Autor Tópico: O que te faria abandonar o ateísmo?  (Lida 4861 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.508
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #75 Online: 02 de Maio de 2018, 10:33:36 »
Vamos ver se ele tem honestidade intelectual suficiente para admitir que ele é um ateu em relação à religião dos outros e que não tem certeza alguma de que escolheu o Deus certo para acreditar.
"Quem for brasileiro, siga-me."


Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.210
  • Sexo: Masculino
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #76 Online: 02 de Maio de 2018, 12:16:21 »
Evite, portanto, de repetir um dos maiores atos de desonestidade intelectual dos cristãos, que é o de usar o substantivo comum 'deus' como um substantivo próprio, 'Deus', para "convencer" as pessoas que a palavra 'Deus' é o próprio deus judaico-cristão.
JudaísmoJeová;
Islãoo (único, imagino...) deus.
MAS ACREDITO que essa prática cristã estaria justificada pela tradição aristotélica (já que a teologia cristã é grega, claro...).
[Metafísica, Λ :1072b]
εἰ οὖν οὕτως εὖ ἔχει͵ ὡς ἡμεῖς ποτέ͵ ὁ θεὸς ἀεί͵ θαυμαστόν· εἰ δὲ μᾶλλον͵ ἔτι θαυμασιώτερον. ἔχει δὲ ὧδε. καὶ ζωὴ δέ γε ὑπάρχει· ἡ γὰρ νοῦ ἐνέργεια ζωή͵ ἐκεῖνος δὲ ἡ ἐνέργεια· ἐνέργεια δὲ ἡ καθ΄ αὑτὴν ἐκείνου ζωὴ ἀρίστη καὶ ἀΐδιος. φαμὲν δὴ τὸν θεὸν εἶναι ζῷον ἀΐδιον ἄριστον͵ ὥστε ζωὴ καὶ αἰὼν συνεχὴς καὶ ἀΐδιος ὑπάρχει τῷ θεῷ· τοῦτο γὰρ ὁ θεός.
[...] então, se a felicidade que Deus goza é tanta quanto a que às vezes gozamos, é maravilhoso; se maior, ainda mais maravilhoso. Inobstante, assim é. Ainda, a vida lhe pertence. Pois a ação da consciência é vida, e é essa ação; e a ação é pura vida eterna. Concluímos então que Deus é vivo, eterno e perfeito; e portanto vida e existência contínua e eterna pertence a Deus; pois isso é o que Deus é.
« Última modificação: 02 de Maio de 2018, 12:29:17 por Gorducho »

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #77 Online: 02 de Maio de 2018, 13:47:55 »
[...]
De qualquer forma, se eu ver alguém usando falácias (como tenho visto várias vezes até então), posso denunciar esse sujeito?

Você DEVE denunciá-lo imediatamente.

E se citarem falácias acidentalmente, sem querer? Você há de convir que ninguém sabe a lista de falácias de cor, correto? E numa discussão acalorada, o uso delas pode acabar surgindo espontaneamente. Será possível evitar isso? Bem difícil, né?! E também deve-se analisar o contexto em que uma ''falácia'' apareceu, ou seja, pode ser relativo, questionável ou uma questão de mera interpretação.

Digo isso tudo porque a mim está parecendo que alguns de vocês estão querendo achar o pretexto perfeito pra fazer uso indiscriminado das regras do fórum a fim de satisfazer certos interesses.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #78 Online: 02 de Maio de 2018, 14:09:00 »
Eu não acredito em fadas ou duendes, portanto sou afadista e aduendista?

Fadas e duendes não são personagens religiosos e sim folclóricos.



Citar
Quando eu nasci, não acreditava em deuses, portanto já era membro da seita ateísta?

Quando nasceu, você também não sabia andar e nem falar. E se parar para pensar, nasceu também com o livre-arbítrio. Que bom ter tido a chance de poder escolher no que acreditar, não é mesmo?! Deus seria um ditador se fosse o contrário.



Os ''ateus'' podem até abandonar a crença ateísta, mas primeiro eles devem abandonar a revolta que tem contra Deus.
Que revolta?
A revolta (birra, ou raiva, se preferir assim) contra Deus.

A palavra deus é um substantivo comum, portanto sua letra inicial deve ser grafada em minúscula.

Se o deus a que você se refere é o judaico-cristão, então chame-o pelo nome aportuguesado, Yavé ou Jeová.

