Autor Tópico: Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?  (Lida 6230 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.638
  • Sexo: Masculino
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #275 Online: 14 de Agosto de 2018, 08:46:41 »
O "grafo" é só uma ficção de espaço por "relações entre corpos", mas essa "ficção" é só no "grafo", não no espaço BEM real! :wink:
Esqueça o "grafo" então. Temos a relação entre corpos que se não gostou de figurar como "grafo" não tem problema + as massas ("corpos"). E eu só lhe sublinhei e S/Pessoa claramente compreendeu que pro espaço ter propriedades (por definição: mensuráveis) não necessariamente terá que terem massas dentro dele.
Deixe-me saber se agora ficou + claro...
Citar
Por acaso você está dizendo que se água não for absolutamente pura ela "não é uma substância
:ok:
Citar
e portanto não existe"
Lhe recomendo baixar e (claro...  :lol:) estudar
https://archive.org/details/logiquedeportro00arnagoog
Da sua MAIOR NÃO decorre a conclusão :!:
CLARO que existe, mas não é o que bebe nem o que lhe molhará (nos seus termos...).

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #276 Online: 14 de Agosto de 2018, 15:34:22 »
Por Detrás do Nome
[
https://www.behindthename.com/name/william]
Wilhelm, Willahelm (Ancient Germanic), Gwilherm (Breton), Guillem (Catalan), Vilim, Vilko (Croatian), Vilém (Czech), Vilhelm (Danish), Wilhelmus, Willem, Jelle, Pim, Wil, Willy, Wim (Dutch), Vilhelmo, Vilĉjo (Esperanto), Villem (Estonian), Vilhelm, Viljami, Jami, Vilhelmi, Vilho, Vili, Viljo, Ville (Finnish), Guillaume (French), Wilhelm, Willi, Willy, Wim (German), Vilmos, Vili (Hungarian), Vilhjálmur (Icelandic), Uilliam, Liam, Uilleag, Ulick (Irish), Guglielmo (Italian), Vilhelms, Vilis (Latvian), Wöllem, Wullem, Wum (Limburgish), Vilhelmas (Lithuanian), Illiam (Manx), Wiremu (Maori), Wilkin, Wilky, Wilmot (Medieval English), Vilhelm (Norwegian), Wilhelm (Polish), Guilherme (Portuguese), Uilleam (Scottish), Viliam (Slovak), Viljem, Vili, Vilko (Slovene), Guillermo (Spanish), Vilhelm, Ville (Swedish), Gwilym, Gwil, Gwilim, Gwillym (Welsh)

 :susto:

E você está fazendo uso de uma sinonímia inter-línguas para um nome próprio registrado :?: :?: :?: :!: :!: :!: :stunned: :o :olheira: :umm: :hein:

 :histeria:

Simplesmente o nome dele NÃO é(ra) "Guilherme" :!: :idea: :wink:

 :histeria: :histeria:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #277 Online: 14 de Agosto de 2018, 15:40:25 »
O "grafo" é só uma ficção de espaço por "relações entre corpos", mas essa "ficção" é só no "grafo", não no espaço BEM real! :wink:
Esqueça o "grafo" então.

Não é fácil assim esquecer coisas... :) Pelo menos não pra mim! ::)





Temos a relação entre corpos que se não gostou de figurar como "grafo"

Não é o "grafo" ou a relação representada por ele onde vejo problema. :wink:




não tem problema + as massas ("corpos"). E eu só lhe sublinhei e S/Pessoa claramente compreendeu que pro espaço ter propriedades (por definição: mensuráveis) não necessariamente terá que terem massas dentro dele.
Deixe-me saber se agora ficou + claro...

Não, o que você quis "demonstrar" é que "o espaço não existe de per si", e eu mostrei que existe sim! :) :wink:





Citar
Por acaso você está dizendo que se água não for absolutamente pura ela "não é uma substância
:ok:
Citar
e portanto não existe"
Lhe recomendo baixar e (claro...  :lol:) estudar
https://archive.org/details/logiquedeportro00arnagoog
Da sua MAIOR NÃO decorre a conclusão :!:
CLARO que existe, mas não é o que bebe nem o que lhe molhará (nos seus termos...).

