Autor Tópico: (fanfic) minha mãe era o Alquimista  (Lida 230 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Saint-Martin

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 128
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Online: 10 de Maio de 2018, 00:16:39 »
Como descobri que minha mãe era o Alquimista
(nonsense baseado em fatos reais)
coincidências (todas reais) que cercaram o novo banimento do Alquimista


Tudo começou quando criei uma conta para o Alquimista,

O Alquimista era como Lúcifer, banido do Céu por sua rebeldia e irreverência, como o Demiurgo, banido do Pleroma por não seguir a regra dos eões. Compassionado com sua causa, e sinceramente confiante em um retorno cortês e discreto, dei um voto de fé com a ingenuidade digna de um militante do PSOL. Apostei que poderíamos construir um fórum diplomático, verdadeiramente livre, digno das utopias de Daniel Fraga e Alexandre Porto.

Ansioso por sua primeira postagem, talvez uma crítica à ignorância materialista, ou um ataque à arrogância atéia, me pergunto - que fará meu convidado? Eis que o próprio revive o tópico do "HOMEM GOSTOSO" e posta uma sequência incessante de marombados suados e sem camisa. Era isso. Eu havia sido trollado. O Alquimista havia me trollado, trollado ao CC, trollado à todos e o fez da forma mais sutil de todas.

Estava puto, mas ao mesmo tempo conformado - o Alquimista era como Samael, a serpente, que a todos enganara no Éden. Havia, nisso, certa glória. Ninguém poderia bani-lo, já que o Huxley, com a seca de trezentos desertos do Saara, metralhava o fórum com uma sucessão incessante de bundas sobre as quais o próprio Gigaview se perguntava quanto ao limite - nem eu sabia, apesar de visitá-las na navegação anônima. O Alquimista era como Loki, o lendário troll da mitologia nórdica.

Poderia muito bem ser um forista homossexual, e todos os céticos e ateus seriam obrigados a ver, na sessão de 10 mensagens mais recentes do fórum, uma viadagem sem precedentes. Era genial. Uma trollada magnífica, ainda que irrelevante. Aguardando pelo momento no qual desmascararíamos toda a pseudointelectualidade ateísta-materialista, sou mais uma vez decepcionado, pois seria o Criaturo, e não o próprio Loki, quem se arriscaria a faze-lo.

Surge o tal Martinho Lutero. Na teoria, o Criaturo. Na prática, tudo começava a ficar cada vez mais confuso. Os argumentos eram ruins, a discussões eram embotadas e acabavam dando mais corda e trela para os céticos. Não vendo lógica, me recusei a participar desta empreitada. A história, em si, tornava-se cada vez mais bizonha. Martinho Lutero, por suas próprias palavras, conhecia o criaturo de outro fórum e era um crente maçom psicólogo que curava homossexuais.

Notando minha tolice, em silêncio permaneci, até que veio o primeiro tópico! Atualizando o CC, via que o Lóki dos Fóruns havia iniciado uma discussão. Falará ele, do panpsiquismo? De Baruch Spinoza? Da Lógica Aristotélica? Dos Arquétipos da Cabala? CURA GAY era o nome do tópico. Era isso. Se a carta do alquimista era O MAGO, a minha era O TOLO. Lendo-o, o Alquimista se passava por um garoto que relatava a cura de um colega gay. No mesmo tópico, Martinho Lutero (até então Criaturo) contava de seus serviços de pastor-psicológo-crente-maçom-curador de gays. Mais que uma trollagem, era uma metatrollagem. O Nonsense se sobrapunha à zombaria. Tudo era absurdo, e em silêncio permaneci.

De repente, Martinho Lutero/Ricardo eram banidos por conta duplicada, e é onde este universo começa a se tornar mais complexo. Até então, Cientista, Alquimista e Criaturo eram três pessoas, distintas uma da outra. Eram três, eram separados, cada um tinha seu fórum, e debatiam por horas até mesmo entre si. Lutero e Ricardo não poderiam ser banidos por conta duplicada. Do contrário, meu mundo era uma mentira.

Aos poucos, percebi manifesto o Mistério da Trimurti - Cientista, Alquimista, e Criaturo eram como Brahma, Vishnu e Shiva. As três pessoas são distintas, mas são uma una substância, essência e natureza. Alquimista é Um e Três ao mesmo tempo, como Brahman. O universo se tornou confuso, e o mundo ao meu redor tornava-se mais e mais conspiratório.

Em menos de uma hora, lia o Gigaview utilizando o termo "céticuzinhos" em um tópico. Em menos de cinco minutos, minha namorada enviava uma mensagem rindo com "HAHAHAHAHAHAHA", o que ela nunca fez. Era exatamente a risada do Alquimista. De repente, os smileys do Gorducho eram os mesmos do Criaturo. Depois de ter chegado até aqui, não era difícil concluir o pior - se o Alquimista era como Brahman, e se todos os Atmas (essências individuais) partem de Brahman, talvez também o Gorducho, o Gigaview, e a minha própria namorada, fossem fakes do Alquimista.