Evite, portanto, de repetir um dos maiores atos de desonestidade intelectual dos cristãos, que é o de usar o substantivo comum 'deus' como um substantivo próprio, 'Deus', para "convencer" as pessoas que a palavra 'Deus' é o próprio deus judaico-cristão.

 :histeria:

Essa não! Proselitismo ''ateu'' é demais!

Escrevemos do jeito que quisermos, meu amigo! Escrever Deus em maiúsculo demonstra respeito e coerência com as nossas crenças.

A questão é: por que isso incomoda vocês?  :biglol:




O que é uma crença?

Segundo o ateísmo:

É acreditar que Deus (ou deuses) existe(m) mesmo que não existam provas de sua(s) existência(s).


O Ateísmo:

É acreditar que Deus (ou deuses) não existe(m) mesmo que não existam provas de sua(s) não existência(s).

Logo, a ateísmo é uma crença.

Erros crassos de lógica com os ateus.

A primeira: Não se buscam evidências da não-existência, pois que é um absurdo epistemológico.

Assim como os Cristãos não buscam evidências da existência de Deus. Então nesse ponto ''ateus'' e crentes por enquanto estão empatados.


Citar
Como é possível ter uma evidência de algo que não existe?

Como sabe que não existe?



Citar
A segunda: O seu 'quase-silogismo' está equivocado.

Eis o correto:

a) Não há nenhuma evidências científica da existência de um ser com as características de 'deus'.

b) Logo não há um motivo plausível para aceitar que tal ente exista.

Errado!

a) Também não há nenhuma evidências científica da não existência de um ser com as características de Deus.

b) Logo não há um motivo plausível para aceitar que tal ente não exista.


Citar
c) Logo ateísmo não é uma postura de crença e sim uma posição de contestação.

Errado!

Como ficou demonstrado que ''ateus'' e crentes estão quites em seus argumentos, o ateísmo incontestavelmente é uma crença.




[...]
Cada um tem a sua Fé e cada crença religiosa o seu deus, companheiro. Quem sou eu para dizer que o Meu é melhor. Apenas sigo minha Fé com humildade e quero mais que cada um seja feliz com sua crença religiosa, assim como eu sou com a minha. 
[...]
Meu Deus não me pede provas. A única coisa que Ele exige de mim é que eu tenha Fé.

Então guarde a sua fé no seu deus e seja feliz.

Igualmente desejo que também sejas feliz com tua crença, se puder.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #79 Online: 02 de Maio de 2018, 14:19:37 »
Assim como os Cristãos não buscam evidências da existência de Deus. Então nesse ponto ''ateus'' e crentes por enquanto estão empatados.
Errado. Cristãos não buscam evidências, mas é porque aceitam cegamente que o deus deles exista e seja o único.
E afirmam, também sem apresentar evidências, que todos os outros milhares de deuses inventados pela humanidade não existem.

Já os ateus, muitos dos quais já foram religiosos, não encontraram evidências de que algum deus exista, portanto não creem em nenhum.

Isto não é empate. Uma posição é baseada na fé cega e a outra, na razão.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.210
  • Sexo: Masculino
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #80 Online: 02 de Maio de 2018, 14:20:40 »
Fadas e duendes não são personagens religiosos e sim folclóricos.

 :?
Qual a diferença entre a possibilidade de existirem fadas, duendes, e os personagens "religiosos" (suponho: objeto de veneração por alguns humanos...) em geral (say):
  • Xipe-Totec
  • Jeová
  • o Loki
  • a Άρτεμις
  • you name...
:?:

E se algum grupo resolver acreditar que determinados duendes e/ou determinadas fadas podem lhes fazerem favores ou pelo menos não lhes causarem prejuízo :?:
Passam a rezar pra esses e/ou oferecerem-lhes sacrifícios...
Daí esses personagens antes "folclóricos" são promovidos a "religiosos" e sua existência real passa a ser + credível :?:
Se algum grupo resolver estabelecer um culto pra (cobra "folclórica") Boitatá, ela de "folclórica" é promovida pra "deusa" e sua realidade enquanto ser real extra-mentes Crentes fica + credível :?:
É essa sua linha de raciocínio :?:
« Última modificação: 02 de Maio de 2018, 14:34:07 por Gorducho »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #81 Online: 02 de Maio de 2018, 14:23:26 »
Eu não acredito em fadas ou duendes, portanto sou afadista e aduendista?
Fadas e duendes não são personagens religiosos e sim folclóricos.
Sim, são religiosos para algumas religiões, embora, com a perseguição do cristianismo, tenham virado folclore.
Mas o ponto é que ainda há gente que acredita neles sem evidências da mesma forma em que acreditam em deuses.
 