 :histeria:

Nobre colega, não pode ficar mais confirmado que isso que você está só querendo fazer hora com minha humilde pessoa! |( :biglol: :histeria: :ok:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.638
  • Sexo: Masculino
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #278 Online: 14 de Agosto de 2018, 17:54:56 »
E você está fazendo uso de uma sinonímia inter-línguas para um nome próprio registrado :?: :?: :?: :!: :!: :!: :stunned: :o :olheira: :umm: :hein:

 :histeria:

Simplesmente o nome dele NÃO é(ra) "Guilherme" :!: :idea: :wink:

 :histeria: :histeria:
CLARO que eu fiz uma brincadeirinha consigo. Tb. não gosto de "traduzir", mas o fato é que é comum...
Napoleão Bonaparte;
Nova Iorque;
uma vez um cara anunciou que a gente ia pra Amberes... — e eu fiquei  :idea: :?: onde seria tal lugar mas fiquei quieto pra não pagar mico (e depois vi onde era pelo assunto, claro  :hihi:);
Júlio (Cæsar);
Alexandre (o Grande);
Maurício de Nassau;
(Santo) Tomás (de Aquino), Ésquilo (de Tuna), Fridolinho (de Säckingen); (Santa) Ricarda (da Suábia) ...
Citar
Não, o que você quis "demonstrar" é que "o espaço não existe de per si", e eu mostrei que existe sim!
PODE SER que tenha me expressado mal então...
Just let's bring back what I've said: "Espaço" representando inter-relações entre objetos (vide Leibniz) não tem nada de "puro" nele. Temos os objetos materiais e alguma regra de interconexão análoga aos grafos da matemática.
A "regra de interconexão" seria a métrica (que eu chamei de "grafo" talvez de forma infeliz...). Pois note que mesmo a métrica tendo propriedades intrínsecas independentes de terem ou não objetos imersos nela, objetos (massas) imersos nela a afetam. Por isso eu disse que o espaço seria como que os objetos + a regra de interconexão. Podendo eventualmente ter-se um caso limite onde objetos = 0
espaço = ƒ(distribuição de massas)
podendo TALVEZ se ter um caso particular (say)
espaço0 = ƒ(0)
Citar
você está só querendo fazer hora com minha humilde pessoa!
:no:
Reveja sua proposição:
se água não for absolutamente pura ela "não é uma substância :ok:
e portanto
não existe

Veja que a conclusão NÃO DECORRE da maior.
Temos um entimema cuja menor implícita é: só substancias existem.
E eu justo estivera a salientar que "substancia" só faz sentido no senso restrito da química (no caso água água H₂O talvez se podendo discutir se ²H₂O entra ou não no conceito, isso eu não sei... :?:)
ou então na metafísica.   
 

 
« Última modificação: 14 de Agosto de 2018, 20:36:46 por Gorducho »

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #279 Online: 14 de Agosto de 2018, 21:00:54 »
E você está fazendo uso de uma sinonímia inter-línguas para um nome próprio registrado :?: :?: :?: :!: :!: :!: :stunned: :o :olheira: :umm: :hein:

 :histeria:

Simplesmente o nome dele NÃO é(ra) "Guilherme" :!: :idea: :wink:

 :histeria: :histeria:
CLARO que eu fiz uma brincadeirinha consigo. Tb. não gosto de "traduzir", mas o fato é que é comum...
Napoleão Bonaparte;
Nova Iorque;
uma vez um cara anunciou que a gente ia pra Amberes... — e eu fiquei  :idea: :?: onde seria tal lugar mas fiquei quieto pra não pagar mico (e depois vi onde era pelo assunto, claro  :hihi:);
Júlio (Cæsar);
Alexandre (o Grande);
Maurício de Nassau;
(Santo) Tomás (de Aquino), Ésquilo (de Tuna), Fridolinho (de Säckingen); (Santa) Ricarda (da Suábia) ...