Meu celular toca. Recebo uma mensagem. Minha mãe. O texto?

"Filho, CComo você está?"

Não, não, não, não... não pode ser! Como pode um erro tão crucial e sincrônico ser mera coincidência? Ela poderia ter errado a letra, ter errado o caractere, ter errado qualquer outra palavra. Mas ela escreveu exatamente isso, exatamente como o Brahman da Internet. Era isso. Eu havia sido despertado. Já não havia duvida. Eu estava no Maya, no Samsara.

Eis que realizei - O Gigaview, era, na verdade, o alquimista. O CC inteiro era o alquimista, tal como cada Atman é a manifestação de Brahma. Só Brahman existe, em todas as suas manifestações. Da mesma forma, Só O Alquimista existe. Tudo e todos são fractais, fakes do alquimista. O Cientista é um fake do Alquimista. O Criaturo é um fake do Alquimista. O Gigaview é um fake do Alquimista. O Gorducho é um fake do Alquimista. O Huxley é um fake do Alquimista.

Serginho Groisman é um fake do Alquimista. Faustão é um fake do Alquimista. Donald Trump, Guilherme Boulos, Daniel Fraga - todos fakes do Alquimista. Alexandre Porto? Fake do Alquimista. Paulo Kogos, fake do Alquimista. Manuela dÁvila... hm.. Manuela dÁvila... Fake do Alquimista também! Droga!

Sou como Neo na Matrix e o Alquimista é meu Agente Smith.

Revoltei-me contra O Alquimista como os Cátaros contra o Demiurgo. Minha própria identidade? cheguei a questioná-la. Então me lembrei, ao menos, que os foristas me disseram que eu era o Criso. Assim decidi acreditar. Assim quis, eu, me manter seguro. Quando meu próprio Professor de Teatro me envia esta mensagem:

Tá de sacanagem. Exatamente como o Alquimista escrevia, sempre distorcendo as palavras. "Cris(T)o", diria ele.

Acabou. É o fim. O Alquimista é a substância fundamental da realidade. A Arché Platônica, o Átomo de Demócrito.

Já desolado, me pus a olhar para a parede, vislumbrando o nada. Me dou conta de que tenho, há anos, ali pendurado (e já tinha até esquecido), o quadro da carta do Mago.

Nada mais necessita ser dito. Percebi - a música "Gita", do Raul, fora escrita pelo Alquimista. O Alquimista é o Tao, O Logos, Baphomet.
Nada há fora do Alquimista. Nada há além do Alquimista.

E, assim, termino este relato com estas belas palavras do Gigaview:
Os céticos são insensíveis e incapazes de perceber o simbolismo nesses textos e menos ainda a sabedoria que eles revelam.

Os céticos são como dragões de jade sob a luz do luar. Incapazes de cavalgar o vento, apenas refletem a sombra dos vagalumes ofuscados pela luz da Lua com a ilusão de serem um lago que reflete a árvore bodhi num dia ensolarado.
« Última modificação: 10 de Maio de 2018, 23:37:26 por Saint-Martin »
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.129
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #1 Online: 10 de Maio de 2018, 01:16:07 »
Citar
Aos poucos, percebi manifesto o Mistério da Trimurti - Cientista, Alquimista, e Criaturo eram como Brahma, Vishnu e Shiva.

Menos...menos...

Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #2 Online: 10 de Maio de 2018, 07:51:37 »
Gargalhadas! Sonoras gargalhadas!

Criso, eu sou seu fã, cara. Que texto delicioso, genial.

A própria qualidade do texto se presta a uma higienização intelectual do fórum.  Providencial profilaxia para o vírus da mediocridade literária disseminado pelo Alquimista.

Depois do meu senso estético, muito mais que o de humor, ter sido tão agredido, ele só tem a agradecer e celebrar o seu fanfic.

Até tem algo de divertido no Alquimista: o clichê do pateta tosco sem noção com uma image aumentada de si mesmo. O que seu texto captura perfeitamente, mas com ironia inteligente e sub-reptícia. Que fica ainda mais saborosa ( e creio que tenha sido intencional ) em contraste com a já folclórica inépcia do personagem em questão para as artes da sutileza.

Putz, ri muito agora. Muito.

Eu imaginava esse cara com uns 22... 23 anos... e já parecia bobo. Qual não foi minha surpresa quando descubro se tratar de um quarentão já às portas da meia idade.