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #82 Online: 02 de Maio de 2018, 14:29:09 »
(1) Onde foi que disse que você desrespeita a religião dos outros? Só disse que você é ateu em relação ao Deus e à religião dos outros. Ou você acredita e segue outra religião além da sua? Além de cristão você também é hinduísta? A única diferença entre você e um ateu é que os ateus não acreditam em Deus e não seguem religião alguma. Notou que temos muita coisa em comum, cara pálida?

A única coisa em comum que temos é o fato de sermos crentes.

Eu não sou ''ateu'' em relação às demais religiões. Não duvido da existência dos outros deuses, só não adoro nenhum outro a não ser o Deus do meu coração, entendeu, cara pálida?



Citar
(2) A lógica diz que se você segue um Deus, dentre uma infinidade de deuses, é porque você acredita que esse Deus é verdadeiro. Será que isso não é óbvio o suficiente para concluir que ao optar você excluiu milhares de outros deuses do seu menu de crenças? Que isso torna o seu Deus único para você?

Pode ser que ele não seja o único, mas tenho certeza que é O único que eu adoro.

Convivo com vários amigos e muitos deles tem crenças em diferentes deuses. O que aconteceria se eu não os respeitasse e desacreditasse dos seus deuses? Ninguém é dono da verdade, meu caro, o que posso fazer é apenas ser fiel e coerente com aquilo que, para mim, faz sentido. Mas o que faz sentido pra mim nem sempre é o que faz para os outros.


Citar
(3) Essa conversinha que você segue a sua fé com humildade, que respeita... blá-blá-blá ...é prá boi dormir, tanto que apareceu aqui para confrontar aquilo que você chama de "crença/religião" dos ateus.

Não foi para confrontar. Foi para estudar e aprender.


Citar
A sua religião e o seu Deus lhe exigem fidelidade e a sua Bíblia é bem clara em relação ao tratamento que deve ser dispensado aos fiéis de outros deuses. Se existisse respeito, ele deveria começar pelo silêncio, pela recusa em querer discutir a religião dos outros com os outros, o que pela lógica, o afastaria dos fóruns que você já confessou que participa.

Sim, o Deus do meu coração exige apenas de mim a Fé e que também eu O adore e não adore nenhum outro deus além dEle. Mas isso não quer dizer que eu não deva respeitar o livre-arbítrio e o direito de escolha dos outros.



Os cristãos negam a existência de milhares de deuses. Têm certeza disto.

Os ateus apenas duvidam da existência desses milhares de deuses. Não têm certeza de nada, apenas ignoram afirmações sem prova (ou ignorariam se não fossem continuamente bombardeados com propaganda religiosa e ameaçados com o inferno).

Eu sei disso, o que não isenta o ateísmo de ser apenas mais uma outra crença.



Vamos ver se ele tem honestidade intelectual suficiente para admitir que ele é um ateu em relação à religião dos outros e que não tem certeza alguma de que escolheu o Deus certo para acreditar.

Tenho certeza que adoro o Deus certo porque sou feliz e realizado com a minha Fé e não preciso de nada mais. Sobre ser ''ateu'' em relação às outras religiões, já deixei meu parecer.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #83 Online: 02 de Maio de 2018, 14:30:49 »
Quando eu nasci, não acreditava em deuses, portanto já era membro da seita ateísta?
Quando nasceu, você também não sabia andar e nem falar. E se parar para pensar, nasceu também com o livre-arbítrio. Que bom ter tido a chance de poder escolher no que acreditar, não é mesmo?! Deus seria um ditador se fosse o contrário.
Eu nasci sem crenças. Elas me foram enfiadas na cabeça antes que eu tivesse o pensamento crítico desenvolvido para poder analisar se faziam sentido. Levei muitos anos para me livrar delas.

Se eu tivesse nascido em outra família, teria acreditado firmemente em outro deus. Isto não é livre arbítrio.

Mesmo porque, não há livre arbítrio se só temos 2 escolhas: crer em algum deus ou ir para o inferno.
Livre arbítrio seria a liberdade de decidir em que acreditar sem sofrer punições.


Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #84 Online: 02 de Maio de 2018, 14:37:30 »
Eu não sou ''ateu'' em relação às demais religiões. Não duvido da existência dos outros deuses, só não adoro nenhum outro a não ser o Deus do meu coração, entendeu, cara pálida?
O seu deus não aceita que você acredite em outros deuses,  mesmo sem adorá-los.