Deu pra notar... |( :lol: E eu me diverti! :ok: :biglol:

Sim , de fato é comum, em casos consagrados. :idea: Talvez algum dia o caso do ("Guilherme") de Sitter se consagre também e você poderá dizer que foi o pioneiro! :1o: :ok:

Aí, quando alguém fizer uma busca, como eu fiz :( :sleepy: , poderá encontrá-lo dessa forma também! :)


Citar
Não, o que você quis "demonstrar" é que "o espaço não existe de per si", e eu mostrei que existe sim!
PODE SER que tenha me expressado mal então...
Just let's bring back what I've said: "Espaço" representando inter-relações entre objetos (vide Leibniz) não tem nada de "puro" nele. Temos os objetos materiais e alguma regra de interconexão análoga aos grafos da matemática.
A "regra de interconexão" seria a métrica (que eu chamei de "grafo" talvez de forma infeliz...). Pois note que mesmo a métrica tendo propriedades intrínsecas independentes de terem ou não objetos imersos nela, objetos (massas) imersos nela a afetam. Por isso eu disse que o espaço seria como que os objetos + a regra de interconexão. Podendo eventualmente ter-se um caso limite onde objetos = 0
espaço = ƒ(distribuição de massas)
podendo TALVEZ se ter um caso particular (say)
espaço0 = ƒ(0)

Sim, os "objetos" (matéria, porque o espaço também é um "objeto") afetam o espaço (provando que o mesmo tem propriedades afetáveis), mas o caso limite do espaço sem "objetos" existe, pela solução de Sitter da relatividade! :idea: Então o espaço não é função unívoca ou pura da "distribuição de massas"! :idea:







Citar
você está só querendo fazer hora com minha humilde pessoa!
:no:
Reveja sua proposição:
se água não for absolutamente pura ela "não é uma substância :ok:
e portanto
não existe

Veja que a conclusão NÃO DECORRE da maior.
Temos um entimema cuja menor implícita é: só substancias existem.
E eu justo estivera a salientar que "substancia" só faz sentido no senso restrito da química (no caso água água H₂O talvez se podendo discutir se ²H₂O entra ou não no conceito, isso eu não sei... :?:)
ou então na metafísica.   
 

 

Não foi minha proposição, foi minha conclusão corolarial especulativa em forma de questão em reação à sua proposição! :chorao:

Mas retornando às origens do contexto, a questão a dirimir, que fora trazida por nosso concidadão de fórum Del vetusto ( ::) ), era a das existências independentes, embora interagentes, de coisas materiais (substâncias) e imateriais (não substâncias). Para processar lógicas é preciso primeiro os dados e elementos corretos! :idea: :ok:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #280 Online: 15 de Agosto de 2018, 11:14:04 »
do átomo ao anjo : Vida é ação, movimentos!

Espaço é um conceito ilusório, vago e ilógico, porque para haver uma distancia que separa corpos implicaria existir
entre eles um nilismo , outro conceito ilógico e inexistente.
não existe espaço, nem partes, apenas um todo  manisfestando  diversas formas todas interligadas.
por exemplo quando dizemos que existe um espaço entre um objeto e outro, desconsideramos que os mesmos estão ligados pelo ar e talvez por algumas energias que ainda nos são desconhecidas.
Claro que nosso cérebro e sentidos limitados sobre tudo da visão, não consegue comportar toda existência logo imagina limites no todo, criando nele linhas imaginarias que causa no cérebro um efeito de divisão de partes do todo,mas a verdade é que o todo esta ligado a tudo sendo uma unica energia.
É natural seres limitados com inicio e fim acreditar que assim são todas as coisas , pura ilusão da mente que tenta conscientizar-se do todo (Existência) em doses homeopáticas proporcionalmente a sua capacidade limitada de assimilação da realidade absoluta, vai imaginando formas limitadas como se o todo fosse formado por peças de um quebra-cabeças, então as formas (partes) que constituem toda existência , não passam de ilusões da mente criadas como uma ferramenta "colhendo" fragmentos imaginários da existência, tentando concatenar o que seria  todo o resultado desse quebra cabeça da existência absoluta ao qual eu eu denomino de "o todo".
Para afirmar existência de um espaço não basta visualizarmos um "vazio" entre eles é necessário poder comprovar  que ha possibilidade de movimento entre eles dentro desse espaço, logo não pode haver espaço comprovado sem haver  possibilidade de movimento dentro dele.
Por exemplo podemos calcular o volume de espaço "vago" dentro de um recipiente de água = 3l , mas só poderemos comprovar sua existência somente após preenchermos este espaço com os 3l d'agua e considerando que dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço, tai a importância e a necessidade de poder haver  movimentações de corpos para possa ser  comprovado a existência de algum espaço entre eles, para água poder ocupar o espaço do recipiente o ar teve que  "dar linha na pipa,escorregar e literalmente  vazar fora".

