algo do tipo e dificilmente endossaria. Você está confundindo NEOPLATONISMO com PLATONISMO MODERNO. NEOPLATÔNICOS não são pessoas que adotam o pensamento de Platão. NEOPLATONISMO é um sistema filosófico PRÓPRIO, que pelo visto você não conhece (confundiu com algum tipo de "revival platônico") e que poderia pesquisar para saber do que se trata.
Com relação a falar que os "céticos estão sempre procurando crenças literais em realidades pseudoespirituais objetivas", acho que fazes uma leitura um tanto quanto preconceituosa. Para falar a verdade, eu nem entendi o que tu quer dizer com isso. Da minha parte, pelo menos, e como muitos aqui que já foram antes religiosos de alguma maneira (mais branda ou mais espiritual), ocorre que simplesmente não deixamos mais nossas paixões dominarem nossa razão (e aqui lembro, curiosamente, de Platão). Somente um tolo não acreditaria em "Alma do Mundo" se existisse alguma espécie de comprovação racional disso. Mas não parece ter. Se você algum dia teve a oportunidade de ver algum planeta por um telescópio, e aqui nem vou entrar no mérito de leituras filosóficas que contestam a ideia religiosa, acho muito difícil acreditar que não somos apenas mais um planeta nessa imensidão de universo, tudo indicando que não temos qualquer importância objetiva no plano cósmico.
Ironicamente, o que você escreveu aqui prova absolutamente a minha tese do quanto céticos só olham para crenças literais e ficam procurando realidades pseudoespirituais objetivas. O cético vive nessa dicotomia - descrença de um lado VERSUS superstições e pseudorealidades espirituais do outro. Ele não consegue transcendê-la. Quando eu falo em "alma do mundo", você já imagina que deve se tratar de algum pseudo-corpo-espiritual-planetário, flutuando por aí, alguma "realidade espiritual abstrata", algo que deveria ser provado para ser acreditado, etc, sendo que tudo isso é apenas a interpretação que você mesmo está fazendo do termo. A sua interpretação projeta uma crença supersticiosa, e aí você nega a crença supersticiosa que foi fruto de suas próprias projeções.
Quanto a dizer que para aproximar-se do estoicismo "é necessário um estado de consciência mais elevado", novamente, com todo respeito, estás indo além do que deveria. Eu me considero estoico, mas não concordo com muita coisa que realmente não faz sentido. Não é porque Sêneca, Platão, Jesus ou quem quer que seja falou alguma coisa que devo simplesmente acreditar neles. Um indício de maturidade, penso eu, é justamente desmistificar essa espécie de adoração por algumas pessoas, como se não fossem exatamente como nós (com seus preconceitos e crenças enraizadas, crianças que cresceram e depois viraram adultas, e que tiveram um público suficientemente simples, como diria Rousseau, para terem acreditado sem mais nem menos no que disseram).
Você disse "Não é porque Platão ou quem quer que seja falou alguma coisa que devo simplesmente acreditar neles". Correto! Aliás, tanto não é, que o neoplatonismo não foi o que Platão ensinou.
Acredita quem quer, é lógico, mas não é justo querer sair pela tangente para dizer que tem que se elevar espiritualmente ou qualquer coisa semelhante. Se você acredita nisso que acredita, e parece-me que estás demasiado influenciado por ter sido ou ser rosacruz, acho que é muito mais honesto admitir que você acredita "apesar de tudo o que se diz em contrário". É óbvio que vais encontrar autores que suportem sua ideias, mas o diferencial é você mesmo perscrutar a exatidão do que dizem. O ser humano, e a psicologia bem prova isso, é muito sugestionável e capaz de pensar e acreditar no que for. Acho que aí está uma boa prova do motivo pelo qual não devemos nos persuadir com tanta facilidade assim.