Muita gente morreu no Antigo Testamento por causa disto. E morrem até hoje.



Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.210
  • Sexo: Masculino
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #85 Online: 02 de Maio de 2018, 14:40:30 »
Citação de: Sr. Martinho Lutero
Não foi para confrontar. Foi para estudar e aprender.
Então aprenda que nós seguimos o princípio da Navalha de Guilherme.
Não existindo NENHUMA razão pra supor a existência de algo, supomos sua não-existência.

Acerca da S/menção ao LA, Sr. Lutero... posso concluir que então sua Crença é calvinista :?:
Es decir: se existir LA a Salvação só pode ser por Graça pura, pois é impossível exigir Fé das almas — e se não desgraça-las jogando-as no inferno — se o tal LA Divino não for só "pra inglês ver"...
« Última modificação: 02 de Maio de 2018, 14:50:06 por Gorducho »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #86 Online: 02 de Maio de 2018, 14:53:58 »
Alguém já disse:
"Ateísmo não é uma crença assim como careca não é uma cor de cabelo".

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #87 Online: 02 de Maio de 2018, 14:58:31 »
Assim como os Cristãos não buscam evidências da existência de Deus. Então nesse ponto ''ateus'' e crentes por enquanto estão empatados.
Errado. Cristãos não buscam evidências, mas é porque aceitam cegamente que o deus deles exista e seja o único.

Não aceitam cegamente a existência de Deus. Para nós, as evidências que Ele nos deixou já são mais do que claras, coerentes e suficientes. Por isso alcançamos a compreensão e convicção de que não é preciso ir atrás de mais evidências. Só pessoas que estejam carentes de Fé é que precisam delas.     


Citar
E afirmam, também sem apresentar evidências, que todos os outros milhares de deuses inventados pela humanidade não existem.

Eu e muitos do meus colegas Cristãos não afirmam isso. Agora eu não posso falar pelos pseudo-cristãos e pelos fanáticos, esses sim, cegos em suas crenças.   



Citar
Já os ateus, muitos dos quais já foram religiosos, não encontraram evidências de que algum deus exista, portanto não creem em nenhum.

Mas acreditam piamente que eles não existem, mesmo não tendo evidências disso.



Citar
Isto não é empate. Uma posição é baseada na fé cega e a outra, na razão.

Razão em postular a não existência de algo sem que não tenha a prova de sua não existência?

Isso é ''razão''?  :nao3:



Fadas e duendes não são personagens religiosos e sim folclóricos.

 :?
Qual a diferença entre a possibilidade de existirem fadas, duendes, e os personagens "religiosos" (suponho: objeto de veneração por alguns humanos...) em geral (say):
  • Xipe-Totec
  • Jeová
  • o Loki
  • a Άρτεμις
  • you name...
:?:

E se algum grupo resolver acreditar que determinados duendes e/ou determinadas fadas podem lhes fazerem favores ou pelo menos não lhes causarem prejuízo :?:
Passam a rezar pra esses e/ou oferecerem-lhes sacrifícios...
Daí esses personagens antes "folclóricos" são promovidos a "religiosos" e sua existência real passa a ser + credível :?:
Se algum grupo resolver estabelecer um culto pra (cobra "folclórica") Boitatá, ela de "folclórica" é promovida pra "deusa" e sua realidade enquanto ser real extra-mentes Crentes fica + credível :?:
É essa sua linha de raciocínio :?:

É fada?

O dia em que aparecer profetas, revelações, livros sagrados e doutrinas de ''deuses'' fadas e duendes, aí conservamos!  :ok:



Eu não acredito em fadas ou duendes, portanto sou afadista e aduendista?
Fadas e duendes não são personagens religiosos e sim folclóricos.
Sim, são religiosos para algumas religiões, embora, com a perseguição do cristianismo, tenham virado folclore.

Nunca foram religião, nunca tiveram Doutrina e dogmas próprios. O termo correto para este caso em particular é seita.   



Citar
Mas o ponto é que ainda há gente que acredita neles sem evidências da mesma forma em que acreditam em deuses.
 

Sim, e essas pessoas são chamadas de místicos, bicho-grilo, hippies, etc... São crenças alternativas, da ''nova era'', mas nunca religiões.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #88 Online: 02 de Maio de 2018, 15:01:54 »
Errado!

a) Também não há nenhuma evidências científica da não existência de um ser com as características de Deus.

b) Logo não há um motivo plausível para aceitar que tal ente não exista.