O tempo é outra ilusão das mentes lerdas causadas pela manifestação da memória , daquelas que ficam paradas acompanhado só com os olhos o movimento dos objetos, elas são brigadas a se recordar do antes ,mas para uma mente rapida que consegue andar sincronizada com o objeto ele parecerá inerte...................................... 


« Última modificação: 15 de Agosto de 2018, 21:24:29 por Del vechio »
Por que?

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #281 Online: 15 de Agosto de 2018, 11:57:12 »
.........claro que somente o objeto seguido lhe parecerá inerte ja que os demais que  se encontram fixos lhe pareceram em movimento por efeito de memória.
essa relatividade espaço/tempo tambem causa a ilusão de separação do todo em diversas formas grandes e pequenas segundo os limites da nossa visão, assim para um ser que movimenta ao mesmo tempo que o fenômeno ocorre não ha movimentos nem espaço.
Para um ser que possui visão do todo não ha divisão de partes nem espaço.
Para um ser que não possui memória só existe o tempo presente, não ha espaço nem movimento.

palavra da salvação cética segundo Eisten
« Última modificação: 15 de Agosto de 2018, 21:25:28 por Del vechio »
Por que?

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.638
  • Sexo: Masculino
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #282 Online: 15 de Agosto de 2018, 12:10:28 »
Sofístico :no:
Pode-se abordar as coisas sem incoerencias sob o ponto-de-vista que mais se preste ao objetivo específico desejado, sem contradições.
A floresta é uma floresta mas as árvores e os pássaros são arvores e pássaros, bem como as formigas...
Eu também TENDO a crer que não faz sentido "espaço" (*) sem massas ou "energias" — aliás "energia" assim como QM (sem essa coisa de matemática, claro...) é um prato-feito pros místicos... :chorao:— dentro dele, mas é fato que dentro da física atualmente aceite tem essa possibilidade teórica, como vimos acima.

(*) Se inclui a dimentão "tempo", pois como medir sua passagem sem (say) árvores pra envelhecerem e decaírem :?:
« Última modificação: 15 de Agosto de 2018, 12:14:01 por Gorducho »

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #283 Online: 15 de Agosto de 2018, 13:20:23 »
Sofístico :no:
Pode-se abordar as coisas sem incoerencias sob o ponto-de-vista que mais se preste ao objetivo específico desejado, sem contradições.
a filosofia não se contenta apenas em  entender o que ja existe ela quer saber de onde veio e por que veio e quando não dispõe de meios e conhecimentos científicos segue sua intuição? Os grandes genios foram os mais inspirados!
conhecemos  a lei da gravidade mas não sabemos o por que ela é assim, ou quem o oque a determinou dessa forma.
Resumindo  céticos são mais simplista em relação aos filósofos.
E onde estão as contradições?



Citar
A floresta é uma floresta mas as árvores e os pássaros são arvores e pássaros, bem como as formigas...
entendo "uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa" esta deve ter sido inspirada pela ja mencionada "Meditação Vazia"
praticada pelo colega  pehojof que após "pensar sobre tudo descobriu que não havia pensado nada"

segundo os céticos materialista tudo que existe é matéria, o colega Huxley inclusive acredita que pensamentos e sentimentos também são uma espécie de matéria.
são os limites dos nosso sentidos que nos fazem crer na existência de forma diferentes e separadas uma das outras nossas vidas não passam de uma ilusão sensorial, ou uma ilusão compartilhada que nos parece ser real.

Citar
Eu também TENDO a crer que não faz sentido "espaço" (*) sem massas ou "energias" — aliás "energia" assim como QM (sem essa coisa de matemática, claro...) é um prato-feito pros místicos... :chorao:— dentro dele, mas é fato que dentro da física atualmente aceite tem essa possibilidade teórica, como vimos acima.
:ok:
Citar
(*) Se inclui a dimensão "tempo", pois como medir sua passagem sem (say) árvores pra envelhecerem e decaírem :?:

tempo e espaço movimento conceito de sentidos limitados dotados de memória
Por que?

Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #284 Online: 15 de Agosto de 2018, 15:16:17 »
O Del Vechio é um Holista Radical. A divisão da realidade em partes também é necessária, pois é intratável tentar entender a realidade olhando apenas para o todo, é simplesmente impossível para a mente humana (talvez seja possível para futuros supercomputadores fodásticos). O Holismo e o Reducionismo devem se encontrar no caminho, um vindo de baixo e outro de cima, com as duas frentes sendo atacadas simultaneamente. Lembrando que me refiro ao Holismo científico, que é igual a Teoria dos Sistemas Complexos e não ao Holismo Místico ou Religioso.

(A Física moderna já sabe que não existe o nada absoluto. Mesmo no vácuo existem partículas virtuais.)
« Última modificação: 15 de Agosto de 2018, 15:54:12 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.638
  • Sexo: Masculino
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #285 Online: 15 de Agosto de 2018, 15:45:10 »
quando não dispõe de meios e conhecimentos científicos segue sua intuição?
Intuição não se presta pra descobrir como é a realidade — exceto na postura solipsista onde se sucedendo tudo dentro da mente o "real" é o que o achante ACHAR que é  :biglol:
NINGUÉM intuiu os fatos quânticos. Foi um choque pra todos tanto que ficou conhecido como "catástrofe" (do uv).
Nem ninguém "intui" nem entende por que a QM funciona (exceto os místicos da QM sem essa bobagem de matemática, claro). Tanto que vale o "cala a boca e calcula!" (não importa QUEM terá dito isso 1°; importa que é assim mesmo).
Claro, sim: intuição serve pra formular modelos matemáticos, mas cujos só são válidos quando baseados na observação do real externo (de novo: os solipsistas não acreditam num real externo, então pra eles não se aplica, claro).
Citar
E onde estão as contradições?
Não tem. Tanto pensar em termos de todo ("macro") quanto pensar em torno de partes ("micro") são válidos de acordo com o que se pretende de imediato.
EXISTE O aplicativo (pra ser modernoso e usar o que tá na moda... no meu tempo era programa));
EXISTEM as classes;
EXISTEM os métodos (que no meu tempo era funções ou sub-rotinas  :'().
Citar
segundo os céticos materialista tudo que existe é matéria
E por isso mesmo fiz questão de sublinhar que "matéria" em termos de física teórica é conceito impreciso e pouco útil.
« Última modificação: 15 de Agosto de 2018, 15:51:27 por Gorducho »

Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #286 Online: 15 de Agosto de 2018, 16:02:49 »
Lembrando que me refiro ao Holismo científico, que é igual a Teoria dos Sistemas Complexos e não ao Holismo Místico ou Religioso.

Minha ideia de prática holística é, PRINCIPALMENTE, de tentar entender a realidade por meio da interação entre energia e informação e como a primeira gera a segunda. A energia (em termos de física) gera dados (organizáveis em informação útil) ao ser convertida em outro tipo de energia. E não somente dados intangíveis, processados apenas por nossos cérebros ou computadores, mas também dados tangíveis dentro da realidade, como um objeto ou um animal por exemplo, já que o universo também é um processador gigantesco de realidade "real"  :biglol:
« Última modificação: 15 de Agosto de 2018, 16:05:38 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #287 Online: 15 de Agosto de 2018, 20:32:02 »
O Del Vechio é um Holista Radical. A divisão da realidade em partes também é necessária, pois é intratável tentar entender a realidade olhando apenas para o todo, é simplesmente impossível para a mente humana (talvez seja possível para futuros supercomputadores fodásticos). O Holismo e o Reducionismo devem se encontrar no caminho, um vindo de baixo e outro de cima, com as duas frentes sendo atacadas simultaneamente. Lembrando que me refiro ao Holismo científico, que é igual a Teoria dos Sistemas Complexos e não ao Holismo Místico ou Religioso.

(A Física moderna já sabe que não existe o nada absoluto. Mesmo no vácuo existem partículas virtuais.)
:ok:
Por que?