Se elevar espiritualmente para acreditar? Claro que não, não foi isso que disse. Aliás, em nenhum momento utilizei o termo "espiritualmente". Tanto as pessoas que acreditam, quanto as que desacreditam, se encontram na mesma dicotomia, na mesma dialética. Eu disse que é necessário elevar sua consciência para transcender este raso paradigma da crença-descrença. Quando se fala de ALMA DO MUNDO (anima mundi), não tem a ver com acreditar ou desacreditar. Da mesma forma, no ZEN, quando se fala em SATORI, não tem a ver com acreditar ou desacreditar. Da mesma forma, no estoicismo, quando se fala no O TODO, não tem a ver com acreditar ou desacreditar. Essas coisas tem a ver com experiência direta, com contemplação, com iluminação. Quando se fala em O TAO, não tem a ver com acreditar ou desacreditar. O problema é que a grande maioria das pessoas vivem nesse limitado e superficial paradigma da crença e da descrença. Quando eu falo em ANIMA MUNDI, TAO, CONSCIÊNCIA CÓSMICA, etc, um ateu acha que estou falando de divindades, de crenças, de espíritos, de superstições. Fazendo isso, ele está me tomando por alguém que seja um "crente". E ele faz isso porque ele próprio vive dentro deste paradigma da crença-descrença. Ele acha que só existem estes dois caminhos - ou alguém é um crente, ou alguém é um descrente. Um grande exemplo que tenho em minha vida de alguém que abandonou completamente essa superficialidade foi o monge budista da escola sotozen que me iniciou no Mahayana e que era ateu. Reencarnação? Para ele reencarnávamos todo dia, por simplesmente não sermos mais quem fomos ontem. Karma? Para ele eram todos os condicionamentos e causas e efeitos que nossas atitudes e decisões provocaram ao longo de nossa existência. Divindades? Para ele eram todas personificações de estados de consciência. Inclusive o Buda. Ele não era um "crente" nestas coisas. Ele também não era um "descrente", justamente porque ele não fazia a interpretação passional, superficial, pequena, tosca e literal. A contemplação, a iluminação e a experiência direta estão acima desta pequenez de crenças e descrenças na qual muitas consciências ainda se limitam. Enquanto os acorrentados ficam na caverna olhando para a parede e debatendo se as sombras são ou não reais, ele virou as costas e olhou para a luz.
Para finalizar com Platão, quando se olha da perspectiva de dentro, é difícil entender o lado de fora... Quem será que está nas sombras da caverna?
Pois é, Sparke. A luz produz sombras. As sombras são projetadas na parede. As pessoas sentadas, acorrentadas, olhando apenas para a parede, tomavam as sombras por entes e por formas literais. Quem será que está nas sombras da caverna?
« Última modificação: 01 de Dezembro de 2017, 00:44:26 por criso »
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #9 Online: 01 de Dezembro de 2017, 20:54:17 »
Rogo escusas por supor que neoplatônico tenha algo a ver com Platão, pois que não poderia deixar de supor que as palavras devessem alguma fidelidade ao sentido suposto pelo enunciado.
Pois é, é até intuitivo pensar dessa forma... (aliás, escusas pelo o quê??? não tem do que escusar)
Não deixa de ser contraditório, contudo, por ser um "sistema filosófico próprio", que tenhas admitido, como perguntei, que o conceito albergue o mundo das ideias, a imortalidade da alma e a metempsicose, que são noções cardeais do platonismo, e depois tenhas endossado que exista uma alma do mundo, o que também era uma crença de Platão.
Por isso mesmo, há muitos acadêmicos que não consideram o neoplatonismo uma doutrina fiel às ideias de Platão, e para tratar do que você imaginava utilizam outros termos (como "platonismo moderno" ou "platonismo")...
No demais, embora eu tenha sido provocador (no plano da discussão, e não pessoal), isso não te dava o direito de ser deselegante, porque não me atreveria a dizer que deverias estudar mais filosofia para saber do que se trata.
Sparke, o que há de deselegância em dizer que alguém não pesquisou algo antes de comentar??? Nada!!! Só se você mesmo estiver projetando uma intenção deselegante por trás disso, porque é algo simples e objetivo. Agora, o Gigaview mesmo, por exemplo, volta e meia chama de "Bullshit" e "Lixo" parágrafos inteiros que eu escrevo, e até mesmo algo assim eu já percebi absolutamente não ser pessoal e se tratar só das ideias e da discussão em questão... nós não somos nossas ideias..
Passar bem.
Sparke, a sua forma de discutir que é muito pessoal. Por exemplo, logo quando você postou pela primeira vez já começou com "com todo o respeito, mas..." ué? que respeito? pessoas tem que ser respeitadas, ideias não. Pensamentos estão aí para serem criticados mesmo, e diversas vezes o Giga e outros falaram que eu não sabia do que estava falando e isso não é uma ofensa ou deselegância, mas uma oportunidade para revisar e aprender...