Isso incorre na falácia da inversão do ônus, senhor Matinho. A incapacidade de invalidar uma hipótese não é absolutamente a mesma coisa que provar sua veracidade. Se eu alego que existe um dragão invisível na minha garagem, cabe a mim provar sua existência e não ao senhor provar o contrário. Não convém sair por aí acreditando em qualquer coisa sem motivos. É perfeitamente cabível e até mesmo saudável, manter o ceticismo, sobretudo em caso de alegações extraordinárias. O mesmo vale para todos os mitos, fadas, sacis, gnomos, unicórnios, dragões e deuses, desde os já desacreditados, como Zeus até os ainda cultuados, como o Jeová.


Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #89 Online: 02 de Maio de 2018, 15:11:48 »
Já os ateus, muitos dos quais já foram religiosos, não encontraram evidências de que algum deus exista, portanto não creem em nenhum.
Mas acreditam piamente que eles não existem, mesmo não tendo evidências disso.
Por que você insiste nisto? Sim, há alguns sujeitos irracionais que afirmam que não há deuses. Estão errados.
Um ateu racional jamais dirá isto. Ele apenas recusará os deuses que lhe forem apresentados sem evidências.
Deixará a possibilidade em aberto.
Nunca foram religião, nunca tiveram Doutrina e dogmas próprios. O termo correto para este caso em particular é seita.   
Seita: religião dos outros.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #90 Online: 02 de Maio de 2018, 15:24:47 »
Quando eu nasci, não acreditava em deuses, portanto já era membro da seita ateísta?
Quando nasceu, você também não sabia andar e nem falar. E se parar para pensar, nasceu também com o livre-arbítrio. Que bom ter tido a chance de poder escolher no que acreditar, não é mesmo?! Deus seria um ditador se fosse o contrário.
Eu nasci sem crenças. Elas me foram enfiadas na cabeça antes que eu tivesse o pensamento crítico desenvolvido para poder analisar se faziam sentido. Levei muitos anos para me livrar delas.

Então esse é o problema (origem da revolta): teus pais te enfiaram crenças alheias contra a tua vontade.

Então o que eu disse sobre os ''ateus'' agirem como adolescentes que se rebelaram contra os pais não está tão longe da realidade.


Citar
Se eu tivesse nascido em outra família, teria acreditado firmemente em outro deus. Isto não é livre arbítrio.

Você mesmo afirmou que as crenças são impostas pela autoridade dos pais, então não culpe e questione o livre-arbítrio. Tanto faz se tenha nascido no Brasil ou na China, todos nascemos com livre-arbítrio.   


Citar
Mesmo porque, não há livre arbítrio se só temos 2 escolhas: crer em algum deus ou ir para o inferno.
Livre arbítrio seria a liberdade de decidir em que acreditar sem sofrer punições.

Esqueça os mandamentos de Moisés e o que alguns ''cristãos'' fanáticos pregam por aí. Jesus nos trouxe Novos Mandamentos e o modo como os pecadores serão punidos não é assim do jeito que você está pensando. Relax!  :cerveja:


Eu não sou ''ateu'' em relação às demais religiões. Não duvido da existência dos outros deuses, só não adoro nenhum outro a não ser o Deus do meu coração, entendeu, cara pálida?
O seu deus não aceita que você acredite em outros deuses,  mesmo sem adorá-los.

Muita gente morreu no Antigo Testamento por causa disto. E morrem até hoje.

Nós Cristãos não seguimos mais as leis mosaicas. Jesus nos trouxe Novos Mandamentos.



Citação de: Sr. Martinho Lutero
Não foi para confrontar. Foi para estudar e aprender.
Então aprenda que nós seguimos o princípio da Navalha de Guilherme.
Não existindo NENHUMA razão pra supor a existência de algo, supomos sua não-existência.

Supor, sim. Acreditar piamente, não.

Existe uma diferença grande entre supor a não existência de algo, e acreditar ferrenhamente na não existência de algo.

E a ''Navalha de Guilherme'' não é um dogma que ensina a acreditar, senão uma ferramenta filosófica que ensina a duvidar e questionar.


Citar
Acerca da S/menção ao LA, Sr. Lutero... posso concluir que então sua Crença é calvinista :?:
Es decir: se existir LA a Salvação só pode ser por Graça pura, pois é impossível exigir Fé das almas — e se não desgraça-las jogando-as no inferno — se o tal LA Divino não for só "pra inglês ver"...