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #288 Online: 15 de Agosto de 2018, 21:13:10 »

Intuição não se presta pra descobrir como é a realidade — exceto na postura solipsista onde se sucedendo tudo dentro da mente o "real" é o que o achante ACHAR que é  :biglol:
NINGUÉM intuiu os fatos quânticos. Foi um choque pra todos tanto que ficou conhecido como "catástrofe" (do uv).
Nem ninguém "intui" nem entende por que a QM funciona (exceto os místicos da QM sem essa bobagem de matemática, claro). Tanto que vale o "cala a boca e calcula!" (não importa QUEM terá dito isso 1°; importa que é assim mesmo).
Claro, sim: intuição serve pra formular modelos matemáticos, mas cujos só são válidos quando baseados na observação do real externo (de novo: os solipsistas não acreditam num real externo, então pra eles não se aplica, claro).

esta endeusando o solipsismo ?
se "penso logo existe", pelo menos no meu mundo da imaginação.
Não existe  maior poder do que a imaginação? Errado! a imaginação só consegue criar novas formas transformando por associação as ja existentes que lhe são conhecidas.

digamos então que a intuição seria uma pre visão dessas novas formas (projetos) antes de terem sido realizadas fisicamente, isso sim é a tomar ciência de algo no mundo da imaginação e depois poder realiza-la no mundo externo para poder ser comprovada tal conhecimento como ciência.
por exemplo  simplista vemos todos os ingredientes ovos, farinha , manteiga, fermento  no mundo fisico e através da intuição conseguimos pre ver  concatenando em nossa mente todo processo para criação de um  bolo assado  para melhor  ser apreciado.
Dai para que nossa intuição vire uma ciência fisica  basta transformarmos   tal idéia em uma realidade fisica capaz de impressionar os sentidos. 
Disto resulta que muita realidades ainda perambulam por mentes intuitivas mal grado falta de fé ou por preguiça, muitas delas continuarão habitar apenas o mundo da imaginação, até que possa ser manifestado um gênio avatar.   


E onde estão as contradições?

Não tem. Tanto pensar em termos de todo ("macro") quanto pensar em torno de partes ("micro") são válidos de acordo com o que se pretende de imediato.

pensar em partes é o natural para sentidos limitados, pensar no todo somente é possível usando o sentido da intuição!
Por que?

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.638
  • Sexo: Masculino
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #289 Online: 16 de Agosto de 2018, 09:25:59 »
Pelo contrário. Eu não acredito em solipsismo. Pra mim existe um real externo, claro que processado pela mente dos humanos.
Citar
pensar no todo somente é possível usando o sentido da intuição!
Mas se cai em falso "conhecimento". "Achar" que "sabe".
É a mesma falácia dos religiosos "achando" que "explicam" o real. Ou em particular o espiritismo tentando ajustar o real a idealismos socialistas &c...


Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #290 Online: 16 de Agosto de 2018, 09:58:31 »
 A questão é se crê que ha dentro de você um "real interno".
você é uma pessoa transparente ou possui uma outra pessoa  escondida dentro de você? provavelmente disto deve ter surgido a expressão "sair do armário".
Se considera um ser dual? o aparente externo e o introvertido interno?

A psicologia sugismunda  crê na trindade humana formada pelo ID o ser imoral, o Ego o indeciso e o Super Ego um recalcado.

durante a vigília o ser humano resumi-se a ação destes 3 estados emocionais, durante o repouso  o mundo dos sonhos desperta um outro tipo de ser que pode ter uma personalidade bem adversa , algumas a ainda se encontram ligadas ao mundo real, outras literalmente viajam incorporando personagens totalmente desligados do mundo real, ou seja uma outra vida.
na pratica a vida real é o estado atual que a nossa consciência se encontra este é o solipsismo que mais importa ao ser isto ou aquilo.
Por que?

Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #291 Online: 16 de Agosto de 2018, 14:54:40 »
Citar
pensar no todo somente é possível usando o sentido da intuição!

Diria mais precisamente, que tentar visualizar o todo de sistemas muito complexos, somente com uso da imaginação (muitos diriam que ela faz parte da intuição). Porém, mesmo esta imaginação/intuição deve ser respaldada por algum referencial objetivo, que fica por conta do método científico.