(publicado só para esclarecer - não darei continuidade só para não desvirtuar o tópico por pedido da moderação)
« Última modificação: 02 de Dezembro de 2017, 00:33:56 por criso »
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.286
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #10 Online: 02 de Dezembro de 2017, 00:17:34 »
Rogo escusas por supor que neoplatônico tenha algo a ver com Platão, pois que não poderia deixar de supor que as palavras devessem alguma fidelidade ao sentido suposto pelo enunciado. Não deixa de ser contraditório, contudo, por ser um "sistema filosófico próprio", que tenhas admitido, como perguntei, que o conceito albergue o mundo das ideias, a imortalidade da alma e a metempsicose, que são noções cardeais do platonismo, e depois tenhas endossado que exista uma alma do mundo, o que também era uma crença de Platão.

No demais, embora eu tenha sido provocador (no plano da discussão, e não pessoal), isso não te dava o direito de ser deselegante, porque não me atreveria a dizer que deverias estudar mais filosofia para saber do que se trata.

Passar bem.

Antes de rogar escusas, devia pelo menos dar uma pesquisada para ver se o Criso não está dizendo bobagem.

O neoplatonismo não é um sistema filosófico inteiramente novo, pelo contrário é bem antigo e totalmente inspirado nas idéais de Platão, que dá sentido e coerência ao nome do sistema.

Citar
Neoplatonismo é o termo que define o conjunto de doutrinas e escolas de inspiração platônica que se desenvolveram do século III ao século VI, mais precisamente da fundação da escola alexandrina por Amônio Sacas (232) ao fechamento da escola de Atenas imposto pelo edito de Justiniano, de 529.[1]

O neoplatonismo é direcionado para os aspectos espirituais e cosmológicos do pensamento platónico, sintetizando o platonismo com a teologia egípcia[2] e judaica[3] No entanto, os neoplatônicos se consideravam simplesmente platônicos, e a distinção moderna é devido à percepção de que sua filosofia continha interpretações suficientemente originais a Platão para torná-la substancialmente diferente do que Platão escreveu.[4]

wiki

Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Sparke

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #11 Online: 02 de Dezembro de 2017, 20:55:06 »
Criso, vou seu humilde, eu tive as melhores das intenções iniciais, mas quis dar lição de moral e acabei agindo com arrogância. Não tinha nada que advogar em favor de Platão e me sentir tocado pelo assunto.

Gigaview, a gente não estava discutindo esse neoplatonismo citado.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.286
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Re:Novo por aqui? Apresente-se!
« Resposta #12 Online: 02 de Dezembro de 2017, 21:52:11 »
Gigaview, a gente não estava discutindo esse neoplatonismo citado.

E qual neoplatonismo estavam discutindo?

A Stanford Encyclopedia of Philosophy não faz referência alguma a esse "neoplatonismo" do Criso.
https://plato.stanford.edu/entries/neoplatonism/

Poderiam citar referências/links para esclarecer esse assunto?
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Sparke

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
Re:Neo-platonismo
« Resposta #13 Online: 03 de Dezembro de 2017, 08:52:49 »
Na história da filosofia, depois de Platão, formaram-se várias escolas neoplatônicas, algumas com tendência mais filosófica e outras mística.

Vou citar rapidamente Giovanni Reale e Dario Antiseri:

No que se refere às tendências dessas Escolas, devemos destacar o seguinte:
a) Plotino, com sua escola (como, talvez, também Amônio com seu circulo), representa
a tendência metafísico-especulativa pura. Com efeito, ele mantém sua filosofia bem distinta tanto da religião "positiva" como das práticas mágico-teúrgicas, e sua própria religiosidade foi de caráter tipicamente
filosófico. Embora cedendo em alguma coisa, também os seguidores de Plotino não chegaram, a não ser de modo parcial e não substancial, a transformar o desempenho do mestre, como veremos.
b) A Escola de Jâmblico e a Escola de Atenas representam como que uma síntese - ou, se preferirmos, urna combinação - entre a tendência filosófica e a tendência místico-religioso-teúrgica: além de especulação
filosófica, o Neoplatonismo torna-se também fundamento e defesa apologética da religião politeísta e assume as praticas mágico-teúrgicas como complemento da filosofia, quando não ate mesmo como sua coroação.
[...]
(História da filosofia: filosofia pagã antiga. São Paulo: Paulus, 2003, p. 365).

A minha curiosidade inicial foi alguém se declarar "neoplatônico" no nosso século, desconhecendo que pessoas levassem a sério aquela linha mais mística e seus desenvolvimentos (ignorância minha). No fim, parece ser nessa corrente em que Criso deve apoiar-se. Falar simplesmente em neoplatonismo, portanto, não basta (falha na nossa discussão), pois atrai inúmeras ideias e o sentido imediato que surge, pelo menos para mim, é o filosófico (e o peso da responsabilidade de sustentar as ideias de Platão), e não o místico.

Confere Criso?

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.286
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Neo-platonismo
« Resposta #14 Online: 03 de Dezembro de 2017, 09:36:35 »
 :ok:

Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!