Sou Cristão, mas muito do que aprendi sobre o Deus do meu coração foi através de leituras maçônicas.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.210
  • Sexo: Masculino
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #91 Online: 02 de Maio de 2018, 15:27:15 »
Citação de: Sr. Martinho Lutero
Nunca foram religião, nunca tiveram Doutrina e dogmas próprios. O termo correto para este caso em particular é seita.
Perfeito... deixemos de lado fadas e duendes.
Qualquer outro ser que foi/seja objeto de culto, algum tipo de veneração (como sacrifícios ou orações), passa da categoria de "folclórico" pra de "religioso", passando a "existir", então :?:
É isso :?:
Porque "doutrina" ou "dogmas" podem ser interpretados de muitas maneiras. O que catacteriza "religião" é a set of beliefs concerning the cause, nature, and purpose of the universe, especially when considered as the creation of a superhuman agency or agencies, usually involving devotional and ritual observances, and often containing a moral code governing the conduct of human affairs. [BBC]
Preceitos "morais" PODEM estarem associados, mas não necessariamente. Não vejo muitos "preceitos morais" que possam serem associados ao Apollo; Afrodite; Zeus; e todo aquele panteon. E no entanto ninguém discutirá que são figuras não "folclóricas" dentro na S/concepção, mas "religiosas". De cuja existência se tem tantas ou mais provas do que a de Jeová, visto que muitos participaram diretamente dos eventos que levaram à tomada de Tróia (como tenho certeza que sabe...). E muitos outros, claro.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #92 Online: 02 de Maio de 2018, 15:28:38 »
Já os ateus, muitos dos quais já foram religiosos, não encontraram evidências de que algum deus exista, portanto não creem em nenhum.
Mas acreditam piamente que eles não existem, mesmo não tendo evidências disso.
Por que você insiste nisto? Sim, há alguns sujeitos irracionais que afirmam que não há deuses. Estão errados.
Um ateu racional jamais dirá isto. Ele apenas recusará os deuses que lhe forem apresentados sem evidências.
Deixará a possibilidade em aberto.

Ajoelhou, agora vai ter que rezar!  :anjo:


Então você admite que há a possibilidade de existir alguma divindade?

Assume então que está aberto para essa possibilidade?


Nunca foram religião, nunca tiveram Doutrina e dogmas próprios. O termo correto para este caso em particular é seita.   
Seita: religião dos outros.

Errado! Não é qualquer coisa que pode ser chamada de Religião, meu amigo. A coisa não é tão bagunçada assim não.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #93 Online: 02 de Maio de 2018, 15:35:45 »
Eu nasci sem crenças. Elas me foram enfiadas na cabeça antes que eu tivesse o pensamento crítico desenvolvido para poder analisar se faziam sentido. Levei muitos anos para me livrar delas.
Então esse é o problema (origem da revolta): teus pais te enfiaram crenças alheias contra a tua vontade.
Já esperava por esta resposta. Você me ofende ao atribuir minha desconversão a uma reação emocional em vez de uma decisão racional.
Se eu tivesse nascido em outra família, teria acreditado firmemente em outro deus. Isto não é livre arbítrio.
Você mesmo afirmou que as crenças são impostas pela autoridade dos pais, então não culpe e questione o livre-arbítrio. Tanto faz se tenha nascido no Brasil ou na China, todos nascemos com livre-arbítrio.
Você teria se tornado cristão se tivesse sido educado na China, na Índia ou na Arábia?
Mesmo porque, não há livre arbítrio se só temos 2 escolhas: crer em algum deus ou ir para o inferno.
Livre arbítrio seria a liberdade de decidir em que acreditar sem sofrer punições.
Esqueça os mandamentos de Moisés e o que alguns ''cristãos'' fanáticos pregam por aí. Jesus nos trouxe Novos Mandamentos e o modo como os pecadores serão punidos não é assim do jeito que você está pensando. Relax!  :cerveja:
Só se for na sua seita. Jesus deixou bem claro que o inferno existe ao mencionar "o fogo que queima e nunca se apaga" e "o verme que rói e nunca morre". Ou na parábola do rico e do lázaro.
O seu deus não aceita que você acredite em outros deuses,  mesmo sem adorá-los.