A intuição ou imaginação certamente pode estar correta em vários casos, só que comparado com o método científico, é muito menos eficiente, errando muito mais se aplicada sozinha. Sem um referente objetivo, observável e numerável dentro da realidade, ficamos sem um norte minimamente confiável para seguir.
« Última modificação: 16 de Agosto de 2018, 14:58:21 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #292 Online: 16 de Agosto de 2018, 15:23:56 »
O que há de tão especial na ciência?

Por que o cientificismo é preferível à sua alternativa “humanista”? A resposta usual é porque o enfoque científico dá mais resultados do que suas alternativas: tradição, intuição ou instinto (em particular, Verstehen), tentativa e erro, e contemplação do próprio umbigo (em particular, modelagem matemática a priori). Mas, por sua vez, esta resposta levanta a pergunta: por que a ciência funciona melhor?
 
Respondo: a via científica é a que melhor conduz às verdades objetivas ou impessoais, porque ela se adequa ao mundo e ao nosso aparato cognitivo. Na verdade, o mundo não é uma coleção de pedaços de aparências como imaginaram Ptolomeu, Hume, Kant, Comte, Mill, Mach, Duhem, Russell e Carnap, mas o sistema de todos os sistemas materiais. E os seres humanos podem aprender a usar e a aguçar não só os seus sentidos – que só dão aparências – mas também a sua imaginação, assim como controlá-la de quatro maneiras diferentes: pela observação, pelo experimento, pelo cálculo e pela compatibilidade com outros elementos do conhecimento anterior.

Além disso, ao contrário da superstição e da ideologia, a ciência pode crescer exponencialmente por um mecanismo conhecido: a retroalimentação positiva, em que parte do produto é investido no sistema. Mas é claro que a continuação deste processo exige investir cerca de 3% do PIB na investigação e desenvolvimento, e isso é algo que os políticos anticientificistas não estão dispostos a fazer.

Isto aplica-se, em particular, à investigação politológica, que a National Science Foundation deixou de subsidiar por ater-se à restrição de “mal gasto” aprovada pelo senado dos Estados Unidos em 2013. Não é emblemático que Condorcet, um grande politólogo e redator do primeiro manifesto cientificista, tenha cometido suicídio para evitar que guilhotinassem Robespierre, admirador de Rousseau, a quem antepôs o sentimento ao raciocínio?

Em resumo, a adesão ao cientificismo tem sido muito rentável tanto culturalmente como economicamente, enquanto que a obediência ao anticientificismo ameaça o crescimento do saber, que, embora com alguns retrocessos temporários, vem ocorrendo desde os tempos de Galileu, Descartes e Harvey.

* Este texto é parte do artigo “Elogio ao Cientificismo”, de Mario Bunge, que encabeça o livro de título igual, Elogio ao Cientificismo, compilado por Gabriel Andrade e editado pela editora Laetoli em sua Biblioteca Bunge, que estará à venda nos próximos dias. Outros autores deste livro coletivo são Peter Schlötter, Dominique Raynaud, Gustavo E. Romero, Eustoquio Molina, Telmo Pievani, Víctor-Javier Sanz, Carlos Elías, Andrés Carmona e Miguel A. Quintanilla.

** O artigo foi traduzido por Douglas Rodrigues, graduando em filosofia, estagiando em microbiologia com aplicação à astrobiologia e fundador do Universo Racionalista.
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #293 Online: 16 de Agosto de 2018, 17:37:57 »
Citar
pensar no todo somente é possível usando o sentido da intuição!

Diria mais precisamente, que tentar visualizar o todo de sistemas muito complexos, somente com uso da imaginação (muitos diriam que ela faz parte da intuição). Porém, mesmo esta imaginação/intuição deve ser respaldada por algum referencial objetivo, que fica por conta do método científico.

A intuição ou imaginação certamente pode estar correta em vários casos, só que comparado com o método científico, é muito menos eficiente, errando muito mais se aplicada sozinha. Sem um referente objetivo, observável e numerável dentro da realidade, ficamos sem um norte minimamente confiável para seguir.

a intuição também pode surgir da observação do conhecido tentando imaginar como é o desconhecido, logo este tipo de intuição propõe que o  desconhecido seja tão natural quanto o conhecido.
Por que?

Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #294 Online: 16 de Agosto de 2018, 18:36:21 »
Citar
A intuição ou imaginação certamente pode estar correta em vários casos, só que comparado com o método científico, é muito menos eficiente, errando muito mais se aplicada sozinha. Sem um referente objetivo, observável e numerável dentro da realidade, ficamos sem um norte minimamente confiável para seguir.

a intuição também pode surgir da observação do conhecido tentando imaginar como é o desconhecido,

A intuição só pode surgir a partir do que se sabe. Não é? Inclusive a observação da realidade conhecida é justamente o estágio inicial do método científico: observação -> hipótese -> teste -> ... Então, a observação do que se conhece é muito necessária certamente.

Citar
logo este tipo de intuição propõe que o  desconhecido seja tão natural quanto o conhecido.

Certamente que o desconhecido existe, e em muito maior grau que o conhecido. O desconhecido é o que chamamos de caos, aquilo que para nós não possui ordem com algum sentido. O Caos domina o Universo, do nosso ponto de vista. Nossas consciências e outros sistemas complexos adaptativos conhecidos são ilhas de baixa entropia que conseguimos detectar neste mundo de caos, dado o nosso nível de conhecimento sobre a realidade.

Porém, o desconhecido é inútil, pois não podemos usá-lo pra nada. O melhor que devemos fazer em relação a coisas desconhecidas que interferem diretamente na sociedade, é utilizar a democracia mais ampla possível pra decidir o que se fazer.
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #295 Online: 17 de Agosto de 2018, 09:15:15 »
A intuição só pode surgir a partir do que se sabe. Não é?
A consciência só pode surgir dos dados externos que se conhece através dos sentidos, sua lógica será reconhecida proporcionalmente a capacidade de concatenar prever imaginar novas formas , montar conjuntos com alguma finalidade especifica e depois poder de fato agir na matéria externa e tornar real seus pensamentos, quanto mais os resultados são  próximos do imaginado, mais lógica sera a sua consciência!
Ja a intuição pode surgir do que se sabe e tambem do que não se sabe:
Do que se sabe podemos se intuídos a inventar novas formas conjuntos com fins específicos, ou alguma solução ou resposta para poder desvendar alguns fenômenos conhecidos  , disso vem as lei físicas.
Mas tambem podemos prever o futuro, ou pressentir acontecimentos distantes, neste quesito um bom exemplo é a intuição dos pais.
Inclusive a observação da realidade conhecida é justamente o estágio inicial do método científico: observação -> hipótese -> teste -> ... Então, a observação do que se conhece é muito necessária certamente.
Considerando a formação da consciência somente  a partir do mundo percebido, conhecido, me intriga a origem do conhecimento nato? 



Certamente que o desconhecido existe, e em muito maior grau que o conhecido. O desconhecido é o que chamamos de caos, aquilo que para nós não possui ordem com algum sentido.
somos um caos(o) sério
ok falta de ciência é mesmo um caos (o) sério

O Caos domina o Universo, do nosso ponto de vista. Nossas consciências e outros sistemas complexos adaptativos conhecidos são ilhas de baixa entropia que conseguimos detectar neste mundo de caos, dado o nosso nível de conhecimento sobre a realidade.
Porém, o desconhecido é inútil, pois não podemos usá-lo pra nada. O melhor que devemos fazer em relação a coisas desconhecidas que interferem diretamente na sociedade, é utilizar a democracia mais ampla possível pra decidir o que se fazer.
deveríamos então nascer adultos?
Por que?

Offline Del vechio

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 211
Re:Ceticismo X Crença..... qual caminho a seguir?
« Resposta #296 Online: 17 de Agosto de 2018, 09:21:23 »

Porém, o desconhecido é inútil, pois não podemos usá-lo pra nada. O melhor que devemos fazer em relação a coisas desconhecidas que interferem diretamente na sociedade, é utilizar a democracia mais ampla possível pra decidir o que se fazer.

dois ponto de vistas necessitam de um intermediário:

- poder exercer o livre arbitrio forma a consciência que determina o ser, porque um ser sem vontade própria não existe para ele mesmo, apenas para os outros.

- seres sociais natos necessitam compartilhar sentimentos e ações
Por que?

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!