Olha, burro velho com esse comportamento, mesmo virtualmente, já não se pode nem dizer que é infantil. Infantilóide: assim a literatura psiquiátrica se refere ao sequelado que padece de bobice severa, de natureza patogênica. E a gente fica imaginando o que essa infeliz criatura fez da própria vida, como pôde existir e não viver durante esse tempo todo. É como se tivesse sido diagnosticado com uma doença incurável aos 11 anos e a família decide hibernar o filho terminal numa daquelas cápsulas de criogenia.

Quando abrem, o que desperta é um quarentão atordoado que ainda não passou pela crise da adolescência.

E tinha que ser justo aqui, no CC, a síndrome da aborrescência se manifestar como uma daquelas doenças da infância que, se são brandas na criança, podem ser devastadoras no adulto. Assim como caxumba e catapora, contrair adolescência depois dos 30 pode até levar à morte... (social!)

Gabarito há tempos me enviou um link, falou que eu precisava ver "um negócio hilário". Disse: "Pedro, só a pessoa vendo para acreditar... "

Na verdade o Gabarito faltou com a verdade: a gente vê e nem assim acredita.

Referia-se ele a um site do Alquimista onde o pobre diabo se entregava diariamente, quase que 24 horas por dia, a uma espécie de ritual expiatório de auto-flagelação moral que consistia no processo masturbatório mental obsessivo compulsivo de registrar metodicamente, nos mínimos e mais embaraçosos detalhes, cada um dos milhares de diferentes danos psíquicos causados por uma fixação neurótica e auto-destrutiva nos integrantes desse fórum. A maneira mais dolorosamente extenuante que encontrou de mostrar aos semi-deuses que cultua, que ele é um completo fracassado sem uma vida. E de um jeito que não deixasse margens pra dúvida...

Patético, bizarro, bisonho... tudo menos hilário. Não creio que algum ser humano decente consiga rir da humilhação de um homem expondo ao mundo sua miserável condição de aleijado emocional. Quer dizer... "expondo ao mundo" no delírio psicótico dessa criatura perturbada. Porque o mais comovente foi constatar que, 3 anos e uns 20 terabytes depois, o sequelado ainda não tinha nem percebido que estava falando completamente sozinho...

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 175
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #3 Online: 10 de Maio de 2018, 13:32:02 »
Eu sempre acreditei que esses tipos de pessoas perambulassem no mundo nerd em fóruns de animes, games, quadrinhos, RPG e assemelhados.

Mas é a primeira vez que vejo um perfil vida loka num fórum cético.

Offline JungF

  • Nível 08
  • *
  • Mensagens: 85
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #4 Online: 10 de Maio de 2018, 22:26:40 »
Realizei uma de minhas vontades, quase esquecida. A crítica literária.
Depois que estes lendários foristas foram banidos me interessei em conhecer sua história aqui no fórum e  a causa do banimento. Passei quase três dias inteiros lendo mensagens
Mas, com um pouco de experiência em Literatura e um farfalhar de asas para a crítica, que nunca cheguei a concretizar, pude perceber que são personagens distintos,
De todos, o Criaturo se destaca como ponto fora da curva, comete aliterações, redundância argumentativa e com permissão, até dislexia gráfica. rsrsrs
Saint Martin não é Criso (por sinal, é um Numismata), nem Alquimista é o Cientista.
Este texto do SaintMartin e o comentário do Pedro Reis são joias de colecionador, brilhantes, carecendo de maior exposição.

Mas, me impressionei deveras com o texto do Gigaview destacado pelo Saint Martin. Poema de elevadíssima inspiração. Quem será o Gigaview?
« Última modificação: 10 de Maio de 2018, 22:37:18 por Vandinha »

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.364
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #5 Online: 10 de Maio de 2018, 23:17:02 »
Vandinha, Saint-Martin é o criso sim. É que ele tá muito confuso, já não tem certeza nem da própria identidade.

Mas sobre aqueles outros foristas, em breve eu vou te contar a real história e o porquê de terem sido banidos. Porque sobre isso o criso também está redondamente equivocado. Aliás, ele repete alguns equívocos que eu mesmo já cometi.

Gigaview sabemos que é um iatista de renome, acostumado a velejar com campeões. Tem diploma de segundo grau, mas apesar disso se conformou com uma carreira de sucesso na Publicidade.

PS: Só não cometa o sacrilégio de pôr meu texto no mesmo patamar de uma obra prima do Criso.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.129
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #6 Online: 10 de Maio de 2018, 23:57:32 »
Citar
Gigaview sabemos que é um iatista de renome, acostumado a velejar com campeões. Tem diploma de segundo grau, mas apesar disso se conformou com uma carreira de sucesso na Publicidade.

Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 175
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:(fanfic) minha mãe era o Alquimista
« Resposta #7 Online: 11 de Maio de 2018, 07:49:15 »
Fico impressionado, não com a capacidade humana de eleger antagonistas, mas sim de encontrar num lugar pouco provável pra isso um sujeito desse tipo, além de uma narrativa em cima disso tudo.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!