Muita gente morreu no Antigo Testamento por causa disto. E morrem até hoje.
Nós Cristãos não seguimos mais as leis mosaicas. Jesus nos trouxe Novos Mandamentos.
Errado. Jesus disse que ninguém podia mudar uma vírgula que fosse das Escrituras. Estava tudo valendo. Ele só acrescentou mais coisas.
Sou Cristão, mas muito do que aprendi sobre o Deus do meu coração foi através de leituras maçônicas.
Religião de supermercado: cada um escolhe as partes da Bíblia que lhe agradam e a interpretação que lhe parece mais conveniente.
Não é à toa que há milhares de seitas cristãs.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #94 Online: 02 de Maio de 2018, 15:37:22 »
Citação de: Sr. Martinho Lutero
Nunca foram religião, nunca tiveram Doutrina e dogmas próprios. O termo correto para este caso em particular é seita.
Perfeito... deixemos de lado fadas e duendes.
Qualquer outro ser que foi/seja objeto de culto, algum tipo de veneração (como sacrifícios ou orações), passa da categoria de "folclórico" pra de "religioso", passando a "existir", então :?:
É isso :?:
Porque "doutrina" ou "dogmas" podem ser interpretados de muitas maneiras. O que catacteriza "religião" é a set of beliefs concerning the cause, nature, and purpose of the universe, especially when considered as the creation of a superhuman agency or agencies, usually involving devotional and ritual observances, and often containing a moral code governing the conduct of human affairs. [BBC]
Preceitos "morais" PODEM estarem associados, mas não necessariamente. Não vejo muitos "preceitos morais" que possam serem associados ao Apollo; Afrodite; Zeus; e todo aquele panteon. E no entanto ninguém discutirá que são figuras não "folclóricas" dentro na S/concepção, mas "religiosas". De cuja existência se tem tantas ou mais provas do que a de Jeová, visto que muitos participaram diretamente dos eventos que levaram à tomada de Tróia (como tenho certeza que sabe...). E muitos outros, claro.

Fadas e duendes não podem ser levados a sério senão como misticismo ou figuras folclóricas.

Já as grandes mitologias da antiguidade, como a grega, romana e egípcia, são sim consideradas religiões arcaicas porque todas elas tiveram cultos e ritos bem estabelecidos, sacerdócio hierarquizado, livros sagrados e até mesmo dogmas solidificados.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.210
  • Sexo: Masculino
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #95 Online: 02 de Maio de 2018, 15:38:39 »
Todos nós céticos dotados de formação científica deixamos "em aberto" a possibilidade de tudo. Nossa bússola é a Navalha.
Nosso Lente de Física I sempre dizia: em Física nunca duvidem de nada. Mas desde que haja alguma evidência, claro :!:
Agora a questão seria como definir um "deus" caso algum ser eventualmente desse-as-caras...
Citação de: Sr. Martinho Lutero
Sou Cristão, mas muito do que aprendi sobre o Deus do meu coração foi através de leituras maçônicas.
Que diz do martinismo lionês :?:
I.e. (simplificadamente, claro): a possibilidade de se empregar o magnetismo animal do Mesmer pra adquirir um estado de consciência pré-queda, podendo lobrigar algo desse ultramundo maravilhoso no qual imagino que S/Pessoa Creia :?:

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.678
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #96 Online: 02 de Maio de 2018, 15:40:04 »
Por que você insiste nisto? Sim, há alguns sujeitos irracionais que afirmam que não há deuses. Estão errados.
Um ateu racional jamais dirá isto. Ele apenas recusará os deuses que lhe forem apresentados sem evidências.
Deixará a possibilidade em aberto.
Então você admite que há a possibilidade de existir alguma divindade?

Assume então que está aberto para essa possibilidade?
Claro. Como poderia afirmar a inexistência de algum deus? Como provar?
Seita: religião dos outros.
Errado! Não é qualquer coisa que pode ser chamada de Religião, meu amigo. A coisa não é tão bagunçada assim não.
Você já provou que é ao mostrar que sua religião é uma salada de crenças que você escolheu porque lhe pareceram mais simpáticas.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #97 Online: 02 de Maio de 2018, 15:41:01 »
Quando eu nasci, não acreditava em deuses, portanto já era membro da seita ateísta?
Quando nasceu, você também não sabia andar e nem falar. E se parar para pensar, nasceu também com o livre-arbítrio. Que bom ter tido a chance de poder escolher no que acreditar, não é mesmo?! Deus seria um ditador se fosse o contrário.
Eu nasci sem crenças. Elas me foram enfiadas na cabeça antes que eu tivesse o pensamento crítico desenvolvido para poder analisar se faziam sentido. Levei muitos anos para me livrar delas.

Então esse é o problema (origem da revolta): teus pais te enfiaram crenças alheias contra a tua vontade.

Então o que eu disse sobre os ''ateus'' agirem como adolescentes que se rebelaram contra os pais não está tão longe da realidade.

Ou isso ou quem tem problemas são os religiosos, senhor Martinho. Necessidade de uma bengala emocional devido a Síndrome de Peter Pan: pessoas que continuam a se comportar como crianças mesmo depois de adultas, devido a uma forte imaturidade emocional, substituindo assim a figura do pai por um deus.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.210
  • Sexo: Masculino
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #98 Online: 02 de Maio de 2018, 15:44:50 »
Citar
porque todas elas tiveram cultos e ritos bem estabelecidos, sacerdócio hierarquizado
:ok: Então dentro dessa sua maneira de pensar, o Xipe-Totec, o Apollo, a Hera, a Afrodite... devem ser tão credíveis quanto o deus Jeová.
Todo ente objeto de culto religioso deve ter idêntico status quanto a sua existência real.
« Última modificação: 02 de Maio de 2018, 15:47:54 por Gorducho »

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:O que te faria abandonar o ateísmo?
« Resposta #99 Online: 02 de Maio de 2018, 15:47:41 »
Eu nasci sem crenças. Elas me foram enfiadas na cabeça antes que eu tivesse o pensamento crítico desenvolvido para poder analisar se faziam sentido. Levei muitos anos para me livrar delas.
Então esse é o problema (origem da revolta): teus pais te enfiaram crenças alheias contra a tua vontade.
Já esperava por esta resposta. Você me ofende ao atribuir minha desconversão a uma reação emocional em vez de uma decisão racional.

Você que se expressou que as crenças religiosas que hoje renega lhe foram impostas pelos seus pais.


Se eu tivesse nascido em outra família, teria acreditado firmemente em outro deus. Isto não é livre arbítrio.
Você mesmo afirmou que as crenças são impostas pela autoridade dos pais, então não culpe e questione o livre-arbítrio. Tanto faz se tenha nascido no Brasil ou na China, todos nascemos com livre-arbítrio.
Você teria se tornado cristão se tivesse sido educado na China, na Índia ou na Arábia?

Possivelmente sim, por quê não? Se há casos de conversão mesmo em países orientais. E eles não são poucos...


Mesmo porque, não há livre arbítrio se só temos 2 escolhas: crer em algum deus ou ir para o inferno.
Livre arbítrio seria a liberdade de decidir em que acreditar sem sofrer punições.
Esqueça os mandamentos de Moisés e o que alguns ''cristãos'' fanáticos pregam por aí. Jesus nos trouxe Novos Mandamentos e o modo como os pecadores serão punidos não é assim do jeito que você está pensando. Relax!  :cerveja:
Só se for na sua seita. Jesus deixou bem claro que o inferno existe ao mencionar "o fogo que queima e nunca se apaga" e "o verme que rói e nunca morre". Ou na parábola do rico e do lázaro.

Você me ofende ao taxar minha religião (historicamente bem documentada) de seita.

O fato de existir o inferno não te dá o direito de saber quem é que vai ou não para lá.


O seu deus não aceita que você acredite em outros deuses,  mesmo sem adorá-los.

Muita gente morreu no Antigo Testamento por causa disto. E morrem até hoje.
Nós Cristãos não seguimos mais as leis mosaicas. Jesus nos trouxe Novos Mandamentos.
Errado. Jesus disse que ninguém podia mudar uma vírgula que fosse das Escrituras. Estava tudo valendo. Ele só acrescentou mais coisas.

Nos trouxe novas revelações para melhor entender o que diziam as antigas. Portanto, você não pode tirar mais conclusões baseando-se apenas nas leis de Moisés.


Sou Cristão, mas muito do que aprendi sobre o Deus do meu coração foi através de leituras maçônicas.
Religião de supermercado: cada um escolhe as partes da Bíblia que lhe agradam e a interpretação que lhe parece mais conveniente.
Não é à toa que há milhares de seitas cristãs.

Você me ofende. Nós não escolhemos as partes da Bíblia que mais nos agradam. Pelo contrário, A estudamos do Gênesis ao Apocalipse. E essas seitas ''cristãs'' que você falou é formada por falsos cristãos e nós não podemos levar a culpa por causa de algumas ovelhas desgarradas.

Até entre os ''ateus'' você disse que há aqueles irracionais e errados.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!